VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas

Lula e o exorcismo que vem aí

02 de novembro de 2012 às 20h52

por Luiz Carlos Azenha

Uma capa recente do Estadão resumiu de forma enxuta os caminhos pelos quais a oposição brasileira pode enveredar para tentar interromper aos 12 anos o domínio da coalizão encabeçada pelo PT no governo federal.

De um lado, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeria renovação do discurso do PSDB.

De outro, um novo depoimento de Marcos Valério no qual ele teria citado o nome do ex-presidente Lula:

Valério foi espontaneamente a Brasília em setembro acompanhado de seu advogado Marcelo Leonardo. No novo relato, citou os nomes de Lula e do ex-ministro Antonio Palocci, falou sobre movimentações de dinheiro no exterior e afirmou ter dados sobre o assassinato do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel.

Curiosamente, no dia seguinte acompanhei de perto uma conversa entre quatro senhores de meia idade em São Paulo, a capital brasileira do antipetismo, na qual um deles argumentou que Fernando Haddad, do PT, foi eleito novo prefeito da cidade por causa do maior programa de compra de votos já havido na República, o Bolsa Família. Provavelmente leitor da Veja, ele também mencionou entrevista “espírita” dada por Marcos Valério à revista, na qual Lula teria sido apontado como chefe e mentor do mensalão.

Isso me pôs a refletir sobre os caminhos expressos naquelas manchetes que dividiram a capa do Estadão.

Sobre a renovação do discurso do PSDB sugerida pelo ex-presidente FHC, pode até acontecer, mas não terá efeito eleitoral. O PT encampou a social democracia tucana e, aliado ao PMDB, ocupou firmemente o centro que sempre conduziu o projeto de modernização conservadora do Brasil. Ao PSDB, como temos visto em eleições recentes, sobrou o eleitorado de direita, o eleitorado antipetista representado pelos quatro senhores de meia idade e classe média que testemunhei conversando no Pacaembu.

Estimo que o eleitorado antipetista represente cerca de 30% dos votos em São Paulo, capital, talvez o mesmo em outras metrópoles. Ele alimenta e é alimentado pelos grandes grupos de mídia, acredita e reproduz tudo o que escrevem e dizem os colunistas políticos dos grandes jornais e emissoras de rádio e TV. Há, no interior deste grupo de 30% dos eleitores, um núcleo duro dos que militam no antipetismo, escrevendo cartas aos jornais, ‘trabalhando’ nas mídias sociais e participando daquelas manifestações geralmente fracassadas que recebem grande cobertura da mídia do Instituto Millenium.

Este processo de retroalimentação entre a mídia e os militantes do antipetismo é importante, na medida em que permite sugerir a existência de uma opinião pública que reflete a opinião publicada. É por isso que os mascarados de Batman, imitadores de Joaquim Barbosa, aparecem com tanta frequência na capa de jornais; é por isso que os jornais escalam repórteres e fotógrafos para acompanhar os votos de José Dirceu e José Genoíno e geram um clima de linchamento público contra os condenados pelo STF; é por isso que os votos de Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski nas recentes eleições foram usados de forma teatral para refletir a reação da “opinião pública” (de dois ou três, diga-se) ao “mocinho” e ao “bandido” do julgamento do mensalão. Curiosamente, ninguém se interessou em acompanhar os votos de Luiz Fux e Rosa Weber.

O antipetismo é alimentado pelo pensamento binário do nós contra eles, pelo salvacionismo militante segundo o qual do combate às saúvas lulopetistas dependem a Família, a Pátria e a Liberdade.

Criar essa realidade paralela é importante. Em outras circunstâncias históricas, foi ela que permitiu vender a ideia de que um governo popular estava sitiado pela população. Sabe-se hoje, por exemplo, que João Goulart, apeado do poder pelo golpe cívico-militar de 1964 com suporte dos Estados Unidos, tinha apoio de grande parcela da população brasileira, conforme demonstram pesquisas feitas na época pelo Ibope mas nunca divulgadas (por motivos óbvios).

[Ver aqui sobre o apoio a Jango]

Hoje, o mais coerente partido de oposição do Brasil, a mídia controlada por meia dúzia de famílias, forma, dissemina e mede o impacto das opiniões da militância antipetista. O consórcio midiático, no dizer da Carta Maior, produz a norma, abençoa os que se adequam a ela (mais recentemente a ministra Gleisi Hoffmann, que colocou seus interesses particulares de candidata ao governo do Paraná adiante dos do partido ao qual é filiada) e pune com exílio os que julga “inadequados” (o ministro Lewandowski, por exemplo).

Diante deste quadro, o Partido dos Trabalhadores, governando em coalizão, depende periodicamente de vitórias eleitorais como uma espécie de salvo conduto para enfrentar a barulhenta militância antipetista.

Esta sonha com as imagens da prisão de José Dirceu, mas quer mais: o ex-presidente Lula é a verdadeira encarnação do Mal. É a fonte da contaminação do universo político — de onde brotam águas turvas, estelionatos como o Bolsa Família e postes eleitorais que só servem para disseminar o Mal.

O antipetismo é profundamente antidemocrático, uma vez que julga corrompidos ou irracionais os eleitores do PT. Corrompidos pelo “estelionato eleitoral” do Bolsa Família ou incapazes de resistir à retórica demagoga e populista do ex-presidente Lula e seus apaniguados.

A mitificação do poder de Lula, como se emanasse de alguém sobre-humano, é essencial ao antipetismo. Permite afastar o ex-presidente de suas raízes históricas, dos movimentos sociais aos quais diz servir, desconectar Lula de seu papel de agente de transformação social. O truque da desconexão tem serventia dupla: os antipetistas podem posar de defensores do Bem sem responder a perguntas inconvenientes. Quem são? A quem servem? A que classe social pertencem? Qual é seu projeto político? Quais são suas ideias?

A crença de que vencer eleições, em si, será suficiente para diminuir o ímpeto antipetista poderá se revelar o mais profundo erro do próprio PT diante da conjuntura política. O antipetismo não depende de votos para existir ou se propagar. Estamos no campo do simbólico, do quase religioso.

Os quatro senhores do Pacaembu, aos quais aludi acima, estavam tomados por uma indignação quase religiosa contra Lula e o PT. Pareciam fazer parte de uma seita capaz de mobilizar todas as forças, constitucionais ou não, para praticar o exorcismo que é seu objetivo final. Como aconteceu às vésperas do golpe cívico-militar de 64, o que são as leis diante do imperativo moral de livrar a sociedade do Mal?

Leia também:

JC: Flertando com uma teoria da conspiração

Altamiro Borges: Mídia prepara bote contra Lula

Carlos Lopes: Passadas as eleições, pressa do STF “sumiu”

Lincoln Secco: PSDB e Eduardo Campos só têm chance em 2014 se houver ”crise catastrófica”

Marcos Valério, o jogo político e a investigação do ex-presidente Lula

Vereador que fez campanha por Serra antecipa proposta de Haddad

Corrigindo o diagnóstico de Aécio Neves sobre o resultado eleitoral

Breno Altman: Quem tem domínio de fato, na democracia, é o povo

Fernando Ferro: Verba publicitária e sadomasoquismo

 

171 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

antonio barbosa filho

24/12/2012 - 07h19

Sabendo como é difícil criticar o PT sem ser logo rotulado de “direita” ou “tucano”, atrevo-me a dizer que o PT erra, desde o governo Lula, em despolitizar o processo político. Os que se beneficiam desses 10 anos, em sua maioria, acham que tudo de bom ocorreu porque o “Lula é um cara legal”, “é dos nossos”. Esta personalização é reacionária! Os governos do PT precisam falar um pouquinho em Socialismo, ou em conquistas populares, ou em conscientização do povo. Ou sempre teremos um(a) presidente sòzinhos para barrar a direitona golpista com todo seu arsenal midiático – quando não, de armas mesmo. Um pouquinho de Chávez, Morales ou Mujica não fazem nada mal à Democracia.

Responder

Cláudio

01/12/2012 - 22h21

Tão atacando até de caso extraconjugal… Saiba-se lá o que ainda pode vir por aí…

Responder

Hildermes José Medeiros

29/11/2012 - 21h00

Comprovando viés oposicionista, basta ver a gracinha que está o Supremo Tribunal Federal-STF, na mão desses juízes. A conta de chegar que chamam de dosimetria da pena, como se alguém pudesse medir algo subjetivo, mostra na mão de quem está o destino do cidadão, que não foi chamado para escolher esses ilustres juízes, quando vemos um deputado do PT acusado de locupletar-se de R$ 50.000,00 receber uma pena de mais de nove anos de reclusão em regime fechado por ter se beneficiado de recursos ilícitos, quando outro político de outro partido, que confessou ter recebido da mesma fonte, o PT, mais de R$ 4.500.000,00 (90 vezes mais) de mesma natureza ilícita, dizendo que era para distribuir em sua base, sem ter declinado a quem destinou essa montanha de dinheiro, pega apenas sete anos e vai pagar em regime semiaberto. Tudo porque, contrariado por se sentir desatendido no que desejava, denunciou o esquema. Os juízes da Suprema Corte nem de longe admitiram que o figurão estivesse embolsando esses recursos para enriquecer. Foi uma ação que beneficiou, está dito a exaustão, a atuação do STF no julgamento da Ação Penal nº 470. É, ou não, uma piada pronta, de mau gosto é verdade, mas piada. Agora, vejam só: é com uma lógica (?) dessa, com um esquema de aferição dessa ordem, que se dão ao luxo de julgar pessoas. Seria tão somente ridículo se não estivessem prejudicando pessoas e escancarando o propósito que não podem esconder de atingir o PT e seus membros. Sem entrar no mérito do que se julga, trata-se de uma injustiça. Dosimetria é o desejo de atingir ou não a quem esteja em julgamento, de modo a repassar que a extensão e rigor da pena deveu-se a uma medição, não teve base o sentir, o viés ideológico e compromissos do julgador, que nesse julgamento está mais do que claro.

Responder

Carla

19/11/2012 - 14h53

Lendo a entrevista do El Pais à Dilma Rousseff, descobri uma mulher que encheu de comentários pesados o fundo do artigo. Essa moça tem uma página no ESKUP cheia de insultos e calunias ao Lula.
Acho que não foi correto por parte do El País deixar esses comentários e não acho certo que ela continue publicando todos esses insultos à nosso ex Presidente da República.
http://eskup.elpais.com/55555

Responder

Mario

18/11/2012 - 12h54

ASSINEM O MANIFESTO DE APOIO AO MINISTRO RICARDO LEWANDOWISK no Blog da Cidadania :

http://www.blogdacidadania.com.br/

Responder

Roberto Locatelli

13/11/2012 - 11h14

A condenação de Dirceu e Genoino já está consumada. Agora, o próximo passo dos golpistas é a condenção de Lula. Acho que eles terão sucesso. Depois, vem a cassação do mandato de Dilma, pois ela tem o “domínio dos fatos” e, finalmente, a cassação do registro do PT, proibindo-o de disputar novas eleições.

Não acho que o povo sairá às ruas. Haverá só indignação silenciosa e frustração.

O governo golpista implantará no Brasil a mesma política econômica que está afundando a Europa. Prepare-se para ficar desempregado(a). O Brasil andará para trás. Quando houver muita fome, miséria e opressão, aí sim o povo se revoltará.

O Brasil, nessse meio tempo, perderá muito. Todas as conquistas sociais obtidas nos governos Lula e Dilma serão destruídas. O país cairá para 15ª economia do mundo, posto que já ocupou nos tempos de FHC. Ou até cairá ainda mais.

Responder

    Silvio - Sampa

    30/11/2012 - 18h52

    Locatelli, por favor, não viaja…Talvez eu não queira enxergar o que está acontecendo, mas não acredito nisso de forma alguma!

Miraí

09/11/2012 - 16h16

Uns dias antes de estourar o mensalão, tive o desprazer de ouvir um grupo de antepetistas, na Praça da Liberdade SP-SP,com um comentário bem sinistro,sobre a queda de Lula, fiquei horrorizada mas, só entendi depois que estourou o escandânlo do mensalão-

Responder

Carbone

08/11/2012 - 10h34

Não podemos tolerar esse tipo de articulação e perseguição a um partido político , no caso, o PT.
O PGR-Roberto Gurgel e STF não podem ser partidários, é obrigação desses profissionais serem isentos e não agir para prejudicar partidos ou mesmo ter comportamento tendencioso a favor de partidos ou pessoas…Ficou bem claro que o julgamento dos réus do mensalão foi político, feito durante período eleitoral para prejudicar o PT…
Já que agiram dessa forma com relação ao PT, devemos exigir que eles façam o julgamento do mensalão tucano durante as eleições de 2014.
Que vergonha o STF se comportar dessa maneira, a população tem que se mobilizar para que isso não aconteça mais,

Responder

vinicius

05/11/2012 - 16h46

Azenha, as opiniões dos quatro senhores em São Paulo não causam nenhuma preocupação em mim.

O preocupação é que jovens, próximos de mim, pensam e tentam, timidamente, expressar as mesmas opiniões desses quatro senhores.

Nos últimos cinco meses decidi não expressar meus pensamento políticos para jovens com os quais convivo. Percebi que minha tentativa de mostrar outro lado seria inócua ou poderia levá-los a defesa intransigente de ponto de vista semelhante ao dos quatro senhores.

Responder

Flávio Prieto

05/11/2012 - 14h42

Temos que intensificar nossas ações em blogs e redes sociais, denunciando esse golpismo permanente. Minha pequena contribuição em meu modesto bloguinho:
http://salafehrio.blogspot.com.br

Aquele abraço y mil gracias por acceder!

Responder

brisa

04/11/2012 - 21h01

Oi Azenha, eu escrevi algo do genero do seu texto nos comentarios do conversa afiada mas nao foi publicado. Tambem acho que o PT precisa politizar e fazer o debate politico aparecer. O Haddad falou em sua campanha em nao colocar os interesses partidarios acima dos interesses da populacao e eu acho que é com mensagens como essa que se precisa politizar as discussões para esclarecer o maior numero de pessoas. Isso é importante para ajudar a compor legislativos com o maior numero de apoiadores fieis das decisoes executivas. Me lembro que escrevi que a gente precisa se lembrar que a democraia é o governo da MAIORIA e uma maioria no congresso ajudaria muito. Por isso, ser quase pedagogico, a respeito de questoes politicas importantes ajudaria a fazer mais pessoas enxergar que elas estão jogando o jogo de interesses das elites. é preciso colocar os pingos nos is da ideologia hegemonica. gde abraço!

Responder

JC

04/11/2012 - 20h07

Está acontecendo de novo debaixo do nariz de todos os Brasileiros, os mesmos Marinho que derrubaram Getúlio querem derrotar Lula/Dilma, o Assis Chateaubruand do passado é o Civita de hoje, a vaga do Lacerda é disputada a tapa pelo Merval, Reinaldo Azevedo e Noblat’s da vida. A história esta se repetindo, os barões da mídia a serviço dos EUA não suportam a divisão das riquezas do Brasil com os pobres como está acontecendo depois da era Lula, povo bem alimentado e entrando em faculdade é perigoso.

Responder

Hugo Fontes

04/11/2012 - 19h47

Vamos encher a caixa postal do PT exigindo uma reação imediata contra mais esse golpe. Segue meu texto abaixo.

Como militante do PT desde 1988, gostaria de ver uma atitude mais enérgica do Partido dos Trabalhadores contra essa imprensa golpista, em especial, a revista Veja. As gravações da polícia federal na CPI do Cachoeira prova que capas e matérias foram produzidas para prejudicar os governos do PT, inclusive um de seus “jornalistas”, Policarpo Jr., está comprovadamente envolvido com o crime organizado, Enquanto isso, a maioria dos membros da CPI relutam em convocá-lo para depor e dar explicações. A imprensa golpista dá um golpe atrás do outro e agora tenta atingir o ex-Presidente Lula, acusando sem provas um dos presidentes mais populares da história, de criminoso. É extremamente decepcionante que o partido político que mudou o Brasil esteja tão apático e, no mínimo, não processe essa revista e todos que o acusam. O PT precisa reagir e fazer com que haja punição a quem nos acusa sem provas. Já não basta o golpe previamente anunciado dado pelo STF e pelo procurador-geral da república, Gurgel, na ação penal nº 470.
É urgente e necessária a reação do PT para não colocarmos o futuro do partido, do governo e de nossas conquistas em risco.

Responder

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 21h20

    Parto da premissa de que o PT é a liderança. Parto da premissa de que tudo é uma questão de tempo. Parto da premissa de que existe hoje condições tecnológicas para uma leitura histórica inigualável. Parto da premissa de que existe em decorrência disto uma estratégia suficientemente bem montada e suficientemente flexível.

    _________________________

    No entanto,

    ___________________

    Tempo em demasia na situação de acanhamento como a que temos vivido pode fazer admitir hipótese de impotência política injustificável. Tempo em demasia em responder à altura os ataques recebidos podem fazer desvanecer o espírito e o moral da tropa. Hora do revide civilizatório? Não sei. Hora de resistir, sim.

Fabio Passos

04/11/2012 - 19h27

Responder

Fabio Passos

04/11/2012 - 19h24

Não há dúvida que o PiG é o grande incitador do ódio contra Lula.
São golpistas descarados. Desprezam o povo e a democracia.

Enquanto houver PiG a democracia no Brasil corre perigo.

Responder

Carlos

04/11/2012 - 16h19

Azenha, o que considerei gravíssimo foi o aspecto religioso, que você tão bem focalizou. A religião quando prega o amor, é uma coisa edificante e salutar; mas quando ela prega o ódio. Aí então, tudo se torna demasiadamente perigosa. A razão dá lugar a maquinações diabólicas, que envolvem golpes violentos, julgamentos sumários, preconceitos diversos, violência, agressões, xingamentos e coisas afins.

Responder

Elias

04/11/2012 - 14h56

Excelente artigo de Luiz Carlos Azenha cujo título me apavora. Espero que tal exorcismo nunca venha.

Responder

neopartisan

04/11/2012 - 14h27

A história não é uma carroça abandonada na beira da estrada. http://m.youtube.com/#/watch?feature=youtu.be&v=n6HV-Jpc3I8&desktop_uri=%2Fwatch%3Fv%3Dn6HV-Jpc3I8%26feature%3Dyoutu.be&gl=BR

Responder

Beto

04/11/2012 - 14h26

Quem será o nosso Robespierre do golpe? Ele não deve esquecer que a história sempre se repete. No fim, o POVO fará a cobrança final. Sorte deles que não há mais calabouço nem guilhotina para os traíras!

Responder

anac

04/11/2012 - 14h04

Provavelmente os senhores de 60, que agridem pelo simples fato de alguem estar com uma camisa do PT, com certeza absoluta a noite frequentam os templos cristão e rezam ao dormir.
So nos restar concluir que os canalhas tmb envelhecem…
Façamos um esforço de imaginação e transportemos esses velhacos há 2012 anos quando um carpinteiro vestido de forma andrajoza e acompanhado pelos que viviam a margem da sociedade, ousou se dizer o profeta, filho de Deus, confrontando os poderosos – rabinato e governante Pilatos – de então. Com toda certeza estariam na turba que condenou Jesus a a tortura e a morte e decidiu por Barrabás. De qual lado estariam? Da turba que condenou Jesus a a tortura e a morte e escolheu por Barrabás.

Acusariam no minimo Jesus por ser populista ao pregar dar agua a quem tem sede e pão a quem tem forme. Na otica deles o certo seria Jesua mandar o sedento e o faminto trabalhar para adquirir o que necessitavam.
Acusariam Jesus de implementar o primeiro bolsa familia do mundo para convencer os incautos de que era filho de Deus..

Responder

Ricardo J. Fontes Almeida

04/11/2012 - 13h52

Para contribuir para entender o pensamento golpista enraizado nas condutas desta elite brasileira, precisamos retornar ao fato mais recente da nossa história, o Golpe Militar de 1964. Há hoje trabalhos de pesquisa documentais daquela época que estão dando origem a documentários que merecem ser vistos e refletidos por todos os brasileiros. Indico a quem tiver interesse em conhecer fatos, e com isto, compreender o que ocorre hoje no Brasil. Um destes materiais que pode ser encontrado no youtube chama-se ….”TOP SECRET” – A Conspiração contra o Brasil …. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=0cY_khg-yLw ….. Verão que as artimanhas usadas estão, novamente, presentes nas manobras midiáticas recentes …… NOSSA UNICA ARMA É RECONHECE-LAS PARA COMBATE-LAS.

Responder

denis dias ferreira

04/11/2012 - 13h43

Em 64, não foi apenas João Goulart que foi golpeado. Foi toda a esquerda. Tem esquerdinha que, hoje, menospreza esse fato. É bom que se entenda que o objetivo fundamental desses golpistas atuais é atingir a esquerda como um todo e não somente o Lula e o PT. E por falar em 64, 2014 será o ano das comemorações dos 50 anos da “Revolução de Março” daquele funesto ano!

Responder

JC

04/11/2012 - 13h34

Não podemos subestimar a canalhada direitista! Eles são da mesma fossa (de uma geração posterior, é verdade) de onde saíram aqueles que planejaram explodir o Gasômetro no RJ e matar milhares de inocentes só para justificar o extermínio da resistência aos golpistas de 64! São oriundos também da mesma latrina dos militares e civis que aceitaram que uma poderosa frota naval dos EUA ficasse às nossas costas para atacar os brasileiros caso houvesse resistência mais duradoura ao Golpe! São da mesma canalha que tentou com apoio dos Frias, fechar o país em 77/78, para evitar a tênue abertura de Geisel! São reacionários ao extremo! Não concordam com a mais tênue eqüidade na distribuição da riqueza gerada no Brasil! Dilma esteve iludida com eles e tentou até uma distensão. Agora, tentam dar uma “hondurada” no Brasil. ACORDA, DILMA! Faça uma Ley de Médios (com ou sem HIBernardo), incentive os estudantes para a comunicação horizontal e produção de conteúdo para internet, propague a desconfiança na velha mídia conservadora, acabe com a propriedade cruzada dos meios de comunicações! Revele os intestinos pútridos desta imprensa podre ao país!

Responder

Jonas

04/11/2012 - 13h26

GENTE, vamos repassar esse video!!!

http://www.youtube.com/watch?v=ndC4eHnWu7g&feature=youtu.be

Responder

Nelson Menezes

04/11/2012 - 12h36

Infelizmente O presidente LULA,corre um sério risco de sofrer um atentado,quando perceberem que não haverá a nenor possibilidade da direita voltar ao poder por vias do voto a C.I.A entrará em ação,ou alguem acha que os Yanks vão deixar a Venezuela, Brasil e a Argentina comandar a hegemonia politica na America Latina,mas não vai mesmo,então eles estão direcionando suas baterias para o Brasil ,onde o governo tem medo, é fraco e está sendo totalmente dominado por meia duzia de familias da Direita raivosa que comanda as comunicações e o STF ;O fato é este,pega-se primeiro o Lula pelo dominio do fato,caso não consigam,a vida do Lula esta em eminente risco,depois e a vez da presidenta Dilma,que segundo em reúniões da cupúla da direitona (banqueiros e empresários) de 2014,ela não passa,o recado está dado,a Metrópole quer voltar a dar as cartas em seu quintal,quintal este que o Presidente Lula tirou de suas mãos,isto eles não perdoam ,a direitona raivosa e os Yanks sabém muito bem disto ,para quebrar a hegemonia politica deste continente e fazer frente e quebrar o avanço do socialismo venezuelano é muito mais facil e extratégico voltar a ser dono do nosso País.

Responder

Marcos Coimbra: Me engana que eu gosto… « Viomundo – O que você não vê na mídia

04/11/2012 - 11h45

[…] Lula e o exorcismo que vem aí […]

Responder

Julio Silveira

04/11/2012 - 11h32

Na minha opinião, o grande erro que os petistas podem cometer é justamente sentirem-se esse centro do universo da esquerda. Esse sentimento que não permite que dêem credito a outros partidos que sigam a mesma linha ideologica também lhes negando espaço, que costumeiramente provoca cizão na esquerda, tão reclamado. Mas que tão pouco generoso se pércebe na hora de repartir, quando são os partidários do maior desse espectro os dominantes. E essa leitura tão arrogantemente egocentrica só demonstra isso, não que não hajam motivos para se criticar a direita e seus representantes em todos os quadrantes de nossa elite, pobre de valores e colonizada, mas pela demonstração maniqueista de que deles emanam até a clarividência para determinam serem ele as vitimas fundamentais e elementares da direita brasileira. O petistas agem como algumas seitas fundamentalistas acreditam-se os unicos representantes da esquerda. Prejudicam a aglutinação dela, constantemente apontando os pecados lógico, dos outros, inclusive do mesmo campo, e via de regra esquecendo o contexto da luta, e de seus verdadeiros alinhados, não necessariamente aliados, pelas circunstâncias, na busca pela independencia social, ambição que deveria ser a maior.

Responder

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 12h14

    E haveriam de dar crédito a quem? Ao Bob Freire?

    Julio Silveira

    04/11/2012 - 18h58

    Esse é uma artimanha inteligente, se pega o pior para generalizar na busca pela motivação para explicar as praticas. Mas, também com mão de gato de joga para debaixo do tapete as proprias incoerências. Eu entendo isso, afinal faz parte da cultura adquirida de sobrevivencia e busca de poder. Talvez esteja aí a preferencia pelas associações a direita.
    Ou será que elas não existem e estou apenas tentando desqualificar o partido tão perseguido pela direita injusta, que não percebe como buscam associação com ela? Inclusive aderindo a algumas praticas imprestaveis dela, para “bem do Brasil”.
    Para mim, o PT de hoje, esse que saiu da crisalida, ao invés de ter se tranformado em borboleta, virou mariposa e busca mais holofote e talvez seja esse o motivo da preocupação.

    Morte a gLobo

    04/11/2012 - 15h04

    è necessário pedir espaço ao pt para para confirmar-se tb como representante da esquerda ? Que conversa é essa, arruma outra. Luta e bastante luta, o melhor caminho.

    Julio Silveira

    04/11/2012 - 19h06

    Anonimo e ainda por cima um adepto de Hades, para ti não tem resposta és muito raso.

Remindo Sauim

04/11/2012 - 11h22

Estão preparando o enredo para matar o Marcos Valério, assim como mataram o Celso Daniel, e depois colocar a culpa no PT. É o velho esquema udenista, do racismo e do ódio ao povo brasileiro. Para eles, tudo que é bom está em Miami. Onde eles tem suas casas de veraneio. Inclusive ministros do supremo.

Responder

Lula e o exorcismo que vem aí « Ficha Corrida

04/11/2012 - 11h10

[…] Lula e o exorcismo que vem aí « Viomundo – O que você não vê na mídia Rate this:Sirva-se:Gostar disso:GosteiSeja o primeiro a gostar disso. Deixe um comentário […]

Responder

Patrícia Monteiro

04/11/2012 - 10h33

Adoraria que a oposição de esquerda se fortalecesse no Brasil. Mas é a direita que range os dentes quando ouve falar no crescimento do PT. É à direita que interessa a polarização da política com apenas dois grandes partidos; é à direita que interessa a pregação contra a corrupção recente (sem fazer menção à corrupção praticada pela direita, nem aos empresários beneficiados por ela); é à direita que interessa a interpretação de que o sucesso eleitoral do PT deve-se exclusivamente à influência pessoal do Lula, como se o PT não tivesse uma história de negociação com vários movimentos sociais nem militância desde a sua fundação; é à direita que interessa o discurso do medo ou a demonização da política.

O discurso anti-política só serve à direita. A mania de falar em “gestão” vem da ideia de que já está tudo pronto e ordenado, agora basta levar adiante. Para uma certa parcela da população, que não percebe mais o quanto é usuária de serviços públicos, é possível até pregar a diminuição do Estado. Afinal, as pessoas que pregam a diminuição do Estado têm seus direitos trabalhistas respeitados (ou são empresárias), as ruas onde moram têm calçamento, as calçadas são bem conservadas, as suas casas têm água tratada e coleta de esgoto, essas pessoas têm renda suficiente para pagar planos de saúde, escolas particulares e segurança privada.

Felizmente faço parte da população que tem os seus direitos garantidos, não sou uma pobre coitada. Mas reconheço que faço parte de uma minoria, que ainda há muito a ser feito. Não basta “gerir” o que já está pronto, é preciso MUDAR e INVENTAR novas soluções para problemas antigos. E mudança se faz com política. Não necessariamente apenas com política partidária, mas certamente apenas a “gestão” é insuficiente.

O PSDB é a direita envergonhada, que tenta se vender como um partido de “intelectuais” e “bons gestores” da economia. Adora falar em soluções “técnicas”, prometer que não irá “politizar” certos ministérios ou secretarias, que garantirá a “segurança jurídica” dos contratos firmados com grandes empresas, etc. Quando é do seu interesse, o PSDB usa o discurso do medo dos esquerdistas, como se todos fossem baderneiros e/ou bandidos.

Acontece que política é exatamente a mudança de uma certa ordem estabelecida. Qualquer mudança que seja de fato importante parecerá a esses “senhores de bem” uma subversão ou, no limite, até mesmo um crime. Basta ver o que fazem com os sem-teto que ocupam prédios abandonados.

Não me esqueço da resposta que Celso Amorim deu a algum entrevistador quando questionado se não estaria “politizando demais” a diplomacia brasileira. Ele respondeu simplesmente: política externa é POLÍTICA!

Vejo com preocupação as recentes discussões em torno dos apoios de líderes religiosos a certas candidaturas, a batalha em torno dos direitos de homossexuais e transgêneros e o recrudescimento de outras bandeiras conservadoras, como a criminalização do aborto. Tomara que a direita não se desespere e não tente “colocar ordem na casa preventivamente”, como fez em 1964. Em nome da ordem, dos bons costumes e diante da “ameaça da ditadura comunista”, resolveram restabelecer a “democracia”, com o que eles chamaram de Revolução.

Responder

Giordano

04/11/2012 - 10h16

Respondo ao Mario S F Alves.
De que democracia você fala? Só há democracia onde as instituições pensam, agem e decidem com base no pacto constitucional legitimamente estabelecido. Não é o que estamos vivenciando agora, com o “julgamento” da AP 470. “É do conhecimento até do mundo mineral”, que o STF condenou quase todos os réus da dita ação garroteado pela velha mídia e não pelo princípios republicanos da Carta Cidadã, ou fundamentais do direito dos justos. Do jeito que a coisa está indo, meu caro, dificilmente chegaremos à tão sonhada democracia a que você se refere. No mais, estamos de pleno acordo.

Responder

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 11h16

    Refiro-me àquela que há de vir, prezado Giordano. Refiro-me àquela que é própria do Estado Democrático de Direito; aquela que não se sujeita a soluções fascistas.

Fabiana

04/11/2012 - 10h13

Só não concordo com a afirmação de que São Paulo é a capital do antipetismo. O PT e Lula se fizeram em São Paulo que aliás é uma das capitais que já elegeu mais de uma vez prefeitos petistas.

Responder

    Sandro

    04/11/2012 - 11h22

    Concordo.
    Nascer, viver e crescer dentro do coração da máquina.
    Lula sabe disso muito bem, São Paulo ainda é a base.

Geraldo

04/11/2012 - 10h06

O Partido Midiático Brasileiro, poderia distribuir milhões para ‘ditar’ o posicionamento de ministros do Supremo. Eles tem dinheiro e apostam alto em retomar o poder. Como sabemos, há interesse imperialista nisso. A posição político-partidária, clara, objetiva, insensata, aética (sempre antagônica à Esquerda), tomada por alguns deles às vésperas dessa eleição, me convencem disso.

Responder

Edson

04/11/2012 - 09h53

O culpado deste movimento antipetista é o próprio PT.
Os governos do PT tiveram a chance de transformar este país numa verdadeira democracia e acabaram jogando fora esta oportunidade.
Como todos sabem não existe negócio que sobreviva sem dinheiro, e o PT(governo) sustenta o PIG, injeta dinheiro do governo, do BB, da Caixa e da Petrobrás no PIG. O PT se quiser sobreviver terá que enxugar este patrocínio, eles (PIG) não sobrevivem 1 ano sem o patrocínio do governo.
GUERRA É GUERRA, perdoa o teu inimigo mas derrota-o antes.

Responder

marcosomag

04/11/2012 - 08h01

O que a direita tem a oferecer ao Brasil? O neoliberalismo, de triste lembrança por aqui e que agora, está levando os europeus ao desespero! Eles têm APENAS a mídia como motor de seus objetivos. ANIQUILAR A VELHA MÍDIA deveria ser PRIORIDADE NÚMERO UM do PT no governo. Mas, com o HIBernardo e as vacilações mil da cúpula do PT, o ovo da serpente está amadurecendo… Até quando a esquerda vai vacilar? O JOSÉ DIRCEU TEVE TUDO PARA DOBRAR A GLOBO quando ela está afundada nas dívidas do fracasso da Globocabo, e não o fez! Agora, vai para a cadeia injustamente, lançado lá pela MESMA MÍDIA QUE ELE SALVOU DA FALÊNCIA! AINDA HÁ TEMPO PARA EVITAR O GOLPE! PARA ISSO, É PRECISO QUE O PT COMPREENDA QUE NÃO HÁ ACORDO POSSÍVEL COM OS GOLPISTAS! A MÍDIA DEVE SER ESMAGADA! A mídia golpista tem muito do seu poder econômico FINANCIADO POR UM GOVERNO QUE ELA ABOMINA! Cortem a mamata do patrocínio público, assinaturas sem licitação, promoção da publicação com entrevistas exclusivas, e a VEJA vai fechar mais rapidamente do que fechou aquele hebdomadário tucano chamado PRIMEIRA LEITURA! Para arrematar, nas escolas deve ser incentivada a produção de conteúdo para a internet. E mais: a comunicação vertical da velha mídia deve ser mostrada como não confiável e autoritária para as crianças, desde a mais tenra idade! Devem ser minados pelo alto e pela base! Não é para amanhã, não. É já!

Responder

Marco Antonio L.

04/11/2012 - 07h54

Enquete: Se mexerem com o ex-presidente Lula você vai às ruas?3 de novembro de 2012 – 18:42 –

Direita raivosa teme Lula, que saiu fortalecido das urnas em 2012.

Parte da mídia nacional tenta arrastar o ex-presidente Lula para as páginas policiais. Os principais órgãos de imprensa ligados à elite golpista deste país — Veja, Folha, Globo e Estadão – desenvolve a tese desesperada, neste feriadão, de que Lula tem que ser preso e o publicitário Marcos Valério precisa ficar solto.

Para muitos observadores políticos, o chamado Partido da Imprensa Golpista (PiG) está mexendo num vespeiro danado. Afinal, Lula é uma das maiores lideranças populares do mundo. Tem poder de mobilizar milhões de brasileiros.

Diante deste contexto, o blog pergunta ao caro leitor: Se mexerem com Lula você vai às ruas?

A enquete está localizada no canto superior direito da sua tela. Apenas um voto será registrado por computador (IP).

Opine. Vote e peça um voto. Participe, exerça a sua cidadania plena.

http://www.esmaelmorais.com.br/2012/11/enquete-se-mexerem-com-o-ex-presidente-lula-voce-vai-as-ruas/

Responder

Sandro

04/11/2012 - 01h36

Caro Azenha.
Normalmente vejo e ouço senhores como os citados por você, pior que isso,
muitas vêzes ouço e vejo jovens (muitos de terno, gravata e mochila indo prá PUC)usando a mesma argumentação.Mas te digo que há muitos e muitos jovens do outro lado da trincheira.Acho que está que na hora
de o PT fazer uma campanha de filiação, o momento é bom pois pode-se
passar o outro lado, que a mídia suprime e distorce, fomentar a crítica
e mais que isso a auto-crítica.

Responder

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 11h44

    Perfeito o seu entendimento. Uma campanha de filiação viria em boa hora. Aliás, seria a RESPOSTA. Muito bem.

Alexandre S.

04/11/2012 - 01h05

Azenha,
tenho a mesma impressão que vc, quando fala de uma indignação religiosa dos antipetistas. Inclusive, recentemente disse a um primo que ele parecia um protestante em seu furor anti-PT. Acrescentei que sua bíblia, no caso, era a revista Veja, a qual ele cita única e incansavelmente para fazer valer qualquer opinião política que emita.

Responder

FrancoAtirador

04/11/2012 - 00h45

.
.
A caricatura do antipetismo braZileiro:

http://www.hariovaldo.com.br/site/

Responder

Eduardo Raio X

04/11/2012 - 00h14

Até os canalhas envelhecem! Essa gente é racista, exclusivistas, separatistas, excludentes e tem um preconceito visceral. Uma pergunta tem que ser feita a essas pessoas, se eles tiveram no poder durante tanto tempo, apoiando e dando todo tipo de sustentação porque o Brasil não cresceu??? Resposta! Porque o BraZil deles é escrito com Z, um país para poucos, uma ilha de regalias,farturas, riquezas, facilidades cercada por um continente de misérias e pobrezas. Resumindo eles acende uma vela a Adeus e 999 ao diabo!

Responder

    Sergio

    04/11/2012 - 10h31

    “O antipetismo é profundamente antidemocrático, uma vez que julga corrompidos ou irracionais os eleitores do PT.”

    só o antipetismo?

    Esse comentário é um exemplo típico de como o petista trata o antipetista…de forma antidemocrática e preconceituosa, uma vez q julga corrompidos e irracionais os eleitores q não votam no PT.

    o texto do Azenha serve pra descrever os 2 lados da mesma moeda!

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 12h13

    Não se desenvolveu porque é imoralmente rico. Por isso tem de ser mantido assim; eternamente subdesenvolvido, mera reserva de valor. Por sorte (?), o mundo está à beira do precipício. Foi arrastado até ele pelos mesmos que queriam nos impor o ultra-liberal estado mínimo, pelos mesmos que queriam privatizar o Brasil.

    ______________________________

    É… Deus deve ser brasileiro, mesmo. Bom… Já foi judeu, dizem.

Francy Granjeiro

03/11/2012 - 23h48

Pense como Natal estar bommmmm…Todos os 24 secretários da Prefeitura de Natal e dois presidentes de autarquias (Urbana e Ativa) pediram demissão nesta sexta-feira. O pedido coletivo ocorreu um dia após o novo prefeito, Paulinho Freire (PP), assumir o comando da cidade, no lugar de Micarla.
http://www.tuliolemos.com.br/noticia/4522/

Responder

Moacir Moreira

03/11/2012 - 23h01

O saudoso Brizola costumava dizer que o PT é a UDN de macacão.

Não sei onde vocês blogueiros petistas pretendem chegar com essa conversa de que a globo e as elites combatem os petistas.

São todos farinha do mesmo saco, uns mais ou menos corruptos do que os outros, mas todos corruptos e descompromissados com o futuro do Brasil.

E não se esqueçam que o partido nazista um dia se chamou Partido dos Trabalhadores Alemães.

Fiquem espertos porque a empulhação tem perninhas muito curtas.

Responder

    Herivelto Canales

    04/11/2012 - 00h36

    Talvez seja melhor buscar um psiquiatra, velho.

    luiz mattos

    04/11/2012 - 10h15

    Você certamente é um dos velhinhos citados por Azenha.

    trombeta

    04/11/2012 - 10h18

    Ainda bem que você está vivo para nos ensinar os segredos da vida.

    Bento Monteiro

    04/11/2012 - 12h12

    Falando na Alemanha, o Reichstag, em Berlim, foi ateado em fogo e, como resultado, foi visto como o acontecimento crucial para o estabelecimento da Alemanha nazista. Portanto cuidado com a mídia pregando a insanidade.

    JC

    04/11/2012 - 13h46

    Se tem algum partido com características nazistas é o PSDB e O DEM-são partidos elitistas-higienistas…nas lideranças desses 2 partidos não tem negros, por que será.?..tratam pobres com desprezo, perseguem e humilham os sem teto e sem terra, várias pessoas do movimento sem terra já foram mortos pela polícia repressora nos lugares em que estes partidos governam, fazem desapropriações na base da truculência….não aceitam ser questionados, não negociam com grevistas-mandam bater nos grevistas-puro fascismo.

ZePovinho

03/11/2012 - 22h45

E o Roberto Freire continua sendo estraçalhado pelos comentaristas:

http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/84524/Por-que-Roberto-Freire-tem-tanto-%C3%B3dio-a-Lula.htm

Por que Roberto Freire tem tanto ódio a Lula?

Responder

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 12h24

    Boa pergunta. Vale uma tese.

    __________________________________

    Se bem que na condição existencial dele, politicamente falido, nada melhor que viver com o Lula na boca; especialmente,, assim, ruminando fel.

Maria Carvalho

03/11/2012 - 22h33

Tento lembrar de um texto, que não sei aonde li, o qual falava que o “sivita” dizia que ia derrubar a Presidenta Dilma. Desde então vivo pensando sobre o assunto e, após o “apressado e mal ajambrado” julgamento do “mensalão”, acho que tem, sim, algo sendo planejado para esse fim! Os movimentos são bens sutis: “catequisar” a população para ver no PT e no Presidente Lula aquilo que de pior existe no país, para, quando o stf, através do mesmo “modus operandi” chegar à conclusão de que o Presidente Lula “sabia” de tudo, e, portanto a Presidenta Dilma, também sabia, obterem do povo para os mesmos serem levados ao mesmo fim daqueles que “foram julgados entre os dois turnos da última eleição”.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 23h23

    Foi na CC, salvo engano.

Lindenberg

03/11/2012 - 22h04

O telejornal da Band deste sábado não deixou o PT se defender das acusações de Marcos Valério. Eles nem sequer permitiram que o lider do PT na câmara falasse. Apenas colocaram a foto do cara e disseram que ele negava as acusações contra Lula.

Um bando de sacanas, esses caras que editam o telejornal da Band.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 23h28

    Sacanas?!! Quem dera que fossem isso. Sacana goza de liberdade, de autonomia. Esses aí que você mencionou não são nada além de escravos.

Marco Antonio

03/11/2012 - 22h02

O caso de Veja é um caso típico de REPARAÇÃO JUDICIAL. O presidente LULA, o PT a sociedade brasileira NÃO pode ficar a mercê desse gangster Roberto Civitta que é de uma irresponsabilidade escancarada. Além de DENEGRIR um ex-Presidente, mais popular da história, só equiparado a Getúlio Vargas, o faz com um cinismo e um senso de impunidade gritante. Eles querem pautar o STF. Eles querem MANIPULAR a opinião pública! Até quando a sociedade brasileira vai suportar esses moedeiros falsos! Nova lei dos meios de comunicação JÁ. Ou, vamos todos EMPASTELAR a publicação mentirosa, vamos depredar a sede da Abril, publicação mentirosa e sórdida. Cidadão brasileiro BOICOTE JÁ o lixo impresso. NÃO compre a publicação quinta-coluna;

Responder

Nisio

03/11/2012 - 21h51

Onde estão as lideranças do PT, dos sindicatos, dos movimentos sociais?
Mais gritos de alertas com as palavras mais certas insistindo desnudar a quimera antes do crepúsculo da primavera. Saiam dos gabinetes, tomem os palcos e ocupem as praças e ruas. Deixam de ser parasitas do Lula e Dilma.

Responder

Cibele

03/11/2012 - 21h14

Um dos melhores textos que já li na blogosfera.

Pra relaxar e voltar a ser feliz:

http://www.youtube.com/watch?v=UcL91CKyivE&feature=related

Responder

Valdemir Pereira

03/11/2012 - 20h56

Azenha sou leitor assíduo do seu blog. No meu entendimento este texto foi um dos melhores que li.Fico preocupado com os dirigentes do PT que ficam em silêncio com esta mídia de esgoto , pois antes das eleições era o julgamento do ” mensalão” e agora querem envolver o LULA no caso . Está na hora do PT encarar de frente o problema da mídia no Brasil .Precisamos urgentemente regular a mídia no Brasil. Colocar no lugar que eles devem estar.

Responder

maria olimpia

03/11/2012 - 20h54

Lucas e Mário, concordo com ambos.
Na Argentina só se conseguiu, por que o povo foi âs ruas e com isso, “forçou” o Congresso.

Responder

Messias Franca de Macedo

03/11/2012 - 20h44

[SOBRE MORAL, GOLPE TELEVISIONADO E TRAGICOMÉDIA CHINFRIM!]

######################################

O ministro Marco Aurélio Mello esperou a cena final do julgamento do mensalão para buscar o destaque que julgava merecido e não lhe era atribuído… Sob o foco dos holofotes da televisão, tirou a toga e desnudou o objetivo político do voto que deu. Falou para eleitores dos segundo turno das eleições municipais. Ele atacou o “abandono de *princípios e a perda de parâmetros” na última década no país. A década de Lula. Isso facilitou julgar o mensalão como o maior escândalo da República. O corte no tempo foi calculado. Em 1992, o primo dele, Fernando Collor de Mello, foi apeado da Presidência… O então presidente Collor deu a ele a cadeira no Supremo. É explicável [‘plausível’ – adendo nosso!] a retribuição. Ou Marco Aurélio Mello não conhece a história do Brasil ou administra a memória em causa própria. Talvez, por ambas, esqueceu-se das infâmias históricas orquestradas pela UDN (o PSDB de então) e executadas pela mídia em nome da moralidade. Foi o caso do “mar de lama” que, em 1954, levou o presidente Getúlio Vargas ao suicídio.

Por Maurício Dias – em Tragicômico, Cai a toga
Revista Carta Capital, 31/10/12, p.17

*os princípios, segundo declarações de um juiz de uma Corte “suprema”! Declarações proferidas a setores da imprensa no transcurso de um julgamento: “… Está na hora de o operador do mensalão [Marcos Valério] ‘desembuchar’, não falar em doses homeopáticas!… Depois da porta arrombada, não adianta colocar cadeado. Na área da delinquência, falo de forma geral, o jogo é pesado.” Marco Aurélio Mello – o mesmo ministro do “supremoTF” autor da célebre [e reveladora!] frase: “A ditadura militar no Brasil foi um mal necessário!”
… Ah, se um mínimo de recato fosse parâmetro, senhor ministro “supremo”! Que bom seria, “supremo” Marco Aurélio Mello!…

NOTA FÚNEBRE: considerando ‘o domínio do fato’, seria ‘plausível’ que este “supremo” fosse condenado sumariamente pela Comissão da Verdade!

Que país é este, sô?! República Destes Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista, histriônica, terrorista, MENTEcapta, aloprada, alienada, MENTEcapta, néscia, histriônica, golpista de meia-tigela, antinacionalista, corrupta,… (“elite estúpida que despreza as próprias ignorâncias”, lembrando o enunciado lapidar do eminente escritor uruguaio Eduardo Galeano)

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Lucas Costa

03/11/2012 - 20h30

Esse pessoal raivoso, com ódio do PT, deveria mesmo era dar graças a deus pelo fato de, no Brasil, existir um Lula.

Em outras plagas a esquerda assumiu feições mais radicais, com direito a expurgos, expropriações, assassinatos em massa, “gulags”, fim da imprensa livre, fim do pluripartidarismo etc.

As coisas no Brasil estão boas demais, mesmo para quem pensa de forma diametralmente oposta à do atual governo. Há espaço, inclusive, para uma oposição. Faltam apenas as ideias. Ideias, ideias. Coisa que essa turma com ojeriza a pobre não tem apresentado, ultimamente.

Sinal dos tempos: antigamente, a direita contava, nos jornais, com homens como Nelson Rodrigues, por exemplo, para fazerem o seu panegírico. Podemos discordar de suas posições políticas, mas uma coisa é certa: eram homens dotados de uma certa luz. Ali havia talento literário inegável. Coisa que não se vê em um Merval Pereira, em uma Eliane Catanhêde, em um Reinaldo Azevedo etc., etc., etc.

No Brasil, a direita parece que não sobrevive sem a ditadura. E menos vida ainda ela tem quando seus ideólogos e/ou propagandistas e mesmo seus agentes políticos são pessoas sem nenhum brilhantismo. Vide a derrota de José Serra.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 22h15

    Bem lembrado. Nelson era despudoramente doido. Servia à direita por não ter nada melhor à “esquerda”.

    fernando

    04/11/2012 - 13h07

    Nelson era um visionario, ia muito alé de esquerda ou direita…

    o que ele criticava era essa esquerda tipo PSOL,, a esquerda intelectual, que gosta de falar espanhol ” la revolucion”,o quais ele chamava de traidores da patria e da lingua nacional com razão, muita razão. Essa esquerda de mentira, com Caetano Veloso, chico buarque, etc etc e toda essa MPB burguesa

    Nelson era antes de tudo nacionalista, a anti-comunista pelo fato do comunismo cercear a liberdade seja ela qual for.
    ou alguem acha que o comunismo é um sistema libertario?

    em minha opinião Nelson era de centro.

Messias Franca de Macedo

03/11/2012 - 20h29

[ENTENDA – MAIS UM POUCO – ‘O TIME DO “supremo”’!]

##################################

Assassino à solta
Graças a um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, o assassino da missionária americana Dorothy Mae Stang deverá estar, ainda hoje, solto nas ruas.

Decisão sobre mandante da morte de missionária mostra que o STF se especializou em libertar facínoras com base em chicanas jurídicas.
Regivaldo Pereira Galvão, conhecido pela meiga alcunha de “Taradão”, estava preso desde 6 de setembro de 2011 no Centro de Recuperação de Altamira (PA), condenado a 30 anos de prisão.
Segundo o ministro Marco Aurélio, o Tribunal do Júri do Pará concluiu pela culpa de “Taradão” antes de se esgotarem as possibilidades de recursos da defesa contra a condenação.
Isso é uma terrível piada de mau gosto. É uma afronta direta à Justiça e à dignidade do cidadão.
O STF está se especializando em libertar facínoras com base em chicanas jurídicas. É o efeito Gilmar Mendes, ministro que ganhou fama pelos dois HCs ultrassônicos para o banqueiro Daniel Dantas e um extra para outro taradão, o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de cadeia por ter estuprado 37 mulheres. Dantas está solto. Abdelmassih, foragido.
Marco Aurélio já havia sido reconhecido por feito semelhante, ao libertar o ex-banqueiro Salvatore Cacciola, que ficou sete anos foragido, até ser preso em Mônaco, em 2007.
Dorothy Stang foi assassinada com seis tiros, um na cabeça e cinco ao redor do corpo, aos 73 anos de idade, no dia 12 de fevereiro de 2005.
A libertação do mandante do assassino, sob qualquer desculpa, envergonha a nação e nos deixa ainda mais descrente sobre a lisura dos ministros do STF, estes mesmos que por ora se exibem, em cadeia nacional, na pantomima que se transformou esse tal julgamento do “mensalão”.
Por Leandro Fortes
Qua 22 Ago

em: http://www.cartacapital.com.br/blogdoleandrofortes/

Que país é este, sô?! República Destes Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista, histriônica, terrorista, MENTEcapta, aloprada, alienada, MENTEcapta, néscia, golpista de meia-tigela, antinacionalista, corrupta,… (“elite estúpida que despreza as próprias ignorâncias”, lembrando o enunciado lapidar do eminente escritor uruguaio Eduardo Galeano)

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

denis dias ferreira

03/11/2012 - 20h17

Grande texto, Azenha. O anti-petismo resume-se essencialmente a um ódio inconsciente e histórico: o ódio àqueles que sempre ocuparam a parte de baixo da pirâmide social e que hoje se beneficiam com os programas sociais criados pelos governos petistas. A cada eleição que passa, esse ódio irracional rompe os invólucros da inconsciência e torna-se cada vez mais impetuoso. Manifesta-se já dispensando e submetendo os pudores da consciência.Cresce e se espalha como uma grave epidemia. Está formando no Brasil uma extensa rede social, que acolhe, divulga e ajuda a pregar tal aversão a esses “vagabundos, a essa gente sem moral, a esse bando de ignorantes e analfabetos que só sabem olhar para o próprio umbigo, a essa gente que não trabalha pois vive da ajuda do governo, a esse “povinho de merda” que não se preocupa com o seu país e que só pensa em vender seu voto a essa quadrilha que se instalou no Poder e que não deseja tão cedo abandoná-lo”. Esse discurso está se ampliando e vencendo os escrúpulos de quem, ainda há pouco, se considerava “bem educado” e “civilizado”. Uma pergunta paira no ar: como deter essa força negativa que se avoluma e que se prepara para dar o bote final?

Responder

Messias Franca de Macedo

03/11/2012 - 20h11

O QUE SERÁ QUE SERIA(!) ENTENDA

… Se no final de semana imediatamente prévio ‘ao domínio do fato’(!) da eleição para a prefeitura de São Paulo, o candidato [derrotado] da DIREITONA, [José] (S)erra Rossi MalaFALSA, tivesse a mínima [“a mais ‘tênue’, ‘plausível’, ‘crível’ mínima”!] chance de vitória, a [retumbante] matéria de capa do *periódico seria: ‘LULA ERA O CHEFE DO MENSALÃO’ – no rodapé: ‘em troca da delação premida, em declarações não proferidas por ele(!), Marcos Valério, enfim, denuncia que o presidente Lula era o chefe da quadrilha.’

*folhetim que responde pelo [nefasto, fatídico, indecoroso e famigerado] nome de fantasia ‘veja’! IMPORTANTE: o nome da revista devendo ser grafado com todas as letras microscópicas!

PORTANTO, a esculhambação golpista-terrorista desta semana da ‘veja’ estava no prelo da Editora Abril há, pelos menos, uma semana!…

EM TEMPO: a presidente Dilma Rousseff, A Magnífica, irá esperar pelo ‘término interminável’ (sic) do julgamento do mensalão, para, então, encaminhar e coordenar as discussões acerca da elaboração e instituição da democrática e civilizatória Lei dos Meios?!… [o mensalão da Dilma, revisor!]

Que país é este, sô?! República de ‘Nois’ Bananas e Babacas, responde, “na lata”, o matuto ‘bananiense’!

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

denis dias ferreira

03/11/2012 - 19h56

Grande texto, Azenha. O anti-petismo resume-se a um ódio essencialmente histórico: o ódio àqueles que sempre ocuparam a parte de baixo da pirâmide social e que hoje se beneficiam com os programas sociais criados pelos governos petistas. A cada eleição que passa, esse ódio torna-se cada vez mais irracional e impetuoso. Cresce e se espalha como uma grave epidemia. Está se formando no Brasil uma extensa rede social, que acolhe, divulga e prega tal aversão a esses “vagabundos, a essa gente sem moral, a esse bando de ignorantes e analfabetos que só sabem olhar para o próprio umbigo, a essa gente que não trabalha pois vive da ajuda do governo, a esse povinho de merda que não se preocupa com o seu país e que só pensa em vender seu povo a essa quadrilha que se instalou no Poder w

Responder

Mário SF Alves

03/11/2012 - 19h55

Sabem de uma coisa? Esses caras, fascistas emplumados ou não, egoístas empedernidos, e outros tantos golpistas por aí, devem mesmo é morrer de vergonha. Têm tudo. Têm o poder do dinheiro; têm o poder da mídia; têm a história quase toda reescrita por eles; têm a desnecessidade da honestidade; e, ainda assim, só se dão mal, só se estrepam, nas urnas. Contruíram um País tão injusto, tão atrasado, que o povo, solenemente, os desmaterializa com umas poucas e insuficientes teclinhas de urnas. É de morrer de vergonha. Não bastasse isso, ainda tem o Lula. É de endoidar mesmo.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 21h23

    Pensando bem… só não têm uma coisa: advinhem?

Willian

03/11/2012 - 19h49

1. O que alimenta o petismo?????
2. Sobre a mitificação de Lula, acho que isto é um trabalho do PT. Aliás, você há de concordar, a esquerda sempre precisa de homens fortes na liderança. Taí o Chavismo e o Lulismo que não me deixa mentir.
Se você, Azenha, acompanha seu blog poderá ver vários exemplos nos comentários de m itificação de Lula. Tem uma cometarista que diz que Lula é o filho dileto de Deus, ou seja, suplantou Jesus Cristo.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 20h31

    Kkkkkkkkkkkkkkkkk… Willian, essa foi de doer, hein?!!

J Souza

03/11/2012 - 19h07

Obrigado, Azenha.
O trecho “… os antipetistas podem posar de defensores do Bem sem responder a perguntas inconvenientes. Quem são? A quem servem? A que classe social pertencem? Qual é seu projeto político? Quais são suas ideias?” deveria ser objeto de reflexão por qualquer ser pensante. Eu disse PENSANTE…

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 21h56

    Você tem razão. Este o L. C. Azenha que gente aprendeu a curtir e a admirar.
    Abs.
    Mário.

geniberto campos

03/11/2012 - 19h04

Brilhante “pensata”, Azenha. Bota a nossa turma prá pensar.
Já dá pra perceber a marcha, ora lenta, ora acelerada, do “golpe político” em curso. Dá até vontade de dizer: “- o golpe viajou para a Alemanha; foi tratar da sua (quinta) coluna…”
Mas a pergunta que fica,é: como fazer para deter as forças golpistas? Lideradas pela velha midia e encasteladas no STF, em parte do legislativo, na classe política conservadora e nessa classe média alta, incapazes de perceber as mudanças?
Historicamente, tivemos, nos últimos 60 anos do período republicano:
1954 = golpe adiado pelo suicidio de Getúlio Vargas;
1955/1956 = golpes adiados pela liderança de militares “nacionalistas”, cuja maior expressão é o gal. Lott;
1961 = mini golpe da posse de Jango, contra-golpe liderado pela resistência democrática de leonel Brizola e gal. Machado Lopes, comandante do III Exército:conciliação, com a instituição do regime parlamentarista;
1964 = consolidãção do golpe, sob liderança militar/civil, facilitado pela recusa de João Goulart em resistir;
1968 = com o AI-5, o golpe dentro do golpe.
A partir do início da década de 1980, por conta de resistência civil , seguida de mobilização popular, aliada à grave crise econõmica e,provavelmente, pelo entendimento de lideranças militares, ao perceberem o irreversível desgaste do sistema autoritário vigente, o país caminhou para a redemocratização plena,ainda pelo caminho da conciliação, culminando com a promulgação da nova constituição em 1988.
O que estaria acontecendo agora? o que representaria, no jogo político, a opinião desses apocalípticos “quatro cavaleiros do Pacaembu”? Como fazer para evitar a eclosão dessa nova forma de Golpe?
Outras perguntas: a força de velha midia é a mesma, hoje? o que representaria, atualmente, no jogo político ,e qual seria o poder político efetivo da Blogosfera???Com palavra os estudiosos da Academia…
porque o Povo tem se manifestado, seguidamente, através das urnas, dando o seu voto de confiança ao projeto político da coligação liderada pelo Partido dos Trabalhadores.Será este, então, o grande pavor do lado dos consevadores? mesmo se tratando de uma modernização conservadora?

Responder

smilinguido

03/11/2012 - 18h39

sou só eu ou alguém mais tem a forte impressão que nesse (como em todos os grandes debates políticos) ambos os lados estão falando a verdade – e ambos os lados estão mentindo???

Responder

Lula e o exorcismo que vem aí « novobloglimpinhoecheiroso

03/11/2012 - 18h33

[…] Luiz Carlos Azenha, via Viomundo […]

Responder

strupicio

03/11/2012 - 18h33

Esse é o eterno destino histórico de todas as “frentes populares” e do reformismo conciliador: não consegue a complacência dos grupos encastelados no poder desde sempre (sua mais tola ilusão)
e ganha a desilusão e frustração dos que acreditavam em seu papel transformador. Como somos hoje muito civilizados (leia-se pusilânimes) para simplesmente passar pelas armas a reação e seus lacaios…vamos comendo a poeira da derrota uma, outra e vezes mais…

Responder

Apavorado por Vírus e Bactérias

03/11/2012 - 18h15

Temos que convocar um Dia D em Repúdio ao Supremo Golpe, uma ida à rua de todo o povo brasileiro para mostrar para os Supremos Golpistas que Lula não está sózinho nessa história. Se precisar, iremos com braço forte, pois sabemos que a luta vale a pena. Os Golpistas – a Direita e os senhores da Justiça torcida aos seus interesses que nos aguardem.

Responder

Lucas Costa

03/11/2012 - 18h14

Com a atual correlação de forças no Congresso Nacional, é inocência pensar em Ley de Medios neste momento. Imediatamente dirão que o partido dos trabalhadores quer silenciar quem o denuncia: a imprensa.

Lula e Dilma estão certos. Não fazem mudanças em matéria de comunicação por não poderem. As coisas não são tão simples. Mexer com gente poderosa é coisa complicada. E perigosa. Podem puxar o fio desencapado do tal golpe, com um simples passo em falso…

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 19h35

    Penso como você. Confio no PT. E não sei o que esses caras iriam fazer com o poder numa encruzilhada dessas. Os caras são incompetentes, ou melhor, são impotentes pra levar adiante o “Brasil Um País de Todos”. Não levariam adiante nem que fosse o “Espírito Santo um Estado de Todos”. Estou lhe dizendo, são impotentes. As “diretrizes” que os guiam são outras. E mais, só dão certo em situação de boom econômico, com a economia lá nas alturas, ou… senão isso, com o povo dormindo, hipnotizado e/ou (in)Vejado, o que dá no mesmo.

Horridus Bendegó

03/11/2012 - 17h52

Parabéns, pelo texto, Azenha.

Para ser lido nas escolas e universidades!

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 19h38

    Assino embaixo. Aliás, creio que já seja hora de Educação Política também nas escolas. Por certo, não faria mal a ninguém.
    Abs.
    Mário.

    maria olimpia

    03/11/2012 - 21h11

    De fato, Mário!
    Quanta falta faz nas escolas uma verdadeira aula de História e de Educação \Política! Veja o Wilian! Só sabe o que lê na mídia impressa e na globo! Dá pena, mesmo! Quem sabe quando terminar os trabalhos da Comissão da Verdade, isso muda. Tem que mudar! Nos EUA, no último ano do Ensino Médio (High School) é matéria obrigatória.

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 22h43

    Maria Olimpia,

    Isso é fato?
    _____________________________________

    Nos EUA, no último ano do Ensino Médio (High School) é matéria obrigatória.
    _______________________

    Em sendo assim, esqueça. Melhor seria ignorância política. Que educação é essa se os “caras” engoliram até o talo o bushiniano 11/09. Que educação é essa?

ricardo silveira

03/11/2012 - 16h49

A leitura de quem não faz parte do grupo dos quatro do Pacaembu é que o STF criou uma insegurança jurídica tal, que tudo poderá ser justificado e legalizado, o de menos, diante dessa situação criada, será dar razão aos quatro.

Responder

Marat

03/11/2012 - 16h47

Diante de tão brilhante texto, caro Azenha, e também diante da pusilanimidade do PT em responder de maneira pronta e contundente, ouso fazer alguns comentários e algumas perguntas:
1) E se Marcos Valério estiver falando a verdade? Se Lula e a alta cúpula do PT roubou e/ou mandou matar Celso Daniel? Se isso for verdade, sempre acreditei que ninguém está acima do bem e do mal. Se eles fizeram isso, deverão responder criminalmente e ponto! Se não fizeram nada disso, se isso não passa de embuste, estou aguardando a resposta contundente;
2) Se por acaso a direita conseguir provar cabalmente o que tem propalado, creio que toda a força política e jurídica progressista deverá caçar implacavelmente Perillo, Eduardo Azeredo, FHC (lembram-se da compra de votos?) e o Serra e sua família (leiam a privataria tucana). Também deverá todo o corpo jurídico brasileiro e a Polícia Federal devassar as vidas dos senhores Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Joaquim Barbosa. Todos os habeas corpus cedidos a torto e a direito deverão ser investigados, os sigilos bancário, fiscal e telefônico também.
Se querem passar a limpo este país, é necessário que TODOS sem exceção sejam investigados e punidos. Aqueles que ficarem livres (se é que alguém fique), que reconstruam um novo país, distante da especulação financeira, vírus que vem junto com o capitalismo internacional.
Por último, é impossível não citar o Paulo Henrique Amorim: A oposição se assemelha e muito com a UDN. É fraca de ideias, é fraca de votos, por isso, precisa sempre de um fato novo. Carlos Lacerdas e Amauris Kruéis há aos borbotões, porém também há muitos Generais e Marechais Lotts, que devem, neste momento, mostrar que estão bem vivos e atentos!

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 21h52

    Marat,

    Legal isso. Não sei se é bem a hora, mas que a gente tem de se dar ao trabalho de fazer o papel de advogados do diabo, ah!, isso sim. Seria bom que discutíssimos a relação custo-benefício de cada uma dessas alegadas presepadas. Não pode ficar nada de fora. Só assim, a gente pode fornecer munição, não para advertir, mas pra antevir os movimentos golpistas.
    ________________________

    Gostei do enfoque que você deu. É bom que evolua. Mesmo porque, o Governo e o Partido não são infalíveis, e, o mandato, antes de ser dos políticos, ele é nosso. E fazemos com ele o que quisermos; inclusive, protegê-lo e/ou blindá-lo.
    ____________________

    E como é por demais sabido que as “águas correm melhor quando o leito do rio está limpo”. Pausa pra autocrítica: águas… leito… rio… cara, essa foi de amargar.

    Marat

    03/11/2012 - 22h46

    Prezado Mário, espero de coração que tudo não passe de pilantragem da direita. Além disso, quero muito que os ministros do STF sejam postos à prova. Precisamos de um Judiciário independente, precisamos ser um país livre de pragas!
    Abraços.

Amaro Doce

03/11/2012 - 16h46

Ayres Britto vai se aposentar, mas já fez os cálculos de quantos anos de cadeia o Lula vai pegar no julgamento do mensalão 2, que termina em outubro de 2014. Ele vai deixar um rascunho com as contas da condenação de 4 réus. O primeira pena é a do Genoíno e está definida pela seguinte expressão numérica:

Genoíno:(24+35-17)/2 elevada a quinta potência.

Dirceu: (46+196):0,05 + a idade do planeta Marte.

Delúbio: (19+46+35)/1 + a distância entre o Oiapoque e o Chuí.

Lula: Três prisões perpétuas em solitária sem nenhuma continha vagabunda para atenuar a pena.

Se os réus estão mal satisfeitos, porque não vão se queixar ao bispo?

Responder

J. Antônio

03/11/2012 - 16h44

É claro que quando um pseudo jornalista procura criminalizar a atividade política de um partido (qualquer que seja, mas no caso em questão, é do PT que estamos falando), o objetivo não é o de fazer oposição, mas sim de dar condições para o golpe.

Se não é mais possível o golpe tipo 64 ou tipo chileno, a direita inventou novos tipos de golpe, o hondurenho ou o paraguaio.

O que significa a expressão usada por este pseudo jornalista de que o objetivo do PT é “tomar de assalto o Palácio de Inverno”?

Trata-se de um pseudo jornalista que conseguiu influenciar setores importantes da oposição, de tal forma que mesmo quando FHC sugere que a saída para os tucanos é a renovação, este pseudo jornalista se rebela contra a ideia.

Para entrarmos na mesma época da história em que este pseudo jornalista se inseriu, ao citar a “tomada do Palácio de Inverno por hostes petistas”, lembremo-nos de que a maior expressão da oposição, o ex-governador José Serra, têm perdido sistematicamente todos os embates políticos em que tem se envolvido, justamente por estar sob a influência deste Rasputin mequetrefe.

Responder

Roberto Ribeiro

03/11/2012 - 16h24

O 4º turno.
Com a eleição de Fernando Haddad, Lula impôs a mais humilhante derrota eleitoral que o Nazismo Tupiniquim já sofreu, e o que dói nele, dentro do seu próprio bunker.
O desespero, o ódio, o sentimento de vingança agora acrescido por essa surra eleitoral humilhante, chegaram ao limite.
Os Nazistas Tupiniquins sabem que sem um golpe de estado antes de 2014, o PT continua no Planalto com Dilma e Lula, e que vão perder o Palácio dos Bandeirantes.
Alô Lula, Dilma e PT, entenderam o desenho?
Lamento informar, é o último.

Responder

Márcia

03/11/2012 - 15h53

Tenho na minha família vários exemplares dessa espécie que professa a fé antipetista.

Responder

    Julia Rossi

    03/11/2012 - 19h49

    Márcia, também padeço desse mal. O pior é quando são pobres e não “tem nada a perder”!

Samira Silva

03/11/2012 - 15h13

O direita brasileira aliada a direita internacional está furiosa, acho que todos nós, que sofremos com as mazelas da direita no poder do país e que fomos apresentados ao novo Brasil da Era Lula, devemos deixar bem claro para os supremos golpistas: Se Mexer com o Lula o Povo vai sair na Rua !!! E em nenhuma eleição a direita vai levar a melhor , pois o Lula pode abrir uma fábrica de Postes do quilate da Dilma e do Haddad que nós vamos votar em quem Ele indicar.

Responder

renato

03/11/2012 - 15h03

Se tem um jornalista bom, é você AZENHA!
Nos dá confiança legal!
E disse bem sobre determinados canais de Tv
que servem a globo por tabela. Um programa escroto!
Financiado pela Globo, que devido sua pessima qualidade
não faz parte de sua grade.
Ou seja não é um programa cheiroso!!
Há programas na TV Brasileira que são irracionais.
Não são positivos, trazem luto a quem faz TV.
São uma sombra, que ocupam espaço no rol de canais.
Se perdem, pois não conseguem mais serem o que são.
Quando morrerem não aparecerão nem como nota nos tele Jornais.
Desculpem, mas me revolto, porque estes programas não servem nem
como parametro de crítica para estudantes de arte!
S´servem para que os mesmos sustentem suas famílas, sempre é logico
parasitando com o nome, trabalho, sucesso, fama, de outros.

Responder

FrancoAtirador

03/11/2012 - 14h51

.
.
UM NOVO NOME PARA A VELHA ‘GUERRA FRIA’

O antipetismo é uma transfiguração do anticomunismo

espalhado no mundo pelos United States of America.

A matriz ideológica é a mesma vigente no Século 20,

a partir da revolução russa, e acentuada no pós-guerra

com as revoluções socialistas no Oriente e em Cuba.

A derrocada da União Soviética foi somente uma batalha

vencida pelos EUA, com a sucumbência do estalinismo.

Mas foi uma vitória muito mais política do que econômica.

No Século 21, o colapso financeiro do capitalismo ocidental,

fundamentalmente provocado por governos desestatizantes,

e a ascensão da China, com a economia sob controle estatal,

somada ao descolamento da maioria dos países sul-americanos,

que adquirem cada vez mais autonomia em blocos multilaterais,

significaram uma derrota muito maior para os EUA e aliados.

Na verdade, a ‘Guerra Fria’ não acabou, apenas mudou de forma,

vez que, hoje, a batalha da informação ou da contra-informação

retorna ao patamar do período mais drástico do conflito EUAxURSS.

Por exemplo, quando o Departamento de Estado Norte-Americano

percebeu que, em dado momento da Revolução Popular Egípcia,

as informações haviam fugido ao controle, pois eram geradas

por redes na internet e jornais médio-orientais independentes

e, depois, repercutidas pela TV Al-Jazeera que apoiou a revolta,

Hillary Clinton foi de imediato discursar no Congresso dos EUA

pedindo a liberação de verbas para o setor de telecomunicações.

“Estamos perdendo a Guerra da Informação”, declarou a Secretária.

Não demorou muito, e a emissora de TV do aliado Catar mudou de rumo.

GUERRA DA INFORMAÇÃO: ESTE É O NOVO NOME DA VELHA ‘GUERRA FRIA’.

Daí a máxima ‘O que é bom para os EUA, é bom para o mundo’

voltar ao Brasil, nos círculos impatrióticos de neocolonizados,

tentando conquistar mentes desavisadas, sem consciência política.

E o Cartel Empresarial Máfio-Midiático é responsável por isso.
.
.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 23h02

    Sim, antipetismo = anticomunismo. Só não cola. É coisa de desesperado porra louca. É esclerose múltipla. É ideologia esclerosada. Só no Brazil com “Z”, mesmo.

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 23h17

    Além do que, falta-nos o gênio de um Vladimir Ilyich Ulyanov. Aquele que escreveu a contundência política denominada “Materialismo e Empiriocriticismo”, 1909, que se tornou uma base filosófica do marxismo-leninismo.

    ________________
    Quem sabe, talvez tenhamos por aí um novo Lenin. Quem sabe, alguém capaz de, no mínimo, lançar as bases do petismo-galaxo-igualismo-ultra-libertário. Só assim.

    ________________

    É… essa direita pós-influência nefasta do (en)Cerra, endoidou de vez.

francisco pereira neto

03/11/2012 - 13h39

Ser jornalista é isso.
Do cotidiano, tirar conclusões para expor em artigos como esse.
Ser jornalista é retratar a realidade dos fatos, em que pese ser somente quatro senhores confabulando, mas que tem conexão com a realidade que vivemos.
Tudo isso nós fazemos, mas não tem a repercussão de um Azenha escrevendo.
Do mesmo modo, mas às avessas, a turma do lado de lá fazem o papel para demonizar o PT e o Lula.
E com o poder midiático nas mãos, concordo com o Azenha que só ganhar eleições, não será suficiente para segurar esse rojão.

Responder

Bira

03/11/2012 - 13h31

Prezado Azenha;

Sou leitor assíduo de seu blog, e em primeiro lugar gostaria de parabenizá-lo pelo trabalho.

Compartilho de suas posições. Mas gostaria de deixar aqui uma sugestão para um post.

Por qual ou quais motivos, Lula, o PT, a base aliada, o governo – resumindo, os progressistas – não partem logo para o enfrentamento?

Responder

    Abel

    03/11/2012 - 14h59

    Há muito em jogo, meu caro. Como diriam os anglófonos, “the stakes are high”…

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 11h10

    “The stakes are high”. As apostas são altas, e o jogo é bruto e desigual. (E a realidade, a história nada mais que uma quimera… fuxiana/fukuyamica). Enquanto isso, a gente sofre, chora, ri, se vira do avesso, e ganha eleição em SP, e, de quebra, ama tudo isso. Ê, Brasil.

    Daniel

    03/11/2012 - 18h19

    Ou porque têm o rabo preso também, o que é mais provável.
    Essa história de PIG e as elites contra o grande Lula é delírio dos leitores deste blog.

    Luiz Moreira

    03/11/2012 - 20h44

    Parece que o DANIEL não sabe, que ainda na década de 80, os nobres politicos da direita, nos grotões e quase em todo Nordeste, fechavam urnas antes da hora e votavam pelos que não tinham votado. E se vangloriavam disto, pois diziam ser espertos (corruptos, capaz, tudo de familia rica ou cupinchas) Tambem compravam fiscais do governo e chamavam a estes de CORRUPTOS. E então Daniel, acredita que um grupo de pessoas (será) merece crédito e não planeja qualquer safadeza. São honestos, por acaso? Se pensas isto, tu deve ser inocente útil. Te informe um pouco, ou já sabes disto? Depois querem que o povo seja honesto! Com este tipo de comportamento das “ELITES”, o que se pode esperar dos pobres diabos que passam mil dificuldades?

    Daniel

    04/11/2012 - 08h06

    Quem não entendeu nada foi você. O mundo não é preto e branco, com esquerdistas bonzinhos de um lado (o certo, segundo os “pensadores” desse blog) e as elites predadoras do outro. Está mais para cinza. Mas talvez antes de morrer você ainda perceba isso. Ou não.

    luiz moreira

    04/11/2012 - 13h04

    Pobre de ti, Daniel, que tem uma mentalidade favorável as ELITES. Elas são sempre predadoras! Não é agora que se sabe disto. A própria REVOLUÇÃO FRANCESA com sus pensadores já sabia e muito bem. Só que eles queriam suplantar a ELITE NOBRES pela ELITE dos BURGUESES. Leia alguma coisa como ORIGEM DA PROPRIEDADE PRIVADA, DA FAMILIA E DO ESTADO.

    Daniel

    04/11/2012 - 17h00

    Deixa para lá, você não entendeu o que escrevi.

RicardãoCarioca

03/11/2012 - 13h16

Do que adianta controle remote diante da carterização da indformação?

Acorda, Dilma. Acorda, PT.

Responder

José Ricardo Romero

03/11/2012 - 12h47

Se a população sair às ruas para defender o Lula o primeiro a correr vai ser o PT, o governo vai fazer cara-de-paisagem e seus ministros vão lastimar os excessos da militância recomendando respeito, respeito, meu deus, ao STF. Até o Lula é capaz de pedir moderação e um comportamento republicano. Agh! Este governo e seu partido de merda estão com os dias contados.

Responder

FrancoAtirador

03/11/2012 - 11h51

.
.
Há uma oposição antipetista suprapartidária
que se reflete e é canalizada pela mídia.

E a matriz ideológica, que é bem articulada
e está infiltrada em todas as instituições
e nas diversas instâncias públicas e privadas,

é coordenada de fora para dentro do País,
tanto no âmbito político quanto no financeiro.

Se Dilma Rousseff não tomar uma atitude urgente,
adotando as necessárias precauções legislativas,
essa quadrilha apátrida a desbancará do poder,
se não no voto, ‘na marra’ mesmo.
.
.

Responder

Eduardo Guimarães

03/11/2012 - 11h41

Azenha, assino embaixo. Mas quero lembrar a todos que, há não tanto tempo assim, quando eu falava que o golpismo estava em marcha, era visto como adepto de “teorias conspiratórias”. Hoje, ao menos na esquerda – não me refiro ao PSOL, linha auxiliar da direita, com Plínio de Arruda Sampaio e Chico Oliveira, que declararam apoio a Serra -, são poucos os que não enxergam semelhanças com 1964.

Responder

    FrancoAtirador

    03/11/2012 - 12h18

    .
    .
    Certa vez você afirmou no artigo ‘Quem serve a quem na direita?’,
    que a mídia empresarial oligárquica não está a serviço dos partidos,
    mas os partidos é que estão a serviço da mídia empresarial oligárquica.

    Considerações extremamente relevantes para o atual contexto político:

    “Quem serve a quem na direita?

    Você já se perguntou se é a mídia que serve à oposição de direita ou se é esta que serve àquela?

    Durante os últimos anos, como a mídia se dedicou a produzir factóides que servissem ao discurso oposicionista, prevaleceu a sensação de que Serra e sua turma a tinham nas mãos.

    Mas e se for a mídia que usa os Serras, Alckmins e FHCs da vida?

    Pensemos juntos.

    Por que a mídia bilionária serviria a um grupo político que dela depende para sobreviver?

    Todos viram o estrago que algumas míseras denúncias que saíram na mídia durante o processo eleitoral – quando esta deu a fatura por liquidada em favor de Dilma – fizeram na candidatura tucana à Presidência.

    Ao contrário do grupo político lulo-petista, o grupo demo-tucano demonstrou não ter a menor resistência à investigação e ao questionamento de uma só das dezenas de denúncias não divulgadas que pesam contra os partidos de direita.

    Sem o apoio da mídia, PSDB, DEM e PPS talvez nem sobrevivessem a estas eleições.

    A mídia parece ter um poder de barganha com os partidos de direita que os deixa muito distantes de poderem se servir dela.

    É mais provável, por esta linha de pensamento, que as famílias midiáticas é que escolham políticos que julguem com “potencial” para lograrem vitórias políticas, as quais serão usadas para atenderem a demandas de classe social.

    Ou seja, a mídia tampouco é general de nada.
    No máximo, é tenente a serviço de um setor muito pequeno da sociedade que, através de empresários de comunicação, vinha conseguindo fazer com que os seus interesses nada representativos parecessem os interesses de todos.

    Note-se que a ida da eleição presidencial para o segundo turno mais uma vez – depois de ter sido logrado o mesmo em 2006 – evitou que os meios de comunicação se tornassem atores irrelevantes ou de somenos importância em processos eleitorais futuros.

    O fato é que, se esta linha de pensamento estiver certa, a cadeia de comando correta é elite branca, mídia e, por último, os partidos que se dispõem a representar os interesses de um estrato social extremamente rico e diminuto que põe à disposição dos seus soldados políticos um aparato de propaganda bilionário.”

    http://www.blogdacidadania.com.br/2010/11/quem-serve-a-quem-na-direita/

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 10h02

    O raciocínio é probabilisticamente correto. E não há nada de conspiração na realidade que o engendrou. O inimigo visível é o PiG. Enquanto isso, os demotucanos/Cia, cada vez se transformam naquilo que temos visto, i. é., nada mais que o braço “político” do PiG.

    Nadir

    03/11/2012 - 12h31

    Edu, leio sempre seu blog, Azenha, Nassif e outros, e como eu várias pessoas perguntam: Por que o PT não se pronuncia, pq o Lula, como Brizola fez, não convoca a imprensa internacional e põe a boca no trombone, eu fico me sentindo acuada, brigando com um e outro pela net, tentando mostrar o outro lado da notícia ou q a notícia é falsa, mas estou esgotada e com receio de ser uma luta em vão. Pq eu, vc e todos outros falamos, escrevemos, divulgamos e brigamos, e não existe uma ação concreta do PT como instituição democrática? Estão calados pq?

    Roberto Locatelli

    03/11/2012 - 17h41

    Nadir, temos que agir sem esperar o PT. Se ele vier, virá a reboque. Nossa luta não é para defender o PT, embora tenhamos simpatia por ele. Nossa luta é para defender a democracia.

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 10h11

    Roberto,

    Beleza de raciocínio. A regulamentação da mídia deve vir da ação popular/ação coletiva, mesmo. A consolidação da democracia virá a reboque

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 11h59

    O que é isso, companheira? Segura as ondas [literalmente]. Se o céu [espaço de propagação das perniciosas ondas do PiG] se turvar ainda mais, não tem problema, faremos como Leônidas, combateremos à sombra.

    lulipe

    03/11/2012 - 16h33

    Eu também não acredito em teorias conspiratórias, caro Eduardo.Até por que neste dias estive em trancoso e comprei uma pulseira hippie em uma daquelas barracas, sabe quem era o vendedor???Elvis Presley.Ele não morreu…Aquilo foi armação da CIA juntamente com a KGB….

Gerson Carneiro

03/11/2012 - 10h58

Revista VEJA – As novas descobertas da medicina corta o barato de quem acha que ela não faz mal.

Sério, pessoas que leem isso irão morrer todas infartadas, com depressão ou cometerão suicídio coletivo, isso é um veneno, deveria ter uma advertência do Ministério da Saúde ali do ladim.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 19h05

    Isso é S.O.M.A. puro. É o ácido lisérgico do Brave New World, do qual nos falou Aldous Huxley. Em certo sentido, é pior do que o crack. Tem o dom de viciar e cegar os incautos e tranquilizar o espírito dos assumidamente reacionários do tudo pelo “brazil um país de poucos”. É a droga preferida pelos ocupantes da Casa-Grande.

José Ruiz

03/11/2012 - 10h25

nossa elite, inclua a classe média aí, é pequena, mesquinha, e o ódio ao PT não tem nada a ver com reconhecer o que foi feito, mas perceber o PT como a ponta de um movimento popular.. imaginar que um nordestino, metalúrgico, que comete erros de português, fosse se tornar o melhor presidente da história desse país, um dos homens mais admirados do planeta, é demais para essa elite, que vai se valer de toda e qualquer informação, mesmo que escandalosamente falsa, para derrubar esse homem.. no caso do Lula, reflete um sentimento muito humano, que é a inveja – que cresce na proporção do sucesso do ex-presidente.. no caso do PT, que representa o povo, reflete o medo de ter que compartilhar supostos privilégios.. aliás, bom que se diga: quanto mais reconhecem as transformações em favor do povo, mais odeiam o PT..

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 19h08

    Quem dera fosse apenas isso! Pena, mas infelizmente não, amigo, não é só isso, não.

Roberto Braga

03/11/2012 - 10h21

Para que fazer propaganda da Petrobras e outras estatais nas mídias do PIG?Por que financiar os seus algozes?Dilma corte o mal pela raiz, acabe com o dinheiro do Pig e quero ver o que eles serão capazes de fazer.

Responder

A seita antipetista e suas pregações « Marcos Aurélio

03/11/2012 - 10h04

[…] Luiz Carlos Azenha (Do blog Vi o mundo, aqui […]

Responder

Simonebh

03/11/2012 - 09h43

Muito boa esta sua reflexão, Azenha. Existe um verdadeiro ódio contra petistas e algumas pessoas nem sabem explicar porque. Na minha família de numerosos irmãos, em que todos passamos pelas mesmas dificuldades de classe média, duas pessoas se julgam melhores e mais inteligentes e não suportam “esses petistas e lulistas safados, sem educação e sem moral”. O diálogo fica simplesmente impossível.

Responder

    Simonebh

    03/11/2012 - 09h46

    Ah! mas tenho uma explicação: são fiéis admiradores da TV Globo/Veja…

Camila

03/11/2012 - 09h19

Azenha, a maior parte dos antipetistas que conheço só lê manchetes. Eles são incapazes de ler um texto inteiro e argumentar. Quanto você tenta discutir, respondem ao que vc não falou, e sim ao que acham que um petista normal, na concepção deles, iria dizer. É irracional demais.

Mas, passadas as eleições, o que mais me impressiona nisso tudo é como o ódio tomou conta dessas pessoas, que agora torcem contra, ficam esperando uma oportunidade para chamar quem votou no PT de burro, trouxa (haja vista comemorações à notícia espalhada logo após as eleições de que Haddad deixaria para 2014 o bilhete único mensal, as creches e a isenção da taxa de inspeção veicular, o que tem a ver com o orçamento para 2013, feito pelo Kassab).

E para meu desgosto, parece que os piores e mais carregados de ódio são familiares – não os de casa, esses muito lúcidos, ainda bem.

Responder

Lula e o exorcismo que vem aí « Blog do EASON

03/11/2012 - 08h57

[…] por Luiz Carlos Azenha […]

Responder

fernando

03/11/2012 - 08h46

Goulart foi deposto por que agiu ” covardemente” ou seja foi um ” bunda mole” para usar uma expressão popular, Pois havia setores entre os militares que eram contra o golpe e estavam dispostos a afrentar a luta armada, Brizola governador do Rio grande do Sul na época , Também estava disposto a enfrentar a luta armada…

mas para evitar o chamado banho de sangue, ou uma guerra civil, Goulart entregou a democracia brasileira ao regime ditatorial militar e Americano.

Por um lado evitou que milhões de brasileiros morressem , por outro colocou no Brasil e enraizou na sua cultura, toda essa direita raivosa, anti democratica, golpista , preconceituosa, representada pela globo e seu poder…

Esses são os ônus da Paz, não tem derramamento de sangue” salvo os mortos pela ditadura” mas temos no Brasil essa ideologia reacionaria de direita, representada por cerca de 30% do eleitorado de todas as capitais do sul, de São Paulo e de outras regiões, um eleitorado anti petista e com aversão aos pobres estarem ascendendo de classe social.

a pergunta que fica agora, se realmente fizerem outro Golpe para desistabilizar a imagem de LULA, etc etc, quem de fato vai para as ruas lutar além dos movimentos sociais???Esses mesmos movimentos sociais que são inclusive tratados pelo proprio governo, como problema constante.

Ou mais grana$$$ pra globo, para celar um acordo de paz por uns 2 meses??

qual a tatica??? O pt e o governo estão sem rumo.

“ZÉ DIRCEU” o cerebro da esquerda no Brasil” ja foi fritado, basta agora apenas pegar o “coração” LULA.

Responder

Roberto Locatelli

03/11/2012 - 08h43

O erro gravíssimo dos dirigentes do PT é achar que, nessa situação, o PT e Dilma têm que ficar pianinhos, pianinhos, para não dar desculpa aos golpistas. Como se eles precisassem de desculpas.

O que o PT tem que fazer, COM URGÊNCIA, é se re-enraizar no movimento popular, fortalecer as organizações da sociedade e, paralelamente, propor a discussão da lei geral das comunicações (Ley de Medios) à semelhança das que já existem nos países “desenvolvidos”.

Responder

    Sergio Navas

    03/11/2012 - 13h01

    As mudanças necessárias só se concretizam quando vêm de baixo para cima, isto é, do povo, e não de seus governantes.
    abçs

    abolicionista

    03/11/2012 - 13h50

    É, Sérgio, mas os golpes vem de cima. E como a gente fica?

    luiz mattos

    03/11/2012 - 16h05

    Caro Sergio,abolicionista está certo pois os golpes sempre vieram de cima e nós,que ao golpe mais uma vez não nos submeteremos,seremos novamente transportados ao matadouro nas reluzentes caminhonetes da mídia pois nos enganamos ao crer que aqueles que elegemos teriam a nossa fibra.

Lucas Costa

03/11/2012 - 07h55

Em Recife e em Fortaleza, as cidades que mais conheço, há uma proliferação de pessoas com a mesma mentalidade dos quatro senhores do Pacaembu. São aqueles cidadãos de classe média, de barriga devidamente forrada, bem situados na sociedade. São Juízes, Promotores de Justiça, Auditores Fiscais, Advogados bem sucedidos, Empresários etc. A despeito da zoada que fazem, não são maioria na sociedade. Ainda passarão um longo tempo reclamando, reclamando e reclamando. O povo, mais discreto, anda mais preocupado com as compras de Natal, com a aquisição do primeiro automóvel, com a mudança de emprego. Aliás, este último tópico, a mudança de emprego dos mais pobres, tem levado pessoas como os quatro senhores do Pacaembu às raias do desespero: está muito difícil, mesmo em Fortaleza e em Recife, contratar pessoas para funcionarem como empregadas domésticas ou porteiros de condomínios de classe média. Havia o costume de contratar para essas funções pessoas com disponibilidade para receber frações de salário mínimo. Com o bolsa-família, ficou muito complicado manter os trabalhadores na informalidade. Não há mais aquela antiga fartura de mão de obra famélica. A vida dessas pessoas lá da base da sociedade melhorou durante os governos petistas. Ora, as pessoas votam nos candidatos capazes de trazer-lhes maiores benefícios. A classe média bem representada pelos quatro senhores do Pacaembu quer que o povo vote em quem? Naqueles que lhes fazem lembrar dos anos 1980 e 1990? É pouco provável que isso aconteça. Quem tem alguma chance de desbancar o PT a preços de hoje? O PSB, o qual não se encontra atrelado às duas décadas perdidas da gestão social brasileira. É a este partido que os conservadores parecem se agarrar na hora de comemorar a “derrota” do PT nas eleições municipais. O PT perdeu em Fortaleza e em Recife para o PSB, apenas para ficarmos nos exemplos mais próximos de minha realidade. O PSB pode vir a encarnar a “mudança” moralista sem o passivo social do PSDB/DEM. Pode expressar a continuidade das práticas sociais petistas sem a gestão administrativa do PSDB. Abre o olho, PT…

Responder

Lu Witovisk

03/11/2012 - 07h39

Que malas. Olha, isso me remete à terrinha… infelizmente lá parece que é mais de 30% ou eu tenho tanto asco que erro na estimativa. Tanto que o Fruet só foi eleito pq é tucano com casaca de PDT, e o Ratinho pirou demais no segundo turno (com declarações cabeludas de extrema direita). Mas ô terrinha cheia de antipetistas aquela e realmente sua descrição está perfeita: o mais marcante é o ódio visceral pelo Lula e partido e o que querem é o exorcismo (já que ele não morreu, tampouco ficou mudo, vai ver tem pacto com Satã).

A Dilma e o PT precisam correr com urgência atras da lei dos meios de comunicação, até quando vão apanhar dessa corja??

Responder

Amaro

03/11/2012 - 06h46

Manchete da FOLHA online: “44% não teriam ido às urnas em SP se o voto fosse facultativo”.

Quem terá providenciado esta “pesquisa”, hem?

De repente a extrema direita concluiu que para derrotar o LULA basta instaurar o voto facultativo. E vai bater nessa tecla até o dia do juízo final (o dia da morte física do Lula) já que não pude destruí-lo na base da mentira, distorções, porrada e picaretagens, mesmo contando com o inetimável auxílio do prevaricador-mor da república.

Responder

    Mário SF Alves

    03/11/2012 - 19h26

    Sabe quando o estado de fato vai brigar pela instituição do voto facultativo? Nunca, cara pálida, nunca. Isso aí é só jogo de cena pra desprestigiar a brilhante vitória do povo paulistano. Só isso.

    FrancoAtirador

    03/11/2012 - 22h03

    .
    .
    Se esses 44% da Folha não tivessem votado,

    o Serra teria zero por cento dos votos.
    .
    .

    ed.lima

    04/11/2012 - 04h52

    Pesquisa da DATA-FALHA, sem qualquer fundamentação.Se tivessem constituido o voto facultativo desde 1988 a Esquerda ja estaria no Governo desde lá,talvez no Poder.A Esquerda Ideológica vota e estimula(boca de urna) o eleitor nas discurções a exercer sua Cidadania.A Direita vai a Praia e não sabe o que o voto representa:Imprensa o feriadão!!!Garanto.

Helio Filho

03/11/2012 - 04h22

Jango nunca foi um lider popular que chegasse perto Lula. Alias, nem Getulio. Jango nao tinha sucessores presumidos, alem dele proprio e JK, odiado pelos mitares. Viviamos a Guerra Fria e os milicos andavam assanhados, cortejados pelas vivandeiras da UDN.

Lula elegeu Dilma e Haddad, tem popularidade recorde e uma identificaçao unica com o povao, cada vez mais alheio ao moralismo da midia.

Se os senhores paulistas e seus aliados partirem para o confronto, ficarao ladrando e a caravana vai passar. Duvido,entretanto que o façam, as revelaçoes de Valerio e outros factoides que se seguirao sao instrumentos de chantagem. Espero que o PT nao caia nessa, conduzido pelos eternos negociadores no Congresso. Repito, se pagar pra ver e blefe. Tenho certeza que Lula sabe disto.

Alem disso, quero ver quem tem coragem pra partir pra cima, pra valer, do Homem.

Responder

A DIREITA VEM AÍ, FURIOSA —-> Lula e o exorcismo que vem aí « Virgulinoreidocangaco's Blog

03/11/2012 - 03h49

[…] http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/lula-e-o-exorcismo-que-vem-ai.html Partilhar isto:TwitterEmailPrintMaisFacebookStumbleUponDiggRedditLinkedInGoogle +1Gostar disto:GostoBe the first to like this. […]

Responder

Notívago

03/11/2012 - 03h24

O TRANSBORDAMENTO DO ÓDIO

O telejornal da Band de ontem dedicou cerca de 20 segundo à violência em São Paulo e pelo menos 3 minutos à morte e dois idosos nos hospitais do Rio de Janeiro (do RIO, claro) por falta de atendimento médico adequado. Num deles um desfibrilador cardíaco estava quebrado.

Não sou contra que se comente as mortes em hospitais da rede pública ou privada no Brasil inteiro mas, sem dúvida nenhuma, na imprensa paulista tem muita gente precisando de um tratamento psiquiátrico de emergência. Na mulher que deu a notícia da morte dos idosos no telejornal da Band (não vale a pena decorar o nome dela), a bílis gerada pelo ódio escorria pelo canto da boca e claramente o objetivo não era chamar a atenção das autoridades para o descaso na saúde, mas esconder as mortes causadas pela violência em São Paulo.

Naturalmente que Boechart e sua partner repisaram, quando falaram da violência, a versão do governo do Estado de que as forças federais são desnecessárias.

E eu pergunto: por que São Paulo não declara logo a sua independência? Esta é a única maneira da extrema direita raivosa ganhar a prefeitura de volta.

Responder

Tiago Tobias

03/11/2012 - 02h49

Pessoal, eles estão vindo com a faca entre os dentes. Vem coisa pesada nos próximos meses: Revista diz que PT pediu dinheiro a Marcos Valério no caso Celso Daniel: http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/11/revista-diz-que-pt-pediu-dinheiro-marcos-valerio-no-caso-celso-daniel.html

Responder

Tiago Tobias

03/11/2012 - 02h40

Desde 2009 acompanho o blog e posso dizer com todo fundamento: esse foi o texto mais brilhante do Azenha. Não que os outros não sejam, mas esse foi assombroso não pelo dom profético, mas pela capacidade de ver mais longe e conectar o que está nas “entrelinhas”.

Responder

Mateus

02/11/2012 - 23h23

O antipetismo chega a ser doentio. Principalmente os antipetistas de SP. Conheço vários. E pela descrição dos quatros senhores, são praticamente idênticos aos que conheço.
Já nem perco mais meu tempo tentando argumentar. Porque enquanto tento mostrar com documentos e fatos concretos. Eles vêm com reportagens da velha mídia, sem fundamento algum. Nesses casos, o antipetismo não é por falta de conhecimento ou simplesmente por manipulação da mídia. Mas sim por paranoia mesmo. Paranoia que tem as raízes em todo tipo de discriminação.
Pessoas que possuem formação acadêmica, que se subentende ter bons conhecimentos do Brasil e do mundo, não reconhecer o que foi feito de positivo, a partir do primeiro mandato de Lula. É algo que foge da racionalidade. É verdade que há muita coisa erra sendo feita, assim como sempre ouve. Mas não reconhecer que milhões de pessoas estão saindo da linha pobreza, não é justo nem mesmo com essas pessoas.
É como o Azenha disse, para o PT, ganhar a eleição não pode ser o significado de estar vencendo a oposição. É preciso vencer outras fontes antipetistas muito mais fortes. No caso, a velha mídia.
Já no caso da oposição. Quanto mais eles perdem eleições, mais eles perdem a noção de racionalidade. O exemplo mais explicito disso é o Serra com suas atitudes de intimidação de repórteres.

Responder

Francisco de Assis

02/11/2012 - 22h26

Neste momento, pelo menos duas coisas restam claríssimas na continuação da ofensiva golpista da direita, após nova derrota eleitoral para o PT, e para o Lula, que simboliza e representa não só o PT mas também outras forças progressistas da sociedade.

Por um lado, PROVOCAR O PT, a mais forte instituição da esquerda no Brasil, para que ‘passe do ponto’ em relação ao STF e seu julgamento de exceção, o que seria usado como senha para a direita novamente bater às portas dos quartéis para a defesa da ordem. Neste sentido e por enquanto, o climax da provocação foi alcançado pelo sr. Celso de Mello (representante da ditadura, através do seu último Colégio Eleitoral, pelo seu filho bastardo Sarney), ao comparar o PT ao PCC em São Paulo e ao CV no Rio de Janeiro.

Aqui, A SABEDORIA DE LULA fez-se impor mais uma vez aqui, e conseguiu conter a justa revolta e indignação da INSTITUIÇÃO PT contra os insultos, como aqueles assacados por Marco Aurélio de Mello, notório defensor da ditadura, e Gilmar Dantas Abdelmassih, notório garantidor de bandidos condenados.

O que não significa que não tenha havido resposta às infamias, que se deu através dos articulistas e milhares de comentaristas indignados na blogosfera progressista, demonstrando cabalmente o estupro televisado da Justiça, a hipocrisia e os crimes praticados pelos membros dos aparatos midiático, político e jurídico, e em especial na PGR e no STF, transformado em Curral Eleitoral, com juízes, como o sr. Fux, vergonhosamente atuando como mero jurados no Tribunal do Júri.

Esta resposta continuará a se dar, de forma cada vez mais intensa, com lucidez, argumentos e coragem.

Por outro lado, na presente ofensiva golpista a direita pretende SE VACINAR contra um provável assassinato de Marcos Valério, atribuindo-o antecipadamente a Lula e ao PT. Pois, tirando este aspecto, tudo que, no tocante ao PT e a Lula, Valério tinha a dizer, já disse. Mais segredinhos tivesse ou inventasse, contaria à Veja e ao Globo antes da eleição, para destruir Lula e, em consequencia, Haddad.

Pois neste caso, dúvidas não há, doadores bondosos não faltariam para se cotizar e pagar os milhões em multas de Valério e dar-lhe um belo de um extra. Afinal de contas, está longe de acabar a rica herança e os lucros da privataria, até hoje irrigando campanhas eleitorais e mansões em bairros-chique como Alto de Pinheiros em São Paulo, ou Mangabeiras em Belo Horizonte, por exemplo.

E tampouco faltariam a Valério autoridades tão ‘imparcias e caridosas’, como um Roberto Gurgel e um Marco Aurélio Mello, para garantir-lhe uma bela diminuição de pena ou mesmo a ‘merecida’ liberdade como testemunha ameaçada, ah coitado, quem sabe em alguma ilha paradisíaca no Caribe, com caixa-postal e tudo, onde poderia movimentar sua rica doação.

Mas por que fariam isto por Valério ? Porque não podiam perder São Paulo. Na mão de Serra, transformado em novo Lacerda, São Paulo se tornaria a caixa de ressonância do restante do golpe ‘constitucional’. Fariam qualquer coisa para não perder a cidade, como fizeram os 18 minutos do Jornal Nacional do Golpe (ou seria Globo). Perderam, senhores.

Estrategicamente foram derrotados pelo SÁBIO LULA (safo não, safos são os Mellos). Uma das casas caiu, senhores golpistas. Agora, é partir para outra, ou então já tentar partir para a força bruta. Em qualquer caso, saibam todos: tem gente do lado de cá, e não é pouca não.

Mas por que um PROVÁVEL assassinato de Marcos Valério ? Porque, delator assumido e não mais confiável no seu desespero, tornou-se um PROVÁVEL delator dos esquemas criminosos do PSDB, com sede em Minas mas com abrangencia nacional e multi-partidária, com mais de uma centena de corruptos passivos identificados, todos já devidamente perdoados por Roberto Gurgel e pelos ministros do Supremo.

Valério bem sabe como foi tratada a modelo Cristiane Ferreira, uma PROVÁVEL delatora, ‘arquivada’ a tempo pelo esquema mineiro dos tucanos no seu Caixa 3, o cemitério.

Responder

    Roberto Locatelli

    03/11/2012 - 08h30

    Francisco, o PT ser moderado de nada adianta contra o golpe. Ao contrário, aí é que o golpe virá mesmo. Senão vejamos:
    – João Goulart não era de esquerda, era um fazendeiro. Foi deposto e, possivelmente, assassinado pelos militares.
    – Zelaya (Honduras) é homem moderado, e foi deposto.
    – Fernando Lugo (Paraguai) é homem extremamente moderado, e foi deposto.
    – Hugo Chávez é um político mais radical (não tanto quanto eu gostaria) e o povo venezuelano conseguiu derrotar o golpe contra ele,

    FrancoAtirador

    03/11/2012 - 12h59

    .
    .
    Detalhe, Locatelli:

    Todos os golpes e tentativas de golpe, acima arrolados,

    ocorreram com apoio integral dos United States of America.

    Como sempre, é de lá que vêm a ideologia, a logística

    e o comando estratégico dos golpes na América Latina.

    Está na hora de dar um BASTA !
    .
    .

    Mário SF Alves

    04/11/2012 - 10h48

    Francisco,

    Seu texto só nos honra. Parabéns. E obrigado.

FrancoAtirador

02/11/2012 - 22h10

.
.
Bem que o Lula poderia fazer um sacrifício pelo Brasil

se candidatando, em 2014, a Governador de São Paulo.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    02/11/2012 - 22h44

    .
    .
    AS POLÍCIAS DE SÃO PAULO TÊM UM PAPEL FUNDAMENTAL NO GOLPE.
    .
    .

    FrancoAtirador

    02/11/2012 - 22h58

    .
    .
    Não existe respeito em São Paulo

    De DoLaDoDeLá, via Luis Nassif OnLine

    Na madrugada do dia 31 de outubro, centenas de policiais militares com cavalaria, cachorros e viaturas da Rota invadiram a comunidade São Remo – vizinha à USP, que existe há mais de 40 anos e, onde moram mais de 13 mil pessoas – arrombando casas de trabalhadores muitos dos quais funcionários efetivos e terceirizados da USP.

    Uma companheira, funcionária da USP, que teve sua porta arrombada, pelos coturnos dos soldados, pediu o mandado judicial e recebeu dois tapas, no rosto, de um policial que gritava: – está aqui!. Em várias outras casas, os policiais quebraram móveis, eletrodomésticos e, quando os moradores protestaram dizendo que eram trabalhadores, ouviram dos policiais que quem mora na favela e não paga IPTU é bandido.

    Todas as entradas e saídas da São Remo foram fechadas, os trabalhadores que imploravam para que os deixassem sair, pois entravam no serviço às 7 horas, ouviram a mesma frase: – quem mora junto com bandido que mata polícia, é bandido também, e deve ser mandado embora do emprego mesmo.

    A creche da comunidade, que funciona no Circo Escola, foi intimada pelos policiais a fechar e quando alguém argumentou que precisava comunicar aos pais das crianças, ouviu como resposta: – fecha já.

    É bom lembrar que a comunidade São Remo está sendo ameaçada de despejo, pelo reitor da USP, já há algum tempo, o que já motivou manifestação de protesto em frente à reitoria, com muitas centenas de pessoas, organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP, Associação dos Moradores do Jardim São Remo, DCE da USP, com apoio da Adusp.

    O 16º Batalhão da PM, construído em terreno da Universidade de São Paulo, fica ao lado da comunidade São Remo e da própria USP.
    Lembramos ainda que a USP contratou, sem concurso público, 3 coronéis da PM para comandar a Guarda Universitária e está militarizando o campus.
    A PM de São Paulo, que está agindo em toda a grande São Paulo de forma semelhante ao que fez na comunidade São Remo, está integrada ao crime organizado ou, recebendo dividendos do tráfico e roubo de todas espécies.
    É só recordar de quantos policiais militares estão sendo presos em flagrantes nos roubos com explosão de caixas eletrônicos dos bancos, usando dinamites do exército.
    Nessa guerra aberta e não declarada, tem polícia e milícias de ambos os lados, bandidos fardados e à paisana e, a maior parte das vítimas são trabalhadores, jovens e crianças, que nada têm a ver com o crime ou a repressão.

    (http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/nao-existe-respeito-em-sao-paulo)
    .
    .
    O Jardim São Remo e a cobertura da mídia hegemônica

    Por Dennis de Oliveira no Blog Quilombo – Revista Fórum

    Em fevereiro do ano passado, moradores do Jardim São Remo que residiam em casas à beira de um riacho ficaram desabrigados. As fortes chuvas que caíram destruíram suas casas. A prefeitura ofereceu, como auxílio aos desabrigados, um “auxílio aluguel” de R$350,00 por seis meses e nada mais. O jornal Notícias do Jardim São Remo (NJSR), jornal comunitário produzido pelos alunos do primeiro ano do curso de Jornalismo da ECA, sob a minha supervisão, cobriu o fato, inclusive com uma edição especial. Além de cobrir o fato, mandamos releases para todos os órgãos de comunicação, mas apenas a rádio CBN cobriu o fato.

    O Jardim São Remo tem, entre os seus moradores, jovens que fazem parte de um grupo de break, o Cybernétikos, que disputou e chegou a ser vice-campeão mundial nos EUA. Tem participado de certames internacionais há mais de três anos. O jornal NJSR tem dado destaque à trajetória do Cybernétikos. O que a mídia hegemônica tem falado disso? Nada.

    Os moradores do Jardim São Remo têm sofrido constantemente com as contas altíssimas de energia elétrica. A AES Eletropaulo tem se mostrado refratária a qualquer discussão sobre as contas. A regularização das ligações elétricas na comunidade foi acompanhada de várias confusões, inclusive na troca das geladeiras que foi feita em dia de semana, quando a maioria está trabalhando. O jornal NJSR tem acompanhado este problema em várias edições. E a mídia hegemônica? Nada.

    A reitoria da USP reduziu drasticamente a oferta do circular gratuito no campus universitário do Butantã e implantou o “Bilhete USP” que permite a utilização gratuita por parte de professores, alunos e funcionários diretos da universidade de uma linha que circula no campus e vai até o metrô Butantã. Boa parte dos moradores do Jardim São Remo trabalha em empresas terceirizadas ou prestadoras de serviço na universidade e, portanto, não tem direito ao “Bilhete USP”. Com o esvaziamento do circular gratuito, estes moradores tiveram que arcar com um novo gasto no seu orçamento. O jornal NJSR cobriu este fato e a mídia hegemônica, nada.

    O Jardim São Remo finalmente aparece na mídia hegemônica – durante a invasão da Polícia Militar na comunidade no dia 30 de outubro. Imagens passadas nos telejornais da hora do almoço mostraram a apreensão de drogas, o desmonte de uma refinaria de cocaína e a busca de um suspeito de ter matado um policial da Rota no mês passado no bairro do Butantã. A favela ganha o horário nobre, no Jornal Nacional. É manchete principal no portal UOL que fala de um túnel secreto por onde passavam drogas para o campus da USP.

    A imagem do Jardim São Remo que se constrói no imaginário é essa: um local de bandidos, traficantes e assassinos de policiais. Os barracos são pontos de refino de drogas. E a polícia vai até lá para acabar com isso.

    Enquanto isso, os moradores tiveram sua dura rotina alterada com as “blitzes” dos policiais que pararam e revistavam todo mundo que passava. Só a repórter da Globo, no SPTV – de helicóptero! – dizia que a vida na comunidade continuava “normal”. Mas isto, assim como o grupo de break, a festa das crianças da dona Fatinha organizada há 19 anos no dia 12 de outubro nas ruas da comunidade, o futebol dos domingos, a escolinha de futebol do Mariano que atende dezenas de crianças, a luta contra as contas altas de energia, o Sarau da Remo que já dura um ano, o drama dos moradores desabrigados do Riacho Doce, a batalha da Dona Eva que leva crianças e adolescentes a visitar museus na USP, os agentes comunitários de saúde do Centro de Saúde Escola que desenvolvem um trabalho de saúde preventiva na comunidade, a associação de moradores, os projetos Alavanca, Girassol, Circo-Escola funcionando com o trabalho de pessoas da comunidade… Tudo isso que possibilita ter um olhar mais amplo sobre o que é esta comunidade, está fora das páginas da mídia hegemônica. E não só do Jardim São Remo, mas de Paraisópolis, Heliópolis, Cidade Tiradentes, Capão Redondo e todas as periferias afora.

    Esta é a importância do jornalismo comunitário, popular, alternativo, contra-hegemônico. É nestes momentos que se verifica o olhar ideológico da mídia hegemônica cujos analistas depois não conseguem explicar porque a população, na hora de votar, pouca importância dá para a agenda que esta mídia constrói. Aí vem o comentário daquela famosa colunista de um grande jornal dizer: “O povo está contra a opinião pública!”

    http://revistaforum.com.br/quilombo/2012/11/01/o-jardim-sao-remo-e-a-cobertura-da-midia-hegemonica/

Roberto Teles

02/11/2012 - 22h07

Sensacional !

Responder

FrancoAtirador

02/11/2012 - 21h59

.
.
Presidente do STF minimiza insultos a Lewandowski
durante votação no segundo turno

Débora Zampier, repórter da Agência Brasil

Brasília – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, minimizou hoje (29) a hostilidade sofrida pelo colega de tribunal, Ricardo Lewandowski, durante votação em São Paulo ontem (28).
Revisor da Ação Penal 470, o processo do mensalão, Lewandowski foi abordado no colégio eleitoral em que vota por pessoas insatisfeitas com sua participação no julgamento.

“Conversei com o ministro ontem e hoje, e não está havendo predisposição coletiva para hostilizá-lo, o que é certo que não haja. Se a cada voto formos interpelados e insultados, não teremos mais condições psicológicas para trabalhar em paz”, disse o presidente, em rápida entrevista a jornalistas hoje.

Segundo relato de Lewandowski, os insultos partiram apenas de duas pessoas – uma eleitora e um mesário -, e o clima geral era de tranquilidade. “Não é verdade que o ministro passou por hostilidade coletiva.
Se fosse algo mais encorpado, seria preocupante”, disse o presidente, lembrando que o desacato a autoridades públicas pode resultar em prisão. Ele ressaltou que o ministro não respondeu às ofensas, porque “foi votar como cidadão, com espírito desarmado”.

De acordo com Britto, o revisor tem agido na Ação Penal 470 de acordo com a autonomia conferida a todos os juízes, que sempre devem votar “com equidistância e desassombro, sem medo, sem receio de desagradar quem quer que seja”.
Conforme o presidente, os juízes não estão imunes às críticas sobre a qualidade ou fundamentação dos votos.
“Mas que não se descambe, a pretexto de crítica, para o desacato, para a ofensa pessoal, que isso infringe a ordem jurídica”.

Edição: Carolina Pimentel

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-10-29/presidente-do-stf-minimiza-insultos-lewandowski-durante-votacao-no-segundo-turno

Responder

    maria olimpia

    03/11/2012 - 21h03

    Perfeito, Edu e FrancoAtirador.
    Depois do texto do Azenha e de vocês, o que mais dizer?
    Não quero e não posso passar por um golpe de novo, nunca mais!

Rose PE

02/11/2012 - 21h35

O que existe de mais nojento e asqueroso neste país , é essa gente atipetista e essa mídia partidária elitista, pois não desejam a distribuição de renda que Lula fez com esse programa “bolsa família”. Vê se falam quando o governo dá dinheiro para banqueiros e multinacionais. desejo que em 2014 novamente Lula apresente outro poste para iluminar o estado de São Paulo.

Responder

evangelos

02/11/2012 - 21h30

Texto brilhante!

Responder

Francisco

02/11/2012 - 21h22

“O que são as leis diante do imperativo moral de livrar a sociedade do Mal?”, diz o autor do bom texto.

Acrescento: o que são as Leis numa terra em que um juiz do STF , cuja única função institucional é proteger a Constituição, afirma que o regime militar foi um “mal necessário”?

E isso não tem a menor repercussão?

Eu não sei qual era a popularidade do Prsidente João Goulart antes do golpe, mas posso apostar que o General Castelo Branco não tinha nenhuma.

A questão da direita, portanto, não é nem a defesa da democracia, nem a adefesa da “moralidade”, a questão da oligarquia é meter comunista na cadeia.

O PT ,em algum momento, vai ter de assumir o poder para o qual foi eleito. Só espero que não seja quando for tarde demais…

Responder

    Almerindo

    04/11/2012 - 10h15

    Falou TUDO, Francisco… Eu também espero que não seja tarde demais. Será que a ABIN AJUDA o governo federal? Se sim, já detectou esses movimentos BEM ANTES DE NÓS e já orientou a Dilma e sua equipe, senão…

    Jacó do B

    04/11/2012 - 12h17

    Almerindo, o PT é “politicamente correto” demais e não aceita usar o serviço de inteligência da Presidência. Prefere tomar bola pelas costas. Nunca assumiu, de fato, o poder delegado por nós, nas urnas. Que pena!

Deixe uma resposta