VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome


29/10/2012 - 16h53

por Andre, em comentário aqui

E salvador ficou menor

E o reinado de acm II já começou com uma gafe imperdoável. Explico. No seu discurso da vitória, o alcaide recém eleito esqueceu de agradecer ao seu maior cabo eleitoral: o governador Jaques wagner. O único dos grandes governadores do nordeste que não conseguiu eleger o seu candidato e, portanto, maior derrotado das urnas abertas ontem.

Com certeza, os 5 pontos que separaram pelegrino I do cobiçado trono da Roma negra, podem tranquilamente serem imputados à maior e mais desastrosa greve dos professores que esse estado já viu. Para quem não lembra, foram quase 4 meses sem aulas.

Onde governo e sindicato, comandado pelo pcdob, entraram numa queda de braço inédita que só prejudicou a sociedade em três dos seus elementos mais sensíveis: crianças, professores e mães de família. Essa greve, muito mais do que aquela da polícia às vésperas do carnaval, deixou sequelas gravíssimas no ponto em que o PT mais tenta se diferenciar dos outros partidos: a sensibilidade social.

Venho de uma família de classe média baixa e lá, nas questões políticas, meus pais e irmãos, com raras exceções, sempre fecharam com Lula e o PT. Por uma questão mais de identificação do que de ideologia. Mas, ao contrário de outras eleições, o que eu pude ver em minha própria casa foi o nascimento de um antipetismo histérico do qual eu ouvira falar que só existia nos salões mais nobres do reino de higienópolis.

Jamais aqui, tão perto e numa casta tão desprivilegiada. Esse sentimento gerou fenômenos estranhos. Se em outros anos eu conseguia dobrar os votos direitistas de um ou outro da família, esse ano eles é que tentaram dobrar o meu. Estranho…

Fui tentar entender o fenômeno. Comecei pelo mais óbvio. Minha mãe é professora. Dedicada, doada ao seu ofício, destas que fazem falta hoje em dia e que poderiam ser a ponte necessária para mudar a educação nesse país. Durante meses de greve, ela e colegas tiveram que doar alimentos para as cestas básicas das colegas que tiveram seus salários cortados e estavam passando fome. Sim: no governo do trabalhista jaques wagner havia professores estaduais com ponto cortado passando fome!

Quando, conversando com minha mãe, soube dessa situação, além de, perder argumentos e sentir tristeza, pensei com os meus botões “essa eleição está perdida”.

jaques wagner é um governador estranho. De militante, sindicalista pé no chão e na porta da fábrica, se transformou num dos governadores mais ausentes que minha curta existência pode perceber. Depois que chegou ao poder, nunca o vi andando pelas ruas da cidade, visitando bairros, conversando com o povo. Mudou muito…

Ao invés de estimular o rejuvenescimento e o arejamento do partido, de quadros limitados, na Bahia, preferiu juntar-se a figuras eméritas no antigo carlismo que sempre combateu como Otto Alencar, Cesar Borges, Gedel e que tais.

Soube que comprou um belo apartamento na vitória, o qg da sociedade mais tradicional da Bahia, soube também que anda de helicóptero frequentemente, como forma de fugir do trânsito caótico que o nosso povo enfrenta hoje em salvador, e em véspera de eleição promoveu um mega casamento para o seu enteado (também na vitória, reduto da nossa mais tradicional burguesia), com a ilustre presença da nossa querida presidenta.

Quando falei que ele era um cara estranho no começo do parágrafo, não foi por nenhum desses fatos narrados, que isso fique bem claro, mas pela simples constatação de que talvez ele ache que o povo não vê as coisas.

eduardo campos é um cara ambicioso. Mas talvez ele possa e deva ser. Seu governo tem a marca do desenvolvimento, da inovação, do crescimento do seu estado. Os irmãos gomes são orgulhosos do seu estado. E talvez eles possam e devam ser. Seu governo tem a marca da transformação na educação e de uma gestão muito bem pensada. jaques wagner…

Bem, espero que o PT, que é o partido para o qual eu voto, comemore bastante a vitória de Haddad, mas também perca alguns minutos para refletir sobre a derrota no nordeste e, em especial na Bahia, quarto maior colégio eleitoral do país e o único grande estado da região controlado pela legenda.

Que o partido exija a renovação dos quadros e não aceite esse jogo de comadres onde só se revezam nomes como wagner, pelegrino e pinheiro. Sempre esses, sempre em alternância. Que o partido aqui inspire juventude e volte a andar mais perto do povo. Ou então veja o carlismo renascer e tomar conta de tudo – o que hoje é uma forte tendência.

Que Lula e Dilma, venham mais para mostrar de verdade quanto gostam do nosso povo, trazendo investimentos, novidades, para resolver problemas e não apenas em época de eleição. Pois esse truque de fazer uma administração qualquer, distante do povo e depois na eleição dizer “sou do time de lula e dilma” por si só não funciona mais. Se quer alinhamento total de mostrar e provar que ele fez bem pra cidade, pro estado.

Quero poder ter motivos reais para dar à minha família para que ela volte a votar no PT novamente. Motivos dos quais me orgulhe e que não seja a propaganda vazia e gritante que o governo do estado faz hoje aqui.

PS: para manter os fatos narrados nesse post mais próximos da realidade, o nome de quase todos os personagens foram grafados em caixa baixa.

Leia também:

O mito sobre a fragilidade do PT, de 18.09.2012

O discurso de vitória de Fernando Haddad

Bonifa: Só carisma de Lula não basta para vencer no NE

Leitores atribuem derrota do PT em Salvador a Jaques Wagner

Merval Pereira: O mito e os fatos

Vereador sugere que Serra vem aí

PT mantém cinturão vermelho em SP

E a Globonews consegue derrotar Lula…

Haddad: Livrar São Paulo do higienismo social

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



96 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Wall Street vence com Obama, enquanto Partido Republicano se torna o partido dos brancos em minoria « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de novembro de 2012 às 12h17

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

Elmar Bones: Uma reportagem, duas sentenças « Viomundo – O que você não vê na mídia

06 de novembro de 2012 às 19h03

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

Britânicos choram: Thatcher entregou soberania energética aos franceses! « Viomundo – O que você não vê na mídia

05 de novembro de 2012 às 03h11

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

Altamiro Borges: Donos da mídia nativa travam batalha externa na Argentina « Viomundo – O que você não vê na mídia

04 de novembro de 2012 às 21h23

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

Paulo Moreira Leite: Quem não tem voto caça com Valério « Viomundo – O que você não vê na mídia

02 de novembro de 2012 às 16h39

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

Lincoln Secco: PSDB e Eduardo Campos só têm chance em 2014 se houver ”crise catastrófica” « Viomundo – O que você não vê na mídia

02 de novembro de 2012 às 12h31

[…] Leitor: Em governo trabalhista de Jaques Wagner, professor passou fome […]

Responder

mineiro

31 de outubro de 2012 às 09h02

ja que ele ganhou tudo bem fazer o que. o que nao pode e para o proprio bem da bahia e do proprio brasil , é deixar esse coronelzinho de m…………………………………ser eleito governador. ai sim a vaca vai para o brejo de vez. o povo banhaino tem que botar a cabeça no lugar e pensar bem , para governador vai ser 10000 vezes pior se esse sugeito asqueroso , nojento , representante da elite golpista ser eleito governador. isso sim vai ser uma tragedia. pra prefeito foi , mas da para amenizar , agora para governador vai provar que ele tem força.

Responder

Valmont

30 de outubro de 2012 às 18h10

O Partido dos Trabalhadores precisa fazer do limão uma limonada. A derrota em Salvador tem o aspecto positivo de dar uma muito necessária CHACOALHADA nas velhas lideranças. Repensar, mudar, reorientar, para não morrer. Ignorar e acomodar são as piores atitudes neste momento.

Ficar com raiva do povo, como comentaristas fizeram aqui, só piora a situação. Não adianta tampar o sol com a peneira ou dar uma de avestruz. Tem que encarar a realidade dos fatos e corrigir os rumos. Mudanças drásticas se impõem. E 2014 já está às portas.

Responder

    mineiro

    01 de novembro de 2012 às 09h22

    primeiramente é mandar e jaques vagner , pimentel,ze cardoso, e mais punhados de inuteis para fora do partido e se possivel da politica. concordo plenamente tem que fazer uma limpeza geral , nao da para um partido com a expressao nacional que tem, aceitar um bando de mediocres como esses ai citado e mais tanto que nao merece que nem cite o nomes deles. e a dilma aproximar mais dos movimentos sociais e sindical , pelo o que me parece ela deixou de lado. é isso tudo e mais um pouco de mudança para nao acontecer , o que aconteceu agora. porque se nao as nossas lagrimas vai ser muito mais do que agora e por culpa do proprio pt, para agradar a elite maldita foge das suas origens. o alerta foi dado , vamos ver se esse pt acorda para a realidade.

Leandro Ferrari

30 de outubro de 2012 às 15h25

O Brizola tinha razão em duvidar do PT como movimento social:
“[…]e me faz desconfiar muito dele, me faz desconfiar MUITO dele e do PT como partido de natureza social, como movimento de natureza social[…]”
Brizola prevendo o futuro
http://www.youtube.com/watch?v=9ViENegKea4&feature=related
“[…]o Lula é a espuma da história, ele nunca, ele não tem, não teve problemas de entrar em águas mais profundas, o Lula está dentro do sistema, sua mente está dentro do modelo econômico, como do Fernando Henrique, só que o Lula vem baixo e o Fernando Henrique por cima, eles estão se acotovelando, as duas equipes, para executar o mesmo programa: neoliberal[…]”
O QUE O BRIZOLA PENSAVA DO LULA E O PT.flv
http://www.youtube.com/watch?v=RxYbd7Tvi7U&feature=relmfu

Mas o PT não foge à sigla: quer que as pessoas sejam eternos trabalhadores, sempre sob ordens, e as obedecendo, recebendo salário, mas sempre na condição de subordinados. O PT garante trabalhadores para o senhorio, e ponto.

Em 2002 vesti camiseta e boné do PT, comprei estrelinha, votei no Lula, nos dois mandatos, votei na Dilma, mas não se esconde mais o que está acontecendo. Um exemplo gritante foi o caso das demissões da GM em São José dos Campos.

Lembro-me muito bem da primeira redução de IPI do Governo PT, em 2003, que não foi repassada na totalidade aos consumidores.

Do acordo com o FMI feito ainda pelo FHC, o PT tratou de obedece-lo à risca. Só mudaram as corporações beneficiadas, e a desnacionalização aumentou horrores. Incentivou e continua incentivando o consumismo desenfreado que só favorece os grandes empresários, sob o custo de deixar a população com dívidas sufocantes. Aliás, alguém por favor me cite algum petista que coloca em discussão o modelo econômico navegado por quase todos os países ditos desenvolvidos e em crise.

Haddad vai logo a Brasília rever as dívidas do município, mas a Dilma rever a continental dívida brasileira nada, não é verdade?

Nada mudou: a classe rica continua ficando mais rica, a classe média lutando para não cair, e a classe pobre vivendo de assistencialismo, sendo que, esta, quando consegue ir à classe média, é porque o conceito de classe média foi alterado para englobar rendas inferiores.

Responder

Mardones Ferreira

30 de outubro de 2012 às 09h50

Os soteropolitanos estavam com o governador Jacques Wagner pelo pescoço. Muitos amigos falaram que a população estava com raiva por causa de tamanha insensibilidade com relação às greves.

O discurso do PT na Bahia e as propagandas podem ser sensacionais, mas a prática não saiu diferente dos velhos anos do falecido ACM.

Infelizmente, o povo acertou a dose (reagir nas urnas), mas errou o alvo (o candidato a prefeito).

Jamais defenderia o governador, pois salta aos olhos o ”interesse” do PT pela Bahia:

* Lula, Dilma, Wagner e o senador Valter Pinheiro não conseguiram (não quiseram) finalizar o metrô da cidade.

Voto no PT, mas admito uma total decepção com o PT em relação a Salvador. Como pode um partido financiar a Rede Globo com verbas públicas e deixar a população sem um transporte coletivo digno, maltratar professores?

Espero que o Jacques Wagner desapareça da Bahia! (O Rio, sua terra natal, lhe espera.)

Ah, espero que senadora Lídice da Matta acorde antes que a população esqueça que ela é senadora, pois a atuação dela não é notada na Bahia.

Responder

Wendell

30 de outubro de 2012 às 09h44

O pior e que em Brasilia a coisa esta do mesmo jeito, o governador Agnelo (agora chamado maldosamente de Agnulo…), perdeu o respeito dos professores, que votam (votavam?) em sua maioria no PT.

Responder

Gilberto

30 de outubro de 2012 às 07h50

Em números absolutos, o Partido dos Trabalhadores sai vitorioso das eleições municipais de 2012 na Bahia. A sigla elegeu o maior número de prefeitos no estado, com vitória em 93 municípios. Presidido no estado pelo vice-governador Otto Alencar, o recém-criado PSD é o segundo colocado, com 73 prefeitos eleitos, seguido pelo PP, legenda do atual prefeito da capital baiana, João Henrique, com 52 gestores.

O DEM ocupa a 10ª posição no ranking de prefeituras conquistadas nas urnas este ano: foram nove – mesmo número alcançado pelo PSDB. Mas o Democratas derrotou o PT nos dois maiores colégios eleitorais do estado: Salvador, com ACM Neto e Feira de Santana, com José Ronaldo. Aliado do DEM na capital, o PMDB é o quarto colocado com 44 prefeituras, seguido de perto pelo PDT do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo, que elegeu 43 gestores.

O PSB da senadora Lídice da Mata fez 28 prefeitos na Bahia e o PCdoB da vereadora e ex-candidata a vice-prefeita de Salvador Olívia Santana saiu vitorioso em 13 municípios. Informações do Bahia Notícias.

http://www.pimenta.blog.br/tag/eleicoes-2012/

Responder

Murdok

30 de outubro de 2012 às 07h45

Perdeu o velho PT.

Responder

Gilberto

30 de outubro de 2012 às 06h36

Atitudes de Wagner:
– quando os professores das Universidades Estaduais Baianas entraram em greve, cortou os salarios,
– Achando pouco, suspendeu a possibilidade de emprestimo, a idéia era obrigar os docentes a voltar por falta de verbas,
– queria colocar no acordo salarial uma clausula de mordaça;
– cancelou reuniões agendadas para negociação;

está havendo um turbilhão de informações desencontradas, tenho uma sugestão para o Azenha, faz uma matéria sobre o tema

– quais as demandas dos docentes baianos(do nivel médio e superior)?
– quais as ofertas de Jacques Wagner?
– como estão os docentes baianos em relação aos outros estados?
– como se dera as negociações salariais?

acho que os envolvidos imprimem paixão ao tema, um reporter, pode se ater aos fatos e esclarecer a verdade

Responder

Jean

30 de outubro de 2012 às 02h58

O PT foi arrogante, prepotente e incompetente. No governo do estado, copiou da forma mais porca possível, todas as práticas deleterias do antigo governo do DEM, inclusive, o uso massivo da propaganda para esconder óbvios problemas administr
ativos. O governador fez pouco caso das queixas dos professores, dos policiais e da população de Salvador que, sem dúvida, foi quem mais sofreu com a falta de maior atenção do governo do estado nos últimos 6 anos. Wagner e sua apatia, foram um ótimo cabo eleitoral para ACMneto. No entanto, algumas críticas que se fez ao PT são injustas. Primeiro que a atual situação de Salvador se deve primordialmente ao prefeito. Prefeito este que deveria ter sido apeado do poder desde 2008. Naquele ano, por uma situação similar a que vivemos hoje, birra contra o PT, um possível bom administrador(Walter Pinheiro) foi rejeitado sem ao menos ter sido testado. O resultado, hoje todos conhecem e não há um único eleitor que tenha coragem de dizer que votou em João Henrique. Aliás, quem estava com João Henrique aquela época, era Geddel e próprio Neto. Votar por “birra” nunca foi uma forma consciente de fazer politica. Outro equivoco da campanha petista foi não desmistificar a percepção difundida pela oposição, de que um ex-presidente e um presidente não podem ser cabos eleitorais de pessoas do seu próprio partido. É assim em todas as democracias amadurecidas. Era assim no tempo que o PSDB e o Dem eram hegemônicos no Brasil. Quantas vezes FHC já veio puxar votos para candidatos do Dem? Em tempo, o próprio Aécio Neves veio puxar votos para ACMneto. Tudo isto foi solenemente esquecido pela população em seu ódio irracional contra o PT e pelo PT local em sua falta de sensibilidade.
Quanto ao ACMneto, tenho poucas esperanças de que ele faça um bom governo. Quem é muito novo ou não se interessa por política, fora do tempo das eleições, não deve lembrar o quanto era danosa para nosso país, estado e cidade, a forma de governar do Dem/PSDB. Sucateamento do estado, corrupção endêmica, falta de compromisso com os mais pobres(por que o mundo realmente é dividido racialmente e em classes embora muitos insistam em fingir que não), arrocho ao funcionalismo público, perseguição, desrespeito as leis, abuso de poder, censura do pensamento na mídia e nas artes, uso do dinheiro público para irrigar empresas de pessoas ligadas ao governo ou da família Magalhães. Enfim, um verdadeiro inferno. Tem gente que gosta desta forma de governo marcada pela truculência, autoritarismo e privatização do bem público. Eu, particularmente, acho que a autonomia e o bem estar do povo não devem depender do arbitrio de tiranos. É triste ver que os soteropolitanos não lembram do que aconteceu(falta de interesse pela politica da nisso) ou se acostumaram e sentem falta desta prática coronelista. Além disso, é bem óbvio que Salvador será uma escada para maiores aspirações do Dem-PSDB-PMDB, que há muito desejam a joia da coroa:a presidência da república. E isto será extremamente nefasto para a cidade, que será vitima de maquiagens e soluções de propaganda para problemas reais. E o povo nisso tudo? ora, será um mero detalhe, como sempre, aliás!Espero que a massa pensante da cidade, que tenha perfil progressista, possa refletir sobre os erros do PT, que tentou emular o que tinha de pior no Carlismo, e sobre a sina de um povo que se esquece tão rápido de sua historia, condenando-se a repiti-la.

Responder

Luiz Fortaleza

30 de outubro de 2012 às 00h57

A verdade é que o eleitor não tem uma consciência ideológica da sua história, uma consciência teórica (não no sentido de teoricismo), mas uma consciência clara do jogo político brasileiro pq vê o prefeito como puro bom gerenciador de seus problemas, mas não tem consciência política clara da história em que vive.

Responder

    Luiz Fortaleza

    30 de outubro de 2012 às 01h01

    Qdo o eleitor ou o povo tiver uma consciência ideológica da sua história, é a revolução que acontecerá e não uma eleição. Pois enqto for uma consciência puramente emocional e imediatista e não crítico-histórica, ele vai continuar nessa consciência corporativista de um grevismo economicista-salarial sem entender os limites do aumento salarial no capitalismo em crise.

    Zezinho

    30 de outubro de 2012 às 11h12

    Boa, a incompetência do Jaques Wagner é culpa do capitalismo.

    O importante é continuar a se reverenciar ao PT.

J C

30 de outubro de 2012 às 00h45

Na mentalidade do André, funcionário público pode fazer greve e tem que receber os dias que ficaram parados, ah sei! Será que ele esqueceu que no tempo do ACM-avô malvadeza-matador, ele mandava descer o porrete nos grevista…o malvadeza dava um tratamento especial para seus opositores,quem era contra o coroné , ele mandava matar…Se os soteropolitanos não queriam eleger o PT , que votassem em outro partido, tinham várias outras opções…

Eleger este pulha é muita falta de consciência politica, um cidadão que se declarou disposto a dar uma surra no Lula, isso lá é postura de político, representante do povo…?!? Ele encara a política como um jogo de intrigas,onde não precisa ter postura séria, pode falar a besteira que quiser e está tudo certo, só ignorantes para apoiar uma postura repudiante dessas…

Na minha opinião este boneco de ventríloco não tem postura nem para porteiro de boate…

Estou achando que é caso de masoquismo mesmo, estavam com saudade do chicote do coroné…

Pois é enquanto aqui no Sudeste e Sul os eleitores estão tentando se livrar do PSDB-DEM, no norte e nordeste ao invés de seguir o exemplo, estão dando apoio para esses partidos que só atendem aos interesses das classes dominantes…Agora é tarde já fizeram a m….

Responder

    Zezinho

    30 de outubro de 2012 às 11h15

    “um cidadão que se declarou disposto a dar uma surra no Lula, isso lá é postura de político, representante do povo…?!?”

    Quando o seu deus Lula solta uma dessas então pode né?

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 18h34

    Fico feliz de ler cometário tão inteligente com o seu. E triste por alguns eleitores que não tem memória e e jogam o voto no lixo elegendo acm neto .
    Pura alienação e retrocesso.

Magda Magalhães: Alguns dos muitos erros cometidos do PT « Viomundo – O que você não vê na mídia

30 de outubro de 2012 às 00h16

[…] por Magda Maria Magalhães, em comentário […]

Responder

Magda Maria Magalhães

30 de outubro de 2012 às 00h09

9ª) Não sei pq o povo é conservador. Que tal fazer uma pesquisa? Em São Paulo conservam o PSDB que, afinal de contas, não está sendo bom para o zé povo. Haja vista as queimas de favelas, os bancos de praças e parques ondulados, a permissão para a polícia e criminosos matarem. Em Minas conservam o Aécio Neves que além de ser neto do Tancredo é bonitinho: Tradicional Família Mineira. Na Bahia conservam o ACM Nato.

Responder

Magda Maria Magalhães

30 de outubro de 2012 às 00h04

Acho que existem, de uma maneira geral, 1000 razões para o PT ter perdido em algumas cidades. E mais 1000 razões de uma maneira particular a cada cidade.
1ª) O distanciamento daqueles que chegaram ao poder da militância, ou mesmo, a militância, de certa maneira, foi cooptada com cargos na administração pública.
2ª) A militância não foi renovada. Esta conversa de educação não “vingou” no PT. Explico: a própria história do PT, pq é um partido até hoje de ideias renovadas não é passada para a juventude. O PT está se tornando um partido de senhores de meia-idade e, por práticas iguais a outros partidos, não está cooptando os jovens ou os coopta, não aqueles jovens libertários ideológicos e sim, aqueles que querem se dar bem em um governo do partido.
3ª) Aquele papo de que os militantens votavam e eram ouvidos ficou só nisso, só papo. Aqui em BH mesmo, em 2008 a Nacional interviu e foi feito uma coligação com o PSB, com o apoio explícito e sem coligação com o PSDB. Agora em junho de 2012, o PSB tirou o tapete do PT e caiu nos braços do PSDB. Márcio Lacerda ganhou enfatizando as obras para a Copa, financiadas pelo dinheiro federal, o que acho justo, afinal BH é também Brasil. Mas, até junho de 2012, o PT estava junto com Márcio Lacerda e, por exemplo, a evolução na educação apresentada como obra sua à sociedade, como as UMEIS(pré-escola), boletim com notas e não conceitos, foram feitas pela Secretária da Educação, Macaé, filiada ao PT. Um enorme conjunto habitacional substituindo a favela São José foi toda planejada no governo do Fernando Pimentel, totalmente financiada pela Minha Casa Minha Vida do governo federal e executada pelo Márcio Lacerda. Enfim, o PSB ganhou com os programas do PT e com a ajuda do PT até junho de 2012. O PSDB (Aécio Neves?)ganhou esta herança boa e colocou nos petistas o nariz de palhaços.
Pergunta-se, qual novo programa foi apresentado pelo Lacerda?
4º) Estimo demais o Lula, reconheço toda a luta, inteligência, garra, nós brasileiros devemos ser eternamente gratos a ele. Mas, tirar o candidato do bolso do colete? Deu certo com Dilma, espero também que dê com Haddad. O pitaco com o Lacerda foi mal. Como ninguém é perfeito, exponho esta queixa para que tal procedimento seja repensado. Tinha orgulho de imaginar o PT como um partido democrático, em que as decisões eram tomadas pelo grande número de seus filiados e não pela sua cúpula.
5ª) Embora a segurança pública seja mais afeita ao governo estadual (Polícias Militar, Bombeiros e Civil) o povo não vê esta diferença. Está nos apavorando em geral o grande número de assassinatos no país, para mim não tem diferença, se o assassinato foi de inocentes, policiais ou criminosos. A vida é o grande valor a ser preservado. Temos medo por nossos filhos, nossos pais, amigos e somos solidários a desconhecidos que se veem sem seus familiares por ato de violência.
E o que tem a ver? Nesta área, não foi feito nada de criativo, nada que distinga um governo petista de outro qualquer. Em Salvador vemos a mesma violência do Rio, São Paulo, BH. O governo federal também tem culpa.
6ª) E a área de educação? O Enem, prova fácil para quem frequentou uma boa escola particular, serviu para colocar nas faculdades públicas maior número de pessoas que fizeram escola particular. Agora, com as cotas para a escola pública, servirá para colocar nas universidades públicas, os alunos dos colégios Tiradentes, Militar, Coltec e Cefet. Fiquem de olho, monitorem bem. Falta realmente dar prioridade à educação.
7ª) Já chegou a hora da campanha não só da Minha Casa Minha Vida e, sim nenhum brasileiro sem casa. Prioridade.
8ª) Embora o PT pense que o mensalão não chegou ao eleitor, acho que está errado. O petista bem informado sabe distinguir o que um simpatizante não sabe. E, sem moralismo excessivo, petista nenhum se orgulha de caixa 2. É uma porta aberta para a corrupção. É necessária luta e apresentação de projeto ao Congresso com financiamento público de campanha, talvez um sistema misto com a proibição de doação pelas empresas e aceitação de doações de pessoas físicas. É importante observar que não se está aqui apoiando todo o julgamento do STF.
Olhem, se sentarmos e cada um apresentar suas razões chegaremos às mil razões.Dois mil, quem sabe?

Responder

    dukrai

    30 de outubro de 2012 às 10h03

    Ô Azenha, bota o comentário como post que eu paro de secar o Santos rs bem escrito e fura com bisturi a pústula do Pimentel.

    1ª) O PT viu seus quadros iniciais nascerem do sindicalismo e dos movimentos sociais, agora a própria máquina partidária gera os seus filhotes.
    2ª) O PT se tornou um partido de barbudinhos grizalhos.
    3ª) O Pimentel e a cópula do PT nacional lascaram com o Patrus e agora que levaram uma banda do Aócio correram atrás de quem? Adorei a cara de nádegas do Pimentel no comício do Patrus e Lula, lavou a alma, rsrsrs
    4º) O Lula tem uma sacada paulista e nacional, aqui em BH foi na conversa do Pimentécio.
    5ª) Segurança. O PT foi a reboque do PSB aqui em BH, espaço público privatizado, higienizado e criado o Movimento Fora Lacerda, que continua depois das eleições.
    6ª) “E a área de educação? … Agora, com as cotas para a escola pública, servirá para colocar nas universidades públicas, os alunos dos colégios Tiradentes, Militar, Coltec e Cefet. Fiquem de olho, monitorem bem. Falta realmente dar prioridade à educação.” A minha mulher é professora no Cefet, doutoranda e ganha um bom salário, 20 vezes o salário do professor estadual com graduação. Os alunos do Cefet fazem concurso pra entrar no ensino médio, a concorrência é de 10 a 50 candidatos por vaga, passam todos direto no vestibular, com as cotas vai ser covardia e não foi pra isto que foram criadas.
    7ª) “Já chegou a hora da campanha não só da Minha Casa Minha Vida e, sim nenhum brasileiro sem casa. Prioridade.” Assim como acabar com a miséria.
    8ª) Por que as pesquisas de uma semana antes das eleições davam de 15 a 17% de frente pro Haddad e a diferença na urna foi de 11%? Teve uma virada de 6%, 1% ao dia por causa do bombardeio e edição da gLobo do julgamento do mensalão, imagine se a campanha durasse mais uma semana ou se o cronograma do Joaquim Benedito Barbosa não tivesse furado. Sugestão, “apresentação de projeto ao Congresso com financiamento público de campanha”.

    “Olhem, se sentarmos e cada um apresentar suas razões chegaremos às mil razões.Dois mil, quem sabe?”
    os meus acréscimos são estes.

edson tadeu

29 de outubro de 2012 às 23h52

quem diz ai que os professores passaram fome no governo de Jaques Wagner nao estar falando a verdade deixe de cretinice, o ganho do poder aquisitivo do trabalhador em geral so fez aumentar mesmo sem os aumentos de salarios, pois o custo de vida caiu muito. entao nao me venham com essa mentira. Voces ja passaram fome no tempo de ACM que nao permitia greve e cobria o cassete em vodes., e metia cavalaria em ciam e todos comiam calados. deixa de facismo sejam realistas. voces fizeram greve por 4 meses e ninguem sofreu repressao alguma. se exageraram nas açoes é claro que a policia tinha que prender mais ninguem foi espancado se disser que foi é mentiroso.

Responder

    Roberto Locatelli

    30 de outubro de 2012 às 03h42

    É inaceitável que, num estado governado pelo PT, professores sejam presos por fazerem greve. É inaceitável uma greve de funcionários públicos de quatro meses (quatro meses!!) sem que o governo negocie e ceda o quanto for preciso para encerrar a greve.

    Com a palavra, o PT de Salvador. Como é que vocês conseguiram perder a eleição para um sujeito como ACM Neto, num estado governado pelo PT?

    Willian

    30 de outubro de 2012 às 11h01

    Ceda o quanto for “possível”, não preciso. Minha categoria queria passar o salário final para R$26.000,00. Topas?

    Roberto Locatelli

    30 de outubro de 2012 às 11h24

    Willian, quem queria esse piso era o PSOL (*), não a categoria. Era uma questão de negociar, até para desmoralizar o PSOL. Jaques Wagner confundiu a categoria com o PSOL.

    ______________
    * Aliás, será que onde o PSOL ganhou a prefeitura os profesores da rede municipal terão esse piso?

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 18h52

    Edson Tadeu o que você escreveu é a pura verdade .Talvez os professores estejam com saudades daquela época.

CarmenLya

29 de outubro de 2012 às 23h31

Caro André…você me fez lembrar os antigos militantes, que acreditavam MESMO no PT e lutaram para colocar o partido no poder. Você disse que é jovem…ainda vai se decepcionar muito. Que o Partido dos Trabalhadores hoje só é severo com os trabalhadores é um fato notório e fácil de observar. Você viu alguma bandeira petista na greve dos bancários???? Aliás, você viu alguma bandeira petista em qualquer greve nos últimos tempos????? Todos os aliados naturais, que ajudaram o partido a crescer foram abandonados: professores, bancários, funcionários públicos e é com o arrocho salarial dessa parcela da população que está sendo financiado o crescimento da classe C. Dinheiro farto para empreiteiras, numa farra vergonhosa em obras para a Copa e Olimpiadas, renúncia fiscal de 4 bilhões para a Fifa, dinheiro farto para publicidade no PIG etc. Mas o que essa turma não percebe é que estão perdendo a classe média que não delega a capacidade de análise e o senso crítico nem para o PIG nem para blogueiros. O PT ganhou em cidades onde a oposição apresentou candidatos de alta rejeição como Serra. Realmente, aí se vota até no Bode Zé. A Sra. Dilma Roussef está tremendamente antipatizada pela classe média, pela sua arrogância com os trabalhadores e seu enorme servilismo com os poderosos. Não quero polemizar com mentes dominadas por “gurus” e que enxergam um Lula que não existe mais…mas se o Eduardo Campos tiver coragem e se lançar candidato em 2014 ganha da Dilma. Confiar na patuléia é perigoso…é só a Globo começar a usar o Jornal Nacional e volta a eleger um poste. E o eleitorado consciente está desistindo do PT. Outra coisa, o PT já está no poder há dez anos…não são dez dias.

Responder

    Rita

    30 de outubro de 2012 às 08h29

    Quanta besteira!!

Jayme Vasconcellos Soares

29 de outubro de 2012 às 23h29

Dilma não tem nenhuma característica de esquerda; ela defende e pratica um governo neoliberal:quer acabar com o ensino público, com os aposentados do sistema público previdenciário; ela fomenta uma previdência privada, que só atende aos grandes sistemas capitalistas; recursos dos aposentados da previdência do INSS estão sendo desviados para programas sociais eleitoreiros, como aposentadoria rural, bolsa escola, bolsa família,bolsa furada…, cujos efeitos atendem unicamente a seus projetos de reeleição do PT.Ela não tem Projetos sérios de desenvolvimento da nação brasileira. Ao abandonar os aposentados ela mostra que o PT não tem nenhum compromisso com a história deste nosso País, pois abandona aqueles que o construíram.

Responder

Alan Borges

29 de outubro de 2012 às 23h05

O governo de Jw está loge da população. Poucas ações para a Salvador. O Pt perdeu sim pq das duas greves. A pior greve a dos professores que fez a população repensar seu voto mesmo sendo numa figura como a de ACM neto. Obras em Salvador so a via expressa a cidade é buraco trânsito horrível por falta de organização. O prefeito é uma bosta isto o soteropolitano sabe o que a população questionava é pq o governo não ajuda no trânsito? Tem policia de trânsito mas JW esta cego isso é só um exemplo. Policia falam muito e é verdade a cidade esta comecano a melhorar o policiamento agora e eu mesmo fui vitima, assaltado e com um tiro de raspão no braço as 20H na orla de Salvador. O candidato Pelegrino falhou e muito mas o governo do Pt está desgastado por fazer atos em outros tempos condenados. O que resta é que as atitudes sejam repensadas e o governo mude e se reaproxime da população e saiba libar com as greves que vão ocorrer.

A eleição de prisco foi feita pela categoria dele policiais e familiares mesmo ele sendo uma figura mau vista.

Discordo de Andre no quesito Pinheiro não acho ele desgastado e vejo como a principal figura para o governo do estado. Ou será ele o Gabrielle.

Responder

    Rita

    30 de outubro de 2012 às 08h32

    a eleição de prisco foi uma afronta a paz na cidade, pois ele é um bandido, e quem acha que retrocedendo e votando no asqueroso do acm neto e sua campanha baixa está ajudando a cidade se engana, porque é o mesmo autoritarismo e arrogância do avô, foi uma lástima

hc

29 de outubro de 2012 às 22h49

Pelo que acompanhei o Jacques pode dar a mão ao Serra, demonstraram um perfil parelho. Não há como comparar pela bibliografia de cada um, mas em se falando como governadores são muito semelhantes. O verdadeiro “Big Stick” o Estado ao bem da minoria abastada de sempre. No governo que não há ainda a identificação com o PT, parece DEM e PSDB, intransigente.

Responder

Joel Miranda

29 de outubro de 2012 às 22h26

Amigos, acho que JW pisou na bola com os professores, lamentável, mas não é por isto que vou crucificar um candidato do PT, visto que os peefelistas já fizeram coisa pior. Os eleitores petistas quiseram punir JW e cometeram um erro sem tamanho, deixamos de conquistar, pela primeira vez, a prefeitura de Salvador! Um ato de ódio, irresponsável, incensado pela mídia, derrotou a todos, pois, alinhados, prefeitura, estado e federal, nos daria chances de fazer uma grande obra.

Responder

    Rita

    30 de outubro de 2012 às 08h33

    tb acho

Sr. Indignado

29 de outubro de 2012 às 22h22

É preferível um pior fraco do que um ruim forte.
Fazeoquê… há derrotas que são vitórias e vice versa, mas dependem do que sejam feitas delas.

Responder

Abelardo

29 de outubro de 2012 às 21h59

Quem perdeu não foi o PT, foi o governador. Sempre desconfiei de que aquele candidato a governador pelo PT da Bahia em 2010 não tinha o perfil de petista. Em minha opinião falta carisma e sobre antipatia. Transmite a impressão de arrogância e um perfil que mais se enquadra nos perfis da oposição. Resumindo, considero que possui um astral muito baixo (pode nem ser sua culpa) e que essa característica levou muitos eleitores para o outro lado.

Responder

    Vianna

    30 de outubro de 2012 às 00h22

    Digamos que a militância no movimento sionista explique muito da psique atual de Jaques…

Romulo

29 de outubro de 2012 às 21h58

É verdade. Quem derrotou o PT em Salvador foi a greve dos professores. Comandada pelo PC do B que foi vice na chapa de Pelegrino!!!!Novamente a esquerda perdeu para ela mesma. Para a desunião. Por isso era importante para direita demonizar José Dirceu, o homem que quebrou esta sina Latino Americana,e foi capaz de fazer alianças. O que este grande lider sindical conseguiu com sua greve de cento tantos dias foi talvez o direito a uma estátua ao lado de Luis Eduardo ali na paralela. Nada mais Stalinista, ou melhor, “Albanista”. Se merecem. Pena que Jaques Wagner não soube avaliar,enxergar mesmo,que tem horas em que tem que haver comando e firmeza, sem perder a ternura…..Ao PC do B meu muito obrigado por ter devolvido a cidade do Salvador para a “família”.Jamais esquecerei esta lição de aliança inútil… São apenas reflexões de um eleitor.

Responder

    alex

    29 de outubro de 2012 às 22h56

    Joel Miranda, lemos textos diferentes. Se em 20 dias de greve o governador manda cortar ponto, proibir empréstimos e cortar plano de saúde, vc acha que alguém não vai ter coragem de não peitar até o fim? não jogue a culpa no PCdoB. A culpa foi de Wagner que colocou um ex-carlista como secretário de Educação. E a Greve da PM, com risco de greve e mesmo assim ele foi viajar para França para “trazer” investimentos

fatima fontes

29 de outubro de 2012 às 21h45

No blog do Reinado Azevedo e Augusto Nunes o caixao de cerra saiu eles fecharam a veja nao publicam comentarios de nós petralhas…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
………….VALE A PENA VER ESSE VELÓRIO
TRÊS COLUNISTAS E UM FUNERAL
http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2012/10/tres-colunistas-e-um-funeral.html

Responder

Gilberto Marotta

29 de outubro de 2012 às 21h32

E mais, o problema é o ponto cortado? vá ver o tamanho da greve, o tempo em que os alunos foram prejudicados. Vá ver o quanto os professores esticaram a greve, radicalizaram, seguindo lideranças com interesses eleitorais… como os policiais, de cuja a greve Wagner também é acusado. O líder dos grevistas, expulso da PM, comandava de seu esconderijo uma gangue que, de armas em punho, sequestravam ônibus e os queimavam, atravessavam-nos nas principais rodovias, parando o trânsito e apavorando a população. Pois é. O líder da gangue foi eleito vereador pelo PSDB, e apoiou ACM Neto. É esse tipo de atitude a qual a maior parte da população de Salvador deu seu aval…

Responder

    Rita

    30 de outubro de 2012 às 08h36

    Disse tudo Gilberto, o bandido do prisco comandou o maior terrorismo visto na cidade, e foi eleito junto com acminho, nossa cidade é que foi prejudicada e não JW

Gilberto Marotta

29 de outubro de 2012 às 21h24

História bonitinha, mas não bate. Eu desafio qualquer um a contrapor os contracheques de um mesmo professor durante ACM e durante Wagner, para ver qual o maior valor, descontada a inflação ou dolarizado. O povo tem é memória curta, já esqueceu bem os tempos de chicote de ACM… essa história do helicóptero também já ouvi muito, querem que o governador ande de carro, de ônibus? não é uma questão de evitar engarrafamentos, é uma questão de rapidez, mobilidade pelo estado. Vou te falar, que desculpinha estapafúrdia pra dizer que não vota em outro candidato, e ainda por cima a prefeito…

Responder

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 19h02

    Esta desculpa é mesmo esfarrapada fico em pânico quando escuto o povo é mesmo sem noção.

souza

29 de outubro de 2012 às 21h11

para acabar com dinastia carlista no estado requer sacrificio.
paciencia baianos.

Responder

monge scéptico

29 de outubro de 2012 às 21h11

Jacques wagner sempre me passou uma impressão de incompetente. Desses que agarram a primeira tábua de salvação e, essa era o PT, que atua como uma igreja que recebe a todos, mas não filtra e separa os verdadeiros crentes. Faz vítimas por isso; aí está
ZÈ DIRCEU pagando o pato, talvez por confiar que “infiltrados” não poderiam fazer mal ao PT. A pergunta que todos fazer é; quem abasteceu o valérioduto? Todos os dedos apontam para d.dantas etc caterva.
A BAHIA poderia ter tido um melhor governador; mas ser governado pelo filhote de pico
de jaca, é dose. No inferno, acm e o marinho(globolixo) de saionas de baiana, comemo-
-ram a vitória do púpilo(???)dançando p/ o demo. alguns milicos já devem lhes fazer
companhia. VÂO DE RETRO!!!

Responder

NãoDesistoNunca

29 de outubro de 2012 às 21h04

É… Para não se ficar achando que tudo são flores. Aconteceu parecido, no Piauí. Depois de oito anos de governo petista, lembra-se dele, em geral, mais pelo que não fez do que pelo que fez. Para nós, o que ficou mesmo de maior marca foi a volta do velho pfl, a maioria filiada ao “socialista” PSB, cujo maior objetivo é desconstruir o governo anterior e o seu maior representante, o senador W Dias. Muito difícil que ainda retorne ao governo. Também não há figuras novas. Existiu um fenômeno Francisca Trindade que, infelizmente, deputada federal com votação esplendorosa, faleceu no início do governo Lula. Nada mais.

Responder

Emilio Samuel

29 de outubro de 2012 às 20h51

Excelente a análise. E concordo com tudo o que foi relatado.
Assim, a vitória do neto parece passar por uma reprovação local ao governador do Estado (principalmente a duas greves com consequências eleitorais fortes) somada a uma incapacidade da campanha de Pelegrino – aliada às limitações do candidato – em diferenciar problemas municipais dos problemas estaduais. No mais, o neto conseguiu agregar à direita carlista, através de um discurso muito bem maquiado, o apoio de pessoas insatisfeitas e sem convicções políticas consolidadas.
P.S: Democracia e soberania das urnas é isto: Salvador, capital libertária – a capital da resistência , elegeu um reacionário; São Paulo, uma cidade conservadora e protofascista, elegeu um progressista.

Responder

Célia

29 de outubro de 2012 às 20h46

Carla Peres no twitter para ACM NETO:
_ Quero minha cidade alegre outra vez.

Isso quer dizer alguma coisa, Jaques Wagner?

Responder

    Rodolfo Matos

    29 de outubro de 2012 às 23h34

    Isso quer dizer que Carla Perez é carlista assim como Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Caetano Veloso.

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 18h54

    Quem é Carla Peres pelo amor de Deus?

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 19h04

    Carla Peres não conta.

Paulo Roberto

29 de outubro de 2012 às 20h37

Texto brilhante…

Sou petista e voto em Lula desde 89…. mas está claro o abandono ao nosso estado… uma pena… mas mesmo assim acho que ainda voto em Dilma em 2014..

Já jaques wagner… q decepção…. temos o maior polo petroquimico da américa latina…. sou eng de manutenção…

e tive que vir trabalhar em Pernambuco!!!

Um abraço.

Responder

Célia

29 de outubro de 2012 às 20h34

Sei não…
Em Minas os professores ficaram 100 dias em greve com governo e prefeitura tucana, e mesmo assim a tucanalha venceu a eleição para prefeito.

O problema da Bahia é a incompetência do Jaques Wagner na questão de segurança. E ele é muito frouxo para tudo.

JW é péssimo governador, só pensa em posar ao lado de Dilma.
Viaja demais, é relapso… não mereceu a vitória.

Responder

celso reis

29 de outubro de 2012 às 20h31

QUE SIRVA DE LIÇÕES PARA MEUS AMIGOS PETISTAS

Responder

Jair Almansur

29 de outubro de 2012 às 20h28

Mentira. O professor ganha hoje na Bahia um pouco mais do que sempre ganhou. É pouco. É, mas é um pouco mais do que em tempos anteriores. O que faltou ao Jaques foi firmeza para coibir greve. Pagar o professor para ficar em casa. Com o dinheiro do contribuinte é fácil.
Por que não tem greve no ensino particular onde o professor ganha menos e com menos vantagens que no ensino público mas ensina melhor.
O ensino só vai melhorar quando o professor ganhar mais e a população organizada souber exigir dele um ensino de qualidade.

Responder

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 19h10

    Falou e disse caro amigo JAIR Almansur.

    Um grande abraço.

Roberto Ribeiro

29 de outubro de 2012 às 20h22

Quando alguém quiser eleger um governante de Direita não precisa votar no PT.
Jacques Wagner foi eleito pelo PT e governa com métodos demotucanos.
A PM da Bahia esbofeteou o Povo Brasileiro ao entregar um cidadão indefeso para ser “linchado em praça pública” em rede nacional de tv.
Moro no estado de São Paulo, não sei se o governador, na época, convocou rede estadual de rádio e tv para pedir desculpas ao rapaz, à Família dele, e a todo Povo da Bahia.
Se não o fez, deve ser descartado da política, não serve, não é servidor do Povo.

Responder

tiago carneiro

29 de outubro de 2012 às 20h20

” Seu governo tem a marca da transformação na educação e de uma gestão muito bem pensada”

Esses irmãos ferreira-gomes são o Ciro e a Cid?? Creio que não.

Essa transformação na educação seria o piso nacional dos professores que eles não pagam? Ou as porradas que o atual prefeito, Roberto CLáudio, mandou dar nos professores da rede estadual?

OU a UECE que desde 2004 não tem um concurso e paga um salário de professor substituto que mal dá pra comer????

Ou a revolução na educação que substituto da prefeitura ganha mais que efetivo pós graduado do Estado dos ferreira gomes?

Noto que de domingo pra cá o Viomundo está colocando uns artigos um pouco fracos.

Responder

Rodolfo

29 de outubro de 2012 às 20h20

Triste ver no que o Partido dos Trabalhadores se tornou. Ainda assim, menos mal que Haddad tenha ganho a eleição.

Responder

FLÁVIO GUSMÃO SA

29 de outubro de 2012 às 20h16

DISCORDO COMPLETAMENTE DESTA ANÁLISE. A GRANDE MAIORIA DAS PREFEITURAS DO ESTADO FICARAM COM O PT E/OU COM PARTIDOS DA BASE DE SUSTENTAÇÃO. SÓ NA REGIÃO DO SUDOESTE / CHAPADA E SERRA GERAL, O PT ELEGEU 16 PREFEITURAS E TRÊS VICE-PREFEITURAS. EM VITÓRIA DA CONQUISTA, O PT SE REELEGEU PARA MAIS QUATRO ANOS DE MANDATO, TORNANDO ASSIM SE NÃO A ÚNICA, UMA DAS POUCAS CIDADES DO PAÍS A SER GOVERNADA PELO PT PELO QUINTO MANDATO CONSECUTIVO. E TODAS ELAS TEM ESCOLAS ESTADUAIS E CENTENAS DE PROFESSORES.
RECONHEÇO QUE A GREVE ABALOU A IMAGEM DO GOVERNO. MAS EM SALVADOR, O PT ERROU AO ESCOLHER NELSON PELEGRINO COMO CANDIDATO E COM ISSO PAGOU NO RESULTADO DAS ELEIÇÕES.
DISCORDO TAMBÉM QUE O CARLISMO POSSA ESTAR EM ASCENÇÃO, ACM NETO SE ELEGEU COM 53% DOS VOTOS VÁLIDOS EM QUE 21% DO ELEITORADO SE ABSTEVE DE VOTAR (MAIS DE 400.000 ELEITORES).

Responder

Dalva Vilela

29 de outubro de 2012 às 20h12

Ao crticar e desconstruir os governos do Pt e na Bahia o de Wagner estamos fazendo exatamente o jogo da direita O JORNAL A Tarde e a Tv Bahia da família Magalhães fizeram isto 365 dias por ano, Wagner não tem imprensa prá se defender, e esta conquista de hoje com a volta do carlismo ao poder começou naquele dia da greve dos policias “PRISCO” aquele santinho foi eleito vereador com 15000 votos pelo PSDB,Salvador apostou no terrorismo de Prisco nos assassinatos de Prisco, portanto se merecem façam bom proveito.
André eleitores conscientes do PT não trocariam por nada interesses particulares de uma categoria, como a dos professores por exemplo nunca se negou que fosse justa mas levada as últimas consequencias tem outros motivos, pelo bem comum ou pelos interesse maiores de toda uma coletividade. faço votos que a herança carlista nos seja leve.

Responder

Marcelo de Matos

29 de outubro de 2012 às 20h01

“Quero poder ter motivos reais para dar à minha família para que ela volte a votar no PT novamente”. Você não vai conseguir convencer sua família, nem a si próprio, a votar no PT. Aqui você falou como legítimo carlista e vai continuar assim. Vocês, de tendência psolista, querem fazer espurgos no PT, expulsando Jaques Wagner, José Eduardo Cardoso, Paulo Bernardo, Aloísio Mercadante, Eduardo Suplicy, entre outros. O PT tem grandes quadros e não vai abrir mão deles. Desistam.

Responder

    Marcelo de Matos

    29 de outubro de 2012 às 20h03

    Digo: fazer expurgos.

ivonunes

29 de outubro de 2012 às 19h52

Como eu vou convencer um colega a votar no PT quando na empresa em que trabalho esta com vicios piores do que no de FHC. Eu tenho que tolerar um aperto salarial ( hoje ganho 50% do que ganhava a 15 anos quando entrei), apadrinhados políticos em um numero bem maior do que na era FHC. Um numero de terceirizados que em algumas unidades é maior que o de concursados.Tenho que convencer a população a votar em um PT ligado aos mesmo setores da política que mataram ninguem menos que MARGARIDA MARIA ALVES, se é que os nobres petistas virtuais ainda lembre de sua historia.

Responder

Marcelo de Matos

29 de outubro de 2012 às 19h51

O internauta vem aqui e senta a ripa no governo do PT. Até aí tudo bem, mas, os manuais de jornalismo não recomendam que seja ouvida a outra parte? Até a Folha não faz assim apresentando “o outro lado”? Em 2011 os professores baianos fizeram 11 greves. Conseguiram aumento e é bem possível que acima dos índices nacionais. Claro que o governo baiano não está nadando em dinheiro e não pode dar aumento de 22 a 26% que ofereceu para a categoria. Eu sou funciónário público federal e estou a 6 anos sem aumento. Dar aumento linear para grandes categorias requer muito dinheiro disponível no orçamento, o que não existe nestes tempos de crise.

Responder

Valmont

29 de outubro de 2012 às 19h40

Parabéns pelo texto, André.
Sua percepção dos fatos coincide exatamente com o meu ponto de vista. Testemunhei exatamente o mesmo que você narrou: a profunda revolta dos servidores da Educação, um PT acomodado, de salto alto, que NÃO SE COMUNICA efetivamente com a população e anda de braços dados com o que há de pior entre os antigos integrantes das hostes carlistas.

Responder

Maria

29 de outubro de 2012 às 19h27

Concordo em grande parte com o comentário de André. O governo de Wagner é vergonhoso. Criticou a vida toda o senador ACM, mas buscou apoio de antigos discípulos do senador e usou métodos de intimidação e truculência muito semelhantes aos utilizados no passado. Tentou imitar mas errou ao escolher gente incompetente para gerir áreas importantissimas na sua administração. Esse erro bobo o senador jamais cometeu. ACM escolhia, na imensa maioria das vezes, (um ou outro em áreas sem expressão p acomodar correligionários ) gente competente tivesse a ideologia que tivesse. O critério de Wagner para escolha de secretários de estado e demais gestores foi o de gente incompetente” que comeu sal com ele “. Tá dando no que tá dando. Um governo fraco que trata mal o funcionalismo público ( a greve da saúde tá chegando), trata mal a população em geral, na medida que não oferece serviços de qualidade por falta de investimentos na infraestrutura desses mesmos serviços. O governador de Pernambuco dá de goleada no daqui.
Além de tudo isso e muito mais, a vaidade tomou conta do EXMO governador. O dito cujo só anda de helicóptero, chegando ao ponto de ir votar em outra cidade(Camaçari na região metropolitana, pertinho de Salvador) usando o aparelho, fechar o estacionamento de um hospital aqui mesmo na capital, para inaugurar um serviço e indo trabalhar todo dia tb usando o aparelho. Tudo isso pago pela população. Enquanto isso falta remédio, hospitais,as escolas deterioradas e a violência no estado comendo solta.
Quanto a ACM Neto, acredito que fará uma grande administração, ele sabe que seu futuro político vai depender disso.
E que fique claro, sempre votei no PT. Em Wagner só uma vez.

Responder

FrancoAtirador

29 de outubro de 2012 às 19h19

.
.
Vamos por partes, como dizia o Jack:

1) O Prefeito de Salvador era do PP.
Portanto o PT não perdeu a eleição.
Deixou de ganhar o pleito eleitoral.

2) A administração municipal do pePista
estava muito mal avaliada pelos munícipes.
Por conseguinte, queriam votar na oposição.

3) O PP, partido do Prefeito, apoiou o PT.
Assim, para os eleitores soteropolitanos,
quem representou a oposição local foi ACM.

4) Se, analogamente à eleição em Salvador,
Haddad recebesse o apoio de Kassab, em SP,
não haveria LULA ou Dilma que convencesse
o povo paulistano a votar no petista.

5) Na Bahia, o PT também venceu, sim.
No município de Vitória da Conquista,
terceiro maior colégio eleitoral baiano,
foi REELEITO o petista Guilherme Menezes.
.
.

Responder

Arimatea13

29 de outubro de 2012 às 19h09

O que leva o sindicato dos professores a fazer uma greve de 100 dias em um ano de eleição? o que leva o sindicato dos professores a no 1º(primeiro!) ano, 2007, de um governo do Partido dos Trabalhadores a fazer uma greve de 60 dias? O Governo Wagner recebeu um Estado falido, socialmente deteriorado, teve que enfrentar uma crise que derrubou as receitas do governo em 2008 e além de tudo teve que aguentar um prefeito medíocre em Salvador.

Responder

Isidoro Guedes

29 de outubro de 2012 às 18h57

Não é incomum que políticos de esquerda se apequenem e se encantem com as facilidades do poder (ou de um poder que eles pensam que tem). Lógico que um governante de esquerda não pode agir da mesma forma que um militante, porque como governante ele terá responsabilidades maiores e terá que governar para todos e não para apenas uma parcela da população, todavia o governante de esquerda jamais deve se afastar de seu povo e muito menos se afastar da opção preferencial pelos pobres (e excluídos) para bajular ricos e exploradores. Pois isso é traição e infâmia.
Aqui em Pernambuco políticos que assim agiram (como o ex-governador Jarbas Vasconcelos e o ex-comunista Roberto Freire) há muito perderam credibilidade. Jarbas até se elegeu senador, a custa de muito dinheiro e propaganda enganosa, mas jamais restabelecerá o respeito e confiança que a maioria dos pernambucanos tinha por ele. Freire agora é líder de um inexpressivo partido (o PPS), que só tem a palavra “socialista” no nome, mas é um satélite da direita e do que há de mais atrasado e obscuro neste país – e aqui em Pernambuco não se elege nem para síndico de edifício, por isso mesmo foi se “repatriar” e se auto-exilar em São Paulo, onde se elegeu agarrado nas barras das saias do tucanato conservador).
Políticos que traem seu passado, sua causa social e traem sua consciência mais cedo ou mais tarde tem o que merecem: o obscurantismo e a lata de lixo da história.

Responder

Rodolfo Matos

29 de outubro de 2012 às 18h34

ACM Neto não foi o único candidato. Havia outras 4 opções além dele e de Pellegrino. Por que não escolheram nenhuma delas?

Responder

    andre

    29 de outubro de 2012 às 19h24

    havia outras opções além de serra, porque escolheram o serra?

Caetano Vaidoso

29 de outubro de 2012 às 18h26

O DEM e O PSDB voltam ao poder porque o povo é ignorante e burro.

As pessoas dessas cidades, que se dizem de esquerda (sindicalistas) adoram colocar a corda no pescoço dos governantes do PT.

Quero ver se os professores de Salvador, da rede municipal, farão uma greve como foi a dos professores do estado.

A intransigência e o tudo ou nada contra os governos do PT é o que mata o partido.

A midia deita e rola com os “grevistas” petistas…

Coisa do tipo: ” Mas o PT quando era oposição, adorava uma greve, agora que está no poder…nem liga para os professores”

Eu fico perplexo em ver a sanha dos professores em querer TUDO de uma vez só!!!

No governo do PT é assim…tudo tem que melhorar de repente…em 2, 3 anos…se o governador não fizer uma revolução no estado…ele, governador não presta.

Esse tipo de comentário mostra o baixo nivel da discussão:

” Soube que comprou um belo apartamento na vitória, o qg da sociedade mais tradicional da Bahia, soube também que anda de helicóptero frequentemente, como forma de fugir do trânsito caótico que o nosso povo enfrenta hoje em salvador, e em véspera de eleição promoveu um mega casamento para o seu enteado (também na vitória, reduto da nossa mais tradicional burguesia), com a ilustre presença da nossa querida presidenta…”

Mesmo que o governador tivesse feito tudo isso (que não o fez) ele ainda teria muito crédito com o povo bahiano.

NADA, absolutamente NADA justifica a volta do Carlismo ao poder.

ACM NETO representa o que há de PIOR na politica nacional.

Entregar o governo municipal a este *[email protected]#$*& por pirraça com o Governador é de uma estupidez sem sentido.

Se fosse um politico novo, de outro partido, com ideias novas….até que poderia aceitar….agora….ACM NETO ?!?

Mil vez o Jaques Wagner e o PT com todos os seus defeitos !!!

Responder

    Sergio

    29 de outubro de 2012 às 19h07

    Ah é, quer dizer que o povinho é burro e não sabe votar? Em Higienópolis também tem um bocado de gente falando isso!!

    ivonunes

    29 de outubro de 2012 às 19h44

    Fala isso para o seu “povo burro”.

    Roberto

    29 de outubro de 2012 às 19h59

    O DEM e O PSDB voltam ao poder porque o povo é ignorante e burro.

    Pensei que só veria este tipo de comentário bisonho no blog do chapeleiro maluco da veja, você deveria sentir vergonha em posta algo assim.

    Wanderson Brum

    29 de outubro de 2012 às 20h43

    Que é isso meu caro, o povo é burro! Como assim? Não foi isso que diseram quando Lula e depois Dilma foram eleitos? A Veradade é sempre mais complicada do que aparenta, por isso as pessoas, algumas, optam por mentiras simples, afinal aceita-las não queima a mufa…

    Voltando Wagner, o cara realmente adotou uma postura tremendamente arrogante,principalmente com os professores durante a greve, não que esses e direção do sindicato sejam martires abnegados, o jogo politico é coisa pra gente grande, menino joga GTA viu! Ele devia ter previsto as consequências das greve, mais estava inebriado pela vitória contra o grevistas da PM. Esses aliás, eternos aliados das forças politicas mais retrogradas do país,(Quem se engana com UPP é Coelho eu sou favela e sei que fardado é que nem galho de cajueiro, num se indireita nunca!),acrescidos ainda de uma ajudinha de uns milicianos do Rio que vieram pra cá e forneceram o know-how na sofisticada arte carioca de “tocar o terror” que tentaram implantar aqui.

    Como a sorte de Chico não é de Franscisco, em que pese a questão da insegurança, pesa inda mais pra uma familia, especialmente de baixa renda, não ter o filho na escola, não só por fatores educacionais, afinal por pior que seja a escola ainda se acredita que lá se esteja mais protegido das “más influências da rua” por exemplo.

    4 Meses e a situação ficou brava, a população insulflada pela Midia nativa, adivinha de que eles são aliados, TV Bahia por exemplo pertence aos Familia Magalhães, o próprio ACM Neto é acionista, no fim das contas toda essa insatisfação acabou canalizada nas urnas, e nós perdemos a chance de consolidar a força do partido na Zona Metropolitana de Salvador, perdemos também em Lauro de Freitas e em Feira de Santana o agrava situação.

    O tempo agora é auto-critica, até onde o dirigismo e concentração de poder na maquina partidaria atrapalhou a eleição, em Lauro de Freitas a ex-prefeita indicou alguém que não deu certo, em Camaçari o canditato do ex-prefeito venceu, consagrando Camaçari e Vitória de Conquista como importantes bastiões do partido no estado.

    Outra coisa a se pensar, ou repensar, são as alinças de ocasião,importantes para governabilidade, mas acabam por infraquecer a imagem do partido junto a população e militancia, essa que sempre levou opartido nas costas.

    Senhores do “Sul” comemorem bastante a vitória em SP, mas estejam atentos para os desdobramentos das eleições aqui no “Norte”, Carlista e outros antigos coroneis ganharam animo após tanto cacete que levaram e já tem em mente voltar a ocupar o Palacio de Ondina.

    De qualquer forma, 2014 já começou, ou seja a luta continua!

    renato

    29 de outubro de 2012 às 20h55

    Jesus! Caetano.
    Eu já estava virando o zoio com o Jacques mas tua palavras me colocaram no rumo de novo!
    MAS, por que o amigo Andre esta revoltado, e acho que tem razão, esperar todo este tempo para acertar as coisas, independente de quem foi eleito! Porque NÃO deveria ser ACMN mesmo!
    Perder para este baixinho.
    Se o Wagnesssss, tá fazendo e não aparece, quem sabe não tá fazendo…
    Eu sou PT sempre….sempre. Não gosto de perder, pra mané.
    ACMN é mané sim…
    Sei o que o Andre tá sentindo…

    Bonifa

    29 de outubro de 2012 às 21h40

    ACM Neto não foi uma opção e sim uma consequência. O PT é como negro do Alabama no início do século vinte: Tem que ser irrepreensível ou não se impõe. Não pode se dar ao luxo de cometer erros inerentes aos brancos.

    lia vinhas

    29 de outubro de 2012 às 23h07

    Não é burrice, e falta de embasamento ideológico e firmeza de idéias. Procurem saber quem lidera os sindicatos e como agem nas greves, aí saberão que não é PT nem governaor, que é o falso discurso ultrapassado que os jovens gostam e muita gente usa como bandeira para se gabar de ser “”militante de uma causa”.Os grande prejudicados são os alunos e trabalhadores, de onde excluo os poliiais que mostram ter sido amestrados na política de represesão da ditadur.a

    rose mary

    06 de novembro de 2012 às 19h28

    Brilhante cometário Caetano Vaidoso o que você escreveu é puro deleite para mim e para pessoas com alguma inteligência e bom senso crítico e político.

    Um abraço e agradeço pelo belíssimo comentário.

Narr

29 de outubro de 2012 às 18h21

A lógica é simples. Se o governante de esquerda é bem intencionado mas é um desastre administrativo, então é melhor tentar o governante de direita que pelo menos sabe administrar. E como vivemos o regime democrático, todos sabem que o governante antigo, biônico, eleito com voto indireto, que portanto não precisava prestar contas ao povo, esse desapareceu. Mesmo quando o cara é de direita ele precisa atender minimamente os interesses do povão, senão perde a reeleição. É por isso que o povo pode votar racionalmente na direita, porque na prática poderá ser melhor para ele mesmo. Entre o abstrato “companheiro, apoiemos a esquerda” e o concreto melhorar de vida com medidas práticas, a opção racional é óbvia. A esquerda tem que aprender que agora vive na democracia. A democracia tornou a direita menos de direita do que antes. Em muitos casos fica até difícil ver a diferença. Fazer escolas públicas o udenista Carlos Lacerda fazia na Guanabara, antes de apoiar o golpe de 64. A esquerda vai precisar reiventar parte de sua agenda, de suas ações. Senão, vai perder feio mesmo. Embora, sempre há um mas, embora isso tudo talvez não pese tanto assim na eleição presidencial. Ainda.

Responder

    renato

    29 de outubro de 2012 às 20h57

    Ufa, ainda bem!

roberto gimenes

29 de outubro de 2012 às 18h11

essa derrota em Salvador tem tudo a ver com as atitudes brutais do desgovernador jaques vagner qd da greve justa dos professores e a greve dos policiais , que foram tratados igualmente que nem os de s.p. pelo josé serra .

Responder

Jaimão

29 de outubro de 2012 às 18h00

É uma grande verdade, André. O PT vem se divorciando do povo, e não é só na Bahia não, aqui em SP também. O PT ainda está por provar-se porque até agora só tivemos continuismo tucano. A Dilma (o Lula também) hesita em fazer reformas profundas para beneficiar a população mais fraca com medo da reação da direita raivosa. E assim segue com a agenda dos velhos coronéis do poder. A vitória na prefeitura de SP deveu-se muito mais à rejeição do Serra do que por méritos do PT. Por pouco o povo não elege outro rejeitado (Russomano) só para fugir do petismo enganoso.

Responder

Mariac

29 de outubro de 2012 às 17h58

Sim.Criticar para melhorar.

Responder

José Eduardo

29 de outubro de 2012 às 17h49

Sou do Rio, mas quando vi a cadeira de prefeito Baiano ser entregue a um herdeiro de ACM..
fiquei meio perplexo…o que o amigo diz de seu governador faz muito sentido e me fez entender bem o que se passou por aí. Se o Lula, a Dilma e os lideres petistas não ficarem atentos, mas anéis cairão. O pseudo aliado aqui do Rio, o Pmdebista, Cabral é um cara q ficou muito deslumbrado com a riqueza e poder e se bamdeou para as elites, podemos então intuir que foram picados pela mesma mosca branca e estão muito parecidos ele e o Wagner. A diferença entre Cabtal e Wagner se situa no campo ideológico de um e outro. E sobre o segundo pesa a tradição e a origem petista (trabalhadora) logo ele deve reconhecer os erros e retomar o caminho.
E infelizmente os anéis perdidos não passão ao Psol ou outro mais a esquerda e sim a velha corja direitista e seu assistencialista hipócrita.

Responder

    Willian

    29 de outubro de 2012 às 18h05

    Quando Cabral não foi das “elites”?

Willian

29 de outubro de 2012 às 17h38

Há um esforço na blogosfera em mostrar que onde o PT venceu foi em decorrência da atuação de Lula; onde o PT perdeu, os culpados podem ser qualquer um (o PT, Jaques Wagner, Luizianne Lins, o povo, a imprensa, as oligarquias), menos o grande timoneiro.

E, embora o PT tenha ganho a cidade de São Paulo, perdeu disputas importantes em BH, Porto Alegre, Salvador e Manaus (menos pela cidade e mais por quem ganhou).

Parece que o mito LULA tem que ser preservado a qualquer custo. Deve haver um motivo.

Responder

Aguiar

29 de outubro de 2012 às 17h35

Caro André

Podemos chorar a desgraça juntos, pois em Aracaju o DEM também voltou a governar a cidade. E o fenômeno é o mesmo que você tão bem descreve sobre Salvador, o governador Marcelo Déda resolveu virar as costas para o povo, e governar dentro da lógica dos grupelhos, para ficar no poder. Pois é, faltou combinar com os russos.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.