VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André”


05/11/2012 - 18h37

por Ronaldo Berwanger e Ricardo Weg, no Portal do PT

Clique abaixo para ouvir:

gilberto carvalho

Leia também:

JC: Flertando com uma teoria da conspiração

Altamiro Borges: Mídia prepara bote contra Lula

Carlos Lopes: Passadas as eleições, pressa do STF “sumiu”

Lincoln Secco: PSDB e Eduardo Campos só têm chance em 2014 se houver ”crise catastrófica”

Marcos Valério, o jogo político e a investigação do ex-presidente Lula

Vereador que fez campanha por Serra antecipa proposta de Haddad

Corrigindo o diagnóstico de Aécio Neves sobre o resultado eleitoral

Breno Altman: Quem tem domínio de fato, na democracia, é o povo

Fernando Ferro: Verba publicitária e sadomasoquismo





20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Folha transforma cláusula pró-jornalistas em “avanço contra imprensa independente” « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de novembro de 2012 às 22h57

[…] Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André” […]

Responder

Patrus Ananias: MG mandou dizer que não tem dono « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de novembro de 2012 às 22h50

[…] Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André” […]

Responder

PCdoB corre atrás dos royalties para a Educação « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de novembro de 2012 às 22h49

[…] Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André” […]

Responder

Fabio SP

06 de novembro de 2012 às 20h04

Acho que o Gilberto Carvalho nunca soube nada mesmo. Afinal ele ficava na sala ao lado do “Lulla eu não sabia”….

Responder

Valério entregou ao ex-procurador os nomes dos políticos do PSDB que receberam dinheiro no mensalão mineiro « Viomundo – O que você não vê na mídia

06 de novembro de 2012 às 17h15

[…] Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André” […]

Responder

Bob Fernandes: No Supremo, há quem não esconda o desejo de que Lula é o alvo « Viomundo – O que você não vê na mídia

06 de novembro de 2012 às 16h48

[…] Gilberto Carvalho: “Nunca soube dessa história de chantagem em Santo André” […]

Responder

FrancoAtirador

06 de novembro de 2012 às 10h52

.
.
A CARTA DO ADVOGADO DE VALÉRIO A LUIS NASSIF

“PGR aceitou tese de caixa 2 no mensalão mineiro”

Por Luis Nassif

Preparei um post sobre a tal ‘confissão’ de Marcos Valério à revista Veja e, antes de publicar, enviei-o ao seu advogado Marcelo Leonardo, para obter explicações dele.
Elas chegaram hoje de manhã:
.
.
De Marcelo Leonardo

Prezado Luis Nassif,

Em primeiro lugar agradeço as referências elogiosas feitas ao meu trabalho profissional. Fiquei lisonjeado.

Sobre matérias veiculadas pela revista Veja e pelo jornal Estadão, contendo referências a suposto pedido de delação premiada, suposto pedido de proteção pessoal e suposto depoimento de Marcos Valério em setembro do corrente ano, não tenho nada a declarar, uma vez que tenho por hábito cumprir meus deveres ético-profissionais.

SE ALGUÉM “VAZOU” DE FORMA SELETIVA, PARCIAL E ILICITAMENTE ALGUMA PROVIDÊNCIA JURÍDICO-PROCESSUAL QUE ESTÁ SUJEITA A SIGILO, eu não tenho absolutamente nada a dizer, a confirmar ou não confirmar.
OBVIAMENTE, NÃO TORNEI PÚBLICO NADA SOBRE ESTE TEMA SOBRE O QUAL NÃO FALEI A NENHUM VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO.

Quanto a AP 470 o processo já se encontra em fase final de julgamento.
A defesa de Marcos Valério desde suas alegações finais escritas, apresentadas em setembro do ano passado, vem pleiteando a redução de suas penas, em caso de condenação, pela sua condição de “réu colaborador”, em face das atitudes tomadas pelo mesmo desde as suas primeiras declarações ao Ministério Público, em julho de 2005, em virtude de haver fornecido, voluntariamente a lista com nomes e valores de todos os beneficiários dos repasses feitos a pedido de partido político para integrantes da base aliada e fornecedores da campanha eleitoral de 2002, acompanhada dos respectivos documentos e recibos, bem como, na mesma época, ter fornecido as informações e dados sobre os empréstimos bancários.

Tudo isto possibilitou as investigações da Polícia Federal e viabilizou a denúncia do Procurador Geral da República que, apesar do exagero dos quarenta acusados, não foi além dos nomes e dados fornecidos naquela atitude de colaboração com a Justiça, o que assegura direito à redução de pena.

Não há nada de novo sobre este assunto, até porque a instrução na AP 470 está encerrada faz tempo.

Quanto ao chamado “MENSALÃO MINEIRO”, o andamento do caso está em fase bem mais adiantada do que se imagina.
A ETAPA DAS INVESTIGAÇÕES JÁ FOI CONCLUÍDA E NELA MARCOS VALÉRIO FORNECEU TODAS AS INFORMAÇÕES, INCLUSIVE OS NOMES DOS POLÍTICOS LIGADOS AO PSDB (DEPUTADOS E EX-DEPUTADOS) QUE RECEBERAM, EM CONTAS BANCÁRIAS PESSOAIS, RECURSOS FINANCEIROS PARA CUSTEAR AS DESPESAS DO SEGUNDO TURNO DA TENTATIVA DE REELEIÇÃO DO ENTÃO GOVERNADOR EDUARDO AZEREDO, EM 1998, TENDO ENTREGUE AS CÓPIAS DOS DEPÓSITOS BANCÁRIOS REALIZADOS.

É IMPORTANTE SABER QUE O EX-PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA, Dr. Antônio Fernando, ao oferecer denúncia no caso chamado de “mensalão mineiro” contra Eduardo Azeredo (hoje deputado federal), Clésio Andrade (hoje Senador) e outras quatorze pessoas, DEIXOU DE PROPOR AÇÃO PENAL CONTRA OS DEPUTADOS E EX-DEPUTADOS QUE RECEBERAM OS VALORES, PORQUE ENTENDEU, EXPRESSAMENTE, QUE O FATO SERIA APENAS CRIME ELEITORAL (artigo 350 do Código Eleitoral – “caixa dois de campanha”), QUE JÁ ESTAVA PRESCRITO.

ESTE ENTENDIMENTO NÃO FOI ADOTADO NO OFERECIMENTO DA DENÚNCIA E NO JULGAMENTO DA AP 470.

Sobre o “mensalão mineiro”, atualmente, correm três ações penais distintas.

Duas no STF, uma contra Eduardo Azeredo e outra contra Clésio Andrade.

A TERCEIRA, na qual é acusado Marcos Valério, tramita perante a 9ª Vara Criminal da Comarca de Belo Horizonte (Justiça Estadual), CONTRA TODOS OS DEMAIS DENUNCIADOS QUE NÃO TEM FORO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO, POIS NESTE CASO O STF DEFERIU O PEDIDO DE DESMEMBRAMENTO DO PROCESSO, O QUE NÃO OCORREU NA AP 470.

Aquela última ação penal encontra-se na etapa adiantada destinada a inquirição de testemunhas de defesa.
Nela meu único cliente é Marcos Valério. Não atuo na defesa de qualquer outro acusado em nenhuma destas ações.

Atenciosamente,

Marcelo Leonardo
.
.
Íntegra do ‘post’ do Nassif em:

(http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/leonardo-pgr-aceitou-tese-de-caixa-2-no-mensalao-mineiro)
.
.
Destaco:

“…alguém ‘vazou’ de forma seletiva, parcial e ilicitamente
alguma providência jurídico-processual que está sujeita a sigilo…”

Questiono:

Esse “alguém” que “vazou ilicitamente” matéria processual sob sigilo
seria pessoa de dentro da Procuradoria Geral da ‘ré-pública’ ?

Não fica parecendo que, dentre os princípios básicos da Administração Pública estabelecidos no artigo 37 da Constituição Federal da República
(legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência),
a PGR prima muito mais pela ‘publicidade’ do que pela legalidade e pela moralidade ?

http://www.dji.com.br/constituicao_federal/cf037a038.htm

Responder

MariaC

06 de novembro de 2012 às 10h42

Jornalistas novinhos não se lembram. Mas houve um tal caso Lubeca e o PIG envolveu o Greenhalg nele até o pescoço. Depois desovaram o caso em Santos e se for verdade a última versão, era culpa real de Maluf, mas envolveram o pT.

Responder

Zebené

06 de novembro de 2012 às 08h46

Acho que Lula matou também a Odete Roitman, a Laura Palmer, a Eliza Samudio, o Max e o Roberto Marinho.

Responder

Fabio Passos

05 de novembro de 2012 às 23h49

mensalão, Celso Daniel… daqui a pouco os golpistas fazem uma reportagem na veja denunciando o PT pelo sequestro do Abílio Diniz. rsrs

golpistas vagabundos, respeitem a vontade do povo!

Responder

Francisco

05 de novembro de 2012 às 22h31

Este Celso Daniel já foi investigado duas (02) vezes pela policia paulista, durante governança tucana, sob fogo cerrado da mídia marron e não deu em nada. A segunda vez, ao que me consta, à revelia da Lei, pois só fatos novos poderiam determinar reabertura de um caso.

Será a terceira vez portanto. Eldorado Carajás, nada. Carandiru, nada. Privataria, nada. Furnas, nada. Mensalão Tucano, nada. Colaboradores do Regime Militar, nada. Cachoeira, nada.

Estou chegando à conclusão de que se expulsar o PT do país e transformar Paraisópolis num “bantustão”, a criminalidade no país vai a zero…

Responder

    Fabio Passos

    05 de novembro de 2012 às 23h51

    A dor de cotovelo pela derrota acachapante nas eleições está matando o PiG de desespero. rsrs

João Brasileiro

05 de novembro de 2012 às 21h43

Olá, Willian

Dê uma chance a você!!! Não seja infantil!!!
Colabore com você, cresça e seja feliz!!!
Não se martirize com suas mentiras e hipocrisias!!!
Tenho certeza que você pode conseguir crescer e colaborar com o Brasil e os Brasileiros!!!
Não fique com depressão contínua com o que ouve e lê nessa imprensa golpista!!! Torço por você!!
Seja feliz!!
Um abraço.

Responder

Julio Silveira

05 de novembro de 2012 às 21h34

O que eu acho interessante é que passa no vacuo a forma que este grupo, sob pretenso interesse publico traz a publico assunto que se verdadeiros correm sob segredo de justiça. E isso está ficando corriqueiro. Para mim atentar contra a legalidade juridica também é um ato contra a democracia. Apesar de toda a argumentação de liberdade de imprensa, que quando sai da legalidade incorre também em ato de exceção.
inda sobre tudo que a Veja diz está mais que evidente que é ela, ou seus dirigentes, que usam o MV como boneco de ventriloco, talvez com anuencia do proprio nessas ações nada originais que costumavamos ver em filmes sobre a mafia. Ela não perde nada, usa de todos os meios sujos para procurar desqualificar seus desafetos. Hoje o MV representa a boca de lama q

Responder

    Julio Silveira

    05 de novembro de 2012 às 21h41

    continuando:
    que desqualifica qualquer nome que sair dela.
    Agora, para mim resta a pergunta o assunto tão propalado, se verdadeiro saiu da boca do MV num encontro mafioso para definir estratégias para golpear desafetos, ou de servidor publico mafioso que costuma articular com cumplices mafio midiaticos assuntos sob segredo de justiça?

Marcelo de Matos

05 de novembro de 2012 às 19h10

A mídia continua pautando a atuação da Justiça. O assassinato de Celso Daniel, ocorrido há mais de dez anos, continua rendendo manchetes. Outro dia um promotor de Santo André declarou que a Justiça acatou a “tese” do MP de que havia um esquema de corrupção na prefeitura, chefiado por José Dirceu. Os promotores trabalham com provas ou teses? Afinal, são filósofos? Nenhum outro assassinato de políticos, ou pessoas envolvidas com política, foi tão comentado na mídia. Ninguém mais se recorda da morte da modelo Cristiana Ferreira, que era amiga de importantes políticos mineiros, caso que estaria relacionado com o mensalão pão de queijo. E o ex-assessor
tucano, Marcelo Cavalcante, encontrado morto no lago Paranoá, que tinha relações com o esquema descoberto no Detran gaúcho? E o caso do “crime passional” que vitimou PC Farias? E o assassinato do prefeito de Campinas, o Toninho do PT? Não: a jóia da coroa para o MP é o assassinato de Celso Daniel, que abre a possibilidade de tentarem fazer o PT sentar no banco dos réus.

Responder

lia vinhas

05 de novembro de 2012 às 18h46

Quem ainda tem dúvidas de que o Celso Daniel foi morto pela direita? Volta e meia tentam colar sua morte no PT e no Lula, e agora, com o desespero da eleição do Haddad e o resultado alcançado pelo PT nas eleições municipais, voltarão a carga, na esperança de que o PIG e o STF dêem uma mãoziha ao seu afã por voltar ao poder.

Responder

    Willian

    05 de novembro de 2012 às 20h02

    Talvez fosse o caso de se perguntar àqueles mais próximos a ele (sua família) o que eles pensam sobre quem o matou. Não sei se eles já voltaram do seu exílio francês, mas não devem se difíceis de contactar.

    Euclides Rodrigues de Moraes

    05 de novembro de 2012 às 21h30

    Que tal perguntar a ex-mulher dele que hoje e Ministra do Planejamento do Governo Dilma? Ela está muito mais próxima. Esses que você cita continuam no auto exílio doloroso de Paris.

    Sandro

    05 de novembro de 2012 às 23h39

    Cara, você ainda esta recebendo da juventude do PSDB?
    Melhor ir procurando outro “trampo”, te sugiro porteiro do instituto
    millenium.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding