VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Leandro Fortes: Chame o ladrão


11/12/2012 - 14h42

CHAME O LADRÃO

Por Leandro Fortes, na CartaCapital

Em meados dos anos 1990, eu era repórter da sucursal de Brasília de O Globo, então chefiada pelo jornalista Franklin Martins. Por intermédio de um amigo de um amigo, eu havia conseguido uma entrevista exclusiva com José Carlos Alves dos Santos, ex-assessor da Comissão do Orçamento do Congresso Nacional. Estopim do chamado “Escândalo dos Anões do Orçamento”, José Carlos estava preso num quartel da PM, em Brasília, acusado de ter matado a própria mulher, Ana Elizabeth Lofrano, a golpes de picareta. Pelo crime, além de ter participado do esquema de corrupção no orçamento, ele pegou 20 anos de xadrez.

Eu fui à cadeia falar com ele, onde passei uma manhã inteira ouvindo aquela besta-fera jogar todo tipo de merda no ventilador. Além dos conhecidos participantes do esquema, José Carlos Alves dos Santos envolveu mais um bando de gente, sobretudo políticos graúdos àquela altura com cargos importantes no segundo governo Fernando Henrique Cardoso. Quando voltei à redação, relatei a entrevista a Franklin que, imediatamente, mandou que eu jogasse a entrevista no lixo.

— São acusações, sem provas, de um bandido.

Eram outros tempos, pois.

É preciso que se diga que essa matéria do Estadão repercutida na íntegra até por concorrentes é, do ponto de vista técnico, correta. Se, de fato, os repórteres tiveram acesso a um depoimento sigiloso de Marcos Valério, isso é notícia. Não se discute esse aspecto.

O que se deveria discutir é se, do ponto de vista ético, vale a pena acreditar no depoimento feito depois de Valério ter sido condenado no processo do mensalão. Trata-se de uma estratégia mais do que previsível de um réu apavorado diante da perspectiva de voltar para a prisão onde, segundo consta, sofreu todo tipo de extorsão e violência, inclusive sexual.

Marcos Valério esperou sete longos anos para revelar que, após se reunir com José Dirceu e Delúbio Soares, no Palácio do Planalto, foi ao gabinete presidencial receber um “ok” de Lula. Um réu desesperado por dizer isso, é um direito dele, é um ato de humanidade aceitá-lo como tal. Mas acreditar numa coisa dessas, para qualquer repórter que tenha passado mais de seis meses em Brasília, é quase inacreditável.

Mas, de repente, Marcos Valério, o bandidão que financiava o PT, passou a ser uma fonte altamente confiável. O depoimento tardio de um condenado, sem base documental alguma, passou a ser mais uma prova da participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no “maior escândalo de corrupção da história do Brasil”, quiçá de toda a civilização ocidental, desde sempre.

O depoimento de Marcos Valério foi dado à subprocuradora Cláudia Sampaio, mulher do procurador-geral Roberto Gurgel, casal responsável pelo engavetamento da Operação Vegas, da Polícia Federal, que em 2009 detectou as ligações criminosas entre o ex-senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás, com o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

O marqueteiro João Santana, o inesquecível Patinhas dos meus tempos de foca no Jornal da Bahia, talvez tenha cometido um terrível erro ao aventar a possibilidade de Lula sair candidato ao governo de São Paulo, em 2014.

Leia também:

A SIP e a democracia elitizada e excludente

Caros Amigos: Um outro caso que a mídia “desconheceu”

Dr. Rosinha: Retirada do nome do relatório da CPI não absolve Gurgel

Mino Carta: O PT não é o que prometia ser, demoliu seu passado honrado

Folha vai à suíte presidencial para sugerir caso de Lula com Rose

Leandro Fortes: Cardozo fica de fora da Operação da PF, constrangendo governo e PT

Kasrils:”O que Israel faz com os palestinos é pior que o apartheid”

Bandeira de Mello: “Não se condenará mais ninguém por pressuposição”

Relatório Leveson propõe órgão independente para monitorar jornais

Promotor italiano que condenou donos da Eternit é por banir amianto aqui

Dr. Rosinha e a CPI do Cachoeira: Policarpo cometeu um crime

No Senado, Collor diz estranhar decisão de omitir indiciados

 Carta Maior denuncia o modo ‘Folha’ de fazer jornalismo: Vergonha!

Procuradora Fairbanks: Não existe conversa de Rosemary com Lula

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



43 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jornalista diz que foi alvo dos arapongas da PM paulista « Viomundo – O que você não vê na mídia

17 de dezembro de 2012 às 16h19

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Brasil de Fato: O agronegócio brasileiro na África « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de dezembro de 2012 às 19h41

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Pinheirinho: Um ano depois, balanço da cobertura de um jornal « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de dezembro de 2012 às 19h24

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Apesar da “crise”, aprovação de Dilma fica em 62% « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de dezembro de 2012 às 12h38

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Richard Duncan: Por um salário mínimo mundial « Viomundo – O que você não vê na mídia

14 de dezembro de 2012 às 02h04

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Folha dá aula de como tirar frase de Lula do contexto « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de dezembro de 2012 às 14h24

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Submarino nuclear brasileiro fica pronto em 2021 « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de dezembro de 2012 às 13h47

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Centenário de Gonzaga: Evita, Trumann e Dutra na plateia « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de dezembro de 2012 às 13h10

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Avança projeto que admite vídeo como prova de embriaguez « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 22h43

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Richard Duncan: Sobre a nova depressão global « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 22h33

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

PSDB concorda que Câmara deve decidir sobre mandatos « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 20h32

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Líder do PT agora defende a CPI da Privataria Tucana « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 20h19

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Desespero de um lado, comodismo do outro « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 15h47

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

PT convoca Fernando Henrique para depor sobre a Lista de Furnas « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 15h31

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

O discurso de Lula no Fórum pelo Progresso Mundial « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 13h25

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Luiz Fortaleza

12 de dezembro de 2012 às 11h42

Eu acho que não adiante ficar nesse defensivismo irônico bobo… temos que mostrar a verdade dos fatos… esse jogo farisaico, metafísico e sofistas das palavras não absolve ninguém.

Responder

Mardones Ferreira

12 de dezembro de 2012 às 11h22

Vão querer aplicar o domínio de fato para o Lula, depois do julgamento dos réus do mensalão do PT. k k k

Esse presente de Natal a Dilma não esperava.

Responder

Lucinda

12 de dezembro de 2012 às 09h10

A direita vai perder em 2014, ela não tem projetos para o país, veja São Paulo, está sangrando; a estratégia é derrotar o adversário com a desqualificação moral. Mas eles (DEM, PSDB, PIG, e os Invejosos do brilhantismo do LULA) não têm competência, estão raivosos, vão aplicar todo tipo de golpe, e cada vez mais sujos. Não importa podem vir com baixarias que vão perder, aqui está a Internet para desmontar o discurso dos eternos desesperados. Eles têm uma palavra de ordem tudo que emana do povo deve ser eliminado, demonizado; o brasileiro recuperou a auto estima através de ações políticas do presidente LULA, essa é a palavra de ordem LULA será eterno, nós somos e merecemos o melhor como povo, o resto é resto.

Responder

RONALD

12 de dezembro de 2012 às 04h05

mídia, psdb e cachoeira estão apavorados.
o gurgel(minúsculo mesmo) em 2013 vai ser substituido.
Se colocar um peão mais ou menos já vai dar um trabalho danado pro stfzinho e pro piguezinho. vai ser um hc atraz do outro prazelite(tipo doutor abedelmassi danuzagatinho ridiculo).

Responder

Altamiro Borges: O cerco contra Lula se fecha. E agora? « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 00h31

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Vagner Freitas: Chega de medidas paliativas! « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de dezembro de 2012 às 00h29

[…] Leandro Fortes: Chame o ladrão […]

Responder

Francisco

11 de dezembro de 2012 às 21h58

Num dia (o dia anterior…), Aécio diz que tem que fazer politica com a latrina e, no dia seguinte…

Uma coincidência, sem dúvida.

Mas parece estar tudo bem e sob controle, o PT inclusive libera “de boa” Cachoeira, Dadá, Policarpo e Civita.

Deve estar tudo, portanto, bem e sob controle…

PS. Começo a desejar que o PT se ferre até o talo. Gente idiota tem mais é que se ferrar!!!

Responder

Julio Siveira

11 de dezembro de 2012 às 20h59

E a Dilma que se cuide, quem mandou querer confraternizar com inimigos, esses não são adversários, são inimigos de classe.

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de dezembro de 2012 às 20h48

… De acordo com o relato do ínclito, competente, ético e intrépido jornalista Leandro Fortes, ‘o domínio do fato’ exige que o PT e o próprio [eterno] presidente Lula se engajem na luta empreendida pelo senador Fernando Collor de Mello no sentido de punir exemplarmente o prevaricador casal Gurgel!…

EM TEMPO: se não fosse a internet e os blogueiros sujos, a DIREITONA já teria retomando o poder há muitos carnavais!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Regina Braga

11 de dezembro de 2012 às 20h32

Chamem o ladrão de herói,né!!!Os tempos mudaram,mesmo.Agora, até o Cachoeira está ameaçando o PT(uol-11/12),virou uma caçada legalizada,cujo os difamadores são bandidos.Ou o stf muda ou vamos ter o Brasil, comandado, por Dom Cervo I,Privata Furneiro,sir do economist quebrado.

Responder

Messias Franca de Macedo

11 de dezembro de 2012 às 20h27

… Sinceramente, creio que o Marcos Valério é mais vítima do que algoz! Os verdadeiros algozes são os de sempre, barões de uma velha e decrépita mídia, ‘jornalistas que envergonham a pena do Carlos Lacerda’, bandidos de toga, espúrios interesses de classes, a alienação de parte considerável da sociedade, hipocrisias, paradoxos, “salve-se quem puder”!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

FrancoAtirador

11 de dezembro de 2012 às 19h45

.
.
CAMPANHA LULA 2014

PARA GOVERNADOR DE SÃO PAULO.

EU APÓIO.
.
.

Responder

    Mário SF Alves

    11 de dezembro de 2012 às 22h22

    Considere-se imitado. Comigo já somamos dois.
    ____________________________________
    Sem medo de ser, sem dedo de ser… feliz.

Sr. Indignado

11 de dezembro de 2012 às 19h40

Marcos Valério? Desespero?
Desespero foi a última entrevista televisionada do Tucandidato Aécio Neves, isto sim foi desespero. Ele parecia um Álvaro Dias mineiro, sem peruca e cambaleante.

Responder

Edno Lima

11 de dezembro de 2012 às 18h35

Dizer que Marcos Valério, criminoso de colarinho-branco “sofreu todo tipo de extorsão e violência, inclusive sexual” durante o período em que ficou preso, é piada de extremo mau gosto e revela o nível de desinformação do escritor da matéria. Marcos Valério não é um ladrão de galinhas ou um traficante mequetrefe;é um operador financeiro de sofisticados esquemas de desvio e lavagem de recursos públicos. Quem conhece um pouquinho de polícia judiciário e do sistema carcerário brasileiro sabe que não se dá sequer um puxão de orelhas num sujeito desses.
Quem tem interesse em realmente investigar algo, sabe o valor das palavras de quem participa de esquemas criminosos, independente da motivação; Pedro Collor, Roberto Jefferson, o sobrinho adolescente e o primo do goleiro Bruno estão aí para mostrar a importância da tais figuras no esclarecimento de crimes. Não levar em conta as declarações de cúmplices de esquemas criminosos sob o argumento de que as palavras de criminosos não têm valor, é coisa de quem não quer ver a verdade esclarecida.
Ainda bem que o messianismo, a adoração cega e o fanatismo pelo PT e por Lula estão restristas a profissionais com poucas competência e audiência!

Responder

    Hélio Pereira

    12 de dezembro de 2012 às 10h10

    Edno estou vendo que você é um defensor inveterado das lorotas contadas contra Lula e defensor do “loló” de Marcos Valério.
    Eu por exemplo não sou Petista de carteirinha,votei em Lula duas vezes e votei na Dilma também por considerar que eram melhores que os candidatos da oposição,mas nem por isto defendo Lula e Dilma cegamente e não vejo este tipo de atitude nos comentários postados pela maioria dos internautas que defendem o atual Governo e discordo de sua visão sobre Leandro Fortes,dizer que ele tem pouca informação,pouca audiência,que os editores de Blogs são Profissionais de Pouca competência,ora Edno Lima se liga.
    Edno esta evidente que você prefere o Reinaldo Azevedo,Policarpo Jr,Mino Pedrosa e o “Fã de Vuvunzela Africana” Diogo Mainard,fazer o que,cada um tem Preferências e isto não se discute não é mesmo?
    Sobre o “Loló” de Marcos Valério,foi ele mesmo que falou e isto saiu publicado em vários orgãos de imprensa,não foi uma “invenção” do Jornalista Leandro Fortes como você sugere!

    Edno Lima

    12 de dezembro de 2012 às 13h26

    Perdoe-me; pode deixar que da próxima vez postarei um comentário com o qual você concorde.Minhas sinceras desculpas!!

Hélio Pereira

11 de dezembro de 2012 às 17h43

Quem esta se afogando agarra qualquer coisa tentando se salvar.
O “careca” entrou em desespero e tenta de todo jeito se safar da cana pesada imposta pelo Relator do “mensalão” Joaquim Barbosa.
Esta evidente que Marcos Valério quer ser incluido num Programa de “Delação Premiada” e com isto ter sua pena reduzida,para isto se propõe a falar qualquer coisa que interesse a oposição e ao PIG.
Marcos Valério é um “JOGADOR” e escolheu como “parceiros de Jogo”o casal Gurgel,acho bom o PT colocar o Bigode do Lula de molho,porque ai tem!

Responder

    Mário SF Alves

    11 de dezembro de 2012 às 20h00

    Eu só queria saber o nome do chá tomado por anões morais que duma hora pra outra transformam-se nesse “gigantes do tudo só contra Lula e o PT”. Chá de cogumelo azul; chá de mostarda preta; chá de denuncismo calunioso lacerdista, tipo “vai que alguém te ampara”? Afinal, que chá é esse?

    _________________________________________
    Resposta:

    O nome do chá é artimanhasolpe e é produzido nos subterrâneos dos Laboratórios Millenium S.A., em razão da crise provocada pela muitíssimo prolongada e de duração indefinida abstinência de vitória nas eleições presidenciais.
    ______________________________________________________
    ANVISA neles, porque o laboratório é clandestino.

Thiago Lourenço

11 de dezembro de 2012 às 16h13

Lula não é recém-nascido no ninho de cobras…

Responder

José BSB

11 de dezembro de 2012 às 15h17

É bom que se diga que esta entrevista foi para a gaveta por ordem expressa do patrão, com o devido respeito ao Leandro Fortes e Franklin Martins. Se tivessem insistido na publicação da matéria, é certo que suas cabeças rolariam pelas escadarias do jornal.
De todo modo, o procurador geral da república tucano “matou no peito” várias denúncias muito mais graves…
O alvo era “amigo” e o “inimigo” daquela época estava bem distante do poder e nem sonhava em se tornar o presidente mais popular da república.

Responder

J Souza

11 de dezembro de 2012 às 15h13

Brasileiro tem memória curta mesmo…
Para manter seu poder econômico, e terem de volta o poder de direito, os plutocratas farão de tudo, mentir, roubar, matar…
Se alguém duvida disso, é só procurar na história recente do país, na “ditabranda”!
Associar-se a bandidos é o mínimo que esses canalhas farão… E isso só porque não querem sujar as próprias mãos com o lodo em que vivem!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.