Stedile: Governo incentiva sulista a plantar laranja no Nordeste

Tempo de leitura: < 1 min

 Leia também:

Márcia Hirata: Sem o direito à cidade, a cidade não vale a pena

Leandro Fortes: Anotações de um escândalo anunciado

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Joao

Eu tenho é vergonha de ser brasileiro.Não há justiça para com os pobres e só rola demagogia da parte da maioria dos pulítico.Quer saber…? Tô pra ver alguem governar esse país como o povo espera

razumikhin

Todos os estados brasileiros dão prejuízo, com exceção de Sumpaulo, Rio, Minas, Sta.Catarina, Paraná, RGS e Esp.Santo.
Esses 7 estados sustentam todos os outros; pagam aos seus marajás, as câmaras, deputados, vereadores, os funcionários, polícias, hospitais etc.
Sudeste e Sul sustentam a corrupção do norte-nordeste, além do Grão-Maranhão do Faraó Ribamar I. Agora, esses fdp querem o Pré-Sal, estão roubando pouco, querem mais.
Vergonha na cara, Brasil!

Jose Mario HRP

O Maranhão está sendo entregue de graça aos plantadores de sija do sul.
Já devem existir lá um monte de centros de tradição gaúcha!
E os nordestinos sem vez!
Com Lula não era assim!

    razumikhin

    O governo Dilma está infiltrado por repórteres da revista Veja, que tramam um golpe. Intervenção na imprensa, já!

    eduardo

    Por isso que o país nao vai pra frente, e por isso se fala tanto em educação, tem mais é que dar incentivo para os sulistas mesmo, pois são um povo honesto e que trabalha, que produz e que faz o pais crescer, se der incentivo para os nordestinos eles vendem a terra para os sulistas e ,continuarão reclamando de tudo. Isso faz parte da cultura do nordeste ser preguiçoso e reclamão. Ande por uma capital do sul, qualquer uma delas, para os que não sabem, Porto Alegre, Florianopolis, Curitiba, e depois ande pelas capitais do nordeste, parece que esta num pais uns 30 anos atrasado. Por favor gente separem o sul do resto do pais.

Rose PE

Que vergonha! O Nordeste só serve quando está pronto para os empresários do Sul. “que`País é esse”! Onde ficou o slogan de governo que quer distribuir renda, ” que País rico é País sem miséria”. Simplesmente revoltante!

    Azalem Parahyba

    O nordeste tem uma pujante indústria da seca e não precisa de incentivos fiscais e da esmola dos sulistas, louros de olhos azuis, reacionários e goupistas. O pouvo do nordeste çabe porque estudou com Hadade, o melhor ministro da inducassaum que o Brasil já teve. Vouta Lula, fora Diuma.

Marcelo de Matos

Segundo o Anuário do Instituto de Geociências, “apenas os municípios de Caravelas e Correntina, na Bahia, apresentaram-se aptos para o cultivo da laranja. Este resultado já era esperado, pois, a Bahia destaca-se como maior produtor de laranjas da região nordeste. Os demais municípios revelaram restrições hídricas ao cultivo da laranja, mostrando que para a prática dessa cultura nesses locais seria necessária a utilização de sistemas de irrigação. Outro benefício do uso de métodos de irrigação no cultivo de cítricos, de acordo com a Embrapa (2004), refere-se aos índices de produtividade que são de 35 a 75% maiores quando comparados à produção de frutos em pomares não irrigados”. Portanto, sem irrigação não haverá cultura de laranja, a não ser nos citados municípios da Bahia. Se (sempre tem um se) a transposição do São Francisco tivesse ficado pronta, os produtores sulistas de laranja até poderiam migrar para o nordeste. Isso se o mercado internacional da laranja estivesse bom, o que parece não estar acontecendo.

    Jose Mario HRP

    Vá a Rio Real quase em Sergipe e veja como os bons nordestinos plantam laranja há muitas décadas!
    Rio Real fica próxima a Esplanada!

Câmara pode votar hoje fim da rotulagem dos transgênicos « Viomundo – O que você não vê na mídia

[…] Stedile: Governo incentiva sulista a plantar laranja no Nordeste […]

Mardones Ferreira

E assim caminha o governo do diálogo com os movimentos sociais, o governo da esperança, etc e etc.

    Nelson

    Disse-o bem, Mardones. Parabéns.

Deixe seu comentário

Leia também