VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Eduardo Guimarães: JN culpa moradores por tragédia do Pinheirinho


02/02/2012 - 16h36

por Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania

Para quem se envolveu emocionalmente com o martírio de milhares de famílias atacadas violentamente pelo Estado brasileiro foi duro ser esbofeteado daquele jeito pela Globo e por seu despachante Geraldo Alckmin ontem (1º de fevereiro) à noite.

Dá para imaginar como aquelas famílias massacradas pelo carrasco que dirige São Paulo a serviço de alguns poucos bilionários se sentiram ao vê-lo expor novamente seu conceito de democracia.

Torna-se imperativa, assim, a reflexão de que se há uma coisa que não existe no Brasil é democracia. Como pode ser democrático que milhares de homens, mulheres, crianças e idosos sejam expulsos de suas casas a toque de bombas em benefício exclusivo de uma empresa privada?

O governador de São Paulo poderia ter tido a decência de dizer que o capitalismo é assim mesmo, um sistema econômico em que, como diz o nome, prevalece o capital em detrimento do homem, e que não tem culpa por o Brasil ter escolhido viver sob tal sistema.

Alckmin confunde regime político com sistema econômico. Na democracia, prevalece a vontade da maioria e no capitalismo, da minoria. Na democracia, quem decide é muita gente e no capitalismo são poucos os que tomam decisões que todos têm que acatar.

O Estado usar tropas para tirar milhares de pessoas de suas casas usando violência e depois jogá-las na rua ou em abrigos imundos a fim de beneficiar um grupo de ricaços que não lota um elevador é mero resultado do capitalismo, não da democracia.

Ah, mas foi apenas cumprimento da lei. Nem isso é verdade: havia conflito entre instâncias do Judiciário (estadual e federal). E se esse Judiciário não é capaz de observar que na democracia não pode atender ao interesse de poucos massacrando a muitos, tampouco é democrático.

É a segunda vez, em curto período, que Alckmin associa democracia a ações violentas da Polícia Militar, mesmo que o principal paradigma do regime democrático seja o de substituir a violência pelo diálogo.

Foi uma bofetada na democracia o Jornal Nacional levar ao ar a invenção absurda de que os moradores do Pinheirinho teriam sido obrigados por lideranças a ficarem ali no dia do despejo. Centenas de flagelados depuseram por escrito, assinaram o depoimento e nenhum relatou semelhante coisa.

De um lado, então, há milhares de pessoas com nome, sobrenome e imagem dizendo que não tentaram resistir por força de liderança alguma, mas porque simplesmente não tinham para onde ir; de outro, há uma gravação de alguém sem nome, sem rosto e que pode até ser falsa.

Há, ainda, um homem sem caráter que diz que antes os flagelados viviam em moradias precárias e que agora vivem em moradias dignas e uma emissora que divulga isso sem reparo algum, sem mostrar que agora é que estão vivendo em moradias precárias, para dizer o mínimo.

Quem defenderá este povo? A mídia inventa, mente, distorce, omite e não há um só político de peso (ao qual não se possa negar espaço) para desmascarar uma farsa que não resiste a trinta segundos de contraditório.

O povo brasileiro, que em grande parte vive em condições pouco melhores do que aquela em que viviam os flagelados do Pinheirinho antes de virarem moradores de rua, está indefeso diante da sanha do capitalismo selvagem.

Este país precisa de um líder feito de carne, osso e sangue nas veias e que seja capaz de se indignar ante aquela vergonha, ante aquele crime de lesa-humanidade que foi a nova aula de “democracia” de Geraldo Alckmin. O Brasil precisa mesmo é de um Hugo Chávez.

Leia também:

“Parecendo um porco para abater amanhã”

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



65 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

monge scéptico

03 de fevereiro de 2012 às 09h18

Tudo bem as opiniões podem ser respeitadas, mesmo a do sr augusto.
A rede lixo de tv, alcunhada de globo, não poderia estar do lado do povo. Desfibrados como alkmim,
pau mandado de nahas, são capazes de produzir cenas como as que vimos e a globolixo desmen-
-te o que você eu vimos, como se não soubéssemos interpretar o que nossos olhos vêem.
Inconscientemente o chuchu(não o nobre xuxú de nossa dieta)tem complexo de inferioridade, ma-
-nifesta em atitudes violentas de auto afirmação. Vá se tratar chuchu genocida, eugenista, pseudo
iluminati; você é usado criminoso!!!. Cadeia nele e seu séquito de comparsas.

Responder

João-PR

03 de fevereiro de 2012 às 03h47

O que virá depois do Pinheirinho, da invasão da USP e do ataque aos pobres coitados que caíram no vício do crack??

O que mais virá depois que um pai, abraçado ao seu filho, foi agredido na Paulista por acharem que "eram gays"?

Um índio já foi queimado vivo; uma empregada doméstica agredida porque pensaram que "era prostituta"; skinheads jogaram dois rapazes do metrô de SP (em trânsito): um ficou sem um braço, outro morreu.

Enfim, o que precisará vir mais? Um assassinato em massa da população? Pobres paulistas! Pobres de nós todos que temos que conviver com isso e, o pior, ver isso ser manipulado pelo PIG (notadamente no Tucanistão).

Responder

Henrique

02 de fevereiro de 2012 às 22h51

QUANDO SP IRÁ ACORDAR
Pelo menos uma ‘coisa’ eu concordo com o Lênin em seu prefácio às cartas a Karl Marx, “a iniciativa histórica das massas”: A ALIENAÇÃO JAMAIS É TÃO TOTAL QUE TORNE IMPOSSÍVEL AO HOMEM LUTAR CONTRA ELA.

O que falta para SP acordar?

Responder

Henrique

02 de fevereiro de 2012 às 22h50

São Paulo precisa se livrar desta política totalitária, há quase duas décadas, para que se possa evitar mais uma alienação do povo paulista que é: a legalidade está acima dos DIREITO HUMANOS – alimentada pela especulação imobiliária.

Responder

Henrique

02 de fevereiro de 2012 às 22h49

alckmin lembra opus dei.
E por falar em religião, pelo que se sabe, Deus não deu poder a homem algum para OPRIMIR OU EXPLORAR OUTRO:”os mais autênticos servidores de Cristo sempre foram os maiores inimigos da tirania e da opressão.”(Lilburne – protesto de Overton/Inglaterra/1646)

Mas a opus dei é exatamente o contrário!
Basta ver a atitude do alckmin!

Responder

Henrique

02 de fevereiro de 2012 às 22h48

A LEI ACIMA DOS DIREITOS HUMANOS
alckmin é uma concepção paupérrima de um ser humano, igualando-o a todos aqueles escombros materiais. Sim, porque escombro de personalidade o gov/SP já vem demonstrando há anos em SP.
Para o gov(?) a realidade social só é percebida sob a forma de objetos e não como uma atividade humana ou, no mínimo, um pensamento humano. Só o humanismo é capaz de compreender uma sociedade, o seu povo.
O homem se forma pelo que faz e, para isso, ele precisa ser humano antes de mais nada.
O gov/SP deixou sua ‘marca’ na história, ou melhor, uma mancha histórica.
SERÁ QUE alckmin PRECISA DE AULA DE DEMOCRACIA?

Responder

Marcos C. Campos

02 de fevereiro de 2012 às 22h41

O PIG tem que tem que livrar a cara do governador xuxu. Pega mal o povo saber que um tucano mandou fazer aquela merda toda para beneficiar um especulador e criminoso do colarinho branco , não é ?

Responder

Antonio Nunes

02 de fevereiro de 2012 às 22h16

"O governador de São Paulo poderia ter tido a decência de dizer que o capitalismo é assim mesmo…"

não cidadão…

na democracia é assim mesmo!

existem leis (q são feitas pelo legislativo) e q são julgadas (pelo judiciário) e cumpridas (pelo executivo)!!!

exatamente como aconteceu!

quero ver o seu artigo recriminando o MST na próxima invasão de terras!

vai escrever?

Responder

    Eduardo Guimarães

    03 de fevereiro de 2012 às 08h10

    Eu não recrimino a ocupação de terras nem recriminarei porque a Constituição determina que propriedades rurais acima de determinado tamanho têm que cumprir sua função social. A lei veda que um sujeito tenha uma extensão imensa de terras que nada produzem e ponha apenas uns bois em cima delas para disfarçar. Se o Brasil tivesse feito a sua reforma agrária as cidades não estariam cheias de famílias pobres e faveladas como no Pinheirinho. Essas pessoas estariam no campo produzindo. A concentração de propriedades rurais fez das grandes cidades brasileiras o inferno que são hoje.

    Antonio Nunes

    03 de fevereiro de 2012 às 12h12

    não sei pq não fiquei surpreso com a sua ladainha…

    dizer q o MST só invade terras improdutivas é simplesmente MENTIRA!

    e já q o Sr entende tanto das leis, deveria saber q QUALQUER TERRA INVADIDA fica automaticamente de fora do processo da reforma agrária!
    http://www.conjur.com.br/2010-mai-25/propriedade-

    mas tolo sou eu de esperar coerencia de vcs…

    Eduardo Guimarães

    03 de fevereiro de 2012 às 14h05

    Não entendi o que tem uma lei que todos conhecem com aquilo que escrevi

    Antonio Nunes

    03 de fevereiro de 2012 às 15h10

    vou explicar:

    perante a lei (q o Sr citou várias vezes… constituição e tudo) a invasão é um CRIME!

    o Sr não é contra as invasão ILEGAIS mas aposto q escreverá páginas e mais páginas contra uma ação LEGAL para retirar os invasores da área ocupada!

    se não entendeu, desista pq eu nem sei desenhar…

    Marcio H Silva

    04 de fevereiro de 2012 às 00h02

    Tem que desenhar pra ele, edu!

    Abolicionista

    03 de fevereiro de 2012 às 20h00

    Antonio Nunes, estou pouco me lixando para leis injustas. Se isso acontecer com alguém da minha família eu mato o primeiro PM que aparecer na minha frente. Você defende a injustiça, mas como fica sua consciência? Você não tem vergonha de morar em uma pátria que mancha sua história com o sangue de inocentes? E o que você fará em favor da justiça? Ficará de braços cruzados?

    @hemeteriojr

    03 de fevereiro de 2012 às 19h09

    Pelo seu raciocínio, posso concluir que você também concorda com o Holocausto Judeu na Alemanha durante a Segunda Guerra. Sim, pois caso você não saiba, os militares nazistas não estavam fazendo nada além de cumprir a lei. Havia leis permitindo tudo o que aconteceu na Alemanha nazista. Tanto é que foi de lá pra cá que se buscou superar o simples legalismo e se colocou a constituição como suprema. A consituição está acima da lei e a constituição é pautada no respeito aos Direitos Humanos e no princípio da dignidade da pessoa humana. Assim, nenhuma lei ou decisão judicial pode passar por cima desse princípio maior, sob pena de inconstitucionalidade. Há uma lei, mas acima dela existe uma constituição toda pautada no princípio do respeito à dignidade da pessoa humana.

    Antonio Nunes

    06 de fevereiro de 2012 às 18h20

    Pelo seu raciocínio, posso concluir que você é "bonito"

    ps: tentei outros 28 adjetivos, mas fui censurado em todos eles! mas tenho certeza q a sua imaginação conseguirá ler nas entrelinhas…

    @hemeteriojr

    10 de fevereiro de 2012 às 02h17

    A sua resposta mostra o tipo de pessoa que você é. E esses são os supostos mais preparados, os mais inteligentes, os mais democráticos. Não suportam a mínima crítica coerente sem querer atropelar os interlocutores com xingamentos de toda sorte. Deve ser excesso de leitura do blog do Uncle-King, outro que se utiliza em demasia desse tipo de argumentação. Faz o seguinte: tatua SS no ombro.

    JULIO/Contagem-MG

    04 de fevereiro de 2012 às 15h32

    Mas esse terreno do Pinheirinho, não foi grilado ? por um acaso nao pertencia a um casal de colonos ale
    mães, que foram chacinados e não deixaram herdeiros ! pela LEI, esse terreno não era para ser repassa
    do a uma instituiçaõ de ensino ? como esse terreno foi parar nas mãos do mega picareta, NAHAS ?
    Agora me explica de qual LEI, seu antoim nunes, cê tá falando. Vc é um reaça.

denis

02 de fevereiro de 2012 às 21h47

eu sei que o meu conmentario não vai aparecer, mas tem que remexer na historia do pais para lembrar o povo quem é essa gente.

Responder

    Conceição Lemes

    02 de fevereiro de 2012 às 22h01

    Que comentário, Denis?

denis

02 de fevereiro de 2012 às 21h45

é normal essa atitude, esse tipo de conduta, pois o presidente do partido psdb… é um anão do orçamento,ou já se esqueceram?

Responder

dysprosio

02 de fevereiro de 2012 às 21h43

Só nao entendi a menção ao Hugo chavez, mas até chegar lá o texto foi super bem. Até pq entre o abuso do poder econômico que vivemos e um caudilho no poder indefinidamente, sei nao…

Responder

    Edison

    02 de fevereiro de 2012 às 22h16

    Se vc não entendeu vou te explicar.
    O Brasil precisa mesmo é de um Hugo Chávez.
    Entendeu agora ?

    Luiz Lima

    03 de fevereiro de 2012 às 07h23

    Ele não vai entender… por isso também, o Brasil precisa de um Hugo Chávez!

    Caracol

    03 de fevereiro de 2012 às 10h20

    Eu, por mim… prefiro um chavez a uma fechadura.

Yarus

02 de fevereiro de 2012 às 21h26

Comentário de Ronaldo Sanches. Blog da Cidadania

Ronaldo Sanches
02/02/2012 • 19:54

Olha a mídia paulista aí, gente:

Denúncia: Desocupação em SP – Faccioli da Band e o tratamento vip aos cidadãos
Posted on 02/02/2012

Rate This

Dica Nilva de Souza
Rafaela Carvalho

PRECISO JOGAR ISSO AOS QUATRO VENTOS.

Enquanto eu estava dentro do prédio que foi desapropriado hoje, no centro da cidade, a líder da ocupação, dona Carmem, ficou revoltada com o que o jornalista da Band, Luciano Faccioli, falou sobre os moradores que seriam despejados:

“Essas mulheres estão precisando lavar uma louça, passar uma roupa… esses homens precisam ir construir laje. Povo vagabundo, que não trabalha.”

Ela pegou o telefone do repórter da Band que estava na ocupação e contatou o jornal matutino da emissora, enquanto o Faccioli continuava falando baboseiras como

“o que esses invasores estão fazendo é a mesma coisa que se eles chutassem a porta da sua casa, te colocassem pra fora e ficassem lá”.

E aí a coisa conseguiu piorar. Além de ele não colocar a dona Carmem no ar, disse que a pessoa que contatou o programa xingou o repórter da Band presente na ocupação, mas que não passava de uma

“garota de programa que admitiu também ser usuária de drogas.”

Eu vi essa mentira acontecer e vi os moradores gritarem para a televisão, urrarem de revolta. E quase chorei de ódio. O que esse Faccioli tá fazendo é repugnante, me dá nojo, asco. E eu sei que ainda vou chorar lágrimas de raiva por causa do que vi.

recebido por email de @cidoli
http://www.blogcidadania.com.br/2012/02/a-mao-que

Responder

Mari

02 de fevereiro de 2012 às 21h20

Eduardo Guimarães tem compromisso popular. Raramente se engan em suas análises. pena que recentemente foi na lábia do Ministro padilha com nascituro e tudo. Mas tenho esperança que ele repense. Quem tem uma historia como a dele não pode ficar enroscado na mentira.

Responder

    Eduardo Guimarães

    02 de fevereiro de 2012 às 22h18

    Mari, acho que está enganada. Estive na luta contra a MP 557. Apenas dei ao ministro espaço para dar a sua versão dos fatos. Em nenhum momento endossei a medida, que desde o primeiro momento entendi equivocada. As pessoas precisam aprender a separar o debate respeitoso da conivência.

Yarus

02 de fevereiro de 2012 às 21h08

“Greve de fome em frente à TV Globo segue adiante por vítimas do Pinheirinho”

“Eu estou em frente a Globo, porque a Globo é o último ponto de resistência dos criminosos.”

Jornalista Pedro Rios Leão
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embed

Responder

    FrancoAtirador

    02 de fevereiro de 2012 às 22h30

    Luiz Fernando

    02 de fevereiro de 2012 às 20h09

    Não dá mais para aguentar o excessivo respeito pelo Estado Autoritário e Fascista herdado da Ditadura Militar tutelado até pelos militares. O PT quando vai para o Executivo ou Legislativo passa a fazer culto a esse Estado que serve unicamente às Oligarquias dos Monopólios. Nem aquele projeto Democrático Popular eles querem saber, a gente do PT morre de medo quando se fala em: Governo Democrático e Popular. O texto do Eduardo é de uma clareza e de uma indignação emocionantes. Um exemplo tive aqui em Brasília desse comportamento de a culto a uma Estado Antidemocrático; Um senhora Evangélica eleitora do Agnelo que sempre ia aos Hospitais consolar os doentes terminais, foi expulsa do HRC, pelo Diretor, que chamou os seguranças para Ela, foi enxotada dali. Fui do PT, quando comecei a perceber esse comportamento alienado em relação ao Estado Brasileiro – ainda no Governo Cristovam – Fui me afastando. O mais grave é concessionária de Rádio e Televisão ataca todos os dias os direitos dos Brasileiros e o Governo da Dilma nenhuma palavra.

    Responder

      Fábio

      02 de fevereiro de 2012 às 20h36

      O PT esqueceu/se afastou dos trabalhadores.
      É um partido igual, ou pior, do que os outros.

    FrancoAtirador

    02 de fevereiro de 2012 às 19h59

    .
    .
    !!! SOMOS TODOS PINHEIRINHO !!!
    .
    .
    Pinheirinho recebe apoio nacional e internacional

    da Redação Brasil de Fato

    Protestos contra a repressão aos moradores da ocupação se espalharam pelo Brasil e chegaram a outros países

    As manifestações de apoio e solidariedade aos moradores da ocupação Pinheirinho, em São José dos Campos, se espalharam por todo o país e chegaram até a outros países. Desde a desocupação violenta da área promovida pela Polícia Militar (PM) no último dia 22, movimentos sociais, estudantis e sindicais promoveram diversos atos em repúdio à ação.

    As manifestações buscam denunciar a conduta dos governos estadual e municipal do PSDB que ordenaram de forma ilegal o despejo das 1,6 mil famílias da ocupação Pinheirinho.

    Já foram realizados atos em Belo Horizonte (MG), Bragança Paulista (SP), Brasília (DF), Camaçari (BA), Campinas (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Boa Vista (RR), São José dos Campos (SP) e São Paulo (SP).

    Na segunda-feira (30), durante uma visita da presidenta Dilma Rousseff à cidade de Camaçari, na Bahia, foi realizado um protesto por militantes do PSTU. O objetivo foi denunciar “o massacre organizado pelo PSDB aos moradores do Pinheirinho e a omissão do governo Dilma”, conforme nota do partido.

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin também foi recebido por protestos em uma visita à cidade de Bragança Paulista, no interior do estado. Alckmin, que foi receber o título de cidadão bragantino na Prefeitura Municipal, estava cercado de seguranças e da Polícia Militar e de Guardas Municipais, que impediram a entrada dos manifestantes no local.

    Nesta quinta-feira (02), ocorre um ato nacional em São José dos Campos, com cerca de 4 mil pessoas de vários estados, integrante de movimentos sociais e estudantis, de centrais sindicais e de partidos políticos.

    Apoio internacional
    Também foram realizados protestos de repúdio à violência contra os moradores do Pinheirinho em diversos países. As manifestações fora do Brasil também pedem a desapropriação do terreno de onde as famílias foram expulsas para que possam retornar para a área que habitam desde 2004.

    De acordo com a Conlutas, ocorreram protestos na Alemanha, Argentina, Costa Rica, El Salvador, Escócia, Espanha, Estados Unidos, França, Haiti, Honduras, Inglaterra, Irlanda, Italia, Japão, Paraguai, Portugal, Rússia, Ucrania e Venezuela.

    <img src="http://www.ibase.br/pt/wp-content/uploads/2012/02/pinheirinho_alemanha_divulga%C3%A7%C3%A3o.jpg"&gt;
    Na Alemanha, um grupo de manifestantes brasileiros protestou na última terça-feira (31) em frente à embaixada do Brasil em Berlim, capital da Alemanha. Eles ergueram uma faixa com a frase “Wir sind alle Pinheirinho” (“Somos todos Pinheirinho”).
    .
    .
    Por quantos séculos ainda teremos de gritar:

    !!! DITADURA NUNCA MAIS !!!

    Responder

    RicardãoCarioca

    02 de fevereiro de 2012 às 19h40

    Notícias da Chuíça, do Blog do Paulinho:
    http://blogdopaulinho.wordpress.com/2012/02/01/me

    Responder

    Zé Carlos

    02 de fevereiro de 2012 às 19h36

    Esse é Eduardo Guimarares.Do Blog da Cidadania. Admiro demais. É um ser humano maravilhoso. Digo isso sem ao menos conhecê-lo pessoalmente. Basta enveredar pelos inúmeros textos que esse cidadão escreve para compreender que se trata de uma pessoa digna de todo respeito. Pareço fã? Pode ser. Mas esse cidadão se fez digno de respeito. Ele construiu a si próprio. Sem ajuda de ninguém. Não que concorde com tudo o que ele escreva, mas que merece respeito merece. E só. Sempre tenho tempo para ler o que ele escreve.E nem sempre concordo como disse. Nesse caso, concordo com cada palavra.

    Responder

    Jonas Resende

    02 de fevereiro de 2012 às 18h34

    Volto a dizer: não sei como o Eduardo ( na verdade, entendo a necessidade do blogueiro assistir aquilo, como faria um post deste, por ex., se não assistisse?) e os colegas comentaristas têm estômago para assistir a tv globo, principalmente o jn,.faz quase seis anos que não assisto aquele negócio. É um jornal vendido, direitista, desinformativo e abjeto, do qual cada vez mais quero distância. Mas repito que é necessário acompanhar as boboseiras que o PiG diz, nem que seja para comprovar as suas "direitadas"…

    Responder

    Arlene

    02 de fevereiro de 2012 às 18h31

    Excelente, texto! Porém, nada me surpreende partindo de onde partiu ( o PIG e a classe dominante são isso aí).

    Responder

    Cleuza

    02 de fevereiro de 2012 às 18h23

    Gostei, falou e disse.
    Se conhece uma nação pela forma como os governantes trata seus cidadãos, ou será que pessoas pobres em bens materiais, que não possuem casas para morar não são cidadãos??. Aquelas pessoas não foram tratadas dignamente pelas autoridades. Meu coração fica apertado qdo lembro daqueles idosos, crianças, doentes, mulheres grávidas, enfim todas aquelas pessoas, inclusive seus respectivos animais sendo jogados na rua como lixos descartáveis…foi desumano, e a meu ver não é diferente daquela mãe que joga seu bebê no latão de lixo por não ter condições de cuidar, ao menos supõe-se que esta mãe possa sofrer das faculdades mentais e o governo quando faz isso com milhares de pessoas?? É o ter em detrimento do ser…valha-me Deus!!! Que mundo!!! Que País é este???

    Responder

    Gerson Carneiro

    02 de fevereiro de 2012 às 18h09

    Isso mesmo. Passou dos limites o desaforo do PIG associado com seus patrocinadores, e passou da hora de alguém dar um murro na mesa e acabar com a promiscuidade entre grupos de comunicação e políticos da Direita. Acabar de vez com essa pouca vergonha e deixa espernear.

    Responder

      Eli

      02 de fevereiro de 2012 às 19h15

      Mas como Gerson??? Como denunciar isso??? Fazendo panfletagem como a gente fazia nos anos 80? Nos trens, metrôs, shoppings, porta de escolas???Só através da internet, por incrível que pareça não está sendo suficiente!

    Bonifa

    02 de fevereiro de 2012 às 18h07

    A quantitade de pessoas que acreditam na versão escandalosamente mentirosa do JN está diminuindo. E a credibilidade do JN não é inesgotável. A credibilidade é combustível precioso e está sendo queimada à toa, como lenha demais para tentar assar uma única salsicha.

    Responder

    Couto

    02 de fevereiro de 2012 às 18h03

    Parabéns pelo lúcido comentário. Há necessidade de órgãos da imprensa que publique essas verdades.

    Responder

    @cantafora

    02 de fevereiro de 2012 às 18h00

    cade as outras emissoras????

    Responder

    Nelson

    02 de fevereiro de 2012 às 17h59

    Excelente o texto-desabafo do Guimarães.

    O comentário a seguir eu havia postado no Diário Gauche na semana passada e o estou transcrevendo para o Viomundo com alguns adendos.

    "Aos que não conseguem entender como se cria o extremismo, creio que aí está um bom exemplo de como ele pode começar.

    Imaginemos o que passa pela cabeça de um cidadão desses que estavam acampados – fodido -, que se sente totalmente ao desamparo, que fica sabendo que vai ter de deixar, ele e sua família, seu miserável barraco para viver ao relento para que o terreno possa ser devolvido a um salafrário de alto coturno. Fica sabendo, além disso, que, ao mesmo tempo, um outro salafra vip recupera judicialmente sua posse sobre – pasmém – 27 fazendas. Será que esse cidadão pode guardar alguma fé na Justiça, no tal Estado de Direito, na tal de democracia?

    Bem. Aí está forjado o caldo para o extremismo."

    Se um determinado regime político não consegue conviver com a diferença, não consegue resolver os inevitáveis conflitos na base do diálogo, já não pode ser qualificado como democrático, o que ratifica a afirmação do Guimarães de que "uma coisa que não existe no Brasil é democracia". E sendo assim, abre espaço para as ações extremas e desesperadas.

    Responder

    vick

    02 de fevereiro de 2012 às 17h54

    quem sera nosso hugo chaves?

    Responder

    FrancoAtirador

    02 de fevereiro de 2012 às 17h53

    .
    .
    Uma CRISTINA KIRCHNER JÁ ESTARIA DE BOM TAMANHO.

    <img src="http://www.eldiario24.com/uploads/editorial/2011/12/05/imagenes/95417_BANDERA_DE_APOYO..jpg">

    Responder

    vick

    02 de fevereiro de 2012 às 17h53

    enquanto o povo nao se rebelar o país nao vai ter jeito.
    o problema da revolução é a violencia.

    Responder

    vick

    02 de fevereiro de 2012 às 17h50

    belo discurso, senti firmesa.
    agora esta falando a minha lingua!

    Responder

    Benedito

    02 de fevereiro de 2012 às 17h49

    Tenho dúvidas se precisamos de um Hugo Chávez. Acho que não. Mas cabe a pergunta: onde estão os nossos nobres deputados e senadores para colocar a boca no trombone?

    Responder

    vick

    02 de fevereiro de 2012 às 17h48

    quem dera ter alguem do povo , para olhar por nois.

    Responder

    Go Oliveria

    02 de fevereiro de 2012 às 17h47

    Ninguém defenderá este povo, Edu e Azenha. O Poder Judiciário brasileiro está tão corrompido quanto a polícia de São Paulo.

    Go Oliveria

    Responder

    E S Fernandes

    02 de fevereiro de 2012 às 17h44

    Até que, finalmente, um texto põe as coisas em seu devido lugar.

    Estou já cansado de ler blogues progressistas (que bom que existem) e seus textos infantis, acusando a maldade de Cerra, do Picolé de Chuchu, do Gaga, do PSdireitaB, etc. Outros a acusar as contradições de um governo dito de esquerda, mas que na hora "H" mija para trás e faz o jogo que os grandes querem, ferrando o povo. Aliás toda a história do trabalhismo e da Social Democracia é esta. É só estudar um pouco a história da social democracia européia.

    O Brasil é parte de um sistema conhecido como sistema do Capital. Ponto final. Horrores como o de Pinheirinhos ou Cracolândia são normais e sancionados pelas leis vigentes de tal sistema.

    Como disse Stivan Meszaros, há uma contradição insolúvel entre o Sistema do Capital e a humanidade. Há uma contradição insolúvel entre o Sistema do Capital e a Democracia. Ou alguém acredita que os EUA são um país com um regime democrático? Os grande oligopólios mandam neste país e nos ditos de primeiro mundo. Por aqui é basicamente igual. Democracia é um sonho a ser tornado, ainda, real.

    Só existe tais ações – Pinheirinho, Cracolândia, El Dorado dos Carajas, Canudos, Contestado, Chibata, etc – porque há as condições sociais e materias para que hajam. Tais condições são ofertadas pelo Capital e suas personificações. O Picolé de Chuchu é só mais uma destas personificações. Parece que adora um especulador imobiliário.

    Responder

    FrancoAtirador

    02 de fevereiro de 2012 às 17h32

    .
    .
    A BARBÁRIE INSTITUCIONALIZADA
    .
    .
    Homem Primata
    (Titãs)

    Desde os primórdios
    Até hoje em dia
    O homem ainda faz
    O que o macaco fazia
    Eu não trabalhava
    Eu não sabia
    Que o homem criava
    E também destruía…

    Homem Primata
    Capitalismo Selvagem
    Oh! Oh! Oh!…(2x)

    Eu aprendi
    A vida é um jogo
    Cada um por si
    E Deus contra todos
    Você vai morrer
    E não vai pro céu
    É bom aprender
    A vida é cruel…

    Homem Primata
    Capitalismo Selvagem
    Oh! Oh! Oh!…(2x)

    Eu me perdi
    Na selva de pedra
    Eu me perdi
    Eu me perdi…

    "I'm a cave man
    A young man
    I fight with my hands
    (With my hands)
    I am a jungle man
    A monkey man
    Concrete jungle!
    Concrete jungle!"

    Desde os primórdios
    Até hoje em dia
    O homem ainda faz
    O que o macaco fazia
    Eu não trabalhava
    Eu não sabia
    Que o homem criava
    E também destruía…

    Homem Primata
    Capitalismo Selvagem
    Oh! Oh! Oh!…(2x)

    Eu aprendi
    A vida é um jogo
    Cada um por si
    E Deus contra todos
    Você vai morrer
    E não vai pr'o céu
    É bom aprender
    A vida é cruel…

    Homem Primata
    Capitalismo Selvagem
    Oh! Oh! Oh!…(2x)

    Eu me perdi
    Na selva de pedra…

    [youtube vkOvm3_oXyg http://www.youtube.com/watch?v=vkOvm3_oXyg youtube]

    A juíza estadual paulista Márcia Loureiro, da 6ª Vara Cível de São José dos Campos, responsável pela ordem judicial de EXPULSÃO dos mais de 5 mil moradores da localidade do Pinheirinho, declarou que se "surpreendeu positivamente” (SIC) com a operação da polícia militar do estado de São Paulo, sob às ordens do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) que forneceu a tropa:

    “A polícia militar se preparou, se planejou durate 4 meses com muita competência, exerceu e desempenhou um serviço admirável que é motivo de orgulho para todos nós (SIC).”

    “Foi uma estratégia única e exclusivamente da PM que era responsável pela segurança (SIC), pela integridade física (SIC) e pela vida (SIC) de todos que lá estavam e dos que estavam trabalhando prá isto”

    “Foi um êxito para eles e para nós que não houve baixas (SIC)”

    “Agradeço à Deus não ter tido nenhuma baixa (SIC). Isso me tranquiliza muito!“

    Um ser HUMANO fica tranquilo com isto?

    <img src="http://www.tvabcd.com.br/sistema/ck/images/policiais.jpeg"&gt;
    <img src="http://palavrastodaspalavras.files.wordpress.com/2012/01/pinheirinho-3.jpg"&gt;
    <img src="http://palavrastodaspalavras.files.wordpress.com/2012/01/pinheirinho.jpg"&gt;
    <img src="http://palavrastodaspalavras.files.wordpress.com/2012/01/pinheirinho-1.jpg"&gt;
    <img src="http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/01/24/demolicao.jpg"&gt;
    <img src="http://i1.r7.com/data/files/2C95/948F/3511/FE96/0135/15C2/F933/2459/demolicao-pinheirinho-g-20120125.jpg"&gt;
    <img src="http://1.bp.blogspot.com/-DcokxYHCRRU/TyADIn_oZvI/AAAAAAAACMo/26QI-DwQ_9Y/s1600/pinheirinho.jpg"&gt; <a href="http://palavrastodaspalavras.wordpress.com/2012/01/26/pinheirinhosp-the-guardian-jornal-ingles-informa-que-foram-7-mortes-60-feridos-e-9-000-despejados-da-area-do-ladrao-milionario-naji-nahas-alkmim-violento-na-defesa-do-ladrao-colocou-a-policia/” target=”_blank”>http://palavrastodaspalavras.wordpress.com/2012/01/26/pinheirinhosp-the-guardian-jornal-ingles-informa-que-foram-7-mortes-60-feridos-e-9-000-despejados-da-area-do-ladrao-milionario-naji-nahas-alkmim-violento-na-defesa-do-ladrao-colocou-a-policia/

    Responder

      Eduardo Guimarães

      02 de fevereiro de 2012 às 19h58

      Em nome dos interessados, agradeço pelo vídeo e pelas fotos

      FrancoAtirador

      02 de fevereiro de 2012 às 21h30

      .
      .
      E eu te agradeço, em nome da civilidade,
      pelos textos, pelo altruísmo, pela militância,
      pelo engajamento, pelo desprendimento,
      pela solidariedade, pela humanidade.

      Um grande abraço libertário
      .
      .
      !!! SOMOS TODOS PINHEIRINHO !!!

      <img src="http://2.bp.blogspot.com/-ZRQVuUXERJE/TxVZfyYD9kI/AAAAAAAAWAw/LW5Grxl09bk/s400/pinheirinho-sao-jose-dos-campos.jpg"&gt;
      Foto: BAIRRO PINHEIRINHO DESTRUÍDO POR BRUCUTUS DE SÃO PAULO

    Maria Fulô

    02 de fevereiro de 2012 às 17h31

    Massacrar gente pobre e humilde por causa de um notório vigarista… Alckmin deveria levar vaia em todo espaço público que aparecesse, ficando condenado a um confinamento eterno naquele ícone da soberba paulista, o Palácio dos Bandeirantes.

    Responder

    Roberval

    02 de fevereiro de 2012 às 17h29

    Como o Jornal Nacional nunca trata com a verdade é fácil de desmascará-lo.
    Os moradores do Pinheirinho poderiam ser orientados para processar o JN, exigindo tempo no programa para mostrar a verdade, se estão morando em moradias dignas ou não, e poder dizer textualmente e com a imagem do Willian Bonner que ele mentiu.
    Assim se reestabelece a verdade!!!

    Responder

      José Vitor

      02 de fevereiro de 2012 às 20h08

      Os moradores do Pinheirinho poderiam ser orientados para processar o JN

      Fala sério, deixa de piada…confiar na mesma justiça que os expulsou de suas casas, justiça mancomunada com os políticos podres e com os interesses imobiliários ??? Se, se conseguissem alguma coisa iria demorar uns 10 anos. Sem chance.

    Daniel

    02 de fevereiro de 2012 às 17h27

    Não é no Capitalismo onde a minoria se favorece, é no Fascismo mesmo.

    Responder

    Sônia

    02 de fevereiro de 2012 às 17h22

    É muito comum entre os hipócritas a confusão entre capitalismo e democracia. É comum também arrumar um bode espiatório para justificar a barbárie. Juntam-se esses ingredientes com a arrogância e o respaldo da mídia nativa e tem-se o modo PSDB de governar.

    Responder

    Fernando

    02 de fevereiro de 2012 às 17h08

    Discordo quanto ao Hugo Chavez, já que por aqui mesmo dispomos de governantes como Lula e Dilma que têm preocupação concreta com questões sociais haja vista a série de medidas tomadas pelo governo federal desde 2003.

    Responder

    Julio Silveira

    02 de fevereiro de 2012 às 17h02

    Ora, ora, ora, por que a surpresa. Esse grupo vem demonstrando, ao longo de sua história, ser fiel admirador e defensor da mais arcaica aristocracia, aquela com ares monarquicos, tal a veneração, nas entrelinhas, de suas posições, aos chamados "sangue azul" da sociedade, no qual eles se incluem. Quem, como eu, é natural do RJ, origem do grupo, e tem algum sentimento critico aguçado, há de se lembrar de diversos momentos marcantes onde fizeram distinção demonstrando sentirem haver diferença a ser preservada na sociedade, momentos que ficaram evidentes esse conciente pensamento.

    Responder

    Alice

    02 de fevereiro de 2012 às 16h59

    A democracia funcionava na Grécia antiga pois quem não concordava era obrigado a tomar cicuta.
    A democracia funciona aqui em São Paulo pois quem não concorda tem que encarar a PM.

    Responder

    sergio m pinto

    02 de fevereiro de 2012 às 16h49

    Eduardo,

    Menos, menos. O que o país precisa é trocar seus telespectadores por cidadãos.

    Responder

    Deixe uma resposta

    Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
    Loja
    Compre aqui
    A mídia descontrolada

    O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.