VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Adriano Diogo: “Depois de balear David pelas costas, a GCM atirou nele, de novo”


01/02/2012 - 09h23

David com a esposa, Laura, no Hospital Municipal de São José dos Campos, onde está internado. Foto: Renato Simões

por Conceição Lemes

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana – São Paulo (Condepe-SP) promoveu na última segunda-feira mutirão nos galpões e igreja, que abrigam os moradores despejados do Pinheirinho. Aproximadamente 90 pessoas, entre conselheiros do Condepe, parlamentares e entidades de direitos humanos participaram.

“O que mais me chamou a atenção foi o caso do rapaz de 30 anos, baleado pela GCM [Guarda Civil Municipal]; está com a perna esquerda paralisada e corre o risco de ficar com sequelas”, denuncia o deputado estadual Adriano Diogo (PT-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo. “Se passaram nove dias e ele não foi ouvido nem tinha feito exame de corpo de delito.”

O rapaz é David Washington Furtado, 30 anos, natural de Recife, funcionário terceirizado da Prefeitura (calça ruas, assenta sarjetas e calçadas) e agora ex-morador do Pinheirinho. Foi baleado, na área externa do acampamento, quando se dirigia junto com a esposa (Laura)  ao posto de atendimento da Prefeitura para se cadastrar.

“É a história mais escondida de São José dos Campos”, observa Adriano. “Depois de balear David pelas Costas, a GCM atirou nele, de novo, quando já estava caído no chão. Uma barbaridade.”

Foi o próprio David que contou isso a uma comissão, que o ouviu  num dos leitos do Hospital Municipal de São José dos Campos, onde está internado.

Integrada por Adriano Diogo, Carlinhos Almeida (deputado federal PT-SP), Renato Simões (conselheiro do Condepe), Ivan Seixas (presidente do Condepe) e Antonio Donizete (advogado dos moradores do Pinheirinho), a comissão levou canseira de uma hora e meia da direção do hospital, administrado pela SPDM, para entrar no quarto de David. Não teve acesso ao prontuário, apenas  conversou com os  médicos.

— Ele vai ficar paraplégico?
— Não sei ainda. Acho que não, ainda não deu para fazer a eletroneuromiografia.

— Lesionou a medula espinhal?
— Ela não foi seccionada, mas o sistema periférico da vértebra está comprometido. Tanto que ele não consegue mexer a perna esquerda.

— Mas ele vai voltar a andar sem problemas?
— Não sei se vai dar ou não.

Nesta quarta- feira, será realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo audiência pública para discutir a situação dos despejados do Pinheirinho. Participarão ex- moradores do Pinheirinho, entidades e movimentos sociais, representantes do Condepe, da Defensoria Pública Estadual  e do Ministério Público Estadual.

Deputado Adriano Diogo: “É a história mais escondida de São José dos Campos”

Leia também:

“Parecendo um porco para abater amanhã”

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



100 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marcio Sotelo: Basta a caneta de Dilma para desapropriar terreno do Pinheirinho « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de janeiro de 2013 às 00h49

[…] Adriano Diogo: “Depois de balear David pelas costas, a GCM atirou nele, de novo” […]

Responder

Paulo P.

02 de fevereiro de 2012 às 14h13

Altamente recomendado,
—————————

Comandante máximo das FARC-EP responde à carta do historiador Medófilo Medina
Timoleón Jimenez*
02.Fev.12 :: Outros autores
Uma luta duríssima como a que as FARC-EP travam desde 1964 não podia subsistir sem um forte apoio popular e um programa que correspondesse aos anseios da população que lhes garante apoio, cobertura e a renovação de guerrilheiros e quadros.
Nesta resposta de Timóleon Jimenez, Comandante do Estado-Maior Central das FARC-EP, à carta-aberta que lhes foi dirigida pelo professor e académico colombiano Medófilo Medina, pode o leitor ver – sem a intermediação das agências ao serviço do imperialismo – o que é e por que luta a heroica guerrilha colombiana.
http://www.odiario.info/?p=2365

Responder

alex

02 de fevereiro de 2012 às 13h54

GREVE DE FOME DE PADRE VALE COBERTURA DA MÍDIA.

Já do Pedro Rios, na porta da Tv Globo, não!

Cadê a imprensa? cadê Letícia Sabatella, Vereza e Osmar Prado?

O jovem ativista Pedro Rios Leão está, desde domingo, algemado na calçada em frente à TV Globo. Está fazendo greve de fome. Alguém viu isso nos jornais, nos telejornais, naquela rádio “que diz tocar notícia”? Alguém viu este caso estampado no UOL, G1, Terra, Estadão?

Artistas preocupados com sustentabilidade saíram em defesa do ativista? Eu não vi.

PIOR: Pedro Rios está fazendo uma greve de fome para chamar a atenção da Imprensa sobre o Caso Pinheirinho. Isso não é notícia gente? Ninguém quer entrevistar o sujeito? O cara quer chamar a atenção da Imprensa. Mas esta quer ficar bem longe dele!

O bispo Cappio fez greve de fome contra a transposição do São Francisco. Mídia montou um circo na Bahia para cobrir o caso. Cadê Letícia Sabatella e Osmar Prado que foram no Senado e choraram pela vida do bispo? Do Carlos Vereza que botou a boca no mundo.

E agora, todos os globais em silêncio. Para Artistas, greve de gente igual ao Rios não vale?

Talvez, nem morrendo de fome na porta da Globo, Pedro Rios será notícia.

Responder

Jacob Ali

02 de fevereiro de 2012 às 10h03

Video de apoio às familias do massacre do Pinheirinho.

[youtube IYiS7GVC6qM&feature=share http://www.youtube.com/watch?v=IYiS7GVC6qM&feature=share youtube]

Responder

Fabio SP

02 de fevereiro de 2012 às 09h58

Cuidado Azenha! Pode virar um novo "grávida de 4 filhos" aí de SJC.

Responder

RicardãoCarioca

02 de fevereiro de 2012 às 08h36

Greve de fome na porta da Glogo: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia

Responder

Gerson Carneiro

02 de fevereiro de 2012 às 07h03

O tal "Augusto" não apareceu para dizer que esse post é blefe. A verdade aparece e os ratos somem.

Responder

Yarus

02 de fevereiro de 2012 às 05h40

DIVULGUE:
Greve de fome em frente à TV Globo completa 48 horas e segue adiante por vítimas do Pinheirinho
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embed

"Pedro Rios Leão está em greve de fome, acampado em frente a sede da Rede Globo, no bairro do Jardim Botânico no Rio de Janeiro. Seu protesto é contra o pacto de silêncio entre a mídia e o governo quando o governo e os empresários agem juntos e ilegalmente em interesse próprio e contra a população, seja utilizando o judiciário ou polícia militar. Ele esteve em São José dos Campos em São Paulo e acompanhou o processo de desocupação do bairro do Pinheirinho. Pedro, que além de documentar os fatos, foi testemunha da barabárie, seu protesto é trazer a barbárie para perto de todos os brasileiros. Este é o seu depoimento."

Responder

Yarus

02 de fevereiro de 2012 às 05h15

Jornal Correio do Brasil

“Jornalista Pedro Rios faz greve de fome em frente à Rede Globo

Desde segunda-feira, o jornalista Pedro Rios Leão está fazendo greve de fome em frente à sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro. A ação não é apenas um protesto, mas uma reivindicação. Pedro busca a compreensão de algum jornalista funcionário da Globo da importância de cobrir com transparência a expulsão de 6 mil pessoas da comunidade de Pinheirinho, no interior de São Paulo. Há indícios que tenha havido morte de moradores na invasão da Polícia Militar que retirou as centenas de famílias do local para devolver o terreno ao especulador condenado Naji Nahas…”

Responder

Geraldo

02 de fevereiro de 2012 às 03h01

O Reinaldo Azevedo, se não preferir ignorar o fato e praticar o manjado ocultismo jornalístico da veja, vai dizer que a vítima é petista e que, antes de sofrer os disparos, arremessou uma bolinha de papel no guarda civil.

Responder

    Taques

    02 de fevereiro de 2012 às 10h44

    Rá, rá, rá …

    Como você é engraçado, Geraldo, estou morrendo de rir.

Sereno

02 de fevereiro de 2012 às 02h30 Responder

beattrice

02 de fevereiro de 2012 às 01h14

Azenha e Conceição sempre do lado certo, do lado do povo.
Em tempo,
lamento mas vou insistir na pergunta que faço desde a data do massacre:
POR QUE os senhores deputados e representantes das entidades de DDHH
não estavam em vigília permanente DENTRO do Pinheirinho
durante as negociações???
Não era assim na ditadura?
Ou eles acreditam que o Brasil é uma democracia representativa?
E ainda mais em SP? Em SJC de Concentração?
No berço eleitoral do Alckmin?

Responder

@NilvaSader

01 de fevereiro de 2012 às 21h43

Quando
sábado
Hora
07:00 até 20:00

Onde

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
Descrição

MUTIRÃO PARA REGISTRAR AS VIOLAÇÕES NO PINHEIRINHO CONTINUARÁ NO PRÓXIMO SÁBADO:

Sábado (04/02), o mutirão em São José dos Campos para formalização de denúncias de inúmeras violações de direitos humanos no Pinheirinho terá seguimento.

Os Advogados Progressistas estiveram no último domingo e na última segunda-feira no local deixando doações aos desabrigados e registrando os depoimentos dos mesmos e retornaremos. Pedimos o apoio para mais essa empreitada.

– Precisamos de voluntários para a realização de oitivas de depoimentos. Ainda existem centenas de desabrigados que tem muito a dizer sobre o que viram na invasão da PM.

– Precisamos de voluntários para contribuir com a condução das pessoas que participarão do mutirão saindo de São Paulo até São José dos Campos. O ponto de encontro para a saída será em frente à UNINOVE (saída da Estação Barra Funda do Metrô para o Memorial da América Latina) na Av. Auro Soares de Moura Andrade, às 7h do sábado.

– Estamos recebendo doações de alimentos não perecíveis, roupas e produtos de higiene pessoal no endereço: Lgo Pólvora, 141 – Liberdade – São Paulo aos cuidados de Ellen.

Para se cadastrar no mutirão e/ou enviar alguma denúncia, foto, vídeo, documentos sobre o massacre ocorrido em Pinheirinho envie um e-mail para [email protected] ou [email protected]. Além disso você pode deixar um recado no meu perfil do Facebook: http://www.facebook.com/rodrigoservulo?ref=tn_tnm

Agradecemos o apoio!

Somos Todos Pinheirinho!
http://www.blogdosadvogadosprogressistas.blogspot.com

Responder

Leo V

01 de fevereiro de 2012 às 21h42

É preciso que se divulgue a greve de fome de Pedro Rios Leão, em frente à sede da Globo, no Rio, sobre a cobertura dada à barbárie em Pinheirinho.

Continua a greve de fome de Pedro Rios Leão: http://passapalavra.info/?p=52105

Responder

    goya

    01 de fevereiro de 2012 às 23h13

    Se o grevista fosse cubano a imprensa piguenta iria falar todo dia, mas como não é…

Polengo

01 de fevereiro de 2012 às 21h32

Projeto "Minha Casa, Minha Vida" do PSDB
http://a3.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/42

Responder

Ricardo CP

01 de fevereiro de 2012 às 21h14 Responder

Denise

01 de fevereiro de 2012 às 21h06

Esta Senhora que está ao lado dele na foto é sua esposa e fez a denúncia ao repórter da Record no momento quase em que ele havia sido baleado e estava em estado grave. Há o vídeo, penso que este vídeo pode ajudar em um processo de danos morais. Ela pediu ajuda, acho que ao vivo.

Responder

Fabio_Passos

01 de fevereiro de 2012 às 20h43

Punição aos carniceiros fascistas que atiçaram a polícia contra trabalhadores pobres:

– governador geraldo alckmin
– juíza marcia loureiro
– prefeito eduardo cury

Estes facínoras são dignos representantes da "elite" branca e rica: Usam o Estado para reprimir, torturar e assassinar trabalhadores pobres… para roubar o pouco que tem e entregar a um ricaço branquelo do olho azul.

Responder

franklin

01 de fevereiro de 2012 às 20h40

Azenha, fiquei sabendo hoje, que está marcado para dia 06/03 a Repetição de Pinheirinho, só que em Carapicuiba, numa comunidade chamada CAMPO DO BAHIA. Tem a mesma quantidade de gente ou mais que o Pinheirinho. Pode pegar informação da secretaria de Segurqança sobre isso?

Responder

Almir

01 de fevereiro de 2012 às 20h16

No Arraial de Canudos/BA – 1897
"Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente cinco mil soldados.”
Euclides da Cunha, Os Sertões.

Sabem quem era o presidente na época? Era Prudente de Moraes, autêntico representante da aristrocracia cafeeira paulista.

Qualquer semelhança com Pinheirinho não é mera coincidência.

Responder

    Gerson Carneiro

    02 de fevereiro de 2012 às 06h59

    E depois de várias incursões, chacinaram cinco mil miseráveis e evadiram-se, não construíram nada lá. O único progresso que lá chegou foi a pólvora e bala de chumbo. Foram lá apenas para matar as pessoas, que não representavam perigo algum para o Governo Federal, era um amontoado de miseráveis injustiçados. Exatamente como Pinheirinho.

    <img src=http://www.girafamania.com.br/montagem/guerra-de-canudos-flavio-de-barros2.jpg>

Pancho Villa

01 de fevereiro de 2012 às 20h01

Em São Paulo, Golias vence David.

Responder

Ricardo CP

01 de fevereiro de 2012 às 19h54

Preciso fazer um pequeno desabafo a respeito do PIG. Apesar de saber há muito tempo como eles são (os do PIG), de vez em quando eu dava uma olhadinha no site de O Globo (sou do Rio), até para ver notícias mais prosaicas, como uma chuva na cidade, uma ou outra programação cultural, ou mesmo rir das notícias tendenciosas. Da mesma forma, às vezes eu curtia ver aquele humorístico da TV Globo, o JN. Pois bem, agora nem isso, é muito nojo! Não consigo mais ir ao site do jornal, nem assistir à Globo, é demais, já deu, perdeu a graça, pois agora ficou muito nojento, com isso que fizeram e silenciaram sobre Pinheirinho! Rezo por eles, tento não ficar muito revoltado, pois sei que isso não resolve nem é saudável. É preciso canalizar esta energia para algo construtivo, acho que deveria haver uma passeata ou caminhada, alguma coisa assim, em homenagem, em apoio a eles. Só isso. Por enquanto.

Responder

Taques

01 de fevereiro de 2012 às 19h08

Vejam que mimo !!! Olhe que o nosso governo "popular" está conseguindo fazer:

"A OGX, de Eike Batista, está enviando um comunicado à CVM confirmando oficialmente a descoberta de um megapoço de 1,8 bilhão de barris de petróleo na área do pré-sal da Bacia de Santos.

O óleo está localizado em águas rasas, o que torna o seu custo de extração mais baixo em comparação com o que está em águas profundas.

A OGX é dona de 100% do bloco. Pela quantidade, é uma espécie de mini pré-sal particular de Eike."

Vejamos: 1,8 bilhões x US$ 100,00 = US$ 180.000.000.000,00. Pouquinho, né ???

Agora vamos as pautas discutidas pelos progressistas: bala de borracha, Cracolândia, privataria, Pinheirinho, terrorismo, barbárie …

Que ótimo !!! Sigam estas pautas.

O Eike agradece.

Responder

    Luiz Carlos

    01 de fevereiro de 2012 às 22h24

    Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Aliás,se a reserva petrolífera é em águas rasas, não me parece ser do pré-sal, cuja característica é de águas profundas, abaixo da camada de sal no fundo dos mares… Caso seja dopré-sal,melhor ainda,pois há que se indenizar o Governo, isto é, nós, em situações diferenciadas à doação petrolífera dos tucanos…

    Gerson Carneiro

    02 de fevereiro de 2012 às 03h24

    O Taques havia dito que minha contra-argumentação a um comentário dele era "fraquinha, fraquinha'", aqui aparece com esse assunto nada a ver com o post. Intervenção cujo único objetivo é tumultuar e/ou tentar mudar o foco é coisa de troll profissional.

    Fraquinha, fraquinha sua tentativa Taques.

    Taques

    02 de fevereiro de 2012 às 10h42

    … bala de borracha, Cracolândia, privataria, Pinheirinho, terrorismo, barbárie, troll profissional (meu Deus !!!), Cuba, Haiti, direitos humanos, Guantânamo, PIG, Globo, Veja, PM, protestos, nazismo paulista, racismo … e vamos que vamos.

    Vai fazendo a sua parte aí, companheiro !!!

    O Eike continua agradecendo.

    Cleverton_Silva

    02 de fevereiro de 2012 às 11h13

    Há tempos atrás, o "mini pré-sal particular de Eike" seria uma concessão particular de petróleo do Eike, um bilhete premiado onde ele pagaria um pouquinho e levaria um montão bem maior do que pode levar hoje. O "mini pré-sal particular de Eike" é uma partilha, ele vai perfurar o solo com grandes possibilidades de encontrar petróleo, mas a União também ganha. Se fosse num governo dos privatas, a Chevron estaria enchendo as burras da Chevron, Halliburton, Texaco e financiando as campanhas dos EUA. Yes, They can't meter o canudinho no Pré-sal em benefício dos EUA!

    luiz pinheiro

    03 de fevereiro de 2012 às 00h21

    Tá esquisita a informação. No pré-sal não tem água rasa, e a Petrobrás vai controlar toda a produção. Esse m egapoço deve ser alguma área leiloada na bacia de Santos, que o Eike chama "meu pré-sal". Mas não é no nosso pré-sal, no pré-sal do Brasil.

Antonio Vianna

01 de fevereiro de 2012 às 18h44

"cai orvalho de sangre do escravo
cari orvalho de sangre no rosto do algoz
cresce cresce seara vermelha
cresce cresce vingança feroz"
Castro Alves

Responder

Alberto

01 de fevereiro de 2012 às 18h43

O Vi O Mundo na cola da verdade. Parabéns Azenha e Conceição

Responder

ANTONIO CARLOS

01 de fevereiro de 2012 às 17h16

ALERTA!!! "NOVO PINHEIRINHO" COM DATA MARCADA EM CARAPICUIBA. http://www.redebomdia.com.br/noticia/detalhe/1169
DIA 6 DE MARÇO. MAS, PODE SER ANTECIPADO PARA EVITAREM PROTESTOS E REAÇÕES DOS MOVIMENTOS SOCIAIS.

Responder

Viomundo encontrou um baleado em Pinheirinho | Conversa Afiada

01 de fevereiro de 2012 às 17h02

[…] Sau no Viomundo: […]

Responder

liz maria

01 de fevereiro de 2012 às 16h48

O que é estranho nessa estória sórdida toda é que essa comissão de direitos humanos não ter providenciado levar esse moço para outro hospital até particular para não sofrer mais o descaso do serviço público a mercê da falta de interesse a serviço do prefeito e do PSDBens, eles querem mais que ele se fere mesmo, para ser depois queima de arquivo etc…ele deveria ter uma proteção não da policia que esta á serviço do governo mas algo especial…será que não tem ninguém que possa tirá-lo desse hospital? dá a ele um tratamento mais digno e humano? gostaria que alguém se pronunciasse sobre isso… Liz

Responder

Wildner Arcanjo

01 de fevereiro de 2012 às 15h54

Não se enganem a PM é o braço armado do Estado para reprimir e oprimir a população, essa História de Polícia para servir a sociedade!? Polícia para quem precisa!?!

Não é só em São Paulo, isso é COMUM, no Brasil todo. Só ganhou notoriedade, aqui e nos blogs progressistas, porque o governo Paulista é Tucano.

Responder

    Zé Carlos

    01 de fevereiro de 2012 às 17h41

    Corretíssimo. E não só por parte dos tucanos como se pode imaginar a princípio.

    "Só ganhou notoriedade, aqui e nos blogs progressistas, porque o governo Paulista é Tucano. " Isso.

    Eu não confio em ninguém.

Rogerio

01 de fevereiro de 2012 às 15h35

TEM QUE PROCESSAR TAMBÉM A JUIZA POR DANOS MORAIS, NEGLIGENCIA, LESÃO CORPORAL, PANICO SOCIAL E TUDO MAIS QUE HOUVER NO CODIGO PENAL.

Cadê a ação da CORREGEDORIA DO JUDICIÁRIO que até agora ninguem vou viu ou cobrou alguma providencia?

Responder

Marcos

01 de fevereiro de 2012 às 14h53

E agora ? Quem vai indenizar esse cidadão ? E a família dele como é que fica ? Qual será a "otoridade" que vai responsabilizar-se por esse ato irresponsável, desnecessário e marginal ? Cadê o pessoal do "governadô" ?Cadê o Ministério Público ? E agora quem assume a cagada…. ?

Responder

Fabricio

01 de fevereiro de 2012 às 14h15

Acordei revoltado on Pinheirinho! [youtube N7VqeHeX11E&feature=g-all-u&context=G24d3d53FAAAAAHgAGAA http://www.youtube.com/watch?v=N7VqeHeX11E&feature=g-all-u&context=G24d3d53FAAAAAHgAGAA youtube]

Responder

Ana

01 de fevereiro de 2012 às 13h55

Conceição e Azenha, mais uma excelente matéria que revela uma realidade cruel, que nos envergonha como seres humanos por estarmos envolvidos na injustiça e violação de direitos humanos, durante a invasão do Pinheirinho. Ver a foto do casal no hospital, dá tristeza, vem as lágrimas e uma grande revolta.Eles tem um filho pequeno. Autoridades públicas estão autorizando e difundindo ódio.

Responder

Eduardo Guimarães

01 de fevereiro de 2012 às 13h48

Eis o vídeo da ação da força-tarefa do Condepe gravado pela TV do PT na segunda-feira em São José dos Campos
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embed

Responder

Luis Fernando

01 de fevereiro de 2012 às 13h08

GESTAPO – Guarda Estadual Paulista para a Opressão

Responder

mim

01 de fevereiro de 2012 às 12h36

Vontade de xingar. Serei polido: governador Alckmin na minha opinião, seu lugar é na cadeia pelos próximos 30 anos, no mínimo. Não o senhor sozinho, mas todos os envolvidos na operação que a juíza considerou, baixando os olhos sem olhar pra câmera da tv, 'perfeita'.

Responder

cidadã

01 de fevereiro de 2012 às 12h22

O Senador Eduardo Suplicy encaminhará o caso ao CNJ
http://youtu.be/pfolkSytRCs

Responder

ricardo silveira

01 de fevereiro de 2012 às 12h18

Não vai acontecer nada com a juiza?

Responder

    carneirouece

    01 de fevereiro de 2012 às 15h23

    Nem com a Juíza, nem com o governador, que irá virar senador. Nem com o Nahas, que vai continuar morando numa mansão.

    Daqui uns dias ninguém vai mais comentar sobre pinheirinhos, SJC terá mais 7 mil mendigos e, no ano que vem, a Record irá fazer um documentário, apresentado pelo PHA, sobre o triste caso. Somente. Infelizmente…

    Cesar Ferreira

    01 de fevereiro de 2012 às 17h36

    Se fosse pensar assim essa corja do PSDB teria eleito o Serra… Cada dia que passa eles afundam mais.

    beattrice

    02 de fevereiro de 2012 às 01h11

    O governador é candidato a presidente.
    E vai marcando pela direita.

PedroAurelioZabaleta

01 de fevereiro de 2012 às 12h16

Parabéns a Dra. Jornalista Conceição Lemes e ao Viomundo!
Denunciar e provar a barbárie é acuar os tiranos.

Responder

E S Fernandes

01 de fevereiro de 2012 às 12h13

Impeachment
Intervenção
ou qualquer outra coisa, pois:

Quando ao povo não interessa um governo, este deve exercer sua soberania e derrubá-lo

Responder

    Carlos Roberto

    01 de fevereiro de 2012 às 12h55

    Isso é Golpe! Isso é PIG!

    carneirouece

    01 de fevereiro de 2012 às 15h21

    Como eu já disse, ninguém se importa com pinheirinhos. Somos vozes falando pra parede. Se fossem 10 cachorros sendo espancados, ai vc veria um mundo de pessoas protestando.

    Acontece que ultimamente pessoas acham que protestar é colocar um tópico no TT do twitter…

    @jrrosado

    01 de fevereiro de 2012 às 18h37

    Se fossem derrubadas arvores de uma área correspondentes a área desocupada, os ecologistas fariam passeatas, a midia repercutiria; Enfim seria uma verdadeira tragédia.

    _Rorschach_

    01 de fevereiro de 2012 às 19h12

    Eita. Você só dá exemplos com cachorros. Acha normal serem espancados???

    carneirouece

    02 de fevereiro de 2012 às 08h00

    Claro que não, camarada. Mas você entendeu o que eu quis dizer. Você sabe a repercussão do cachorrinho levando a sova (gigante), e sabe da repercussão de Pinheirinhos (ínfima).

    A nova bola da vez é reclamar contra os impostos da alfândega, uma vez que não sei quem teve um prêmio tachado.

    Omar

    02 de fevereiro de 2012 às 02h21

    Carneirouece, você acha correto que cachorros ou outros animais sejam espancados, maltratados, torturados, mortos?!
    Você acha correto sermos indiferentes, insensíveis ao sofrimento dos animais?!
    Só faltava essa agora!
    Não seria mais justo, generoso, digno e inteligente que você pedisse que as pessoas protestassem em prol dos direitos e do bem-estar de TODOS, homens e animais?
    Ou você acha que só os seres humanos merecem amor, compaixão e respeito?
    Que fique bem claro. Sou totalmente solidário com os ex-moradores do Pinheirinho. Foi covarde, chocante e brutal o que fizeram com essas pessoas. Mas por que não podemos também ser igualmente solidários com os animais que são maltratados, torturados ou que vivem em péssimas condições?
    Como podemos criar um mundo melhor, uma sociedade melhor, se não cultivamos o amor, a compaixão, o respeito, a generosidade, a solidariedade por todos os seres?
    Se considerável parte da nossa sociedade caótica, um tanto doente, é indiferente ao sofrimento das pessoas mais humildes, carentes, por que se indignar, se revoltar com isso colocando os animais no meio desse imbróglio? Os animais na nossa sociedade injusta e frequentemente cruel são ainda mais indefesos e vítimas das loucuras, desequilíbrios, egoísmo, ganância, soberba, arrogância, prepotência e tantas outras imperfeições do ser humano que aquelas pobres pessoas que foram brutalmente despejadas do Pinheirinho.

Julio_De_Bem

01 de fevereiro de 2012 às 11h58

Cabe a nós agora floodar a caixa de email da juiza, com a imagem de um trabalhador que possivelmente ficará inválido pelo resto de sua vida na ação que ela considera que "não houve nenhuma baixa".

Responder

Graciete Lobão

01 de fevereiro de 2012 às 11h38

Gente, esse governo de São Paulo é de uma crueldade abaixo da crítica

Responder

professor3f

01 de fevereiro de 2012 às 11h21

O link para ler os depoimentos de David e Laura.
http://partidodaimprensagolpista.wordpress.com/20

mas você pode ler outros depoimentos importantes em
http://partidodaimprensagolpista.wordpress.com/20

Responder

goya

01 de fevereiro de 2012 às 11h16

Decerto que o Alckmin tem uma relevante culpa nessa tragédia, assim como os governos municipal e federal também, mas percebe-se que o órgão do judiciário que foi o principal articulador dessa desastrosa operação está sendo poupado de responsabilidade. Claro que é mais fácil punir o prefeito, o governador e até a presidenta, no contexto politico, mas e o eventual erro do judiciário quem irá punir ? Não seria o caso do CNJ ser acionado para examinar a postura do judiciário neste caso. Não ouço nada sobre isso.

Responder

    Wladimir

    01 de fevereiro de 2012 às 17h14

    Não vai dar Goya, pois o Ministro Marco Aurélio Melo, do STF, primo do Collor, engessou e esvaziou o CNJ.

joão33

01 de fevereiro de 2012 às 10h58

apareceu um caso dos ¨rumores¨narradas durante a desocupação , e só apareceu depois de esconderem por um bom tempo no hospital terceirizado oscips ,(se investigar as vebas publicas e a criação desse hospital e quem são os donos caridosos , vai aparecer muita sujeira) , e o rumor de criança morta por gás , criança vista no pronto socorro do pinheirinho em muito mal estado , quando os cadaveres vão aparecer , onde desovam os corpos

Responder

JOSE MARIO HRP

01 de fevereiro de 2012 às 10h47

Não precisamos de muito mais, aqui a coisa já era vaticiniada: http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,,MUL1309273-16…

Responder

    José Ruiz

    01 de fevereiro de 2012 às 14h32

    ha, ha, ha, especialista um coronel? Um a coisa não tem nada a ver com a outra, guarda civil é solução, PM é problema…

    JOSE MARIO HRP

    02 de fevereiro de 2012 às 09h59

    Guarda civil é solução atirando pelas costas num indefeso?
    Deixa de ser retardado homem!
    Voce está criando cobras!, dando arma pra guardinha!

    José Ruiz

    03 de fevereiro de 2012 às 14h44

    Olá José. A guarda civil é uma iniciativa de municipalização da segurança pública, sistema que funciona em TODOS os países desenvolvidos e é apontado por vários especialistas como a melhor alternativa para o Brasil. Ninguém está defendendo tiro nas costas… basta saber ler… quem é o retardado?

Wladimir

01 de fevereiro de 2012 às 10h47

Essas são as Polícias, que ao invés de protegerem os cidadãos, são utilizadas pelos Poderes Públicos como força repressiva contra os cidadãos, a sociedade e movimentos sociais, invertendo-se a ordem pela qual existem e para a qual foram criadas, servindo como aparato de proteção do Estado e da propriedade privada. Devemos urgentemente, a sociedade e o Poder Público, rever o papel das Polícias, sobretudo as militares, que em sua maioria foi criada em épocas de regimes totalitários. Do mesmo modo o Poder Judiciário deve repensar sua utilização no cumprimento de decisões, pois na mioria das vezes os danos e a dor produzidos em nome do chamado "restabelecimento da ordem" são infinitamente maiores, contrariando o bom senso.

Responder

João-PR

01 de fevereiro de 2012 às 10h39

E diziam por aí que a desocupação havia sido pacífica. A tal juíza Mathey disse que nõa houve vítimas na desocupação.

Agora, no Tucanistão, surgem as provas (mais do que cabais) que a Gestapo tucana tocou horror, e atirou pelas costas (vide reportagem)…tem só uma coisa: esperar algo da ALESP é acreditar em Papai Noel….o Picolé de PInda tem a maioria por lá…não deixam nada passar….tem que entregar à Comissão dos Direitos Humanos da ONU, e denunciar na Corte Penal Internacional de Haia.

Responder

Jairo_Beraldo

01 de fevereiro de 2012 às 10h23

E o MPF, vai ceder à pressão dos capitães-do-mato da PM tucana? Não vai mandar representante? E Paulo Maldos, secretário nacional de Articulação Social, vai borrar como a presidenta, e não vai mais dar apoio aos segregados sociais do Pinheirinho?

Responder

    zamora

    01 de fevereiro de 2012 às 14h38

    Que pressão? Representante para que? Borrar a Presidente?
    Decididamente, o seu caso só hospício resolve.

    Jairo_Beraldo

    01 de fevereiro de 2012 às 15h34

    Qualé Diogo Mainardi….ou seria Caio Blinder…ou mesmo Naldin Azedo….PRESSÃO SIM….fazer pressão pra cima desta casta de vagabundos que são a PM e os tucanos.

    Zé Carlos

    01 de fevereiro de 2012 às 17h38

    Eles nào tem coragem.

    zamora

    01 de fevereiro de 2012 às 22h07

    Exerci a advocacia junto a Sindicatos, movimentos sociais e outros tantos injustiçados pela sociedade. Duvido que tenhas um milésimo da minha experiência. Aposto que você pensa com as pernas com a chegada do primeiro camburão.

    Jairo_Beraldo

    01 de fevereiro de 2012 às 23h21

    Não senhor zamora, mesmo por que não sou da sua laia…sou engenheiro civil, trabalho com dignidade e cheguei aos 50 anos sem sequer sofrer um processo ou ter que processar alguém…e quando bacharelei em direito, aprendi que com gente da sua casta, é melhor ficar longe!!!

    zamora

    02 de fevereiro de 2012 às 07h03

    Continue assim e conseguirá seu primeiro rapidinho.

    Jairo_Beraldo

    02 de fevereiro de 2012 às 13h52

    Faça voce o primeiro….

    Vlad

    02 de fevereiro de 2012 às 15h54

    Tenho a impressão que o nobre causídico anda meio sem serviço.
    hahahaha

professor3f

01 de fevereiro de 2012 às 10h21

Realmente, chocante.
Os depoimentos deles – David (através de gravação) e Laura – na sessão da Audiência Pública.

Eu transcrevi e disponibilizei os seus depoimentos.

http://partidodaimprensagolpista.wordpress.com/20

Responder

Gerson Carneiro

01 de fevereiro de 2012 às 10h11

Parabéns, Conceição Lemes.

Essa matéria cala a juiza que estava orgulhosa dizendo que não havia vítimas em estado grave, e cala também os que aqui apareceram afirmando que estávamos blefando.

Responder

Gerson Carneiro

01 de fevereiro de 2012 às 10h07

…e aparece a primeira vítima hospitalizada, para calar a juíza Márcia Mária Mathey Loureiro que em entrevista estava orgulhosa e admirando toda a ação ocorrida em Pinheirinho para expulsar os moradores.

Responder

    Denise

    01 de fevereiro de 2012 às 21h09

    Olá Gerson!
    A esposa dele, que está na foto, fez a denúncia no momento quase em que ele havia sido baleado. Acho que ninguém prestou atenção, há o vídeo na Record, pois passou no Jornal do Heródoto

    marcia

    01 de fevereiro de 2012 às 21h17

    nesta entrevista ela fala em "baixa", referindo as não mortes. penso insanidades sobre ela.

Abdula Aziz

01 de fevereiro de 2012 às 09h50

E agora quem responde pelos atos contra esse trabalhor. Claro! vai sobrar para o infeliz, e desprovido de cérebro, o guarda municipal. Tem que botar no pau essa gente. Ir para fora do país e denunciar esse prefeito, o governador e essa porcaria de policia militar e gcm. Tá na hora de acabar com isso. Até quando povo brasileiro? Sai dessa alienação e vamos para as ruas fazer uma primavera latina.

Responder

    José Silva

    01 de fevereiro de 2012 às 14h43

    O maior castigo deveria ser exatamente para o infeliz que puxou o gatilho. Tem policial que sente prazer em fazer o mal para o cidadão, principalmente quando percebe que não vai pegar nada pra ele, já o traficante, meliante assaltante de banco ele tem até medo de encostar a mão porque sabe que depois o bicho pega pro lado dele de um jeito ou de outro. São uns desprezíveis, robocop's sem cérebro nem sentimentos.

    carneirouece

    01 de fevereiro de 2012 às 15h19

    O problema é que ninguém se importa com Pinheirinhos. É triste, mas é a realidade. Quantas pessoas você viu se manifestando sobre o ocorrido?

    Posso confessar a você que vi mais pessoas indignada com o fechamento do megaupload, e com aquele yorkshire levando uma pisa, que com as 7 mil pessoas de pinheirinhos.

    Depois disso me toquei que a vida de um cachorrinho bonito vale mais que a de 7 mil pobres. Eu até desconfiava, mas passei a ter certeza.

Jorge Nunes

01 de fevereiro de 2012 às 09h46

Se fosse em Cuba nossa imprensa iria fazer editoriais rogando castigos divinos contra o governo cubano.

Responder

    E S Fernandes

    01 de fevereiro de 2012 às 12h17

    Se fosse em Cuba, a vítima não seria um trabalhador. Sequer vítima seria.

    Seria um afortunado, membro da máfia cubana da Flória.

    Seria tratado a pão de ló pelas autoridades estadunidenses.

    Viveria sonhando em derrubar a revolução da ilha e apoderar-se do país para recolocá-lo na condição de colonia americana.

    Almir

    01 de fevereiro de 2012 às 20h19

    Colônia americana uma ova. Seria um bordel pros americanos.

    Vlad

    01 de fevereiro de 2012 às 21h05

    E quem que é louco de invadir alguma coisa em Cuba?
    Eu, hein?!

    Gerson Carneiro

    02 de fevereiro de 2012 às 06h48

    É preciso saber se os cubanos têm a necessidade de invadir. Se há em Cuba a motivação (injustiça social) que há aqui.

    Jorge Nunes

    02 de fevereiro de 2012 às 08h49

    Para que Cubando precisa invadir as terras que são suas?

    Só sei que se Pinheirinho ocorresse na Síria seria a desculpa para a OTAN bombardear.
    Se Pinheirinho ocorresse em Cuba haverias razões para as forças "democráticas" intervirem na Ilha.

    Mas Pinheirinho aconteceu no coração de São Paulo, e é uma pura crueldade de mercado capitalista aliada a processos legais estranhos. Se em Cuba as forças de segurança agissem como em Pinheirinho o governo não duraria muito tempo. Mas em São Paulo conseguiram colocar este sentimento de desprezo aos mais pobres como política. Mas estão plantando tempestade.

    Se um governador só vai as ruas depois pesquisar redes sociais para evitar protestos, é sinal as tempestades estão começando a brotar.

    luiz pinheiro

    03 de fevereiro de 2012 às 00h13

    Em Cuba jamais haveria Pinheirinho. E creio que na Síria também não.

    Cleverton_Silva

    02 de fevereiro de 2012 às 11h15

    Os EUA, vide Guantánamo, por exemplo!

    Vlad

    02 de fevereiro de 2012 às 13h14

    Dããããããã!!!

João Bosco Rocha

01 de fevereiro de 2012 às 09h40

Impeachment de Alckmin já!

Responder

    lucyskydiamonds

    02 de fevereiro de 2012 às 13h37

    Cadeia p/ Alckmin já


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.