VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeições’


22/11/2012 - 17h40

A foto maior, à esquerda, mostra o quadro que tinha as câmeras ocultas.No alto, à direita, o “furo” na tela que escondia uma câmera. Abaixo, ela instalada

por Conceição Lemes

Há pouco mais de três semanas estudantes, professores e funcionários da USP, na Cidade Universitária, foram surpreendidos com uma denúncia: a reitoria havia instalado, escondidas atrás de quadros no saguão do bandejão central, microcâmeras.

Na hora do jantar desse mesmo dia, as câmeras foram removidas.

A reitoria não deu qualquer explicação nem sobre a colocação nem sobre a retirada dos equipamentos de vigilância. E várias perguntas da comunidade uspiana continua sem respostas, entre as quais estas:

*Por que ela não foi informada previamente da instalação das câmeras?

* Em que outros lugares da Cidade Universitária as pessoas (visitantes e a comunidade da USP) estão sendo vigiadas sem serem informadas?

* O que foi feito com as imagens obtidas durante o tempo em que elas funcionaram sem serem descobertas?

*A instalação das câmeras foi feita por iniciativa da própria reitoria? Se não, quem são os responsáveis?

Assustados com o caso e mais ainda com o silêncio que se seguiu (dentro e fora da USP), um grupo de alunos de graduação em Jornalismo e de pós-graduação em Ciências da Comunicação, resolveu “solicitar informações sobre a instalação das câmeras espiãs dentro do restaurante universitário”.

“Em razão da gravidade dos fatos, imaginávamos que seriam investigados por algum dos órgãos internos da Universidade, especialmente por sua Comissão de Ética, para apuração dos responsáveis e esclarecimento do ocorrido”, diz o grupo de alunos em e-mail enviado ao Viomundo.  “Como não verificamos qualquer movimento nesse sentido, nós resolvemos agir. Fazendo uso da Lei de Acesso à Informação e do Decreto Estadual nº 58.052/12, encaminhamos três pedidos à Reitoria da USP, por meio do Serviço de Informações ao Cidadão – SIC, do governo do Estado.”

Os três pedidos de esclarecimentos foram encaminhados no dia 10 de novembro. Eles  podem ser acompanhados AQUI. Números dos protocolos: 6675012240868159122409 e 70274122411.

USP: CÂMERAS SÃO PARA “ACOMPANHAR O FLUXO E MANTER O ABASTECIMENTO DAS REFEIÇÕES” 

Esta repórter contatou a assessoria de imprensa da reitoria da USP, para saber: 1) Foi a reitoria que determinou a instalação dessas câmeras?; 2) Qual o objetivo delas?; 3) Por que estavam escondidas?; 4) O que a reitoria vai fazer com as imagens obtidas?

Resposta da assessoria de imprensa,via e-mail:

A Superintendência de Assistência Social informa que duas câmeras foram instaladas à entrada do Restaurante Central com a única e exclusiva finalidade de acompanhar o fluxo e manter o abastecimento das refeições, visando a melhor atender à comunidade uspiana. Em razão da demanda crescente de usuários no Restaurante, torna-se necessário monitorar o tempo e o fluxo contínuo para servir as refeições. Cartazes com essas informações estão sendo afixados no local para informar os usuários.

 A reitoria da USP tem até dia 30 para responder os três pedidos de esclarecimentos feitos pelo grupo de alunos. Eles acreditam que a reitoria vá usar o prazo por inteiro, aproveitando o final do ano e as férias, que invariavelmente esfriam esse tipo de questão.

“Caso a reitoria se recuse a fornecer as informações requeridas, retarde deliberadamente ou forneça intencionalmente informações incorretas, incompletas ou imprecisas, o reitor será processado por improbidade administrativa”, antecipa o grupo. “Será também nos termos da Lei de Acesso à Informação e art. 11 da Lei nº 8.429/92.

Em tempo 1. Esses alunos não fazem parte de nenhum coletivo conhecido da universidade. Atemorizados pelo fato, eles estavam conversando sobre o fato e  resolveram arregaçar as mangas. Os nomes dos signatários constam dos requerimentos; apenas não querem que seus dados sejam amplamente divulgados.

Em tempo 2. Se a finalidade era somente monitorar o fluxo de abastecimento das refeições, por que esconder as câmeras atrás das telas? E se não havia realmente nenhuma outra intenção, como fichar os alunos, por que elas foram removidas tão logo a denúncia veio a público?

Vídeo sugerido por Flor

 Leia também:

CUT: PL da terceirização é ataque ao trabalho decente

Professores rejeitam nomeação de Cláudia Costin para o MEC

Paulo Moreira Leite: O risco de brincar com a Constituição

Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF

Luiz Fux: “Nós, juízes, não tememos nada nem a ninguém”

CPI do Cachoeira adia leitura do relatório final

Dr. Rosinha: A ignorância continua

Janio de Freitas: O poder de cassar deputados federais condenados pelo Supremo é da Câmara

Nassif: Relatório da CPI do Cachoeira mostra ligações diretas entre jornalistas e crime organizado





47 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Câmeras Espiãs: Rodas descumpriu lei e não se manifestou publicamente até agora | USP Livre! Fora Rodas! Fora PM!

06 de dezembro de 2012 às 20h00

[…] Universitário Central (http://usplivre.files.wordpress.com/2012/10/usp-livre-75.pdf e também https://www.viomundo.com.br/denuncias/alunos-denunciam-cameras-espias-no-bandejao-usp-diz-que-sao-par…) Em razão da gravidade dos fatos, nós, alunos de graduação e pós-graduacão, imaginávamos que […]

Responder

Lincoln Secco: A guerra contra a esquerda no Brasil « Viomundo – O que você não vê na mídia

27 de novembro de 2012 às 11h38

[…] Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeiç… […]

Responder

Roberto Locatelli

24 de novembro de 2012 às 10h43

As câmeras são para monitorar refeições subversivas, para prendê-las e fichá-las.

Esse tipo de vigilância é muito comum em refeitórios de presídios.

Responder

Apavorado por Vírus e Bactérias

23 de novembro de 2012 às 18h24

É que o Reitor Rodas quer acompanhar o almoço, para ver se está a contento. Isto tudo sem sua magnânima presença. Por isso da câmera. Antendeu?

Responder

augusto2

23 de novembro de 2012 às 17h46

a VOCAÇAO rondinesca é essa mesmo. A vocaçao tucana.
Uma irrestivel tendencia a uma gestapo. o que esse heydrich v ai fazer com as imagens?
espero q nao sobre verba no orçamento pra crematorios nem guilhotina.

Responder

augusto2

23 de novembro de 2012 às 17h43

Puxa.
A vocaçao de rodas e os patronos tucanos é inata e irresistivel.
E ai dos alunos se a reitoria puder adquirir uma guilhotina e uns fornos crematórios.
A vocaçao de uma GESTAPO.

Responder

Chomsky

23 de novembro de 2012 às 17h00

É incrível como vagabundo tem tempo livre pra montar esquema de espionagem, não é mesmo? E tem gente aqui, cínica até não poder mais, q não vê problema na colocação de uma câmera oculta. Como a direita é safada e hipócrita!

Responder

Urbano

23 de novembro de 2012 às 15h52

Extermínio humano, arapongagem sobre a movimentação do povo… tudo a ver e nem precisa se dizer a quê. Atentemos gente, pois até tribunal próprio eles já detêm…

Responder

Maria Libia

23 de novembro de 2012 às 14h37

Interessante que o PCC mata gente inocente (dá para imaginar quantas pessoas, agora, estão chorando pelos seus mortos assassinados INOCENTEMENTE?), e o governo de São Paulo não consegue acabar com esta chaga? Por que só morrem gente da periferia? Se voce gosta desta matança, junte-se aos israelitas que adoram matar crianças palestinas, para EVITAR que ao crescerem, tornem-se terroristas.

Responder

ZePovinho

23 de novembro de 2012 às 12h26

POR ONDE ANDAM AQUELES 40 ESPIÕES DA DEA/CIA QUE EVO MORALES EXPULSOU DA BOLÍVIA EM 2008?????SERÁ QUE ELES ESTÃO ASSESSORANDO O PCC????Sabemos que o habeas corpus foi cassado nos EUA,justamente,com a justificativa de “terrorismo” que o ministro Gilmar Mendes acusou na onda de crimes em São Paulo e Santa Catarina.Ora….na Ação Penal 470,vulgo “mensalão” tivemos direitos fundamentais cassados(condenação sem provas,negação de duplo grau de jurisdição,etc) dos mesmo modo como ocorreu com o Ato Patriota nos EUA:

The Suspension of Habeas Corpus in America Obama: a President Who Places Himself Above the Law. http://www.globalresearch.ca/the-suspension-of-habeas-corpus-in-america/5311701

Experto: Washington lanzó una campaña mediática contra Evo Morales por la expulsión de los agentes norteamericanos El método no es nuevo y Estados Unidos lo aplica desde hace tiempo

http://actualidad.rt.com/actualidad/view/79183-experto-campana-mediatica-evo-morales-lanzada-washington-haber-expulsado-agentes-norteamericanos

Los EE.UU. se oponen al presidente Evo Morales por haber expulsado del país a agentes norteamericanos, como los de la CIA, opinan algunos expertos. Por ello EE.UU. podría haber lanzado una campaña mediática contra el presidente boliviano, Evo Morales, centrada en la fortuna del mandatario y sus discrepancias con el resto del Ejecutivo. Aseguran que estas supuestas discrepancias se deben a las diferencias raciales: Evo Morales es indígena y su vicepresidente es blanco. La campaña llegó hasta publicar que el vicepresidente, Álvaro García Linera, estuvo involucrado en el atentado a Evo Morales. La campaña mediática contra el presidente se debe a la expulsión e Bolivia de agentes de la CIA que estuvieron en el país por muchos años y es un método que los EE.UU. usa desde hace mucho tiempo, opina la analista internacional Stella Calloni. Esta medida del presidente provocó una campaña muy fuerte en su contra, recuerda la analista, durante todo el primer término de su Presidencia, incluso en 2008 se produjo el primer intento de golpe de Estado. A pesar de los esfuerzos, entre ellos el propósito de crear un sucesor también indígena pero que fuera dependiente de los EE.UU. “Es una larga historia donde la CIA ha dominado Bolivia durante muchos años, es decir, prácticamente de la revolución derrotada en 1952, derrotada por las acciones de la CIA en Bolivia. Ha sido permanente la acción y entonces, por supuesto, que hay un intento de que Evo, que se ha enfrentado, que ha tenido una posición muy firme que ha realizado una nacionalización, que ha sacado del país a estos organismos de inteligencia de los EE.UU. que inclusive, quiero contarles, tenían oficina en la propia casa del Gobierno”, dice la analista.

Texto completo en: http://actualidad.rt.com/actualidad/view/79183-experto-campana-mediatica-evo-morales-lanzada-washington-haber-expulsado-agentes-norteamericanos

VOU SER BEM CLARO:Suspeito que já estamos sendo modelados para a suspensão da liberdades individuais no Brasil.O instrumento é o medo,como sempre.Dentro em breve começão a dizer que,para combater o crime e o PCC(“terrorismo”),devemos aceitar a limitação dos nossos direitos constitucionais como o STF fez na Ação Penal 470.

Responder

PedroAurelioZabaleta

23 de novembro de 2012 às 11h36

Na “cabecinha esperta” dos Alckmistas, estudantes são rebeldes, revolucionários, perigosos. Tem que ser monitorados. Já o PCC é apenas negócio, “cosa nostra”, em que as vezes há conflitos internos. Nada que preocupe. O PCC não precisa ser monitorado.

Responder

will

23 de novembro de 2012 às 11h01

Mais um prego no caxão de Rodas.

Responder

Ildefonso Murillo Seul

23 de novembro de 2012 às 10h52

INACREDITÁÁÁÁVEEELL!!!

Responder

Francy Granjeiro

23 de novembro de 2012 às 10h19

Faltou instalar câmeras na Reitoria.

Responder

Carlos Lima

23 de novembro de 2012 às 08h57

Que coisa mais estranha, o governo de São Paulo consegue monitorar bandeijão de estudantes e não consegue monitorar os bandidos do PCC, prefere monitorar universitários a monitorar o crime, isso é cumulo da perseguição, realmente o PSDB não tem mais estrutura para administrar coisa alguma, se tornou um vies da ditadura, se tornou repuguinante perante a sociedade madura que está se transformando no BRASIL moderno e democrático. Absurdo, simplesmente absurdo.

Responder

Jose Mario HRP

23 de novembro de 2012 às 08h15

Tenho um filho estudando na UNIFESP em Santos, e dele tenho colhido muitas informações interessantes como o ritual de escolha de reitores, as reuniões entre profs. e estudantes para modificações curriculares entre outras coisas, e de tudo o que ouvi concluo quer o ideal demoicratico de uma universidade passa bem mais por perto das federais do que pelas USP e UNICAMP, lamentavelmente graças a esse bobalhão que dorme no Palacio dos Bandeirantes e os que o antecederam desde o bufão Covas!
PSDB o partido que mata a democracia!

Responder

Gerson Carneiro

23 de novembro de 2012 às 04h54

Fosse para a finalidade alegada não precisaria esconder a câmera.

E mais, nem precisaria de câmera, era só fazer relatório. Controle de quantas refeições saem a cada hora.

Desculpa esfarrapada. E vai saber por onde mais foram instaladas.

Responder

    Narr

    23 de novembro de 2012 às 10h42

    Em qualquer birosca, botam o aviso SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO. Além disso, que diabo de controle é esse? Não é suficiente contar o número de pessoas que passam, a cada hora, na roleta? Ou há temor de que alunos comunistas comam mais de uma refeição por dia com o intuito de arruinar a previsão orçamentária da reitoria?

Gerson Carneiro

23 de novembro de 2012 às 04h49

“CÂMERAS PARA ACOMPANHAR O FLUXO E MANTER O ABASTECIMENTO DAS REFEIÇÕES”

Caramba! Eu pensei em endoscopia.

Responder

abolicionista

23 de novembro de 2012 às 02h32

Incrível, parece coisa de filme de espionagem lado b. Até onde sei, esse tipo de câmera oculta é extremamente proibido! Os alunos devem manter o processo. Resta saber quem será o testa-de-ferro do reitor. Isso tem que ser noticiado em universidades do mundo todo, a USP está jogando na latrina sua reputação acadêmica, lamentável. Nossa, nunca tinha visto nada parecido, pelo menos não em uma universidade…

Responder

Étore

23 de novembro de 2012 às 00h28

Qual é o problema com as câmeras ?
Quem não deve não teme.

Responder

    Flor

    23 de novembro de 2012 às 01h00

    Então por que você não põe umas câmeras pra vigiar o seu banheiro e manda as imagens pra gente?? “quem não deve não teme”, né…?

    (comentário imbecil)

    Bruno

    23 de novembro de 2012 às 13h57

    Você está comparando um ambiente privado, onde se faz coisas íntimas, e protegido contra a presença de câmeras por Lei com… um refeitório de universidade?

    Sinceramente, não consigo entender por que a grita – tanto não consigo entender o porque da “muquiação” das câmeras. Realmente, quem não deve EM PÚBLICO não tem por que temer ser filmado. Privacidade se tem no reservado.

    Étore

    23 de novembro de 2012 às 23h09

    Nem precisaria responder bobagens como estas.
    Meu banheiro é privado, o refeitório é público.

    Flor

    26 de novembro de 2012 às 00h32

    Se o ambiente é público, então por que esconder as câmeras atrás de quadros e fazer micro-furos pra lente ser imperceptível? O ambiente é público, mas a câmera não precisa ser? É isso mesmo?

    Narr

    23 de novembro de 2012 às 10h44

    Abra seu computador para que qualquer usuário possa saber o que você anda fazendo com ele. Quem não deve não teme.

    Étore

    23 de novembro de 2012 às 23h10

    Meu computador é privado, o refeitório é público.
    Se fosse um computador de uso comum da universidade não haveria problema algum.

    José Ruiz

    23 de novembro de 2012 às 11h14

    Olá Étore.. achei absurdo seu comentário, porque visto por esse ângulo, adeus privacidade, né? Mas levantou uma questão interessante: certamente o reitor da USP deve alguma coisa, caso contrário não manifestaria seu temor em mostrar as câmeras escondendo-as por trás de quadros.. porque ele abriu mão da transparência para agir como um araponga?

    Bruno

    23 de novembro de 2012 às 14h02

    Pensemos de forma simples: por que raios isso teria, necessariamente, ingerência da Reitoria? Os bandejões são mantidos pela COSEAS, nada impediria a direção desta entidade ou intendências dela de tomar esta atitude sem instrução da Reitoria. Indo além: a Reitoria não é só o Reitor. Mesmo que ela tenha alguma influência como entidade, o que pode levar a crer que foi a mando do Rodas (ou do Governador, ou do Papa) que instalaram as câmeras desta forma? Nada.

    Acho que o que se passa é o ódio contra um reitor de direita (sim, e com ideias anacrônicas, e sem o afã por mudanças que a USP precisa) tomando proporções irracionais, pondo culpa nele por tudo – mais ou menos como se fez com o Lula em todos os escândalos de corrupção petistas nos seus oito anos de governo.

    Étore

    23 de novembro de 2012 às 23h11

    Privacidade num refeitório ?!?!?

    PedroAurelioZabaleta

    23 de novembro de 2012 às 11h25

    óbvio! mas… se não há nada de errado na instalação, então por que as câmeras foram retiradas?

    Maria Libia

    23 de novembro de 2012 às 14h26

    Outra pergunta, por que foram colocadas? Não é mais “sorria , você está sendo filmado”? Com certeza, há outras, e muito mais. Se eu fosse professor ou estudantes da USP, lançaria um concurso: CAÇA AS CÂMARAS NA USP. Ganha quem mais achar. Colaboro para o prêmio. Ridicularizem este ato e achincalhe que o fez.

Marat

22 de novembro de 2012 às 23h20

Será que o moderno reitor implantará o interrogatório, o pau de arara, o macartismo? Afinal de contas ele está circulando entre as décadas de 1950-1960…

Responder

Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeições’ | Mesa do Futepoca | Scoop.it

22 de novembro de 2012 às 22h40

[…] Equipamentos escondidos em quadros no saguão…  […]

Responder

alexandre de melo

22 de novembro de 2012 às 22h14

hoje há cameras instaladas em qualquer boteco, posto de gasolina ,
que mal há de se instalar cameras no refeitorio? instalou-se nos banheiros?
transmitiram fotos de alguem pelado? estes estudantes reclamam de barriga cheia
reclamam da presença da policia , depois um foi assassinado reclamam da falta de policia. esta é uma tipica noticia de quem não tem o que fazer, nem jornalista
nem estudante. paraniona esquerdista.

Responder

    Flor

    23 de novembro de 2012 às 01h06

    Acho que você não entendeu bem: as câmeras estavam ESCONDIDAS atrás de quadros de parede, filmando sabe-se lá o que, imagens armazenadas sabe-se lá onde, acessadas por sabe-se lá quem…
    Olha bem como elas tavam escondidas: http://www.youtube.com/watch?v=6o04IgvO-BY Filmando por micro-furinhos.
    Se pra você isso é normal, Deus me livre viver aí nesse seu mundinho de 1984.
    Foi demência pura de um poder autoritário que se arvora no direito de fazer o que bem entender.
    E só pra comentar, depois do que aconteceu no bandejão, nada me garante que também nãoexistam câmeras escondidas nos banheiros femininos que eu uso dentro do campus, gravando imagens que depois serão acessadas por algum coronel reformado da PM para bater uma punhetinha fardado.

    Rafael

    23 de novembro de 2012 às 08h42

    Típica contradição da direita b.u.n.d.4-suja: Condenam o comunismo alegando que o controle absoluto do Estado impõe regimes totalitários, reprimindo liberdades individuais, mas apoiam a mesma prática quando ela parte do controle de partidos da extrema direita. Parece até piada…

Márcio Gaspar

22 de novembro de 2012 às 21h28

Olha aí os tempos de arapongagem da ditadura voltando para USP. ♪ ♪ Rodas ♪ ♫ Rodas ♫ Rodas ♫ e não avisa que você está sendo filmado♪ ♫ ♫.

Responder

Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de novembro de 2012 às 20h30

[…] Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STFLuiz Fux: “Nós, juízes, não tememos nada nem a ninguém” Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeiç… […]

Responder

Dr. Rosinha: A ignorância continua « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de novembro de 2012 às 20h29

[…] Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeiç… […]

Responder

“Nós, juízes, não tememos nada nem a ninguém” « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de novembro de 2012 às 20h21

[…] Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF Alunos denunciam câmeras espiãs no bandejão; USP diz que são para ‘monitorar fluxo das refeiç… […]

Responder

J Souza

22 de novembro de 2012 às 19h51

Uma atitude ilegal como essa só podia ter partido desse reitor… nomeado por quem?

Responder

Roberto Ribeiro

22 de novembro de 2012 às 19h40

Para monitorar, isso mesmo, para monitorar…

Responder

sandro

22 de novembro de 2012 às 19h06

Putz, eu havia denunciado isso aqui a duas semanas atrás, que bom
que esta dando caldo.

Responder

Jose Mario HRP

22 de novembro de 2012 às 18h53

A USP PSDB!
Neoliberal, FBI, CIA, CSI!, DEA, FLÓRIDA WAY OF LIFE!
a PAULISTÂNIA NORTE AMERICANA É O QUE HÁ!
ELES, PAULISTANOS, TEM VERGONHA DE SER PAULISTAS E BRASILEIROS!
A USP foi engolida pelo nosso mundo burguesinho!
E o PCC é a raiz forte do radicalismo pusilânime da nossa sociedade torpe e abjeta!
Sampa Faliu na alma e no espírito!s

Responder

Marco Freitas

22 de novembro de 2012 às 17h49

A desculpa da reitoria chega a ser patética, a emenda saiu pior que o soneto.

Responder

    Flor

    23 de novembro de 2012 às 01h10

    A eterna dúvida: é pra rir ou pra cortar os pulsos?
    Grandinas justificativas…


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding