VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Nassif: Relatório da CPI do Cachoeira mostra ligações diretas entre jornalistas e crime organizado


22/11/2012 - 09h48

 por Luis Nassif, no seu blog, sugestão do Prof. Hariovaldo

O papel moderno da imprensa, no mundo, tem dois divisores de água.

O primeiro, legítimo, o episódio Watergate, no qual um jornal (The Washington Post), com um jornalismo rigoroso e corajoso, logrou derrubar o presidente da República da maior nação democrática do planeta.

O segundo, tenebroso, o processo ao qual foi submetido o magnata da mídia, Rupert Murdoch, depois de revelados os métodos criminosos do seu tabloide, The Sun, para obter reportagens sensacionalistas.

O crime do The Sun foi ter se envolvido com baixos e médios escalões da polícia para atentar contra o direito à privacidade de cidadãos ingleses.

***

O relatório da CPMI de Cachoeira traz dados muito mais graves do que os crimes do The Sun. Mostra ligações diretas entre jornalistas e o crime organizado.

A acusação maior é contra a revista Veja e seu diretor em Brasília, Policarpo Jr. O relatório mostra, com abundância de detalhes, como Policarpo era acionado para derrubar autoridades e servidores públicos que incomodassem Carlinhos Cachoeira, atacar concorrentes do marginal e como encomendava dossiês a ele, muitos obtidos por métodos criminosos.

***

Já em 2008, a série “O caso de Veja” – que publiquei na Internet – mostrava os resultados dessa parceria.

Um esquema aliado de Cachoeira havia sido afastado dos Correios pelo esquema Roberto Jefferson. Jairo (o araponga de Cachoeira) armou um grampo em cima de um diretor, Maurício Marinho, recebendo propina de R$ 3 mil. A gravação foi entregue a Policarpo, que a considerou insuficiente. Providenciou-se outra gravação, aprovada por Policarpo.

Divulgado o grampo, caiu toda a estrutura montada por Jefferson e entrou a de Cachoeira. Veja compactuou com o novo grupo, mesmo sendo Policarpo conhecedor íntimo do esquema criminoso por trás dele.

Dois anos depois, a Polícia Federal implodiu o novo esquema. E a revista manteve-se em silêncio, preservando Cachoeira.

***

Nos estudos sobre as chamadas OrgCrim (organizações criminosas), em nível global, identificam-se braços nos três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário – e também na mídia. O relatório descreve bem as funções da organização de Cachoeira no país.

Cachoeira ajudou a eleger o ex-senador Demóstenes Torres. Veja transformou-o em uma figura política poderosa, com sucessivas matérias apontando-o como o paladino da luta contra a corrupção. Com o poder que se viu revestido por Veja, Demóstenes transitava em repartições, junto a Ministros do Supremo, aumentando o poder de lobby da quadrilha de Cachoeira.

***

Veja é um ponto fora da curva no jornalismo brasileiro. Mas não ficou sozinha nessa parceria com o crime.

Um levantamento sobre as premiações do jornalismo investigativo nas últimas décadas vai revelar como fontes, em muitos casos, lobistas e criminosos da pior espécie.

Não apenas isso. Poderiam ser utilizados como fonte e suas informações servirem de ponto de partida para investigações mais aprofundadas. Mas eram utilizadas a seco, sem passar sequer pelo teste da verossimilhança, sem nenhum filtro, fuzilando reputações e, principalmente, atentando contra o próprio exercício do jornalismo.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

ricardo silveira

30 de maio de 2013 às 21h20

O Suplicy sabia de tudo isso, a CPMI Cachoeira/Veja escancarou a canalhice da mídia golpista, mas esse senador petista que parece que vive o tempo todo chapado somou-se a figuras deploráveis como esse sobrinho do Tancredo para encaminhar o morto da Veja aos “quintos dos infernos”. Mas, o que mais deixa o cidadão indignado é a covardia do PT durante a CPMI, uma oportunidade perdida para começar a desmascarar essa mídia fascista que atrasa o país.

Responder

Leandro Fortes: Jornalismo à moda de Al Capone « Viomundo – O que você não vê na mídia

30 de dezembro de 2012 às 15h52

[…] Nassif: Relatório da CPI do Cachoeira mostra ligações diretas entre jornalistas e crime organizad… […]

Responder

Marco

22 de novembro de 2012 às 21h12

Não concordo ser os EU,a maior democracia do planete a não ser pela tamanho do território.Quanto a renuncia do sr. Nixon,não passou de golpe de estado.Lá,na maior democracia do planete,seu planete naturalmente,os golpes de estado são dados à balla.Ex.Lincon,J.Kennedy,R.Kennedy,suprema côrte pró Bush além de inummeros patrocinios de golpes de estaddo pelo aí sim,meu planete,perpetrados pela sua maior democracia do mundo.A única coisa grande lá,e um arsenal de armas letais,aí sim,contra o meu e não seu planete.Quanto ao professor missivista temeroso do comunismo,cuidado pois o fantasma do Stalim poderá puxar-lhe os pés,nalguma madrugada,allhures.

Responder

Roberto Locatelli

22 de novembro de 2012 às 16h20

Reforço minha proposta de outros posts. É preciso mandar mensagens ao deputado Odair Cunha apoiando o pedido de indiciamento.

– twitter: @DepOdairCunha
– facebook: http://www.facebook.com/depodaircunha
– email da Câmara: [email protected]
– contato através do site do deputado: http://www.odaircunha.com.br/odaircunha/contato

Responder

Fabio SP

22 de novembro de 2012 às 15h22

Quando os delegados da Polícia Federal foram perguntados, na CPI, se Policarpo praticara algum crime, a resposta foi “NÂO”. Então deve ser por “DOMÍNIO DOS FATOS”…

Responder

Fefeo

22 de novembro de 2012 às 15h12

O PT é um partido que tem vocação para financiar e apanhar do PIG e da Direita. Com relação a essa CPI, afinaram na hora de convocar o Policarpo e o Gurgel. Agora querem indicia-los no relatório. Um fiasco !! O Pior de tudo e que a oposição aproveitando esse tsunami de incompetencia, já apresentou um relatório paralelo e já fez um desagravo público ao Gurgel que apressadamente e de bom grado aceitou. A esquerda no Brasil tem uma vocação nata para apanhar calada da direita, impressionante !!

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/85984/Insatisfeitos-entregam-relat%C3%B3rio-paralelo-da-CPI-%C3%A0-PGR-Insatisfeitos-entregam-relat%C3%B3rio-paralelo-CPI-PGR.htm

Responder

    Zé do Buzão

    22 de novembro de 2012 às 21h11

    Perai gente! O PT chegou agora no governo eleito em coalizão de partidos de fortes tendencias e influencias conservadoras. Não vai entrar agora no buzão e ja querer sentar na janelinha, não! Tem que pedir a benção para os financiadores das campanhas milionárias da base aliada e obedecer as restrições que ela impõe, tendeu?

J Souza

22 de novembro de 2012 às 14h51

Tem que pegar a Veja, e depois ir atrás da “mandante”, a Globo… E não esperem pelo procurador!

Responder

Roberly Vaz

22 de novembro de 2012 às 12h28

Agora, em Goiás repetem na tv Marconi falando: “Eu denunciei o mensalão, por isso, a perseguição política”. Tem goiano que acredita! Pode!

Responder

Roberto Ribeiro

22 de novembro de 2012 às 12h00

Dilma financia a “policarpia” com a verbas publicitárias federais.

Responder

eduardo

22 de novembro de 2012 às 11h47

1. Augusto Nunes da Silva, vulgo Augusto Nunes, tem um sobrenome tão bonito, bem nacional, pertence à grande família dos Silva, mas parece ter vergonha disso, bem ao contrário daquele outro Silva famoso, que tanto fez, faz e fará pela maioria necessitada dos brasileiros. Desse miliciano fascista do jornalismo, Ruy Mesquita Filho, do grupo Estadão, e diretor do recentemente finado Jornal da Tarde, diz o seguinte: “Augusto Nunes não tem caráter, é amoral, manipulador de notícias e isso eu provo confrontando o noticiário do Jornal da Tarde e do Estado durante a campanha presidencial de Collor. Ele tentou de todas as formas contratar uma equipe paralela em Brasília para fugir do controle da Agência Estado e com isso fazer todo o tipo de maracutaia. Nunca pôs a mão na massa. Não gosta de trabalhar, só de aparecer. Mais: disse a ele numa reunião com meus primos e meus irmãos, além do Elói Gertel e do Sandro Vaia, que o problema dele não era o que estávamos discutindo naquela hora, mas sim que ele é um desprovido completo de uma coisa que qualquer homem sério tem: caráter. Esse foi o fim do Augusto aqui no Estado”. (in “Nascidos para perder”, de Mylton Severiano, pág.209, editora Insular). Que autoridade moral tem o elemento para cobrar posicionamento de alguém ?

Responder

MariaC

22 de novembro de 2012 às 11h25

Isso não é tudo. Os pitbuls estão criando filhotes, e já nascem sem focinheira.Ouvindo uma rádio tal, os jornalistas novinhos, pelos 30 anos, falam da segurança pública sem ódio,sem crítica também, mas quando chegam no assunto sobre o Ministro da Justiça Eduardo Cardozo, que é governo federal, já requentam noticia velhinha,já babam ódio e dizem que o que não se pode é fazer bate-boca, demonstrando o DNA de criminalizar a política. Desprezam mesmo a inteligência mediana dos ouvintes, pois ninguém mediano conseguirá culpar Cardozo pelos problemas da criminalidade em S. Paulo.

Responder

Gerson Carneiro

22 de novembro de 2012 às 10h11

Só lembrando para não haver ilusão:

Apesar do relator apontar Roberto Gurgel no Núcleo Jurídico do esquema criminoso do Cachoeira, e pedir sua investigação ao CNMP, Gurgel é o Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público, e controla a maioria dos membros.

Responder

ZePovinho

22 de novembro de 2012 às 10h01

Na realidade,Azenha,fui eu(o ZePovinho) que usei sem querer o nome do nobilíssimo Professor Hariovaldo.Ele jamais avalizaria esse ataque do Nassif à imprensa livre e à revista Veja-O Hebdomadário Dos Homens Bons:

<img src="“>Pedro Taques, herdeiro da atuação política de Demóstenes no Senado, segue os seus passos probo e impoluto e não aceitará a perseguição ao diretor do Semanário

http://www.hariovaldo.com.br/site/2012/11/22/em-brasilia-prossegue-a-perseguicao-comunista-pelos-ressentidos/

Em Brasília prossegue a perseguição comunista pelos ressentidos
22 de novembro de 2012
By Professor Hariovaldo

Quando todos tinham pensado que a CPI comunista tinha sido liquidada, eis que surgem os asseclas do PT para tentar usá-la como forma de vingança contras aqueles cuja honra jamais deveria ser enlameada por tais criaturas. A acusação maior é contra semanário dos homens bons e seu diretor em Brasília, Policarpo Quaresma. O relatório faz ilações vãs e ligações tênues, sem nenhum detalhe, com falsas acusações, dizendo que ele era acionado para derrubar autoridades e servidores públicos que incomodavam o empresário do jogo goiano e atacar concorrentes do magnânimo empreendedor (sic), nada crível ou verdadeiro.
Cachoeira é perseguido pela gestapo lulista porque ajudou a eleger o ex-senador Demóstenes Torres. Herói Nacional, o semanário do homens bons estava sempre o mostrando como exemplo de impolutez na luta contra o bolchevismo petralha, com sucessivas matérias apontando-o como o paladino do combate à bandalheira. Com o poder que se viu revestido pelos homens de bem, Torres transitava em repartições, junto a Ministros do Supremo, aumentando a influência do grupo que combatia a corrupção e o aparelhamento do estado pelos aloprados do PT.

Agora a CPI escancara o revanchismo do governo contra aqueles que lutaram para revelar as mazelas do grupelho comunista que assumiu o poder com a usurpação de Lula, numa tosca tentativa de vingança através do relatório final. Trata-se na verdade de uma pizza azeda que os governistas querem servir para a nação. Lamentável.

Responder

    Conceição Lemes

    22 de novembro de 2012 às 11h30

    ZePovinho, vamos substituir. O professor Hariovaldo vai mandar vc ajoelhar no milho rsrsr. abs


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Presença de Greta em Nova York carimba em Bolsonaro o papel de vilão do clima; Vaticano dispara míssil contra fake news amazônica

 Da Redação, com vídeos e fotos das redes sociais Três milhões de pessoas em três mil cidades de 160 países, calculam os organizadores. A campanha da adolescente sueca Greta Thunberg, 16 anos de idade, floresceu. Foi a Terceira Greve do Clima, que atraiu manifestantes — especialmente adolescentes — às ruas para dizer que não existe […]

Ler matéria