Flash ad ID:10

PATROCINE O VIOMUNDO

SOMOS 31.817 FAÇA PARTE !

Gerson Carneiro: O avesso do avesso do avesso do avesso

publicado em 21 de janeiro de 2012 às 15:28

por Gerson Carneiro

“Alguma coisa acontece no meu coração…porque és o avesso do avesso do avesso do avesso”

Sim, vivemos, realmente, o tempo do avesso do avesso do avesso do avesso, outrora vivido pelo mano Caetano Veloso.

Algumas “feministas”  me acusam de machismo por defender que o debate realmente importante é a MP 557, e não a patifaria acontecida no BBB.

O que tenho feito é tentar chamar atenção para a questão que, de fato, invade o sagrado entorno das liberdades da alma feminina: a hipocrisia, que dentre outros males afeta o sagrado direito da mulher decidir se quer e quando ser mãe.

A febre é tão alta que essas mesmas  “feministas”,  atentas à patifaria do BBB e que me acusam de machismo, não percebem, ou ignoram, que a autoritária Medida Provisória nº 557 está sendo editada por um irônico factótum… macho. Aliás, tristemente não percebem, ou ignoram, a própria discussão da matéria factual da MP 557.

“Não é você quem tem que decidir o que é prioridade para as mulheres”, me diz uma “feminista” embriagada pelo histerismo do feitiço providencial da emissora para alavancar pontos na audiência do BBB.

Concordo. Não sou eu quem tem de decidir o que é prioridade para as mulheres. Mas creio também não são o tal Boninho, o Ministro Alexandre Padilha, o Pastor Malafaia, o bispo dom Luiz Gonzaga, a bancada evangélica no Congresso… Porém, tenho a impressão de que são esses que estão decidindo sobre a desatenção, ou sob o consentimento  de algumas “feministas”.

Grávida de quadrigêmeos que não está grávida.  Âncora de telejornal que afirma “já fomos mais inteligentes” sem tomar conhecimento de que a televisão nos deixa burros. Estupro em que há o estuprador e não há a estuprada…

E, agora,  para envergonhar essas mesmas “feministas”, o pai da suposta vítima do suposto estupro, admite que é a oportunidade da vida da filha. E nem a filha, nem a mãe, o desmente. É por isso que considero que a discussão que realmente interessa está além dos interesses particulares da família da vítima do suposto estupro do BBB.

“…és o avesso do avesso do avesso do avesso”.

Pai, perdoai. Elas não sabem o que fazem… Ou elas não entenderam que estão sendo manipuladas …

Orem, quem souber. Eu vou ler e tomar vinho. Amém.

Leia também:

Fernando Brito: “O espetáculo tem que continuar”

Manifesto exige imediata responsabilização da Globo no caso BBB

Rede Feminista de Saúde é contra a MP 557 por razões técnicas, éticas, políticas e conceituais

 

75 Comentários para “Gerson Carneiro: O avesso do avesso do avesso do avesso”

  1. [...] Gerson Carneiro: O avesso do avesso do avesso do avesso [...]

  2. qui, 26/01/2012 - 12:15
    ricardo_recife

    amigos, acho que há um consenso simples aqui : é claro que o estupro, consentido ou não, sem ser estupro ou não, queiram ou não a moça ou os pais, tem que ser apurado e ponto final. e a globo tem que levar uma grande chamada por isso, responder em juízo pelas imagens veiculadas no big brothel brasil(como diz o PHA).

    mas a MP 557 tem que ser olhada com muita atenção. o que gérson diz é do diferencial de relevância que as pessoas estão dando a esses temas. mas brasileiro é assim, gérson. as pessoas votam muito mais no BBB do que nas eleições dos nossos governantes e representantes.

    é muito grave a religião interferir nas leis. temos um estado laico. as pessoas toleram porque são, na maioria, das mesmas religiões de quem faz a lei. mas e se fosse instituindo regras segundo o talibã ? ficariam tão quietinhas ?

    cordiais saudações
    Ricardo
    Recife

  3. seg, 23/01/2012 - 19:45
    Luiza

    Mas que bela falsa analogia…
    Parece aquele pessoal "inteligentíssimo" que faz crítica a quem se importou muito com a morte do cachorro Yorkshire dizendo que outros crimes acontecem no mundo.

    Só o que vi nesse mês que passou foi gente reclamando dessa MP. http://blogueirasfeministas.com/2012/01/presente-

    Você deveria deixar a decisão do que as feministas deveriam defender para as próprias feministas, não? E ao invés de ficar patrulhando a militância alheia, devia estar divulgando a MP 557 e mostrando para quem ainda não conhece o retrocesso que é esse cadastro de gestantes.

  4. dom, 22/01/2012 - 22:36
    Rubens

    A tese de que “o debate realmente importante é a MP 557, e não a patifaria acontecida no BBB” é uma tese infeliz, porque 1) toma como excludente o que não é e 2) minimiza o que aconteceu nesse programa infame.
    Parece-me que o debate sobre o que o Gerson chama de “patifaria” é duplamente grave e relevante. Em primeiro lugar, porque estamos diante de uma suspeita de crime, de um estupro de vulnerável. Em segundo lugar, porque ele pode ter ocorrido numa emissora de TV que se deve pautar pelo que diz nossa Constituição.

  5. dom, 22/01/2012 - 16:03
    @luisk2017

    Eita que volto, em face da provocação Gersão.
    1) O caso do BBB é também gravíssimo. Independentemente da postura alienada da tal "sister" e da entrevista imbecil do pai dela. A idéia de que ela é a tal "vítima" propiciatória, que facilita as "coisas" e depois colhe as consequências, é equivocada.
    2) O caso da 557 (como da Rede Cegonha) remete ao debate do enfraquecimento do caráter universal (ainda que abstrato) do SUS e da polêmica envolvendo a existência de políticas que protegem a gravidez (o que é visto como uma política anti-aborto) e a ausência de passos concretos do Gov Dilma para constituir politicas que garantam os direitos reprodutivos das mulheres, sobretudo o legítimo direito de decidir "quando não quer manter a gravidez"!
    Acho que criticar a proeminência de uma reação (a do bbb) à da 557 revela o nível pouco radical (ou seja de raiz) e o extremismo (sectarismo) no debate. E os ataques pessoais são apenas um sintoma disso!

    • qua, 25/01/2012 - 9:56
      ricardo

      Pessoal, nas idas e vindas dos comentários de todos, pertinentes e inteligentes, fiquei aqui a pensar em hipóteses no caso desse lixo chamado BBB :

      hipótese 1 – a moça estava bêbada e não percebeu nada.
      hipótese 2 – a moça estava bêbada, mas percebeu.

      delas saem 2 desdobramentos :

      desdobramento 1 – ela é posta em posição de vítima, ele vilão(em qualquer dos casos)
      desdobramento 2 – a audiência sobe(em qualquer dos casos)

      pensemos nas 2 hipóteses seguintes:
      3 – foi tudo armado
      4 – não foi armado

      quem ganha com isso, em qualquer caso ? a globo.

      ameaças possíveis : a globo ser processada, danos de imagem.
      forma de contornar : induzir a moça e a sua família a minimizarem os fatos, culminando com a incrível declaração dos pais dela(oportunidade da vida dela, etc)
      resultado final : a moça ganha o BBB e a globo sai por cima. duvidam ?

      e alguém ainda acredita que aquilo tudo não é uma grande armação ?

      antes de ser patrulhado, aviso : são hipóteses apenas. pra cada um pensar.

      pão e circo. o povo já tem pão( a economia crescendo). o circo a globo monta. os palhaços ? quem assiste.

      cordiais saudações
      Ricardo
      Recife.

  6. dom, 22/01/2012 - 13:48
    Wildner Arcanjo

    Comparemos bananas com Laranjas: são frutas!

  7. Depois de a moça ter dito que não foi estuprada e o pai da mesma ter dito que "aquela era a chance dela", não sei o que ainda pretendem conseguir com o argumento de que ela foi estuprada.

    Tudo indica que não houve estupro. O que não torna legítimo o fato de a Rede Globo se prestar a veicular cenas de sexo na sua programação. É aí que reside o grande problema, já que a Constituição de nosso país afirma que:

    "Art. 221. A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios:

    I – preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas;

    II – promoção da cultura nacional e regional e estímulo à produção independente que objetive sua divulgação;

    III – regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei;

    IV – respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família."

    Alguém viu obediência a isso na cena objeto da celeuma atual?

  8. dom, 22/01/2012 - 10:31
    Lia Drumond

    machista e reacionário, sim…

  9. dom, 22/01/2012 - 9:26
    Janduir

    O Gerson reclamou foi que a MP557 está aí desde 26 de dezembro e o feminismo enquanto movimento social demorou muito pra reagir. Havia vozes feministas reagindo, com o apoio do VI O MUNDO e de muitos de seus leitores, mas as organizações feministas demoraram muito pra dar uma posição, o que só foi acontecer na segunda semana de janeiro.
    Entidades feministas repudiam MP do Nascituro – Marcha Mundial de Mulheres e Articulação de Mulheres Brasileiras pedem revogação imediata da medida (14 de janeiro de 2012 às 17:03) http://www.viomundo.com.br/politica/as-duas-maior
    Rede Feminista de Saúde é contra a MP 557 por razões técnicas, éticas, políticas e conceituais – Defende a sua retirada urgente do Congresso (20 de janeiro de 2012 às 12:50) http://www.viomundo.com.br/politica/rede-feminist
    E é verdade. Enqanto que sobre o Caso BBB dois dias depois já havia NOTAS e NOTAS ASSINADAS por quase todas organizações feministas do pais.
    Nesse sentido o Gerson Carneiro tem razão de dizer que até pareceu que o Estupro que não aconteceu no BBB era mais importante do que as maracutaias da MP557.

    • dom, 22/01/2012 - 10:53
      Joana Porto

      Janduir, eu penso que rola medo nas mulheres das entidades… vc pode ver nos comentários como "mulheres são contra mulheres". O machismo é muito grande entre as mulheres brasileiras. Aquelas que se alimentam da mídia hegemônica, das igrejas retrógradas. Mas me parece que os movimentos deveriam ter aproveitado o caso do BBB para trazerem à pauta as maracutaias da MP577. A Dilma está nos traindo, quero meu voto de volta.

      • dom, 22/01/2012 - 13:45
        beattrice

        Se houvesse recall neste caso, a coisa já teria degringolado.
        Não cumprir promessas de campanha é grave, mas praticar o oposto como se ve diariamente é estelionato.

  10. dom, 22/01/2012 - 1:53
    José Rezende Jr.

    Pq o comentarista escreve o tempo todo "feministas" entre aspas? Ele está querendo dizer que quem se indigna com a MP 557 é FEMINISTA de verdade, mas quem se indigna com o estupro de uma mulher indefesa e inconsciente exibido ao vivo (ou, ainda que seja, a simulação do estupro de uma mulher indefesa e inconsciente exibida ao vivo) é "feminista" de mentirinha?

    E o o absurdo dos absurdos é dizer que "E, agora, para envergonhar essas mesmas “feministas”, o pai da suposta vítima do suposto estupro, admite que é a oportunidade da vida da filha". Ora, o que o pai, a mãe, a filha (pressionada ou não pela Globo) ou a própria Globo dizem não diminui em nada a gravidade do fato. Mesmo que o estupro não passe de simulação para alavancar audiência, é inadmissível que um veículo de comunicação exiba como algo natural ("o amor é lindo!", disse Pedro Bial) uma mulher completamente bêbada, sem capacidade de reagir, sendo usada para a satisfação sexual de um homem. E se, por outro lado, o estupro aconteceu de fato, o "oportunismo", a "ganância" ou o "mau comportamento" da vítima não podem servir de atenuantes — ou seria o mesmo que condenar outras vítimas de violência sexual porque "não tinha nada que sair sozinha à noite", ou porque "com uma minissaia dessas, tava pedindo pra ser estuprada", ou porque "b*c*ta de bêbada não tem dono", etc etc etc.

    Seja como for, o episódio deveria nos envergonhar e indignar a todos – e não apenas a quem o comentarista chama de "feministas" entre aspas.

    • dom, 22/01/2012 - 10:55
      Joana Porto

      José, eu entendi as aspas como de mulheres que nada entendem de feminismo, que são machistas mesmo, que tem a cabeça feita pela mídia hegemônica e pelas igrejas..

    • dom, 22/01/2012 - 12:02
      Gerson Carneiro

      O sr. quase acertou.

      Feminista sem aspas é feminista em tempo integral e não escolhe episódio/causas para defender. Ainda que o espisódio/causa não passe na Rede Globo.

      Oras, se a "vítima" afirma que não houve estupro, não houve estupro. Se a "vítima" e sua família estão felizes e me dizem que o que ocorreu compensa, entendo que não há causa nobre nesse espisódio para indignação. Reservo minha indignação para injustiçados que têm sede de justiça. Agora, "injustiçado" que está contente com a "injustiça" sim é o absurdo dos absurdos.

      O que o pai, a mãe, a filha dizem diminui sim a gravidade do fato, neste caso. Já ouviu falar em ato consentido, incentivado, permitido?

  11. dom, 22/01/2012 - 1:51
    Fátima Oliveira

    Gerson, aprecie Lilia Diniz, uma amostra das mulheres do Brasilzão profundo, sertanejo…

    URDIDURAS
    Lilia Diniz*

    Teço dia após dia
    a mortalha que vestirei
    Por enquanto
    coloco botões
    pequenos, grandes e coloridos
    (caseio meus dias sempre antes de vivê-los)

    Nos bordados já prontos
    figuram borboletas
    que levarão o melhor de mim
    (restam duas ou três, não mais)

    A minha mortalha escolhe sua cor
    à medida que é tecida
    um dia é amarela
    no outro já é vermelha
    (nunca escolheu ser branca)

    E prego flores nos bordados intermináveis
    Há noites que experimento
    e sinto o gosto da morte
    confesso que gosto e gozo
    mas sou impelida a despir-me
    pra terminar de tecê-la
    (ainda hoje desmanchei um babado de cravos)

    * Poeta maranhense

    É apenas um convite para que visitem o blog da autora, onde tem mais: http://lilia-diniz.blog.uol.com.br/

    • seg, 23/01/2012 - 2:07
      Gerson Carneiro

      Lembranças de Morrer

      Quando em meu peito rebentar-se a fibra,
      Que o espírito enlaça à dor vivente,
      Não derramem por mim nem uma lágrima
      Em pálpebra demente.

      E nem desfolhem na matéria impura
      A flor do vale que adormece ao vento:
      Não quero que uma nota de alegria
      Se cale por meu triste passamento.

      Eu deixo a vida como deixa o tédio
      Do deserto, o poento caminheiro
      - Como as horas de um longo pesadelo
      Que se desfaz ao dobre de um sineiro;

      Como o desterro de minh'alma errante,
      Onde o fogo insensato a consumia:
      Só levo uma saudade – é desses tempos
      Que amorosa ilusão embelecia.

      Só levo uma saudade – é dessas sombras
      Que eu sentia velar nas noites minhas …
      De ti, ó minha mãe! pobre coitada
      Que por minha tristeza te definhas!

      De meu pai… de meus únicos amigos,
      Poucos – bem poucos – e que não zombavam
      Quando, em noites de febre endoudecido,
      Minhas pálidas crenças duvidavam.

      Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
      Se um suspiro nos seios treme ainda,
      É pela virgem que sonhei… que nunca
      Aos lábios me encostou a face linda!

      Só tu à mocidade sonhadora
      Do pálido poeta destes flores…
      Se viveu, foi por ti! e de esperança
      De na vida gozar dos teus amores.

      Beijarei a verdade santa e nua,
      Verei cristalizar-se o sonho amigo …
      Ó minha virgem dos errantes sonhos,
      Filha do céu, eu vou amar contigo!

      Descansem o meu leito solitário
      Na floresta dos homens esquecida,
      À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
      Foi poeta – sonhou – e amou na vida.

      Sombras do vale, noites da montanha
      Que minha alma cantou e amava tanto,
      Protegei o meu corpo abandonado,
      E no silêncio derramai-lhe canto!

      Mas quando preludia ave d'aurora
      E quando à meia-noite o céu repousa,
      Arvoredos do bosque, abri os ramos.
      Deixai a lua pratear-me a lousa!

      Álvares de Azevedo

  12. dom, 22/01/2012 - 0:23
    Amanda

    Gerson e demais membros do fórum,
    Tá aqui o motivo de tanta gente ter debatido as imagens do big brother. Pra quem ainda não entendeu o motivo das feministas estarem se manifestando, vale a pena ler esse post aqui:
    http://blogueirasfeministas.com/2012/01/em-caso-d

    Abraços

    Amanda

    • dom, 22/01/2012 - 10:11
      Joana Porto

      Amanda, o texto é um pouco explicativo, mas vejamos: se a mulher bebeu tanto, que não tem condições de decidir, de se livrar, ele, o homem também bebeu e não está em condições de decidir. Então, a mulher beber menos não é patrulhamento, é colocar consciência em seus atos. É dar-se conta que uma mulher bêbada é presa fácil para qualquer situação, tanto estupro, como ser roubada, ser assassinada… cont.

    • dom, 22/01/2012 - 10:11
      Joana Porto

      continuando… Não estou defendendo os homens, mas, se a bebida turva, retira a razão dos atos, é para os dois. E uma dica para vc, Amanda: apenas ler a MP 577 pode não nos mostrar o que está embutido. Eu sou uma pessoa com alguma cultura e não entendi apenas lendo. Optei por ler os textos de pessoas que trabalham com leis, que conseguem perceber "nas entrelinhas" o que não está dito claramente. Por isso a dica: leia alguns dos textos que estão abaixo deste post. ajuda no entendimento. Mas, vai outra dica para vc e para as demais mulheres: vamos ter cuidado com nosssas críticas, porque estamos nos voltando contra nós mesmas… vejo comentários de mulheres muito alienadas pela mídia e/ou igrejas e repetindo conceitos machistas e preconceituosos. MUITO CUIDADO, MULHERES! Nossa luta não deve ser contra o Gerson.

    • dom, 22/01/2012 - 11:04
      JOSE DANTAS

      Amanda,
      Li a matéria que vc sugere.
      Não estupre é lei.
      Não beba também deveria ser, como não cheire ou não fume, pois o álcool é droga e pesada.
      Ocorre que a mulher que enche a cara numa farra dessas não pode se surpreender com esse tipo de atitude, quando se expõe a vontade dos outros, que nem sempre bate com a sua.
      Os humanos são animais iguais aos demais quando o assunto é sexo e desejo.
      O estupro nessas circunstâncias só é interessante quando existe uma câmera por perto, como no caso da garota do BBB onde até a própria família reconhece que a mesma virou celebridade por baixo dos panos. Aliás, ela foi pra lá com esse objetivo, de uma forma ou de outra.

    • dom, 22/01/2012 - 12:11
      Gerson Carneiro

      Pois é Amanda, quanto ao caso do BBB, não negarei indignação quando for possível compartilhar da indignação da "sister". Há uma diferença entre a G e a "sister". Como posso partilhar a indignação de alguém que não está indignado?

      Abraços.

      • qua, 25/01/2012 - 2:25
        Catarina

        Podemos inferir, então, que você não se indignaria com o jogo de arremesso de anões, tendo em vista que, os que dele participavam, estavam de acordo com o jogo, sob a alegação de que recebiam salários condizentes e que devido a sua condição de anão eram discriminados em empregos normais, sendo aquela a sua forma de se sustentar.
        Sem juízo de valor com relação ao seu post. Apenas fazendo um contraponto…

  13. sáb, 21/01/2012 - 23:59
    Jairo_Beraldo

    Cunpadi Gersu, é mais facil subí de ponta cabeça cuns dente um alambrado qui botá juizu nessas "feminista"…por isto amo as mulé…elas são mais inteligentes!

  14. sáb, 21/01/2012 - 23:42
    SILOÉ-RJ

    Enquanto alguns pais sonham em colocar suas filhas na universidade, outros sonham em coloca-las no BBB, um bordel disfarçado, não se importando com qualquer tipo de esposição, desde que ela ganhe dinheiro e fique "famosa", o que raramente acontece.

  15. sáb, 21/01/2012 - 23:00
    Mariana

    Gente, este cara é o pai da garota mesmo? Ela de fato está no lugar que deve estar.

  16. sáb, 21/01/2012 - 22:59
    Mariana

    Tudo isso é para desviar a atenção do que realmente interessa, Gerson. E conseguiram audiência, desviaram o assunto com um mais idiota ainda "Luiza está no Canadá".

    Não vai dar em nada todo este estardalhaço porque ninguém vai ter coragem de punir a Globo.

  17. sáb, 21/01/2012 - 22:19

    Boa noite.

    Como sempre, um Gerson Carneiro engajado, sem ter medo de "dar a cara para bater" (é a cara do Blog, que teve a coragem de colocar estes temas a serem discutidos, e o foram, até certo ponto, mesmo com alguns postantes tentando – em vão, na minha nem um pingo humilde opinião – interditar o debate, vide caso da MP do Vaticano).

    O pai da moça protagonista do filme "BBB – O Estupro ao Vivo" (temo que o próximo vá ter, a desejo do cretino "Boninho" o subtítulo "BBB – Assassinato ao Vivo") apenas referenda e corola a máxima da Lei de Gérson (o da Seleção de '70, o qual carregará para sempre este mote), "Tem que Levar Vantagem em Tudo, Certo?". Quer dizer, por incrível que pareça, não admira. Não admira a uns, que já estão anestesiados de tanta violência (física, institucional, simbólica, etc.); não admira também aos que entendem que a vida não admite surpresa e que a decorrência desta lavagem cerebral da televisão só poderia redundar nisto que aí está.
    Parabéns ao Blog por não se abater e não deixar que se interdite o que deve ser debatido. Parabéns ao articulista, não só por este presente trabalho, mas por toda sua luta e pela sua pugna por uma sociedade humana.

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

  18. sáb, 21/01/2012 - 22:15
    ZePovinho

    Fica tranquilo,Gerson!! Minha mulher é feminista e desce a ripa me chamando de machista.Eu não ligo.Ela me ama, mesmo assim.
    Continuo com minhas pirações no mundo da conspiração.Agora o Olavão inventou que o Alex Jones é um espião russo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Socorro,Rodrigo AFT!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    http://fimdostempos.net/11-de-setembro-por-que-ol

  19. Que tristeza ler isso aí, Gerson Carneiro.. Que tristeza que dá.

  20. Concordo totalmente com a Amanda. Gerson, vc é uma pessoa boa, mas está totalmente equivocado sobre a questão. Não se trata de BBB, mas de um caso de estupro, seja onde for, quem é de esquerda e tem apreço pelos Direitos Humanos tem que se indignar, não importa onde tenha sido o estupro. Quer dizer que, pra ser de "esquerda", mas de "esquerda" mesmo, temos que achar que a moça "mereceu" e que ela é participante do BBB, está em busca de dinheiro (nosso povo está em busca de dinheiro e ser celebridade, na maior parte, Gerson, isso é questão que não podemos ignorar e tem raízes profundas), se ela está no BBB não é gente? Não merece que nos indgnemos e que o caso até sirva de conscientização para as brasileiras e brasileiros que acham que o corpo da mulher é um pedaço de carne, um objeto que eles podem usar a bel prazer? Que "esquerda" é essa sua, Gerson? Só se importa com questões do governo Dilma e se o estupro foi na emissora inimiga, a moça mereceu? Que tipo de esquerdista é você, Gerson? Que tipo de Política você defende? Quanto fanatismo ligar este caso à MP. Se o PT deixar de existir, você não terá mais motivo pra respirar, pra existir, Gerson? E danem-se as outras "causas" que são sim da esquerda, como a luta contra o machismo, opressão da mulher, objetificação da mulher, violência contra a mulher?
    Triste, muito triste seu fanatismo cego e recheado de preconceito e machismo. Triste..

  21. sáb, 21/01/2012 - 21:31
    Henrique

    BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.

    Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

    Curtir o Pedro Bial
    E sentir tanta alegria
    É sinal de que você
    O mau-gosto aprecia
    Dá valor ao que é banal
    É preguiçoso mental
    E adora baixaria.

    Há muito tempo não vejo
    Um programa tão 'fuleiro'
    Produzido pela Globo
    Visando Ibope e dinheiro
    Que além de alienar
    Vai por certo atrofiar
    A mente do brasileiro.

    Me refiro ao brasileiro
    Que está em formação
    E precisa evoluir
    Através da Educação
    Mas se torna um refém
    Iletrado, 'zé-ninguém'
    Um escravo da ilusão.

    Em frente à televisão
    Longe da realidade
    Onde a bobagem fervilha
    Não sabendo essa gente
    Desprovida e inocente
    Desta enorme 'armadilha'.

    Cuidado, Pedro Bial
    Chega de esculhambação
    Respeite o trabalhador
    Dessa sofrida Nação
    Deixe de chamar de heróis
    Essas girls e esses boys
    Que têm cara de bundão.

    O seu pai e a sua mãe,
    Querido Pedro Bial,
    São verdadeiros heróis
    E merecem nosso aval
    Pois tiveram que lutar
    Pra manter e te educar
    Com esforço especial.

    Muitos já se sentem mal
    Com seu discurso vazio.
    Pessoas inteligentes
    Se enchem de calafrio
    Porque quando você fala
    A sua palavra é bala
    A ferir o nosso brio.

    Um país como Brasil
    Carente de educação
    Precisa de gente grande
    Para dar boa lição
    Mas você na rede Globo
    Faz esse papel de bobo
    Enganando a Nação.

    Respeite, Pedro Bial
    Nosso povo brasileiro
    Que acorda de madrugada
    E trabalha o dia inteiro
    Da muito duro, anda rouco
    Paga impostos, ganha pouco:
    Povo HERÓI, povo guerreiro.

    Enquanto a sociedade
    Neste momento atual
    Se preocupa com a crise
    Econômica e social

    Você precisa entender
    Que queremos aprender
    Algo sério – não banal.

    Esse programa da Globo
    Vem nos mostrar sem engano
    Que tudo que ali ocorre
    Parece um zoológico humano
    Onde impera a esperteza
    A malandragem, a baixeza:
    Um cenário sub-humano.

    A moral e a inteligência
    Não são mais valorizadas.
    Os "heróis" protagonizam
    Um mundo de palhaçadas
    Sem critério e sem ética
    Em que vaidade e estética
    São muito mais que louvadas.

    Não se vê força poética
    Nem projeto educativo.
    Um mar de vulgaridade
    Já tornou-se imperativo.
    O que se vê realmente
    É um programa deprimente
    Sem nenhum objetivo.

    Talvez haja objetivo
    "professor", Pedro Bial
    O que vocês tão querendo
    É injetar o banal
    Deseducando o Brasil
    Nesse Big Brother vil
    De lavagem cerebral.

    Isso é um desserviço
    Mal exemplo à juventude
    Que precisa de esperança
    Educação e atitude
    Porém a mediocridade
    Unida à banalidade
    Faz com que ninguém estude.

    É grande o constrangimento
    De pessoas confinadas
    Num espaço luxuoso
    Curtindo todas baladas:
    Corpos "belos" na piscina
    A gastar adrenalina:
    Nesse mar de palhaçadas.

    Se a intenção da Globo
    É de nos "emburrecer"
    Deixando o povo demente
    Refém do seu poder:
    Pois saiba que a exceção
    (Amantes da educação)
    Vai contestar a valer.

    A você, Pedro Bial
    Um mercador da ilusão
    Junto a poderosa Globo
    Que conduz nossa Nação
    Eu lhe peço esse favor:
    Reflita no seu labor
    E escute seu coração.

    E vocês caros irmãos
    Que estão nessa cegueira
    Não façam mais ligações
    Apoiando essa besteira.
    Não deem sua grana à Globo
    Isso é papel de bobo:
    Fujam dessa baboseira.

    E quando chegar ao fim
    Desse Big Brother vil
    Que em nada contribui
    Para o povo varonil
    Ninguém vai sentir saudade:
    Quem lucra é a sociedade
    Do nosso querido Brasil.

    E saiba, caro leitor
    Que nós somos os culpados

    Porque sai do nosso bolso
    Esses milhões desejados
    Que são ligações diárias
    Bastante desnecessárias
    Pra esses desocupados.

    A loja do BBB
    Vendendo só porcaria
    Enganando muita gente
    Que logo se contagia
    Com tanta futilidade
    Um mar de vulgaridade
    Que nunca terá valia.

    Chega de vulgaridade
    E apelo sexual.
    Não somos só futebol,
    baixaria e carnaval.
    Queremos Educação
    E também evolução
    No mundo espiritual.

    Cadê a cidadania
    Dos nossos educadores
    Dos alunos, dos políticos
    Poetas, trabalhadores?
    Seremos sempre enganados
    e vamos ficar calados
    diante de enganadores?

    Barreto termina assim
    Alertando ao Bial:
    Reveja logo esse equívoco
    Reaja à força do mal.
    Eleve o seu coração
    Tomando uma decisão
    Ou então: siga, animal.

    FIM

    • dom, 22/01/2012 - 21:53

      Boa noite.

      Vi este cordel no Conversa Afiada, antes mesmo de o "estupro virtual" acontecer (virtualmente, claro).
      Henrique, este cordelista (dos "bão") não é só cordelista. Se bem que ser cordelista já é uma façanha (belíssima manifestação da cultura popular). Este carinha é vidente.
      Um conselho: não convide para a mesma mesa o cordelista Antonio Barreto e o Pedro Bial (aquele do "ah, o amor é lindo")…
      Ah, ah, ah…

      :-)

      Morvan, Usuário Linux #433640.

  22. Os seres humanos estão muito emburrecidos pela tv e pela internet também. Desde que inventaram o telefone não temos a mesma capacidade intelectual. As feministas são ainda mais burras. Planejam ter os mesmos direitos/deveres que os homens e ousaram até mesmo questionar um macho esquerdista, não emburrecido por coisas menores, como BBB. Como pode haver quem defenda a ideia radical de que mulheres são gente? Como pode uma mulher acusar um bom macho esquerdista de ser machista? Essas feministas manipuladas pelo feminismo…
    Além disso, as feministas estão se apegando a questões menores. De que importa a vítima, se ela é uma bêbada, alpinista social, com histórico de promiscuidade afetiva? Vamos à causa não ao corpo! O que vale é a causa! O ser humano é "coisa" menor.

    (Para os emburrecidos, que estão se emburrecendo por meio desse texto eletrônico, isso é ironia!)

    • seg, 23/01/2012 - 10:24
      Gerson Carneiro

      Não sei aonde vai parar a intolerância desse Mulherismo. A gente não podemos nem ter uma opinião diferente. Que coisa…

  23. sáb, 21/01/2012 - 21:05
    Gerson Carneiro

    Quem me dera acreditar
    Que não acontece nada, de tanto brincar com fogo,
    Que venha o fogo então.

    Esse ar deixou minha vista cansada.

    Nada demais…
    Nada demais…
    Nada demais.

    Fábrica – Legião Urbana

  24. sáb, 21/01/2012 - 21:02
    Andrea

    É o avesso do avesso mesmo. A suposta estuprada nega o crime e não está nem aí, bem como sua família, mas mesmo assim tem gente que insiste na história. Mulher que vai pro BBB quer mais é dar mesmo e quem assiste quer mais é baixaria mesmo. Ponto. Agora a MP. Li toda e não vi problema.Nenhuma gravida reclamou.Pode não ser a melhor das ideias, mas é protetiva sim. Proteje inúmeras mulheres que querem ter os filhos, mas não podem arcar com atendimento decente. Eu mesma, se não tivesse plano de saúde, não sei se minha filha estaria aqui depois do problema que tive no fim da gravidez. Aí vem esses marmanjos quererem discutir descriminalização do aborto em uma MP. Importante tb, mas são coisas diferentes. Vão infernizar os parlamentares no Congresso. A hora é essa. Uma comissão de juristas já está trabalhando na reforma do Código Penal. Pressão neles para retirada do artigo 124. Mas deixem as gravidas que querem ter os bebês receberem atendimento adequado. A mortalidade materna no Brasil é uma vergonha internacional.

    • dom, 22/01/2012 - 0:53
      beattrice

      A MP 557 não vai colaborar para a melhora do atendimento à saúde da mulher.
      O endereço pra defender o Torquemada é no outro post por favor.

      • dom, 22/01/2012 - 10:16
        Joana Porto

        Concordo com vc, Beatttrice. E Gerson, algumas mulheres que o atacaram, talvez não sejam feministas, talvez sejam mulheres reprodutoras da mídia dominante, e de alguma igreja. Vc está muito certo. Eu não entendi porque não foi aproveitado o momento do assunto BBB para fazer link com a MP 557. É uma oportunidade única, com espaço nas diferentes mídias e as pessoas envolvidas. É uma pena que não tenham enxergado a oportunidade. Se pegarmos a MP sozinha, vai acontecer como essa moça que postou contra vc, a Amanda.

      • dom, 22/01/2012 - 18:54
        Andrea

        É preciso ser muito limitado para achar que quem defende a MP é fundamentalista religioso ou alienado que só lê a grande imprensa. Eu li e reli a MP no site do Planalto. Relacionar um tema tão sério desse com a estupidez que é o BBB é bizarro. O Brasil foi criticado pela OMS pela elevada mortalidade materna. Está longe de cumprir a meta. Sou favorável à descriminalização do aborto. Mas só o Legislativo pode fazer isso, nunca o Executivo, ainda mais via MP. Por fim, gosto das ideias do Gerson Carneiro, mas não concordo com todas.

    • dom, 22/01/2012 - 15:52
      Wildner Arcanjo

      E tem gente que vai te taxar de "fundamentalista religiosa". Eu te chamaria de humanista.

  25. sáb, 21/01/2012 - 21:00
    JottaElle

    "A Televisão
    Me deixou burro
    Muito burro demais
    Oi! Oi! Oi!
    Agora todas coisas
    Que eu penso
    Me parecem iguais
    Oi! Oi! Oi!…"
    http://letras.terra.com.br/titas/49002/

  26. sáb, 21/01/2012 - 20:10
    Janah

    Gerson Carneiro
    Inteligente e bem humorado como sempre
    (mesmo com uma Amália por perto ou não)

  27. Meio ruim de conseguir fazer um processo de estupro desse jeito. A moça disse que não foi nada e o pai disse que estava tudo bem… O que se há de fazer? Como o Juiz daria uma sentença condenando um camarada por estupro quando a suposta vítima nega a materialidade do delito? Não sei, só sei que querem que seja assim…

  28. sáb, 21/01/2012 - 19:48
    Amanda

    Claro Gerson, pra você tá tudo certo. Você não faz a mais leve ideia dos comentários que surgiram a partir das imagens veiculadas pelo BBB. Você não sabe que para o senso comum, para o pai da garota, não importa, a lei não é importante. Importante é ganhar o milhão no BBB. Mesmo que para isso você tenha que reforçar o senso comum entre as pessoas de que "passar a mão" numa mulher inconsciente é uma coisa natural para um homem. Para muita gente quando uma mulher bebe automaticamente os homens têm o direito de se aproveitarem dela. Se você considera uma detalhe menor a televisào brasileira premiar esse tipo de comportamento social que é tão nefasto e que prejudica tantas mulheres anônimas em bares e micaretas da vida, bem, então eu acho que o seu raciocínio político é muito raso.

    • Claro Gerson, pra você tá tudo certo. Você não faz a mais leve ideia dos comentários que surgiram a partir das imagens veiculadas pelo BBB. Você não sabe que para o senso comum, para o pai da garota, não importa, a lei não é importante. Importante é ganhar o milhão no BBB. Mesmo que para isso você tenha que reforçar o senso comum entre as pessoas de que "passar a mão" numa mulher inconsciente é uma coisa natural para um homem. Para muita gente quando uma mulher bebe automaticamente os homens têm o direito de se aproveitarem dela. Se você considera uma detalhe menor a televisào brasileira premiar esse tipo de comportamento social que é tão nefasto e que prejudica tantas mulheres anônimas em bares e micaretas da vida, bem, então eu acho que o seu raciocínio político é muito raso.

      • seg, 23/01/2012 - 8:07
        Gerson Carneiro

        "…bem, então eu acho que o seu raciocínio político é muito raso."

        Bem, o ACHAR é democrático.

    • sáb, 21/01/2012 - 23:25
      ZePovinho

      Gente……não sei o porquê de negativarem a Amanda.Ela falou o que pensa,não ofendeu o Gerson.Aqui nesse espaço,pelo menos,gente,não devia haver patrulha.

      • dom, 22/01/2012 - 0:47

        Boa noite.

        Isso mesmo, caro ZePovinho. Até acho que ela, a Amanda, "pisou um pouco o acelerador" (não que, a partir da inferência do "raciocínio raso", alguém vá achar isso do Gerson carneiro). Gerson Carneiro é um dos nossos melhores debatedores. Ponto.
        Agora, que tal se privilegiássemos o debate? Sem qualquer tipo de patrulhamento?
        Gostei da maneira como você enfocou a qualificação do raciocínio de Amanda. É discutir, analisar, crescer. Jamais fazer "guerra santa".

        :-)

        Morvan, Usuário Linux #433640.

      • dom, 22/01/2012 - 15:50
        Wildner Arcanjo

        Mais uma vez Morvan? Não somos reacionários, nem racistas, tão pouco preconceituosos?

      • dom, 22/01/2012 - 16:19
        ZePovinho

        Ela falou o que pensava,Morvan.Esse tema de abuso com mulheres é horrível.Eu também não concordo em abusar de mulher só porque ela bebeu demais.No caso do BBB a moça foi abusada e teve de negar para não ser expulsa da casa mais adiante.Até parece aquele caso do campeonato de arremesso de anões,proibido na Flórida em 1989,que o Renanto Janine Ribeiro fala.
        Quando eu estava na faixa dos vinte anos,lá nos anos oitenta,ninguém tinha o menor orgulho de dizer que tinha transado com uma mulher sem ela querer.Qual o chance que essa moça teve de dizer a verdade?
        Eu sou meio machista,admito,mas nunca abusei de mulher,nunca bati em mulher,nunca fiz nada contra além da acomodação que tenho em cuidar das tarefas aqui de casa quando a patroa manda.
        Não custa nada ser cavalheiro.Se você notar que ela está muito embriagada,pegue o telefone,endereço,etc.Melhor fazer amor com uma mulher plena de si do que um vegetal que a mídia quer transformá-las.
        Enfim,Morvan,é isso aí.Podem dizer o que quiserem,mas mulher a gente deve tratar com respeito e carinho.

        BIG BROTHERS E ARREMESSO DE ANÕES

        " Existem direitos dos quais não se pode abrir mão. Por exemplo, não posso entender que a liberdade que tenho sobre mim mesmo me autorize a me escravizar. Ou a autorizar outra pessoa a me matar – isso continua sendo um crime. Da mesma forma, existe um elemento da dignidade que não deveria ser violado. Um exemplo são os campeonatos de arremesso de anões (o da Flórida, nos EUA, foi proibido em 1989). Os anões estavam de acordo com o jogo. Mas por quê? Certamente por necessidade. Se você admitir que uma sociedade possa acuar as pessoas até a fome e, nessa situação, elas aceitem situações degradantes para divertir outras, está admitindo o sadismo e a crueldade como coisas normais" (Renato Janine Ribeiro, sobre dignidade e BBBs; Estadão; 22-01-2012).

        (Carta Maior; Domingo; 22/12/ 2012)

      • dom, 22/01/2012 - 19:33

        Boa noite.

        Ela falou o que pensava. Indo à gênese do porquê do respeito, respeitar o direito do outro de pensar e de expor. Concordo.
        Quanto à questão dos anões, ZePovinho, é profundamente triste até de pensar. É a mania humana(?) de fazer galhofa com as minorias (sem trocadilho).
        Na verdade, quando eu não respeito o outro é que já não há mais respeito por mim, é sinal de que eu me descaracterizei como humano.

        :-)

        Morvan, Usuário Linux #433640.

      • dom, 22/01/2012 - 4:21
        Julio_De_Bem

        Falar o que pensa= negativo aqui.

        Mas amanda, eu acho que uma maior de idade que bebe até ficar quase inconsciente (e pelo que dizem ela nao estava), vai pra cama aos beijos com um homem, fica de pegação, admite a pegação, é uma coitadinha? Ela não sabia que o alcool deixaria ela fora da casa? Pra mim não foi estupro, pelo simples fato de que, pelo que sei, deitou na cama e tava gemendo de prazer e bem acordada, então não me venha com esse papo de a mulher que bebe, beija um homem, vai pra cama com ele, dá a noite toda quando bebada, é uma vítima. Fez por que quiz e por que gosta. Se há estupros por aí, sim há, há gente que bota coisa na bebida e se aproveita. Mas nesse caso aí, e em muitos outros que vc tenta englobar, não passa de uma relação sexual consentida, que usa o estupro como forma de desculpa pra uma consciência pesada.

      • dom, 22/01/2012 - 10:40
        André

        Perfeito.

      • dom, 22/01/2012 - 12:42
        dalvina

        concordo

      • dom, 22/01/2012 - 15:49
        Wildner Arcanjo

        Consciência pesada de quem? Ela admitiu que foi consensual? A não ser que ( talvez supostamente)
        tomem-se as dores dos outros sob uma pseudo-consciência-pesada-coletiva?

      • dom, 22/01/2012 - 22:42
        Julio_De_Bem

        sim ela admitiu

      • dom, 22/01/2012 - 19:26
        Andrea

        Uai! Achei que dar + ou – em um comentário era apenas expressar se concorda ou não com aquele pensamento. Não sabia que o simples apertar de um botão era patrulha. Eu Hein!

    • dom, 22/01/2012 - 11:41
      Curioso

      Este assunto deveria ser tratado com bastante responsabilidade por todos. Quem disse que "passar a mão numa mulher inconsciente é natural para um homem foi você. O que se sabe é que a "vítima" diz que estava consciente (afinal estava debaixo do edredon e ninguém poderia ver nada) e desejava as caríicas, mesmo tendo se arrependido no dia seguinte.
      Creio que neste caso as pessoas que acusaram sem prova deveria ter a coragem de dizer que estavam erradas.

  29. sáb, 21/01/2012 - 19:37
    Fabio_Passos

    Não sei se entendi bem a questão, mas um estupro transmitido em rede de TV é algo impressionante. Não vejo sentido em esperar que as feministas não reajam contra esta violência terrível contra a mulher.

    • dom, 22/01/2012 - 8:54
      dalvina

      um ditado que esta se tornando popular!!! dinheiro na mão calcinha no chão…tem situações que não tem como defender nem mulher nem homem, estando sóbrios já é complicado, imagina ambos bebados

  30. sáb, 21/01/2012 - 19:35
    beattrice

    Assino abaixo.

  31. sáb, 21/01/2012 - 19:26
    Fátima Oliveira

    Caaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalma Gerson! Sem dúvida que são incompreensões típicas de pessoas retardatárias. Vamos dar os devidos descontos. Muita gente não entendeu um monte de coisas ainda, até porque há coisas de difíci entendimento; há outras que aparecem vestidas de cordeiros e são lobos… Por aí.

  32. sáb, 21/01/2012 - 19:11
    JOSE DANTAS

    "sagrado direito da mulher decidir se quer e quando ser mãe."

    A não ser no caso do estupro de verdade, o que não inclui aquele arremedo do BBB, a mulher engravida quando quer.
    Agora, o fato de se arrepender e botar fora o futuro filho, ou nascituro, assim como se fosse um resíduo sólido qualquer, pode ser encarado com absoluta normalidade em se tratando de um ser supostamente dotado do amor materno?

    • dom, 22/01/2012 - 10:22
      Joana Porto

      José, o que vc disse demonstra sua falta de conhecimento. A mulher NÃO ENGRAVIDA quando quer, por haver homens como vc…

  33. sáb, 21/01/2012 - 18:20
    msky

    Gerson, gostei do texto e concordo com seus argumentos.
    Mas meu comentário é sobre outra coisa, sobre a loucura (no bom sentido) que são os blogs!
    O Gerson é um comentador tão costumaz nos blogs, que de leitor e comentador vira ele mesmo autor.
    Quando lemos um jornal ou uma revista em papel impresso – ou em sites como globo.com – somos leitores solitários, não há como interagir, como expressar sua concordância ou discordância com a notícia, expor seus argumentos, e também não há como saber o que os outros estão pensando a respeito do conteúdo e do modo como os fatos são noticiados. Mas com os blogs, o modo de interação com o público é bem diferente, segue outra dinâmica. Eu acho isso tudo muito incrível, esse contato direto tanto com o autor como entre os leitores.

    • dom, 22/01/2012 - 21:59

      Boa noite.

      Bem observado, Msky.

      Nos Blogues (principalmente os "sujos") o diferencial é a interatividade. Se você concorda ou discorda de algo, quase em tempo real se dá a discussão sobre o tópico.
      Aproveitando o mote Caetano / Gerson Carneiro, é o avesso do avesso do avesso da "comunicação de via única (sic!)".

      :-)

      Morvan, Usuário Linux #433640.

  34. sáb, 21/01/2012 - 18:20
    FrancoAtirador

    .
    .
    PARA ILUSTRAR O LÚCIDO ARTIGO DE GERSON CARNEIRO:

    [youtube cS6yeTXX-KM http://www.youtube.com/watch?v=cS6yeTXX-KM youtube]

    O MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES NÃO ADVERTE:

    ESTE VÍDEO CONTÉM CENAS IMPRÓPRIAS PARA MENORES DE 180 ANOS*

    *As da RBS, óbvio !

  35. sáb, 21/01/2012 - 17:41
    maria rosa

    Ola Gerson, vc o disse muito bem: estamos vivendo o avesso, do avesso, do aves…, o pai da moça do bbb e as feministas a quem vc. se refere estao "emburrecidos" pela tv de todo dia, amem!!!

Comentar