VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

CPI do Cachoeira pede indiciamento de Perillo, Lereia e Cavendish e investigação de Gurgel


21/11/2012 - 11h04

CPI do Cachoeira vai pedir indiciamento de Perillo, Lereia e Policarpo e investigação de Gurgel  

por Conceição Lemes

O  relator da CPI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), vai apresentar nesta quarta-feira 21 o relatório final dos trabalhos da comissão.  Pedirá o indiciamento de 46 pessoas envolvidas com a quadrilha do bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e a investigação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Entre os apontados como integrantes da quadrilha estão: o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), o deputado federal Carlos Lereia (PSDB-GO), o empresário Ricardo Cavendish, ex-presidente da Delta, e o jornalista  Policarpo Junior, diretor da revista Veja, em Brasília.

“As investigações demonstraram que o Policarpo não só atendia aos pedidos de matéria de interesse da  organização criminosa mas também a usava para obter ilicitamente provas para embasar as suas reportagens”, afirma o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), vice-presidente da CPI do Cachoeira. “Quanto ao procurador Roberto Gurgel, a solicitação de investigação é por ele não ter feito o que deveria no cargo que ocupa.”

A convocação de Policarpo para depor CPI gerou polêmica durante os 180 dias que duraram a CPI. A proposta foi feita várias vezes por parlamentares petistas e pelo senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), mas não conseguiu maioria.  Apenas PT, PCdoB, PSB e PTB apoiaram-na, contabilizando 11 dos 32 votos. Os parlamentares da oposição (PSDB, DEM e PPS), contrários à convocação, contaram com o aval de PDT e PMDB, que acabaram como fiéis da balança em favor do jornalista.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

CPI do Cachoeira adia leitura do relatório final « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de novembro de 2012 às 13h02

[…] CPI do Cachoeira pede indiciamento de Perillo, Lereia e Cavendish e investigação de Gurgel Najla Passos: Barbosa quer que STF decida pela cassação dos deputados Supremo livra Perillo de depor à CPI do Cachoeira […]

Responder

Nassif: Relatório da CPI do Cachoeira mostra ligações diretas entre jornalistas e crime organizado « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de novembro de 2012 às 10h13

[…] CPI do Cachoeira pede indiciamento de Perillo, Lereia e Cavendish e investigação de Gurgel Najla Passos: Barbosa quer que STF decida pela cassação dos deputados Supremo livra Perillo de depor à CPI do Cachoeira […]

Responder

Marat

21 de novembro de 2012 às 23h01

Aposto um rim como não vai dar em nada. A súcia PSDB/PIG se autoblinda e conta com o apoio de uma Têmis vesga!

Responder

CPI do Cachoeira: Íntegra do relatório final « Viomundo – O que você não vê na mídia

21 de novembro de 2012 às 19h25

[…] CPI do Cachoeira pede indiciamento de Perillo, Lereia e Cavendish e investigação de Gurgel Najla Passos: Barbosa quer que STF decida pela cassação dos deputados Supremo livra Perillo de depor à CPI do Cachoeira […]

Responder

Relator da CPI do Cachoeira pede indiciamento de Policarpo Júnior e mais quatro jornalistas « Viomundo – O que você não vê na mídia

21 de novembro de 2012 às 19h21

[…] CPI do Cachoeira pede indiciamento de Perillo, Lereia e Cavendish e investigação de Gurgel Najla Passos: Barbosa quer que STF decida pela cassação dos deputados Supremo livra Perillo de depor à CPI do Cachoeira […]

Responder

Aristharco

21 de novembro de 2012 às 18h53

Domínio do Fato para o senhor Civita Jà!!! ou dois pesos e duas medidas…

Responder

Jayme Vasconcellos Soares

21 de novembro de 2012 às 15h58

Os brasileiros devem ser melhor informados sobre os senadores que estão defendendo criminosos, como o governador de Goiás Marcone Perillo, Roberto Gurgel, que pratica prevaricação do MP, escondendo Processos de crimes de colarinho branco,o diretor da revista veja, Policarpo Junior, o empresário Ricardo Cavendish e outros membros desta enorme quadrilha. Aqueles parlamentares, que querem impedir o indiciamento e convocação destes canalhas para depor na CPI do Cachoeira, devem ser lembrados e expurgados nas próximas eleições.

Responder

Geraldo

21 de novembro de 2012 às 15h47

Quanto a Cachoeira e Marconi Perillo, teriam que ser indiciados. A surpresa pra mim é Policarpo e Veja. Parece que, até que enfim, os deputados tão tomando corajem. Vamos ver. Este dito procurador também não é flor que se cheire.

Responder

italo

21 de novembro de 2012 às 15h42

As decisões de Instituições do País não estão sujeitas ao crivo popular, mas ao crivo do PIG, que supõe ser a sua opinião, os anseios da sociedade. O mais tosco em tudo isso é que só tem anseio popular sobre aquilo que a globo pauta. Faça o teste de fidelidade: critique as privatizações, a primeira pedrada é da globo, depois do PSDB.

Responder

elizabeth pretel

21 de novembro de 2012 às 14h16

Ué, pro Civita não tem “domínio do fato”???

Responder

Fernando Soares

21 de novembro de 2012 às 14h11

De acordo com o STF, o Civita também deverá ser condenado e preso sem maiores problemas pois ele tinha o “Domínio do Fato”, sendo o chefe da quadrilha, quer dizer, dos jornalistas da sucursal em brasília.
Cadeia neles.

Responder

maria olimpia

21 de novembro de 2012 às 13h26

Foi o que deu para fazer, infelizmente!
Mas, como sempre, a “cobrança” só é feita ao PT!

Responder

Urbano

21 de novembro de 2012 às 12h41

E o cievita, nada? E por que não foi indiciado? Por pura inocência do que ocorria entre o policarpo e a quadrilha bandida do carlos cachoeira é que não era, não é verdade?

Responder

Eduardo Oliveira

21 de novembro de 2012 às 11h57

O senador Collor, como um D. Quixote, tem granjeado muito em prol de nossa democracia.
Eduardo Oliveira

Responder

Fabio

21 de novembro de 2012 às 11h50

Será que vão aprovar esse relatorio?duvido, o medo que eles tem da midia golpista é grande demais.
Esse Gurgel, um verdadeiro patife no papel de procurador do crime.

Responder

francisco niterói

21 de novembro de 2012 às 11h27

E no novo Brasil surgido do julgamento da AP 470, já podemos contabilizar:

-soltura do cachoeira. E a mukta deste “empresario” foi de 3 mil reais. Vcs se lembram do valor da multa do genoino?

– liminar suspendendo depiimento do perilo e talvez ate o indiciamento.

A turma da direita, aqueles de boa vontade, ainda nao percebeu que isto nao é bom pra democracia. Alias, so vao perceber quando, por ironia da vida, forem vitimas de “jurisorudencia contra petista”. Afinal de contas, sempre é possivel topar de frente com um procurador ou juiz com interesse diverso.

Responder

Bertold

21 de novembro de 2012 às 11h25

Na “faia” de sp o mensalão tucano é apenas “suposto”. Entenderam né!!
A melhor do dia, por enquanto, é que jb deu prazo de 40 dias para que sejam ouvidos as testemunhas do mensalão tucano, inclusive determinando que os juízes do caso levem corecitivamente áqueles que faltarem as audiências. É jb querendo fazer média.

Responder

Willian

21 de novembro de 2012 às 11h12

E ainda livrou o Agnelo Queiroz. Satisfeitos?

Responder

    Reinaldo

    21 de novembro de 2012 às 15h56

    Sir Willians. Tenha competência para defender os seus cupinchas. Ficou provado o agnelo barrou as falcatruas do cachoeira no DF.

Regina Braga

21 de novembro de 2012 às 11h09

O caneta vai deixar de escrever e vai ser escrivinhado!!!Chegaremos aos quadrilheiros midiáticos!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.