VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Sindicalistas consideram Serra e PSDB “inimigos da classe trabalhadora”


11/10/2012 - 23h12

11 DE OUTUBRO DE 2012 – 19H59

Dirigentes das centrais sindicais selam apoio a Haddad

do Vermelho

Dirigentes das principais centrais sindicais preparam um ato público na quarta-feira (17), às 12h, para oficializar o apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições, em São Paulo (SP). O evento contará com a presença do ministro do Trabalho, Brizola Neto (PDT-RJ), contrariando decisão do PDT de São Paulo, que declarou apoio ao tucano José Serra.

Uma reunião foi realizada na tarde desta quinta-feira (11) para definir os detalhes do ato, que acontecerá no Sindicato dos Eletricitários, na Liberdade, centro da capital, e terá presença do próprio Haddad e de sua vice, Nádia Campeão (PCdoB-SP).

Nádia também participou das negociações, na tarde de hoje, além dos presidentes da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Wagner Gomes; da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas; representantes da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e União Geral de Trabalhadores (UGT), como o secretário-geral Francisco Canindé Pegado do Nascimento, e o também secretário-geral, João Carlos Gonçalves, o Juruna, da Força Sindical —  que tem como presidente Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, que foi candidato a prefeito pelo PDT no primeiro turno.

Os sindicalistas consideram José Serra e o PSDB inimigos da classe trabalhadora. Entre outras questões, foi no governo Fernando Henrique Cardoso que foi aprovado o Fator Previdenciário (em 1999), Lei Nº 9.876, com o objetivo de reduzir o valor dos benefícios previdenciários, no momento de sua concessão, de maneira inversamente proporcional à idade de aposentadoria do segurado. Quanto menor a idade de aposentadoria, maior o redutor e, consequentemente, menor o valor do benefício. Para eles, eleger Serra significa fortalecer uma perspectiva neoliberal.

Leia também:

Zé Dirceu: ‘Não me calarei, não abandonarei a luta’

Dirceu, Genoino e Delúbio são condenados pelo STF

Lewandowski: Genoino será condenado apenas por ter sido presidente do PT

Genoino: “Vocês são urubus e torturadores da alma humana”

Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino

Carta aberta: “Somos contra a transformação do julgamento em espetáculo”

Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista

Altamiro Borges: Dilma no palanque dos golpistas?

Maringoni e a presença de Dilma na assembleia da SIP

Rodrigo Vianna: Dilma, a ilusão de um acordo com a mídia

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Roberto Locatelli

15 de outubro de 2012 às 09h26

É tudo uma questão de luta de classes. O PT, mesmo sendo um partido de centro-esquerda, representa os trabalhadores. O PSDB e o PIG representam – e defendem – os interesses dos banqueiros, latifundiários e especuladores.

Para quem acha que luta de classes não existe, é só lembrar da frase recente do bilionário estadunidense Warren Buffet: “há uma guerra de classes, e a minha classe está vencendo”.

Responder

Sagarana

15 de outubro de 2012 às 07h45

Vem aí a “lei de greve” da madama.

Responder

Sérgio

14 de outubro de 2012 às 22h38

A única bolsa que os tucanos querem encher além da deles é a bolsa
banqueiro.
Gastar com o povo trabalhador, para eles, é desperdício, é péssimo uso dos recursos públicos.
Os “especialistas do PIG não conseguem mais esconder isso da maioria das pessoas.
públicos

Responder

Sergio Barros

12 de outubro de 2012 às 22h39

O PT pagou caro por esse apoio!

No Governo Lula, passou a lei q dá às centrais sindicais e sindicatos, o repasse de aproximadamente R$ 1 Bilhão/ano!

E Lula ainda vetou a parte q previa o controle dos gastos desse dinheiro pelo TCU, sob a desculpa q isso iria ferir a “independencia sindical”

R$ 1 Bi/ano de dinheiro público sem controle de gastos!

Esse é o Mensalão do apoio dos sindicatos ao PT…

ps: não entendi a censura! é mentira a lei, o repasse e o veto presidencial ao controle do TCU?

Responder

Fabiano Araujo

12 de outubro de 2012 às 12h38

ATÉ QUE ENFIM, os sindicatos resolvem apontar aqueles que reduziram os direitos dos trabalhadores,quando atentarem contra a aposentadoria. O PSDB e o governo de FHC atacaram os direitos dos mais pobres, ao introduzirem idade mínima para a aposentadoria, pois o garoto pobre, que ingressa no mercado de trabalho aos 14 ou 15 anos, acaba trabalhando 10, 12 anos, ou mais que o rapaz de classe média ou rico que começa sua atividade profissional aos 24 ou 25 anos.
É bom denunciar também a falácia que os tucanos inventaram que se não tivessem feito isso “a previdência iria quebrar”. Para evitar tal “quebra” basta aumentar a alíquota do imposto de renda para as os mais ricos e grandes empresas e taxar pesadamente artigos de luxo e supérfluos.

Responder

Fabio Passos

12 de outubro de 2012 às 00h12

Excelente iniciativa.
Os trabalhadores precisam se unir e lutar com todas as forças para derrotar o poder economico.

serra é capacho das corporações, pau-mandado dos poderosos, candidato do PiG, boneco da “elite” branca e rica… e inimigo dos trabalhadores.

Responder

    Rose di San Bernardo

    02 de dezembro de 2012 às 19h35

    Os trabalhadores unidos devem forçar a negociação de modo a fazerem parte dos Conselhos de administração das fábricas em que trabalham. Paulatinamente, como disse Gramsci, ir tomando o poder na fábrica, expropriando a propriedade, que passará das mãos do capitalista para o trabalhador. Essa é a fórmula do sucesso do socialismo, que foi usada na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, e que trouxe prosperidade, igualdade e felicidade para todo o povo russo. Viva Stálin.

Leniéverson Azeredo

12 de outubro de 2012 às 00h09

Centrais, vendidas ao Lulopetismo?Que novidade?São verdadeiros puxa-sacos de Lula.

Responder

Rose PE

11 de outubro de 2012 às 23h38

A Centrais consideram? na verdade ele é , veja o que ele fez com os servidores públicos do estado, por exemplo, o professor só pode adoecer 6 vezes durante o ano, isso é , só tem direito a ir ao médico 6 vezes ao ano, e outros descalabros,lembrem o que ele fez com os professores em greve. Esse ato das Centrais é o mínimo. Quanto ao Paulinho da Farsa Sindical, esse apoio a Serra por ele não é novidade.os dois se merecem.

Responder

Willian

11 de outubro de 2012 às 23h15

Eu gosto é disto: um sindicalismo isento, que não serve de instrumento para partido algum. Parabéns.

Responder

    Zé das Couves

    11 de outubro de 2012 às 23h33

    E desde quando que sindicatos tem que ser isentos, criatura?
    Cada uma…


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!