VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista


01/10/2012 - 15h12

por Altamiro Borges, no seu Blog

O texto “Dilma irá ao antro midiático da SIP?” gerou certa polêmica. Alguns amigos argumentaram que, como presidenta da República, ela não teria como se ausentar de um fórum de empresários da mídia do continente. Uma atitude deste tipo seria encarada como um “desrespeito à liberdade de expressão”. Os mais otimistas chegaram a dizer que até seria positiva a sua participação na 68ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa, que ocorrerá em outubro na capital paulista, para “dizer umas verdades”.

Respeito os argumentos, mas discordo. A SIP não é uma entidade empresarial, mas sim um antro golpista. Na semana retrasada, a própria presidenta Dilma arrumou uma desculpa para não participar de um evento do Grupo Abril, após saber de uma reportagem asquerosa da Veja contra o ex-presidente Lula [vale insistir: cadê a entrevista com o Marcos Valério?]. No caso da SIP, não há diferença nas ações asquerosas. Não precisa nem inventar desculpa. Exponho abaixo um pouco da sinistra história desta entidade “empresarial”.

Jules Dubois, o homem da CIA

A Sociedade Interamericana de Imprensa não tem nada a ver com liberdade de expressão e, muito menos, com democracia. Ela reúne os barões da mídia do continente que apoiaram golpes militares e sustentaram ditaduras sanguinárias – alguns destes grupos, como a Globo e o Clarín, inclusive construíram seus impérios neste período com as mãos sujas de sangue. Com a redemocratização na região, estes mesmos barões da mídia foram os difusores do receituário neoliberal de desmonte de estado, da nação e do trabalho.

Sediada em Miami, a SIP defende os interesses das megacorporações capitalistas e as políticas imperiais dos EUA. Ela até tenta se travestir de “independente”, mas a sua direção sempre foi hegemonizada pelos empresários mais ricos e reacionários do continente.  Num estudo intitulado “Os amos da SIP”, o jornalista Yaifred Ron ainda apresenta inúmeros documentos que comprovam os vínculos da entidade com a central de “inteligência” dos EUA, a famigerada CIA.

A SIP foi fundada em 1943 numa conferência em Havana, durante a ditadura de Fulgencio Batista. Num primeiro momento, devido à aliança contra o nazi-fascimo, ela ainda reuniu alguns veículos progressistas. Mas isto durou pouco tempo. Com a onda macartista nos EUA, ela foi tomada de assalto pela CIA. Em 1950, na conferência de Quito, dois serviçais da agência, Joshua Powers e Jules Dubois, passam a dirigir a entidade. Dubois comandou a SIP por 15 anos e tem seu nome gravado no edifício da entidade em Miami.

Desestabilizar governos progressistas

Neste período, a SIP se tornou um instrumento da CIA para desestabilizar os governos progressistas da América Latina. Para isso, os estatutos foram adulterados, garantindo maioria às publicações empresariais dos EUA; a sede foi deslocada para os EUA; e as vozes críticas foram alijadas. “Em resumo, eles destruíram a SIP como entidade independente, transformado-a num aparato político a serviço dos objetivos internacionais dos EUA”, afirma Yaifred.

Na década de 50, ela fez oposição ao governo nacionalista de Juan Perón e elegeu o ditador nicaragüense Anastácio Somoza como “anjo tutelar da liberdade de pensamento”. Nos anos 60, seu alvo foi a revolução cubana; nos anos 70, ela bombardeou o governo de Salvador Allende, preparando o clima para o golpe no Chile. “A ligação dos donos da grande imprensa com regimes ditatoriais latino-americanos tem sido suficientemente documentada e citada em várias ocasiões para demonstrar que as preocupações da SIP não se dirigem a defesa da liberdade, mas sim à preservação dos interesses empresariais e oligárquicos”.

Contra a regulação da mídia

Na fase mais recente, a SIP foi cúmplice do golpe midiático na Venezuela, em abril de 2002, difundido todas as mentiras contra o governo democrático de Hugo Chávez. Este não vacilou e considerou os seus representantes como personas non gratas no país. Ela também tem feito ataques sistemáticos aos governos de Evo Morales, Rafael Correa e Cristina Kirchner. Atualmente, o maior temor da SIP decorre das mudanças legislativas que objetivam democratizar os meios de comunicação na América Latina.

Qualquer iniciativa que vise regulamentar o setor e diminuir o poder dos monopólios é taxada de “atentado à liberdade de expressão”. Como aponta Yaifred, o maior esforço da entidade na atualidade é “para frear as ações governamentais que favoreçam a democratização da mídia”. A 68ª Assembleia Geral deverá, apenas, ratificar esta linha golpista. Ou seja: nada justifica a participação da presidenta Dilma Rousseff!

Leia também:

Dalmo Dallari critica vazamento de votos e diz que mídia cobre STF “como se fosse um comício”

Altamiro Borges: Dilma no palanque dos golpistas?

Venício Lima: Liberdade de expressão comercial, só no Brasil

Rui Martins: Governo Dilma financia a direita

Requião: Não me arrependo de ter extinto a publicidade oficial

Beto Almeida: O pecado capital do PT

Carta aberta: “Somos contra a transformação do julgamento em espetáculo”

Marcos Coimbra: Realidade desfazendo a imaginação da grande mídia

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



29 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Wilson

21 de novembro de 2012 às 14h48

Protestos acima; todos procedentes mas… fazer o que,ela é dona do seu nariz e julga que vivemos no melhor dos mundos onde a verdade é sempre cristalina. E agora, já passou. A ordem agora é reagir contra os julgamentos infames do mensalão. Se possível, conclamar a massa a protestar saindo às ruas. Não podemos deixar inocentes sendo arrastados pelas ruas por uma corte nazi-fascista.

Responder

Vagner Freitas, da CUT: Serra “não gosta de trabalhador” « Viomundo – O que você não vê na mídia

18 de outubro de 2012 às 13h35

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Bia Barbosa: Novo presidente da SIP diz que Assange pratica jornalismo desonesto « Viomundo – O que você não vê na mídia

18 de outubro de 2012 às 12h40

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Obama “de esquerda” vence o debate por pontos « Viomundo – O que você não vê na mídia

17 de outubro de 2012 às 02h14

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Pedro

13 de outubro de 2012 às 20h08

Esta famigerada liberdade de expressão da SIP é o viveiro de ditaduras na América Latina.

Responder

Rosane Bertotti: Lula e Dilma, muito a desejar na área da comunicação « Viomundo – O que você não vê na mídia

13 de outubro de 2012 às 08h36

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Altamiro Borges: SIP vai condenar a censura à Folha Bancária? « Viomundo – O que você não vê na mídia

12 de outubro de 2012 às 14h15

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Vargas Llosa e a máquina de propaganda contra Chávez « Viomundo – O que você não vê na mídia

11 de outubro de 2012 às 14h23

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Souto Maior: Segurança para quem e em face de quem? « Viomundo – O que você não vê na mídia

02 de outubro de 2012 às 23h59

[…] Altamiro Borges: SIP, antro da mídia golpista […]

Responder

Mário SF Alves

02 de outubro de 2012 às 14h55

Aí, que tal um chá de ânimo para mais um dia de enfrentamento da farsa engendrada pela “mídia-corporativa-tudo-contra-o-brasil-um-país-de-todos”? Segue o link:

http://www.youtube.com/watch?v=nVt_1LvWjng&feature=player_embedded

Responder

Wladimir

02 de outubro de 2012 às 12h52

A Presidenta Dilma deveria parafrasear o José Simão e dizer: “…vai indo que eu não vou!”

Responder

Jose Mario HRP

02 de outubro de 2012 às 12h47

O negocio é o seguinte:
Dilma ganhou a eleição continua os 08 anos de LULA e pode ser cobrada mas vai aonde quiser, pois só não poderá fazer o que a lei proíbe.
Portanto na SIP ela irá com a experiencia de toda uma vida do lado do povo, esperiencia de combatente, torturada e administradora pública!
Medo do que?
Do tio Sam?
O Tio Sam que se exploda!
Só pensa em F….os outros e dizer eu eu eu eu!
Que enfado!

Responder

Horridus Bendegó

02 de outubro de 2012 às 09h54

O Golpe Branco (de asséptico) na Dilma será fecundado nesse encontro.
Dona Cristina, pegue o telefone e alerte Dona Dilma.
Não vá!

Responder

Luís

02 de outubro de 2012 às 08h26

Para quem fez omelete na Ana Cansada Braga e foi serelepe à festa de 90 anos da folha, isso é fichinha.

Responder

José Ricardo Romero

02 de outubro de 2012 às 08h24

A Dilma vai ao SIP porque ela, o Lula e o PT ainda não se deram conta de que existem inimigos do povo, da democracia e da liberdade que, pagos pelos interesses do capitalismo selvagem, do neoliberalismo econômico e suas hostes políticas de direita, derrubam governos das mais diferentes maneiras, inclusive comprando juizes e pautando supremos tribunais. Em nome de um absurdo respeito à democracia e à liberdade de imprensa, absurdo porque estes valores para a direita não existem e são usados como pedra de toque para atingirem os seus objetivos fraudentos e fascistas, o governo e seu partido ficam badalando de forma vil e constrangedora estas elites espúrias que descaradamente atacam eles mesmos, o governo e seu partido, frontalmente, sem nenhuma sutileza. Esta ignorância, esta falta de caráter que me lembra aquela frase bíblica de S. João no apocalipse, “e porque não és quente nem frio, és morno, cuspo-te da minha boca”, é um desrespeito aos eleitores, ao Brasil e aos deveres intitucionais de preservação da democracia e de respeito às instituições que eles, governo e seu partido, colocam em risco a cada atitude irresponsável e voluntariosa como essa. Eca!!!

Responder

Roberto Locatelli

02 de outubro de 2012 às 07h26

Mandei mensagem à Presidenta sobre o assunto. Aliás, criei o hábito de usar o serviço “Fale com a Presidenta”. Se mais gente o fizer, cria-se uma pressão da Blogosfera. Pode não dar em nada mas, no mínimo, alguém do gabinete de Dilma lerá as mensagens.

https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php

Responder

Leonardo Câmara

02 de outubro de 2012 às 01h33

Ela só irá lá se não tiver a menor vergonha na cara. Sua facção brasileira é a versão moderno do IBAD-IPES. Não deve mandar nem representante, isso não é imprensa, é empresa. Ponto.

Responder

Polengo

01 de outubro de 2012 às 23h30

A Dilma é imprevisível.
Você nunca sabe qual é a dela.
Não sei se ela faz de propósito, acho que não, mas isso é bom pra deixar os inimigos sempre muito cautelosos.

Aliás, até o Lula, que acho o cara mais capacitado que já apareceu por essas bandas, não é assim tão imprevisível (é, sim, brilhante) – talvez isso seja uma das características mais importantes dela.

Responder

abolicionista

01 de outubro de 2012 às 23h22

A triste verdade é que o PIG deita e rola e está pouco se lixando para a democracia brasileira e para o bem público. O PT, por sua vez, não pode fazer nada, é infinitamente menos poderoso e persuasivo que os barões da mídia e os grupos de capital a que eles servem, esses sim os verdadeiros donos do poder.

Responder

Fabio Passos

01 de outubro de 2012 às 21h44

O compromisso de Dilma é com a democracia e seus eleitores.
Não é com um punhado de oligarcas corruptos e golpistas.

Espero que Dilma enfrente estes bandidos que mentem e manipulam a informação para sustentar os privilégios indecentes da minoria rica.

Responder

    MARCELO

    02 de outubro de 2012 às 14h29

    E o super-herói Lula foi no velório
    de Roberto Marinho.PIG é igual
    fantasma.Não existe.

FrancoAtirador

01 de outubro de 2012 às 21h43

.
.
S.I.P.: DIRETO DE MIAMI, FLÓRIDA, U.S.A.

Querem saber o endereço da SIP?

Em Português:

Sociedade Interamericana de Imprensa
Jules Dubois Building
1801 S.W. 3rd Avenue
Miami, Florida

(http://www.sipiapa.org/v4/contactenos.php?idioma=br)
.
.
Em Espanhol:

Sociedad Interamericana de Prensa
Jules Dubois Building
1801 S.W. 3rd Avenue
Miami, Florida

(http://www.sipiapa.org/v4/index.php?idioma=sp)
.
.
Ou no Original:

Inter American Press Association
Jules Dubois Building
1801 S.W. 3rd Avenue
Miami, Florida
U.S.A.

(http://www.sipiapa.com/v4/contactenos.php?idioma=us)
.
.
TÁ TUDO DOMINADO

(http://www.sipiapa.org/v4/miembros.php?idioma=br&letra=A)
(http://www.sipiapa.org/v4/miembros.php?idioma=br&letra=F)
(http://www.sipiapa.org/v4/miembros.php?idioma=br&letra=O)

Responder

    FrancoAtirador

    01 de outubro de 2012 às 22h44

    .
    .
    INTER AMERICAN PRESS ASSOCIATION FOR COUPS D’ÉTAT

Julio Silveira

01 de outubro de 2012 às 20h33

Por favor pessoal vamos parar de culpar o sofa da sala e enfrentar a realidade.

Responder

Urbano

01 de outubro de 2012 às 18h15

A briga é de todos nós, mas para isso não se precisa ir lá. Fazer-se o quê? Só se for para acender o facho…

Responder

Willian

01 de outubro de 2012 às 16h25

Esta briga é de vocês, não de Dilma.

Responder

    Marcos C. Campos

    01 de outubro de 2012 às 18h01

    Santa ingenuidade.

    Alexandro Rodrigues

    01 de outubro de 2012 às 18h24

    Mas quando, depois da intentona mensaleira, a furia da midia se voltar contra ela, a quem ela ira recorrer?

    Eu que nao saio para rua para protestar a favor de petista covarde e envergonhado, inebriado pela brisa do poder!

    Se cuida Dona Dilma!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.