VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino


07/10/2012 - 13h02

O lugar de Genoino

13:59, 5/10/2012

PAULO MOREIRA LEITE, na Época

Nossos crocodilos ficaram sentimentais. Em toda parte vejo lágrimas que acompanham os votos que condenam José Genoino.

Na imprensa, em conversas com amigos, ouço o comentário, em tom de solidariedade. Parece consciência pesada, em alguns casos.

Não estamos diante de um melodrama mas de uma tragédia.

Genoino está sendo condenado num julgamento marcado por incongruências, denuncias incompletas e presunções de culpa que começam a incomodar estudiosos e acadêmicos. Foi isso que explicou Margarida Lacombe, professora de Direito da UFRJ, em comentário na Globo News. Sem perder suavidade na voz, a professora falou sobre necessidade de provas contundentes quando se pretende privar a liberdade de uma pessoa. Não falou de casos concretos, não criticou. Fez o melhor: informou. Lembrou como esse ponto – a liberdade – é importante.

Vamos começar.

O STF que está condenando Genoino absolveu Fernando Collor com o argumento de “falta de provas.”

É o mesmo STF que, em tempos muito mais recentes, impediu que o país apurasse, investigasse e punisse a tortura ocorrida no regime militar.

Então ficamos assim. José Genoino, vítima da tortura que o STF impediu que fosse apurada, será condenado por corrupção, ao contrário de Fernando Collor.

Parece o Samba do Crioulo Doido do Stanislaw Ponte Preta. É. Mas não é o texto. E a “realidade brasileira”, como se dizia no tempo em que a polícia política perseguia militantes como Genoino.

Não há provas materiais contra Genoino e tudo que se pode alegar contra ele é menos consistente do que se poderia alegar contra Collor. Mas as provas da tortura são abundantes. Estão nos arquivos do Brasil Nunca Mais e em outros trabalhos. Foram arrancadas na dor, no sofrimento, na porrada, no sangue e, algumas vezes, na morte. Em plena ditadura, 1918 vítimas da tortura deixaram registros dessa violência nos arquivos da Justiça Militar. Nenhuma foi apurada e, se depender da decisão do STF, nunca será.

Collor foi beneficiado porque provas muito contundentes contra ele foram anuladas. Considerou-se, na época, que a privacidade do tesoureiro PC Farias havia sido violada quando a Polícia Federal quebrou o sigilo de um computador que servia ao esquema. Essa decisão – em nome da privacidade — salvou Collor.

Você pode dizer que os tempos eram outros e que agora não se aceita mais tanta impunidade. Aceita-se. Basta lembrar que, na mesma época, o mensalão do PSDB-MG virou fumaça na Justiça Comum. E quando Márcio Thomaz Bastos tentou mudar o julgamento do mensalão federal, alegou-se que era no STF que os crimes graves são punidos.

Vamos continuar.

Genoino está sendo condenado porque “não é plausível” que não soubesse do esquema. “Plausível”, informa o Houaiss, é sinônimo de aceitável, razoável. Olha o tamanho da subjetividade, da incerteza.

Isso porque ele assinou o pedido de empréstimo de R$ 3,5 milhões para o Banco Rural e por dez vezes refez o pedido. Não é plausível imaginar que um presidente do PT fizesse tudo isso sem saber de nada, acreditam três ministros do Supremo.

Mas fatos que são líquidos e certos não comoveram a acusação com a mesma clareza.

O empresário Daniel Dantas deu R$ 3,5 milhões para amolecer Delúbio Soares e Marcos Valério e cair nas graças do esquema. Não foram R$ 3,5 milhões subjetivos mas inteiramente objetivos.

Um pouco mais tarde, seu braço direito Carla Cicco assinou um contrato de R$ 50 milhões com as agências de Marcos Valério para transformar a turma do PT em geléia. Chegaram tarde. Depois de pagar a primeira prestação, a casa caiu e eles suspenderam o pagamento.

Como não gosto de pré-julgar, não acho que Daniel Dantas seja culpado por antecipação. Não acho mesmo. Vai ver que estava tudo lá, bonitinho. Também podia ser ajuda para o Fome Zero rsrsrsrsrs

Ou quem sabe fosse tudo para Valubio.

Mas não teria sido melhor que ele fosse ouvido no tribunal, para mostrar sua inocência?

Não teria sido uma forma de mostrar que a Justiça é cega?

Mas ela não foi.

O esquema privado do mensalão, informa a CPMI, chegou a R$ 200 milhões. Quantos empresários foram lá, dar explicações? Nenhum.

Alguém acha plausível, aceitável, razoável, que fossem inocentados por antecipação?

Não há nada “plausível” que se possa fazer com R$ 200 milhões?

Só a Telemig, que pertencia ao grupo Opportunity, de Daniel Dantas, entregou mais dinheiro às agências de Valério do que o Visanet, que jogou o petista Henrique Pizzolato na vala dos condenados logo nos primeiros dias.

O que é plausível, neste caso?

Nós sabemos – e ninguém duvida disso – que Genoino fazia política o tempo inteiro. Fez isso a vida toda, com tamanha inquietação que, numa fase andou pela guerrilha do Araguaia e, em outra, ficou tão moderado que parecia que ia preencher ficha de ingresso no PSDB.

Chegou a liderar um partido revolucionário à esquerda do PC do B e depois integrou as correntes mais à direita do PT.

Então vamos lá. É plausível imaginar que Genoino tenha ido atrás de recursos de campanha? Sim. É plausível e até natural. Basta deixar de ser hipócrita para compreender. Política se faz com quadros, imprensa, propaganda, funcionários. Isso custa dinheiro.

Isso fez dele um dirigente que subornava adversários para convencê-los a mudar de lado, como quer a acusação? Não.

Eu não acho plausível, nem aceitável nem razoável. Duvido inteiramente, aliás.

E se eu tiver errado, quero que me provem – de forma clara, contundente. Sem essas suposições, sem um quebra-cabeças que joga com a liberdade humana.

Sem fogueira de tantas vaidades.

Não chore por nós Genoino.

Alegou-se que a tortura não poderia ser apurada para preservar a transicão democrática.

A democracia avançou, as conquistas foram imensas. Mas os perseguidos, no fundo, bem no fundo, são os mesmos.

Não é um melodrama. É uma tragédia.

Leia também:

Genoino: “Torturadores da alma humana”

Lula: “Disputa em SP é a mais complicada que já vi”

Cynara Menezes: Celia Lundberg, vítima esquecida do terror

Lighia Horodynski-Matsushigue: Por que a greve das federais foi unificada

Fátima Oliveira: Senador maranhense, Gracimar e a maca fria do corredor do hospital

Serra pede apreensão de jornal alegando que texto denegria sua imagem; Sindicato dos Bancários acusa tucano de praticar censura

Altamiro Borges: Kassab e o “mensalão” da Veja

Vereadora denuncia instalação de SAMU de “lata” em SP: custam caro, são provisórios e desconfortáveis

Leonardo Boff: Justiça ou preconceito jurídico?

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



28 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Carlo Samurai

26 de outubro de 2012 às 20h17

Sinceramente, acho bonitas as palavras, que certamente devem ter sido ditas pelo Magnânimo Ministro, hoje advogado de defesa, Dr. Márcio Bastos. Também considero muito didáticas as palavras da referida professora a sua turma de acadêmicos de direito, no intuito de demonstrar o quão transparente pode ser a venda que cobre os olhos da Justiça, deixando assim sua espada mais pesada para alguns do que para outros.
A realidade porém é clara, meus senhores, e considero mais perigoso aceitarmos crimes porque “outros fizeram pior e estão livres”, do que pararmos com o mundo do faz de conta de que tudo não passou de nossa imaginação, como queria Lula e companheiros, escondendo-se por detrás dos labirínticos meandros das nossas intrincadas leis, com advogados de R$10.000.000,00 – que fora do mundo do faz de conta, contribuinte achacado todos os anos, todos sabem quem está pagando – e darmos um basta à certeza que os criminosos (por mais que tentem suavizar, é isso o que são) têm da impunidade.
Se é para falarmos do valor da liberdade humana, falemos do que os cerca de R$200.000.000,00 fariam à vida de milhares de pessoas, cujo significado da palavra liberdade se resume em sobreviver e rezar para nunca adoecerem.

Responder

Amanda Gurgel se elege com mais de 30 mil votos « Viomundo – O que você não vê na mídia

11 de outubro de 2012 às 23h40

[…] Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino […]

Responder

abolicionista

11 de outubro de 2012 às 14h35

A condenação de Genoino está servindo para que simpatizemos ainda mais com o PT, com sua história política de luta e de enfrentamento. Hoje, mais do que nunca, é principalmente o PT quem pode nos indicar o verdadeiro sentido da luta no Brasil: o fim da injustiça social, da desigualdade, essa sim a verdadeira luta, a mais séria e a mais justa. Ao mobilizar o aparato jurídico contra as mudanças sociais que estão em curso, o PSDB conseguirá apenas fomentar o apoio das bases sociais ao PT, apoio que nem sempre segue vias previstas, mas que obviamente possui recorte de classe, recorte que se evidencia em absolutamente todas as relações sociais no país.

Responder

Miruna Genoino: A coragem é o que dá sentido à liberdade « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de outubro de 2012 às 18h32

[…] Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino […]

Responder

Roberta Ragi

10 de outubro de 2012 às 10h58

Parabéns ao Paulo Moreira Leite por sustentar uma versão mais humana e mais justa dos fatos de dentro do covil das feras.

Responder

henrique

10 de outubro de 2012 às 09h12

dia nacional de luto.

Responder

Dirceu, Genoino e Delúbio são condenados pelo STF « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de outubro de 2012 às 21h08

[…] Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino […]

Responder

Lewandowski: Genoino será condenado apenas por ter sido presidente do PT « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de outubro de 2012 às 17h11

[…] Paulo Moreira Leite: O lugar de Genoino […]

Responder

Julio Moreira

08 de outubro de 2012 às 22h34

Engraçado, defendendo o Genoino… parece que ninguem lembra da dinherama na cueca do irmão do mesmo… jura que ele não sabia de nada.. pelo visto não sabia né.. é um santo esse homem.. alias.. todos do PT.. deveriamos na verdade fazer um monumento em homenagem ao PT, por tudo de bom e correto (pois so fazem tudo de bom e correto) .. realmente.. filiar-se a partidos tira a liberdade MENTAL das pessoas..

Responder

joao

07 de outubro de 2012 às 21h12

Tribunal de excecao, como afirma Tarso Genro.

Responder

Patricio

07 de outubro de 2012 às 20h59

O real motivo dessa condenação toda está no fato do Genoíno ter tido a coragem de enfrentar a ditadura. Essa condenação é apenas a apresentação de uma fatura vencida.

Responder

ccbregamim

07 de outubro de 2012 às 20h29

quando rosa weber poderá dormir novamente?

condenou um excelente político
com todos os qualificativos que lhes deu os colegas
um homem que vive de trabalho
e possui de seu apenas sua casa e sua família
e com base em quê?
em ilações verossímeis
segundo a própria flor
teve dúvida
mas não foi sujeito homem
ser humano
para duvidar até o fim
e inaugurou a pior jurisprudência
de todos os tempos
então juízes de primeira instância
podem condenar um réu
por ilações
provenientes de apenas uma fonte
que seja um inimigo figadal
não importa
provas são desnecessárias
para o domínio do fato
que prevaleça a verossimilhança
é interessante que a verossimilhança
é uma palavra que usamos em crítica e educação
para marcar a consciência do ilusório
presente na linguagem
a narrativa se sustenta em sua lógica interna
e não na verdade
parecer verdadeiro
basta ao verossímil
é isso que queremos para o nosso judiciário?

Responder

Fabio Passos

07 de outubro de 2012 às 19h52

O que os covardes do PiG, pgr e stf estão fazendo com José Genoino é terrível.

Então basta uns vagabundos do PiG escreverem reporcagens para condenar cidadãos brasileiros?
Este stf é um tribunal de merda.

Responder

Gerson Carneiro

07 de outubro de 2012 às 19h45

O mesmo STF que colocou em liberdade o crimonoso Roger Abdelmassih, condenado com provas, quer condenar Genoíno e Dirceu, sem provas.

Responder

CarmenLya

07 de outubro de 2012 às 18h50

Realmente um jovem chamado José Genoíno lutou e sofreu nas mãos dos ditadores, mas não é o mesmo homem de hoje. Me pergunto em que desvios se perderam um do outro. Tenho muita admiração, até hoje, pelo jovem Genoíno mas este que aparece agora não me comove. Escolheu seu caminho e num momento que antigos companheiros se recusaram a trair seus ideais e abandonaram o “poder” que o partido conquistara. Não vejo como tragédia (talvez como farsa????) que pessoas respondam por seus atos, sendo adultos e sabendo que estavam agindo errado. Afinal, como funcionária pública aposentada, há dez anos sofro confisco salarial, por conta do tal desconto previdenciário que eles aprovaram. Aliás, o PT conseguiu retirar todas as conquistas dos funcionários públicos, que foram sempre seus maiores aliados no crescimento do partido. Lutamos para colocar no poder o nosso maior inimigo. E eles nunca tiveram pena de nós e nem acham que é uma tragédia viver 6 anos sem aumento.

Responder

strupicio

07 de outubro de 2012 às 18h07

a lei diz o que o juiz diz que a lei diz…. corolário: o único brasileiro que sempre declara que confia na justiça (e eu acredito que ele confia mesmo pq tem motivos pra isso) é o ..Maluf

Responder

Messias Franca de Macedo

07 de outubro de 2012 às 16h56

*ARGUMENTO JÁ ESGARÇADO, SUGERE UMA TESE! Senão vejamos:

“8 dos 11 ministros do STF foram indicados pelo PT. (…)”
*comentário proferido em http://www.cartacapital.com.br/sociedade/que-pais-e-este/#todos-comentarios

*a ladainha fajuta e oca do “em sendo assim, se os réus do mensalão (o do PT) não fossem realmente culpados, os ministros indicados dariam uma ‘mãozinha’ para os acusados!…”

EM TEMPO: o matuto leigo pensou: “[Portanto] um comentário [tendencioso] de outro leigo em Direito Penal, involuntariamente, acaba por DES-MON-TAR, DESMONTAR, a [inusitada] tese do ‘domínio do fato’! Ou seja, Os maiores, digamos, interessados nos votos favoráveis à absolvição dos réus detinham sim ‘o domínio do fato’!…”

EM TEMPO: com a palavra “os doutores do Direito”!…

BRASIL NAÇÃO – em homenagem ao honesto, intrépido, competente e sapiente povo trabalhador brasileiro
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

07 de outubro de 2012 às 16h41

… Entre outras covardes e tendenciosas injustiças perpetradas, o ministro do “supremoTF” *Celso de Mello, um dia, irá engolir “goela abaixo” a seguinte afirmação: “… Os chefes da quadrilha do mensalão (o do PT) se comportavam como ‘bandoleiros de estradas!”…

EM TEMPO: quem – de sã consciência e espírito livre – admite esta mesma fala dirigida, por exemplo, ao **banqueiro bandido e condenado Daniel Dantas?! O mesmo Daniel Dantas da ‘Privataria Tucana’! O mesmo Daniel Dantas dos dois [indecorosos] habeas corpus notívagos do ministro do mesmo “supremoTF” Gilmar Dantas!

*considerando o tal ‘domínio do fato’, em função do nome ‘de Mello’ (sic), poderíamos suspeitar da integridade moral do “inclemente” ministro do “supremoTF” Celso de Mello(!)
**segundo o ínclito, intrépido e competente delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz

É a tal da coisa: “Um dia da caça: outro dia outro do caçador!”

Quem (sobre)viver verá!

Felicidades!

Saudações democráticas, progressistas, nacionalistas e civilizatórias,

Hasta la Victoria Siempre!

BRASIL NAÇÃO – em homenagem ao honesto, intrépido, competente e sapiente povo trabalhador brasileiro
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

07 de outubro de 2012 às 16h19

Genoino e os “urubus” da mídia
Por Altamiro Borges
domingo, 7 de outubro de 2012
em http://altamiroborges.blogspot.com.br/2012/10/genoino-e-os-urubus-da-midia.html

############################################

TRIBUTO AO BRASIL NAÇÃO – por um matuto ‘bananiene’

… De todos os réus no julgamento do “mensalão” midiático da DIREITONA golpista, aquele acusado cujo drama deve ser maior, responde pelo nome de José Genoíno! O mais injustiçado, talvez, como ficou claro na leitura do voto do ministro Ricardo Lewandovski. Discorro, principalmente, pela intuição, certo sentido que nós vamos acurando com o passar dos anos!… Lamentável: se a verdadeira história do Brasil fosse narrada pela “grande” mídia nativa, os mesmos abutres [repórteres e claques de hipócritas e aloprados asseclas] que tripudiam do José Genoíno iriam, ao menos, silenciar-se, numa demonstração de fraternidade, civilidade e em nome do indulto da presunção da inocência!…

“Não se incomode, não” companheiro do verdadeiro e valoroso povo trabalhador brasileiro: honesto, decente, intrépido, sapiente, nacionalista…

BRASIL NAÇÃO – em homenagem ao egrégio, corajoso, competente e valoroso brasileiro José Genoino Guimarães Neto (Quixeramobim, Ceará, 03 de maio de 1946).
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

SILOÉ-RJ

07 de outubro de 2012 às 16h01

A condenacäo do GENOÍNO, será mais uma vez uma aberracäo do judiciário.
O PT, A ESQUERDA, A MILITÂNCIA, OS HOMENS E MULHERS DE BEM desse país, näo pode ficar impassível diante de mais esse golpe, mais uma vez comandado por essa mídia vergonhosa que quer colocar de volta suas marionetes, no comando dos três poderes.
Näo basta as respostas nas urnas. Temos que ir às ruas, mostrar toda a nossa indgnacäo.

Responder

Julio Silveira

07 de outubro de 2012 às 15h47

Mais uma opinião como tantas outras, inclusive as contrárias, que tem serventia certa, mais emocional que realista.

Responder

    abolicionista

    11 de outubro de 2012 às 20h01

    Mais um Troll, como tantos outros…

Francisco

07 de outubro de 2012 às 13h18

Isso resume tudo: “Os torturados ainda são os mesmos”…

Responder

    Nizinha

    07 de outubro de 2012 às 15h28

    A tragédia é que não apenas os torturadores são os mesmos, mas os crocodilos, com suas lágrimas lastimosas, também são os mesmos. Estes crocodilos adoram heróis mortos, narrativas de vítimas da ditadura, relatos de como a direita teceu, passo a passo, o golpe. Mas estes mesmos crocodilos logo enxugam as lágrimas quando se trata de fazer política. Na política, na vida real, seus heróis parecem sujos; fazem alianças com opositores, dão entrevistas a jornais notóriamente comprometidos com a repressão. E, da vida real os crocodilos não gostam. Enxugam as lágrimas e, como bons moralistas que são, prestam-se às mais descabidas farsas de justiça e entregam seus heróis á sanha criminosa. Voltarão a chorar, depois.

    Julio Silveira

    07 de outubro de 2012 às 16h53

    Nizinha, (sem saber para qual lado pende a sua ideologia de vida)progressistas como voce é que farão o Brasil melhorar. Parabéns e minha inteira solidariedade frente aos hipocritas traidores.

Genoino: “Vocês são urubus e torturadores da alma humana” « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de outubro de 2012 às 13h06

[…] Paulo Moreira Leite, sobre José Genoino […]

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.