VIOMUNDO

Diário da Resistência


Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente
Denúncias

Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente


16/08/2013 - 13h31

Dinheiro do caso Alstom passou por conta ‘laranja’

15 de agosto de 2013 | 7h 41

BRUNO RIBEIRO, FAUSTO MACEDO E MARCELO GODOY

Agência Estado

A Polícia Federal (PF) detectou uma conta corrente chamada Orange Internacional no caminho de parte do dinheiro de supostas propinas pagas pela Alstom ao PSDB e ao governo de São Paulo.

Mantida por doleiros, ela foi operada por meio do MTB Bank de Nova York.

A PF encontrou a conta quando apurava quatro depósitos em 1998 que chegaram a US$ 1,44 milhão (valor atualizado).

A descrição da conta está nos depoimentos do lobista Romeu Pinto Junior, aos quais o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso.

A mesma Orange International (Laranja Internacional, em português) já havia aparecido em investigações da Procuradoria da República em 2004 sobre remessas de divisas a um ex-diretor do Banco do Brasil do governo de Fernando Henrique Cardoso.

Além da Orange, a conta Kisser Investiment SA, no Bank Audi de Luxemburgo, teria abrigado remessas da Alstom.

Pinto Junior foi indiciado pela PF no caso. Ele disse que conhecia Robson Marinho, ex-secretário de governo de Mário Covas (1995-2001) e vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, e o vereador tucano e ex-secretário de Energia de São Paulo, Andrea Matarazzo, mas não os acusou de crime.

Matarazzo foi indiciado no caso. Inconformado, repudiou a acusação e disse desconhecer o lobista.

Seu advogado, o criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira, pediu arquivamento do caso.

O Estado procurou o advogado de Marinho, Celso Vilardi, mas não o achou.

O Diretório Estadual do PSDB informou ser “revoltante” ser acusado com “base em argumentos vazios” e sem provas.

A Alstom não se manifestou na quarta-feira, 14.

À PF Pinto Junior revelou que as propinas eram chamadas de “compromisso”.

O lobista, que se declarou aposentado, afirmou que os executivos franceses Pierre Chazot e Phillipe Jafre lhe ordenavam que entregasse “pacotes de dinheiro” a pessoas que desconhecia.

Os pacotes eram levados por motoboys diretamente aos interessados.

Pinto Junior contou que era o procurador da offshore MCA Uruguay e disse que assinou os documentos para abrir contas bancárias da empresa no mesmo Bank Audi, em Luxemburgo, e no UBS, na Suíça.

Teria feito isso a pedido de Jafre e de Chazot. Jafre o teria aconselhado a assinar um contrato de consultoria com a Alstom.

Por meio dele, a Alstom repassaria 7,5% do valor do projeto Gisel, assinado pela empresa francesa com a então estatal paulista EPTE (ex-Eletropaulo).

Para fechar o acordo, a EPTE contratou sem licitação um crédito de R$ 140,6 milhões (valor atual) com o banco francês Société Générale. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

PS do Viomundo: Os títulos do Estadão em geral falam da propina como algo com vida própria, sem qualquer parentesco com o PSDB.

Leia também:

Propinoduto do Metrô teria irrigado lista de Furnas no governo FHC

Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Cartel fraudador: Deputados do PT pedem ao MP que investigue Serra por omissão - Viomundo - O que você não vê na mídia

24 de setembro de 2013 às 11h48

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

Cartel dá R$ 307 milhões de prejuízo à CPTM; Alckmin faz vista grossa - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de setembro de 2013 às 13h41

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

Governo Alckmin contrata por R$ 2,7 bilhões empresas envolvidas no propinoduto do tucanato - Viomundo - O que você não vê na mídia

26 de agosto de 2013 às 10h52

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

Saul Leblon: Quando o jornalismo promove assalto aos cofres públicos - Viomundo - O que você não vê na mídia

18 de agosto de 2013 às 18h35

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

População reconhece que mídia representa os donos e os que tem dinheiro - Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de agosto de 2013 às 20h00

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

IstoÉ: Todos os homens do propinoduto paulista - Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de agosto de 2013 às 12h28

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

Leandro Fortes: Marconi Perillo usa a Justiça de Goiás para calar a verdade - Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de agosto de 2013 às 00h50

[…] Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente […]

Responder

Bonifa

16 de agosto de 2013 às 22h16

Até agora, a grande mídia vem conseguindo manter o grande público completamente ignorante do que está acontecendo de fato neste episódio das propinas recebidas por autoridades de seu partido preferido, o PSDB. Até parece que há uma estratégia discutida e posta em prática por outro cartel bem mais perigoso que cartel do metrô paulista, ou seja, o fantástico cartel da imprensa familiar de direita. O que o cartel familiar está querendo passar para oito milhões e meio de quilômetros quadrados, é que os governos do PSDB, durante mais de vinte anos, foram inocentes vítimas quando deixaram os recursos do povo serem mal-versados sem se darem conta disso. Eles não seriam cúmplices, mas apenas acreditaram que as gloriosas empresas capitalistas do primeiro mundo fossem honestíssimas e puríssimas. A mídia agora com seu cartel defensivo, vai conseguir conservar o povo a acreditar nessa super-empulhação destinada a débeis mentais?

Responder

Marat

16 de agosto de 2013 às 22h02

Azenha, todos conhecemos o modus-operandi do PIG, mesmo o PIG mais carola, mais rebuscado e conservador (no sentido lato) como o estadão… Todos sabemos também que se um bêbado ou um drogado afirmar que alguém do PT é ladrão, no dia seguinte isso será devidamente reverberado e amplificado na CBN, no Estadão, na Folha, no SBT, na BAND, na Veja (com cabresto), que vai conseguir até provas documentais do “fato”!!! Agora, quando algo ocorre contra o queridinho PSDB, ai o PIG pratica um jornalismo que busca exaustivamente todos (e mais alguns) detalhes, para não manchar reputações de seus, digamos, ídolos… É por essas e outras que os 50 tons de marrom do nosso PIG estão cada vez mais desbotados, ameaçados por ninjas!

Responder

carlos

16 de agosto de 2013 às 18h30

A ponta deste iciberg teria sido, um reporter investigativo chamado Amaury R. Jr. com a sua privataria tucana aonde ele relata que o caixa dois do PSDB, era operado através de offichoris. de parabens todos que fazem essa imprensa que tem compromisso com a verdade doa a quem doer.

Responder

Urbano

16 de agosto de 2013 às 18h16

A relação de desvio de conduta é tão grande, que seria de bom alvitre informar qual o crime não cometido pelos meliantes da oposição ao Brasil. Isso obviamente depois de uma longa e incessante pesquisa. Uma das últimas informações existentes é que existe um prefeitinho de meia pataca, que além de receber proventos como alcaide, também recebe do tribunal do faz de conta do Estado. E por ser do faz de contas, ele não trabalha. Mas recebe! Aqueles médicos pelo menos se davam ao trabalho de fazer um mise en scène para enganar a torcida de que trabalhavam. O boneco de ventríloquo nem isso.

Responder

    Urbano

    16 de agosto de 2013 às 18h21

    Por estar tão próximo de ‘existentes’, substituo o ‘existe’ por ‘há’.

Mardones

16 de agosto de 2013 às 16h03

Não se preocupe, pois o picolé de chuchu vai mandar averiguar quem bebeu do suco da laranja. k k k k

Responder

    Fabio

    16 de agosto de 2013 às 19h57

    Não, ele vai processar quem bebeu o suco.

Valente

16 de agosto de 2013 às 15h13

Cuidado motoboy!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.