VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Altamiro Borges: Mais um assassinato de reputação impune


25/07/2012 - 19h18

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Erenice inocentada. E a Folha e a Veja?

Por Altamiro Borges, em seu blog

Numa notinha de 2.158 toques, a Folha noticia hoje que a ex-ministra Erenice Guerra foi inocentada no inquérito que apurou seu envolvimento num suposto esquema de tráfico da influência na Casa Civil. O caso foi arquivado pela Justiça Federal por absoluta falta de provas e a sentença do juiz Vallisney de Souza Oliveira teve o apoio do Ministério Público e a PF, que acompanharam o processo aberto há um ano e sete meses. Em síntese: tratou-se de mais um assassinato de reputação patrocinado pela mídia!

A própria Folha confirma o seu ato irresponsável e criminoso. “Erenice perdeu o cargo de ministra da Casa Civil em 2010, em meio à disputa presidencial. A queda ocorreu no dia em que a Folha revelou que ela recebeu um empresário e o orientou a contratar a consultoria do seu filho para conseguir um empréstimo no BNDES”. O tal “empresário” era Rubnei Quícoli, um notório vigarista que o jornal utilizou como fonte das suas acusações levianas para fabricar um mais um escândalo político.

As razões políticas do escândalo fabricado

O escândalo não teve apenas razões comerciais, não visou apenas aumentar as vendas com base em matérias sensacionalistas. Ele teve conotação política. Visou interferir diretamente nas eleições presidenciais de 2010. Erenice era considerada o braço direito da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e ocupou a pasta quando esta deixou o posto para disputar a sucessão. A mesma Folha se jacta, na maior caradura, que “o escândalo tirou votos de Dilma e acabou contribuindo para levar a eleição ao segundo turno”.

Além da Folha, a revista Veja fez da denúncia leviana uma corrosiva peça de campanha eleitoral. Num gesto criminoso, ela obrou a capa terrorista com o título “Caraca, que dinheiro é esse”. A “reporcagem” dizia que pacotes de até R$ 200 mil teriam sido entregues no interior da Casa Civil, então comandada por Erenice Guerra. Tudo a partir de denúncias em off, de fontes anônimas. A revista não apresentou qualquer prova concreta e, na sequência, também se gabou da degola da ex-ministra. Um crime!

Agora, Erenice foi inocentada pela Justiça. E como ficam os assassinos de reputações da Folha e da Veja?

Leia também:

A crença míope nos superpoderes dos blogueiros

Paulo Nogueira: Internautas antevêem o futuro de Serra

Leandro Fortes: Sobre o calcanhar de Aquiles de José Serra

Altamiro Borges: Lula não enfrentou os barões da mídia

Roberto Amaral: Porque os jornalões são contra a entrada da Venezuela no Mercosul

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



52 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julio Silveira

27 de julho de 2012 às 13h27

O que percebo ao ler os defensores para todos os lados, ao lado dos parceiros ideológicos sob suspeita, é que, o que realmente nos impõe preocupação é a justiça brasileira. Ela está propiciando que culpados ou inocentes sejam vistos como iguais, ou seja, ninguem no Brasil pode ser visto como de irrestrita confiança, mas principalmente os fazedores da justiça brasileira que possibilitam isso, as injustiças e as impunidades.

Responder

FJP

27 de julho de 2012 às 08h00

Em resposta à pergunta do Altamiro: “E como ficam os assassinos de reputações da Folha e da Veja?” respondo: do jeito que dantes. Sem escrúpulos nenhum a caçar novas reputações para atingir os seus objetivos.
Numa hora dessas é que eu vejo que não existe justiça neste nosso Brasil. Caberia um processo de danos morais para a Folha, Veja e para o vigarista em questão de forma a abalar financeiramente os três.

Responder

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 10h49

    A canalha do PIG gosta de acusar cidadãos sem provas… e negam espaço para defesa.
    Covardões vagabundos: marinho, civita, frias e mesquita.

    Já anunciantes do PIG e políticos aliados aos interesses destas oligarquias mofadas não tem sequer divulgadas as denúncias comprovadas de corrupção.
    É o caso do ladrão josé serra.

    O PIG é a organização mais corrupta do Brasil.

Fabio Passos

27 de julho de 2012 às 07h22

O PIG mais uma vez desmoralizado.

marinho, civita, frias e mesquita… oligarquias corruptas idiotizando brasileiros mal-instruídos… e saindo impunes.
Até quando?

Responder

Tiago Tobias

27 de julho de 2012 às 04h59

Depois o Serra diz que os blogs sujinhos é que fazem uma campanha “nazista”, atacando as instituições democráticas. Careca hipócrita!

Responder

José DF

27 de julho de 2012 às 01h05

Esta é a referência do bom jornalismo da oposição. Por outro lado, querem amordaçar 2 blogueiros sob o pretexto de evitar uma intentona comunista na internet contra o candidato tucano a prefeitura paulista.
A instrução concluiu que não há provas contra a ex ministra da casa civil. O processo vai ao arquivo com a concordância do MP e Polícia Federal.
Segundo a premissa de certos coleguinhas, toda denúncia deve resultar, necessariamente, em condenação. Caberia ao Judiciário apenas homologar os ataques da mídia, negando às vítimas o direito de defender sua dignidade?
Compartilho o sentimento de impunidade reinante em terras nativas, segundo um coleguinha abaixo para acrescentar: imaginem se um candidato petista tivesse toda uma vida de maracutaias desnudadas num livro recheado de documentos e provas robustas de corrupção e assalto ao patrimônio do Estado brasileiro?
Sim, estamos nos referindo a um trabalho jornalístico autêntico segundo critérios de apuração, investigação e denúncia. Nada que remeta a dólares cubanos em caixas de uísque, tentativa de invasão a hotel, fraude de grampo sem áudio, parceria com bicheiro…
Tal sujeito reuniria condições ético-morais para candidatar-se, e pasmem, blindado pela imprensa autoproclamada isenta e imparcial, mas que adora mamar numa propaganda estatal?

Fica o convite à reflexão.

Responder

Cancão de Fogo

26 de julho de 2012 às 21h46

A mídia na tentativa de derrubar Dilma na eleição de 2010, usou Erenice Guerra em manchetes garrafais! Agora que ela foi absolvida silencia!

Responder

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 07h27

    Os neoudenistas não tem escrúpulos. São a maior renca de safados corruptos do Brasil… e ainda tentam bancar os moralistas.
    A quadrilha: civita, marinho, frias e mesquita.

    Só idiotas ainda caem nas patifarias do PIG.

Biglia Júnior

26 de julho de 2012 às 21h15

O governo tem que exigir “qualidade” na media. Àqueles que não se adequarem ao rigor de qualidade, não poderão receber publicidade governamental (União, Estados e Municípios).
Honestamente é publico e notório de longa data que o governo é refém assumido de alguns grupos da media (PIG).
A pergunta é: falta coragem ou tinta para Dilma?

Responder

Wagner

26 de julho de 2012 às 20h54

Acreditar em Veja, Globo etc é ser muito idiota.

Mas esperar condenação de autoridades de governo/políticos no Brasil também é sonhar demais.

Até o Collor não foi condenado pelo STF!

Com a legislação que temos, é quase impossível condenar alguém (ainda mais com bons advogados) nesses crimes de colarinho branco.

Responder

mfs

26 de julho de 2012 às 20h48

Pra fazer política de esquerda tem que ter estômago, véio.
A reputação de quem é acusado pelo PIG vai pro espaço.
Basta ler a quantidade de mensagens indignadas que acham que a Justiça foi conivente com a ex-ministra “corrupta”.
Ou seja, depois que o PIG faz a denúncia, já era, uma parte importante da população acha que ou ele vai ser condenado ou vai acabar em pizza.

Responder

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 07h29

    É um absurdo.

    Oligarquias corruptas difamando cidadãos inocentes… e sempre saindo impunes.

    Os maiores pilantras do Brasil: marinho, civita, frias e mesquita

FrancoAtirador

26 de julho de 2012 às 17h48

.
.
Ainda espero ver o dia em que a maioria da população brasileira

perceberá que matérias de jornais e noticiosos de rádio e televisão

não são documentos com fé pública para fazerem prova em processo judicial.

Aliás, sobre esse tema, Dilma Rousseff deu uma lição na Folha de S.Paulo:

http://www.youtube.com/watch?v=G9fZbTNOQN0

Responder

Roberto Sa

26 de julho de 2012 às 15h55

Tudo muito natural. Olha só onde apareceu inicialmente a matéria sobre a nova investigação envolvendo a Erenice:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/56705-policia-federal-abre-nova-investigacao-sobre-caso-erenice.shtml

Os trolls que repercutem aqui a tal “matéria” acham que todos são como eles…

Responder

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 07h49

    Os militantes do PIG são claque da organização mais corrupta do Brasil.

    Idiotizados ou cínicos, deveríam condenar o ladrão josé serra, cuja patifaria está fartamente documentada.
    No entanto atacam e difamam brasileiros sem provas, bancando macaquinhos de auditório p/ as oligarquias decrépitas da mídia: globo, veja, estadão e fsp.

Jorge Martins

26 de julho de 2012 às 13h36

E agora, não vai aparecer uma autoridade do Governo Federal para pedir abertura de processo criminal contra a mídia autora da denúncia vazia que acabou com a carreira de uma Ministra de Estado, alta autoridade da República? Quem vai ter a coragem democrática e patriótica de colocar a mídia atrás das grades? Do contrário pergunta-se: quem será a próxima vítima? Brasil, país da impunidade!

Responder

Fernando Lopes

26 de julho de 2012 às 12h30

“Polícia Federal abre nova investigação sobre caso Erenice”

FILIPE COUTINHO, ANDREZA MATAIS E RUBENS VALENTE

A Polícia Federal encontrou sinais de sonegação fiscal na contabilidade da empresa de lobby do filho da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra e detectou indícios de lavagem de dinheiro de envolvidos no caso.

Diante das suspeitas, decidiu abrir um novo inquérito, segundo o juiz do caso.

As descobertas surgiram ao longo do primeiro inquérito aberto para apurar o assunto. A nova apuração não tem como alvo a ex-ministra.

Essa primeira investigação foi arquivada pela Justiça Federal sob o argumento de que não ficou “comprovada a prática de qualquer ilícito”.

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, afirmou que, por força de lei, pouco poderia fazer além de arquivar o inquérito, uma vez que isso foi pedido pelo Ministério Público:

“Segundo a lei, o juiz não pode indeferir o pedido de arquivamento e dar continuidade às investigações”.

Na decisão que determinou o arquivamento, ele informa que a investigação da PF localizou “movimentações financeiras consideradas incompatíveis com os rendimentos declarados à Receita Federal” nas contas de Israel Guerra, filho de Erenice.

Ele é sócio da Capital Consultoria. A empresa intermediava contratos com o governo federal e cobrava uma “taxa de sucesso”. De acordo com a decisão do juiz, a PF apurou que a empresa “teria deixado de prestar informações sobre as rendas auferidas nos anos de 2009 e 2010″.

Esse período foi justamente o auge das negociações de Israel com empresários. Nessa época, Erenice foi secretária-executiva de Dilma na Casa Civil e, depois, a sucedeu.

Responder

Joselito

26 de julho de 2012 às 11h58

Olha, a verdade é que as pessoas, cada vez mais, buscam informação no mundo virtual, já que os meios tradicionais escolhem o que veicular.
Assim, de pouco em pouco, eles vão afundando na [email protected]#!#$ que eles mesmos criam.
Como na história do menino e do lobo, hoje, por mais que haja milhoes de provas e documentos dentro da Veja, FSP, Estadao, Globo, Abril em geral, confesso que nao acreditarei, pelos anos que estes mesmos vêm fabricando denúncias que, posteriormente sao veiculas na TV e, ainda, usadas de base para denuncias demotucana nos orgaos do poder judiciario.

Responder

mineiro

26 de julho de 2012 às 11h04

e agora fica por isso mesmo? ninguem vai fazer nada nao ? essa corja desgraçada mldita destroi a reputaçao e nao acontece nada? quer dizer se fizer alguma contra essa midia golpista , eles vao alegar que é perseguiçao ou censura. mas eles podem fazer o que quer, nao é censura , nao é imoralidade , as pessoas que sofrem com isso nao tem sentimento e tudo acaba em pizza. e eles vao partir pra outra , porque essa mafia , corja dos quintos dos infernos nao ta nem ai para pessoas. porque o negocio deles é destruir as pessoas e ninguem pode interferir. ou o governo , os malditos parlamentares covardes nao fizer alguma coisa , eles vao ser os proximos da lista.

Responder

lulipe

26 de julho de 2012 às 11h03

No Brasil para que haja uma condenação de algum político ou alguém do alto escalão é preciso uma confissão do acusado ou então um vídeo ou documento registrado em cartório dele cometendo o crime, caso contrário….E viva o país da impunidade!!!!

Responder

    RicardãoCarioca

    26 de julho de 2012 às 21h34

    Na verdade, deve ter as mesmas provas materiais e/ou testemunhos condizentes com os fatos para condenar qualquer um, seja Erenice, eu ou você. Isso é bom, né? Ou quer para os outros (condenação pelos jornais e não pela Justiça) o que não quer para você?

O_Brasileiro

26 de julho de 2012 às 09h46

O governo poderia ter com a mídia golpista a mesma firmeza que tem com os servidores públicos federais…
Um comentário no outro post sobre os blogs dizia que a mídia golpista que recebe verba federal era “neutra”.
Não é neutra!
E o governo paga para não haver um acirramento da tensão entre o planalto e a mídia golpista.
A verdade é que a opinião pública brasileira ainda é totalmente manipulável, por não ter senso crítico e porque lê pouco. Num país onde novela com mil enredos ainda dá 40% de audiência, e onde time de futebol é mais importante do que segurança pública, a mídia golpista deita e rola!

Responder

Luiz

26 de julho de 2012 às 09h20

E agora que fazer com as duas BANDIDAS, VEJA IMUNDA e a FOLHA SUJA, desgraçam com a MORAL das pessoas e fica por isso mesmo, vamos Dilma muda essa lei das comunicações, o povo está com sigo, senão esses BANDIDOS vão continuar a desgraçar a vida das pessoas e com eles não acontece nada, MUDA DILMA POR FAVOR , estamos todos juntos!!!!!!!

Responder

FrancoAtirador

26 de julho de 2012 às 09h11

.
.
E se o José Dirceu for absolvido no Supremo? Como é que fica?

http://www.youtube.com/watch?v=ni9QfrB2KXI

Responder

    Willian

    26 de julho de 2012 às 11h44

    Collor foi absolvido pelo Supremo também. Como é que ficou? O PT, que fez passeatas por sua saída, fez algum mea-culpa, pediu desculpa públicas a ele ou ficou enrubescido pelo menos?

LEANDRO

26 de julho de 2012 às 08h28

Até parece que no Brasil algum político ou rico é condenado. Você conhece algum preso por desvio de dinheiro? Até o maluf ta aí, soltinho e ainda exercendo mandato e amigo do lula. Quantos processos contra poderosos já foram arquivados? Isso no Brasil prova alguma coisa?

Responder

    Rodrigo Leme

    26 de julho de 2012 às 10h52

    Exatamente. Eu me espanto com as manifestações aqui, como se pudesse haver outro resultado do julgamento de pessoas poderosas no Brasil. Collor foi inocentado no STF, Maluf tá livre, leve e solto, mesmo procurado pela Interpol…

    Eu acho até engraçado esfregarem isso como se fosse uma comprovação de inocência, considerando o contexto onde estamos inseridos.

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 07h59

    O que causa espanto é a claque de adestrados pelo PIG defendendo o ladrão josé serra, sob o qual pesam denúncias amplamente documentadas de corrupção, enquanto atacam covardemente uma brasileira inocentada por absoluta falta de provas…

    Os adestrados pelo PIG são os responsáveis pela impunidade no Brasil.

    Olhe-se no espelho e vai encontrar uma das causas da tragédia brasileira. rsrs

Rodrigo Leme

26 de julho de 2012 às 07h28

O que está impune: o assassinato de reputação ou o engavetamento desse tipo de processo? Pra se pensar…

Responder

    Jair de Souza

    26 de julho de 2012 às 10h09

    Se é pra se pensar,… Então, você, com certeza, não vai poder participar desse exercício. E talvez nem entenda o porquê de eu ter escrito isto.

    Rodrigo Leme

    26 de julho de 2012 às 11h43

    Então vai pensando nisso, campeão:

    http://www.pannunzio.com.br/archives/13640

    “A Polícia Federal encontrou sinais de sonegação fiscal na contabilidade da empresa de lobby do filho da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra e detectou indícios de lavagem de dinheiro de envolvidos no caso.

    Diante das suspeitas, decidiu abrir um novo inquérito, segundo o juiz do caso.

    As descobertas surgiram ao longo do primeiro inquérito aberto para apurar o assunto. A nova apuração não tem como alvo a ex-ministra.

    Essa primeira investigação foi arquivada pela Justiça Federal sob o argumento de que não ficou “comprovada a prática de qualquer ilícito”.

    O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, afirmou que, por força de lei, pouco poderia fazer além de arquivar o inquérito, uma vez que isso foi pedido pelo Ministério Público”

    Ausência de prova não é sempre ausência de crime. Al Capone foi preso por sonegação, pq o resto não pôde “ser provado”.

    Mesmo este humilde ser que não tem condição de pensar segundo o gênio Jair, a lógica é bem simples.

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 08h03

    Muito bom. rsrs
    O sujeito tem dificuldade em assumir que é papagaio das organizações mais corruptas do Brasil: PIG.

    marinho e civita mandam… e o sujeito pula, rola, dá a patinha e até se finge de morto.

Jose Mario HRP

26 de julho de 2012 às 06h39

Oposição novamente fica no “Cinco contra um”!
Essa cambada mauricinha/Çerra só apanha!
Diga não ao #Serra/Censor!

Responder

Paciente

26 de julho de 2012 às 04h41

Eu, se fosse Erenice, entrava com um processo por danos morais contra os dois, Veja e empresário boquirroto. Acho que metade da revista saciaria minha ira… ou talvez… Não.

Caso não surtisse efeito, eu importava um secundarista neurótico dos EEUU e mandava ele fazer uma visita na casa dos Civita…

Responder

Elza

26 de julho de 2012 às 01h55

E aí a ex-Ministra Erenice ñ vai processar o assassino? O JN tbm noticiou discretamente com a cara mais cínica do apresentador.

Responder

Tiago Tobias

26 de julho de 2012 às 01h37

Quantas reputações o pig destruiu? O Paulo Bernardo é a Bela Adormecida do Planalto…

Responder

luiz mattos

25 de julho de 2012 às 23h25

Até quando nossa frágil democracia será vítima de golpes midiáticos?Até quando nós,petistas, suportaremos a covardia dos que elegemos?

Responder

Roberto Locatelli

25 de julho de 2012 às 22h30

Como fica também o PSOL, que crucificou Erenice junto com os demotucanos? Vai se desculpar?

Esse tal Rubnei é um escroque. Receptador de mercadoria roubada, entre outros crimes. Ele já esteve na cadeia, mas atualmente está solto e pronto para produzir mais “escândalos”.

Responder

Roberto Locatelli

25 de julho de 2012 às 22h27

Pergunta feita no twitter: “Por que Erenice não processa a Veja e a Folha”?
Minha resposta: porque o PT tem medo do PIG.

Responder

    Cesar Ricardo

    26 de julho de 2012 às 00h33

    Roberto, concordo com você em gênero, número e grau.

Willian

25 de julho de 2012 às 22h10

Vamos ver se Dilma coloca a Erenice de volta no governo.

Responder

Marat

25 de julho de 2012 às 21h23

Espero que Erenice vá à Guerra, contrate bons advogados e arranque uma boa grana desses democráticos e imparciais veículos de comunicação!

Responder

    Willian

    26 de julho de 2012 às 08h54

    Talvez a Justiça só não tenha encontrado as provas contra ela, mas o mal-feito exista. Ou seja: a Erenice não vai processar ninguém e a Dilma não vai recolocá-la no governo. Tem certas coisas que quanto mais se mexe mais fede. Erenice saiu no lucro.

    P.S. Interessante: quer dizer que para a blogosfera agora para se acusar alguém precisa de provas? Sempre?

    Marat

    26 de julho de 2012 às 17h58

    Prezado William, boa tarde.
    Não sei se entendi direito sua resposta. Talvez minha inteligência esteja fraquejando, mas um dos atributos da Justiça é o de provar cabalmente algum tipo de contravenção, pois, do contrário, todos vão dizer algo de alguém sem provas e todos perderão seus empregos, seu sossego etc… não acho pouco perder o emprego por conta de algo qu não foi comprovado!
    Outra coisa, o PIG deveria fazer o que lhe é de dever: buscar a VERDADE, doa a quem doer! Por que será que o PIG nunca ataca com veemência os governos pessedebistas de SP? Será que eles são os senhores todos-poderosos, donos da verdade? Ou será que há troca de favores?
    Saudações!

Gerson Carneiro

25 de julho de 2012 às 21h03

Nos debates, o Serra também batia na tecla que “Erenice Guerra era o braço direito da dilma” e jactava-se fazendo referência ao “escândalo”.

Responder

Fabio Passos

25 de julho de 2012 às 21h00

Mais um crime do PIG que vai ficar impune.
Estas oligarquias corruptas difamam brasileiros honestos e protegem notórios corruptos como jose serra.

O PIG é a máquina de idiotizar brasileiros que a “elite” branca e rica usa para perpetuar seus privilégios indecentes.

Responder

    Willian

    26 de julho de 2012 às 10h36

    Fábio, quem sabe é a Erenice que está ficando impune.

    Canedo

    26 de julho de 2012 às 18h19

    O que um William desses tá fazendo por aqui,procura sua turma ô reáça.

    Fabio Passos

    27 de julho de 2012 às 10h43

    Canedo, o sujeito é um conhecido puxa-saco de bandidos.
    Ele tem de explicar a impunidade do ladrão josé serra, cuja corrupção está fartamente documentada… e deveria ter vergonha na cara em insistir na difamação de uma mulher acusada sem provas.

    Esta ralé adestrada pelo PIG é uma das causas da impunidade no Brasil.

Alexandre d'Oliveira

25 de julho de 2012 às 19h53

Infelizmente a justiça brasileira é feita para os ricos, de preferência da direita. Erenice Guerra bem que deveria entrar com processos contra estes jornalecos, mas a vitória é incerta, por razões óbvias.

Responder

leprechaun

25 de julho de 2012 às 19h32

Como ficam? se depender da justiça, da força e da militância do pt e da esquerda interessada no assunto, e atenção e preocupação que a população brasileira põe nessas coisas, absolutamente nada, como sempre

Responder

Leandro Fortes: Sobre o calcanhar de Aquiles de José Serra « Viomundo – O que você não vê na mídia

25 de julho de 2012 às 19h25

[…] Altamiro Borges: Mais um assassinato de reputação impune […]

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.