VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Estadão encolhe texto sobre Gilmar que falava da Celg


28/04/2012 - 14h20

Título original deste post: Demóstenes, sobre Gilmar: “Esse relacionamento aqui, é bom pra gente, né?”

Texto original do Estadão:

Demóstenes ‘trabalhou’ com Gilmar Mendes para levar ao STF ação da Celg, diz PF

No diálogo que ocorreu no dia 16 de agosto de 2011, Demóstenes demonstra intimidade com o ministro

28 de abril de 2012 | 11h 43

Fernando Gallo – O Estado de S.Paulo

Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo, o parlamentar afirma a Cachoeira que ter trabalhado junto com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes para levar à máxima corte do país uma ação bilionária envolvendo a Companhia Energética de Goiás (Celg). No diálogo, que durou pouco menos de quatro minutos e ocorreu no dia 16 de agosto de 2011, Demóstenes demonstra intimidade com o ministro ao tratá-lo apenas como “Gilmar”.

“Conseguimos puxar para o Supremo uma ação da Celg aí, viu? O Gilmar mandou buscar. Deu repercussão geral pro trem aí”, contou o senador, referindo-se a um instrumento processual que permite aos ministros escolherem os recursos que vão julgar de acordo com a relevância jurídica, política, econômica ou social.

Considerada por muitos políticos goianos má “caixa preta” do governo do Estado, a Celg estava imersa em dívidas que somavam cerca de R$ 6 bilhões. Demóstenes avaliou a Cachoeira que Gilmar Mendes conseguiria abater cerca de metade do valor com uma decisão judicial. “Dependendo da decisão dele, pode ser que essa Celg… essa Celg se salva (sic), viu?”, disse. “Eu acho que esse trem pode dar certo, viu?ele que consegue tirar uns dois… três bilhões das costas da Celg. Aí dá uma levantada, viu?”
Ao que Cachoeira responde: “Nossa senhora! Bom pra caceta, hein?”

Demóstenes e Gilmar Mendes foram motivo de polêmica quando, em 2008, a revista Veja publicou uma reportagem com uma suposta conversa entre ambos que teria sido grampeada ilegalmente. Os dois confirmaram a existência da conversa, mas a revista nunca publicou o áudio do diálogo.

A Celg foi motivo de embate no Estado de Goiás quando, no fim de 2010, o então governador eleito Marconi Perillo (PSDB) anunciou, durante o período de transição, que não cumpriria um acordo costurado entre a gestão Alcides Rodrigues (PP) e o governo federal, que previa empréstimos da Caixa Econômica Federal (CEF) ao Estado de Goiás para tirar a companhia energética do atoleiro. A justificativa da equipe marconista era que o acordo continha cláusulas prejudiciais ao Estado. O governo Alcides viu motivação política na decisão da equipe de transição. Um ano depois, no fim de 2011, Marconi fechou um acordo com o governo federal para transferir à União o controle acionário da Celg, que foi federalizada.

O ‘Estado’ não conseguiu encontrar o senador e o ministro do STF para comentarem a gravação.

*****

A segunda versão do texto do Estadão, que substituiu a primeira:

Atualizado às 18h46

Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o contraventor Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal, o parlamentar comemora uma decisão do ministro do STF Gilmar Mendes em uma ação bilionária envolvendo a Companhia Energética de Goiás (Celg).

“Conseguimos puxar para o Supremo uma ação da Celg aí, viu? O Gilmar mandou buscar”, afirmou o senador, que avaliou que Mendes conseguiria abater cerca de metade do valor da dívida da Celg com uma decisão judicial. “Dependendo da decisão dele, pode ser que essa Celg se salva (sic), viu? Ele que consegue tirar uns dois… três bilhões das costas da Celg.” Cachoeira responde: “Nossa senhora! Bom pra caceta, hein?”.

Ao Estado, Gilmar Mendes observou que o relatório da PF ressalta que “não há qualquer referência de ilegalidade no procedimento de Demóstenes” com ele. “Este diálogo, dentre outros, serve fundamentalmente para demonstrar que Demóstenes Torres tem o hábito de informar Cachoeira de sua atuação política”, diz o documento.

Segundo o ministro, trata-se de uma decisão de rotina, que envolve um “assunto técnico”. “Demóstenes nunca falou comigo desse processo. É uma rotina do Supremo. É um conflito entre o Estado de Goiás e a União, envolvendo a Celg e discutindo apenas indenização.

Foi só para subir o processo para o Supremo, que será processado normalmente.”

PS do Viomundo: Na acusação do procurador Roberto Gurgel a Demóstenes Torres (publicada na íntegra pelo Brasil 247) consta que Jairo Martins, um dos bisbilhoteiros a serviço de Cachoeira, foi personal araponga do ministro Mendes.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



64 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

SÃO PAULO, O ESTADO ONDE NÃO EXISTEM CORRUPTOS. – Toninho Kalunga

25 de julho de 2016 às 14h12

[…] e prefeito de Palmas Paulo Teixeira: CPI do Cachoeira tenta ouvir Cavendish, Pagot e Paulo Preto Estadão encolhe texto sobre Gilmar que falava da Celg Demóstenes, sobre grampo de Dirceu: “Aí é ótimo, fantástico” Autor evertonPublicado […]

Responder

AS ASAS DA DELTA PLAINAM SOBRE O PSDB PAULISTA – Toninho Kalunga

25 de julho de 2016 às 13h48

[…] Estadão encolhe texto sobre Gilmar que falava da Celg […]

Responder

Danilo

30 de maio de 2012 às 13h47

Azenha,

Vcs não notaram a frase FATIDICA no texto da gravacao acima… Demonestes se posta como REDATOR/FONTE da Veja quando fala “Revista VEJA está atrás aqui do EVANGIVALDO”. Pergunta: COMO assim a Veja está “ATRÁS AQUI”??? Ou seja a Veja mantém contato direto com o Demo antes de tecer os ataques sordidos que conhecemos… ISSO prova que a Veja sabe do envolvimento do Demo com Cachoeira e ainda faz questão de blindar aqueles que fazem parte da quadrilha!

PS: Não entendo pq nenhum post meu eh publicado…

Responder

Dossiê Gilmar Mendes « Ficha Corrida

28 de maio de 2012 às 09h24

[…] no STF, segundo PF”. A íntegra do texto da versão censurada e da substituída pode ser lida aqui. Se a reportagem foi publicada em 28 de abril, é possível que no dia 26, Gilmar Mendes já […]

Responder

Roteiro de um filme de máfia « Ficha Corrida

28 de maio de 2012 às 09h23

[…] no STF, segundo PF". A íntegra do texto da versão censurada e da substituída pode ser lida aqui. Se a reportagem foi publicada em 28 de abril, é possível que no dia 26, Gilmar Mendes já […]

Responder

CELG explicaria medidas desesperadas de Gilmar Mendes | Viva Marabá Carajás Brasil

27 de maio de 2012 às 20h45

[…] A segunda versão, apagou a primeira, encurtou o texto e aliviou para Gilmar Mendes, a começar pelo título “Demóstenes tratou de processo da Celg no STF, segundo PF”.  A íntegra do texto da versão censurada e da substituída pode ser lida aqui. […]

Responder

Luís CPPrudente

01 de maio de 2012 às 18h08

Esse Gilmar seria o mesmo Gilmar das facilidades, o mesmo Gilmar dos HCs recordes, o mesmo Gilmar que votou pelas cotas e se posicionou contra as cotas?
Ahhhhh, então estamos a falar do Gilmar Dantas!!!!!

Mas o que o Gilmar Dantas tem a ver com o Demóstenes 30% Torres? Que eu saiba eles não tem nenhum grampo em comum ou que lembre o delegado Paulo Lacerda!

Responder

Caracol

29 de abril de 2012 às 17h02

Alô alô Paulo Bernardoooo!
Alô alô Ministro das Comunicaçõõõõõões!

Responder

    Luís CPPrudente

    01 de maio de 2012 às 18h00

    Ley de Medios!!!!!! Ley de Medios!!!!! Ley de Medios!!!!

Yarus

29 de abril de 2012 às 15h19

"Veja-Cachoeira: as provas

Vamos facilitar a vida dos jornalistas, expremidos entre a escassez de “fontes” e/ou condenados a liberdade de concordar com o seu patrão ou perder o emprego. Abaixo apresento todas as gravações transcritas que comprovam o envolvimento criminoso, ou no mínimo suspeito, da revista Veja com a quadrilha de Carlinhos Cachoeira retirados do inquérito do STF.

No primeiro diálogo se percebe a predileção da dupla pela leitura da Veja. Que mal poderia haver em um quadrilheiro acompanhar atentamente uma revista? Com certeza, nenhum!…”
http://margemesquerda.blogspot.com.br/2012/04/qua…!

Responder

FrancoAtirador

29 de abril de 2012 às 13h28

.
Observem que o "repórter chamado GUSTAVO" mencionado por Demóstenes Torres à Carlinhos Cachoeira é GUSTAVO RIBEIRO, repórter da equipe de Policarpo Jr (Poli, para os íntimos), Diretor da Sucursal da Revista Veja em Brasília.

GUSTAVO RIBEIRO FOI UM DOS AUTORES DA FARSA CRIMINOSA
ARTICULADA PELA REVISTA VEJA COM CACHOEIRA NO HOTEL NAOUM.

CACHOEIRA: “…o POLICARPO que vai estourar aí; o JAIRO arrumou uma fita pra ele lá, do HOTEL lá, onde o DIRCEU… DIRCEU, é, recebia o pessoal na época do tombo do PALOCCI…”

DEMÓSTENES: “Aí é ótimo, fantástico!”

https://www.viomundo.com.br/denuncias/demostenes-s

Responder

Messias Macedo

29 de abril de 2012 às 13h09

Estadão encolhe texto sobre Gilmar que falava da Celg
em https://www.viomundo.com.br – ínclito, competente e impávido jornalista Luiz Carlos Azenha

Leitura do matuto: ou seja, o 'Estadão' transformou o texto em um 'textículo'! Posicionado no lado direito, óbvio!

É ou não é o país da piada pronta?!

República das Bananas dos Estados Unidos do Brasil – parodiando o [José] (S)erra, o mesmo DEMotucano que “põe as mãos no fogo pela Daslu, pela ‘Veja’, por Marconi ‘Perigo’, por Gilmar Mendes, por Daniel Dantas e, quiçá, por DEMÓstenes Torres!”…
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Macedo

29 de abril de 2012 às 13h04

… Por “acauso” o Gilmar Mendes é a Excelência (sic) jurídica que concedeu dois [inéditos] habeas corpus madrugadas afora em favor do *banqueiro bandido e condenado Daniel Dantas?! É a mesma Vossa Excelência envolvida no, digamos, inusitado ‘grampo sem áudio’ que combaliu a magistral Operação Satiagraha da Polícia Federal?! Envolvido com grilagem de terras, proprietário de faculdades privadas, toda pompa, toda sorte, virtuosíssimo(!)?…
*segundo o ínclito e impávido delegado da Polícia Federal e, atualmente, investido do cargo de deputado federal, o doutor Protógenes Queiroz.
E ‘VAMO QUI VAMO!’: *a quase-esposa do Cachoeira é evangélica e o contraventor é católico!…
*informações prestadas pela “grande” mídia nativa!

Que país é esse, sô?! República das Bananas dos Estados Unidos do Brasil – parodiando o [José] (S)erra, o mesmo DEMotucano que “põe as mãos no fogo pela Daslu, pela ‘Veja’, por Marconi ‘Perigo’ e, quiçá, por DEMÓstenes Torres!”…
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Macedo

29 de abril de 2012 às 12h26

SENSACIONAL! ENTENDA
(Extraído site http://maureliomello.blogspot.com.br/ – DoLaDoDeLá)
[Sob Pressão da Nova Opinião Pública]

A jornalista Elaine Tavares, em entrevista ao Brasil de Fato. Elaine acaba de publicar o livro: Em busca da Utopia – os caminhos da reportagem no Brasil, dos anos 50 aos anos 90 (Florianópolis: Edição pelo Instituto de Estudos Latino-americano-Americanos, 2012). Leia o que Elaine diz:

"A Veja é um caso de autofagia (de uma empresa) em nome de um modelo de mundo. Explico. Ela nasce nos anos 1970 dentro da mesma editora que fazia a Realidade, que era uma beleza de revista, com reportagens incríveis. E ela vem para implantar no Brasil um estilo de jornalismo que assomava nos Estados Unidos. Essa coisa insossa de informação sem contexto, e que não é uma ação sem sentido. Ela é parte de um modo de ser e estar no mundo. Escrever como se estivesse informando, mas sem na verdade informar. A Veja entrou no mercado e matou a Realidade, que era o jornalismo de profundidade, que levava ao pensamento, ao questionamento. A mesma empresa mata uma revista boa para que a revista ruim pudesse começar a atuar como a usina ideológica de um modelo que se queria para o Brasil. Foi um projeto utópico (distópico) da classe dominante. Trazer a “modernidade“ e emburrecer as pessoas. Encurtam os textos, tiram o contexto, passam a doutrinar. Já não era mais jornalismo. Basta ver o que é a Veja hoje: uma máquina de propaganda da distopia da direita brasileira. Jornalismo ali é coisa rara. Quando aparece é obra solitária de algum jornalista."

República das Bananas dos Estados Unidos do Brasil – parodiando o [José] (S)erra, o mesmo DEMotucano que “põe as mãos no fogo pela Daslu, pela ‘Veja’, por Marconi ‘Perigo’ e, quiçá, por DEMÓstenes Torres!…"
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Yarus

29 de abril de 2012 às 12h19

"Senador tucano tenta negar "batom na cueca" da Veja

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) saiu em socorro da sua amada revista Veja, fazendo declarações na maior cara-de-pau, que equivalem a querer negar "batom na cueca".

Mas não há como negar o que está provado nos diálogos: Cachoeira dava ordens na revista para publicar coisas do interesse da organização criminosa.

Com isso o senador tucano se afoga junto com a revista nas águas turvas do Cachoeira.

Não custa lembrar que o senador já montou uma operação de arapongagem semelhante às do bicheiro, quando receptou em seu gabinete documentos roubados da Casa Civil da Presidência da República, e repassou na surdina para a revista Veja. Depois de dois meses de investigação e perícia nos computadores da Casa Civil, o senador foi desmascarado e teve que depor na Polícia Federal."
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2

Responder

    Danilo

    30 de maio de 2012 às 13h45

    Azenha,

    Vcs não notaram a frase FATIDICA no texto da gravacao acima… Demonestes se posta como REDATOR/FONTE da Veja quando fala “Revista VEJA está atrás aqui do EVANGIVALDO”. Pergunta: COMO assim a Veja está “ATRÁS AQUI”??? Ou seja a Veja mantém contato direto com o Demo antes de tecer os ataques sordidos que conhecemos… ISSO prova que a Veja sabe do envolvimento do Demo com Cachoeira e ainda faz questão de blindar aqueles que fazem parte da quadrilha!

Messias Macedo

29 de abril de 2012 às 11h58

“O professor” DEMÓstenes, o “dotô”/”empresário” Cachoeira e a “ellite” ‘nacioná’ – em três flagrantes (sic):

I – O programa “TV Folha”, que vai ao ar hoje às 20h na TV Cultura, também exibe bastidores da reunião em que socialites dos Jardins, em São Paulo, ligaram para ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir agilidade no julgamento do mensalão;
II- Elas disseram se sentir traídas pelo senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO), alvo da operação que investiga o grupo de Cachoeira;
III- O grupo de Carlinhos Cachoeira pediu a intervenção de um aliado do ex-diretor do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transpores) Luiz Antônio Pagot para acalmá-lo e evitar que ele atacasse o senador Demóstenes Torres (ex-DEM), informa reportagem de Lúcio Vaz e Breno Costa, publicada na Folha deste domingo.
##############################
Que classe dominante é essa, sô?!
Presídio de segurança máxima é pouco, responde, “na lata”, o matuto ‘bananiense’!
A VIDA SEGUE: “E ‘vamo’ continuar pagando este trem de impostos, juros, tarifas, pedágios, propinas… Uai!”, diria o glorioso contraventor – perdão, ato falho -, a “grande” mídia nativa chama o cabloco goiano de empresário(!?)…
… “Pode ‘to be?!’”

República das Bananas dos Estados Unidos do Brasil – parodiando o [José] (S)erra, o mesmo DEMotucano que “põe a mão no fogo pela Daslu, pela ‘Veja’, por Marconi ‘Perigo’ e, quiçá, por DEMÓstenes Torres!”…
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Teresa

29 de abril de 2012 às 11h34

Caro Azenha: olha só isso aqui.
O golpe em Honduras no Brasil: como Cachoeria e a Veja tentaram colocar Perillo na presidência da República.
por Caio Julio, de Roma
Até a “grande imprensa” já deu: gravações da Polícia Federal provam que Marconi Perillo, governador de Goiás, recebeu 500 mil reais, pelo menos, de Carlinhos Cachoeira enquanto Demóstenes, seu aliado, recebeu outros 3,1 milhões.
E quem é Marconi Perillo? Hoje ( por enquanto ) é o governador de Goiás. Mas em 2010, Perillo era não apenas senador da republica, mas o vice-presidente do Senado Federal.
E nesse caso, o substituto regimental de José Sarney, na sua falta ou ausência temporária.Isso significa que, faltando José Alencar, na época, doente e muito debilitado, se Lula fosse impedido de continuar na presidência, por uma decisão, suponhamos, do STF, Perillo iria ser o novo Presidente da Republica, na qualidade de presidente do Congresso Nacional.
E quem era o presidente do STF? Gilmar Mendes. A “boa relação a ser preservada”, segundo Carlinhos Cachoeira diz a Demóstenes em uma recente gravação…
Estará explicada agora a razão pela qual a mídia, com a revista Veja à frente, queria a qualquer custo, a demissão de José Sarney da presidência do Senado, por causa de um empreguinho que teria arrumado para o marido de sua neta e dos chamados “atos secretos” de nomeação de parentes?
Lembram da frenética agitação de “cansadinhos” , “mauricinhois” e “patricinhas” fazendo marchinhas “contra a corrupção” nas ruas de Curitiba, São Paulo e outras cidades governadas por tucanos?
Pois é.
Ali estava o novo Golpe Midiático, estilo hondurenho sendo preparado, pois como vocês também irão lembrar, Gilmar Mendes, agora cada vez mais implicado com Carlinhos Cachoeira e Demóstenes, era nada mais nada menos, do que o Presidente do Supremo Tribunal Federal.
Preciso dizer mais algo ou todos lembram como o presidente eleito de Honduras, Manoel Zelaya caiu?
Foi, segundo a mídia, uma derrubada “democrática” pois foram dois poderes constituídos, o Legislativo e o Judiciário, que derrubaram o Executivo. Dois a um. Maioria. Algo democrático, não?
Ou todos lembram quando os chefes de dois poderes, Micheletti , do Congresso e um juiz venal qualquer cujo nome nem vale lembrar, do Judiciário, decidiram, com apoio dos EUA, que Zelaya devia ser derrubado e enviado para fora do país?
Coincidência?
Ou será que todos já perceberam que as mãos do crime organizado e as de políticos corruptos e traidores de seus países estão sempre dadas, conspirando contra os interesses de paz, progresso, liberdade e soberania dos povos latino-americanos, em cooperação com o governo de um certo país da América do Norte?
A CPI do Cachoeira pode terminar em pizza.
Mas pode terminar descobrindo o que já sabemos há muito tempo: quatro famílias conspiram há décadas para derrubar governos eleitos, aliadas ao crime e a governos estrangeiros.
E que o Brasil correu grave perigo de golpe midiático de Estado pelas mãos destas mesmas famílias que derrubaram Getulio e João Goulart.

Responder

Gerson Carneiro

29 de abril de 2012 às 11h07

"Demóstre-mes com quem andas, e a PF te dirás quem és!"

Responder

Luiz Fortaleza

29 de abril de 2012 às 10h38

O que mais me indigna nesse novo escândalo, envolvendo principalmente demotucanos, é o silêncio de certos jornalistas que foram verdadeiros griteiros no caso do mensalão e agora vive o silêncio, o mudismo, da "surpresa". Até o cineasta Arnaldo Jabour da GLOBO que abria o bocão, junto com o Jô Soares, no caso do mensalão, estão caladinhos. Este último ainda ensaiou, mas parece que desistiu. E o Alexandre Garcia que se imiscui em falar do assunto no BOM DIA BRASIL? Kd o Fantástico que arregimentava repórteres para ir atrás do escândalo do mensalão e agora está inerte? É isso que a gente não pode deixar de perceber, o tratamento VIP dado aos demotucanos e tratamento de choque dado aos governos petistas de LULA E DILMA. Imprensa imparcial tem que dá tratamento do fato de forma igual. Então temos uma imprensa partidarizada…

Responder

    Luiz Fortaleza

    29 de abril de 2012 às 13h22

    Diga-se de passagem, o SILÊNCIO COVARDE…

Gerson Carneiro

29 de abril de 2012 às 09h53

<img src=http://www.blogdodecio.com.br/wp-content/uploads/2012/04/Gilmar-e-Dem%C3%B3stenes.jpg>

Responder

RicardaoCarioca

29 de abril de 2012 às 07h17

Depois da Reunião entre Lula e Dilma, que eu acho que foi para definir algumas coisas, tais como aceitar o pacto de não agressão com o PiG e a cabeça do Perillo de brinde, o O Globo parou com as manchetes negativas, falar do mensalão e até a colocar infográficos favoráveis ao governo na manchete de capa.

Ou seja, o PT mais uma vez ficou com medo do PiG e a CPI da Veja morreu.

Em comparação ao PT, corajosos somos nós.

Responder

    grilo

    29 de abril de 2012 às 13h44

    Também acho. A pusilanimidade do PT e do governo ante o PIG é inacreditável. Parece que fingem que nada está acontecendo.

Eleonora

29 de abril de 2012 às 00h22

Oi, Azenha!

Num dos diálogos Dadá conversa com alguém que seria um "delegado da policia civil do DF" e este fala que alguém lhe disse que "a arma que matou Nascimento estaria numa cisterna na fazenda de Pedro Ludovido". Quem seria Nascimento?

Responder

Maria Dirce

28 de abril de 2012 às 23h29

Nossa qta lama!!Pensar que o povo ao votar e escolher seus representantes fica horas nas filas com crianças nos braços esperando a vez, pra escolher esses canalhas.Se a CPI depois de tudo que esta na internet com provas contundentes não fizer o que tem que ser feito a quantidade de votos nulos e brancos será arrasadora.A Dilma pode estar com 70% hoje mais daqui a 2 anos tem muita água pra passar debaixo da ponte.Se o Lula peitou a CPI agora tem que ir pras cabeças.O Civita por ex tem que ser degredado do País, que vá ao encontro do Mainardi!!!!!

Responder

MUrdok

28 de abril de 2012 às 22h19

Viu, quando o Joaquim Barbosa disse decisões são manipuladas?

Responder

    Marcelo de Matos

    28 de abril de 2012 às 23h32

    Hum!?!?!?

Nelson Menezes

28 de abril de 2012 às 22h10

E o procurador que achou crime No governo do DF e não viu crime nenhum em Goiais

Responder

    Marcelo de Matos

    28 de abril de 2012 às 23h35

    E a Polícia Civil e o MP do DF que fizeram buscas em dois gabinetes de secretários do governador Agnelo Queiroz e prenderam empresários e funcionários do governo? É a tal operação Saint Michel. Não sei que santo é esse, mas, isso me parece armação contra o PT.

Nelson Menezes

28 de abril de 2012 às 22h06

O cachoeira tem muita gente em sua folha de pagameto,isto porque a CPI só esta começando.

Responder

Marat

28 de abril de 2012 às 22h02

Está na hora de Gilmar ser chamado às falas!!!!

Responder

    pperez

    28 de abril de 2012 às 22h48

    De repente eles vão exercitar as veias do pescoço para se defender, antes de iniciar o Brasileirão 2012!
    A conferir!

    Sérgio Ruiz

    29 de abril de 2012 às 09h34

    Marat , tá na hora do gilmar ir prá cadeia, sem falas nenhuma.

    LuisCPPrudente

    29 de abril de 2012 às 10h49

    O excelentíssimo juiz Gilmar Dantas, o que sempre permite facilidades aos poderosos, o que sempre fornece um HC recorde a um amigo do peito dele, o que gosta de conversar através de grampos e nexteis. Esse mesmo excelentíssimo juiz que votou pela cotas, mas argumentou contra elas, o que não queria ser o 1 do 9X1 e preferiu ficar no 10XO. É ele mesmo, é o que tem que ser chamado às falas e sofrewr um impedimento.

    Jairo_Beraldo

    29 de abril de 2012 às 12h50

    Será que o Zé Caridozo é MACHO pra fazer isso? Não podemos negar que Gilmar teve aquilo roxo pra esculhambar o GENRO.

Marat

28 de abril de 2012 às 22h02

O que deu no Estadão????????????

Responder

Marat

28 de abril de 2012 às 21h58

Quem guardará os guardas?

Responder

    Tiago Tobias

    29 de abril de 2012 às 07h25

    Gilmar Dantas é a prova que a justiça brasileira é cega, surda, muda, de braços e pernas amputadas, banguela e infame.

José DF

28 de abril de 2012 às 21h55

Uma bomba dessas não sai no jornal nacional.
Cambada de meliantes.

Responder

Fabio

28 de abril de 2012 às 21h45

Estes senhores impolutos , tem que ter todos os bens confiscados, pois fazem o que fazem e a pena
maxima que conseguem é de um Cacciola da vida , depois de 6 anos estão livres para gastar todo o dinheiro que roubaram.

Responder

JULIO/Contagem-MG

28 de abril de 2012 às 21h45

A tucanalha consegue superar as expectativas de CHICAGO. Na economia com o seu neo-liberalismo, seguiram
a cartilha dos chicagos boy, na bandidagem, superaram o AL CAPONE.

Responder

dukrai

28 de abril de 2012 às 21h17

o abEstadão está seguindo rumo próprio na CPIG e repercutindo matérias dos blogs sujos.

Responder

    polenta

    29 de abril de 2012 às 07h24

    Pelo jeito, os Mesquitas avaliaram que não estão sujos nas conversas grampeadas pela PF e caíram fora do acordo Frias-Marinho-Civita. Estes, parecem muito enrolados no Esquema Cachoeira e vão lutar com tudo o que puderem contra uma CPI de verdade, que seria o fim dos seus impérios midiáticos.

    Jairo_Beraldo

    29 de abril de 2012 às 12h53

    bem lembrado polenta…pelo menos até agora o grupo Estado não se envolveu em nenhuma baixaria explicitamente. Mas vai saber?

Richard

28 de abril de 2012 às 21h12

Que desonra aos professores! Cachoeira é chamado por DEM de professor, que é isso? Jã não chega os professores serem ridicularizados com baixos salários.

Responder

Julio_De_Bem

28 de abril de 2012 às 20h44

Vejamos a discrepância:

Agnelo é citado poucas vezes nos grampos, nada muito comprometedor e o PIG pede impeachment.
Gilmar Mendes é tido como "um bom relacionamento" para os meliantes, além de usar a justiça do país para atender interesses de criminosos e nada acontece?

Acho que to ficando doido, ou o PIG já nem se importa mais em parecer isento…

Responder

Rasec

28 de abril de 2012 às 20h22

Por muito menos vários ministros de Dilma cairam. Como justificar a permanência de Gilmar Mendes no STF? Que vergonha para a instituição, para o Brasil! Herança Maldita de FHC e sua quadrilha!

Responder

Julio Silveira

28 de abril de 2012 às 18h46

Que novidade. Aparecer esse tipo de ligação era só uma questão de tempo. Claro que vão alegar inconstitucionalidade, inviolabilidade e outras cozitas mais, assim funciona as coisas no nosso Brasil. A malandragem procura os escudos constitucionais por conta do vacuo que existe e que permitem a impunidade. Eles sabem como chegar a teta e ainda querem mamar deitados.

Responder

    pafuncio

    29 de abril de 2012 às 13h57

    E para piorar as coisas para o PT, dizem, que o advogado do Demóstenes ( o tal de Kakay) é filiado do PT, assim como o Dr. Márcio Bastos, advogado do Cachoeira, também, pois foi ministro do Lula. Dá pra entender esse enigma?

    bira

    29 de abril de 2012 às 18h15

    eu tb queria entender. como márcio thomaz entrou nessa ? e aí, azenha ? ajuda nóis(sic) …

    bira

Alício

28 de abril de 2012 às 18h31

STF que vergonha manter gilmar dantas como membro. É a máfia dentro da justiça. QUE HORROR !!!!

Responder

    SÁVIO SOBREIRA

    28 de abril de 2012 às 21h08

    ALÍCIO, VOCÊ REPAROU O VALOR DO PRO-LABORE DO ADVOGADO DO CACHOEIRA, O MARCIO TOMAS BASTOS, ????????? 15 MILHÕES MEU VÉIO, IMAGINA QUE O MÁRCIO FICARIA COM PELO MENOS 5 MILHÕES E O RESTANTE IRIA PRÁ ONDE?????? SERIA 10 MILHÕES PARA CUSTAS PROCESSUAIS????? KKKKKKK, DINHEIRO NÃO FALA, IMAGINA PRÁ ONDE VAI PARTE DESSA GRANA…

luis

28 de abril de 2012 às 18h23

Seria interessante dar uma investigada sobre esse tal de expediente dos juizes do supremo poderam escolher e puxar processos. Seria interessante, saber quando, e por quem isso foi feito. Como diria o caipira " é o fim da picada ". Tá na cara que é pura corrupção e tráfico de influência. Numa dessas tem que ver todos os processos que o Gilmar " puxou ". Já sabemos da legalização do jogo do bicho, que ele foi favorável, claro aos bandidos, este da Celg …

Fora a invenção da quadrilha do grampo vergonhoso Gilmar e Demóstenes e os HCs pro Dantas.
Eu acho que está na hora de colocar mais alguém na berlinda!!!

Responder

João-PR

28 de abril de 2012 às 18h17

Cadê o áudio do grampo da conversa entre Demóstenes e Gilmar? Pau neles Protógenes!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

marcelo

28 de abril de 2012 às 18h14

Se não feder agora eu desisto das instituições brasileiras.

Responder

pperez

28 de abril de 2012 às 17h47

E o Paulo Lacerda hein?
Vai continuar de castigo por conta desses arapongas criminosos?
Tá na hora da Dilma acertar isso!

Responder

    Bonifa

    28 de abril de 2012 às 18h39

    O Paulo Lacerda seria agora de inestimável valor para desbaratar toda esta quadrilha em tempo récorde. Ele é um dos melhores policiais do mundo para deslindar novelos mafiosos como este.

    Marat

    28 de abril de 2012 às 22h01

    Pperez, ouso imaginar que Paulo Lacerda é brilhante, um gênio e que tem boa memória. Deve também saber jogar xadrez!

Yarus

28 de abril de 2012 às 17h45

“Veja nomeia Álvaro Dias como seu porta-voz

247 – Aparentemente, os editores de Veja não leram o inquérito divulgado pelo 247 sobre a Operação Monte Carlo. Ou o fizeram de forma apressada. No site de Veja, a principal matéria informa que o “discurso anti-imprensa perde força”, ancorando-se em declaração do senador Álvaro Dias, transformado em porta-voz informal da empresa. De acordo com Veja, grupos hostis à liberdade de expressão estariam dispostos a colocar em risco o jornalismo investigativo. Não, Roberto Civita. Não, Fábio Barbosa. Não se trata de jornalismo investigativo, mas de jornalismo que mereça ser investigado – como no caso da invasão do Hotel Naoum para colocar fogo na República, a pedido de um bicheiro. Leia, abaixo, o texto de Veja: …” http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/56825/V

Responder

Urbano

28 de abril de 2012 às 17h28

Isso deve explicar o forte odor de cadaverina que passei a perceber desde o rebuliço do grampo sem áudio…

Responder

Jairo_Beraldo

28 de abril de 2012 às 15h52

Na verdade, a CELG não foi federalizada, mas hoje é uma empresa em que 51% é da ELETROBRÁS (para manter a quadrilha de M. Perigo longe da gestão) e 49% do estado de Goiás, sem direito a voto. O acordo de Alcides, mantinha a CELG 100% goiana, mas a quadrilha tucana não veria a cor do dinheiro. Foi melhor assim. Depois que a quadrilha tucana for afastada do governo, certamente Dilma fará uma renegociação da divida da empresa.

Responder

    LuisCPPrudente

    29 de abril de 2012 às 10h55

    Tenho a impressão que é bom deixar todos os tucanos longe da gestão de toda e qualquer empresa pública, pois dá uma vontade danada nesses udenentos tucanos de praticar privataria e colaborar com as famosas "ações entre amigos" do PSDB!

jaime

28 de abril de 2012 às 15h27

No decurso da Satiagraha alguém mencionou que não era preciso se preocupar com o Supremo, porque lá "eu tenho facilidades". Logo apareceram as facilidades em forma de 2 HCs, em tempo record, uma verdadeira liquidação de HCs. Depois, o grampo sem áudio. Agora isso. Gilmar Facilidades Mendes, o maior consumidor de óleo de peroba do Brasil, quiçá do mundo! Sua desfaçatez é tanta, que nos dá uma sensação de impotência, e sabe o que mais, nem quero que seja investigado, fique aí, Gilmar, como prova de suas origens, para que jamais esqueçamos quem te indicou. Gilmar Mendes, assim como Maluf, vida longa a ambos, ícones da direita corrupta e entreguista deste país.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.