VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Defensoria Pública desmonta a história oficial do Pinheirinho

02 de fevereiro de 2012 às 23h13

Defensoria Pública de São Paulo desmonta toda a história oficial sobre o Pinheirinho

por Conceição Lemes

Os deputados estaduais Adriano Diogo (PT) e Carlos Giannazi (Psol) promoveram nessa quarta-feira audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo  para discutir a situação dos despejados do Pinheirinho. Participaram ex- moradores do acampamento, entidades e movimentos sociais, representantes do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe), da Defensoria Pública e do Ministério Público do Estado.

O depoimento do defensor público Jairo Salvador desmonta toda a história oficial sobre Pinheirinho.

“Finalmente, alguém explica de forma clara, nua e crua, todo o imbróglio jurídico envolvendo o Pinheirinho”, afirma Adriano Diogo, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp. “Um depoimento corajoso, que põe por terra  desde as justificativas legais para a reintegração de posse até a da derrubada das casas. ”

Assista-o:

Veja também:

23 ex-moradores do Pinheirinho farão exame de corpo de delito; há mais feridos

“Parecendo um porco para abater amanhã”

 

230 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Dilma rasga o discurso de campanha | ParanáBlogs

07/02/2012 - 09h50

[…] Defensoria Pública desmonta a história oficial do Pinheirinho […]

Responder

Jose Antonio Batata

05/02/2012 - 09h45

Os TUCANOS estão querendo uma desculpa para o Massacre do Pinheirinho. No DF ( DISTRITO FEDERAL ) o inicio do Programa Minha Casa Minha Vida está fazendo uma revolução social na cidade. A Construção de casas na Estrutural e no DNOCS em Sobradinho está transformando as antigas favelas em áreas da NOVA classe média. Em São Paulo eles destruíram um Bairro de 2 mil casas em PINHEIRINHO. O PSDB do DF estava no comando da corrupção no Governo do ARRUDA.

Responder

Antonio

04/02/2012 - 14h01

Então o Estado e o Município vão pagar a construção das casas e a reposição de móveis e eletrodomésticos dessas famílias no mesmo lugar de onde foram tirados?

Responder

Pinheirinho: Versão da Defensoria Pública - Blog do Prof Guilherme

04/02/2012 - 13h44

[…] também: http://www.viomundo.com.br/denuncias/defensoria-publica-desmonta-toda-a-historia-oficial-sobre-o-pin… Geral Audiência Pública: Pinheirinho, Blog das cinzas, Blog do Azenha, Defensor Jairo […]

Responder

kaliw

04/02/2012 - 12h06

olá!
Gostaria de fazer uma denuncia gravissima! Estao usando o nome da Ministra Eliana Calmon para atacar Dilma e principalmente, para defender o ataque a Pinheirinho e a juiza Marhey. Por favor denunciem, a comunidade já passa dos 6mil participantes, isso é muito grave! http://www.facebook.com/photo.php?fbid=1853116849

Responder

rita

04/02/2012 - 11h27

já circula na internet uma petição publica pedindo o impedimento do governador alckimim. não é só o povo do pinheirinho que ganhou a causa na justiça e não levou.. parece que os professores de sp vão para o mesmo caminho..

Responder

Deise

04/02/2012 - 11h19

Porque a prefeitura ou autoridades locais permitem que pessoas invadam prorpiedades particulares. Porque deixam ass pessoas se instalarem durante tanto tempo, construirem suas casas e uma vida para depois de tantos anos destruirem tudo? Porque as providencias nao sao tomadas logo no início, orientando e encaminhando os invasores, para que isso nao ocorra?

Responder

Azarias

04/02/2012 - 02h09

Do jeito que a Dilma sentou, admoestada, na sala de visita da Folha,
ela está sentando em todas as questões de interesses da elite paulista.

Responder

    Cândida

    04/02/2012 - 11h42

    Azarias
    E para o Lula não vai nada? Recebe Alckmin em visita no Hospital onde foi se tratar, aceita oferecimento de terreno feito por Kassab para construir instituto ,e você aceita. Já de Dilma…tudo se exige.
    Dois pesos e duas medidas?
    E olha: pessoalmente não estou nem aí para essas atitudes do Lula. Confio nele e se ele achou melhor agir assim, respeito. Si que ele deve ter objetivos maiores em mente quando entra nesse jogo. O Memorial da Democracia é uma idéia genial. Vale engolir sapos para poder construí-lo o mais rapidamente possível.
    Não se pode viver num mundo ideal : há que agir com objetivos desde que não se infrinja a lei. Se os paulistas são reacionários e direitistas em sua maioria, fazer o que? Ou se compõe com eles para ganhar eleições, o que é um risco terrível, ou se perde. Essa é a realidade.
    Dilma e Temer são provas do alto risco. E tivemos que engolir e agora é rezar para Deus, como se diz no popular.

Gerson Carneiro

04/02/2012 - 01h05

<img src=http://a6.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/s320x320/423079_339187829437376_100000384850698_1110780_431064903_n.jpg>

Responder

    LuisCPPrudente

    04/02/2012 - 15h21

    Reparem nisto, o fuhrer Geraldo Alckimin está usando aquele uniformezinho dos galinhas verdes da Ação Integralista Brasileira!

    Bem que eu desconfiava que o fuhrer Geraldo Alckimin tinha simpatias pelo Fascismo!

Luci

04/02/2012 - 00h31

Caríssimo Deputado Carlos Alberto mova-se urgentemente, salve nossa Bahia e os jovens desta guerra sem fim.

Responder

Marcio H Silva

04/02/2012 - 00h09

Como agente falava lá no trabalho, "vai dar merda", aliás, tem que dar merda.
O MP vai desconstruir toda a maracutaia do Governador e se TJ, bem como prefeito de SJC e sua Juíza.
Como o CNJ voltou a ativa, espero que o mesmo entre na briga.
Frouxo e sem conhecimento da lei ( será?) o comandante da PM que escreveu tremendo a ordem judicial. Ele sabe que no estauto do Militar está escrito " não se deve cumprir ordens absurdas".
Este episódio vai descambar para uma boa briga no Judiciário,. estes juízes e mais o Capez tem que responder por seus atos, e se o CNJ não se meter, vai acabar em Pizza.
Algo tem que ser feito, porque senão, lá na frente teremos que instituir a Comissão da verdade II.

Responder

Enéas

04/02/2012 - 00h06

Quebra do Pacto Federativo !
Intervenção Federal !

Responder

Fabricio

03/02/2012 - 19h53

O Daniel Praga disse q não ta nem ai pras pessoas do Pinheirinho! [youtube u5121M6-8ek&lc=gY8t3OkpmR7QpogAh4YSpI1LUi_SNJ880sQqF2SEA00&context=G2cd4f5dFAAAAAAAAAAA&feature=g-all-c http://www.youtube.com/watch?v=u5121M6-8ek&lc=gY8t3OkpmR7QpogAh4YSpI1LUi_SNJ880sQqF2SEA00&context=G2cd4f5dFAAAAAAAAAAA&feature=g-all-c youtube]

Responder

    Arnold

    03/02/2012 - 22h38

    Ei Fabricio, qual é a sua. Postar esse lixo por aqui. O porra-loca é muito bom falando sozinho no video sem ninguém para contestar. Ele diz que não é tucano, e eu acredito, tá mais para os demos ou PSD agora. O Azenha não deveria permitir esses exibicionistas nazistas aqui no site até porque na seara deles a esquerda não entra.

Luci

03/02/2012 - 19h02

Nagi Nahas está com o ovo da Serpente.
Sei que há vários assuntos de importância para serem divulgados e debatidos no Vi o Mundo, mas a Desembargadora Eliana Calmon merece estar neste espaço com uma foto, para que nos inspiremos nesta cidadã brasileira, que com sua luta reafirma sem Justiça não há Democracia.

Responder

Ana

03/02/2012 - 18h52

O recrudescimento destas ações de reintegração parce orquestrado para aforntar uma autoridade do país.
É um enfrentamento ideológico, onde quem está sofrendo as consequências é o povo pobre. A elite do país supostamente está traçando um novo país, sem pobres, indios.
Espero que o governo central, que supostamente está sendo provocado em sua autoridade reuna seus auxiliares (que não são poucos) e determine o fim destas ações, e investigue se há alguém que quwer lhe atrapalhar e atrapalhar sua governança, ou ela estará aprisionada para sempre. Não existe democracia sem povo. Sem justiça não há democracia.O país esta sendo visto no mundo como aquele que não garante direitos humanos e cidadania a seus cidadãos.

Responder

Taques

03/02/2012 - 18h42

Prezada Conceição, boa noite !!!

Não teremos neste nobre espaço nenhuma discussão sobre o verdadeiro caos que se instalou na Bahia ???

Estou muito ansioso, gostaria de saber dos progressistas o que eles pensam dos recentes episódios ocorridos em terras tão bem administradas por geniais petistas como a Bahia e o Piauí.

Alô, alô, Gerson Carneiro, cadê você ???

PS: pau que bate em francisco não bate em Chico ???

Responder

    Leider_Lincoln

    03/02/2012 - 19h52

    Por que você não cria o "Escondeomundo" e publica o que você quiser? Penso ser no mínimo indelicado pautar àqueles que não são seus empregados…

    Gerson Carneiro

    04/02/2012 - 06h36

    Minha Bahia é linda. Aqui até as greves são lindas. Só pra você ter uma ideia: os sindicatos usam trio elétrico para convocar para as greves. E quando os policiais jogam bomba, saem flores e confetes das granadas.

    Venha pra cá apanhar da nossa puliça. É uma delíça. Puliça assim só a Bahia tem.

    [youtube Pg-ix2w87lA http://www.youtube.com/watch?v=Pg-ix2w87lA youtube]

    Cândida

    04/02/2012 - 11h32

    Taques
    Temos o recente exemplo do que ocorreu o ano passado no Equador,quando policiais em greve sequestraram o Presidente Rafael Correa e houve uma orquestrada tentativa de golpe já constatada inclusive pela ONU.
    Ou seja, está no ar uma nova modalidade de golpe na América Latina, via polícias. O de Honduras foi via Judiciário.
    A direita tenta sempre novos caminhos.

souza

03/02/2012 - 18h41

a clareza e a consciência da fala do defensor público dos fatos ocorridos no pinheirinho é motivo suficiente de que sejam tomadas medidas legais cabíveis para um total esclarecimento para a devida responsabilização das decisões tomadas pelas autoridades do poderes executivos estadual e municipal e do poder judiciário.

Responder

Alberto

03/02/2012 - 18h21

A suspeita de abuso sexual na invasão de Pinheirinho
Enviado por luisnassif, sex, 03/02/2012 – 18:11
Por Alan Souza

A coisa está ficando cada vez pior, Nassif:

03/02/2012 – 17h24

Moradora relata abuso sexual de PM na desocupação do Pinheirinho

(http://folha.com/no1043674)

Um grupo de policiais militares é investigado sob suspeita de ter cometido uma série de abusos contra moradores da área do Pinheirinho, em São José dos Campos (97 km de SP).

Uma moradora afirmou ao Ministério Público Estadual que, durante a desocupação da área, em 22 de janeiro, um PM a obrigou a fazer sexo oral nele e também teve seu corpo tocado pelo militar.

O depoimento foi prestado ao promotor João Marcos Costa de Paiva e acompanhado pelo senador Eduardo Suplicy (PT), no dia 1º.

O comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, foi procurado nesta tarde pela reportagem, mas estava em reunião. Segundo um de seus assessores, o comandante irá atender a Folha ainda nesta sexta-feira para falar sobre o caso.

Há também relatos de que PMs comeram mantimentos de moradores do Pinheirinho durante a desocupação, que um dos militares chegou a ameaçar abusar sexualmente de um jovem que vivia no lugar, e que dinheiro dos moradores foi roubado.

Responder

Felipe

03/02/2012 - 18h19

POR UMA CRÍTICA PARA ALÉM DO BEM E DO MAL

Não, não me canso de ser repetitivo…

A grande ilusão maniqueísta da luta entre PT contra PSDB. Abandone esta inocência meus amigos, os dois partidos compactuam da mesma cartilha: a do neoliberalismo que despontou após a década de 1980. O Partido dos Trabalhadores com seu neoliberalismo disfarçado de uma nova socialdemocracia, progressista? Somente se for para o progresso da acumulação de dinheiro em detrimento do Estado, ou seja, o progresso bancário, regado à manutenção do endividamento público e sua política econômica (PSDB-PT). O partido governista apenas se difere no discurso do escancarado neoliberalismo tucano-financista. Esta luta que vemos na ocupação do Pinheirinho, travestida de guerra civil, é a pura e simples Luta de Classes, enfeitada por conflitos eleitoreiros.
Vos convido à reflexão conceitual dos fatos antes de deixar se levar pela militância apaixonada. Temos que nos embasar na História para percebermos o nosso dia-a-dia material e ver que os partidos de governo somente se preocupam com a manutenção do poder deixando o discurso ideológico para os esquecidos programas de campanha. Enquanto o povo não tomar seu papel dentro de uma democracia de fato participativa, quem continuará mandando em todos os três poderes serão os lobbys. Vamos nos organizar, estudar e atuar pontualmente para que conscientes politicamente criarmos e tomarmos uma direção popular – esclarecida – onde só aceitaremos o discurso de quem tem as mãos calejadas, como a maioria dos trabalhadores que constroem o Brasil.
Desculpe-me, mas para mim é tudo muito simples, esta situação se resume assim: o pobre (99%) desprovido de seu produto, alienado pelos regimes de produção (material ou intelectual) contra o rico (1%) especulador que explora o trabalhador e o seu Ser estranhado da sua produção.
Florestan Fernandes (grande intelectual brasileiro e deputado eleito pelo PT por dois mandatos) – em uma entrevista ao programa de entrevistas Roda Viva que foi gravado logo após a eleição do Fernando Henrique Cardoso para o seu primeiro mandato, FHC que é ex-aluno e orientando do Professor Florestan – já dizia que muitos do PT em nada se diferem ideologicamente em teorias e práticas políticas do perfil PSDB, citou nomes das direções do PT na época para exemplificar, nomes que depois vimos no governo Lula e agora também no governo Dilma.

ENQUANTO AS PESSOAS SE ATEREM ÀS INSIGNIFICANTES DISCUSSÕES ELEITOREIRAS O POVO AINDA CONTINUARÁ PADECENDO SOBRE A MÃO (INVISÍVEL) DO ”ESTADO” CONTROLADO POR NEROS VIS E SUJOS DE SANGUE DE INOCENTES – ESTADO ENFERMO QUE SOMENTE PERPETUA-SE DE FORMA TRUCULENTA OU ESCANCARADAMENTE FRAUDULENTA, INFESTADO POR QUESTÕES MENORES DE POLITICAGEM PROFISSIONAL -, SEJAMOS CORAJOSOS E VAMOS ENCARAR A REALIDADE E ADMITIR QUE ESTE SISTEMA DE PRODUÇÃO DESIGUAL SÓ SOBREVIVE CONSUMINDO O SANGUE DE MUITOS COMO COMBUSTÍVEL, ONDE A ALIENAÇÃO É LUBRIFICADA PELO NOSSO SUOR.

Governistas, desde quando um maior endividamento do trabalhador em prol de um consumo de futilidades empurradas por grandes conglomerados multinacionais é aumento real de qualidade de vida? Pensava eu que melhorias viriam com uma maior aplicação na saúde pública, mais acesso a educação publica de qualidade, um maior nível de conscientização da população. Quem será que está agindo de forma equivocada, nós que lutamos por direitos humanos ou os megaespeculadores que têm entrada fácil aos palácios governamentais?
PT, quem te viu quem te vê. Cadê aquele partido recheado de intelectuais que pensavam no social e os milhares de militantes conscientes? Por que o trabalho de base e conscientização deu lugar às políticas de assistência paliativa?
O poder deve ser uma droga maravilhosa onde a cegueira deve ser o maior sintoma de sua deterioração do corpo político.

Responder

    Felipe Superego

    04/02/2012 - 09h27

    As pessoas estão se movendo, porém, onde estão as nossas conquistas? Existe o “Fora Rodas". Espero derrubar o reitor, mas e quando ele cair? Depois da comemoração o que será feito na segunda-feira? Todos querem sacar com o chuchu da panela paulista, mas e quando o PSDB perder as próximas eleições vai entrar o PT que está entregando a Petrobras aos poucos e privatizando os aeroportos? Como construiremos um projeto político popular onde os nossos interesses serão estruturados? É importante derrubar os muros da resistência fascista, mas o mais importante é saber o que fazer com uma terra livre e sem cercas. Já vimos milhares nas ruas, já tivemos baixas, mas os ricos só continuam ricos e mandões por que sabem que o projeto para o dia seguinte nunca foi discutido para se obter uma unidade popular, logo na indecisão o oportunista demagógico sempre arruma um discurso ou revolver para retomar o poder do povo de volta às mãos dos poucos. Vamos lutar sim por condições melhores, mas também vamos ser utópicos e trabalhar para saber o que fazer quando Rodas cair, quando o PSDB tomar o seu lugar inexpressível que lhe é de direito, ou seja, conscientização como pauta para o Brasil!

angelo

03/02/2012 - 17h29

No twitter, alck, o nazi-bárbaro, anuncia próximo alvo: os canhotos. Segundo o…o…o quase-não-mais-governador, satanás é canhoto e por isso a esquerda não é coisa boa. Enxerga, povo SP!

Responder

Marcelo de Matos

03/02/2012 - 16h48

Disse o Caetano: “Alguma coisa acontece no meu coração, Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João, É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi, Da dura poesia concreta de tuas esquinas”. “Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas, Da força da grana que ergue e destrói coisas belas”. Pois foi ali mesmo, do outro lado do Bar Brahma, naquele reduto boêmio de Sampa que: “Logo após serem despejados de um prédio que ocupavam há quatro meses, na esquina das avenidas Ipiranga e São João, no centro da cidade de São Paulo, cerca de 400 pessoas se espalharam pelas vias próximas. Parte dos sem-teto fizeram acampamento na Avenida São João. A retirada das famílias começou a ser feita no início da manhã desta quinta (2) e ocorreu de forma pacífica e negociada entre os líderes da ocupação, a Polícia Militar e o oficial de Justiça que compareceu ao local para o cumprimento da ordem de reintegração de posse expedida pela juíza Raquel Machado Cardeal de Andrade, da 20ª Vara Cível da Justiça estadual de São Paulo”. (jconline).

Responder

Dorival

03/02/2012 - 16h41

O meu comentario é simples. Todas essa pessoas que ficam falando em partidos tem mais é que se procupar com os acontecimentos. Partidos não tem este ou aquele são todos a mesma coisa: uma cambada de safados, corruptos e pensando só nos próprios interesses.

Responder

    Luciano

    04/02/2012 - 23h05

    Falou tudo.

    João-PR

    06/02/2012 - 02h10

    Então, por dedução lógica, você quer a volta da ditadura? Ou então que o Brasil seja uma monarquia absolutista?
    Dorival, a democracia não prescinde de partidos políticos. Não podemos "matar o boi para acabar com o carrapato".

João Carlos

03/02/2012 - 16h25

Nada a ver, mas está circulando na net uma alerta sobre feijão contaminado com protozoários da doença de Chagas, distribuído pela cooperativa COOVENF em quase todo o Brasil, sem que o Ministério da Agricultura tivesse se movido.

Será verdade?

Responder

    Conceição Lemes

    03/02/2012 - 16h53

    João Carlos, é mentira. Nós fizemos matéria sobre o assunto no Viomundo. É uma lenda urbana que circula há um tempão. abs

trombeta

03/02/2012 - 16h08

Como eu sempre digo: tem coisas que só acontecem em São Paulo.

Responder

JOSE Antonio Batata

03/02/2012 - 14h51

O POVO do Estado de São Paulo não merece o Governo que tem. O PSDB virou um Partido que trabalha a favor de Naji Nahas e sua Máfia. A OPUS DEI e a Máfia do Naji Najas foram as culpadas pelo massacre do Pinheirinho. o OVO DA SERPENTE…Viva Bergman..!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

    Marcelo

    03/02/2012 - 15h37

    MERECE SIM, senão não teriam sido eleitos.

    JOSE Antonio Batata

    03/02/2012 - 17h54

    O POVO de São Paulo parece com os Alemão em 1933. Os Alemães em 1933 queriam Segurança e uma economia forte e acabaram arrasados pela 2º Guerra Mundial. Os Paulistas foram engandados pelo PSDB e agora sofrem com um Governo de EXTREMA-Direita. O POVO de São Paulo não merce este Governo. PINHEIRINHO é o OVO da Serpente. ACORDA Povo de São Paulo. Esta é a DITADURA do NAJI NAHAS e a Máfia da OPUS DEI…

    Francesco Andrade

    09/02/2012 - 14h40

    Vai plantar batatas!…Batata…nós brasileiros estamos sendo enganados todos os dias por esta corja que nos governa, sejam de que partido forem…estão apenas interessados em arrancar nosso couro! Os brasileiros neste momento estão sendo roubados por mais um ministro…enquanto isso vc faz o que?…esta invasão de terras foi apoiada por quem???…ou invedir porpriedade alheia não é mais crime???

Luci

03/02/2012 - 14h50

O crime é o latifundio que se instalou neste país desde 1500. O crime é o não debate sobre regras à propriedade quando ela não cumpre a função social como determina nosa Constituição Federal.
O crime é colocar nas ruas familias brasileiras, que são vítimas do coronelismo deste Estado, há séculos.
O crime é estas pessoas serem submetidas à condição de sub cidadania. Não houve reintegração houve demonstração de massacre à pobreza, para entregar uma propriedade a um especulador libanês e seu grupo de massa falida e falidos de ética. Temos que debater a democracia em que vivemos e a democracia que queremos.

Responder

    Francesco Andrade

    09/02/2012 - 14h44

    E tambem ensinar para estas pessoas a respeitarem a lei, invasão é crime! Ou será que quando é patrocinada por partidos políticos não é mais???…porque não perguntam quem coordenou e coordena as invasões de propriedades neste estado?

alex

03/02/2012 - 14h27

GREVE DE FOME NA PORTA DA GLOBO NÃO É NOTÍCIA?

Completa uma semana, no próximo domingo, que o ativista Pedro Rios Leão, se algemou na calçada em frente à TV Globo, e está fazendo greve de fome. Ironia do destino: Rios quer chamar a atenção da Mídia. Esta corre dele como o diabo da cruz. Sua greve é contra o pacto de silêncio entre a mídia e o governo paulista.

Dom Luiz Flávio Cappio fez greve de fome na Bahia contra a transposição do São Francisco. A mídia nacional montou ali um verdadeiro circo para cobrir o caso. Atores da Globo como Letícia Sabattela, Vereza e Osmar Prado foram até o Senado pelo padre.

Anthony Garotinho fez greve de fome. Lá estava a mídia.

Lembram-se daquele político cubano, o Wilman Villar Mendoza, que morreu em um hospital de Santiago de Cuba? Que cobertura da nossa prestimosa Mídia brasileira. Era Globo, Veja, Folha..todo dia. Aqueles blogs da Abril …

Até a greve de fome da personagem Nenê, da Grande Família, foi divulgada. A notícia sobre o divertido epsisódio saiu na mídia.

Por que a greve de fome do cineasta e estudante de jornalismo da UFRJ, Pedro Rios, não chama a atenção da mídia?

Responder

    Cândida

    03/02/2012 - 17h43

    O que importa é que Pedro Rios afirma sua luta em prol da JUstiça Social e recebe a solidariedade e apreço dos brasileiros patriotas.
    Não ser noticiado pela mídia conservadora é uma honra para ele. A atitude dele comove o carioca,que com ele se identifica e com ele se solidariza.

    Jota Maués

    04/02/2012 - 02h54

    Porque é o PIG, ora bolas.

    Gerson Carneiro

    04/02/2012 - 06h12

    A "greve de fome" do Garotinho foi uma greve de fome safada. Quando o refletor da câmera do JN estava apagado ele se entupia de iogurte e guloseimas. O refletor da câmera do JN acendia, lá estava ele no sofá fazendo aquela cara de Mahatma Gandhi, gordo, cenográfico.

Emília

03/02/2012 - 14h20

O depoimento do Dr. Jairo – Defensor Público de São José dos Campos só veio confimar uma decisão que tomei há 25 anos, quando terminei a Faculdade de Direito, nunca, jamais advogar na minha vida, pois a justiça brasileira só existe pra quem tem dinheiro. Mudou alguma coisa? Sim, pra pior. Tenho vergonha de dizer que sou formada em direito, muito raramente falo.
Aho que Eduardo Guimarães tem razão, o Governo tucano de São Paulo está procurando reviver a guerra de 32 pra se separar de Brasil. Quanto ignorância. Quanta arrogância. São Paulo NÃO É ABSOLUTAMENTE NADA sozinho. Separe-se logo pra eu ti ver afundar, cambada de idiotas.

Responder

Tijolaço – O Blog do Brizola Neto » Blog Archive » O Código de Ética do CNJ valeu no Pinheirinho?

03/02/2012 - 14h20

[…] Viomundo colocou na rede o depoimento prestado pelo defensor público – portanto, um funcionário […]

Responder

Xad Camomila

03/02/2012 - 14h04

SABE O QUE EU QUERO SABER AGORA: QUEM VAI REPRESENTAR CONTRA O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO?

Agora que o STF já decidiu pela competência concorrente do CNJ (6 x5 – ufa!), sem necessidade de motivação prévia (quer dizer, ele não precisa explicitar os motivos que o levaram a decidir julgar determinado caso), quem vai levar o IVAN SARTORI ao CNJ?

Afinal, ele oficiou o comando da PM, determinando a reintegração (e o ofício caiu na rede); enviou um juiz auxiliar da presidência (Rodrigo Capez) p/ acompanhar a operação "in loco"; e, ainda por cima, declarou em nota pública que comandou a operação militar em Pinheirinho.

Com base em que ele fez isso? Não há, no ordenamento jurídico, qualquer dispositivo que autorize um presidente de tribunal (ou desembargador) a se IMISCUIR em atos decisórios de processos em curso na 1a instância.

QUEM VAI REPRESENTÁ-LO?

Responder

    FrancoAtirador

    03/02/2012 - 15h16

    .
    .
    Se houver representação contra o presidente do TJ-SP
    e contra o juiz auxiliar da presidência (Rodrigo Capez),
    são estes os conselheiros do CNJ que irão julgá-lo:
    .
    .
    Portal CNJ

    COMPOSIÇÃO ATUAL DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

    Cezar Peluso
    Presidente (2010-2012)
    Ministro do Supremo Tribunal Federal
    indicado pelo próprio tribunal

    Eliana Calmon
    Corregedora Nacional de Justiça (2010-2012)
    Ministra do Superior Tribunal de Justiça
    indicada pelo próprio tribunal

    Ministro Carlos Alberto Reis de Paula
    Ministro do Tribunal Superior do Trabalho
    indicado pelo respectivo tribunal

    José Roberto Neves Amorim (!!!)
    Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (!!!)
    indicado pelo Supremo Tribunal Federal

    Fernando da Costa Tourinho Neto
    Desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região
    indicado pelo Superior do Tribunal de Justiça

    Ney José de Freitas
    Desembargador Federal do Trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região
    indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho

    José Guilherme Vasi Werner
    Juiz Auxiliar e Secretário-Geral Adjunto no Conselho Nacional de Justiça
    indicado pelo Supremo Tribunal Federal

    Silvio Luís Ferreira da Rocha
    Juiz Federal de São Paulo
    indicado pelo Superior Tribunal de Justiça

    José Lúcio Munhoz
    Juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região
    indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho

    Wellington Cabral Saraiva
    Procurador regional da República na 5ª Região (PE)
    indicado pela Procuradoria-Geral da República

    Gilberto Valente Martins
    Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará
    indicado pela Procuradoria-Geral da República

    Jefferson Kravchychyn
    Advogado e Conselheiro do CNJ de 2009 a 2011
    reconduzido ao cargo pela Ordem dos Advogados do Brasil

    Jorge Hélio
    Advogado e Conselheiro do CNJ de 2009 a 2011
    reconduzido ao cargo pela Ordem dos Advogados do Brasil

    Marcelo Nobre
    Cidadão de notável saber jurídico e reputação ilibada
    indicado pela Câmara dos Deputados

    Bruno Dantas
    Cidadão de notável saber jurídico e reputação ilibada
    indicado pelo Senado Federal

    http://www.cnj.jus.br/sobre-o-cnj/composicao/comp

claudinei watanabe

03/02/2012 - 13h58

Ricardo Boechat, e moral do governador, vai a missa mas…
http://www.youtube.com/watch?v=7oAV4fRH5m8&fe

Responder

Bley

03/02/2012 - 13h56

Não consigo entender como se explica e se resolve a libido de quem fica a trollar, sendo remunerado para se identificar com a plutocracia de seus suseranos, mesmo que não passe de seu par apenas como vassalo, encabrestado por um laço perpétuo e resignado de subserviência!

Responder

FrancoAtirador

03/02/2012 - 13h38

.
.
SEGUNDA SEM LEI (e terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo…)
.
.
3 HOMENS EM CONFLITO DE COMPETÊNCIA
[youtube 7N68tr-n2TM http://www.youtube.com/watch?v=7N68tr-n2TM youtube]
GRAVADO, AO VIVO, NO QUE É HOJE CEMITÉRIO DO PINHEIRINHO
.
.

Responder

Ana

03/02/2012 - 13h33

Estas reintegrações que estão acontecendo à força, à bala e com violação de direitos humanos é crime contra a humanidade e está destruindo a credibilidade das instituições públicas do país. A elite e o mercado imobiliário, adotam a força e opressão contra cidadãos brasileiros pobres, ultrapassa todos os limites de respeito ao Estado Democrático de Direito e estão impondo seus interesses de mercado como um governo paralelo, com apoio e proteção de governos e instituições públicas. É grave, gravíssimo porque causa insegurança e estimula o apartheid social e a violência como regra na (não) resolução de questões sociais.

Responder

Clarice

03/02/2012 - 13h32

Jorge Portugal vc levantou uma questao mto interessante sobre a suspensão do poder do CNJ e qto a sermos frouxos vc tem razao.infelizmente essa colonizacao portuguesa nos atrapalha mto.

Responder

FrancoAtirador

03/02/2012 - 13h22

.
.
Entrementes

OS CORVOS MÁFIO-MIDIÁTICOS GRALHAM

[youtube O-URd7TTvqk http://www.youtube.com/watch?v=O-URd7TTvqk youtube]
.
.

Responder

Ana

03/02/2012 - 13h11

Juiz Capez estava no Pinheirinho, em nome da presidência do Tribunal, no momento da reintegração? Depois deste depoimento todos os envolvidos nesta reintegração devem ser investigados, para que não se garanta a impunidade.
CNJ neles.
"Não existe lei em São Paulo, cada faz o que quer, é só ter força". Jairo Salvador. Defensor Publico.
A força está em grupos da oligarquia coronelista, (retrógrada, arcaica e subdesenvolvida) e representantes do capitalismo internacional que dominaram esta cidade.Eles representam a lei e a força.

Responder

marcia

03/02/2012 - 12h36

Ao senhor Augusto que defende que a Constituição seja aplicada à risca, cala a boca e olha pro outro, existe outros pra alem da propriedade privada…

Art. 1º O art. 6º da Constituição Federal passa a vigorar com a seguinte redação:

"Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição." (NR)

Responder

André

03/02/2012 - 12h32

Vejam essa BARBÁRIE:

[youtube UP6Z7Rd7Ab8 http://www.youtube.com/watch?v=UP6Z7Rd7Ab8 youtube]

No dia 14 de julho do ano passado, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Acre, obedecendo a uma determinação judicial — a exemplo do que teve de fazer a PM de São Paulo.

A cidade é Brasiléia, administrada pela prefeita Leila Galvão, DO PT. O Acre é governado por Tião Viana, DO PT.

Pois bem, após a reintegração, apareceu gente que perdeu o olho, outra sofreu um aborto, a policia usou TASER contra os invasores etc.

Perguntinha: onde estava a “indignação” de Dilma Rousseff, Gilberto Carvalho, Maria do Rosário e José Eduardo Cardozo?

Onde estavam os blogs progressistas?

Responder

    renato

    03/02/2012 - 17h56

    Eu realmente queria ficar do teu lado, mas realmente é incomensuravelmente diferente da de Pinheirinho, só caiu bambu e plastico preto, parece que foi feito um dia antes de meia duzia de policia ir até lá e olha que foi pedrada nos policiais sem capacete, se foi isto que aconteceu lá. nada a ver, se fosse meu terreno e olha que é um pedaço pequeno de terra que tem barracos. Outra coisa e ai eu sou a favor , se existe uma lista a seguir para oferecimento de casa então só pode haver reintegração após existir as casas. É facil você conhecer uma familia honesta e evitar picaretas, e prende-los.

    Cândida

    03/02/2012 - 17h56

    Todos esses fatos precisam ser do conhecimento do povo brasileiro. Que em cada município brasileiro se monte uma comissão para apurar todos as situações em que é negado o direito constitucional à moradia e ignora-se a função social da propriedade. É hora do Brasil inteiro debater de verdade a questão da terra urbana e rural no país,independentemente de partidos políticos.

    Bonifa

    03/02/2012 - 18h08

    Este caso talvez seja pior do que o Pinheirinho. Porque em São Paulo milhares de gritos se levantaram contra o massacre, enquanto aí o desamparo foi total. Só o céu por testemunha.

    Leider_Lincoln

    03/02/2012 - 19h53

    Que horror! =X

    Gerson Carneiro

    04/02/2012 - 06h27

    A mega operação da PM do Acre juntamente com todo seu aparato é de causar inveja na PM de São Paulo.
    E também é possível notar que o Naji Nahas do Acre é super mais rico que o de São Paulo.

    Que horror. Que cenas chocantes. Pinheirinho não foi nada diante dessas cenas.

    Certa vez painho teve que expulsar a facão uns cabras que tinham invadido o arado dele, as cenas foram chocantes também. Onde estavam os blogs progressistas?

    Estou brincando. Mas quem começou a brincadeira foi o André.

    Oras André, justificar Pinheirinho com isso aí, tu tá de gozação, cumpadi.

    zezinho

    04/02/2012 - 19h36

    O fanatismo cega

    [youtube k_62YfcXTWo http://www.youtube.com/watch?v=k_62YfcXTWo youtube]

    Gerson Carneiro

    05/02/2012 - 11h31

    Viva Lula! Viva Fidel !!!

    Abaixo a Heloísa Helena de Havana,
    que queria vir pegar um solzinho em Copacabana!

    José Figueiredo

    04/02/2012 - 10h54

    Desculpa André, qualquer "cego" vê as diferenças dessa operação com a de Pinheirinhos.
    Primeira: Essa ação foi toda gravada, a do Pinheirinhos a imprensa teve acesso negado, mesmo após a desocupação.
    Segundo: Os policiais dessa operação deram tiro de borracha, somente depois de agressão, no Pinheirinho, já chegaram atirando, inclusive com arma letal.
    Terceiro: Percebe-se que a população já esperava a reintegração, no Pinheirinho foi as 5 hs da manhã, ninguém esperava pois havia um acordo entre lideranças, governo e massa falida .
    Ultimo: Me mostra depoimentos de pessoas baleadas de arma de fogo, velhos com marcas pelo corpo, mães correndo desesperadas com seus filhos no colo, agressão de policiais militares sem motivo nenhum, pessoas trabalhadoras que perderam seus empregos, móveis destruídos, pessoas desaparecidas, algum hospital e iIML que foram proibidos de dar informações, autoridades tanto Federal quanto Estadual que foram recebidos a tiros de bala de borracha, é realmente há uma grande diferença entre PT e PSDB.

Ricrdo J.F. Almeida

03/02/2012 - 12h12

Ontem o judiciário deu provas de que busca correções dos rumos que alguns desembargadores e Juízes queriam induzi-los a transgredir. No entanto isto só foi possível graças a repercussão que foi gerada com a apresentação dos absurdos cometidos em várias instâncias do referido órgão. No entanto não devemos baixar guarda uma vez que, no Estado de São Paulo o Governador Geraldo Alckimin está afrontando decisão judicial. O não cumprimento da Ordem Judicial que proferiu a imediata Implantação da Jornada do Piso dos Professores do Estado, está sendo desacatada, descaradamente, pela Secretaria da Educação do Estado. Há nesta conduta do governo do Estado a maior manifestação de desrespeito ao Judiciário do Estado. Hoje podemos dizer que o GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ESTÁ, IRRESPONSAVELMETE, AFRONTADO O EQUILÍBRIO INSTITUCIONAL ENTRE OS PODERES DA NAÇÃO…… Este fato coloca o Estado de São Paulo, na figura de seu Governador e do Secretário da educação, como a grande ameaça a DEMOCRACIA deste país. O BRASIL DEVE FICAR ATENTO E INFORMADO COM O QUE ACONTECE EM SÃO PAULO.

Responder

Flavio Lima

03/02/2012 - 12h01

Essa gangue incrustada no judiciario paulista tem que responder criminalmente por essa infamia. Uma boa, excelente hora para acionar a ministra Angela Calmon no CNJ.

Responder

Ricrdo J.F. Almeida

03/02/2012 - 11h55

Já dizia um grande homem de ciência… Nem tudo que se enfrenta pode ser modificado, mas nada pode ser modificado até que seja enfrentado" e *derrotado … Albert Einstein

Responder

francisco.latorre

03/02/2012 - 11h53

estarrecedor.

discurso de suplicy no senado. denuncia. a bestial polícia. do fascio opusdei.

saco de bosta. esse psdb.

..

Responder

ROSANE

03/02/2012 - 11h50

Estou começando a achar que o desrespeito é a regra e não a exceção. Vejam no link http://www.brasildefato.com.br/node/8726 o despejo dos índios Tupinambás do sul da Bahia.
Peço ao pessoal do Viomundo que, por favor, publiquem a matéria. Acho que precisamos urgentemente de uma Secretaria de Direitos Humanos atuante! Já podemos contar um rosário de casos de arbitrariedades principalmente contra grupos étnicos como quilombolas e indígenas, somando-se as desocupações violentas em áreas urbanas, isso nos deixa cada vez mais desolados e descrentes em relação a ação da "justiça" e da polícia nestes casos. Sugiro que o governo federal monte uma comissão para acompanhar "in loco" os processos em áreas de conflito que envolvam posse de terras e moradia, que são direitos básicos e estão sendo desrespeitados a todo momento.

Responder

    Cândida

    03/02/2012 - 12h07

    O problema é mais profundo. É preciso debater a organização do Judiciário,as leis do país. E voltar a debater urgentemente a questão da Reforma Urbana e da Reforma Agrária.
    Ficar no episódico não resolve nada. É partir desse massacre hediondo para rediscutir as leis e a organização do Estado Brasileiro.
    Assembléia Constiuinte Exclusiva já!

José Vitor

03/02/2012 - 11h45

A atuação dos juízes citada pelo Defensor Público não mereceria uma investigação do CNJ ? Me parece simplesmente criminoso um juiz não afeto ao caso acompanhar a desocupação, e pior, dar assessoria à PM, e aconselhá-la a desrespeitar a intimação do oficial de justiça. O juiz agiu como um jagunço, pura e simplesmente.

Responder

Augusto

03/02/2012 - 11h40

Não aguento mais. Chega!

Responder

    Miguel

    03/02/2012 - 14h19

    vai dizer que nao comenta mais e mudar de apelido?

    M. S. Romares

    03/02/2012 - 17h23

    Cansou?? A tchurma do Cansei te espera de braços abertos e cheios de amor pra dar.

    Cândida

    03/02/2012 - 17h43

    Vaza!

    João-PR

    03/02/2012 - 19h10

    Se é por falta de adeus, tchau! O blog do Uncle King o espera de braços abertos.

    Edison

    03/02/2012 - 19h18

    Dedo indicador esquerdo, agora dedo indicador direito e agora rasga!

    Airton

    04/02/2012 - 16h08

    Finalmente fiquei tentado a por um joinha num post augustiado!

SILOÉ-RJ

03/02/2012 - 11h33

Ainda bem que defensoria pública de São Paulo trabalha, diferentemente da Promotoria que sempre cruza os braços a favor do governo.

Responder

Regina Braga

03/02/2012 - 11h30

Amei o depoimento…Muito forte,realista e consciente.Com demotucanos no poder,toda a cidade é modelo,na minha não há favelas mas cortiços…O setor de condominíos explode,franco desenvolvimento.

Responder

augusto

03/02/2012 - 11h04

ao xara augusto a resposta é muito simples.
"that´s not the point' , eu sei que é gringo mas é uma expressao forte.
Terras agricolas foram invadidas por dois seculos no pais. eram do governo,devolutas ou abandonadas. O avanço
e necessidade agricola fizeram isso. E uma GRILAGEM criminosa tambem, brasil afora.E costume é lei, tolerancia costumeira cria a base para lei, dinamicamente.
O contrario disso é formalismo.
Terrenos URBANOS sem uso, quando o brasil teve seu exodo agricola (1968/2000) foram atacados, invadidos. Encostas e ate mananciais vizinhos, idem por pessoas expulsas do campo… ate pelo Primeiro fenomeno acima (viu?) os tomaram. Costume e tolerancia, e leis como uso capião se tornam a base para novas decisoes judiciais.
E comportamento dos agentes publicos e a funçao social da propriedade.
O contrario disso é formalismo que da ganho ao MAIS forte.
Esta é a escolha do augusto. Porque havia outras decisoes e caminhos que, por azar, nao levavam grana ao Nahas.
Por isso a Dilma,(ela, viu?) esta certissima:…(aspas) " Me intriga… O QUE leva alguem a retirar com tanta ansia 1700 familias de uma area q é parte de uma massa falida do Naji nahas? " fecham-se as aspas.

Responder

Cleverton_Silva

03/02/2012 - 10h55

Picolé de chuchu será notabilizado pelas incoerência que diz: "Os alunos da USP precisam de aula de democracia". Resultado: PM baixa madeira porque é tudo vagabundo, segundo ele. Na cracolândia, ação desastrada da PM, segundo picolé de chuchu nem ele nem Nunkassab sabiam da data da ação nem a ordenaram (mas também não puniram os PMs por insubordinação e pela ação incompleta, já que a ideia era dispersar e oferecer tratamento aos viciados, mas só o cacetete funcionou na ação). Por fim, Pinheirinho: picolé de chuchu diz: "Decisão judicial se cumpre!" Só não disse que se cumpre se: vier de instância estadual, pois o TJSP está no bolso; se vier para higienizar, excluir e maltratar a gente diferenciada; se for garantir a propriedade e os bens da massa cheirosa. Tribunal de Haia na Gestapo e nos jestores envolvidos nos abusos em Pinheirinho já! E que Dilma trate de trabalhar para derrubar a Lei da Anistia já! Esse caso já envergonha o Brasil em Haia e legitima tais abusos contra os direitos humanos.

Responder

Bonifa

03/02/2012 - 10h51

Pelos detalhes desvendam-se o tempo e as circunstancias, já que o Diabo neles se esconde. O Adriano Diogo fala que o defensor fez um "depoimento corajoso". Tristes e disfarçadamente autoritários, os tempos em que vivemos. Quando é necessário ter coragem para falar a verdade, e quando a mentira é entoada com toda segurança.

Responder

    Francesco Andrade

    09/02/2012 - 14h52

    É…o lema deles é: minta, minta e minta!…ate que eles acreditem que e´a verdade!…tática antiga e qu acaba dando certo…principalmente quando ha muita gente manipulando…

ricardo silveira

03/02/2012 - 10h27

Quando se abre um pouco a caixa preta de alguns tribunais da justiça brasileira o cheiro é insuportável, não há desinfetante que dê jeito, e quando, aos bandidos de toga, se juntam os militares com a cultura da ditadura, aí desaparece qualquer vestígio de civilização, é barbárie pura. Ainda temos muito disso no Brasil.

Responder

goya

03/02/2012 - 10h20

Deputados petistas disseram que vão trabalhar na regulamentação daquele dispositivo constitucional que diz que " a propriedade atenderá sua função social". Pois é, até hoje esse mecanismo da constituição permaneceu intocado, bem ao gosto dos latifundiários e especuladores imobiliários. Muitos pinheirinhos teriam deixado de ocorrer se já houvesse essa regulamentação.

Responder

Solando

03/02/2012 - 10h11

Temos que repensar sobre o desarmamento! O que quer realmente os governantes, se a cada dia vemos ameaçados nossos direitos e ser-mos agredidos por aqueles que nos devem a proteção. Assisti ao video e senti ferver o sangue nas minhas veias. Parabens ao Adriano Diogo pela sinceridade e coragem de expor essa ferida.

Responder

Augusto

03/02/2012 - 09h59

Bom, respondam-me apenas uma pergunta:

Por que o depoimento de defensor vale mais que o depoimento do desembargador Capez???

Respondam-me, mas não venha com essas desculpas esquerdistas como "ele é irmão de um deputado tucano"; "havia uma conspiração das autoridades de São Paulo, envolvendo TV Globo, a CIA e o Exército americano e alienígenas para acabar com os pobres em São José dos Campos"; "blá-blá-blá, blá-blá-bla´"… Sejam honestos uma vez na vida e respondam essa pergunta.

Se alguém conseguir me responder, eu não faço mais nenhum comentário neste post.

Responder

    João-PR

    03/02/2012 - 10h48

    Por que o desembargador Capez:
    a) Nâo tinha que estar lá
    b) Não poderia, como desembargador, defender uma parte (juiz nem deve se pronunciar sobre processos que julga)
    c) Porque tem laços de família com o PSDB (isso se chama suspeiçã).
    d) Porque em um país que tenha um judiciário mais decente, o desembargador Capez teria sido, no mínimo, suspenso por alguns meses
    Quer mais?????

    Augusto

    03/02/2012 - 11h39

    Não tinha que estar lá???

    Ele não estava como juiz da causa. Estava na condição de presidente do Tribunal de Jusitça.

    Pelo amor de Deus!

    Ana

    03/02/2012 - 16h42

    Qual é o fundamento de sua afirmação. Qual é a lei que avalisa sua afrimação? Qual lei atribui a um Presidente de Tribunal de Justiça estar representado por juiz auxiliar , em reintegração de posse que desaloja milhares de famílias para garantir propriedade que descumpria função social/especulação? Qual é a parte que lhe cabe neste latifundio de desinformação?

    Cândida

    03/02/2012 - 17h27

    Piorou. Arvorou-se em atropelar o juiz natural,num gesto arbitrário.

    luiz pinheiro

    03/02/2012 - 10h51

    Perguntas cretinas não merecem resposta. Vá pastar.

    Luquinha

    03/02/2012 - 11h09

    Com certeza qualquer palavra vale mais do que a sua.

    priscila presotto

    03/02/2012 - 12h10

    Para mim vale Augusto.O processo é público e o defensor PÚBLICO,não teria por que mentir.Aliás ,vc infecta qq blog em que participa.O terreno é de Naji Nahas ,entendeu ?Um pulha !os credores são os bancos ,entendeu?O iptu do terreno é de milhoões e estão atrazados.Uma parte desta dívida foi "perdoada",mas a ïnvasão ",não.
    Aqui não tem política de habitação.Casas destruídas,material escolar das crianças,eletrodomésticos….Tudo foi tirado destas pessoas ,até a dignidade.Vc deve achar que as opiniões de Sonsinha Francini são relevantes ,né?

    Xad Camomila

    03/02/2012 - 13h57

    Augusto, p/ começar: Rodrigo Capez não é desembargador (ainda); ele é juiz auxiliar da presidência (cargo de confiança do desembargador Ivan Sartori).

    Em segundo lugar, o depoimento – histórico – do defensor público Jairo Salvador desmonta toda a versão oficial, que vem sendo divulgada pela grande mídia, sobre o Pinheirinho. Assista ao vídeo!

    Em 10 minutos, Jairo esclarece TODO o imbróglio jurídico que envolve o caso: da concessão da liminar até a derrubada das casas, passando pelo conflito de competência entre as Justiças Federal e Estadual, e pelas situações vividas por ele no dia da desocupação. Assista ao vídeo!

    Trata-se de um depoimento muito corajoso; um tapa na cara do governo (estadual e municipal) do PSDB e do Tribunal de Justiça de São Paulo. Assista ao vídeo!

    Ana

    03/02/2012 - 16h37

    Se ele é juiz auxiliar que seja convocado pelos Deputados de São Paulo, para comparecer em audiência pública e explicar quem lhe conferiu poderes para estar no local comandando ação de reintegração de posse. E a juíza deve ser convocada para explicar o seu maravilhoso comando.

    Luci

    03/02/2012 - 16h32

    O depoimento do Defensor Público Jairo Salvador tem legitimidade porque foi feito em audiência pública na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, local público, onde estavam reunidos além de Movimentos Sociais e pessoas atingidas pela ação de reintegração , deputados investidos em seus mandatos parlamentar, representantes do povo – eleitos com voto da população de São Paulo.
    Mais. O depoimento do Defensor Público está diretamente testemunhado por milhares de famílias que estavam no auditório onde ele prestou depoimento, em audiência pública. e referendado por todos nós que acompanhamos a ação violenta que ora se debate.Somos parte , pagamos impostos (os mais caros do mundo) e repudiamos ações discriminatórias, preconceituosas e de expulsão da pobreza, com violência e gestão excludente. Questões sociais não são crimes.

    Luci

    03/02/2012 - 16h33

    O desembargador quando faz seus pronunciamentos em gabinete, demonstra que descumpriu atribuições de seu cargo/ função de magistrado que deve aplicar a lei de modo imparcial, sem tornar-se parte nos autos e advogar administrativamente no processo. Onde está a legalidade da ação e "reintegração"/massacre. Não é competência legal de magistrados atuarem pessoalmente, em reintegrações em nome da presidência de um Tribunal, para defender interesse privado e de um mega investidor libanês – capitalismo internacional e OPUS DEI.As instituições públicas não podem ter servidores públicos que saem de local de trabalho para garantir violação de direitos humanos.

    Arnold

    03/02/2012 - 16h45

    Rodrigo Capez não é desembargador, é juiz-assistente da presidência do TJ/SP.

    Yara

    03/02/2012 - 16h47

    Só respondo se primeiro você assistir ao vídeo. Daí talvez eu nem precise responder…

Rodrigo

03/02/2012 - 09h44

Que coisa, o Juiz que ajudou a PM a desobedecer uma ordem judicial é irmão de um politico ligado as contrutoras de SJC, que também financiaram boa parte da campanha do Prefeito de SJC.

São tantas coincidências que podemos até pensar que há crime aí!

Responder

Sônia

03/02/2012 - 09h09

Pelo que li do episódio o próprio credor da massa falida era Naji, através de sócio laranja. Também que havia juiz fora de sua jurisdição. E existe no País, na Constituição um artigo que trata da função social da propriedade. Mas isso é irrelevante ao conservadorismo que defende a propriedadede com unhas e dentes. Temos até uma senadora grileira de terras que quando se trata de outros invasores fica enfurecida. Isso tudo soa estranho num País que a ocupação o fez continental. Ou acham que os europeus compram as terras dos índios?
O grande educador Paulo Freire sempre dizia "todo oprimido é como se fosse um hotel, hospeda dentro de si o opressor". Então, opiniões como se lê por aqui são compreensíveis. Defendem megaespertos que cresceram explorando e roubando os outros, mas não aqueles que, por serem pobres, invadiram a terra alheia. Pessoas politizadas jamais emitiriam esse tipo de comentário reacionário.

Responder

monge scéptico

03/02/2012 - 09h08

Tudo bem as opiniões podem ser respeitadas, mesmo a do sr augusto.
Que quero saber é: quando chuchu vai ser preso junto com seu séquito de criminosos?
Não vão ser não? Admitiremos a impunidade de quem atirou gáz pimenta atingindo
crianças de colo até?
O chuchu(apodo, alcunha, do alkmim, o genocida tibio) é criminoso comum e tem de ser
tratado(manicômio) como tal. Ação federal em são paulo já!

Responder

Daniel Campos

03/02/2012 - 09h05

Não alimentem "trolls" como o Augusto, é como tentar argumentar com um boi.

Responder

Rodrigo Leme

03/02/2012 - 08h50

Como é que funcioa reintegração de posse em governo do PT? Com base no discurso, de maneira humanista e sensível aos apelos do povo.

Na prática, é BOPE no povo.
http://www.youtube.com/watch?v=UP6Z7Rd7Ab8

Eu entendo…o Acre é muito longe pra movimentos "sociais" e jornalistas "progressistas" irem e acompanharem esses casos. São José dos Campos tá pertinho.

Como já disse mais de uma vez, hipócritas.

Responder

    SILOÉ-RJ

    03/02/2012 - 11h56

    Geralmente Rodrigo, nessas atitudes sempre há excessos, nisso eu concordo com você. Mas o cerne da questão não é esse. e vc sabe muito bem disso.
    No caso de Pinheirinho, o governo do estado propositadamente antecipou a reintegração por motivos torpes e com as negociações ainda em andamento.
    E nós é que somos HIPÓCRITAS????

    Cândida

    03/02/2012 - 12h03

    Acho ótimo que a direita esteja levantando todas as reintegrações de posse violentas,de terra urbana ou de terra rural,ocorridas no Brasil nos últimos 9 anos.Peço encarecidamente que continuem. Que se juntem a nós pela reforma de nossas leis que impeçam reintegrações de posse criminosas,irresponsáveis, ofensivas às cláusula constitucionais que estabelecem tanto a "função social da propriedade" como o direito de todo cidadão à moradia. Como aliás estabelece também a Declaração dos Direitos Humanos da ONU.
    Que todos façamos um minucioso levantamento e o divulguemos. Nós da esquerda devemos colaborar nesse levantamento geral,ir a fundo nele, município por município cobrindo todo o território nacional. Vamos todos os brasileiros e brasileiras JUNTOS colocar esse lixo de violência truculenta contra o direito à posse da terra urbana ou rural exposto,à luz do dia,para que se trave um amplo debate nacional. Discutamos claramente a mudança de nossas leis e da forma de atuação e organização do Judiciário para contemplar as questões da posse da terra urbana ou rural.O Judiciário não ouve as organizações sociais,já que só tem respeito pela Santa Propriedade Privada para gozo individual,acumulada sem limites.
    É necessário e urgente voltar a debater a Reforma Agrária e a Reforma Urbana seriamente. Todos os países desenvolvidos já fizeram suas reformas agrárias e urbanas. E agora isso vem sendo feito na Argentina, Uruguai, Bolívia, Venezuela, Equador, Paraguai, Nicarágua e Peru.
    Pinheirinho chamou a atenção por ter sido acompanhado por ativistas sociais que documentaram todo o processo anterior e posterior à violenta expulsão.
    Vejamos o que ocorreu ontem em SJC:
    http://psol50sp.org.br/osasco/2012/02/03/pinheiri
    http://www.pco.org.br/conoticias/ler_materia.php?mat=34930

    e olha aí,na Alemanha: http://minutonoticias.com.br/pinheirinho-recebe-a

    Vamos em frente passar o país a limpo. Pinheirinhos nunca mais!

    willforlife

    03/02/2012 - 17h29

    a direita é ilegítima inexiste.
    não tem desculpa, ou vc elege alguem que administra seus interesses, ou nem vota.
    a direita pra chegar ao poder, tem que "prometer aos eleitores melhorias em suas condições de vida" não é o que acontece. a sustentabilidade da direita é para quem está no bonde. fora disso é descartável…. algo igual ao lixo.

    Rodrigo

    03/02/2012 - 14h38

    Conheci esse meu xará pessoalmente em um evento e o vi comentando que seu "passatempo" é trollar, e que ele passou já dias e horas no intento.

    E ele é palmeirense ainda.

    Deixemos a rapaz em paz.

    Leider_Lincoln

    03/02/2012 - 15h28

    Troll e palmeirense ao mesmo tempo? Coitado!

    LuisCPPrudente

    04/02/2012 - 15h16

    Troll? Palmeirense? E ainda por cima um adepto do fascista PSDB! Coitado!

    M. S. Romares

    03/02/2012 - 17h21

    Acho que voce devia selecionar melhor os eventos a que vai…..rs,rs,rs.

    Rodrigo Leme

    03/02/2012 - 17h54

    Uau, se você está falando deve ser verdade, não?

    Não fica longe da maneira como "fatos" são apresentados aqui: falou, tá falado.

    renato

    03/02/2012 - 17h36

    Se é longe para o PT , imagina para o PSDB, ops. desculpa para o PSDB é perto é ele que ajuda o outro lado, deixa o PT chegar mais perto não vai demorar daí acaba sua aflição…Mas entendo o que você fala.

    Bonifa

    03/02/2012 - 18h12

    Você quer justificar um erro terrível falando que outros também o cometem? Que espécie de defensor de criminosos é você?

    El Cid

    04/02/2012 - 00h20

    quem é hipócrita mesmo, "iluminado" ???

    Acre: extrativistas recebem crédito para moradia e produção
    Ter, 28 de Junho de 2011 17:54
    O clima foi de “festa no interior” para as 300 famílias assentadas na Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, nesta segunda-feira (27/6), em Basiléia, no Acre. Tudo isso porque os trabalhadores e trabalhadoras receberem os contratos do Crédito Instalação, dupla modalidade de investimento disponibilizada pelo Incra para desenvolver as áreas de reforma agrária. Cada família conta agora com R$15 mil, para a construção de moradias, mais R$ 3,2 mil, como crédito Apoio Inicial, que fomenta a produção agropecuária.

    No total, os contratos somam investimento de R# 4,5 milhões, que serão injetados na economia do município e região. Para se ter uma idéia do volume de recursos, a arrecadação mensal da prefeitura de Basiléia corresponde a R$ 1 milhão. A entrega dos créditos foi realizada no Centro Cultural de Brasiléia e reuniu mais de 700 trabalhadores rurais, a maioria formada seringueiros da Resex. Também estiveram presentes o vice-governador do Acre, César Messias, o superintendente regional do Incra, João Thaumaturgo Neto, a prefeita Leila Galvão e líderes dos movimentos sociais.

    As autoridades destacaram o volume de investimentos realizados pelo Incra, que vai beneficiar o comércio local, além de melhorar significativamente a realidade da família camponesa na região. Para o superintendente do Incra, João Thaumaturgo Neto, a concessão dos créditos é o momento em que se ver na prática a ação mais eficaz da reforma agrária, ao passo que se faz cumprir a obrigação com os assentados.

    Sonhos possíveis

    O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia, Rosildo Rodrigues, disse que a maioria das famílias presentes viajou por mais de oito horas para receber o crédito da casa porque “o sonho se tornou realidade”, como a construção da nova moradia, as estradas, a energia elétrica, educação na zona rural e assistência técnica. “Antes, quem ganhava casa era só o povo da cidade. O governo começou a mudar essa realidade e está dando continuidade”, destacou o trabalhador.

    O casal de assentados Jorge Assis de Lima, 54, e Raimunda Reis de Lima, 53, moradores do seringal Filipinas, lembraram que, após a inscrição, não houve um só dia que não sonhassem com o momento do recebimento do crédito. Segundo ele, em mais de 30 anos de atividades extrativistas e cultivo de pequenos roçados para a subsistência, jamais seria possível juntar os valores correspondentes as duas modalidades de créditos recebidos nesta etapa.

    Já os assentados , observaram que o filho André, de 11 meses, já vai crescer dentro da casa nova e não ficará tanto tempo sonhando, como os demais cinco filhos, que sempre perguntavam se um dia poderiam deixar de morar no velho casebre de paxiúba e se mudar pra uma casa melhor.

    Reserva Chico Mendes

    A Resex Chico Mendes compreende uma área total de 970 mil hectares nos municípios de Rio Branco, Capixaba, Xapuri, Epitaciolandia, Brasiléia e Assis Brasil, com mais de 1800 colocações habitadas por seringueiros. Em 2003, foi iniciado o processo de reconhecimento de 151 famílias na região de Brasiléia, 86 em Assis Brasil. Atualmente, são mais 300 em Xapuri e 300 em Brasiléia, estas que receberam o benefício pelo Incra.
    http://www.incra.gov.br/portal/index.php?option=c

    Almir

    04/02/2012 - 14h29

    Zé Dirceu (o nosso "Hugo Chávez") vem aí, com uma faca nos dentes pra botar ordem nesse galinheiro midiático americanofílico.

    E não adianta vocês esperarem que o Uncle Sam venha acudi-los, porque o velhote está devendo até os botões de sua casa listrada pros chineses.

    Portanto, melhor vocês não bancarem os neocovardões, não correrem, e submeterem-se à nova ordem, que vem por aí.

    Dá-lhes, Dirceu, a imensa maioria do povo está com você.

    zezinho

    04/02/2012 - 19h19

    KKKKKKKKK adorei a piada. Ele vai começar pelo STF?

    Sidinei

    04/02/2012 - 19h52

    Seja no Acre, em São Paulo, no Rio de Janeiro… seja governo petista, tucano ou de qualquer outro partido o respeito ao ser humano de estar sempre em primeiro lugar… se houve abusos nesta ação do Acre é urgente que sejam denunciadas para que se apurem as responsabilidades…

    José Figueiredo

    04/02/2012 - 23h10

    RODRIGO LERDO
    Dou a mesma resposta que dei pra outro tucano desasado. "Qualquer "cego" vê as diferenças dessa operação com a de Pinheirinhos.
    Primeira: Essa ação foi toda gravada, a do Pinheirinhos a imprensa teve acesso negado, mesmo após a desocupação.
    Segundo: Os policiais dessa operação deram tiro de borracha, somente depois de agressão, no Pinheirinho, já chegaram atirando, inclusive com arma letal.
    Terceiro: Percebe-se que a população já esperava a reintegração, no Pinheirinho foi as 5 hs da manhã, ninguém esperava pois havia um acordo entre lideranças, governo e massa falida .
    Ultimo: Me mostra depoimentos de pessoas baleadas de arma de fogo, velhos com marcas pelo corpo, mães correndo desesperadas com seus filhos no colo, agressão de policiais militares sem motivo nenhum, pessoas trabalhadoras que perderam seus empregos, móveis destruídos, pessoas desaparecidas, algum hospital e iIML que foram proibidos de dar informações, autoridades tanto Federal quanto Estadual que foram recebidos a tiros de bala de borracha, é realmente há uma grande diferença entre PT e PSDB.

    PS. Mais uma vitima localizada em hospital de SJC, em estado grave na UTI.

Leider_Lincoln

03/02/2012 - 08h15

Será que este "Augusto" é o "EUNAOSABIA", gente? Pelo nível da argumentação eu não duvidaria… Muito esgotês, muito "marxista", muito "petismo", muita "Lei" e pouca "Constituição", "direitos humanos", "hipocrisia". Chega a babar, mas as palavras dele têm a força de hastes de capim.

Responder

José Ruiz

03/02/2012 - 07h14

É preciso divulgar esse tipo de informação, com a esperança de que episódios assim ajudem a despertar a massa que sustenta essas quadrilhas no poder (tem outro nome?).. aos que acusam partidos de esquerda de fazerem uso político do fato: só podem estar brincando… "eles" tem obrigação de escancarar essa realidade… aos que acusam os moradores de invasores: vão estudar..

Responder

Operante Livre

03/02/2012 - 06h32

Quem faz o que fez com o povo do Pinheirinho não é adversário político, é inimigo da humanidade.

Responder

Carlos

03/02/2012 - 06h12

O que acontece em São Paulo é um golpe contra as instituições coordenado pelo muy católico governador, o integralista Alckmin. É só o começo e vai ser "exportado" para o Brasil. Se a Dilma e o PT amestrado e acovardado não acordarem logo ela vai virar o Jango de saias, vai ser deposta pelos golpistas de sempre

Responder

Sampaio

03/02/2012 - 05h06

Será que o prefeito de SJC vai doar um pedaço de terra do Pinheiro pro Lula fazer a ONG dele por lá também?

Aliás por que vocês não noticiam aqui que Kassab vai doar uma enorme área pública para a ONG de Lula na Cracolânida?? isso não é notícia??

Responder

    Mateus

    06/02/2012 - 01h59

    Troll.

Mauro A. Silva

03/02/2012 - 04h31

Um breve resumo das fatos declarados pelo defensor público:
– O comandante da operação militar recusou a ordem judicial de suspensão da desocupação;
– O comendante militar foi "assessorado" por um juiz "incompetente";
– Descumpriram a decisãode um juiz que impedia a participação da polícia militar e da guarda civil na operação;
– Existe uma decisão judicial proibindo a demolição das casas, mas, mesmo assim, passaram o trator;
– A decisão da juíza referente à desocupação não foi feita a partir de provocação "oficial" das partes. Ela agiu por conta própriA, revigorando uma liminar que havia sido indeferida em 2005;

Juiz não nasce em árvore. E também não precisa ser "comprado" nem "vendido". Muitos atuam com a convicção da causa. Uma simples veificação de seus históricos familiares e círculo de amizades seria suficiente para não nos surpreendermos com as suas decisões…

Em SP vigora a lei do mais forte.

Como disse a Dilma na campanha eleitoral: "Em SP, quem cuida de pobre é o governo federal".

ALGUNS JUÍZES SÃO ABSOLUTAMENTE INCORRUPTÍVEIS. NINGUÉM CONSEGUE INDUZÍ-LO A FAZER JUSTIÇA (Bartold Brechet)

Responder

mac

03/02/2012 - 03h59

Policiais encapuzados espalham o pânico em Salvador
http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=5

Responder

professor3f

03/02/2012 - 03h14

Caso você prefira ler a TRANSCRIÇÃO do depoimento de Jairo Salvador, acesse
http://partidodaimprensagolpista.wordpress.com/20

Confesso que é extremamente doroloroso, e que chorei durante a transcrição. O abuso do poder nos deixa a mecê de arbitrariedades. Todos nós. Todos nós.

Responder

Paulo

03/02/2012 - 02h56

Deixando o troll Augusto de lado, que se mostrou estúpido e sem argumentação lógica ante o depoimento contundente do Defensor Público, o que virá a seguir? A sociedade esclarecida deixará que a justiça não seja feita a quem de fato a merece? Ficaremos impotentes diante desse escândalo, desse escárnio e dessa conduta deplorável de um desembargador atrevido, de uma juíza suspeita, de policiais intimidados pelos poderosos de toga e agressivos contra pobres indefesos? Sairá impune um prefeito prevaricador? Ficará a sociedade esclarecida e indignada calada ante um governador covarde e dissimulado? O que poderá ser feito para colocar essa gente canalha em seus devidos lugares??

Responder

Gerson Carneiro

03/02/2012 - 02h27

São Paulo tem um Poder Judiciário paralelo, que segue regras próprias em benefício dessa máfia que controla o Estado.

Assistiram a reportagem sobre as relações da Opus Dei com o Banco Santander?

Pois é, é aquilo lá. O compromisso do Geraldo Alckmin não é com o povo pobre. O povo pobre só entra nos planos do Alckmin em campanha eleitoral.

Responder

João-PR

03/02/2012 - 01h29

Depois do que ouvi afirmo o seguinte: somente uma condenação da OEA, ou da Corte Penal Internacional de Haia será respeitada (se for) no Tucanistão.

Chegamos ao fundo do poço: quando um Coronel não cumpre ordens judiciais é porque algo muito errado está acontecendo.

Fico por aqui, se continuar vomito sobre o teclado.

Responder

    Caracol

    03/02/2012 - 10h08

    Eu já vomitei, João. Meu teclado tá uma cagada…

Jorge Portugal

03/02/2012 - 01h21

Isso tudo aconteceu, exatamente no período em que o Sr Marco Aurélio de Mello suspendeu por liminar as atribuições do CNJ. E agora o CNJ voltou. Vamos ver no que vai dar.

Responder

Jorge Portugal

03/02/2012 - 01h07

Pena que nós somos passivos e frouxos. Poucos protestos contra isso tudo. Se isso fosse na palestina, ah… não iria ficar assim não! Pela que não fomos colonizados pelos árabes, fomos pelos portugueses, temos sangue de dom João VI nas veias, que quando Napoleão começou seus ataques na Europa, dom João correu para o Brasil. Quando começaram os ataques em pinheirinho, a população de são Paulo correu para o Rio. É uma pena.

Responder

Jorge Portugal

03/02/2012 - 00h52

Não consigo acreditar no que eu assisti. Isso é uma VERGONHA! Esse país é terra de ninguém. Não tem governo, não tem nada. Isso só vem mostrar a corja que estamos entregues.

Responder

Augusto

03/02/2012 - 00h35

O crime que vocês deveriam tratar é: invasão de propriedade alheia. Está previsto no Código Penal.

Responder

    Thiago_Leal

    03/02/2012 - 02h03

    Antes de ler Código Penal, estude Constituição Federal, lei que é superior e também fundante de todas, e veja o que há lá sobre função social da propriedade.

    Renato

    03/02/2012 - 09h17

    Então, para não deixar bandidos instalarem em um terreno meu, para cumprir a função social vou construir praça ou muros altos.

    Moacir Moreira

    03/02/2012 - 09h43

    Para que vc precisa de um terreno que não usa, e nem é seu, troll ignorante?

    priscila presotto

    03/02/2012 - 12h12

    Bandidos?Conheço bandidos que moram nos Jardins ,Morumbi,Vila Nova Conceição….Conheço bandidos que cheiram cocaína ,mas como são ricos e poderosos ,são chamados de dependentes.Cara ,fica quieto…

    Thiago_Leal

    03/02/2012 - 18h37

    Isso não é cumprir função social; vá estudar um pouco antes de murar seu preconceito.

    Cândida

    03/02/2012 - 17h45

    E direito à moradia.

    Gerson Carneiro

    03/02/2012 - 02h12

    Está frio. Tente novamente.

    willforlife

    03/02/2012 - 02h31

    neagativo amigo: o crime que devemos tratar e corrupção, quadrilha, lavagem de dinheiro, privataria, desvio de verba…pois tanto dinheiro público surrupiado, parece até que o governo não tem função social. a função do governo do alckmin e toda direitalha tutuca é se manter no pode e status de elite. nem que isso contrarie as leis, o senso, e custe algumas vidas jogadas agora na sarjeta, pior que bicho.
    nócego!

    Miguel

    03/02/2012 - 09h13

    beleza, falemos dos casos em que pilantras como os que voce defende invadem a propriedade alheia (publica) e transformam em propriedade particular.

    flavia

    03/02/2012 - 10h43

    O crime que devemos tratar aqui é: varias familias sem teto, sem direito a moradia digna, sem condições de saneamento…. é disso que se trata.
    Depois revolve-se o problema do Naj…. é menos urgente!
    Justilça não é o mesmo que lei..

    Observadoro

    03/02/2012 - 11h21

    Não, o que deveria ser tratado é função social da propriedade, que está na Constituição Federal (que é maior que o Código Penal).

    Volte por banco da escola, filhote…

    Daniel

    03/02/2012 - 12h37

    O crime é de esbulho possessório (e não de "invasão de propriedade alheia") e os ocupantes do Pinheirinho, inicialmente, com certeza tiveram sob si imputada a prática desse crime. Acontece que o art. 161, II, § 3º, deixa claro que "se a propriedade é particular, e não há emprego de violência (contra a pessoa e no momento da ocupação), somente se procede mediante queixa". Nesses oito anos de ocupação, não foi noticiado que a Selecta tenha ajuizado queixa contra os moradores do Pinheirinho. Já decaiu faz tempo e essa estória de que "é crime e está previsto no Código Penal" não foi utilizada nem pelos advogados da Selecta, que preferiram a via possessória.

    ana

    03/02/2012 - 13h00

    sr Augusto, o crime que o sr deveria tratar é o de terras griladas. o senhor sabe o que é isso?

luiz pinheiro

03/02/2012 - 00h34

Qual será o deputado que vai encabeçar a CPI da babárie do Pinherinho?

Responder

willforlife

03/02/2012 - 00h34

…eles fazem o que querem. isso tem que, e vai acabar. breve.

Responder

Carlos M.

03/02/2012 - 00h25

Manda o CNJ investigar a juíza pra ver quanto ela recebeu.

Responder

Moraes

03/02/2012 - 00h19

A verdade dos fatos não pode ser usada como pedra político-ideológica, parodiando a Presidenta Dilma. A execrável violência contra a população de Pinheirinho causou repulsa até nos brasileiros que vivem na Bélgica. Escreveram uma faixa, cuja tradução é: "Somos todos Pinheirinho". O comportamento covarde do governador alckmin – escondido na oligarquia togada do judiciário paulista – ganhou a repulsa devida, pois todos os que partilham de prícípios éticos e morais continuarão a protestar pelo mundo todo. Há um pedido de impeachment contra o governador por violação dos Direitos Humanos. E não é a primeira vez. Genocidas não podem ser autoridade.

Responder

    Augusto

    03/02/2012 - 01h05

    O petismo está em todo lugar, como constatou certa vez Paulo Maluf.

    desinformacaonao

    03/02/2012 - 09h14

    UAU! Citar Maluf pra poder ofender ou denegrir qualquer um é deve ser a maior forma de ironia possível!

    Plagiando o famoso livro, "Petista graças a Deus!"

    João-PR

    03/02/2012 - 10h50

    Sua testemunha de defesa (Maluf) é uma pessoa ilibada, ínclita. Porém, algum petista deve ter colocado a foto dele nos arquivos da Interpol, pois o mesmo é procurado pela mesma…

    willforlife

    03/02/2012 - 11h36

    está mesmo. mas o psdb estaria desaparecendo também, não?

    Vlad

    03/02/2012 - 11h49

    Qué isso!!!
    Hoje em dia é só elogio pra todo lado.
    Companheirão de primeira hora. http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-02-0
    Um dos dois mudou…provavelmente o Maluf.

    º,..,º

Serrano

03/02/2012 - 00h05

Ao amigo de cima …você viu algum policial ferido?

A violência e o aparato policial foi tamanho que para efeito de comparação no RJ para ocupar a Rocinha foi empegado 1.500 homens, em Pinheirinho foi empregue 2.000 homens isto mesmo 2.000 homens. Ou seja a Polícia foi usada como guarda pretoriana do Naji Nahas e o Troll acima está satisfeito por pagar esta conta.

Fazer o que? Cada um tem o governo que merece.

Responder

    Marcos

    03/02/2012 - 12h37

    Além disso Bope é do Governo do RJ, não governado pelo PT. Guerra contra o Trafico e não contra a população. Forçou muito para defender o PSDB, canálhas.

Marco Ferreira

03/02/2012 - 00h04

Pois é…espero que os envolvidos nessa maracutaia judicial, sejam punidos. Existe um caminhão de irregularidades nessa reintegração, contada em verso e prosa, e até agora não vi ninguém ser chamado as falas, seja o juiz, a juiza, o comandante da PM, o prefeito, o desembargador, o Naji Nahas, o desgovernador..até agora ninguém dessa curriola…foi enquadrado….Nâo cabe representação ao CNJ ? Vai ficar tudo por isso mesmo?

Responder

Leider_Lincoln

03/02/2012 - 00h01

Ui, olha só! Estamos preocupados com o contraditório! E certamente o advogado do Nahas estava lá, não é mesmo? Nos seus delírios, talvez… E não adianta ser o primeiro a comentar não meu caro: vocês se lascaram, e pagarão muito caro por isso. Sabe o que eu acho, né?

Responder

LuisCPPrudente

02/02/2012 - 23h58

Geraldo Alckimim, fascista!

Esse fascista cumpre a lei que quer, se não quer esse fascínora ignora.

Geraldo Alckimim, fascista!

Responder

David

02/02/2012 - 23h55

Bala de borracha! Você precisa assistir a versão pra deficientes auditivos?

Responder

Augusto

02/02/2012 - 23h54

Agora eu concordo com a parte em que ele diz "doa a quem doer". Concordo mesmo! A lei deve valer para todos, inclusive para pessoas que invadem (essa é a palavra, "invadem") terra que não lhes pertence. Isso precisa acabar neste país.

Invasão de terra alheia. Esse é o ponto principal deste caso que vocês do Viomundo se negam a tratar. "Invasão de terra alheia".

Responder

    João-PR

    03/02/2012 - 01h20

    Aquela fazenda (que era tida como da Cutrale) invadida pelos sem-terra foi alardeada como sendo "propriedade privada".

    O duro é que ninguém fala que aquela empresa invadiu uma propriedade do estado.

    O que você fala disso Augusto???

    Ah, tem um bocado de terras griladas no Pontal do Paranapanema…isso ninguém fala…..

    Augusto

    03/02/2012 - 02h43

    Defendo que invasão seja tratada da mesma forma para ricos ou para pobres.

    goya

    03/02/2012 - 09h40

    Não defende não Sr. Augusto. Se defendesse a igualdade de direitos para ricos e pobres não estaria agora se esforçando para justificar essa ação espúria ocorrida no pinheirinho. Nunca se viu um tratamento como esse dado a ricos invasores de terras alheias. O Sr. é mais um hipócrita que está se achando.

    willforlife

    03/02/2012 - 13h03

    ele é hipócrita e não se importa com isso. acha bonito…é uma questão de vaidade, amigos

    João-PR

    03/02/2012 - 10h45

    Nunca vi o dono da Globo apanhando por ter invadido um terreno público em São Paulo. Muito menos reintegração de posse.

    Tem gente, da elite, que cerca praia, constrói pousadas em áreas de preservação ambiental, e nada acontece. É essa pseuda-igualdade que você defende Augusto??? Acho que você mora em outro mundo…chegou de Marte quando???

    francisco p. neto

    03/02/2012 - 11h42

    Oh Augusto
    Você está nos chamando de inocentes ignorantes.
    "Invasão deve ser tratado da mesma forma para ricos e para pobres".
    Onde vc acha que vive?
    Por isso vc não está se encaixando na nossa realidade.
    Se vc defende isso, então é necessário zerar tudo e começar de novo.
    Como isso não é possível, é bem-vindo esses movimentos, que nada mais são que uma reação contra ações que vem desde que o Brasil foi descoberto.

    Lu_Witovisk

    03/02/2012 - 08h36

    sem contar o tal terreno onde está a globo.

    Gerson

    03/02/2012 - 01h42

    Prezado Augusto (Nunes & Montenegro)

    Estude um pouco da História do Brasil, pois tenho a impressão que você não sabe o que invasão e nem o que é terra alheia.

    Thiago_Leal

    03/02/2012 - 02h01

    Não é invasão, porque a propriedade precisa cumprir seu papel social. Século XIX ficou pra trás, filho.

    Gerson Carneiro

    03/02/2012 - 02h05

    Você Augusto se nega a tratar da história daquele terreno. Das fraudes que fizeram com que aquele terreno fosse parar nas mãos do Naji Nahas. Aqui não é o PIG não, rapaz. Quer tripudiar o espaço para isso é no PIG. Se liga, rapaz. Esse teu esforço aqui é inútil.

    "O depoimento do defensor público Jairo Salvador desmonta toda a história oficial sobre Pinheirinho."

    Augusto

    03/02/2012 - 02h36

    E essas fraudes justificam invadir uma propriedade??? Se o problema são as fraudes, vocês, radicais fundamentalistas de orientação marxista, deveriam atacar esse problema: a aquisição ilítica da propriedade. É possível que Nahas tenha adquirido a propriedade de forma irregular, sim, sem dúvida, até porque se trata de um conhecido manipulador do mercado financeiro. Mas vocês deveriam ir atrás disso, não condenar a ação do Estado, que foi escorreita neste caso. De resto, ainda que se descobrisse futuramente que a propriedade não pertence a Nahas mudaria alguma coisa??? Isso por acaso tornaria a invasão lícita???

    Me poupe!

    Não adianta, caro, nunca haverá justificativa para invasão de propriedade.

    Se você tivesse o mínimo de honestidade intelectual, reconheceria que o depoimento do defensor não desmonta coisa nenhuma.

    ROSANE

    03/02/2012 - 09h44

    Muito simples. Para haver "propriedade" tem que haver proprietário. Se não existe proprietário dentro da legalidade, creio que aquele espaço é então "um bem público". Se é um bem público deve ser usado como tal, para o bem público. Está faltando um pouquinho de raciocínio lógico para esses 'jênios'. Propriedade não é um conceito absoluto. Aliás aqui no Brasil é muito relativo. As terras que desde sempre estiveram ocupadas pelos índios não foram consideradas de sua propriedade. Mas depois de invadidas (esse é o termo) por grileiros e esquentadas nos cartórios por meio de esquemas suspeitos para não dizer corruptos tornaram-se propriedades legais. Essa foi sempre a regra nesse país com exceção dos projetos de colonização promovidos pelo governo onde o próprio estado tomava as terras indígenas para entregá-las aos colonos. Essa é a nossa história, cheia de massacres, que depois de séculos ainda acontecem pela posse da terra onde quem pode menos é sempre expulso por quem pode mais. "Simples assim".

    Ⓐnti

    03/02/2012 - 10h02

    (…) radicais fundamentalistas de orientação marxista (…)
    Serve alguém de orientação anarquista te chamar de PEDANTE? Ou é demais pra teu paupérrimo entendimento social?
    Você realmente acha que governar se resuma apenas a uma questão de uso de força bruta?!
    Gerson (e demais comentaristas), o Augusto aqui vem de Augusto P. Ugarte…

    Luquinha

    03/02/2012 - 11h19

    O planeta terra tem dono? A única coisa que precisa de dono é o seu cérebro de dois neurônios. Sim, são dois, um para brigar com outro. Se morássemos em uma caverna, com certeza, nem para comida você serviria. Porém, seria bola oito na caçapa. kkk.

    Gerson Carneiro

    03/02/2012 - 11h34

    Você é o Augusto Nunes que acabou de ganhar de presente do Geraldo Alckmin um "programa jornalístico" na TV Cultura?

    Falta pouco pra você estar abrindo a geladeira da cozinha de dona Lu Alckmin.

    Jorge

    03/02/2012 - 12h09

    " vocês, radicais fundamentalistas de orientação marxista,""
    Radicais:
    1. relativo a raiz
    2.fundamental, básico, essencial
    3.completo, total
    4.drástico, profundo
    5.decisivo
    6.que é inflexível ou intransigente nas ideias ou nas atitudes; radicalista
    7.POLÍTICA que pretende reformas profundas na organização social; radicalista
    8.POLÍTICA que sustenta posições extremistas; radicalista
    9.(atividade desportiva) em que se procuram experiências perigosas e arriscadas

    Fundamentalistas (bem, esse é óbvio demais para explicar).
    Marxista: bem, é aquele que examina as coisas pela ótica proposta por Carl Max. Neste aspecto temos uma correção: O "marxismo" antes de ser uma "teoria" política, é uma "teoria" econômica, ou seja, analisa a história a partir do efeito dos entes ecônomicos no desenvolvimento dos povos, suas conquistas, paradigmas e formas de terem ficado ricos. Luta contra uma outra teoria econômica, a do capitalismo.
    PORTANTO, eu quero ser " radical fundamentalista de orientação marxista". Já pensou na desgraça de ser um "radical fundamentalista de orientação capitalista"?
    Ao sr. Augusto, obrigado pelo elogio. Mas creio que, mesmo no seu analfabetismo funcional, o senhor também não aprova o meio que foi usado no tal Pinheiro, pois se aprova, creia-me, dificilmente poderia eu considerá-lo um membro da espécie humana, assim como não podem ser considerados como tal também os nazistas e facistas!

    Thiago_Leal

    03/02/2012 - 02h06

    E ainda que fosse invasão; o defensor público claramente mostra como havia um imenso e complexo procedimento LEGAL para regularizar a situação, que NÃO previa a ação policial tal como aconteceu. Tudo teria sido resolvido DENTRO DA LEI se não fossem os advogados da massa falida e os juízes comprados entrando com recurso atrás de recurso para expulsar os agora sem-teto, ao invés de regularizarem a situação e negociarem com o governo o valor da expropriação. Isso está dentro da lei também; mas parece que para caras como você a lei só vale de vez em quando…

    Paulo P.

    03/02/2012 - 07h06

    Atenção povos tupis, caiapós, guaranis, potis, aimorés, xavantes e demais outros, falem com o 'augusto' sr.Augusto, ele entende muito de "Invasão de terra alheia". e "doa a quem doer", ele irá recuperar suas terras, tomadas desde que Cabral por aqui esteve.

    Jairo_Beraldo

    03/02/2012 - 10h37

    Muito bem lembrado Paulo P.

    E o sr. Augusto é também um invasor de terra alheia, portanto deve ser desalojado, e sua residencia demolida com tudo dentro, sem direito a retitar nem sua cueca, e posteriormente colocado em um alojamento que os indígenas, depois de cadastrados o enviar…e seria interessante dar a ele passagem de ida para o Tucanistão, e melhor, chamaria o GUGU para gravar e levar ao programa na parte "DE VOLTA PRA MINHA GENTE",

    Leider_Lincoln

    03/02/2012 - 15h30

    Gostei, conterrâneo!

    Bonifa

    03/02/2012 - 11h43

    Imaginem como vai ser interessante quando a polícia paulista se posicionar cercando Higienópolis para devolver a terra aos índios guaranis…

    Gerson Carneiro

    03/02/2012 - 17h35

    PAC! PAC! PAC!

    Sensacional!

    Renato

    03/02/2012 - 09h10

    Augusto, quem fala que o terreno pinheirinho era da família dos alemães assassinados desconhece a história. De fato os alemães assassinados eram proprietários de um terreno, não do pinheirinho.
    Hoje é um bairro legalizado conhecido como bairro dos alemães.
    Na realidade, os primeiros proprietários eram os lahuds. Que em 78 venderam para o Sr. Benedito Bento Filho e posteriormente vendido para o Naji Nahas.
    Em relação ao defensor público, o que vocês querem é que legalizem o crime de invasão. Eu já emiti a minha opinião, o lugar dessas pessoas é na cadeia e os dessas crianças é na Febem.
    Como é provado que o terreno pinheirinho não é oriundo de grilhagem, o que o Estado de SP fez ao cumprir uma ordem judicial, da justiça estadual reforçada por uma decisão do STJ ao sinalizar que o assunto não é alçada da justiça fdfederal, estava certa.

    prouhdon

    03/02/2012 - 17h24

    propriedade privada é roubo.

    P Pereira

    03/02/2012 - 19h49

    "…lugar dessas pessoas é na cadeia e os dessas crianças é na Febem."
    Acho que vou vomitar.

    Carlos Ribeiro

    03/02/2012 - 09h22

    Comentário idiota como este, nem merece resposta, galera.

    PHR

    03/02/2012 - 10h54

    Caro Augusto, quanto a questão da "invasão", veja o que diz a Constituição (disponível no site da presidência da República Federativa do Brasil).
    CAPÍTULO III
    DA POLÍTICA AGRÍCOLA E FUNDIÁRIA E DA REFORMA AGRÁRIA
    “Art. 184. Compete à União desapropriar por interesse social, para fins de reforma agrária, o imóvel rural que não esteja cumprindo sua função social, mediante prévia e justa indenização em títulos da dívida agrária, com cláusula de preservação do valor real, resgatáveis no prazo de até vinte anos, a partir do segundo ano de sua emissão, e cuja utilização será definida em lei.”
    “Art. 185. São insuscetíveis de desapropriação para fins de reforma agrária:
    I – a pequena e média propriedade rural, assim definida em lei, DESDE QUE SEU PROPRIETÁRIO NÃO POSSUA OUTRA;”
    “Art. 191. Aquele que, não sendo proprietário de imóvel rural ou urbano, possua como seu, por cinco anos ininterruptos, sem oposição, área de terra, em zona rural, não superior a cinqüenta hectares, tornando-a produtiva por seu trabalho ou de sua família, tendo nela sua moradia, adquirir-lhe-á a propriedade.”

    E da população urbana, não se fala nada? É só olhar o capítulo anterior:
    “Art. 183. Aquele que possuir como sua área urbana de até duzentos e cinqüenta metros quadrados, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, utilizando-a para sua moradia ou de sua família, adquirir-lhe-á o domínio, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural.”

    Parece que o caso de Naji Nahas é bem diferente de um cidadão de classe média que trabalha a vida inteira para comprar um imóvel, pois nesse caso sim se poderia falar em "invasão de propriedade". No caso do Pinheirinho,além de toda sujeira que está vindo à tona, se trata de um bandido (Nahas) tratado como rei no Brasil , mas que deveria estar preso!

    Marcelo Barros

    03/02/2012 - 11h01

    Prezado Augusto, em termos genéricos, concordo com você sobre o ponto "terra alheia". O que você não entendeu ainda neste caso, ou ao menos parece não querer entender, é que terra do Naji Nahas não é alheia, é de todos nós, pois o megatrambiqueiro fez fortuna no Brasil aplicando golpes desde que aqui chegou, lesando a sosiedade brisleira inisistentemente. Portanto o poder público paulista, se realmente trabalhasse pelo bem de toda a coletividade, teria declarado a área de interesse social e resolvido o problema sem causar prejuizo a ninguem (esteja certo disto; teria evitado alguns ganhos indevidos…) e sem causar nenhum sofrimento a milhares de pessoas que agora além das condições sub humanas a que estão submetidas, se tornaram o centro de um seríssimo problema para a sociedade como um todo. Uma ação desastrada em todos os sentidos das autoridades envolvidas. Este é foco do problema, e não a propriedade…

    Luquinha

    03/02/2012 - 11h07

    Augusto. Você invadiu esta terra ao nascer. Realmente, você não é deste planeta, bem como os que você acompanha e defende. Mas, com certeza será bem recebido no lugar que te esperam. Nos quinto do…

    francisco p. neto

    03/02/2012 - 11h26

    Olha Augusto
    Você é um despreparado, manipulado, para não dizer desonesto.
    O que vc entende quando diz "invadem"?
    Todas as terras que o MST "invadem" elas já foram invadidas pela granfinagem, seu néscio.
    Ainda bem que surgiu esse movimento social articulado e elogiado por organizações internacionais que o considera o único representativo com o objetivo de buscar os interesses dos seus membros e participantes.
    No país nenhum outro, muito menos os partido políticos tem essa representatividade.
    Esse seu alerta é de uma idiotice atroz.

    Wandersona Brum

    03/02/2012 - 11h40

    Ha sim com certeza trata-se de "invasão de terra alheia" afinal de contas Naji Nahas é de uma tribo ameçada de extinsão! Pena que essa elegação não valha quando os invasores são grilheiros de terra platandores de soja e sei-lá-mais-o-quê ou uma certa rede de televisão que invadiu aréa privada que depois os estado "doou" pro coitadinhos …

    Deborah

    03/02/2012 - 12h10

    O senhor conhece um documento chamado Estatuto da Cidade? Se não conhece, por favor, busque conhecer. Leia atentamente, busque esclarecimentos sobre coisas do tipo "função social da propriedade", IPTU progressivo, direito à moradia, etc. Inclusive, essa lei é de 2001, ou seja, FHC, então o senhor precisa conhecer.

    marcia

    03/02/2012 - 12h31

    augusto, querido..

    reza nossa constituição que TODOS os brasileiros (indepedente de ricos ou pobres) tem direito à moradia.

    a galera do pinheirinho nao tava la pq é legal morar naquela merda. tavam pq NAO em seu direito consttuiconal garantidos.

    pq cargas d´agua o banqueiro tem mais direito de morar que os miseraveis do pinheirinho?

    vc nao deve ter tido aulas de historia, geografia ou sociologia, na escola…

    MArcelo

    03/02/2012 - 14h32

    Augusto disse: "O crime que vocês deveriam tratar é: invasão de propriedade alheia. Está previsto no Código Penal."

    Tadinho do Agusto…
    PRIMEIRO LUGAR: NÃO EXISTE CRIME DE "INVASÃO DE TERRA ALHEIA", me diga qual o artigo do Código Penal, que eu te dou uma medalha da Opus Dei.
    Como um militante fervoroso do TPF que você deve ser (apesar de provavelmente morar em apartamento de 70 m2 e carro popular), usa os velhos argumentos da tradicional oligarquia paulista: os INVENTADOS. Parabéns! Mas que pena… não convenceu ninguém.

    Ai, que PREGUIÇA… nem se deu ao trabalho de checar o que está falando. Papagaio repetindo tucano…

    Você deveria ler a Legislação começando pela Constituição. Pŕa sua surpresa, vai ver que há dispositivos falando sobre a função social da terra, vai ler sobre Usucapião e mais um monte de coisas que consideram o que vc nem imagina… e nunca vai imaginar, não é mesmo?

    Cândida

    03/02/2012 - 17h38

    Invasão de terra alheia? E por acaso toda a terra pertencia a quem aqui no Brasil? Aos indígenas,que aqui estavam quando o Capitalismo descobriu o Brasil e implantou-se com ferocidade em nossas plagas. Entronisou assim a Santa Propriedade Privada, os sacrossantos Lucro e Acumulação Sem Limites como as Grandes Normas do sistemão.
    E aí nas dobras das bandeiras lusas,chegou a corrupção em todas as suas modalidades. E hoje cultua-se os naji nahas, os DDs e os privateiros em geral. Que valores sublimes,quantos heróis inestimáveis!

    renato

    03/02/2012 - 17h39

    A partir de quando não nos pertence…tem que ter uma data…Daí nos continuamos a falar, porque desde criança eu ando aqui no sul, e só vejo cerca de arame por todo lugar que eu vou, quem é dono de tudo isto cara de Deus….

    João-PR

    06/02/2012 - 02h13

    Uau! Consegui ser o centésimo negativador do troll augusto!!!!

    Conceição, o que ganharei com esse feito notável?

Julio

02/02/2012 - 23h52

Ué, voce acha que todos deveriam estar mortos????????que barbaridade,,,,,,

Responder

Augusto

02/02/2012 - 23h43

Foram recebidos a bala?????? Ué, mas eles não estão vivos?????????? Estranho, não???????

Tudo isso que ele está dizendo é do ponto do vista dele. Ele não tem isenção para tratar disso. Ele é defensor público, é parte no processo. Façam a mesma entrevista com o advogado da massa falida. A versão vai ser totalmente diferente.

Responder

    Fernando

    03/02/2012 - 00h00

    O unico ponto de vista certo é o seu?????????
    Qualquer pessoa que defenda ou tente explicar esta ação é um ser humano DESPREZÍVEL!!!!!!!!

    Augusto

    03/02/2012 - 00h27

    O defensor foi lá dar o seu show. Só você não vê isso.

    Gerson Carneiro

    03/02/2012 - 02h07

    E você tentando dar show aqui, mas não cola.

    Marcelo D

    03/02/2012 - 10h05

    Não vamos alimentar o troll… Esses tipos sempre aparecem. Quem le até pensa que é um grande proprietario de terras defendendo seus interesses, mas no fundo é um simples funcionario que sonha subir para um carguinho qualquer puxando os saco do chefe.

    Augusto

    03/02/2012 - 00h30

    Ademais, o que você esperava que ele fizesse em meio a fanáticos?????? Se ele dissesse alguma coisa diferente do que disse, não estranharia se algum daqueles marxistas levantasse da cadeira e abrisse fogo nele. Evidentemente, o defensor tinha ciencia do risco que corria…

    lia vinhas

    03/02/2012 - 01h15

    "Marxistas" …Aí está a palavra mágica que revela o espírito macartista, o ponto de vista de direita (vamos usar os adjetivos que ele evocou) desse senhor Augusto. É um cidadão que merece discutirmos com ele? É um exemplo do analfabeto político tão bem descrito por Bertold Brecht. Pobre para ele é um detalhe, um estorvo. Ele pertence a mesma laia daqueles riquinhos que participaram de uma pesquisa, afirmando que muito os incomoda a ascensão de classe de milhões de brasileiros, que estejam frequentando os mesmos shoppings que eles, viajando nos mesmos aviões e comprando os mesmos perfumes importados a prestações. Propriedade de bendido grilada do Estado, isso sim!

    Bonifa

    03/02/2012 - 10h41

    Eles pronunciam "marchistas", como os reaças octogenários paulistas ao tempo do Jango. "Marchismo ateu…"

    Thiago_Leal

    03/02/2012 - 02h02

    Quem abriu fogo não é marxista, seu Augusto; acorda.

    Marcio Leandro

    03/02/2012 - 07h05

    O único fanático por aqui é você com essa sua clara tendência nazi-fascista.

    Miguel

    03/02/2012 - 09h12

    voce esteve congelado em nitrogenio liquido nos ultimos 35 anos, certo?

    Abolicionista

    03/02/2012 - 10h02

    Sim, os comunistas estão prestes a tomar o poder! Urge defender a nação da ameaça vermelha! rs

    M. S. Romares

    03/02/2012 - 17h30

    É isso mesmo, Hariovaldo!!! Esses vermelhinhos são infernais e não desistem nunca. Urge chamar a 4ª frota.
    E eu nem sabia que o Rodrigo Vianna tinha o nick de Abolicionista.

    Renato Lira

    03/02/2012 - 00h16

    Você não ouviu direito?

    Ou só ouviu o que quis?

    Ele disse que foi recebido a bala, mas não foi atingido.

    E todo mundo que é recebido a bala morre, é?

    Obviamente, você deve acreditar também que bolinha de papel causa traumatismo craniano, né, Augustão?

    Shinigami

    03/02/2012 - 00h32

    E você vai acreditar no advogado da massa falida. Palminhas pra você.

    Augusto

    03/02/2012 - 00h37

    É claro que não! O que quis dizer é que nem a opinião de um nem do outro deve ser tratada como definitiva, como se fosse isenta, porque obviamente não é. Ambos têm interesse direito na causa.

    maria

    03/02/2012 - 09h58

    Te muda pra Europa cara pálida.

    Abolicionista

    03/02/2012 - 10h00

    E você também, pelo visto.

    Bonifa

    03/02/2012 - 10h38

    Sabe o que são coquinhos, Augusto? Pois vá catá-los.

    Rodrigo Falcon

    03/02/2012 - 01h02

    Desculpem a loucura humana…
    SIEG HEIL!
    SIEG HEIL!
    SIEG HEIL!
    Não há o que escrever…

    Polengo

    03/02/2012 - 02h24

    Pois é, estupra mas não mata.
    Acorda pra vida!

    Jairo_Beraldo

    03/02/2012 - 10h32

    Sim, quem isenção para falar sobre tal são o PIG, os tucanos e os anacéfalos veste fardas anarfas de papai e mamãe.

Deixe uma resposta