VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Você escreve

Ministro do Esporte: “Um bandido me acusa e sou eu que preciso me explicar”


15/10/2011 - 21h15

por Altamiro Borges, no seu blog

A revista Veja desembestou de vez. A cada semana ela aciona um de seus jagunços midiáticos para destruir reputações e produzir “reporcagens” com calúnias e difamações, sem qualquer consistência jornalística e sem ouvir as vítimas das agressões. A revista dá tiros para todos os lados, pouco se importando com sua credibilidade em declínio ou com a abertura de processos judiciais.

No mês passado, a Veja usou um repórter para tentar invadir o apartamento do ex-ministro José Dirceu num hotel em Brasília. A ação criminosa, que lembra as escutas ilegais e os subornos do império Murdoch, foi desmascarada e está na Justiça. Na semana seguinte, ela deu capa para um remédio, num típico “jabá jornalístico”, e foi criticada pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ataques ao PCdoB e a Lula

Na edição desta semana, a revista resolveu investir contra o ministro dos Esportes, Orlando Silva (PCdoB). Para isso, abriu espaço em suas páginas ao policial militar João Dias Ferreira, preso em 2010 por corrupção. Na “reporcagem”, ele afirma que o ministro participaria de um esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que atende mais um milhão de crianças carentes no Brasil.

Ainda segundo a “reporcagem”, que não apresenta qualquer prova concreta e se baseia inteiramente nas declarações do policial, os recursos do programa seriam repassados para ONGs, depois destas pagarem uma taxa de até 20% sobre o valor dos convênios. O dinheiro seria utilizado como caixa-2 do PCdoB e, também, serviu “para financiar a campanha presidencial de Lula em 2006”.

João Dias, um policial sinistro

A revista também “ouviu” Célio Soares, que é funcionário do ex-policial e atual empresário João Dias Ferreira. No ápice da matéria caluniosa, ele afirma que “eu recolhi o dinheiro com representantes de quatro entidades do Distrito Federal que recebiam verba do Segundo Tempo e entreguei ao ministro, dentro da garagem, numa caixa de papelão. Eram maços de notas de 50 e 100 reais”.

Os dois caluniadores deveriam se explicar na Justiça pelas graves acusações. Já a revista deveria ser processada por dar espaço a indivíduos suspeitos. Como lembra o jornalista Murilo Ramos, da insuspeita revista Época, “o soldado da Polícia Militar do Distrito Federal João Dias Ferreira é um personagem recorrente de denúncias envolvendo o Ministério do Esporte. João Dias presidiu duas entidades acusadas de desviar cerca de R$ 2 milhões do programa Segundo Tempo do Ministério”.

Época contesta a Veja

Em maio de 2010, a revista Época publicou reportagem sobre o relatório final da Operação Shaolin, da Polícia Civil de Brasília, que investigou desvios em convênios com as associações de João Dias. “De acordo com a apuração da polícia, empresas de fachada cobravam 17% do valor das notas para emitir os papéis frios, sacar os recursos depositados pelas associações em suas contas e devolver o dinheiro para as ONGs de João Dias: a Federação Brasiliense de Kung Fu (Febrak) e a Associação João Dias de Kung Fu”.

“As associações foram contratadas para desenvolver atividade esportiva com alunos da rede pública de ensino. Os investigadores afirmam que Dias desviou recursos para compra de uma casa avaliada em R$ 850 mil, para construir duas academias de ginástica e para financiar sua campanha para deputado distrital em 2006”, informa Murilo Ramos. Apesar desta ficha policial, a Veja legitimou suas acusações contra o ministro dos Esportes. Coisa típica do jornalismo mafioso, murdochiano!

“Invenções e calúnias” serão rebatidas

De Guadalajara, México, onde participou da abertura dos Jogos Pan-Americanos, o ministro refutou as “invenções e calúnias” da Veja e já anunciou que processará os dois caluniadores. Em conversa por telefone, Orlando Silva também disse que analisará a abertura de processo contra a revista. Ele se mostrou indignado com a postura da Veja, mas adiantou que não vai se intimidar.

Numa entrevista coletiva hoje (15) pela manhã, Orlando Silva foi enfático: “De pronto, quero repudiar as mentiras que foram publicadas. Causou surpresa o conjunto de invenções e calúnias. Tomarei as medidas judiciais e moverei ação penal. Solicitei ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que fosse aberto inquérito criminal para que fossem apurados os fatos citados”.

“Tomarei as medidas judiciais”

“O único momento em que encontrei um dos caluniadores [João Dias] foi numa audiência em 2004, se não me engano, a pedido do então ministro Agnelo Queiroz. A segunda pessoa [Célio Soares], eu não faço idéia de quem seja. São acusações gravíssimas, tomarei medidas judiciais e solicitarei que a Polícia Federal apure as denúncias. Não temo nada do que foi publicado na revista”.

Para o ministro, a “reporcagem” da Veja tem motivação política. Há muitos interesses econômicos em jogo nas disputas da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil. Ele ainda levantou a possibilidade de que se trate de uma retaliação ao aumento do rigor na adesão de empresas ao programa Segundo Tempo, que libera dinheiro para crianças carentes.

“Um bandido me acusa e eu preciso explicar”

“Esse ano, os parceiros passaram a ser escolhidos por seleção pública. Também passamos a não realizar convênios com entidades privadas, pois as públicas garantem melhor sistema de controle. No ano passado foi instaurada a Tomada de Contas Especial e o processo enviado ao TCU para que a empresa relacionada a um dos acusadores devolva o investimento de cerca de R$ 3 milhões”.

Por último, o ministro anunciou: “Me coloco à disposição de ir ao Congresso já nesta semana e coloco meu sigilo fiscal e bancário à disposição dos órgãos de controle. Estou indignado, porque um bandido me acusa e sou eu que preciso me explicar. Agora, o sentimento é de defesa da honra. Existem pessoas na política que não se incomodam com acusações, mas felizmente eu tenho sensibilidade”.

Tucanos ou urubus?

Como em outros casos, a revista Veja serve para pautar a oposição demotucana. Desesperada com a perda de parlamentares, as intermináveis brigas internas e a total ausência de projeto, as lideranças do PSDB e DEM já utilizam os ataques levianos da revista para desencadear uma nova onda moralista. Eles demonstram falta de escrúpulos e total falta de responsabilidade.

Hoje mesmo, o líder do PSDB na Câmara Federal, deputado Duarte Nogueira (SP), defendeu o imediato afastamento do ministro Orlando Silva. “Há fortes indícios de que, para participarem do Segundo Tempo, ONGs eram escolhidas a dedo, ligadas ao PCdoB, e pagariam propina pelo convênio. Isso é muito sério, um esquema criminoso. É dinheiro público indo pelo ralo”, esbravejou.

Cínico e mau-caráter

Ele também exigiu que o ex-ministro e atual governador do DF, Agnelo Queiroz, seja investigado. Já que está tão preocupado com a corrupção, o líder do PSDB podia aconselhar o governador Geraldo Alckmin a autorizar a criação da CPI na Assembléia Legislativa para averiguar o esquema de suborno nas emendas parlamentares em São Paulo. A bravata de Duarte Nogueira mostra bem o cinismo e o mau-caratismo dos tucanos.

Leia também:

Paulo Teixeira: Voto distrital deforma a vontade popular

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


108 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Visão do povo

18 de outubro de 2011 às 01h13

O problema dessa eterna acusação contra a mídia, a Veja ou sei lá quem mais que evidencie o governo do PT em situações negativas é que as pessoas não dão ouvidos a elas. A lógica para a maioria do povo é simples : Se essa mídia/imprensa é bandida,golpista, mentirosa, etc. por que não existe um político ou partido sequer que reproduza esse comportamento (de quem denuncia a midia)? Desde que a própria Dilma não recusou convites da FSP todo esse discurso contra a mídia perdeu o sentido. É uma situação até bizarra. O governo tem um discurso diferente dos que denunciam a imprensa. O PIG só existe no "underground". Nas altas esferas de governo nem se fala no assunto. Vivem a esperar desde 2002 denúncias e mais denúncias. No entendimento da imensa maioria do povo, se a imprensa vivesse de caluniar o governo já teria sido levada à falência de tanta indenização a pagar. O fato é que não é assim. O governo não é santo. Erra, faz merdas, há desvios, desperdícios e até roubos que não se justificam por mais que mostrem números a favor. Fica a percepção que reclamar da imprensa e de seus interesses é inútil a partir do momento que o governo não toma as rédeas da coisa. Para a maioria a imprensa não é pior ou melhor que o governo. É apenas necessária como o governo. O máximo que os simpatizantes/apoiadores do PT podem dizer é "Que pena. Um governo tão bom, que ajudou tanto os mais pobres mas tão negligente com o dinheiro público, com a corrupção".

E parte do povo sabe que o governo tem lá suas mazelas mas aceita de bom grado pelo retorno que lhes é dado. Não sgnifica de modo algum que acham o governo inocente de todas as acusações.

Já os que não simpatizam com o PT, querem que digam o quê?

Há uma situação equilibrada : De um lado o governo que tem realizações como crédito apesar das lambanças e do outro a imprensa que apesar de ter seus interesses denuncia as lambanças.

Pra mim é nessa simplicidade que a coisa funciona. E não vai mudar.

Se os simpatizantes/apoiadores/militantes petistas querem diferente teriam que desequilibrar isso aí.

O problema , como sabemos, é que é impossível porque o governo não vai tomar providências eficazes (Se é que elas existem nesse sistema político podre) a fim de que seja visto pela maioria como inocente.

Até lá vão ter que engolir a " imprensa golpista".

Responder

Pedro

17 de outubro de 2011 às 10h42

Digite o texto aqui![youtube ywvhaTxhnkE http://www.youtube.com/watch?v=ywvhaTxhnkE youtube]

É Orlando, os brasileiros exigem explicações.

Responder

Rafael

17 de outubro de 2011 às 10h37

Para mim começa a ficar claro o porquê das denúncias, interesse da globo. Ficou claro após a reportagem do Fantástico. Veja publica no sábado e fantástico no domingo, senhores isso não é coincidência, é combinação. A globo term interesse em tirar Orlando Silva do ministério do esporte principalmente por causa da Copa.

Responder

Rafael

17 de outubro de 2011 às 09h06

Qual seria o interesse de que a globo e abril terem na queda do ministro Orlando Silva?

Responder

Rafael

17 de outubro de 2011 às 09h05

Para mim tem caroço nesse angu, veja faz reportagem e no domingo fantásco faz também a mesma reportagens somente baseado em especulações. Tudo combinado ou vou ter que acreditar que é coincidência?
Óbvio que o que a globo faz é tentar dar respaldo à reportagem da veja. Vamos quanto tempo dura essa combinação.

Responder

Rodrigo Leme

17 de outubro de 2011 às 08h50

Agora que o PT vai empurrar a ley de medios. Não dá nem pra desviar verba em paz, sô.

Responder

Rodrigo Leme

17 de outubro de 2011 às 08h48

Juca Kfouri, cirúrgico:
http://blogdojuca.uol.com.br/2011/10/como-acredit

"1. Orlando Silva Jr. é o mesmo que comprou tapioca com cartão de crédito corporativo do governo federal;

2. Orlando Silva Jr. é o mesmo que prometeu Jogos Pan-Americanos transparentes e ecônomicos e que depois tirou o corpo fora dos gastos dez vezes maiores e nebulosos;

3. Orlando Silva Jr. é o mesmo que se comprometeu a participar de um debate organizado pela revista norte-americana “Newsweek” e fugiu 12 horas antes, alegando ter sido chamado por Lula em Brasília, embora tenha permanecido no Rio de Janeiro no dia do debate;

4. Orlando Silva Jr. é o mesmo que diz que as denúncias contra o presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo no Brasil não são da alçada do governo federal;

5. Orlando Silva Jr. é o mesmo que em recente entrevista garantiu que o governo brasileiro não permitiria maldades da Fifa no credenciamento de jornalistas para a Copa do Mundo de 2014 e, menos de um mês depois, voltou de reunião com a entidade anunciando que o credenciamento ficaria exclusivamente por conta dela.

Em resumo: o que Orlando Silva Jr. diz não se escreve."

Responder

Julio Silveira

17 de outubro de 2011 às 08h22

Com certeza diferente do que muita gente pensa, eu acho que um Ministro sempre tem o dever de se explicar, na menor insinuação que lhe seja lançada, esse deve ser o papel de um homem publico que carrega a responsabilidade de responder pelas ações do País, em sua respectiva pasta. Acho que ser Ministro de um País, e do povo, é mais que se-lo de si mesmo, ele tem a obrigação da transparência. E assim fazendo elimina no nascedouro qualquer tentativa de transformá-lo, perante a opinião publica, em mau feitor. Por outro lado acredito também que ao se constatar haver dolo na intenção do denunciante esse deve ser levado aos tribunais para que pague na exata medida do maléficio que causa tanto a pessoa das vitimas diretas quanto as indiretas que são os cidadãos e o País. Como ja citei, ministros não os são de si mesmos, são titulos que reprentam o poder democratico e acusações contra eles devem ser no minimo responsaveis.

Responder

_spin

17 de outubro de 2011 às 06h06

No Brasil a democracia é comprometida pela DITAPUM(Ditadura do Pensamento Único) onde reina o pool das empresas de comunicação, que funcionam numa espécie de cartel, de monopólio da informação, por aqui Murdoch nem teria sido notado, o Brasil é o paraíso de Murdoch, basta ver a matilha latindo uníssona contra o ministro Orlando Silva, tudo baseado na palavra de um bandido. De forma que no Brasil um movimento como o Ocupar Wall Street tem que incluir na pauta a democratização dos meios de comunicação.

Responder

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 00h52

    O PIG-Casa-Grande-Brasil-Senzala parece mesmo ser a referência do PUn Global. Os de fora só não aprenderam ainda aquele espichar de sombracelhas tão comuns nos nossos PIG televisivos.

abrantes

16 de outubro de 2011 às 23h46

Como os jornalões não tinham mais como ficar postergando e escondendo as denúncias sobre o camelódromo que se transformou a assembléia legislativa de SÃO PAULO ,onde se vende emendas parlamentares para prefeituras , a óia arrumou uma denúncia no governo federal para desviar a atenção do assunto.
Para variar o GERARDO ficou indignado e disse que o parlamentar que fez as denúncias deve apresentar alguma prova concreta ( VEJA BEM ,UMA PROVA CONCRETA) para que se possa iniciar as investigações

Responder

Lu Witovisk

16 de outubro de 2011 às 22h33

Ajudem a divulgar!! essa semana, aqui no Rio, a faxina da GLOBO!!! Quarta feira a tarde!! http://www.vermelho.org.br/rj/noticia.php?id_noti

Responder

Rafael Gomes

16 de outubro de 2011 às 21h54

Só tem o apoio da Veja e seus comparsas quem segue o receituário do desmonte do governo Lula. Vide a ministra da Cultura. Queridíssima dos meios de comunicação. Depois de ter reduzido a menos da metade os recursos da cultura, extinguido o cultura viva, combatido o creative comuns, ela se tornou a ministra mais querida. Nas entrevistas, nada diz sobre a cultura no Brasil e sim da sua infância sapiente na companhia dos grandes compositores da época. Para saber se o esporte no Brasil, assim como a cultura avançaram basta acompanhar o desempenho do Brasil nos últimos jogos mundiais. O Brasil está prestes a se tornar potência olímpica. O programa segundo tempo, se tem problema na execução, tem como todo programa que alcança mais de 1milhão de jovens. A sociedade tem que tomar parte disso para solucionar, corrigir e aprimora-lo mas, não fazer uso político que beneficia apenas quem hoje joga contra contra o Brasil. A Veja quer ver o Brasil sem copa, com miséria, sem olimpíadas e com inflação, porque nada disso a atinge. Seus contratos públicos, sem licitação já estão firmados. Sua mega-tiragem semanal está garantida. Mesmo que a inflação se abata sobre o salário dos professores, esses professores a lerão, porque o governo de são paulo compra e distribrui a todas as escolas, financia esse grupo, que com o dinheiro que também é público, embora eles neguem e digam que público é apenas o que paga o salário do ministro, pagam seus colunistas detratores do governo que eles escolheram ser contra. Quer corrupção maior que essa?

Responder

EUNAOSABIA

16 de outubro de 2011 às 21h50

Sai daí logo Tapioca.

Responder

Rafael Gomes

16 de outubro de 2011 às 21h26

Acho que o Orlando anda atrapalhando os negócios da Veja sobre a Copa do Mundo. O ministério da saúde que não se cuide. Acabou de advertir sobre o uso do remédio "milagroso" que a Veja lançou às vendas na sua capa. Resposta da Veja: "Escândalo! ex militante do pt diz que ministro da saúde faz e refaz processo de acordo com sua conveniência." A direita vai invadir as bancas, os líderes do DEM e PSDB vão no ministério público e a Veja vai continuar impune pelo anti-jornalismo.

Responder

Adriano

16 de outubro de 2011 às 20h55

Eu acho que a situação é bem pior do que parece. Aqui onde eu moro, Distrito Federal, a imagem do Governo Federal está cada vez mais manchada, graças ao denuncismo seletivo e mentirosa da Veja e da Globo. Como o governador do DF é o Agnelo do PT a Globo Brasília está transformando estas acusações num verdadeiro escândalo já tem gente (vitimas do PIG) querendo a cabeça de Agnelo e o comparando ao Arruda. Se não for tomada uma atitude a Veja e seus comparsas conseguirão o GOLPE. Acho que o Ministro Orlando deve ser demitido imediatamente pela presidenta Dilma, pois ele aparentemente não é tão inocente assim e investigado pela PF até chegarem a conclusão de que a VEJA é uma grande corrupta temos que descarar a VEJA sem a necessidade de uma lei de medios, pois pode não parecer mas ela e sua aliada a Globo são muito poderosas. Veja nas ruas diariamente pessoas diretamente benefiadas pelo Governo Federal como bolsistas Prouni que já estão se deixando levar pelo denuncismo.

Responder

Gerson Carneiro

16 de outubro de 2011 às 20h16

[youtube yGlDT9Uq_uU http://www.youtube.com/watch?v=yGlDT9Uq_uU youtube]

Responder

Jason_Kay

16 de outubro de 2011 às 19h49

"PM que acusou ministro do Esporte o chama de "bandido" em blog"

Atualizado às 17h08.

O soldado da Polícia Militar do Distrito Federal que acusou o ministro dos Esportes, Orlando Silva, de participar de desvios de recursos do ministério, chamou-o neste domingo (16) de "bandido", em mensagem postada em seu blog na internet.

João Dias Ferreira disse que tem como provar as acusações que fez à revista "Veja".

"O que falei pra revista está devidamente gravado e será apresentado às autoridades competentes."

Numa mensagem dirigida ao ministro, Ferreira afirmou: "Você está equivocado, eu não sou bandido, bandido é você e sua quadrilha que faz e refaz qualquer processo do ministério de acordo com sua conveniência e você sabe muito bem disso!"

O soldado da PM, que em 2006 foi candidato derrotado a deputado distrital pelo PC do B em Brasília, também fez uma ameaça à direção nacional do partido, que ontem soltou uma nota em apoio ao ministro.

"Sugestão: era bom o PC do B nacional ficar calado antes de sair em defesa do Orlando sumariamente."

Em entrevista publicada ontem pela "Veja", o soldado Ferreira afirma que Orlando Silva tinha participação direta num esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que distribui recursos a ONGs para projetos de incentivo à prática de esportes por jovens.

Daniel Marenco/Folhapress

Ministro disse no sábado, no México, que denúncias são "farsa"
Ferreira citou como suposta testemunha das irregularidades um funcionário de sua rede de academias de ginástica, Célio Soares Pereira. Ele afirmou à "Veja" ter entregue dinheiro ao próprio ministro na garagem do ministério, em Brasília, no final de 2008.

Localizado ontem pela Folha, Pereira confirmou o teor das suas declarações à revista, mas preferiu não conceder entrevista.

Procurado desde ontem à tarde pela reportagem, Ferreira não foi localizado.

Ferreira foi preso em 2010 pela Polícia Civil do DF sob suspeita de envolvimento no desvio de recursos do mesmo programa. Segundo nota divulgada ontem pelo ministro para se defender do conteúdo da reportagem da "Veja", atualmente o ministério "exige a devolução de R$ 3,16 milhões, atualizados para os valores de hoje".

Ferreira presidia uma entidade de kung fu que recebeu recursos do ministério nas gestões de Agnelo Queiroz, hoje governador do DF, e Orlando Silva.

Na manhã deste domingo, Ferreira também afirmou em seu blog ter sido procurado na última sexta-feira, um dia antes da publicação da reportagem em "Veja", pelo secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do ministério, Ricardo Leyser Gonçalves.

"E se tu [Orlando] não deves nada, porque [sic] mandou seu secretário nacional Ricardo Leiser [Leyser] tentar me localizar na sexta-feira, quando soube da matéria, o que ele queria comigo? Fazer mais um daqueles acordos não cumpridos?"

Leyser rebateu a denúncia de Ferreira e afirmou à Folha, por telefone, que viajou na quarta-feira para Guadalajara, no México, onde ocorrem os Jogos Pan-Americanos. "Em primeiro lugar que eu não estava lá [em Brasília], então não poderia ter ido procurá-lo. E depois que eu nem sei quem ele é, não sei como achá-lo, nunca tive contato com ele", disse.

Leyser também disse que nunca atuou em nenhum contrato ligado às entidade de Ferreira. "Alguma coisa está errada. Assim como em relação às denúncias, ele não tem nenhuma prova que eu o procurei. Se ele diz a verdade, então poderia mostrar os registros que recebeu uma ligação internacional".

Ferreira não explicou, em seu blog, como teria sido a suposta tentativa de localizá-lo, se por telefone ou pessoalmente.

Numa outra mensagem postada neste domingo no blog, Ferreira insinuou que novas denúncias poderão vir a público. "Não sei por que tanta gente aflita, desesperada, 'as coisas' nem começaram ainda!", escreveu o soldado.
http://www1.folha.uol.com.br/poder/991540-pm-que-

Responder

    Gerson Carneiro

    16 de outubro de 2011 às 20h59

    Fernandinho Beira Mar, ao ser preso no Paraguai, disse que era agricultor.

    Fico com a palavra do ministro. Baiano arretado não afina a voz pra Veja.

    Jason_Kay

    16 de outubro de 2011 às 22h20

    Por que o ministro pediu para falar com o ex-aliado antes da reportagem ir para as bancas?

    Gerson Carneiro

    16 de outubro de 2011 às 23h44

    Qual a garantia que você tem de que "o ministro pediu para falar com o ex-aliado antes da reportagem ir para as bancas"? A palavra de quem está tentando dar calote no Ministério dos Esportes?

Roberto

16 de outubro de 2011 às 19h00

O Ministro deveria destroçar a Veja de vez. Bastaria ele dizer : Isso é apenas mais uma mentira dessa revista ridícula, que só sabe mentir e inventar. "No dia que eles resolverem fazerem uma denúncia verdadeira,ninguém vai acreditar como na história do menino e o lobo,já que a credibilidade da revista é zero. Nem vou perder meu tempo explicando pra eles que a minha pele é negra,quando insistem em afirmar que é branca."
É assim que se responde à idiotas midiáticos,deixando eles mais enraivecidos,ao invés de ficar explicando e se contrapondo à reportagem asneirol.

Responder

Pedro

16 de outubro de 2011 às 17h24

Expliqe-se Ministro, quem não deve não teme.

Responder

    Pedro1

    16 de outubro de 2011 às 22h48

    Mas ele explicou a situação. Disse que era mais um detrito proveniente da óia e disse que vai processar a 'revista" (panfleto?).

Jason_Kay

16 de outubro de 2011 às 16h41

"PM chama Orlando Silva de “bandido” em blog e diz que ministro tentou falar com ele antes da publicação da reportagem de VEJA"

Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Responder

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 19h39

    Onde está a prova?
    Por que no Brasil qualquer um acusa SEM PROVAS e o acusado é que tem que dar explicação?
    Você acha isso correto Jason?

    Anônimo do Prado

    16 de outubro de 2011 às 21h55

    Jason_ não acha, mas ele tem certeza. Afinal, o Uncle King falou, então está corretíssimo!

    Jason_Kay

    16 de outubro de 2011 às 22h18

    O cara que ACUSOU (que era de dentro do PCdo B) diz que pode provar.

    Se não tiver prova, que vá pra cadeia, mas se tiver, que o ministro vá para atrás das grades!

    Você concorda?

Rafael

16 de outubro de 2011 às 15h21

Vale lembrar que o ministério do esporte acionou o TCU nates da "denúncia" da veja cobrando a devolução de 3,1 milhões de reais de um convênio do policial que deu entrevista. Estranho esse fato por que será que a veja não levou em consideração?

Responder

Paulo

16 de outubro de 2011 às 14h32

Usar do poder, sim poder, para deturpar a informacao nao tem nada a ver com liberdade de expressao, tao importante para a democracia . Espero estar errado, mas creio que, tanto Dilma quanto Lula, podem estar ajudando a manter a peconha que, cedo ou tarde, ira novamente entregar o Brasil.
Uma lei para a midia eh essencial para manter a soberania e 30 anos cumpridos de cadeia, alem da perda de patrimonio, seria o minimo para essa corja de traidores.

Responder

buddy

16 de outubro de 2011 às 13h59

a veja preocupada com a comida das crianças e o psdb com a corrupção? chorei largado…kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

oalfinete

16 de outubro de 2011 às 13h52

Meu comentário vai em outra direção. É sobre o texto e, mais especificamente, sobre a primeira frase: "A revista Veja desembestou de vez".

Não, ela não desembestou de vez. Suas acusações vão para a grande mídia que, infelizmente, atinge aos seus objetivos. Ela nunca (nunca!) foi diferente.

CBN, GloboNews, Band, Folha… nestas horas são uníssonos. Quem diz o contrário, como este blog, é ouvido por muito poucos. Uma lástima.

Não nos enganemos. A Veja está cumprindo seu sujo e rotineiro papel, e faz de forma eficaz.

Cabe a nós, formiguinhas, dizer o contrário

Responder

Justo Patriota

16 de outubro de 2011 às 13h44

Se auditar com seriedade, não fica ninguém. E isso serve para o país todo!

Responder

Klaus

16 de outubro de 2011 às 13h02

Alguém poderia me explicar como a Ley do Medios poderia acabar com as denúncias de corrupção? Obrigado.

Responder

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 15h04

    Acho Klaus que nem deve acabar com denúncias de corrupção. Deve é banir destruição de reputação. Não pode um meio de comunicação fazer reportagens entrevistando um condenado por corrupção, não pode denúncias com intenção política, não pode fazer papel de partido político. O que querem dizer com acabar com denúncias é acabar com denúncias falsas que virou prática da veja. Você se lembra do Rubnei Quicoli? Exatamente o mesmo fato está acontecendo agora. Usaram esse cidadão para uma denúncia tempo depois o próprio pediu desculpas e disse que tudo era mentira, era tudo armado.
    Eu pelo menos não quero conviver com uma mídia desse perfil.

    Klaus

    16 de outubro de 2011 às 18h39

    E o Paulo Preto?

    Rafael

    17 de outubro de 2011 às 08h36

    Paulo Preto foi abafado o máximo que puderam e não saiu em reportagem da veja que nem aconteceu com o policial que acusa o ministro do esporte.

    Panambi

    16 de outubro de 2011 às 15h58

    Apesar da certeza de que você não quer porcaria nenhuma, apenas uma: direto de resposta. E não me venha com a palhaçada de que o Juduciário é o caminho…

    Fran

    16 de outubro de 2011 às 17h05

    A ley de medios não pode acabar com as denuncias de corrupção,mas certamente acabará com o deuncismo sem provas,só base da conversa.Pode denunciar mas tem provas?gravações,filmagens?Só na base do disse-me – disse não dá!

    Gerson Carneiro

    16 de outubro de 2011 às 19h41

    Aí é que está: você se confunde sobre a necessidade da Ley de Medios. A Ley de Medios não é para acabar com denúncias de corrupção.

    Agora, que jornalismo é esse da Veja que ouve apenas um lado (no caso uma pessoa que está sendo processada a devolver dinheiro para o Ministério dos Esportes e tem todo interesse em macular a imagem do ministro Orando Silva)?

    Você pode explicar que "jornalismo" é esse?

    Jason_Kay

    17 de outubro de 2011 às 00h54

    "Agora, que jornalismo é esse da Veja que ouve apenas um lado (no caso uma pessoa que está sendo processada a devolver dinheiro para o Ministério dos Esportes e tem todo interesse em macular a imagem do ministro Orando Silva)?"

    Você já se perguntou se a revista ouviu um lado só?

    "Apesar de sua assessoria ter sido procurada na quinta-feira por VEJA, só após o fechamento da revista, na noite de sexta-feira, é que Orlando Silva fez contato com a reportagem."

    E agora?

    Gerson Carneiro

    17 de outubro de 2011 às 08h20

    O histórico da Veja mostra reiterados casos em que o entrevistado responde uma coisa e Veja publica outra, ou nem publica.

    A revista Veja é pilantra. Isso é fato. Acabou de cometer crime mês passado.

    Desafio a Veja publicar reportagem de capa sobre o feirão de emendas da ALESP. Por que não publica? Porque o PSDB molha a mão da Veja. Isso é corrupção.

    Klaus

    17 de outubro de 2011 às 09h41

    Se não é para acbar com as denúncias, porque esta história de Ley do Medios sempre aparece quando há denúncias de corrupção no governo?

    Gerson Carneiro

    17 de outubro de 2011 às 18h47

    Pelo contrário Klaus, não há denúncias na imprensa, com reportagem de capa na revista Veja por exemplo, sobre corrupção no Governo do Estado de São Paulo. Queremos que tenha.

    Cadê as denúncias na imprensa sobre o feirão de emendas da ALESP?

    Mas você não explicou a espécie de "jornalismo" da revista Veja.

    Roger

    16 de outubro de 2011 às 19h41

    Acho que o que todos querem aqui é mais, mais e mais prisões de corruptos, doa a quem doer, contudo sem espetacularização. Isso sim seria interessante.
    Denúncia, grita, tudo isso sem provas é espetacularização desnecessária. Serve somente aos jornais, revistas e redes de TV, para aumentar a audiencia e a circulação. Isso não interessa.
    Além disso, as leis tem que ser alteradas para ajudar a PF e a justiça a fazer esses corruptos efetivamente serem presos e cumprirem suas penas, amargando sua morte no fundo das celas. É frustrante para a PF ver operações bem feitas, bem estruturadas, irem ralo abaixo por causa de um habeas corpus ou artificios similares.

    Iva

    16 de outubro de 2011 às 20h10

    Então essa é a manobra? Soltar um monte de denúncias vazias ou suspeitas para depois alardear que a "Ley de Medios" tem o objetivo de calar as denúncias de corrupção? Muito fraca. Não vai passar.

Jason_Kay

16 de outubro de 2011 às 12h40

"Em conversa telefônica com o ministro Orlando Silva (Esportes), Dilma Rousseff pediu-lhe que providenciasse explicações públicas sobre a denúncia feita contra ele."

EXPLIQUE-SE!

EXPLIQUE-SE!

EXPLIQUE-SE!

Responder

    Carlos

    16 de outubro de 2011 às 15h03

    Pelo que vi e ouvi do Ministro, foi muito bem explicado.

    Panambi

    16 de outubro de 2011 às 15h56

    Ele deve ter lido teu ultimato e está sem dormir desde então…que dó…que dó…que dó…que dó…que dó…

    Jason_Kay

    16 de outubro de 2011 às 16h39

    Meu ultimato não, da DILMA.

    Ou você não sabe ler?

    Panambi

    17 de outubro de 2011 às 11h17

    As besteiras que você fala, não sei não…

Luiz Fortaleza

16 de outubro de 2011 às 12h30

O povo reacionário de esquerda do PSOL e PSTU acha que a esquerda do PT tem uma gigantesca margem de manobra política dentro do Estado capitalista pra fazer socialismo… como se socialismo se fizesse por decreto ou tomando o Estado burguês e ponto. E é coisa de socialista utópicos da época dos franceses Proudhon e Saint-Simon que tanto Marx e Engels criticavam… é o retorno ao pré-marxismo. Só quem não conhece o circuito reacionário político da nossa sociedade brasileira faz esse tipo de bravata pseudo-revolucionária. O socialismo se tiver que nascer, começará nos países capitalistas desenvolvidos mesmo pq é um ato súbito ao mesmo tempo em todos os cantos do mundo.

Responder

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 15h05

    Tanto que Marx dizia que o socialismo é evolução do capitalismo.

    Alfinete

    16 de outubro de 2011 às 22h52

    Marx nunca escreu algo nem parecido.

    Luiz Fortaleza

    17 de outubro de 2011 às 01h21

    É a compreensão do marxismo vulgar sobre a estrutura do pensamento de Marx… este tipo de darwinismo socialista é da 2ª Internacional de Kautsky e Bernstein… O homem é também um ser ativo na história e pode intervir nela para acelerar esse processo, pq o socialismo é uma possibilidade e não uma inevitabilidade histórica, senão caímos no determinismo ou mecanicismo histórico. Daí Marx superar o objetivismo grego-medieval e o subjetivismo moderno, ou seja, que há uma ordem natural nas coisas que são imutáveis ou que a razão do sujeito humano por si só pode mudar a realidade. Marx inaugura um novo modo de pensar que é superar a unilateralidade disso: subjetividade e objetividade com o conceito de totalidade, de práxis… será que alguém vai entender?

    Paulo

    16 de outubro de 2011 às 15h36

    Mussolini tambem dizia que era de esquerda. Muita gente de boa fé acreditou nele. Esse Chico Alenciar é um picareta. Estava no aeroporto Santos Dumont, sala de embarque, quando esse chiquinho comemorou as dificuldades de Lula ante as denúncias do bob jefersson. Essa figura ainda era do PT e comemorava com ninguém menos que Ronaldo Caidao.! Esquerda???????????????????? Desminta, Chico.

    Luiz Fortaleza

    16 de outubro de 2011 às 17h07

    Eis o grande equívoco dos bolcheviques, achando que poderiam fazer socialismo num país atrasado industrialmente e por causa disso penalizou seu povo a trabalhos forçados para construir a sua indústria pesada, ou seja, atuou igual ao modernismo do capitalismo ocidental, explorando força de trabalho humana, talvez, muito pior que no Ocidente capitalista. A China foi esperta antes de 1989, pois em 1976 começou a desenvolver um socialismo de mercado e hoje é o país de capitalismo estatal "comunista" que parece ditar as regras pro mundo… CONTRADIÇÃO HISTÓRICA.

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 00h54

    [É isso. Simples assim, meu caro! Perfeito.

Regina Braga

16 de outubro de 2011 às 12h20

Para o pig,todo o mundo, do Governo Dilma é culpado…até que se prove o contrário.Na minha cidade,se fazia panfletos de calúnias, contra alguns candidatos…depois o pessoal enricou e fez revista…O psdb-dem funciona com base na difamação,o bico é muito afiado,mas é só…proposta nenhuma,execução nenhuma,criatividade nenhuma,inovação nenhuma…Quando se deparam com quem faz,ficam assustados.Na época deles,o Brasil tirava o sapato,levava pitu do Clinton,vivia de joelhos pro FMI…Agora,produzimos fatos,cresce a economia,sai da miséria o povo,fazemos o trem bala,apuramos a corrupção até da CBF,vamos ter a copa…È inveja ou não? Incompetentes só fazem reuniões,debatem…debatem e tudo continua igual.

Responder

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 01h06

    Sim, porém são eles os que gozam de confiança absoluta dentro do esquema/interesses representados pelo PIG.
    Em esquema/interesses representados pelo PIG, leia-se: Brasil = povo na senzala.

Robinson Dias

16 de outubro de 2011 às 12h19

Não confio muito nesse ministro não, entendo que ele é uma peça imposta ali dentro no ministério, Mas como nunca confio na (IN)VEJA (o que?) ainda espero o desenrolar do novelo…………… algo deve ter ai

Responder

Pedro Cruz

16 de outubro de 2011 às 11h59

Alguem pode me informar sôbre pesadas acusações que são feitas ao programa segundo tempo , desde 2005, pelo Blog José Cruz?? São sérias?? Correspondem??

Responder

Cleverton Silva

16 de outubro de 2011 às 11h25

A Veja quer transformar esse joão dias, um comprovado surrupiador de recursos públicos (corrupto perfeito para os neo"cansei" protestarem contra), num novo roberto jefferson. Só no pig mesmo pra bandido lançar acusações e não provar nada. Eita desespero dessa direita burra! Essa tentativa do pig de desviar o foco para livrar o Ric Teixeira (the bribeman) é ridícula!

Responder

Paulo Geroldo

16 de outubro de 2011 às 11h04

Postei esse comentário no blog do Altamiro Borges e vou repeti-lo aqui neste espaço:

Há inúmeras irregularidades neste programa Segundo Tempo. Não sei se a culpa é do ministro Orlando Silva, mas não confio nele. Tampouco confio no jornalismo de esgoto da Veja. Mas não sejamos hipócritas. A TV mostrou terrenos completamente vazios onde seriam construídos campos de futebol. Gastou-se milhões de reais em um projeto em que absolutamente nada saiu do papel e o dinheiro simplesmente sumiu. É necessário ir atrás desse dinheiro, de quem o pagou e de quem recebeu. Esse dinheiro deve voltar aos cofres públicos e os responsáveis devem ir para a cadeia. E se o ministro tem culpa no cartório, que seja sumariamente defenestrado.

Responder

    Gilson Raslan

    16 de outubro de 2011 às 21h02

    Paulo, quem recebeu o dinheiro do Ministério dos Esportes foi o tal militar que deu a entrevista à revistinha Veja. O atual Ministro Orlando Silva, ao notar que tudo era uma farsa, pediu uma Tomada de Contas Especial ao TCU, pleiteando a devolução do dinheiro recebido pelo policial corrupto. Daí a raiva do policial contra o ministro.
    Uma perguntinha muito simples: se o Ministro Orlando Silva tivesse rabo preso com essa quadrilha teria ele coragem para pleitear a devolução do dinheiro surrupiado do Ministério por esse militar mentiroso?

Tiago

16 de outubro de 2011 às 09h35

Com todo o respeito ao Azenha, é lamentável esse apoio incondicional a esse bandido, corrupto, incompetente e irresponsável que atualmente é o Ministro dos Esportes. Ainda bem que esse patife já está na mira da Dilma.

Acompanhem a situação do esporte nacional, colegas, e veremos se suas opiniões sobre esse canalha continuam as mesmas.

O mais triste é esse (excelente) blog do Azenha criar um post defendendo o ministro bandido, com a nota do Ministerio…blog "progressista" significa porta-voz de um governo de bandidos?

Que dó da esquerda brasileira!

Responder

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 11h49

    Ei rapaz não leu a entrevista? Como antecipadamente condenar o ministro sem um processo. Se ele tiver envolvimento tudo bem, com certeza vai ser demitido. Mas eu acho muito mais provável que a veja esteja inventadando o esquema. A Polícia federal investiga também um cara que iria receber 200.000 reais para acusar lá em 2010 no momento que disputava campanha para o governo do DF, Agnelo Queiroz do PC do B, atualmente governador do DF, inclusive a OAB abriu também uma investigação contra o advogado que efetuaria o pagamento, tudo exatamente do mesmo modo como acontece agora. O mais importante que o próprio ministro Orlando pediu que a Polícia Federal faça uma investigação.
    Quer ver Tiago que essa denúncia não se sustenta e em seguia vão mudar de assunto.

    Tiago

    16 de outubro de 2011 às 19h07

    Prezado Rafael, concordo que é grotesco alguem entrar na redação da revista Veja e dizer "tenho uma denuncia", e imediatamente a revista publicar. Não há duvida que a Veja representa a escoria, e é "jornalismo" de péssima qualidade. Não obstante isso, não posso concordar com o apoio incondicional ao ministro, ainda mais a ESSE ministro, que é um exemplo de imcompetencia, se nao de bandidagem.

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 22h42

    Tiago independente de simpatizar ou não com o Orlando Silva para mim pelo considero bem provável que seja mentirosa essas denúncias. Quanto a ser competente é uma avaliação que Dilma terá que fazer. Não é por isso que de antemaão vai ser condenado.

Gerson Carneiro

16 de outubro de 2011 às 09h02

"Estamos levando a sério o lixo da sociedade brasileira… Eles q fiquem com sua raiva, com seu mau humor! O povo preferiu a gente.

Estamos sólidos no poder, temos mais umas 3 ou 4 eleições pra Presidente nas mãos, vou curtir a vida!!! Chega de chutar cachorro morto!" @Jose_de_Abreu

Estou com Zé de Abreu. A escória da sociedade brasileira vai sempre espernear, ainda mais com o mundo nos elogiando e premiando o Lula.

Responder

Taques

16 de outubro de 2011 às 08h10

Ai … que saudades de Orlando Silva, o cantor das multidões, mulato fino e alinhado …

Que nojo me dá o mulato Orlando Silva …

Responder

Campineiro

16 de outubro de 2011 às 07h46

Eu só consigo é rir muito deste flaxflu

Ahh vc é feio…não vc émais feio…mas os anteriores então são muito mais feios, mas aqueles que achavamos bonitos agora são feios…mas demontram que são mais bonitos que aqueles feios que são bem mais feios que aqueles outras que sempre ja foram feios.

Eita Brasil….como ja se falava…um gigante adormecido…ou como diria aquele francês…um país que não se pode levar a sério

Responder

Operante Livre

16 de outubro de 2011 às 06h05

Que calúnia!!!
Tucano tem é bico e não caráter.
Isto é difamação pura que distorce a imagem do tucanato, atinge sua identidade moral bicuda.

Responder

Jason_Kay

16 de outubro de 2011 às 04h06

Ministro não vai processar a revista:

"O ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou que não pretende processar a revista Veja e o jornalista que publicaram reportagem com denúncias de que ele seria coordenador de um esquema de irregularidades envolvendo convênios com ONGs. "Não vou processar a revista nem o jornalista. Ainda sou novo pra isso. Mas vou pedir que me deem o mesmo espaço que foi dado para as acusações", disse Silva. O ministro, porém, admitiu que vai mover uma ação judicial. "Vou processar duas pessoas, mas só falo disso depois que voltar ao Brasil", completou."
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,O…

Responder

Polengo

16 de outubro de 2011 às 02h56

Cadê mesmo a foto do rapaz com o cartaz dizendo dos 9 milhões usados pra comprar a mídia, sem licitação…?
Esse me parece o desespero de quem está vendo sua última fonte de renda fácil (são paulo) escorrer pelos dedos. Tomara.

Responder

Francisco

16 de outubro de 2011 às 02h37

"Ricardo Teixeira para ministro do esporte! Tira o afro-descendente comunista de lá!".

"Tá vendo como esse negão ficou rico, usa até terno e gravata!"

É de vomitar…

Responder

Manoel R.Mello Jr

16 de outubro de 2011 às 02h18

caro azenha , só tem um jeito de acabar com estas maldições do pig:
1) ley dos medios urgente;
2) reeleiçao de dilma para preseidente em 2014
3) eleição de prefeito e governador em são paulo em 2012 e 2014, por partidos da esquerda para investigar esta podridão que acontece em são paulo eoutros estados como MG .,PR, SC , para acabar com a corrupção e mentira que é praticado ha mais de dez anos , pelo CONJUNTO PIG
4) oS PARTIDOS DE ESQUERDA COMEÇAREM ATOMAR FRENTE E DIVULGAR AS MENTIRAS QUE SAEM ATRAVÉS DESTA CORJA DE BANDIDOS DESTAS INSTITUIÇÕES(VEJA,GLOBO, FOLHA , ESTADAO , PSDB, DEM PRINCIPALMENTE.
5) MOBILIZAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA CONTRA AS INVERDADES DO PIG URGENTE .

VAMOS TER QUE IR A BATALHA E PASSAR A VERDADE DOS FATOS CUSTE O QUE CUSTAR.

Responder

    Renato

    17 de outubro de 2011 às 08h43

    A esquerda não entra no palácio dos Bandeirantes e no prédio dos matarazzo nem por decreto.

    Klaus

    17 de outubro de 2011 às 09h39

    Olha, as inverdades do PIG derrubaram quatro ministros da Dilma, um sem número de funcionarios do DNIT e o quinto ministro está a caminho. Vão para rua defender os ministros corruptos, vão, é tudo que a oposição quer.

Eduardo Raio X

16 de outubro de 2011 às 01h37

O problema de todos os partidos principalmente da base aliada é não verificar bem os seus filiados, se havia problemas antes com um sujeitinho de ficha ruim como esse ex policial, como podem acreditar que ele teria boas intenções para trabalhar em prol do social. Infelizmente ainda não caiu a ficha do governo da presidenta Dilma que a imprensa golpista quer por que quer desgasta-la de um modo ou de outro, não importa se há ou não fundo de verdade nisso tudo, importante é fazer muito barulho e algazarra em cima da carniça. A hora agora é por esperar a erupção e suas consequências, vamos observar o quanto de disposição vai ter o ministro da justiça para pedir a polícia federal uma investigação criteriosa, minuciosa e precisa. Há nessa situação uma espécie de desvio de ótica do principal agente a ser investigado e ele agradece pelo presente!

Responder

Jorge Nunes

16 de outubro de 2011 às 01h03

Parece mais ataque para defender Ricardo Teixeira.

Responder

Midionauta

16 de outubro de 2011 às 01h02

Azenha, cadê que o JN menciona a prisão do delegado por corrupção? É ruim, heim.

Responder

Maria Luiza

16 de outubro de 2011 às 00h52 Responder

Elias SP SP

16 de outubro de 2011 às 00h41

Essa é a liberdade de excreção que sai das páginas da Veja e exala cheiro mais forte no Jornal Nacional deste sábado e completa a 'obra' amanhã no Fantástico.

Responder

FrancoAtirador

16 de outubro de 2011 às 00h30

.
.
Há dias vem se pressentindo movimentação do dispositivo máfio-midiático

articulando para retirar do PCdoB o Ministério dos Esportes.

A Presidenta Dilma que me perdoe:

Democracia não se coaduna com difamação.

Liberdade de expressão não autoriza calúnia

E há um limite para o banditismo da imprensa.
.
.

Responder

Maria Luiza

16 de outubro de 2011 às 00h25

Ouçam isso http://www.redebrasilatual.com.br/radio/programas
E depois reflitam sobre o papel da Veja e da Globo, principalmente, sobre esse processo de desmoralização do governo Dilma. Tirem suas conclusões. É grave.

Responder

João PR

16 de outubro de 2011 às 00h22

Pois é, meus caros. Um bandido (segundo o próprio Ministro) faz a denúncia, a Veja publica. E, caso a Veja seja processada pelo Cidadão Orlando Silva vão dizer que é censura!

Até quando teremos que aguentar a Veja publicando sem provas nenhuma? Com a palavra o Ministério Público, que deveria instar a Veja a provar o que escreveu em juízo.

Responder

    Francisco

    16 de outubro de 2011 às 02h33

    Eu, se fosse Orlando Silva, acusava a Veja de receber dinheiro do PSDB através de contratos de aquisição de produtos pelo governo do Estado de São Paulo para criar essa história. Os dois processos teriam de ser investigados juntos e, portanto, obviamente, não o seriam.

    É que um dos crimes 9não me pergunte qual…) é passível de produzir provas, o outro não.

Roberto

16 de outubro de 2011 às 00h18

Até quando teremos que aguentar as porcarias produzidas pela Editora Abril? Os Civitas deveriam voltar para a Itália e fazer campanha para o Berlusconi e deixar o Brasil seguir seu caminho em paz .

Responder

Cristiana Castro

15 de outubro de 2011 às 23h12

É, Ministro…. Novos tempos…. Agora, o ônus da prova é do acusado. Se para vcs tá ruim, imagine só qdo isso virar jurisprudência e TODO o brasileiro tiver que provar que NÂO FEZ alguma coisa. O que o mundo chama de canalhice, o Brasil chama de Liberdade de Imprensa.

Responder

MARCOS FAUSTINO

15 de outubro de 2011 às 22h49

ASENHA ME DESCULPE SEI QUE VOCE NÃO GOSTA QUE ESCREVA EM CAIXA ALTA, MAS DESCULPA TODO MUNDO OLHA E TUDO VERDADE SIM É UMA QUADRILHA MUTO PERIGOSA ,ALEM DE ROUBAR MATAM, INFELIZMENTE VOCES NÃO SABE O QUE ESTAO OPINANDO,PRA VOCES TEREM UMA IDEIA PORQUE O SOLDADO QUE ACUSA E TEM UM BLOG PROCUREM NO GOOGLE ROTA DE COLISAO,NÃO FOI PRESO. O SIMPLES SOLDADO MORA EM UMA MANSAO E ANDA DE CARROS IMPORTADOS E POR AI VAI NOS DA POLICIA DE BRASILAI SO ESTAMOS VENDO A HORA DE TER JUSTIÇA.

Responder

Luiz Fortaleza

15 de outubro de 2011 às 22h19

O conluio de mídia contra o governo…

Responder

andre

15 de outubro de 2011 às 22h58

As Organizações Globo não aceitam um governo de esquerda há quase 9 anos no poder, é demais para eles.

Responder

    Jason_Kay

    16 de outubro de 2011 às 00h49

    Governo lula e dilma, de esquerda?

    Amigo, em que governo os BANCOS tiveram o maior lucro de sua história?

    E as privatizações desses dois desgovernos?

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 01h13

    Bancos tiveram mais lucro porque o Brasil cresceu. Cite as privatizações.

    Jason_Kay

    16 de outubro de 2011 às 04h05

    Quem ta vendendo a preço de banana os aeroportos?

    E as estradas abaixo, quem ENTREGOU para os empresários?

    BR-381 Belo Horizonte (MG) – São Paulo (SP) – grupo OHL
    BR-393 Divisa (MG-RJ) – Via Dutra (RJ) – Acciona
    BR-101 Ponte Rio–Niterói (RJ) – (ES) – grupo OHL
    BR-153 Divisa (MG-SP) – Divisa (SP-PR) – BR VIAS
    BR-116 São Paulo (SP) – Curitiba (PR) – grupo OHL
    BR-116 Curitiba (PR) – Divisa (SC-RS) – grupo OHL
    BR-116/376/PR-101/SC Curitiba (PR) – Florianópolis (SC) – grupo OHL

    Quem privatizou isso aqui, fui eu?

    Banco do Estado do Ceará
    Banco do Estado do Maranhão
    Hidrelétrica Santo Antônio
    Hidrelétrica Jirau
    Linha de transmissão Porto Velho (RO) – Araraquara (SP)

    Rafael

    16 de outubro de 2011 às 12h04

    Primeiro lugar a privatização do banco do Ceará ocorreu com o cacique Tasso Jereissati tucano de alta plumagem, Maranhão você deve saber quem manda por lá. Esas hidrelétricas já nasceram numa concepção de parceria não pode considerar que foram privatizadas. Imagina que o Brasil tem muita estrada e Sp muito menos e privatizou praticamente tudo, eu acho errado colocar pedágios do modo que é feito. Não há justificativa para estradas serem uma galinha dos ovos de ouro. Se fosse levado a sério os pedágios não poderiam dar lucro, tinha que se criar algum sistema que administrasse as estradas e cobrase um valor somente de custo.
    Agora compare com o que aconteceu na época dos tucanos, Vale do Rio Doce vendida por 3 bilhões de reais e deu lcuro no mesmo ano de 1 bilhão de reais reservas no valor de 1 trilhão de reais, em 2008 durante a crise demitiu 5000 funcionários e ano passado comprou lá na China 10 super navios para transporte de minério. A Petrobras retomou a construção de navios e precisou em boa parte comprar aço lá da China porque aqui é mais caro.
    Telefonia pagamos a tarifa mais cara do mundo e temos um dos piores serviços do mundo e criaram Daniel Dantas. Sem falar no apagão consequência das privatizações.

    Francisco

    16 de outubro de 2011 às 02h29

    Ouvi dizer que os pipoqueiros e as vendedoras de acarajé também estão tendo lucros como nunca!

    Jackson Kay, esse deve ser um forte indicio de que esse governo é praticante do candomblé!!!

    Meu querido acorda! Toda a atividade econômica no país está em expansão…

    Gerson Carneiro

    16 de outubro de 2011 às 08h56

    No governo de FHC até Banco quebrava. Imagine só.

    Renato

    17 de outubro de 2011 às 08h41

    A esquerda arruma qualquer pretesto para falar mal do FHC.

    Gerson Carneiro

    17 de outubro de 2011 às 19h02

    Pra você ver, não é difícil falar mal do FHC.

    E não são "pretextos", são fatos.

    Mas então, você é Renato ou é Pedro? Não é você que usa o mesmo número de IP do "Pedro"?

    Leo V

    16 de outubro de 2011 às 01h20

    De esquerda?

    Governo que tenta destruir mobilização dos trabalhadores por melhores salários e contra privatização é de esquerda?

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 00h33

    Lembra o Jango? Por muito menos deram o golpe!

Luciano

15 de outubro de 2011 às 21h52

É nisso que dá não termos uma Lei de Imprensa. Eles fazem isso porque sabem que jamais serão punidos… pois tem a proteção de bandidos de togas!

Responder

CLAUDIO LUIZ PESSUTI

15 de outubro de 2011 às 22h44

Ora, fala pra ele ir falar com a Dilma e o Paulo Bernardo porque eles engavetaram a lei de mídia!Este governo e de amargar, dorme com o diabo e não quer ficar cheirando a enxofre, tem mais e que pagar!

Responder

    bruno

    16 de outubro de 2011 às 12h45

    É isso aí Claudio, o governo que se vire com o ´barulho da imprensa´ que pode fazer o que quiser sem responder a nada nem a ninguem, eles podem mais que qualquer instituição ou politico eleito no país, não devem satisfações a ninguem e a presidente dilma disse que é isso mesmo que falem a vontade, depois que ela sofrer um GOLPE orquestrado pela imprensa quem sabe ela ache que TODOS devem responder por seus atos não é? Os politicos devem responder as acusações e a imprensa deve responder pelas calunias, ou a imprensa está representando Deus aqui no Brasil?

    Gilson Raslan

    16 de outubro de 2011 às 20h51

    Cláudio, você está corretíssimo. O governo está sendo enforcado com a mesma corda que Dilma e Paulo Bernardo retiraram do pescoço do PIG.
    Eles (Dilma e Paulo Bernardo), ao se negarem (ou tiveram medo?) enviar ao Congresso Nacional a chamada Lei da Mídia, agora têm que arcar com as consequências.
    Que falta faz o Franklin Martins neste governo!

Rafael Alex. Silva

15 de outubro de 2011 às 21h24

Acabo de assistir ao JN (é, azar o meu) a reverberação das acusações da revista Veja contra o Ministro do Esporte, Orlando Silva. Após a divulgação da anti-matéria do dono da Abril, os donos da Globo anunciaram que AMANHÃ (por que não hoje???), no Fantástico, vão divulgar novas denúncias. POR QUE NÃO HOJE??? É assunto de interesse público e não mais uma bobagem qualquer que possa esperar para amanhã.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!