VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Gilson Caroni: Nova passeata da Globo, a ressaca dos cansados


14/10/2011 - 09h36

por Gilson Caroni Filho

Os brasileiros, que tiveram de passar 20 anos, lendo nas entrelinhas, especulando a partir de meias palavras ou interpretando – procurando interpretar – as rudes reações viscerais trazidas ao público por aqueles que detinham o poder, têm hoje olhos e ouvidos apuradíssimos para entender o que há por trás de cada episódio do cotidiano, por mais irrelevante que possa parecer à primeira vista. É isso que o baronato midiático parece não ter entendido ao continuar patrocinando atos que, a pretexto de combater a corrupção, têm como objetivo esvaziar a política.

Os movimentos que saem da internet para ganhar as ruas, longe de ser a “primavera” com que sonham – ou fingem sonhar – seus reais mentores, têm se mostrado um melancólico outono dos tradicionais dispositivos de agenciamento midiático. Submersos na crise do imobilismo de suas bases, resta à velha direita o consolo de platitudes publicadas para justificar mais uma tentativa fracassada.

O saldo de mais um insucesso ora é debitado à boa situação da economia brasileira ora a uma estranha lógica binária, como a apresentada pelo professor de Ética e Filosofia Política da Universidade de São Paulo (USP), Renato Janine Ribeiro, na edição de 13/ 05, de O Globo: “O problema na luta contra a corrupção é que ela está tomada pelos partidos. E é uma lástima que as pessoas usem isso contra o partido oposto”.

Mas a que se refere o renomado acadêmico? A característica do movimento não seria exatamente o seu reiterado “caráter apartidário”? Ou, sem se dar conta, Janine revela o fato que deveria permanecer oculto: o centro político da reação está agrupado no campo jornalístico oligopolista que assume para si o papel de partido de oposição.

O mesmo partido que deu sustentação a duas décadas de ditadura militar. O mesmo agrupamento que silenciou as emoções e expectativas da opinião pública durante os oito anos de desmando do tucanato. Que editou a realidade para ocultar as preocupações da população com o apagão, o descontrole cambial, a desnacionalização de partes substanciosas da produção e serviços nacionais, os rigores de uma política econômica que duplicaram as dívidas externas e internas e criaram seguidos déficits comerciais.

Desemprego, congelamento ou irrisórios aumentos salariais, ao lado de escândalos políticos e econômicos, pareciam fazer parte do cenário natural para os mesmos colunistas militantes que agora se arvoram em defensores de valores republicanos. Num conhecido jogo de espelhos, a defesa incondicional dos ditames do mercado é trocada, editorialmente, pela busca de posicionamento ético no trato da coisa pública. A guinada é tão mal-feita que não atrai o distinto público, como pudemos constatar nas manifestações de quarta-feira, dia da padroeira oficial do Brasil. No Rio de Janeiro, os manifestantes chegaram a hostilizar os que preferiram olhar o mar a ver a ressaca dos derrotados.

Para deixar claro qual o objetivo da TV Globo e de seus sócios menores nessa simulação barata, vale a pena reproduzir o que escreveu o ex-deputado Milton Temer (PSOL) em seu blog: “promover no Brasil uma onda semelhante à que lamentavelmente varre povos de potências capitalistas, que se reúnem em manifestações pontuais e conjunturais, mas que, pela abstenção nos processos eleitorais, por justificado ceticismo, permitem à direita mais reacionária manter o controle absoluto das instituições, ditas republicanas, que realmente deliberam sobre seus destinos, através do modelo de sociedade que desenham com suas leis e decisões dos poderes Executivo e Judiciário”.

O brasileiro sabe que, sempre que uma esperança se frustra (o que não é o caso do atual do governo), vem a decepção e é preciso criar alternativas. Sempre é preciso reconstruir caminhos, mas o que a grande imprensa apresenta é um atalho para o precipício.

Gilson Caroni Filho é professor de Sociologia das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro

Leia também:





54 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

José Eli da Veiga: Afronta à inteligência nacional | Viomundo - O que você não vê na mídia

21 de outubro de 2011 às 18h15

[…] Gilson Caroni: Nova passeata da Globo, a ressaca dos cansados […]

Responder

Pompilio Canavez

16 de outubro de 2011 às 09h58

Será que a mídia daria cobertura para um "occupy bovespa" da mesma forma afobada com que tenta criar movimentos "populares"? O monopólio dos meios de comunicação prejudica o combate eficaz da corrupção, pois a mídia realmente acaba atuando como partido político contra ou a favor de governos. O fortalecimento de TVs públicas talvez seja alternativa para diminuir esse nefasto controle da Globo e cia.

Responder

andre

15 de outubro de 2011 às 21h54

A Globo quer derrubar o governo Dilma.Em Goiás ONG "apartidária" de Assessor de Marcone Perillo recruta menifestantes para passeatas.

Responder

Gerson Carneiro

15 de outubro de 2011 às 13h25

Creio na Gretchen casando pela 15ª vez e prometendo amor eterno mas não creio no "apartidarismo" da "marcha contra a corrupção".

#marchadosderrotados

Responder

altamir

15 de outubro de 2011 às 12h36

Penso que o renomado acadêmico mencionado no texto sabe exatamente o que está falando quando diz que o problema do "movimento" é seu caráter partidário. Ele aponta a contradição entre uma luta contra a corrupção que ninguém poderia a priori ser contra e a "luta" que se encena na mídia com o propósito claro de atacar um partido. E se o faz de um modo cifrado não é por ingenuidade ou ignorância.

Responder

Julio/Contagem-MG

15 de outubro de 2011 às 12h32

Da série,

O POVO QUER SABER !!!!

Por que a gROBO, não está falando, e mostrando nada, sobre o PAN, de Guadalajara, seguramente um dos
tres mais importantes eventos esportivos do mundo, afinal a gROBO, é uma concessão pública e seus ali
enados e idiotizados teleguiados tem direito à informação, nem que seja por alguns míseros segundos.

LEY DE MEDIOS JÀ !!!!

Responder

Operante Livre

15 de outubro de 2011 às 11h28

Onde foi a passeata? No PROJAC?

Responder

Julio/Contagem-MG

15 de outubro de 2011 às 10h13

Da serie,

UMA PERGUNTA QUE NÂO QUER CALAR !!!!!

por que as vassouras mineiras, não varreram a cidade administrativa e o palácio da liberdade.

Responder

Ricardo JC

15 de outubro de 2011 às 09h33

O melhor comentário que já li sobre esta onda foi dado pelo Almir, no CAf. Ele disse: "na Europa e EUA milhões vão às ruas porque não querem pagar a conta do neoliberalismo canibal, enquanto aqui temos uma meia dúzia que vai às ruas porque querem que nós paguemos a conta". Para mim, é a definição perfeita.

Responder

açipio

15 de outubro de 2011 às 07h38

Já vimos coisa similar disto e antes e não só tiraram irresponsavelmente um presidente, como já disse Lula, como só produziu corruptos mil vezes piores do que já tinham.

Responder

anolio

15 de outubro de 2011 às 07h29

“O problema na luta contra a corrupção é que ela está tomada pelos partidos. E é uma lástima que as pessoas usem isso contra o partido oposto”.] Dizer que petismo é tão corrupto quantos os demais é insinuar que petista em menos de 9 anos de poder teriam roubando tanto quanto os demais em mais3200 ano e isso é um absurdo inaceitável

Responder

Sérgio

15 de outubro de 2011 às 04h30

Até o pessoal do DEM de Brasília está apoiando a "marcha contra a corrupção" , globalmente "espontânea".

É brincadeira !!!

Responder

Dallas

15 de outubro de 2011 às 03h31

PHA favor dilvulgar:
BRASIL COM JUROS BAIXOS. http://www.brasilcomjurosbaixos.com.br/#?page=hom…

não podemos deixar od marchadeiros do PIG pautar a agenda nacional.
Movimento encapado pelos Sindicatos e industria.

Azenha vamos dilvulgar o movimento "Ocupar o Copom"

Responder

adriano

15 de outubro de 2011 às 00h26

Sempre leio o viomundo e o tenho como um blog de respeito, porém o "governismo" reinante aqui o está deixando distante de acompanhar algumas coisas. Essa versão maniqueísta do está com Lula/dilma ou se está com PSDB/DEM é ver o mundo em preto e branco. As manifestações foram organizadas via redes sociais, por grupos que prometem se manifestar mais vezes. A proposta é que as manifestações ocorram por "fora" de todo e qualquer partido, que há infiltrações é obvio. Mas a partir daí tentar desqualificar as pessoas como se a manifestação fosse organizada pelo dem/ psdb, me lembra muito o discurso utilizado pelos mesmos quando ocorriam manifestações populares e acusavam o PT de estar por trás. Quanto ao tema: Existe ou não existe corrupção atualmente no país? Elas ocorreram em estados governados pelo PT também, se a globo manipula as informações a seu bel prazer isso é culpa dos manifestantes? Sarney, Collor e outras companhias aliadas mudaram o seu comportamento? A corrupção grassa em nosso país, não importa o partido, não ver isso só se for cego, o PT deveria ser o primeiro a participar das manifestações anti-corrupção, porquê não faz isso? Quanto à melhora de vida da população: realmente houve uma melhora na renda e o acesso a bens de consumo, só que o endividamento médio das famílias está muito alto, sem falar que parece para o atual governo que inserir o cidadão na sociedade é sinônimo de torna-lo um consumidor voraz. Enquanto isso o sistema de saúde continua o mesmo, a educação se tornou uma mercadoria que visa tão somente a formação de mão de obra para o capital privado, a reforma agrária não avança e sem ela a democratização da terra se torna um sonho distante. A política "melhorismo" segue adiante e para um povo acostumado a não ter nada, o pouco basta. Só espero que a primeira acusação que me façam não seja a de que sou um tucano, nem que a mensagem seja "censurada".

Responder

Guanabara

15 de outubro de 2011 às 00h16

Onde estava o PIG nos escândalos da Yeda Cruzius no RS? Ou no do Arruda no DF? Ou do Azeredo em MG? Qual o partido que teve mais políticos com mandatos cassados nos últimos 10 anos?

Responder

Rildo França

14 de outubro de 2011 às 23h25

Texto perfeito, é mesmo uma lástima a que ponto o PiG chegou. E assim será ( afundando enquanto vocifera) enquanto o PiG ( ou seja, PiG + psdb/dem/pps) estiver parado em 2002 ( como diz o PHA).

Responder

jnascimento

14 de outubro de 2011 às 23h24

Nunca vi uma passeata organizada ou divulgada para acabar com a figura do suplente de senador.
São mais de 20 atualmente,todos corruptos.
Quase todos são donos de retransmissoras de TV,rádios e jornais.
Nunca vi emissora de televisão recusar dinheiro público. cercam até os terrenos públicos adjacentes.
Nunca vi senador,deputado,vereador com idéias próprias,todos falam a linguagem das bancadas.Ouvem sempre que oferece mais.
Nunca vi tanta informação inútil e descontextualizada como agora.
Os meios de comunicação do Brasil de maneira bem abrangente,são verdadeiras quadrilhas com ramificações locais.
Assim fica difícil mudar o que está errado.Uma ampla rede de proteção de interesses comum, via câmara e senado.
Verdadeiros estadistas da informação.Todos de moral ilibaba, biográfias inatacáveis!

Responder

Glecio_Tavares

14 de outubro de 2011 às 23h01

Ainda acho que facilmente poderiamos tornar este movimento para nós.

Podemos fazer faixas com os escandalos encobertos pela midia. Se esse movimento se diz apartidário as máscaras irão cair quando lerem faixas como:
Paulo Preto e os 4 milhões?
Aloisio Nunes ficou só em 300?
Cada deputado estadual movimento 2 milhões de reais para onde?
1 bilhão e 750 milhões de reais para tirar bancos de trens antigos? Alstom fora!!!
Siemens explique-se!!!
Cade a CPI da assembléia estadual sobre as emendas vendidas?
Quantas CPIs foram barradas em São Paulo?
Como pode Arruda ser inocentado???
Quem pagou os etudos da filha de Serra em harvard???
Pode se dizer isento quem é casada com o dono da agencia de markentig de partido politico? Com a palavra a jornalista da folha e da globonews: Eliane Cantanhede.
Por favor indiquem mais faixas que a midia vai esconder mas os inocentes uteis que lá estiverem vão ver.

Responder

    Marcos C. Campos

    15 de outubro de 2011 às 22h36

    Excelente !!! Vamos virar a mesa …

Mauricio

14 de outubro de 2011 às 19h57

Esse movimento "cansei " não se cansa, só faz passeata nos feriados de meio de semana, se o feriado fosse numa sexta ou na segunda,esse pessoal pegaria seus carros e deixariam a capital rumo as praias.E a mídia fala em multidão, quem cansou foi eu, tchau, te espero na baixada.

Responder

Fabio_Passos

14 de outubro de 2011 às 19h27

O PIG promovendo marchas contra corrupção é uma piada sem graça.

rede globo, veja, estadão e fsp são as organizações mais corruptas do Brasil.

Se a direita midiática deseja sinceramente combater a corrupção no Brasil… sugiro suicídio coletivo.

Responder

Roberto Locatelli

14 de outubro de 2011 às 16h59

Bruno Covas, Secretário de Alckmin, confessa ter recebido propina. Mas diz que doou tudo para caridade. A oposição paulista, liderada pelo PT, conseguiu aprovar pedido para que ele venha dar suas explicações em audiência na Assembleia Legislativa de SP.

Responder

    Marcio H Silva

    14 de outubro de 2011 às 17h09

    Quer ser um Robin Hood moderno.

FranX

14 de outubro de 2011 às 16h52

'… When the TROLLS go marching in… oh! when the TROLLS… oweh, oweh!…'

Responder

Francisco

14 de outubro de 2011 às 16h16

No oriente médio a Primavera é a favor da informação pelas novas mídias eletrônicas.

Na Europa a primavera é a favor do aumento de gastos sociais e pelo abandono da ortodoxia liberal.

Nos EEUU a primavera é pela concentração dos oligopólios, da especulação financeira e contra os lucros abusivos dos bancos.

PSDB e DEMO, vocês realmente têm certeza de que querem tirar esse gênio da garrafa?

No PT, só os setores mais à esquerda sonham com esse dia… A mim (e muito menos ao PT) isso incomoda.

Responder

Rafael

14 de outubro de 2011 às 16h04

Em DF o FECOMERCIO cujoi presidente é Adelmir Santana amigo do Arruda e beneficiado de atos secretos do senado apoiou a marcha contra corrupção, em GO Marconi Perillo organizando marcha é bem como se diz mentira tem perna curta.

Responder

CDAS

14 de outubro de 2011 às 16h01

Este movimento é ridículo. As viúvas do Serra divulgam que são organizados nas redes sociais, ficam exultantes quando em Brasilia conseguem vinte mil pessoas, e tentam esconder que no Rio e em São Paulo juntos não chegaram a cinco mil.
Quanto mais a renda do brasileiro cresce e se distribui, mas as Vejas, Globo, Folhas e Estados da vida se desesperam sem saber como deter sua decadência, fruto das mudanças tecnológicas e de erros de avaliação.
Em cinco anos teremos uma realidade nova na transmissão das informações

Responder

Érisson

14 de outubro de 2011 às 14h34

Quero sabe quando esses supostos barões da mídia e inclusive ESTE BLOG vão dar espaço para divulgar a greve dos Institutos Federais de Educação e os motivos pelos quais paramos! Na semana passada interrompemos o trânsito na Esplanada dos Ministérios, mais precisamente em frente ao Palácio do Planalto, por mais de 2 horas para conseguirmos ao menos sermos recebidos para negociação e NADA foi noticiado pela mídia ou por seu blog. Na verdade, estou entendendo melhor o que significam esses banners de publicidade do governo federal no ViOMundo, no ConversaAfiada e no Portal do Nassif… É o PIG: Pressão Intensa sobre Grevistas, capitaneado pelo PT, o Partido dos Tecnocratas ou Partido dos Traidores, que se fundou sobre sindicatos e hoje não negocia com os mesmos.

Responder

Victor

14 de outubro de 2011 às 14h15

O problema é esse, enquanto as pessoas acharem que tudo é uma questão partidária nosso país vai continuar sendo essa farsa, hoje em dia as coisas melhoraram bem, quando o PT entrou no poder deu mais valor às classes baixas da população, mas venderam suas almas ao diabo… ou vai me falar que vivemos em um paraiso? educação? saúde pública? infra estrutura? vocês veem isso? independente do partido, deixem de ser cegos… os ministros do STF, a maioria dos políticos, não se preocupam com o real, com o necessário para a nação e sim para os seus partidos e ou coligações! fato! digam o que quiserem, isso é a nossa realidade!

Responder

    FranX

    14 de outubro de 2011 às 15h58

    '…Oh! When the Trolls go marching in… Oh! when the Trolls… oweh, oweh!..'

Robert

14 de outubro de 2011 às 13h55

Estas manifestações possuem alguns dilemas

Um dilema é não ter uma meta específica e personalizada como por ex: fora sérgio cabral aqui no RJ, ou aquela dos anos 90: fora collor

Outro dilema é atacar a corrupção de maneira vaga, enfatizando a corrupção dos agentes publicos sem no entanto abranger os corruptores, que agem na esfera privada

Quanto a esse aspecto sugiro as seguintes leituras:
Gigante mundial, Siemens ilustra necessidade de cerco a corruptores. Multinacional alemã demite presidente de filial brasileira por 'graves contravenções', entre as quais estaria o pagamento de propina. link em: http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMos…

Câmara cria comissão especial para votar punição a empresas corruptoras com multas e ações civis de devolução de dinheiro. link em: http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMos…

Responder

ZePovinho

14 de outubro de 2011 às 13h30

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011…

Turma do mensalão do DEM infiltrada na "marcha contra corrupção" de Brasília
Em primeira-mão no Blog Os Amigos do Presidente Lula em 14/10/2011 as 11:31hs

O ex-senador pelo DEM do Distrito Federal, Adelmir Santana, está apoiando a "marcha contra a corrupção" em Brasília:
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011…

Perillo por trás da "marcha contra a corrupção" usando ONG. Tem caixa-2 no rolo?

Responder

jõao

14 de outubro de 2011 às 13h28

Turma do mensalão do DEM infiltrada na "marcha contra corrupção" de Brasília
Em primeira-mão no Blog Os Amigos do Presidente Lula em 14/10/2011 as 11:31hs

O ex-senador pelo DEM do Distrito Federal, Adelmir Santana, está apoiando a "marcha contra a corrupção" em Brasília:

Responder

SILOÉ-RJ

14 de outubro de 2011 às 13h26

Um só segmento da sociedade sem nenhuma poderosa apoiando consegue colocar um milhão de pessoas desfilando nas ruas de Copacaba.
Dias depois a própria glamurosa com inúmeras convocações pela mídia em geral incluindo internet, não conseguiu no mesmo espaço, nem mil.
Porque será???

Responder

Pedro

14 de outubro de 2011 às 13h23

É muito divertido ver a esquerda tanto rebaixar a marcha contra a corrupção. Se realmente essa marcha é uma fracasso, se ela nao vai a lugar nenhum, porq escrever tantos artigos?

Responder

Maria Fulô

14 de outubro de 2011 às 13h21

E ainda existem os que não acreditam que o PIG trabalha proficuamente para o PSDB… Todo o discurso sobre a corrupção (Federal, apenas…) e suas marchas e contra-marchas, foram a base do Programa do Partido apresentado ontem. E eles não sabem porque tanto as marchas quanto o PSDB são o fracasso que são…

Responder

LUIZ DE M. R. FILHO

14 de outubro de 2011 às 13h05

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 | 05:00
A segunda etapa do movimento contra a corrupção
Carlos Chagas

Sucesso, mesmo, obtiveram as marchas contra a corrupção, realizadas ontem em 28 cidades do país. Em algumas, mais, em outras, menos, a população compareceu para protestar diante das lambanças praticadas à sombra dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. Propostas concretas foram apresentadas, como o fim do voto secreto no Congresso, a manutenção das prerrogativas do Conselho Nacional de Justiça e a aplicação da lei ficha-limpa em todas as eleições, a partir do próximo ano. Para não falar na necessidade de só cidadãos de reconhecida probidade e capacidade serem nomeados para ministérios e empresas públicas.

Vai tomando corpo o que nasceu apenas como grito de indignação e revolta da sociedade civil diante dos descalabros do mundo oficial. Algo como aconteceu na campanha das “diretas já”, em 1984. Mesmo com o Congresso rejeitando naquele ano a emenda Dante de Oliveira, o caudal não foi contido e até hoje votamos para presidente da República. Mesmo que demore, parece óbvio estarem sendo obstruídos os desvios e desvãos do mau uso da coisa pública.

Importa que não pare nas estruturas oficiais essa manifestação ampla. Porque, no reverso da medalha, a corrupção é geral e irrestrita no arcabouço privado. Para que existam corruptos tornam-se necessários corruptores. Por que não atingi-los numa segunda etapa desse movimento nacional?

Responder

SILOÉ-RJ

14 de outubro de 2011 às 13h04

COITADOS, a globo e a direita não cansam de tentar e não é de hoje, a fazer liga com o POVÃO, e não consegue.
Porque será????
O povo não é mais bobo, de tanto apanhar a gente acaba aprendendo!!!!

Responder

Carlos N Mendes

14 de outubro de 2011 às 12h29

Caro Azenha, concordo totalmente com seu texto. Tudo o que os membros do Instituto Millenium anda fazendo está caindo no óbvio. Estão perdidos, sem foco, finalmente encontraram um inimigo à altura. MAS…
Nunca podemos esquecer que essa gente está no poder pelo menos desde a proclamação da República (eu apostaria que é muito mais tempo). Ninguém fica tanto tempo e sai sem espernear muito. Além de que, por mais que idiotices como o Cansei e a Marcha dos Corruptos não passem disso – idiotices – se forem executadas com o devido profissionalismo e no MOMENTO certo – tipo, um desabastecimento geral qualquer, à la apagão – as chances dessa idiotice servir paraa dar um 'ippon' em quem está no poder são muito grandes. Já aconteceu antes – basta lembrar de Golbery e seu instituto… Um abraço.

Responder

danilo

14 de outubro de 2011 às 11h27

dukrai, tô dentro.
qdo vai ser?
seria mais interessante a máscara do personagem do filme v de vingança, não?

Responder

CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

14 de outubro de 2011 às 11h23

Movimentos contra corrupção para terem algum sucesso deve ter apoio na população e referirem-se a um caso objetivo.Senão , fica muito diluído.Corrupção tem em todos os lugares, o problema é quando ela é aceita e até apoiada pelos governantes de plantão.Lutar pelo "Ficha Limpa" atualmente não tem sentido , pois a norma , segundo STF, só vale para as próximas eleições.O que eles querem, mudar a posição do STF sobre o tema?Voto aberto, ok, tem que lutar mesmo.O problema desses grupos é que eles , deliberadamente, querem evitar falar mal do governo federal, mas , na verdade a intenção deles é exatamente essa e isto é percebido pela população, que aquilo é uma coisa direcionada, não é um movimento realmente espontâneo contra a corrupção.

Responder

FrancoAtirador

14 de outubro de 2011 às 11h17

.
.
Uma pergunta que não quer calar:

POR QUE AS VASSOURAS PAULISTAS NÃO VARRERAM O PALÁCIO BANDEIRANTES ?
.
.

Responder

    M. S. Romares

    14 de outubro de 2011 às 12h38

    Essa é facil, FA. Elas foram compradas pelo mesmo processo de licitação que ocorreu no caso das revistinhas que são distribuidas nas escolas paulistas. Não valem um fósforo queimado.

Bonifa

14 de outubro de 2011 às 11h02

Quando o cidadão comum vê na televisão um ricaço ou um político sendo preso pela polícia, ele sente que a corrupção está sendo combatida. É um sentimento reconfortante, que imprime segurança pessoal e confiança nas instituições. Quando se proíbe a televisão de transmitir uma prisão como esta, deseja-se que o cidadão não tenha esta percepção de que a corrupção está sendo combatida. Hoje, podemos afirmar com toda certeza que a proibição da “espetacularização” destas prisões pouco tem a ver com preservação de direitos ou honras. A proibição da “espetacularização” da prisão de ricaços ou políticos é um ato político, deliberadamente político, que está antes de tudo procurando preservar um instrumento de poder. Este poder consiste em conservar e aumentar a sensação de insegurança e revolta do cidadão comum diante da corrupção governamental e geral. Esta sensação de corrupção generalizada é um tesouro precioso que cabe preservar, jóia de inestimável valor para a direita brasileira. E quando a polícia restringe suas ações de prisão de criminosos de colarinho branco está, com efeito, a contribuir para aumentar o poder deste tesouro. Poder que é um instrumento historicamente usado no Brasil em favor da desestabilização de governos trabalhistas ou que se aproximem das aspirações nacionais de independência, desenvolvimento e inclusão social, para que elitocracias, governos antinacionais e antidemocráticos venham a se instalar.

Responder

    assalariado.

    14 de outubro de 2011 às 19h04

    Bonifa. voce enxerga longe as táticas que são usadas, no dia/ dia pelo PIG, para tentar mais um milhão de vezes manipular os cerebros do nosso povo. Eles sabem, muito bem, como direcionar o pscológico de povo segundo os interesses do capital. Parabens pelo comentário!

    Caracol

    15 de outubro de 2011 às 10h12

    Muito bem, Bonifa, é por aí mesmo.
    Semelhante seu raciocínio deve ser usado no tocante ao assustador número de "leis" que são promulgadas, principalmente porque elas "não vão pegar". A idéia central está em banalizar a instituição de Lei, tornar a Lei uma coisa inaplicável e sem significado. Em países mais civilizados o estamento legal corre na frente, tornando legal aquilo que a sociedade considera legítimo. Aqui, procura-se destruir qualquer respeito que a sociedade possa vir a nutrir pela Lei, e assim manter válida a Lei do Cão, a Lei do Mais Forte, a Lei das Capitanias Hereditárias e a Lei do Mazombo Quintocentão.

rodrigo.aft

14 de outubro de 2011 às 10h53

falando em ressaca dos cansados,

►►Homenagem ao çérra e outros do mesmo "nipe" do psdb (blargh!!!):

<img src=http://www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2011/10/charge-bessinha_serra-no-ponto_tv.jpg>

com os cumprimentos do PHA! rsrs

Responder

Regina Braga

14 de outubro de 2011 às 10h22

A direita e o pig tentam inflar manifestações…se fosse mesmo, contra a corrupção ,tenho certeza que ninguém deixaria de participar…mas os movimentos são orientados em Estados do PSDB-DEM,que nenhuma CPI é aprovada,cargos são loteados,emendas são liberadas com taxas para seus autores,lobbys,superfaturamentos…tentam até usar a figura do Assange. Parecem com o Jorge Soros,apoio o movimento contra os bancos mas sou o principal responsável pelos assassinatos econômicos…Torci muito pelo movimento no EUA, mas com a mentira dos Soros,é difícil acreditar…A direita usa de tudo para continuar sua perversidade e controle.Soros, pede ao BaraK,que convença a China a aderir a Nova Ordem Mundial…CNN-04/10/2011.Hoje,começa, a repressão ao movimento na america,dita. o berço da democracia.

Responder

Antonio C

14 de outubro de 2011 às 10h10

Pergunta retórica com resposta embutida: por qual motivo o PSDB (Partido do Só Dou Bandeira) fez o seu horário partidário um dia após a "Marcha dos Sem Mil"?

Responder

    Adilson

    14 de outubro de 2011 às 11h55

    Foi a primeira coisa que notei também… além de ter de ouvir o Álvaro Dias dizer que são favoráveis ao voto aberto e contra a corrupção. Só pra constar, comentei no site do PHA:
    Hoje de manhã, na Band News (14/10/2011), uma das diversas “comentaristas especialistas” matinais jogou a toalha, dizendo que a marcha da corrupção foi um fiasco, se comparada com qualquer outra manifestação (religião, opção sexual ou preconceito racial), que conseguem reunir milhares e milhões… mesmo a corrupção sendo uma “tragédia de grandes proporções”, segundo ela.
    e, completando…
    a comentarista esteve à beira de dizer que a explicação só pode ser a inegável e substancial melhora das condições de vida da população. Mas o ranço foi mais forte… kkkkkkkkkk…
    o máximo que saiu foi “talvez seja a situação econômica favorável… mas não é só isso…”. Foi impagável…kkkkk

    joni

    14 de outubro de 2011 às 11h55

    E no dia 13.

dukrai

14 de outubro de 2011 às 09h47

alguém pode me informar pra quem encomendar máscaras de marcovalério de borracha? tô pensando em montar uma banquinha na passeata do próximo feriado aqui em BH, se é que vai ter rs

Responder

    Ivan Arruda

    14 de outubro de 2011 às 15h48

    A figura do criador é mais importante do que o da criatura. Comercialmente, recomendo a do Azeredo. Não por ser mineiro, mas por ser o mais emblemático nessa história. Não compreender seu papel e substimar a inteligência do povo tem levado essas marchas ao fracasso. O PIG quer porque quer que o chefe da corrupção seja o que vem sendo agraciado com inúmeros títulos e prêmios, mas o povo – e os líderes do mundo desenvolvido – sabe que, o chefe, é o seu antecessor.

    dukrai

    14 de outubro de 2011 às 23h19

    certíssimo, Ivan, e o PIG encoberta o azeredo e mostra o marcovalério como um bandido, que é de fato e condenado. eu penso então em uma máscara com a cara do azeredo na frente e a do marcovalério atrás rs


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding