VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

MPL sai das ruas para não ser confundido com extrema direita


22/06/2013 - 11h34

por Bob Fernandes, do Terra Magazine

O Movimento Passe Livre (MPL), que lidera as manifestações pela redução da tarifa do transporte público em todo o Brasil, tem uma atuação que eles denominam de “horizontal”, com 40 ou 50 integrantes. Lucas Monteiro, 29 anos, é uma das lideranças encarregadas de falar com a imprensa.

Em conversa com Terra Magazine, na manhã desta sexta-feira (21), ele informa que, para evitar a apropriação do movimento pela extrema direita, e a violência nas ruas, o MPL não convocará mais protestos em São Paulo. Lucas reafirma que não fala por outros Estados, mas imagina que, nas cidades em que houve a “vitória”, com a redução da tarifa, o mesmo se dará.

Terra Magazine – Lucas, não lhe parece que as coisas estão saindo do controle e que há uma extrema direita indo para as ruas, tentando se apropriar das manifestações?

Lucas Monteiro – Sim, eu concordo. Ontem (quinta-feira, 20) foi a última manifestação, não vamos mais chamar manifestações nas ruas… não vamos chamar mais nesse momento. O movimento conquistou a vitória que a gente buscava. Um vitória popular, da população, e não podemos deixar que isso seja confunfido e apropriado e que a violência tome as ruas…

Ontem, em vários lugares do Brasil, ficou claro uma pregação de ódio contra partidos, na Avenida Paulista era claramente uma gente de extrema direita, ou não?

Em São Paulo, tinha gente de esquerda, mas quem estava atuando daquela forma, com aquela violência, era mesmo gente da direita.

Vocês não temem que porções com esse viés fascista busquem se apropriar das manifestações?

Sim, há essa tentativa desse pessoal, eu concordo que eles estão agindo e não é assim que se faz política. Vamos continuar pautando a questão do transporte, buscando a tarifa zero, mas, no momento, não vamos mais chamar manifestações.

Vocês não acham que erraram ao convocar outra manifestação depois de ter obtido a vitória da diminuição da tarifa?

A manifestação já estava convocada, não tinha como desconvocar, e se a gente não fosse para a rua ontem, aí sim que só teria esse pessoal de direita.

O Movimento Passe Livre não fará mais manifestações só em São Paulo ou no Brasil todo?

São Paulo não fará mais manifestações nesse momento, mas não posso falar pelos outros Estados.

Para não se confundirem com quem está agindo com violência nas ruas?

Também para impedir que eles tentem se apropriar das manifestações.

Vocês estão conversando com o MPL em outros Estados?

Sim, nós conversamos.

E eles também vão parar?

É provável que sim nos lugares onde já foi obtida a vitória. Estamos conversando, mas não falamos por eles.

Leia também:

Dilma rejeita os que pregam “democracia” sem partidos, promete receber manifestantes e foca nos temas do povão

Artur Scavone: Mídia aposta na desmoralização da política





16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Eduardo

23 de junho de 2013 às 19h43

Aos estudantes: abracem a causa da Dilma – 100% dos royalties do pré-sal para a educação. Ela escancarou em seu discurso que adoraria ver os estudantes exigindo nas ruas, de forma responsável, essa bandeira. Não desperdicem essa oportunidade e esvaziem o oportunismo da direita que quer apenas retornar ao poder, apenas pelo poder, sem causa alguma!

Responder

Maria

22 de junho de 2013 às 19h22

Isso não é só extrema-direita. São bandidos perigosos pagos, vivemos na era dos mercenários que se passam por oposição em qualquer lugar no mundo. Nas cidades pequenas (pelo menos, está acontecendo na cidade em que vivo) os boatos é de que ônibus cheios de pessoas raivosas estão vindo de outros estados para engrossar as tímidas multidinhas. Os governos estaduais deveriam reforçar as polícias das prefeituras pequenas para proteger Bancos e comércios. Mas acredito que os bancos serão os mais visados. Porque aí o pagamento dos crimes já estará garantido. Assinei o nome mais comum porque a coisa aqui está mais estranha ainda. (Suspendi minha conta do facebook, por enquanto)

Responder

Scavone: Mídia aposta na desmoralização da política - Viomundo - O que você não vê na mídia

22 de junho de 2013 às 19h09

[…] MPL sai das ruas para não ser confundido com extrema direita […]

Responder

Urbano

22 de junho de 2013 às 18h04

O mpl tirando o seu da reta…

Responder

Cibele

22 de junho de 2013 às 17h57

Discordo, agora é que estava ficando bom…

Blogues “disquerda”, se liguem!

Responder

Vlad

22 de junho de 2013 às 17h32

É verdade que o MPL foi a gota d’água que arrebentou a represa.
Mas talvez não passe disso.
Após um arroubo de vaidade (talvez localizado em alguns membros), recolheram-se a seu verdadeiro tamanho e des-desistiram da desistência.

“Em nota, MPL de São Paulo diz que não suspendeu os protestos

O Movimento Passe Livre (MPL), que articulou e organizou os protestos pela redução da tarifa do transporte público em São Paulo, divulgou nota no final da noite de sexta-feira onde diz que não suspendeu os protestos, após vários de seus porta-vozes afirmarem na sexta-feira que suspenderiam as ações. “Ao longo dos seus oito anos, o MPL nunca deixou de se organizar e sair às ruas, e não vai ser agora que isso vai mudar”, informou….”

http://noticias.terra.com.br/brasil/cidades/em-nota-mpl-de-sao-paulo-diz-que-nao-suspendeu-os-protestos,2ba329892ab6f310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

Responder

FrancoAtirador

22 de junho de 2013 às 17h23

.
.
MÍDIA BANDIDA ESPALHA QUE OS PROTESTOS CONTINUARÃO EM SÃO PAULO
COM BASE NUMA NOTA IMPRECISA PUBLICADA PELO MPL NO FACEBOOK

Sobre a continuidade da luta
por Passe Livre São Paulo (Notas)

Sexta, 21 de Junho de 2013 às 17:29

O Movimento Passe Livre (MPL) é um movimento social que luta por um transporte verdadeiramente público. Ao longo dos seus 8 anos, o MPL nunca deixou de se organizar e sair às ruas, e não vai ser agora que isso vai mudar.
Nas últimas semanas, a população de São Paulo obteve uma enorme conquista: com sua mobilização na rua, forçou os governantes a retrocederem e revogarem o aumento na tarifa de ônibus, trem e metrô. O povo organizado mostrou que é capaz de vitórias, e há muitas lutas ainda a serem feitas.
Não estamos suspendendo os protestos. Sempre afirmamos que a luta contra o aumento ia continuar até a revogação. Agora que a tarifa baixou, vamos dar continuidade à luta, pela tarifa zero.
Só a luta muda a vida!
Movimentto Passe Livre São Paulo
.
.
SERIA BOM OS LÍDERES DO MPL VIREM A PÚBLICO ESCLARECER
.
.

Responder

lukas

22 de junho de 2013 às 17h04

Disseram q vão voltar…

Responder

Carlos Ribeiro

22 de junho de 2013 às 16h26

O MPL é sério? Penso que não!

“O MPL (Movimento Passe Livre) anunciou na manhã de ontem a suspensão, por tempo indeterminado, de novos atos na cidade de São Paulo depois da proliferação de protestos violentos pelo país. No final da noite, entretanto, o movimento recuou e divulgou nota afirmando que os atos vão continuar na cidade”

E agora,Azenha?

Responder

guto

22 de junho de 2013 às 15h38

Lucas vc conseguiu aquilo que o cansei não havia conseguido colocar a democracia em perigo, vc é realmente muito ingênuo.

Responder

José X.

22 de junho de 2013 às 12h49

Deveriam ser responsabilizados criminalmente por incitação a violência e vandalismo Mas estão na cama com a extrema-direita, por enquanto estão a salvo.

Responder

guru

22 de junho de 2013 às 12h06

Depois de várias tentativas frustradas de promover movimentos anti-governo, como o “Cansei”, por exemplo, decerto que a direita não ia perder esta oportunidade. Pegaram carona inicialmente e se apropriaram depois do movimento com a ajuda da midia golpista. O resultado foi o vandalismo geral, que agora vão imputar à esquerda.

Responder

    Flor de Ipê

    22 de junho de 2013 às 17h45

    Katia A BReu está no movimento de direita?

Luiz Moreira

22 de junho de 2013 às 11h45

Errado!
Agora era a hora de denunciar, nas ruas e sair com abaixo rede globo, abaixo imprensa canalha. Que venha a LEI DE IMPRENSA para punir estes CRETINOS. E obrigar os vendedores a ENTREGAR as edições, invadir as redações e mandar o DATENA tambem para a sua mãe, que não teve culpa de gerar um crápula, mas deveria ter envido-o par um reformatório.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding