VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Horário eleitoral começa com Russomano à frente de Serra em São Paulo


21/08/2012 - 09h42

do IG e Jornal do Brasil

Hoje às 05h32 – Atualizada hoje às 05h36

Datafolha: Russomanno lidera corrida à prefeitura de São Paulo

O candidato Celso Russomanno (PRB) apareceu, pela primeira vez, à frente de José Serra (PSDB) nas intenções de voto para a prefeitura de São Paulo, segundo pesquisa do Datafolha realizada nesta segunda-feira na capital paulista. Russomanno tem 31% das indicações, contra 27% de Serra. Tecnicamente, no entanto, eles permanecem empatados, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos para mais ou para menos, segundo informações da Folha de S.Paulo.

Este foi o último levantamento antes do início do horário eleitoral na televisão e no rádio, que começa nesta terça-feira. Na última pesquisa, realizada entre os dias 19 e 20 do mês passado, era justamente Serra quem estava 4 pontos na frente: o ex-governador tinha 30% das intenções de voto, contra 26% de Russomanno.

Em terceiro lugar aparece Fernando Haddad (PT), seguido de Gabriel Chalita (PMDB), Soninha Francine (PPS) e Paulinho da Força (PDT), com 8%, 6%, 5% e 4%, respectivamente. Por causa da margem de erro, todos estão tecnicamente empatados. Votos brancos e nulos somam 10%, enquanto 6% disseram não saber em quem vão votar.

De acordo com o Datafolha, as intenções de voto no candidato do PRB crescem desde o fim de 2011. Em dezembro, Russomanno tinha 16%, subiu para 19% em março, passou para 21% e 24% em dois levantamentos em junho e tinha 26% no mês passado. Já Serra oscilou durante o período: contava com 18% das intenções de voto em dezembro, subiu para 30% em março, aumentou para 31% em junho, e voltou para 30% em julho.

Encomendada pela Folha de S.Paulo, a pesquisa foi realizada no dia 20 de agosto, com 1.077 entrevistados, e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número SP-00362/2012.

Rejeição

Além de ser ultrapassado pelo adversário, José Serra vê seu índice de rejeição disparar. De acordo com o Datafolha, o tucano lidera por esse critério com 38% – era 32% em junho. Russomanno, por sua vez, tinha 11% em junho e agora tem 12%. Paulinho da Força e Soninha Francine têm 19%, Fernando Haddad tem 15% e Gabriel Chalita, 11%.

Na pesquisa espontânea, a que aponta a consolidação das intenções de votos e na qual o eleitor é convidado a responder em quem pretende votar sem a apresentação de um cartão com os nomes dos candidatos, Celso Russomanno chega a 15% das intenções de voto, contra 13% de José Serra.

Leia também:

Leandro Fortes: Os protetores do antijornalismo

Jornal mineiro descumpre ordem judicial e não publica direito de resposta do PT

Janio de Freitas: Apresentação das defesas fez ruir pretensas provas da acusação

Mino Carta: Que diriam Brizola e Ulisses de como ficaram seus partidos?

Rogério Correia: PSDB de Minas usou a polícia e a mídia para tentar cassar meu mandato

STF anula processo e reú vai responder na primeira instância

Marcos Coimbra diz que pesquisa Datafolha “parecia de encomenda”

Washington Araujo: Crônica da injustiça contra Luiz Gushiken





69 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marcos Coimbra: Pesquisas confirmam quadro previsível « Viomundo – O que você não vê na mídia

02 de setembro de 2012 às 10h51

[…] Horário eleitoral começa com Russomano à frente de Serra em São Paulo […]

Responder

Carta Maior: SP, caminho livre para a especulação imobiliária « Viomundo – O que você não vê na mídia

23 de agosto de 2012 às 11h25

[…] Horário eleitoral começa com Russomano à frente de Serra em São Paulo […]

Responder

Chacal

22 de agosto de 2012 às 18h18

Russomano na frente de Serra e o Haddad atrás dos 2…

beeeemmmmm atrás!

parabens São Paulo, q mostra mais uma vez, q não quer o PT nem pintado de Maluf…

rsrssrs

Responder

Altamiro Borges: Serra cai. Russomano que se cuide! « Viomundo – O que você não vê na mídia

22 de agosto de 2012 às 14h08

[…] Horário eleitoral começa com Russomano à frente de Serra em São Paulo […]

Responder

Maria Thereza

22 de agosto de 2012 às 11h03

É o russo, mano (não resisti). Pode ser cria de quem for, mas não é o serra e seus seguidores. Até as eleições muita água vai rolar e muito Lula vai aparecer. Se os paulistanos gostam da direita, nada podemos fazer. Depois de tudo que os demotucanos fizeram ao país, durante seus reinados, do que fizeram de maldade com a Dilma em 2010, deixar o serra na rabeira, não tem preço.

Responder

RicardãoCarioca

22 de agosto de 2012 às 10h40

Com todo o PiG tendo de dar mais atencão à condenacão do José Dirceu no mensalão, o Russomano ainda não experimentou os cachorros raivosos midiáticos do Cerra. Vamos ver se em 5 semanas a coisa muda. Tomara que não. Qualquer um, menos o mitômano indolente.

Responder

francisco.latorre

22 de agosto de 2012 às 10h15

corrida eleitoral.

tem psicopata ladrão.

e idiota televisivo.

e carola hipócrita. tipo opusdei light.

e a insuportável soninha.

e o insuportável paulinho.

show de horror.

haja.

..

deram corda. pro ridículo russomano. que vai de jânio.

e o careca maligno. vai apelar. chumbo grosso.

com sorte.. haverá destruição mútua.

e se houver sobrevivente.. a gente resolve.

..

ps. falta o haddad aprender a falar. rapidão.

..

Responder

    francisco.latorre

    22 de agosto de 2012 às 13h35

    opa. retificando.

    o cara foi bem demais no programa.

    e o discurso.. matou.

    ..

    vai ser fácil.

    e o maligno.. nem segundo turno.

    bom. demais.

    ..

M. S. Romares

22 de agosto de 2012 às 00h11

Esse Russomano parece ser o plano B da direitalha. Como não voto em SP, de longe dá a impressão de que ele é um Çerra um pouco mais educado. Mas somente isso. Confiabilidade quase nula.

Responder

Aline C Pavia

21 de agosto de 2012 às 23h46

Enquete do dia: em 2016, em que campanha Serra será novamente derrotado?
a) para síndico de prédio.
b) para presidente do Palmeiras.
c) para presidente do Conselho de Segurança da Mooca.
d) para diretor do asilo em que terá sido internado.
e) para guia turístico das Ilhas Virgens e Ilhas Cayman, onde seus parentes e ex-correligionários tucanos têm contas fantasmas e offshores.
f) todas as anteriores.

Responder

Marat

21 de agosto de 2012 às 22h52

38% de rejeição… isso é que é recorde, hein!?
“Ninguém gosta de mim… me dê seu ombro, PIG amigo!”

Responder

Marat

21 de agosto de 2012 às 22h51

O tal de Russomano que se prepare, pois a tropa de choque de trogloditas serristas vai atormentá-lo na internet…

Responder

FrancoAtirador

21 de agosto de 2012 às 22h50

.
.

Responder

Gerson Carneiro

21 de agosto de 2012 às 22h37

Na Medicina quando o assunto é “rejeição” os médicos usam o Çerra como exemplo.

Responder

FrancoAtirador

21 de agosto de 2012 às 22h32

.
.
Os tucanos não têm com que se preocupar.

Nas OlimPiadas Eleitorais de São Paulo

o candidato-atleta Serra irá para a repescagem

e ficará com a honrosa medalha de bronze.
.
.

Responder

Fabio Passos

21 de agosto de 2012 às 22h26

Responder

Regina Braga

21 de agosto de 2012 às 21h41

Cerra já é um vale…Vale de lagrimas ou Vale Vereador.

Responder

oziel f. albuquerque

21 de agosto de 2012 às 20h50

Estou feliz, porque o segundo turno será entre Addad e Rossomanno.

Responder

SILOÉ-RJ

21 de agosto de 2012 às 20h36

Breve!!! breve!!!
Estará cantando no programa “ÁUDIO E VÍDEO” do apresentador e amigo: Gilmar Mendes!!!
-MEU MUNDO CAIU…

Responder

FrancoAtirador

21 de agosto de 2012 às 20h15

.
.
Não sei por que, de uns anos pra cá,

Serra virou Candidato Cola-de-Cavalo:

Sempre crescendo pra baixo…
.
.

Responder

Marcio Leandro

21 de agosto de 2012 às 20h00

Não moro em Sampa, mas adoro ver o Serra desabando, não importa quem ganhe a eleição o importante é “ele” perder a eleição e o foro privilegiado por não ter cargo público, CPI da Privataria te aguarda.

Responder

Fabio Passos

21 de agosto de 2012 às 19h42

Nassif também analisa a derrocada do psdb em São Paulo e a possibilidade de segundo turno Russomano x Haddad:

“A possibilidade do segundo turno sem Serra”
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-possibilidade-do-segundo-turno-sem-serra


… A campanha de Serra agiu de modo inteligente escondendo o candidato até agora, na medida do possível, sabendo que cada aparição de Serra aumentaria seus índices de rejeição.

Mesmo assim, a rejeição continuou aumentando.

Há muitas possibilidades em jogo, mas apenas uma certeza: daqui para frente, cada dia a mais de campanha será sempre de menos para Serra.

Responder

Fabio Passos

21 de agosto de 2012 às 19h30

Análise corretíssima na Carta Maior:

“DEPOIS DE JÂNIO, PITTA E KASSAB, O QUE VEM AÍ?”
http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=6&post_id=1065


A desqualificação da política, sobretudo a demonização dos partidos progressistas pelo dispositivo midiático conservador, explicam em boa parte –e mais que em outros lugares– a recorrente ‘preferência’ do eleitorado de São Paulo, não só de classe média, pelo ‘líder independente’, o bonaparte engomadinho, aquele que, supostamente, a exemplo do que arrota de si próprio um dos jornais reprodutores dessa lógica, ‘não tem rabo preso com ninguém’. O analfabetismo político cultivado pela mídia é um dos desafios que as candidaturas progressistas terão que enfrentar corajosamente na propaganda eleitoral que começa hoje. A condição subalterna nessa largada dá ao PT, paradoxalmente, a liberdade para se livrar de enredos de faz de conta e, mais que nunca, pautar a disputa na principal trincheira do capitalismo brasileiro com propostas críveis de reforma urbana e socialização de recursos que devolvam ao voto, de fato, a dimensão de uma ferramenta relevante no cotidiano da população. A ver.

Responder

Gerson Carneiro

21 de agosto de 2012 às 17h51

Çerra é o mais preparado pra perder.

Responder

Fabio Passos

21 de agosto de 2012 às 15h48

O risco para serra é não chegar nem ao segundo turno…

E isto é o datafraude e o globope que registram.
Na verdade serra deve estar bem pior. rsrs

Responder

Apavorado por Vírus e Bactérias

21 de agosto de 2012 às 15h46

Se a Datafalha está dizendo que Pai Padim tem 26% dos votos é porque ele tem entre 16% e 18%.
Se fala que tem 38% de rejeição, deve estar pelos 48%.

Não vai dar nem para roubar nas maravilhosas urnas. Acreditamos que Pai Padim possa passar a mão em até uns 20% dos votos. Mesmo assim não ganha.

Conclusão: a Prefeitura não é mais de Pai Padim nem dos Demotucanos.
Agora falta o Governo do Estado.
Mas para dar certo, o PT tem que estar na Presidência, pois o próximo governador só vai receber o osso do Estado de SP, além da crise na Segurança Pública, que é um enorme poço de podridão.

Responder

Teco

21 de agosto de 2012 às 15h30

A corrida mal começou. O desespero ja é grande. Para nossa alegria ainda
vamos ver muita vergonheira e desistência nas alas dos tuco/demos È ligar
TV ou internet, e deleitar-se nestes dias até 07/10. Ser easquecido pelo
povo é uma coisa, mas poder mensurar o nojo que os eleitores dedicam ao
Vampiro, realmente é muito bom para a alma do brasileiro.

Responder

ZePovinho

21 de agosto de 2012 às 15h18

Quando os tucanos começaram a governar São Paulo,o estado detinha quase 50% da economia nacional.Hoje o estado tem 37% da economia brasileira.Oras!!!!!Continuem votando nos tucanos,paulistas!!!!!!!!!!!!!!!O Brasil agradece.

Responder

trombeta

21 de agosto de 2012 às 13h10

Serra já era, nem a enquete do portal IG salva ele.

hehehe…

Responder

Carlos Marins

21 de agosto de 2012 às 13h08

Tadinho do rapaz do Kit… nem aparece na foto.

Responder

    Aline C Pavia

    21 de agosto de 2012 às 21h55

    Espero que você tenha um filho gay, e que esse filho sofra bullying na escola e na rua, e depois cometa suicídio com 21 anos se jogando de uma ponte na frente de um caminhão.
    História verídica.
    Se o máximo que você consegue debater em política é apelando para essa conversa nojenta acerca do kit anti-homofobia do MEC, tenho pena de você. Mais nada. É mais um pombo que tenta jogar xadrez com o Kasparov – mas o máximo que consegue fazer é cocô no tabuleiro.

Ana Cruzzeli

21 de agosto de 2012 às 12h59

Minha nossa, o Datafolha está jogando todas as suas fichas no cabra Russomano. O cara foi tão vitaminado da ultima pesquisa para cá que deu na cara.
Mas pelos ultimos relatos vindo da provincia parece que a coisa não tem jeito mesmo. Eles agora estão usando a tática do rabo-preso
P.S. Eles são uns ¨jênios¨!!!´

Olha como pensam esses descerebrados que são chefiados por um Otavinho.
O Russomanno é zero quilometro, logo não tem o rabo preso, já o malvado do Haddad apesar de ser também zerado participou, estava sob as azas do demonio-corrupção

É mole??? Amadorismo tem hora e lugar

Todo o mundo sabe que o Haddad tem o rabo preso com Lula, Dilma e com esse pais que deu certo, ora bolas.

Coitado do Russomanno se depender do Otavinho.

Responder

Vinicius Garcia

21 de agosto de 2012 às 12h46

Tudo muito prematuro para refletir. Veremos o desenvolvimento maior agora que a campanha vai as TVs. A única coisa certa é a rejeição ao Serra, essa acho de difícil reversão (ainda bem!).

Responder

Marcelo de Matos

21 de agosto de 2012 às 12h10

Analisando a queda de Serra o UOL comenta que o motivo é que o horário eleitoral não havia começado. Será? Russomano tem prestígio porque é homem da TV: tinha programa na Record. Conta, também, com o eleitorado dos fiéis do Reino de Deus. Além disso defende o consumidor, aquele indivíduo massacrado no Brasil por indústriais, comerciantes, instituições financeiras, planos de saúde e governo. Poucos são os que defendem o consumidor. A mídia (aí incluído setor considerável da blogosfera) defende é o interesse de corporações, ou grupos financeiros, comerciais e industriais. Josias de Souza, porém, pondera: “Pela lógica, Russomanno deve cair e Fernando Haddad (PT), hoje com irrisórios 8%, tende a subir. Nessa hipótese, bastaria a Serra manter o desempenho atual para escorregar à segunda fase. A história mostra, porém, que o eleitorado de São Paulo, por ilógico, é dado a surpresas. Recorde-se, a propósito, os triunfos de Luíza Erundina e de Jânio Quadros. Vejamos!

Responder

Tiago Tobias

21 de agosto de 2012 às 11h23

A canção do Cerra: http://www.youtube.com/watch?v=v1PBptSDIh8

Responder

Bernardino

21 de agosto de 2012 às 11h04

Meu caro ROMANELL,nao é BRANCO e sim NULO:000+ Tecla VERDE,Branco contaria pra eles.Sua analise é perfeita sao todos pilantras até o PT. O s problemas de SAO PAULO so se resolvem tirando 3milhoes de automoveis das ruas isso so um cara honesto e guerreiro e nenhum desses aí toparia!!
São todos ligados as grandes corporaçoes,esta mais que claro que esta dira democracia representativa é regime fallido nolmundo inteiro.Quem a sustenta é a Midia-lixo-corporativa e o judiciaro corrompido!!

Responder

    Romanelli

    21 de agosto de 2012 às 12h10

    pois é, quem sabe um dia, um dia, um dia teremos a tão sonhada democracia direta PARTICIPATIVA, uma de idéias e compromissos, não ?

    essa de elegermos titiricas, popós e bob jefersons pra nos representar e NEM sequer nos dizer o que pensam e/ou se comprometem a fazer, sob pena de, já deu, não deu ?

    quanto ao dilema branco e NULO, será ?? ..conta o que e pra quem ? ..sei não, lembro que antes diziam que se X % cancelasse (ou desse branco) a eleição seria desconsiderada ..e depois veio uma turma dizendo que não era bem assim, que o protesto simplesmente seria ignorado, pra variar

    Sabe, outro dia morri de inveja dos ingleses ..primeiro que lá o voto é facultativo, um DIREITO, não um “dever” ..segundo que me disseram que lá vc pode votar DUA vezes (tipo 1a e 2a opção) ..sei que se aqui, HOJE, ficaria difícil escolher até de um, o que dirá dois, mas isso não deixa de ser interessante, e prova de que em termos de cidadania ainda temos muito o que aprender

    abrá

    André Dantas

    21 de agosto de 2012 às 14h27

    Na Inglaterra poderia ter mesmo esse negócio de votar na 1ª ou 2ª opção. Dá no mesmo, independentemente de quem ganhe o Governo é mesmo – neoliberal no plano interno e cão dos EUA no plano externo.

    MARCELO

    21 de agosto de 2012 às 16h07

    Na Inglaterra,existem três grandes partidos,e não dois.
    Lá não tem Levy Fidelix,PSTU,PCO e outras bobagens.

    André Dantas

    21 de agosto de 2012 às 20h33

    Marcelo, meu querido, a Inglaterra só tem 03 grandes partidos se você contar a Rainha como um. Na verdade a Inglaterra tem só um partido que responde por dois nomes diferentes…

    André Dantas

    21 de agosto de 2012 às 15h12

    Não existe diferença entre voto branco e voto nulo e nenhum dos dois serve para “protesto” nenhum.
    A Lei nº 9504/97, que estabelece normas para as eleições, determina o seguinte: Art. 2º Será considerado eleito o candidato a Presidente ou a Governador que obtiver a maioria absoluta de votos, não computados os em branco e os nulos.
    Ou seja, se você votou nulo ou branco apenas deixou que os outros determinassem quem dirigirá seu destino (seu emprego, seu salário, sua saúde, a educação da sua família, etc).
    De certa forma, seu voto nulo ou em branco favorecerá o candidato que está na frente, pois o aproximará mais dos 50%.
    É evidente que é um direito de qualquer um votar nulo, votar em branco, não ir nem lá e pagar multa ou até votar em Tiririca, o que não pode é pessoa se enganar ou enganar a plateia pensando que está “protestando”, porque o eleito pouco estará ligando se conseguiu o cargo com apenas 3 votos e ele vai governar do mesmo jeito. Esqueça essa história de “se todo mundo votar nulo acontece isso ou aquilo”, a começar pelo fato de que nem todo mundo votará nulo – pelo menos o candidato e os que serão beneficiados caso ele seja eleito (seus “correligionários”) votarão nele e pouco importará seu voto nulo ou branco.
    Falta-nos a ideia de cidadania, do que é participação popular, do que é participação política. A primeira coisa que devemos saber é no que acreditamos e no que queremos para nossa cidade, estado ou país. Isso é muito mais importante que qualquer eleição, mas quando chega a eleição veja qual dos candidatos mais se aproxima (ou está menos distante)do que você acredita e vota nele.
    Se você acredita que são todos iguais (é o discurso que mais agrada aos piores…), que nenhum partido merece seu voto, que dentro desse sistema nõ há muita solução (no que concordo…) saiba que existem milhares de pessoas que pensam como você e, de um jeito ou de outro, tentam mudar essa realidade e você pode procurar as que mais se identificam com o que você pensa.
    Por fim, o que não dá é pra gente votar nulo ou branco e pronto, dizer “fiz a minha parte”, “protestei” e culpar o resto do mundo pelos problemas causados pelos eleitos.
    Forte abraço.

    Rodrigo Leme

    21 de agosto de 2012 às 17h15

    O dia que uma das opções da urna for “nenhum deles, refaçam a eleição com novos candidatos” a coisa muda. Hoje, escolher prefeito em SP é a arte da roleta russa, só que a arma tem todas as 6 balas.

    Julio Silveira

    21 de agosto de 2012 às 19h23

    Essa é boa,rsrsrsrsrs.

Carlos Ribeiro

21 de agosto de 2012 às 10h35

Já ví esse filme. Serra 36%, Dilma 2%. Aí, um certo barbudo entrou de cabeça na campanha. Deu no que deu. Haddad vai deixar esses dois comendo poeira.

Responder

    Carlos Marins

    21 de agosto de 2012 às 12h50

    Lula já ganhou o que em São Paulo? quantas elições majoritárias Lula ganhou em São Paulo e quem Lula já elegeu aqui? sabe de alguém?

    Aline C Pavia

    21 de agosto de 2012 às 22h16

    Nas últimas três eleições a presidente.

    renato

    22 de agosto de 2012 às 00h51

    Quem sabe você não conheça o barbudo, ele está de bigode e chapéu Panamá ( que não é do Panamá).Por isto o seu comentário desinformado.

Romanelli

21 de agosto de 2012 às 10h22

pior que tá assim,

Russomano sempre foi parceiro e cria de P.Maluf ..o distanciamento deste, mais como estratégia política, ocorreu só nos últimos tempos

Por sua vez Maluf empregou e caminhou com Pitta, que iniciou Kassab, que apoiou Serra, que lançou Kassab, que teve apoio de Russomano e Maluf por todos estes anos

ou seja, e agora, a dita opção, Haddad, é lançado por LULA que recebe apoio de Maluf tb

cara, isso não é política, é PARTILHA

tô fora, VOTO BRANCO, a unica bandeira, a esta altura, que não esta suja de lama

Responder

    Marcelo de Matos

    21 de agosto de 2012 às 11h37

    Amigo: está parecendo que você está ressentido, ou decepcionado, com a queda do Serra.

    Romanelli

    21 de agosto de 2012 às 12h25

    verdade, agora não preciso mais bater nele

    abrá

    re re re

    http://www.youtube.com/watch?v=zlab_bAtD5U

Francisco

21 de agosto de 2012 às 10h18

Se o Serra continuar assim vai cair para a segunda divisão – ops.: para a série B.
E olha que a Soninha Francine, ambientalista que fez o que fez com o Parque da Água Branca, está apoiando o sujeito!

Responder

    Marcelo de Matos

    21 de agosto de 2012 às 11h35

    O que a Soninha fez com o Parque da Água Branca que não estou sabendo? Pelo que sei foi a ex-primeira-dama, esposa do vice em exercício Alberto Goldman, que fez melhorias no parque. A Soninha era “superintendente” da Sutaco, uma autarquia municipal voltada para o artesanato. Afinal, ela é artesã ou ambientalista? Pano rápido, como diz o doutor Fanganiello: a MP estadual tratou de impedir a conclusão da reforma do parque, que deveria conservar “sua vocação agro-pastoril”. Agora tem sempre um funcionário despejando um saco de quirela de milho para pombas e garnizés. Os caras são sem noção.

    Marcelo de Matos

    21 de agosto de 2012 às 11h52

    Eu quis dizer: o MP (Ministério Público Estadual).

Tiago Tobias

21 de agosto de 2012 às 10h17

Que ganhe o demônio, mas não ganhe o Serra!

Responder

    Vlad

    21 de agosto de 2012 às 13h04

    Apoiado.

Jose Mario HRP

21 de agosto de 2012 às 10h15

Chega é de Cerra e picolé de chuchu!
O Haddad?
Seria bom prefeito sim!
Mas o acordo entre PT e Russomano é quem for ao segundo turno será apoiado pelo outro.

Responder

    Marcelo de Matos

    21 de agosto de 2012 às 11h41

    Será que existe mesmo esse acordo? Se for verdade, e se a transferência de votos for assim automática, acho ótimo. Serra, como dizia Getúlio, deixará a política e entrará para a história. Que história eu não sei.

Cesar

21 de agosto de 2012 às 10h06

Maluf, Pitta, Serra, Kassab, Russomano… Pobre São Pualo, pobre paulista!

Responder

    Marcelo de Matos

    21 de agosto de 2012 às 11h48

    São Paulo é uma cidade cosmopolita. Temos aqui colônias das mais diversas nacionalidades: árabes, judeus, italianos, portugueses, orientais. Todos têm o direito de votar e ser votados. Maluf fez tantas obras em São Paulo quanto o festejado Faria Lima. Dizem que Maluf, Pitta e Kassab desviaram recursos públicos. Pelos outros você colocaria a mão no fogo? Se alguém desviou recursos e não está preso nós não podemos fazer nada. Não podemos saber quem desviou recursos, mas, podemos constatar facilmente quem fez mais obras públicas. Maluf apoia Haddad? Ótimo – tomará que ele vença.

    MARCELO

    21 de agosto de 2012 às 13h22

    Os petistas ficaram com raiva sobre o apoio do Maluf ao
    Haddad.Então,estão fazendo um voto util não a favor do
    Russomano,mas contra o Serra.

Wladimir

21 de agosto de 2012 às 09h50

O Serra não vai para o segundo turno! Em primeiro lugar está a rejeição dele com 38% e em segundo o Russomano com 31%; assim ele perde para sua rejeição e para o Russo, e está fora do 2º turno pela “pesquisa” do Datafalha! Kkkkkkk

Responder

Mardones Ferreira

21 de agosto de 2012 às 09h49

O datfalha rendeu-se ao óbvio! O povo de São Paulo não tolera o tucano protagonista da privataria.

E que venha o horário eleitoral caríssimo para que sejam expostas todas as falcatruas registradas no Privataria Tucana.

Não é à toa que o PIG está tentando desmoralizar o horário eleitoral, que não é gratuito!

Como diz Paulo Henrique Amorim, sem o PIG, o PSDB não passaria das margens do Rio Tietê.

Responder

Willian

21 de agosto de 2012 às 09h46

Sem querer ser chato, mas mais importante do que Russomano estar à frente de Serra, é que os dois estão à frente de Haddad. São Paulo, parece, estar salva!

Responder

    Francisco

    21 de agosto de 2012 às 10h15

    Chato. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    sandro

    21 de agosto de 2012 às 10h35

    Oinc!oinc! Oinc!

    Wladimir

    21 de agosto de 2012 às 11h08

    Não Willian (Bonner ou Waack, quem sabe?!), o mais importante é que o Serra está fora do páreo, em terceiro lugar! Em primeiro está a rejeição dele, com 38%, segundo o Datafolha (o Datafolha!!!); e em segundo o Russomano! Serra só vem depois, em 3º!

    Darcy Brasil Rodrigues da Silva

    21 de agosto de 2012 às 13h31

    Você não é chato! Assuma-se ideologicamente, coragem!: você é apenas um simpatizante da direita.

    Willian

    21 de agosto de 2012 às 17h30

    Exato. Você, pelo visto, é simpatizante da esquerda?

    FrancoAtirador

    21 de agosto de 2012 às 22h24

    .
    .
    A EXTREMA DIREITA SE APODEROU DE SÃO PAULO
    .
    .
    “Pretos, Pobres e Periféricos (3 Ps):

    Essa é a sigla da nossa política de extermínio”

    Em entrevista à Carta Maior, o professor Adalton José Marques, mestre em Antropologia Social e pesquisador na área de Segurança Pública, fala sobre os problemas vividos nesta área em São Paulo e critica a postura conservadora e maniquéísta presente na atual política implementada no Estado e na capital.
    A principal vítima desta política, destaca, são trabalhadores, pobres e moradores de periferia, confundidos e ou associados com bandidos.
    Caio Sarack

    Carta Maior – De que forma você enxerga os acontecimentos de extermínio na periferia desde maio deste ano (média de 11 mortos por dia)?

    Adalton José Marques – São intoleráveis. Estão claramente ligados à “guerra” entre “ladrões” e polícia, bem como aos grupos de extermínio que aterrorizam as periferias, apesar de o governo negar a existência de relação entre as dezenas de execuções que vêm se somando. Nessa conta somam-se criminosos, policiais e civis assassinados. Estes últimos, em esmagadora maioria, são “trabalhadores”, “pobres”, moradores de periferia, confundidos e/ou associados com “bandidos”, seja pelo modo como “gingam” (têm “estilo de maloqueiro”), pelas roupas que usam (têm “estilo PCC”), pela cor “preta” ou “parda” de suas peles (têm a “cor da criminalidade”), e claro, pelas “quebradas” em que transitam (andam por onde passa o “crime”).

    Carta Maior – Na própria periferia há respostas diversas sobre os responsáveis pelos ataques e assassinatos. Esse tipo de conduta (extermínio, toques de recolher etc.) são características que podem denunciar o responsável?

    Adalton José Marques – Há muitos acontecimentos em jogo e a periferia não emite uma resposta em uníssono. Pelos cantos que atravesso se fala de acontecimentos que envolvem “ladrões”, policiais em serviço e grupos de extermínio. Também se fala de acontecimentos forjados. É uma “guerra”, dizem.

    Carta Maior – O que você acha da cobertura midiática sobre o assunto? Ela toca em informações cruciais ou peca por não o fazer?

    Adalton José Marques – A grande mídia paulista é majoritariamente peessedebista. Corrobora os passos do governo. Não cobre a divergência que parte das periferias. A grande mídia é submissa ao governo.

    Íntegra em:

    http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=20747


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding