VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

A condenação de José Dirceu a 11 anos de prisão


12/11/2012 - 16h13

12/11/2012 – 15h47
Dirceu é condenado a quase 11 anos de prisão por crimes no mensalão

DE BRASÍLIA

Folha.com

O Supremo Tribunal Federal estabeleceu ao ex-ministro José Dirceu, penas que, somadas, chegam a 10 anos e 10 meses de prisão. A multa aplicada é de R$ 670 mil.

Pela legislação, Dirceu terá que cumprir parte de sua condenação na prisão. A lei estabelece que penas acima de 8 anos devem ser cumpridas inicialmente em regime fechado.

Por formação de quadrilha, Dirceu foi condenado a 2 anos e 11 meses de prisão. Pela corrupção ativa pela compra de apoio político no início do governo Lula (2003-2011), ele pegou 7 anos e 11 meses de cadeia, além de multa de R$670 mil.

A maioria dos ministros acompanhou o voto do relator, Joaquim Barbosa. No julgamento, a ministra Cármen Lúcia foi voto vencido, mas chegou a defender 3 anos, 9 meses e 15 dias por corrupção.

Para a definição da punição do petista, o relator levou em conta seu cargo ocupado na época e disse que ele se aproveitou do posto para esconder as práticas criminosas e se encontrou na Casa Civil para dar andamento ao esquema.

“O réu deveria ter executado de forma política e republicana o cargo”, disse Barbosa. “Dele era a função de manter as relações harmônicas entre os poderes do Estado”, completou.

Barbosa disse ainda que em seu voto Dirceu escolhia quem recebia propina e teve condutas reprováveis.

Homem forte do primeiro mandato do governo Lula, ele foi tratado pelo Ministério Público como o “chefe da quadrilha”, agindo sempre “entre quatro paredes, dentro do palácio presidencial”.

Quando foi condenado, Dirceu divulgou uma nota em que acusou o tribunal de ameaçar a democracia e puni-lo “sem provas”.

“Minha geração, que lutou pela democracia e foi vítima dos tribunais de exceção, especialmente após o AI 5, sabe o valor da luta travada para se erguer os pilares da nossa atual democracia. Condenar sem provas não cabe em uma democracia soberana.”

*****

INJUSTA SENTENÇA

Dediquei minha vida ao Brasil, a luta pela democracia e ao PT. Na ditadura, quando nos opusemos colocando em risco a própria vida, fui preso e condenado. Banido do país, tive minha nacionalidade cassada, mas continuei lutando e voltei ao país clandestinamente para manter nossa luta. Reconquistada a democracia, nunca fui investigado ou processado. Entrei e saí do governo sem patrimônio. Nunca pratiquei nenhum ato ilícito ou ilegal como dirigente do PT, parlamentar ou ministro de Estado. Fui cassado pela Câmara dos Deputado e, agora, condenado pelo Supremo Tribunal Federal sem provas porque sou inocente.

A pena de 10 anos e 10 meses que a suprema corte me impôs só agrava a infâmia e a ignomínia de todo esse processo, que recorreu a recursos jurídicos que violam abertamente nossa Constituição e o Estado Democrático de Direito, como a teoria do domínio do fato, a condenação sem ato de ofício, o desprezo à presunção de inocência e o abandono de jurisprudência que beneficia os réus.

Um julgamento realizado sob a pressão da mídia e marcado para coincidir com o período eleitoral na vã esperança de derrotar o PT e seus candidatos. Um julgamento que ainda não acabou. Não só porque temos o direito aos recursos previstos na legislação, mas também porque temos o direito sagrado de provar nossa inocência.

Não me calarei e não me conformo com a injusta sentença que me foi imposta. Vou lutar mesmo cumprindo pena. Devo isso a todos os que acreditaram e ao meu lado lutaram nos últimos 45 anos, me apoiaram e foram solidários nesses últimos duros anos na certeza de minha inocência e na comunhão dos mesmos ideais e sonhos.

José Dirceu

Leia também:

Jurista alemão adverte sobre o mau uso de sua “Teoria do Domínio do Fato”

Patrick Mariano: Decisão do ministro Joaquim Barbosa viola a Constituição e as leis vigentes

José Dirceu acusa Joaquim Barbosa de “populismo jurídico” e diz que “não estamos no absolutismo real”

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



125 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

FrancoAtirador

13 de novembro de 2012 às 14h17

.
.
As algemas para Dirceu ficarão guardadas a 45 chaves

na bancada do Jornal [Trans]Nacional da Rede Globo

até a véspera do segundo turno da eleição de 2014.
.
.

Responder

Maria Libia

13 de novembro de 2012 às 11h36

A atitude exercita pelo juiz JB, contra o Enrique Ricardo Lewandowski, para quem o conhece, já era conhecida. Como disse Eros Gráu-ex-ministro do STF,numa discussão com o JB:” Para quem batia na mulher, não seria mais estranho que batesse em um velho também “.

Responder

Jose Mario HRP

13 de novembro de 2012 às 11h11

É natural certo tipo de gente se alegrar com posturas ditatoriais de qualquer tipo de autoridade em qualquer tempo, mas temeroso vai ficando o destempero, a arrogancia e a mentalidade absolutista de Joaquim Barbosa.
O país terá problemas ano que vem que fatalmente baterão a porta do STF, coisa dos royalties do petróleo, o codigo florestal, e alguns outros temas bem controversos.
E o nosso tribunal maior estará repleto de juizes menores, alguns com grandes problemas nas sabatinas do Senado, outros com visíveis problemas pessoais a interferir no seu comportamento e mais ainda , rixas entre os próprios ministros, sem contar o olhar politico nas analises de alguns!
Estou muito preocupado…..
Alguém mais?

Responder

    nina rita de cássia

    13 de novembro de 2012 às 12h12

    Preocupados, como brasileiros, todos estamos, após assistirmos ao inacreditável “julgamento” da ABERRAÇÃO PENAL 470. Fomos todos afrontados: todos democratas, todos eleitores, todos parlamentares, todos políticos, todos publicitários, todos bancários, todos advogados, todos intelectuais, todos funcionários públicos etc. Enfim, os pequenos moralistas, anões do judiciário, não pouparam ninguém, exceto os tucanos privatas, mensaleiros e compradores de votos, os contraventores, os assassinos, os doleiros, os traficantes, os colegas que constam nas listas de recebimento de dinheiro, os PGRs engavetadores, os pseudo jornalistas, os opus dei, o pseudo banqueiro e que tais.

    Mas, neste momento, a indignação é contra o PT, que, exibindo postura pusilâmine, ostenta, com seu silêncio, a culpa que os condenados não têm. Lula se cala, após ter indicado um Inquisidor da Ditadura para julgar seus companheiros. E a presidenta, sempre ocupada, como gerente da nação, nada tem a dizer, enquanto os BOUSSONAROS TOGADOS agem livremente, destilando veneno, ódio e maledicência para todos os lados. Com seus DISCURSOS FALSO-MORALISTAS vilipendiam tudo que é sagrado, pondo abaixo tudo que é moral e ético, assim declaram que o poder está vago, e se preparam para governar, juntamente com aqueles protegidos.

    Parabéns aos senador ROBERTO REQUIÃO. Parabéns Meritíssimo Juiz Enrique Ricardo Lewandowski, e, por que não ? Parabéns Fernando Collor de Melo, seja lá qual for sua intenção, está valendo seu trabalho.

    Bonifa

    13 de novembro de 2012 às 16h28

    É o que já dissemos, por incrível que pareça, o “PT” está morrendo de medo do próprio PT.

Jose Mario HRP

13 de novembro de 2012 às 10h57

Diante de mais essa estupidez de Joaquim Barbosa, ou o Congresso inicia um processo de investigação da condição mental/psicológica dele ou teremos um tempo muito difícil pela frente com esse monarca absolutista no comando do STF!
Está ficando inaceitável/insuportável seu comportamento ridículo!

Responder

lord jim

13 de novembro de 2012 às 10h53

mesmo os grandes homens podem ser destruídos por insetos..é só ler Maiacovsky, O Percevejo

Responder

Julio

13 de novembro de 2012 às 10h38

Forca Jose Dirceu e Genoino, a nova luta que comeca agora è contra o lobo em pele de cordeiro.
Chegou a hora do povo lutar ao lado de seus herois.
Avante PT, avante povo brasileiro, vamos derrotar o pig e essa oligarquia compostos por Fascinoras Hipocritas e Canalhas.

Responder

    Betopernambuco

    12 de dezembro de 2012 às 23h54

    E’ INACREDITA’VEL COMO UM POVO E’ TAO IRRESPONSA’VEL COM SEU PAI’S. TEMOS VISTO QUE ESCANDALOS COMO NUNCA VISTO EM NOSSO PAI’S, SEMPRE PARTINDO DESSE PARTIDO POLI’TICO CRIMINOSO, O PT. E VEMOS PESSOAS AINDA APOIANDO ESSA PRESIDENTE COMUNISTA, QUE TIRA DINHEIRO DA SAUDE’ DINHEIRO NOSSO PARA A ASSASSINOS COMO O FIDEL CASTRO. ESSA PRESIDENTE QUE APOIA GRUPOS CRIMINOSOS COMO O MST E O GRUPO TERRORISTA A FARC QUE BOTA BOMBA ATE’ EM ESCOLAS,,,COM CLARA INTENCAO DE DESAPROPRIAR BENS CONSEGUIDOS COM MUITO SUOR. TUDO COM A INTENCAO DE IMPOR O COMUNISMO NO BRASIL. AGREDINDO A FAMI’LIA E A RELIGIAO COM APOIO A GRUPOS DEPRAVADOS E PROMI’SCUOS COMO O MOVIMENTO GAY QUE TANTO TEM ESPALHADO A AIDs E HEPATITE. LULA E’ O MAIOR CANALHA QUE A POLI’TICA VOMITOU,QUE AGORA TA COMECANDO A SE EXPOR,,,E MESMO ASSIM TEM PESSOAS OS APOIANDO ATRA’S DE ESMOLAS QUE CUSTARAO MUITO CARO DEPOIS. TODOS VOCES DA MI’DIA OU NAO, QUE DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA ESTAO APOIANDO ESSES CRIMINOSOS DA PRESIDENCIA,ESTAO SENDO TRAIDORES DE NOSSO PAI’S

FrancoAtirador

13 de novembro de 2012 às 10h16

.
.
Barbosa inverte ordem para antecipar condenação de petistas

Por Najla Passos, na Carta Maior

O relator da ação penal 470, Joaquim Barbosa, inverteu a ordem do julgamento para garantir que as lideranças petistas tivessem suas penas fixadas antes da aposentadoria compulsória do presidente do STF, Ayres Britto, no próximo domingo (19).

Na semana passada, Barbosa havia afirmado que julgaria, hoje (12), o “núcleo financeiro”do esquema, formado por ex-dirigentes do Banco Rural.

O “cronograma” foi pautado por todos os veículos de comunicação.

Os advogados dos réus do núcleo político sequer estavam presentes à sessão.

O revisor, Ricardo Lewandowski, criticou a mudança e seu consequente prejuízo para o direito à ampla defesa. “Toda hora o senhor traz uma surpresa”, afirmou.

Foi acusado pelo relator de “obstrução do processo”.

Em protesto, Lewandowski se retirou do plenário.

O julgamento prosseguiu sem a presença do revisor, que não votaria nas dosimetrias de Dirceu e Genoíno, por tê-los absolvido.

O impasse se tornou real quando, para prosseguir, os ministros precisariam da presença de Lewandowski para apenar Delubio.

A sessão foi suspensa e, após intensa negociação do presidente do STF, Ayres Britto, o revisor aceitou voltar.

“Eu tenho que me cumprimentar – cumprimentar a mim mesmo – pelo retorno do ministro Ricardo Lewandowski, que reassume seu imprescindível papel de revisor deste processo”,
afirmou ele, deixando claro que Barbosa não retirou a acusação de obstrução contra o relator.

Íntegra em:

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=21247

Responder

Jose Mario HRP

13 de novembro de 2012 às 09h50

A questão das multas é bem elástica.
O não pagamento implicaria em ter o nome inserido na dívida ativa da união, ou talvez na penhora de algum bem.
Não mata ninguém.
Cumprir um ano e 09 meses de cadeia em Tremembé não mata também.
E nem derruba presidente eleito.
Se é que me entendem aqueles que viram seu candidato derrotado nas tres últimas eleições presidenciais.

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 10h52

    E por falar nisso, uma vez anulado esse julgamento, como é que vai ficar a questão da indenização por danos morais? Quem vai pagar? A União, como sempre? Ou o StéFão vai ter de fazer vaquinha pra dar conta do recado?

Eunãosabia

13 de novembro de 2012 às 09h43

Perdeu Jogador!

Responder

Fabio Passos

13 de novembro de 2012 às 09h34

Ao invés de promover a Justiça o stf se tornou um anexo do PiG.
Os covardes togados cumprem as ordens que receberam da casa grande.

Responder

Opus Dei

13 de novembro de 2012 às 09h02

OS MALOQUEIROS SE SENTEM TRAÍDOS

Merval queria trinta anos de cadeia para o Dirceu, Octavinho quer que o DIRCEU cumpar pena junto ao Marcola, num PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA. O primeiro já foi traído, o segundo ainda tem esperança.

Responder

nina rita de cássia

13 de novembro de 2012 às 08h59

FREI BETO é co-autor de tudo isso. E fica bem quieto. Não se manifesta, após ter indicado ESSA PESSOA ESTRATÉGICA. Por que não se manifesta ?

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 10h59

    Estratégica?!! Hora de rever o conceito; senão isso, a engenharia política aplicada terá sido montada em equações, cujo entendimento, cujo domínio, só se revela aos raros.

    __________________________

    Seja como for, pensar, supor e teorizar não faz mal a ninguém.

    nina rita de cássia

    13 de novembro de 2012 às 15h29

    Não. Não me refiro à estrategia militar, estrito senso, mas no que resultou estratégico no desenrolar dos fatos. Você há de concordar que essa pessoa foi a que veio de fora, da promotoria, e como tal se comportou o tempo todo, nunca chegando a assumir o papel de juiz propriamente dito. Posição que seria constrangedora para os outros, já vistos como juizes há alguns anos. Ocupou um papel decisivo: narrar para os outros. Antes já havia decidido julgar também os réus não políticos naquela côrte, inovando ( ! ), e subtraindo direitos. Depois, ao construir a narrativa, manipulou as informações como quis, de modo original, surpreendente. Tendo ficado difícil para o revisor revisar. Fatiou, e organizou um modo de julgamento no qual os _ atos criminosos _ foram deixados de lado. Não se discutiu se houve ou não compra de votos, ele DECIDIU que houve, narrou com fartura de adjetivação no lugar das PROVAS. Ficou subsumido nos autos as provas da dúvida, e, nem sequer se chegou ao “in dubio pro reo”, direito constitucional dos réus, também subtraído. Foram deliberadamente ignorados vários depoimentos de parlamentares, de todos partidos, que afirmaram nunca terem ouvido falar de tal. Tudo engendrado que cabeça dele. A meu ver, ele fez o trabalho sujo, para os outros, que puderam se limitar a dizer, candidamente, “voto com o relator”. Quando uma ovelha desgarrada discordava ele as questionava, um por um, obrigando-lhes a justificar a discordância, de modo constrangedor, como se lhe fizessem uma ofensa pessoal. Foi como se estivéssemos num JURI, com o promotor o tempo todo a lembrar, a dramatizar, a adjetivar com os juardos que NÃO LERAM OS AUTOS, só o sabiam por sua própria versão. Claro que sua participação foi estratégica. Quem mais faria isso ? Juizes, propriamente ditos, têm suas vaidades, não se prestariam a tal papel, não sujariam tanto as mãos, torcendo os fatos dos autos, enredando-os subjetivamente. No máximo fariam o que fizeram mesmo, acrescentar, torcer as leis em favor de suas ideologias, como essa do “domínio do fato”, na qual foram contraditados pelo próprio autor, que viu sua teoria usada de modo inadequado.

    nina rita de cássia

    13 de novembro de 2012 às 15h58

    Outra coisa senhor, conheço, sim, um ser bem raro, ao qual a engenharia política não escondia segredo algum. Karl Marx. Esse senhor destrinchou fatos políticos seus contemporâneos em artigos diários, compilou-os num livro “Os 18 Brumário de Luiz Bonaparte”, inquestionado até hoje. Não ouso me comparar a este grande mestre da lógica, mas acho que quem procura a verdade tem boas chances de achá-la.

    francisco.latorre

    13 de novembro de 2012 às 22h15

    personagem. estratégico.

    ator. perfeito pro serviço. sujo.

    ..

Marcelo de Matos

13 de novembro de 2012 às 07h47

Não vou comentar a condenação dos petistas sob o prisma ético, ou da justiça. Ater-me-ei a seu aspecto didático. Não é só nos livros que se aprende, embora eles sejam fundamentais. Tenho dito que alguns comentaristas, máxime os de tendência psolista ou análoga, têm dificuldade em entender a dinâmica do estado capitalista. Perguntam por que Dilma não corta a verba publicitária do PIG e outros questionamentos igualmente simplórios. A resposta é: contra a força não há argumentos. Nossos colegas advogados são pródigos em referir-se ao chamado “estado democrático de direito”. Na verdade, o estado é sempre estado, mas, nem sempre é democrático e de direito. Não é democrático quando decide condenar petista e não petistas e tucanos; não é de direito quando atropela a disciplina com teorias teutônicas como a do “domínio do fato”, retirada do baú por rábulas que arranham o idioma de Goethe. O estado, segundo outro alemão, Max Weber, tem o monopólio da violência legítima. Além de “legítima”, seletiva, diríamos nós. Por que só os petistas?

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 18h08

    Pois é, Marcelo, e com o devido respeito, lhe diria que a realidade política no Brasil é tão complexa, tão incomum, tão singular, e às vezes tão esdrúxula, que é possível, sim, admitir-se um “estado de fato” ou simplesmente estado capitalista – ou burguês, como queira – covarde e convenientemente travestido de Estado Democrático de Direito.

    _____________________
    Ou, não?

Messias Franca de Macedo

13 de novembro de 2012 às 07h45

O PIGolpista É RÁPIDO NO GATILHO!…

Atônita [e em polvorosa] em decorrência das repercussões devastadoras das declarações do eminente jurista e formulador da ‘teoria do domínio do fato’, eminente jurista alemão Claus Roxin, o PIGolpista, durante ‘o silêncio revelador’ do domingo (11/11/12), reunido na madrugada das masmorras das redações acionou a mudança do rito processual via o ministro relator Joaquim Barbosa – surpreendendo até mesmo a estátua à frente do prédio do “supremoTF” (sic) e ao ministro revisor o doutor Ricardo Lewandovski -, ‘espetacularizou’ a dosimetria dos condenador do tal núcleo político nos telejornais e páginas eletrônicas durante à noite de 12/12/12 e, na manhã de hoje (13/11/12), abusou da inclemência e do habitual e abjeto assassinato de reputações, senão vejamos esta estúpida manchete:
‘Presídio [de segurança máxima] do interior de SP é destino mais provável de Dirceu’
13/11/2012 – *03h00
CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1184682-presidio-do-interior-de-sp-e-destino-mais-provavel-de-dirceu.shtml

EM TEMPO DE GOLPISMO MIDIÁTICO: dileto(a) leitor(a), atente(m) para o horário em que foi postado ‘o atestado criminoso’: 03h00 do dia 13/11/12! Síndrome dos notívagos golpistas! E por falar em natureza notívaga, lembrei-me do José (S)erra Rossi MalaFALSA!… São ‘as plausibilidades’ passíveis dos ‘domínios dos fatos’!…
… O golpismo – cujos objetivos estão para além do simples(!) assassinatos [seletivos!] de reputações – continua sendo, ardilosamente, engendrado, televisionado e por outros mecanismos, midiáticos ou não!..

EM TEMPO: AS RUAS, GUETOS, AVENIDAS, BECOS… ESPERAM – E CLAMAM -, ANSIOSOS, POR VOZES! OU ACEITAREMOS SERMOS O PARAGUAI E/OU A HONDURAS DA VEZ?!…

República da DIREITONA OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista eterna, MENTEcapta, aloprada, alienada, histriônica, impunemente terrorista, antinacionalista, golpista de meia-tigela corrupta… (“elite estúpida que despreza as próprias ignorâncias”, lembrando o enunciado do eminente pensador uruguaio Eduardo Galeano)

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Henrique

13 de novembro de 2012 às 07h44

COVARDES!!!!!! Onde estão os deputados e senadores do PT? Porque estão quietos! Porque não abrem a boca. COVARDES!!!!! Se espelhem no Senador Fernando Collor de Melo e no Senador Roberto Requião, que não são do PT mas estão lutando, brigando contra as injustiças. Onde estão os deputados e senadores do PT??? ONDE?????? Saiam de suas tocas bando de COVARDES, enfrentem o que está acontecendo. Vocês não são dignos do Zé Dirceu e do Genoino! Vocês são COVARDES!!!!! Presidentes Lula e Dilma, vocês estão rodeados de COVARDES!!!!!!!!!

Responder

    Zezinho

    13 de novembro de 2012 às 11h50

    “Se espelhem no Senador Fernando Collor de Melo”

    essa foi boa.

Antonio

13 de novembro de 2012 às 07h31

NA FOLHA, O DESEAJO DO SEU DONO

Octavinho, o escrotinho: “Presídio do interior de SP é destino mais provável de Dirceu”

Ou: Dirceu é o novo Marcola paulistano.

Presídio do interior de SP é destino mais provável de Dirceu

Publicidade

DE BRASÍLIA
DE SÃO PAULO

Condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a dez anos e dez meses de prisão, o ex-ministro José Dirceu tem como destino mais provável UM PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA no interior de São Paulo, Estado onde tem residência atualmente.

Olha , senhores juízes , o Ocatvinho está dizendo que o DIRCEU é um perigoso bandido pois é o PROVAVELMENTE o responsável por tudo o que o MARCOLA está fazendo em São Paulo com o Alckmin.

Responder

Marcelo de Matos

13 de novembro de 2012 às 07h28

O PIG vive momentos de glória, anunciando que Dirceu cumprirá pena em presídio de São Paulo. Vale, é claro, o escracho: “Por abrigar condenados de crimes de grande repercussão, o complexo de Tremembé é conhecido como “Presídio de Caras”, referência à revista de celebridades Caras”.

Responder

Opus Dei

13 de novembro de 2012 às 07h14

SERRA CONTRA MINAS, AÉCIO QUE SE CUIDE
(O Octavinho se esqueceu da privataria tucana)

247 – Assim como o jornal O Globo, a Folha de S. Paulo também passou a definir a Ação Penal 470 como um “Julgamento para a história”. Com este título, o jornal de Otávio Frias Filho aponta num editorial de primeira página o surgimento de um novo país, mas diz que só haverá razões para celebrar se, no futuro, o rigor utilizado contra o PT vier a se tornar a regra – e não a exceção. “Outros casos, a começar pelo das relações de Marcos Valério com o PSDB de Minas Gerais, terão de ser examinados sem demora.”

Ou seja: segundo o texto, pau que bate em Chico também deve bater em Francisco. Mas será que isso ainda é possível? O chamado “mensalão petista” ocorreu de 2003 a 2005 e as condenações estão colocadas. O “mensalão tucano” ocorreu em 1998 e ainda não foi nem sequer relatado – a esse respeito, o ministro Joaquim Barbosa já havia apontado o desinteresse dos meios de comunicação.

Mais grave ainda, o caso de Minas Gerais já beneficiou com a prescrição o então coordenador de campanha de Eduardo Azeredo, Wafrido dos Mares Guia, com a prescrição, em razão dos seus 70 anos, prestes a ser completados. Além disso, o inquérito, diferentemente do que atingiu o PT, foi desmembrado. Azeredo é réu no Supremo, mas outros réus caíram em primeira instância. E o mais grave de tudo é que o autor da denúncia, Antonio Fernando de Souza, ex-procurador-geral da República, ignorou os nomes de 79 políticos que receberam recursos do valerioduto tucano em 1998. A denúncia foi feita pelo próprio advogado Marcelo Leonardo, que representa Valério e disse ter apresentados até recibos de depósitos bancários. Segundo Leonardo, o ex-procurador considerou que, no caso do PSDB, houve “caixa dois eleitoral”, um crime já prescrito – a não mensalão.

Responder

    Zezinho

    13 de novembro de 2012 às 11h48

    Porque vcs insistem nessa ladainha?

    O processo contra o mensalão tucano só foi protocolado 2 ANOS DEPOIS ao do Mensalão Federal do PT apesar de ter ocorrido primeiro.

    Uma simples regra de 3 diria que o julgamento se dará em 2014, época das eleições. O Azeredo infelizmente não fará companhia à Dirceu porque até lá ele já estará em liberdade, sendo que provavelmente só terá de cumprir 1 ano e 9 meses de prisão.

Gerson Carneiro

13 de novembro de 2012 às 05h45

Pilatos lavou as mãos.

Pilatos não queria condenar Jesus. Ele não entendia porque o povo queria condená-Lo.

Por diversas vezes ele argumentou com Jesus pois ele não via mal algum Nele. Indignado ele lhe disse :a Tua nação e os principais
sacerdotes entregaram-Te a mim. Que fizestes?

Pilatos disse aos judeus: Não acho Nele crime algum. JO 18:38.

Ele queria libertar Jesus e tentava induzir o povo a libertá-lo porque era costume soltar alguém por ocasião da Páscoa.

Mas os religiosos preferiram soltar um ladrão salteador ,e Jesus foi açoitado. Mais uma vez Pilatos saiu e disse ao povo: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho Nele crime algum.JO 19:4

Vendo-O , os principais dos sacerdotes gritavam: Crucifica-O! Crucifica-O!.

Pilatos novamente disse : Tomai-O vós e crucifica-O ,porque eu nenhum crime acho Nele. JO 19:6

Ontem, 12 de novembro de 2012, ao se retirar do Plenário, Pilatos novamente lavou as mãos.

Responder

Gerson Carneiro

13 de novembro de 2012 às 05h34

Depois que José Dirceu deixou o Governo Lula, em 2005, nenhum projeto do governo foi aprovado? É isso que o STF quer me dizer?

Dirceu foi cassado e ficaria inelegível até 2015. O STF apressou o julgamento da AP-470 para prorrogar a inelegibilidade do Dirceu

Responder

Avelino

13 de novembro de 2012 às 05h02

Genoino e Dirceu na cadeia, o STF abriu as porta para o nascimento de dois mitos. O STF já ganhou o seu lugar no lixo.A direita ainda se arrependerá disso.

Responder

Euler

13 de novembro de 2012 às 01h48

O silêncio do PT é assustador. Soa à cumplicidade e à pusilanimidade. Onde estão os parlamentares, governantes e dirigentes do PT? Se não têm força para combater um golpe como o que armou a mídia tucana em conluio com o STF, neste episódio do “mensalão” (entre outros), o que fará quando estas forças da direita investirem abertamente contra Lula e Dilma? Nada, certamente, porque já será tarde demais para reagir. O PT no governo há 10 anos se omitiu em relação ao monopólio da mídia, ao problema agrário, ao problema da impagável dívida interna, ao problema da Educação básica. E está pagando um alto preço por isso. E agora? Até quando vai assistir passivamente ao massacre promovido pela mídia e pelo STF? Ser comparado com o PCC por um ministro (“juizinho de merda”, nas palavras do ex-assessor de Sarney), ser chamado de “quadrilha” por outros, sem nada fazer? Ora, esse silêncio o torna merecedor das críticas recebidas.

Responder

    nina rita de cássia

    13 de novembro de 2012 às 08h52

    Enquanto Dilma trabalhava de gerente do Brasil, os BOLSONAROS aplicaram o golpe.

    LEANDRO

    13 de novembro de 2012 às 09h22

    “BRASÍLIA – A cúpula do PT está propensa a arquivar o plano de divulgar um manifesto em defesa dos réus do mensalão, mesmo depois de os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) fixarem as penas do ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino e do ex-tesoureiro Delúbio Soares.”

    Isso a pedido de lula…bem feito, quem mandou dirceu confiar no todo poderoso que só mira o poder e a popularidade. Se apoiar os condenados for prejudicar a popularidade, melhor deixar eles afundarem sozinhos.

    razumikhin

    13 de novembro de 2012 às 10h12

    Exato. O companheiro José Dirceu é 10!

    Romanelli

    13 de novembro de 2012 às 10h23

    muita calma nessa hora

    Vejamos ..2o divulgam, o PT foi uma agremiação que congregou mais de UM MILHÃO de brasileiros.

    Pessoas socialmente ativas, seu quadro é formado de líderes, profissionais de destaque, experts de renome, políticos e intelectuais, gente das mais variadas áreas, pessoal experiente ..cidadãos que nunca negaram o desejo de chegar ao poder pra ajudar a gerir a administração do país, seus Estado e Municípios, e/ou a colocar em pratica idéias, teses e conceitos que gestaram políticas alternativas que visariam a melhoria das condições de vida do seu povo, isso tudo dentro dos melhores princípios e praticas possíveis, certo ?

    então vem cá ..com tanta gente BOA reunida, gente de visão, a NATA da nata, vc acha mesmo, HOJE, de cabeça fria, você acha mesmo que ninguém fora o Delúbio sabia o que se urdia nas contas daquela associação ? ..sua forma de governar, apoiar e cooptar, de alugar de outras facções pra se formar uma base parlamentar ?

    Olha, convenhamos, se vc acredita mesmo na versão de que tudo foi culpa exclusiva do DELUBIO, convenhamos, COITADO então do país que tem que contar com um partido que sequer soube administrar e fiscalizar as suas próprias ações, decisões e contas, não ? ..um em que milhares de seus dirigentes acabaram por levar inocentemente um toco, um beiço de um soldado raso solitariamente delinquente.

    ps 1 – acho melhor não subestimarmos a capacidade de discernimento do povo, viu ?

    ps 2 – a diferença entre um dedo duro e um denunciante é que o 1o ajudou a delinquir, enquanto o 2o não concorda com o que é feito e censura o meliante, isso dentro de uma atitude de DIREITO e cidadã ..e então ? se assim, se aplicado ao nosso caso, penso que só com uma indignação explícita e detalhada de Genuíno e Dirceu, com sorte, é que eu poderia talvez até tentar acreditar na inocência deles ..mas por enquanto, do que vejo, eles continuam chamando o Delubio de companheiro ..então ..então tá

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 12h48

    Que o domínio “ficcional” do fato esteja sempre convosco. Continue fazendo bom proveito. Estais em boa companhia, vós, o PiG e a Casa Grande. Não tendes porque reclamar.
    ____________________________________

    Quanto a mim, continuo acreditando que democracia se faz com povo. Não com intelectuais orgânicos do sistema hegemônico. A especilidade deles é e sempre foi outra, e não seria diferente agora.

    __________________________

    Saudações democráticas. Democracia ainda que em sonho, ainda que utópica.
    __________________________________________________________________

    Em tempo:

    Talvez um dia, quem sabe, a História mostre que o MiG (Movimento da imprensa Golpista) e a Casa Grande estavam sendo razoáveis e que, de fato, tinham mesmo que isolar politicamente o Zé Dirceu. Afinal, pelo “domínio do fato”, quem sabe, ele significasse mesmo algum tipo de ameaça à tua “única” possibilidade de democracia; a relativa, a de uns poucos, a do subdesenvolvimento secular, a do Brasil quintal dos EUA, a da submissão vira-lata, não?

    ______________________________________

francisco pereira neto

13 de novembro de 2012 às 00h59

Me ocorreu agora uma tese que pode parecer absurda. Mas como tudo que vem ocorrendo nessa Ação Penal 470 no palco do circo – atenção senhoras e senhores, o espetáculo vai começar, e começou mesmo a mais de sesenta dias atrás e promete ficar em cartaz por tempo indeterminado devido ao grande sucesso. Orlando Orfei não passa de aprendiz desse circo, digo STF, com tantas palhaçadas, avacalhação do bom senso, coitado, estão deixando ridículos os palhaços atores do circo do italiano.
Quer dizer, a avalanche de besteiras que saem daquela casa é de deixar qualquer um bestificado.
A coroação do ridículo foi a retirada triunfal do plenário do ator que destoou dos demais por não ter o menor cacoete para a arte de fazere as pessoas sérias rirem, principalmente quando os outros, a título de divertir uma minoria, praticam peraltices que mexem com as vidas das pessoas.
O cordial ministro Ricardo Lewandowiski, definitivamente não é palhaço para fazer parte dessa trupe. Por isso se retirou do palco. O que fez muito bem para a sua imagem.
E o incrível, é que eu noto um certo resguardo da grande mídia, pelo menos nos portais da internet, para uma causa que eles lutaram tanto para que chegasse nesse resultado.
O instituto Millenium deveria estar conclamando uma grande passeata para comemorar o grande feito. Mas nada observo, nada vejo, nenhum movimento, nenhum júbilo. Algo está estranho.
A minha tese:
Essa desmoralização do julagamento, pode ser proposital, pensada como estratégia, pois violou-se todos preceitos jurídicos para que lá na frente eles barganhem com o PT, passar uma borracha em cima, em troca de não haver julgamento do mensalão tucano, Privataria Tucana, Operação Satiagraha, que diga-se de passagem, está enterrada mesmo, operação Castelo de Areia, Vegas, lista de Furnas…
Vejam que do lado deles a coisa é mais robusta, mais numerosa e mais feia do que diabo chupando manga.
Se não for esse o truque, tanto faz. A besteira está feita mesmo.
Só quero saber quem vai segurar esse rojão. Porque do jeito que está, tenho absoluta certeza que não vai ficar.

Responder

francisco pereira neto

13 de novembro de 2012 às 00h01

Cê tá brincando!
Ela disse isso?
Se for verdade, a coisa tá mais feia do que pensei!
É um verdadeiro esculacho.
E nós pagamos os salarios desses imbecis.

Responder

sandro

12 de novembro de 2012 às 23h56

Quando o Dirceu sair da prisão ainda teremos Brasil?
Ainda teremos o PT?
Ainda teremos o “pig”?
Ainda teremos o Azenha?
Será que ele encontrará o José Serra se candidatando, ou vivendo em algum paraíso fiscal? Encontraria FHC na globo news com cadeira cativa
e já membro da ABL? Ou saberia que o mesmo morreu na prisão, pois a coisa do domínio do fato “pegou” e ele teria sido condenado pela compra de votos para sua re-eleição? Talvez ficasse triste quando soubesse que conseguiram enfim matar o Lula e que Joaquim Barbosa presidente , foi vítima um golpe de estado quando passou a sofrer um “banzo” insuportavel e um remorso doentio. Ficção, até na papuda há celulares. Zé, tu es imortal, continue ativo e altivo muitos dos que agora te ferem não enxergaram suas chagas, firmeza voce não nasceu prá perder.

Responder

marcio gaúcho

12 de novembro de 2012 às 23h46

Que tem treta em tudo que os políticos fazem, não só no Brasil, mas no mundo todo, até tatu-de-rabo-mole sabe. Portanto, as penas poderiam ser mais brandas, considerando também que os ministros do STF foram aprovados pelo Presidente da República e Senado Federal, ambas casas de políticos. Para que serve um político na cadeia? Para nada! Nem os banheiros ele vai querer limpar.

Responder

abolicionista

12 de novembro de 2012 às 23h45

José Dirceu tem motivos de sobra para ganhar uma estátua nesse país. Foi um dos expoentes na luta contra a ditadura. Ele não está sendo preso por causa do mensalão, está sendo preso por ter levantado a bandeira da democracia quando os UDNistas de plantão se calavam diante da tortura e do assassinato de seus compatriotas.

Responder

    Rodrigo Leme

    13 de novembro de 2012 às 07h11

    José Dirceu lutou contra a ditadura? Ok.

    José Dirceu levantou a bandeira da democracia? Vamos com calma.

    Independente disso, que ele tenha sido um herói que lutou pela democracia no Brasil (incompatível por alguém financiado / treinado / apoiado por URSS e Cuba nos anos 60), isso não lhe torna inimputável de nenhum crime.

    Nenhuma biografia é maior que a justiça.

    abolicionista

    13 de novembro de 2012 às 11h06

    Caro Sr. Rodrigo Leme, desculpe-me, mas considero que já tivemos nossa cota de discussão. Peço encarecidamente que se abstenha de responder a meus posts e prometo agir de modo recíproco. Nossas divergências são inconciliáveis e acho que continuarão a sê-lo durante muito tempo ainda. Por isso, reitero meu pedido: utilizemos nosso tempo e inteligência em diálogos mais profícuos. Grato.

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 17h06

    Não, Rodrigo, não foi assim não. Sugiro que aperfeiçoe seus estudos. Mesmo porque, este que, a exemplo do STF, você acusa de “bandido” só saiu do Brasil porque a ditadura que assolou este País assim o determinou. Ele não deixou ou fugiu do Brasil porque quis. Ele foi exilado. Teve de deixar-nos em razão de luta heróica travada contra o estado de fato, contra o autoritarismo, contra o eterno estado do subdesenvolvimentismo, contra estado da ditadura.

    __________________________________

    E pode ter certeza, brasileiros por aqui são poucos, e os poucos, meu caro, são tratados assim. Desde sempre.
    ____________________________________________________

    Sobram os travestidos de brasileiros; os caipiras – lembra seu ídolo? – com muito dinheiro no bolso e/ou muita arrogância acadêmica.

abolicionista

12 de novembro de 2012 às 23h40

Genoíno é mais um dos líderes populares perseguidos por nossa elite brucutu. De todo modo a história o absolverá, mas que isso é uma injustiça tremenda, ah, isso é. Genoíno atrás das grades enquanto crápulas como José Serra e FHC correm soltos por aí em seus carros importados e dormem em mansões de luxo compradas com o dinheiro do povo, isso só é possível em um país que ainda não se livrou de seu legado escravocrata.

Responder

    sandro

    13 de novembro de 2012 às 12h46

    É um caso de paixão intelectual.
    Deixe o Rodrigo “zoin virado” aparecer, ou ele vai começar
    mandar aquele “aff” costumeiro.

pina

12 de novembro de 2012 às 22h59

maior lider da esquerda brasileira vai para cadeia..

e o resto da esquerda o que fará???

Dilma, Lula,, todo mundo vai ficar quieto com medo da mídia?? ou com medo de cair a popularidade??

enfim,, uma esquerda fraca, triturada pela direita facista…….. mesmo com um Governo de centro e frouxo como esse da Dilma…

golpe de estado legal via judiciário….

parabéns os puritanos da patria venceram. e vencem a 500 anos.

Responder

    razumikhin

    13 de novembro de 2012 às 10h14

    Isso mesmo, companheiro. Viva a esquerda comunista!

Gerson Carneiro

12 de novembro de 2012 às 22h40

Temendo a repercussão da reprimenda feita pelo autor da Teoria do Domínio do Fato, JB inverte ordem para antecipar condenação de petistas.

Responder

    Bonifa

    13 de novembro de 2012 às 04h22

    Não foi por isso, Gerson. O que se fala é que foi uma exigência do Ayres Britto para que seu nome figurasse como um daqueles que condenaram José Dirceu. Com este acréscimo de popularidade espantoso, ele espera ser senador por Pernambuco no enigmático partido do governador Eduardo Campos, que está pronto para recebêlo com banda de música.

    Zezinho

    13 de novembro de 2012 às 06h26

    O ministro Joaquim Barbosa ouviu as vozes da população que o condenavam por ter diminuído o ritmo do julgamento após as eleições.

    abolicionista

    13 de novembro de 2012 às 11h10

    De qual “população”? Só se for da que trabalha nos órgãos do PIG. Basta olhar os números: as principais preocupações da população brasileira são segurança, saúde e educação. A corrupção vem lá atrás. Há inclusive uma matéria no Viomundo a respeito. A voz do povo é a voz de Deus, mas cuidado para falar em nome do povo, você pode acabar enforcado em suas próprias cordas vocais.

    Zezinho

    13 de novembro de 2012 às 11h37

    Para refrescar sua memória:

    Carlos Lopes: Passadas as eleições, pressa do STF “sumiu”

    https://www.viomundo.com.br/denuncias/carlos-lopes-passadas-as-eleicoes-pressa-do-stf-sumiu.html

Pedro Pedreira

12 de novembro de 2012 às 22h07

Já era comum no Império Romano o justiçamento oficialmente feito pelos “magistrados” para agradar a classe média alienada que vivia das benesses do poder!! Isso tudo que se passa nesta republiqueta não traz nenhuma novidade: Quousque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?

Responder

Marcelo de Matos

12 de novembro de 2012 às 21h57

O PIG conseguiu o que a ditadura sempre quis: prender Dirceu e Genuino.

Responder

Henrique

12 de novembro de 2012 às 21h51

Me mostrem um único jurista de respeito, não um jurista comprado pela mídia corrupta, que defensa o que aconteceu no STF! Pode procurar que não vai encontrar!

Responder

    Hermes Batista Milani

    13 de novembro de 2012 às 00h16

    Honra e glória ao Ministro Ricardo Lewandowski ! Culto ! Erudito ! Justo ! Firme ! Sereno ! Ele dignifica a magistratura ! A propósito, seria ótimo que houvesse a exigência de já haver sido juiz para poder ser ministro do STF ! Ayres Britto, por exemplo, sempre foi apenas advogado. Esta é uma das razões dele não ter a compostura e a imparcialidade que um Juiz da Suprema Corte deve sempre apresentar. Acessem este youtube e vejam o nível de alguns ministros:

    http://www.youtube.com/watch?v=VX6gvOfXiFU&feature=fvst

Donizeti - SP

12 de novembro de 2012 às 21h41

Como diz ditado popular, “de cabeça de juíz e de bunda de bebê nunca se sabe o que vai sair” e no caso do julgamento do mensalão do PT saiu a pior e mais discutível decisão, pois nem o criador da tal “teoria do domínio do fato” acha que ela é aplicável na forma que o STF fez nesse caso estranho, por que mensalão dos tucanos nunca julgarão e já livraram a cara da corja do PSDB aceitando que é caixa dois e não o “maior crime da história da humanidade” como julgaram contra o PT, para um caso idêntico de mesma natureza.

Esse julgamento espetáculo-político de exceção do STF feito de encomenda para condenar o petista José Dirceu, pois de todos os réus este é o único que eles realmente queriam condenar, vai entrar para os anais da infâmia jurídica deste país.

Cidadão José “Brasileiro” Dirceu, voce tem toda minha solidariedade, a luta continua amigo.

Quem enfrentou as masmorras, os verdugos e os tanques da ditadura não vai se entregar ou se deixar abater por um tribunal de fancaria, seu julgamento e condenação é a ” revolta dos sem voto” que guiaram esse julgamento, o povo sabe porque eles estão fazendo isso com voce e com o PT, a resposta vai ser a reeleição da Presidenta Dilma em 2014 e na última trincheira dos reacionários deste país, no Estado de SP.

Responder

J Souza

12 de novembro de 2012 às 21h35

O STF só fez o que a Globo exigiu, como todo bom “pau mandado”!
Os Marinho já estão coroados como reis do judiciário brasileiro…
E o PT? Deve estar escondido, com medo da Globo e da Veja…

Responder

    Bonifa

    13 de novembro de 2012 às 04h28

    Pois o que achamos é que o PT está com medo do próprio PT, se é que dá para entender…

Ronaldo Silva

12 de novembro de 2012 às 21h31

O P-STF e o PIG estão criando um mártir…

Responder

mello

12 de novembro de 2012 às 21h26

Minha solidariedade ao José Dirceu e a sua luta por um Brasil melhor e minha indignação ccom os juizes que consafrgraram a vitória da hipocrisia na Justiça Brasileira. A História há de deslindar a farsa engendrdada pelos derrotados pelo povo.

Responder

nina rita de cássia

12 de novembro de 2012 às 21h18

Pois nós, pessoas honestas, Sinistros do Ínfimo, nem CAPITÚ condenamos, por traição, sem provas

Responder

José Carlos Araújo

12 de novembro de 2012 às 20h48

Mais uma vez. digo: O PT tem que atacar…
1. O Governo tem que Alterar a Divisão das verbas de Publicidade do Governo e das Estatais;
2. O PT tem que apresentar Emendas para fazer uma Reforma Geral no Judiciário: Códigos mal elaborados, Leis cheias de brechas, muitos Recursos, muitas Instancias, Acesso de Juizes aos Tribunais, facilidade de Habeas Corpus para os Ricos, etc;
3. O Governo tem que Rever as Concessões das Comunicações e da Energia Elétrica;
4. O PT tem que defender o Partido e o Governo;
5. Etc.
Se os Deputados e Senadores do PT não começarem a Trabalhar, vão ficar de fora em 2014. Vamos anotar os nomes para não mais elegê-los.

Responder

    mariazinha

    12 de novembro de 2012 às 21h43

    Mas que conversa é essa, menino? E vamos votar em quem?

    Bonifa

    13 de novembro de 2012 às 04h52

    Minha cara Mariazinha, se o PMDB, ou mesmo o PRB, tivesse uma candidatura à presidência que trouxesse em seu programa de governo a promessa de implementar uma Lei de Médios como a lei argentina, teria meu voto sem qualquer dúvida. Estamos cercados, estamos prisioneiros dentro dos muros de uma didatura cruel da mídia familiar comandada pelas organizações Globo, e não sabemos até onde esta ditadura pode chegar. Este julgamento foi a expressão viva de seu poder. O STF, por ter poucos membros, é facilmente controlável por ela. Mas o Congresso, diante dela, se mostra também minado e titubeante. A nossa Democracia está seriamente ameaçada.

    Vlad

    12 de novembro de 2012 às 22h09

    Isso mesmo, companheiro!!
    E depois ,se sobrar um tempinho, vamos fazer algo pelo Brasil!!

Gerson Carneiro

12 de novembro de 2012 às 20h16

“Não tenho prova cabal contra ele [Dirceu] – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite” (Rosa Weber)

Responder

    mariazinha

    13 de novembro de 2012 às 09h37

    Não acredito, Gerson, essa mulher horrível disse isto? Que bruxa asquerosa!

Francisco

12 de novembro de 2012 às 19h32

José Dirceu foi condenado sem provas porque, pelo cargo que tinha, DEVE ter escondido as provas.

Eis, enfim, uma jaboticaba kafkaniana…

A cena de Dirceu entrando no presidio provocará poluções noturnas em algum general da reserva que tentou por dez ou mais anos, encontra-lo, prende-lo, tortura-lo e mata-lo.

O nosso P-STF é muito digno da nossa história republicana…

Responder

    Márcio Gaspar

    12 de novembro de 2012 às 20h58

    “jaboticaba kafkaniana” para quem leu o livro “O processo” essa sua coloção foi excelente. No caso de Josef K, se não me engano,não chegou a ser julgado num tribunal, mas teve um fim trágico. Espero que o Dirceu não tenha o fim que o personagem de Kafka teve. O pernagem foi assassinado “Como um cão”,nas palavras do próprio personagem quando foi esfaqueado. Esse tribunal rasgou o direito, mas rasgou sabendo que teria apoio das maior rede de televisão do Brasil e de todos os jornais. Eles sabem que rasgaram o direito, mas estavam cumprindo um papel ou um pauta. Isso é um perigo para a Democracia, pois Golpes de Estado com ar de legalidade não serão descartados para os próximos anos no Brasil.

    Emília

    12 de novembro de 2012 às 21h34

    Certíssimo, Márcio Gaspar.

    jd

    12 de novembro de 2012 às 22h39

    Fiquemos em paz, pois a Presidenta Dilma é a guardiã da nossa democracia e estará vigilante e a qualquer ameaça convocará a nação para a guerra e assim partiremos para cima do PIG armados com nossos perigosos e eficazes controles remotos.

Taques

12 de novembro de 2012 às 19h29

A condenação deste corrupto mostra que o Brasil ainda tem jeito.

Que venham mais condenações. Estou com sede de justiça!

Lugar de corrupto é na cadeia, seja ele petista, tucano, flamenguista ou corintiano.

Viva o Brasil.

Responder

Taques

12 de novembro de 2012 às 19h26

A condenação deste corrupto mostra que o

Responder

Bertold

12 de novembro de 2012 às 19h16

“Façam esse homem se calar”. Foi essa a determinação do fundador do Estado fascista na Itália, Benito Mussolini. E assim foi feito com Antonio Gramsci. Encarcerado no regime fascista, tendo sido o pensador e dirigente comunista que mais tempo permaneceu nas masmorras italianas, somente saindo quando sua saúde, já totalmente debilitada, não oferecia mais perigo ao regime. Foi libertado para morrer alguns dias depois. O que está ocorrendo no país é um filme velho que se repete na luta de classes. Vamos ver como Lula e o PT vão se comportar diante desse absurdo.

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 00h43

    Bem lembrado. Ipsis litteris. Foi o Gramsci lá e o Dirceu aqui. O Brasil não é a Itália dos tempos de Mussolini, mas, pelo visto, o ensaio/laboratório fascista no Brasil anda fazendo progressos.
    ________________
    Ah! Eleições de 2010, quanta ignomínia; a farsa da bolinha de papel e o hipócrita discurso falso moralista contra qualquer forma de aborto fizeram escola. O ensaio fascista de 2010 repicou no mensalão e veio recentemente desembocar no tal famigerado “kit gay”.
    _______________________________

    Aí, consórcio PiG-demo-tucano, o “Brasil País de Uns Poucos” agradece. Mas, atenção! Pois o “Brasil Um País de Todos” anda cada vez mais atento, cada vez mais acordado.
    __________________________________________

    A sorte está lançada. Agora é Casa Grande versus Senzala. Isso é cada vez mais claro. Eis o norte do embate que será travado até que se consolide a democracia.
    _______________________________________________________

Jorsom

12 de novembro de 2012 às 18h57

Acho que uma saída honrosa para O José Dirceu seria um pedido de asilo político,afinal ele foi julgado sem provas em julgamento político.

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 18h22

    Asilo político como saída honrosa pra herói? Cê tá brincando, não? Asilo político, fuga do País, estas coisas não ficam bem nem pra ex-presidente da UNE.

Bonifa

12 de novembro de 2012 às 18h37

Importantíssima a pequena consideração feita por Celso de Melo ao pronunciar seu voto: Ele falou que os três réus, portanto também Genoino e Dirceu, não foram julgados à luz de nenhuma doutrina “abstrata” nem por suas posições de presidente de partido político ou ministro de Estado. Foram julgados por “provas irrefutáveis”, segundo ele. Bem, o que pensamos é que os desdobramentos deste julgamento se estenderão em diversas direções. E o que foi usado para julgar está sendo negado pelo ministro, que agora pretende transformar considerações avulsas e claramente contestáveis em provas irrefutáveis, dentro da consumação de um lance de prestidigitação, já antevendo situações terríveis que ele e seus pares políticos da Direita no STF terão de enfrentar e responder, com o agravante de terem inquestionavelmente induzido os votos de alguns outros ministros.

Responder

sandro

12 de novembro de 2012 às 18h27

Essa coisa do mensalão ainda não acabou, teremos uma reviravolta em breve.Esse silêncio ensurdecedor.

Responder

    lulipe

    12 de novembro de 2012 às 22h42

    E o Palmeiras ainda vai ser campeão!!!

    sandro

    12 de novembro de 2012 às 23h26

    E descobriremos que o Lulipe é a Soninha disfarçada de Noblat.

Fabio Passos

12 de novembro de 2012 às 18h14

O stf afunda no esgoto junto ao PiG.
Um tribunal de exceção que condena um cidadão brasileiro sem provas.

Viva José Dirceu, herói do povo brasileiro!

Responder

    rose mary

    12 de novembro de 2012 às 20h48

    estou indignada a condenação de Dirceu é uma falta de respeito com o mesmo lutou tanto por este país .

    rose mary

    12 de novembro de 2012 às 20h58

    Viva Dirceu herói da democracia . As pessoas que reconhece seu valor jamais irá abandoná-lo.
    Força JOSÈ DIRCEU eu o admiro muito.

FrancoAtirador

12 de novembro de 2012 às 18h01

.
.
STF acaba de inverter a lógica do direito penal no Brasil.

Cidadãos e cidadãs brasileiras atentem, a partir de agora,

“É PREFERÍVEL CONDENAR UM INOCENTE DO QUE ABSOLVER UM CULPADO”
.
.
JOSÉ DIRCEU FOI CONDENADO A 10 ANOS E 10 MESES

JOSÉ GENOÍNO FOI CONDENADO A 6 ANOS E 11 MESES

Notícias STF
Segunda-feira, 12 de novembro de 2012

AP 470: Plenário fixa penas de José Dirceu

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) fixou, nesta segunda-feira (12), em 2 anos e 11 meses de reclusão, a pena imposta ao ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu pelo crime de formação de quadrilha (artigo 288 do Código Penal – CP).

A decisão foi tomada na continuidade do julgamento da Ação Penal 470, na qual, por votação majoritária [vencida a ministra Carmem Lucia],
José Dirceu foi condenado, também, à pena de 7 anos e 11 meses de reclusão, além de 260 dias-multa à base de 10 salários mínimos cada, pelo crime de corrupção ativa (artigo 333 do CP) praticado em relação a nove deputados federais.

Para fixar ambas as penas, o ministro Joaquim Barbosa, cujo voto foi vencedor, levou em consideração as circunstâncias previstas no artigo 59 do CP.

Sobretudo, apontou a “culpabilidade extremamente elevada” de José Dirceu, por ter-se valido de posição de mando dentro do PT e no exercício de uma das funções mais importantes no governo, como chefe da Casa Civil, para coordenar e dar cobertura política à quadrilha que perpetrou os crimes.

O ministro lembrou, nesse contexto, de depoimentos de testemunhas e também réus, como o então presidente do PTB Roberto Jefferson, de que quem “batia o martelo”, ou seja, dava a última palavra para as ações do grupo criminoso para o repasse de recursos, era José Dirceu.

O ministro ressaltou que, além de usar seu gabinete no Palácio do Planalto para se reunir com dirigentes partidários e operadores do esquema de desvio de recursos públicos para essa finalidade, José Dirceu ainda negociou a simulação de empréstimos financeiros com dirigentes do Banco Rural.

Por fim, o ministro destacou as consequências desfavoráveis da ação de José Dirceu.
Segundo ele, os atos do grupo extrapolaram as bases do simples cometimento dos crimes previstos no CP, pois atingiram valores básicos em que se funda o sistema democrático brasileiro, como a independência dos poderes, o sistema democrático e a pluralidade de opiniões no parlamento.

Cálculo
Na aplicação da pena pelo crime de formação de quadrilha, o relator fixou a pena-base em 2 anos e 6 meses de reclusão, agravando-a em um sexto, em conformidade com o artigo 62, inciso I, do CP, tendo em vista o papel de liderança de José Dirceu no grupo criminoso, chegando à pena de 2 anos e 11 meses.

Já quanto ao crime de corrupção ativa, ele fixou a pena-base em 4 anos e 1 mês; agravou esta pena em um sexto, de acordo com o artigo 62, I, do CP, elevando a pena para 4 anos e 9 meses. Por entender que esse crime foi praticado em continuidade delitiva, ou seja, no mesmo período de tempo (2003 a 2005) e de maneira semelhante em relação aos objetos do crime, não aplicou pena individual para a prática do delito em relação a cada parlamentar, mas apenas uma vez, aumentada em dois terços, conforme previsto no artigo 71 do CP.
Com isso, chegou à pena definitiva de 7 anos e 11 meses, além de 260 dias-multa.

http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=223655

Responder

    Mário SF Alves

    13 de novembro de 2012 às 00h58

    Sei que que tudo isso não passa de uma grande sacanagem. Sacanagem travestida de política; sacanagem de troglodita com tênue camada de verniz de civilizado.
    __________________________

    Mas vai passar… O mundo tem de saber de tudo isso. O mundo tem de saber como se tratam os inimigos do subdesenvolvimento e do capitalismo selvagem por aqui. Mas, vai passar…
    _______________________________

    E a indenização por danos morais não vai ser de pequena monta, não.

    Senhores depútados, bram um item à parte e tratem de incluir na Previsão Orçamentária da União. Alguns milhões de reais e ainda será pouco.

trombeta

12 de novembro de 2012 às 18h01

Resumão do mensalão: o STF aceita a corrupção da direita mas a “corrupção” da esquerda de jeito nenhum.

Responder

    Bruno

    12 de novembro de 2012 às 18h22

    Duvido que hoje, se uma ação penal desta magnitude chegasse ao Supremo acusando os partidos “de direita”, “defensores das elites conservadoras”, o resultado seria diferente. Se a ação de qualquer forma não chega ao STF para julgamento, que se culpe a PGR (e órgãos estaduais equivalentes), e não o Tribunal. Se existe algum aparelhamento de um lado ou de outro, é muito mais provável que seja no caminho, e não no destino.

    André

    12 de novembro de 2012 às 21h16

    Lembrando que faz mt pouco tempo que o Mensalão Tucano foi desmembrado na justiça…

laura

12 de novembro de 2012 às 17h54

Gostaria de saber a quem cabe recurso contra um julgamento no STF sem provas e que reivindica sem provas a teoria do Dominio de fato que exige fatos.

Responder

lord jim

12 de novembro de 2012 às 17h50

a todo momento, em toda parte do país tem juiz decidindo de modo absolutamente contrario a tudo que consta no processo…os pobres, os fracos, os desvalidos são massacrados pela “justiça” do país a todo momentos..a lei diz o que o juiz diz que a a lei diz…e aí de quem abre a boca pra reclamar: saltam 10 advogados debaixo da primeira pedra falando do respeito a lei, da sacralidade da decisão da justiça e baboseiras equivalentes…todos eles fazem absurdos um atrás do outro e tudo fica por isso mesmo…pq essa indignação seletiva, ocasional e farisaica agora??????
por isso o único brasileiro que diz e repete pra quem quiser ouvir que “confia na justiça” é…Paulo Maluf..opsssss..ou não se pode falar desse que agora está do lado do bem e da verdade????

Responder

Luiz Carlos

12 de novembro de 2012 às 17h46

Pois é Ricardo,
A ministra da Casa Civil só coordena os encontros dos donos de rádios e tvs com o seu marido , das comunicações. A Idelí Salvati não consegue coordenar nem votação para síndico do prédio dela, quanto mais reação à direita. A Dilma está onde?

Responder

lulipe

12 de novembro de 2012 às 17h39

Será que o lula e a Dilma irão visitá-lo na cadeia???E o PT, seguirá o estatuto do partido e o expulsará???Aguardemos os próximos capítulos…

Responder

    sandro

    12 de novembro de 2012 às 18h19

    Sendo o único partido existente ( já que os demais é um aglomerado de mediocres) é possível que sim. Mas melhor não, Zé Dirceu preso é um
    perigo muito maior prá “elitizinha” brasileira.

    anac

    12 de novembro de 2012 às 20h10

    Vai virar mito.
    Collor voltou.
    Zé Dirceu voltará com mais força.
    Se algemado deve repetir o mesmo ato que fez quando preso pela ditadura. Deve escrever carta todo dia no carcere que publicaremos na internet. Denunciar as arbitrariedade aos Tribunais internacionais. Agir como a Sra. Maria da Penha que denunciou o Poder Judiciario brasileiro a Corte Internacional de Direitos Humanos da Organização dos Estados americanos – OEA.

maísa paranhos

12 de novembro de 2012 às 17h30

“Para os amigos, os favores da Lei; para os indiferentes, a Lei,; para os inimigos os rigores da Lei”.
A Justiça, de cega, não tem nada. Ela é embebida de elementos ideológicos. O Estado Democrático de Direito só o é, até o momento que convém ás forças políticas do presente, do status quo…
A democracia é o equilíbrio possível, até que surja um elemento de “desarmonia”…E a partir daí, a briga, se quisermos brigar, acredito, já não será no campo institucional, mas social/político.
Por isso, coloco a necessidade de mobilizações no campo popular, nas Universidades, na intelectualidade, nos movimentos sociais…malgrado o desfavor que a mídia vem fazendo ao longo de todos esses anos para desinformar a população…
Na minha compreensão, já estamos atrasados na contra-ofensiva.

Responder

Ricardo Galvão

12 de novembro de 2012 às 17h09

O PT, nem pra defender a si próprio consegue mais ser Partido, quanto mais promover, articular, defender etc algum interesse relevante para o país. Quem esperar vê o governo Dilma enfrentando, de frente, o monopólio da mídia ou algum outro cancro que garroteia a economia, a democracia etc, pode tirar o cavalo da chuva. Resultado eleitoral positivo não significa afirmação de programa de partido, nem significa reação articulada as ofensas da direita a legenda e ao país. Entrem no site do PT agora e verão a indiferença do partido ante essa farsa promovida a julgamento. O danado é que o PT esgotou-se enquanto alternativa partidária no contexto atual, e não tem nada pra se apresentar como alternativa séria…

Responder

    Bonifa

    12 de novembro de 2012 às 20h04

    O Mensalão, afinal, não tinha de fato este objetivo de que você fala? Não foi para destruir o Partido dos Trabalhadores que a Direita deu todo o destaque e organizou o seguimento, através de sua mídia, ao julgamento que coincidiu com as eleições municipais? Agora, você diz que eles obtiveram êxito? E do resultado das urnas, onde o PT saiu mais forte que nunca, além de vencer o maior líder da Direita nacional em São Paulo, você nada diz? Nada terminou. Não tem cabimento entregar o jogo no primeiro tempo.

sandro

12 de novembro de 2012 às 17h05

Bem, todos nós já sabiamos disso.Quanto ao Dirceu, esse é imortal e certamente preso se tornará um impecilho ainda maior para a “elitezinnha”. Estou guardando minha indgnação para os proximos
processos e a proxima ação penal, se eles tiverem “cara-de-pau ” de
mudar os pesos , teremos um inimigo visível à destruir.

Responder

Márcia

12 de novembro de 2012 às 16h49

E os torturadores? Foram absolvidos pela mesma corte que condena os torturados?

Responder

    Roger Bacon

    12 de novembro de 2012 às 16h56

    Exatamente! Muito bem lembrado.

    Rogerio Barros

    12 de novembro de 2012 às 17h24

    Só lembrando q José Dirceu e Genoino não foram condenados por terem sido torturados e sim por CORRUPÇÃO ATIVA e FORMAÇÃO DE QUADRILHA!

    ps: não entendi a censura… Isso é mentira ou segredo?

    sandro

    12 de novembro de 2012 às 18h21

    E nem os torturados por terem sido torutaradores, por que para muitos(?)
    estavam apenas fazendo um trabalho de faxina.Néh!??

Marciano

12 de novembro de 2012 às 16h49

O que a fétida Ditadura não conseguiu o regime democráticoo fez. Acabou o Brasil,acabou a lei, acabou o estado de direito. Mas não conseguirão desmantelar o PT, acabar com o PT, pois então o Brasil seria só prisões.
O El Raton da justiça superior não mais conseguirá dormir com sua consciência manchada, muito embora finga que sim e deboche daqueles que ainda acreditam na dignidade.

Responder

BACAMARTE

12 de novembro de 2012 às 16h44

E a presidenta Dilma do mesmo partido e igualmente ex guerrilheira que nem o Zé, lava solenemente as maõs!
A democracia está de luto.

Responder

    Rodrigo Leme

    12 de novembro de 2012 às 16h48

    Lava as mãos porque respeita a justiça. Alguns poderiam aprender com isso.

    Que a fila da justiça ande, pq tem muito que passar a limpo no país ainda.

    ZePovinho

    12 de novembro de 2012 às 16h56

    Tam razão,Rodrigo:

    http://correiodobrasil.com.br/valerio-entrega-lideres-tucanos-para-escapar-de-processo-no-stf/543195/

    Valério entrega líderes tucanos para escapar de processo no STF

    Os mesmos petardos jurídicos disparados do Supremo Tribunal Federal (STF) por Joaquim Barbosa, presidente eleito da Corte e relator da Ação Penal 470, contra os principais líderes do Partido dos Trabalhadores (PT), partem agora na direção dos envolvidos na origem do escândalo que recebeu o apelido de ‘mensalão tucano’. O advogado Dino Miraglia, de Belo Horizonte, procurou a Assembleia Legislativa de Minas Gerais para pedir proteção à vida dele e de seu cliente, Nilton Antonio Monteiro, após peticionar ao Supremo para que estabeleça a conexão entre o caso conhecido como ‘lista de Furnas’ e o ‘mensalão tucano’, iniciado por Marcos Valério durante o governo do hoje senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

    Em linha com o estilo do ministro Barbosa de detalhar as peripécias de Valério e seus cúmplices no ‘mensalão petista’, o caso da ‘lista de Furnas’, contido no inquérito 3530 do STF, acusa tucanos de alta plumagem, entre eles Azeredo, Clesio Andrade e Walfrido dos Mares Guia, de crimes como assassinato, explosões, incêndios, perseguições e até o suborno de magistrados da própria Corte Suprema. Compra de votos, no caso, seria o menor dos pecados cometidos pela quadrilha mineira. Segundo Miraglia, fitas transcritas do depoimento de outro advogado, Joaquim Engler Filho – então ligado ao PSDB mineiro – ao delegado João Otacílio Silva Neto, no Departamento Estadual de Operações Especiais da Polícia Civil de Minas Gerais, em 24 de janeiro de 2008, “comprovam o esquema montado para abafar o ‘mensalão mineiro”.

    – As fitas transcritas com o depoimento de Engler Filho, que integram o inquérito 3530, denunciam a atuação do grupo político ligado ao PSDB mineiro e nacional, na tentativa de calar o denunciante do ‘mensalão tucano’, Nilton Monteiro. Ele foi igualmente responsável por trazer a público a ‘lista de Furnas’, comprovando o esquema montado por Dimas Fabiano, ex-dirigente da empresa estatal, para favorecer e financiar candidatos e campanhas eleitorais do PSDB. Nossa petição foi para que este inquérito seja juntado à Ação Penal 536, que comprova a ação ilícita ocorrida em Minas Gerais durante a gestão tucana – afirmou Miraglia ao Correio do Brasil.

    Para o advogado, o acordo de Marcos Valério para obter vantagens jurídicas com a ‘delação premiada’ não está no âmbito da AP 470, que julga o ‘mensalão petista’, mas na AP 536, da qual Barbosa também é relator.

    – O Marcos Valério está entregando todo mundo do PSDB. O esquema todo, para se livrar das penas que deverá receber quando esta ação for julgada. Quanto ao ‘mensalão petista’ não há mais muito o que fazer, mas na ação contra os tucanos, ele está contando tudo o que sabe. Minas está em polvorosa, porque a AP 536, após a juntada do inquérito 3530, transforma-se em um vendaval, capaz de revelar em detalhes toda a corrupção e demais crimes cometidos pelo alto escalão da República, na época do governo do presidente Fernando Henrique Cardoso – relata Miraglia.

    sandro

    12 de novembro de 2012 às 17h11

    Te acho meio “bobão” mas devo concordar.
    O importante é que o PT continue sendo ator, mesmo entregando alguns
    dedos, duvido que outro partido tivesse essa coragem e essa liberdade.
    Cabe ao PT limpar o quintal agora, cruzar e cabecear sempre , vamos
    ver se pimenta no C..dos outros é refresco sr.Zoin virado (aff!)

    edson sanches

    12 de novembro de 2012 às 17h13

    Cala a boca, Chico Lang!!!!

    renato

    12 de novembro de 2012 às 17h23

    Concordo! Sou troll, por classificação ideologica.
    Só vou no que é de facil entendimento, e as vezes me perco!
    Mas, um montão de juizes errarem e condenarem pessoas, e isto
    aos olhos de todos, e serem totalmente errados?
    Estão nos confundindo com americanos, que acham que Obama tá morto!
    Os acusados pleiteando 1 ou dois anos a menos, foi o que sobrou!
    Mas o Zé Povinho parece que viu a Justiça para todos e nos relata.
    Ai, tudo bem, começo a entender, e no final como troll absurdamente
    pessoa fisica,começo a acreditar que as instituições começam a
    funcionar.Para o Bem do Meu País.

    Rodrigo Leme

    12 de novembro de 2012 às 17h37

    Bem simples: não calo.

    Ainda mais pra quem se junta com bandido.

    Bruno

    12 de novembro de 2012 às 18h19

    Em resposta à resposta de Zepovinho, já que o sistema de comentários não permite “tréplica”: que bom que o Valério vai entregar os responsáveis pelo mensalão tucano em MG (note como eu disse tucano, e não “mensalão mineiro”; não há rabo preso, é bom que isso fique claro). Seria bom também que outros escândalos, tanto do partido SD quanto do partido T (sem deixar de lado os outros partidos, claro!) venham à tona. Quanto mais retidão e menos peculato, menos compra de apoio político e/ou eleitoral, melhor!

    E, claro: a existência – clara como água – do Mensalão Tucano – não invalida, diminui ou justifica em NADA a importância da Ação Penal 470 nem da gravidade dos atos de seus condenados: José Dirceu, José Genoíno e curriola, ex-guerilheiros ou não, com boas intenções ou não, são CRIMINOSOS.

    E que venham os julgamentos do Mensalão Mineiro, e das seguidas irregularidades em obras públicas em todas as esferas de governo, e em tudo mais que há de errado!

    sandro

    12 de novembro de 2012 às 18h25

    KKKKKKK
    Vocé é legal “zoin”, voce se leva à sério.

    denis dias ferreira

    12 de novembro de 2012 às 23h07

    Que justiça?

    denis dias ferreira

    12 de novembro de 2012 às 23h09

    Esse Rodrigo Leme tomou o rumo errado!

    Pedro Ribeiro

    13 de novembro de 2012 às 11h22

    2014 – Governo de São Paulo

    Coligação PCC x PSDB (nessa ordem mesmo)

    Governador – Marcola
    V i c e – Alckmin

    Já estão fazendo campanha.
    A Regina Duarte já gravou a propaganda.

    Estou com medo!

    Bonifa

    12 de novembro de 2012 às 20h11

    Você não pode falar isso. Tem gente aqui que está tentando aproveitar a postagem para atacar estupidamente a Dilma.

    nina rita de cássia

    13 de novembro de 2012 às 11h42

    Os BUSSONAROS do ínfimo ganharam dela.

Sr. Indignado

12 de novembro de 2012 às 16h42

Que a justiça neste pais funciona deficientemente já sabíamos.
Acho que ainda não chegamos no fundo do poço.

Ao torturadores os benefícios da lei aos Dirceus o rigores de Torquemada.

Responder

Sr. Indignado

12 de novembro de 2012 às 16h40

Tá liberado de novo?
Condenar sem provas?
Eleição para os tribunais de justiça e procuradorias já!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.