VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

TV Cultura demite 50 às vésperas de privatizar programação


08/03/2012 - 20h37

Trabalho
Sindicato dos Jornalistas estranha demissão de 50 funcionários da TV Cultura

por Raoni Scandiuzzi, Rede Brasil Atual, sugerido pelo Gerson Carneiro

Publicado em 08/03/2012

São Paulo – O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto de Oliveira Camargo, o Guto, disse “não ter lógica” a iniciativa da TV Cultura em demitir 50 funcionários às vésperas do lançamento de novos programas pela emissora. O comunicado sobre a demissão em massa foi feito na terça-feira (6) e justificado apenas como uma reestruturação.

“É inadmissível que estas demissões ocorram no mesmo momento em que várias possibilidades de trabalho são abertas. Isso sem falar no acumulo de funções que a medida trará para os trabalhadores que permaneceram”, criticou Camargo em um comunicado publicado no site do sindicato.

Para ele, a decisão da Cultura contraria as garantias dadas no ano passado por João Sayad, presidente da emissora. “Tal ação parece fazer parte do plano de reestruturação da TV Cultura anunciado no passado, com demissão de vários profissionais, e que segundo Sayad já havia sido encerrado.”

No início do ano, a emissora divulgou que estava sendo gestada uma nova grade de programação. Entre as mudanças, foi anunciada a concessão de horários para empresas de comunicação privadas as que editam os jornais Folha de S .Paulo, O Estado de S. Paulo e a revista Veja. O programa da Folha estreará neste domingo (11).

Leia também:

E o motorista paulistano fica sem combustível…

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


102 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marat

10 de março de 2012 às 21h38

A exceção da Sala São Paulo (dentro de uma ótica burguesa, diga-se), o PSDB é tenebroso no que tange a cultura…

Responder

pperez

10 de março de 2012 às 19h11

Os danos que os Tucanos (do PSDB) causaram e vem causando ao País ao longo dos anos são incoerentes e incompativeis com a beleza dessa ave, uma das joias da biodiversidade brasileira, mas simbolo deste partido.
Então, diante desta injustiça acho que seria mais coerente que adotassem uma ave da familia das rapinantes, como o Falcão ou o Urubu.

Responder

Marat

10 de março de 2012 às 18h49

O PSDB conseguiu estragar muitas coisas boas em SP. É uma tristeza essa sombria metamorfose pela qual o nobre canal de TV vem passando. Estapafúrdio! Isso é a cara da minha terra, tão moderna e civilizada por um lado, mas tão conservadora, preconceituosa e obtusa de outro…
SP precisa de uma alforria do PSDB. Chega de Coronelismo!

Responder

Jose Mario HRP

10 de março de 2012 às 08h34

É bom lembrar que quem iniciou toda essa rampeiragem foi Mario Covas, santista como eu, um mau carater de prima, que orquestrou o desmonte do estado e entregou o patromonio público de graça a filibusteiros!

TV Cultura , que fez Ra tin bun, que teve como jornalista Vladimir Herzog……..

Responder

Manuel Henrique

10 de março de 2012 às 01h41

Complementando: essa é uma jogada clara da campanha do serra. Eles vão jogar muito pesado, como sempre. Não estão pra brincadeiras.

Responder

Manuel Henrique

10 de março de 2012 às 01h20

Mais do que privatizar, entregaram a emissora PÚBLICA à campanha do Cerra. Ou vocês acham que os novos "parceiros" Folha, Estadão e Veja farão o que? Quer escândalo maior? Mas quem irá denunciar, protestar? Miau! Eles estão preparando isso há tempos, na frente de todos e ficará por isso mesmo. Estão entregando uma empresa pública para a manipulação privada. Pode?! Essa é a liberdade de expressao defendida pela grande indústria de comunicação. E ainda vão acusar o governo federal de usar a máquina em favor do Haddad, podem apostar! É o mais absurdo caso de aparelhamento da máquina do estado já visto! É um escândalo! Cadê o MP? Cadê o TCE?

Responder

josé fernandes

09 de março de 2012 às 22h57

que saudades da tv cultura dos anos 90.

Responder

Geralda

09 de março de 2012 às 22h40

Tucano privatiza tudo até a mãe, pode esperar que vão privatizar a emissora, aguarde…

Responder

Tomudjin

09 de março de 2012 às 19h45

PMDB e TV Cultura dando seus últimos suspiros.

Responder

TV Cultura demite 50 às vésperas de privatizar programação | OCOMPRIMIDO.COM

09 de março de 2012 às 19h37

[…] por Raoni Scandiuzzi, da Rede Brasil Atual. Via VioMundo. […]

Responder

willforlife

09 de março de 2012 às 19h25

poderia dar a oportunidade pra tanta gente nova, mas os tucanalhas preferem monopolizar a mídia, em vez de dar chance para o novo. http://www.youtube.com/watch?v=2qqN4cEpPCw

Responder

Daniel Pires

09 de março de 2012 às 19h04

Ainda bem que o sinal da TV Curtura não chega bem aqui em Feira de Santana Ba

Responder

Eliel

09 de março de 2012 às 17h55

Parece que tão querendo implantar um SOPA tupininim veja o link do blog de tecnologia do morimoto: http://www.hardware.com.br/noticias/2012-03/sopa-

Responder

Carlos

09 de março de 2012 às 17h37

Vocês perderam o ensaio? O ensaio da TV Cultura-neo liberal? Isto que está oficializado é tão somente o desfile do que foi ensaiado. Porém, em toda crise há boas oportunidades. Então, se os VERDADEIROS jornalistas se lançarem numa luta incessante contra esse sistema perverso, haverá, por exemplo, uma acréscimo significativo de blogs progressistas marchando uníssonos; que não deixará PIG sobre PIG.
"Demitidos sem lógica", vão avaliar essa possibilidade e encarar esses que foram seus senhores? Ou irão passar a lamber, de contínuo, sem refletir, a própria ferida?

Responder

Marta

09 de março de 2012 às 16h40

Incrível o poder de destruição dos tucanos. Eles não conseguem ter uma ideia genial pra promover a cultura. Agora a ex-nossa TV Cultura virou poleiro não só de tucano mas da parte mais reacionária da nossa combalida sociedade. A Lei dos médios, se existisse, não permitiria aluguel de espaço em TV. Que canalhas!!

Responder

RicardãoCarioca

09 de março de 2012 às 16h36

E por falar em demissões na Chuíça tucana:
http://www.teletime.com.br/09/03/2012/telefonica-

Responder

RicardãoCarioca

09 de março de 2012 às 16h02

E foram suspensas as atividades da Copa 2014 pela FIFA!
http://oglobo.globo.com/esportes/fifa-adia-inspec

Responder

pap

09 de março de 2012 às 15h44

Será que João Sayad terá saco roxo pra demitir Fernando "ensaios" Faro, Antonio Abujamra,Inesita Barroso,
Rolando Boldrin e por fim Julio e toda a turma do cocoricó?

Se isso acontecer, o último que lance o acervo da tv cultura no youtube e doe os arquivos da programaçao para
a cinemateca.

Responder

Lionel

09 de março de 2012 às 15h34

Folha e Veja dominando a Tv Cultura?? xii … agora que aquilo lá vai virar um lixo de vez.. São os tentáculos do PIG. O problema é que a credibilidade do PIG está tão baixa, que estes tentáculos vão se enrolar no próprio pescoço, e a TV Cultura vai junto pro buraco

Responder

Marat

09 de março de 2012 às 15h22

Vamos iniciar uma campanha para mudar o nome da futura rede:
TV Inculta e feia;
TV Sem Cultura;
TV Descultura;
TV Decadence…

Responder

    beattrice

    09 de março de 2012 às 17h20

    TV Culture, essa vai vingar lá pelos lados de Higienópolis.

Luc Leite

09 de março de 2012 às 15h04

Isso é legal? Não teria que haver uma concorrência pública? Hoje em dia, para realizar um trabalho social as ONGs precisam passar por processos licitatórios para firmar convênios com o poder público. Como uma TV Pública pode terceirizar serviços como se fosse empresa privada? O Ministério Público não teria nada a dizer a respeito disso?

Responder

Elias

09 de março de 2012 às 14h52

Indo, indo a TV Cultura vai se esvaindo. Agora com o programa Veja a Folha d'O Estado, os telespectadores da terra de Oswald de Andrade nem necessitam mais ler Os Condenados.

Responder

ZePovinho

09 de março de 2012 às 14h44

Há pouco tem fiz esse comentário aqui:"Obrigado,Nelson!!!O grande medo do poder,em relação à internet é esse: a capacidade que esse meio permite de trocarmos informações e definirmos a Agenda Nacional,definindo aquilo que é realmente interessante em ser discutido".

Agora vejam como tenho razão,ao lerem mais uma cópia do PSDB de projetos dos EUA para acabar com a liberdade de expressão na internet:
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/projeto-

Projeto prevê bloqueio de sites por DNS e IP

Enviado por luisnassif, sex, 09/03/2012 – 14:32
Por marcelosoaressouza

De Hardware.com.br
SOPA brasileiro: projeto de lei prevê bloqueio de sites por DNS e IP

Por Marcos Elia

As ideias absurdas dos projetos SOPA e PIPA podem ter sido relaxadas a nível internacional, mas um deputado brasileiro propôs algo bem parecido por aqui. E é para se preocupar, já que conhecemos bem nossos políticos…

O PL 3336/2012 foi apresentado no dia 6 pelo deputado Walter Feldman, do PSDB. As similaridades dele com o SOPA e PIPA são muitas, vale a pena ficar atento e protestar, levando o assunto a um debate mais amplo. Se aprovado na sua forma atual, muita coisa poderá ficar pior em termos de liberdade de expressão aqui no Brasil.

Responder

    RicardãoCarioca

    09 de março de 2012 às 16h14

    Walter Feldman só quer mídia gratuita. Se o Azeredo não passa, esse baixo-clero aí iria passar?

ZePovinho

09 de março de 2012 às 14h16

Porta giratória é aquele mecanismo(chamado assim nos EUA) onde gente da iniciativa privada,em cargos públicos,beneficia empresários em troca de benesses privadas.Ou seja:o Estado beneficia empresários por meio da máquina pública.Depois, os empregados desses empresários saem dos governos e vão trabalhar na iniciativa privada ou voltam,depois,para o setor público numa suruba infernal entre a coisa pública e a privada.
o prefeito do Rio de Jeneiro,Eduardo Paes,mostra como isso funciona.A análise é do Blog do Mello:

<img src="http://odia.ig.com.br/polopoly_fs/1.416787%21/image/image.jpg_gen/derivatives/landscape_280/image.jpg"&gt; height="300" width="300"/&gt;

Eduardo Paes aceita campo de golfe de R$ 60 mi em troca de benefícios que podem render R$ 700 mi ao 'doador'
http://blogdomello.blogspot.com/2012/03/eduardo-p

sexta-feira, 9 de março de 2012
Eduardo Paes aceita campo de golfe de R$ 60 mi em troca de benefícios que podem render R$ 700 mi ao 'doador'

Hole in one é aquela tacada certeira no golfe em que o jogador acerta o buraco com apenas uma jogada. Pois o prefeito Eduardo Paes deu sua tacada. Mas o buraco é nosso. É um hole in one in our hole.

Na quarta-feira, o prefeito anunciou que um campo de golfe seria construído no Rio para as Olimpíadas de 2016, a custo zero.

O valor estimado para a construção desse campo (R$ 60 milhões) seria integralmente bancado por uma empreiteira. Só que, na mesma tacada, o prefeito deu à empresa o direito de aumentar, de seis para 22, o número de andares de 23 prédios que vai erguer na Barra.

O vereador Eliomar Coelho (PSOL) fez uma simulação: calculou que cada edifício terá quatro apartamentos por andar e estimou em R$ 500 mil o valor da unidade. Multiplicou tudo pelo número de prédios e pelos 16 andares adicionais. Resultado: a construtora poderá faturar até R$ 736 milhões a mais. [Fonte]

A área do campo de golfe e dos imóveis fica na Avenida das Américas, uma das mais valorizadas do Rio.

Quem "vai dar" o campo de golfe pro Rio certamente deu uma grande tacada.

Importante: a proposta ainda precisa ser aprovada na Câmara Municipal.

DETALHE SÓRDIDO:Assim funciona o socialismo para os ricos:

O valor estimado para a construção desse campo (R$ 60 milhões) seria integralmente bancado por uma empreiteira. Só que, na mesma tacada, o prefeito deu à empresa o direito de aumentar, de seis para 22, o número de andares de 23 prédios que vai erguer na Barra

Responder

Alexei_Alves

09 de março de 2012 às 14h12

TV cultura virando TV folha e TV Veja…… socorro!!!!
Isso é aparelhamento ideológico da máquina pública na mais cara dura o possível.
Privatização calhorda.

Por essas e outras que se tornou FUNDAMENTAL tirar o PSDB do governo de SP.

Responder

@JornalismoWando

09 de março de 2012 às 13h40

Azenha querido.

Desculpe o "fora de pauta", mas é que eu acho importantíssimo divulgar o jornalismo do bem, principalmente em blogs sujos.

Segue o último post do @JornalismoWando http://jornalismowando.blogspot.com/2012/03/jorna

Um beijo grande no seu coração e no do seus leitores.

Responder

    P Pereira

    09 de março de 2012 às 18h04

    Sensacional! Cuidado com os "abraços Fortes".

Eunice

09 de março de 2012 às 13h21

Sempre acodem os jornalistas desesperados e desocupados desde que sejam tucanos.n E com dinheiro público e para falar mal do que é público. Isso é o Brasil tungano.

Responder

Adilson

09 de março de 2012 às 12h56

É o PSDB ajudando os Barões da mídia (Folha, Estadão e Veja) afim de aumentar o poder do PIG junto ao público da TV cultura. Quer dizer, as reportagens dessa gente será como sempre tendenciosa, contra os partidos da situação e sempre elogiando o PSDB. Isso se não for ilegal é no mínimo imoral e anti-ético. É o PSDB aparelhando a TV Cultura para benefício próprio e do PIG.

Responder

riorevolta

09 de março de 2012 às 12h23

Cadê os neobobos falando que a TV Cultura é aparelhada pelo governo paulista?

Demissão em massa para colocar Revista Veja e Folha na programação da TV Estatal.

Cadê o Azevedo, o Noblat, o Jabor, bastiões da liberdade e da democracia, falando seus textinhos bonitos contra o aparelhamento e uso da máquina pública pelo poder privado?!

Cínicos e estelionatários intelectuais.

Responder

FrancoAtirador

09 de março de 2012 às 12h19

.
.
A TV Cultura Norte-Americana de São Paulo

estreará um novo programa de sucesso:

WASHINGTON CONNECTION
.
.

Responder

Nelson

09 de março de 2012 às 12h08

A medida faz parte do roteiro de qualquer privatização.
A empresa privada que passa a controlar determinado setor ou serviço vai querer extrair lucros crescentes de forma continuada, a cada período que passa. Para conseguir isso, a empresa não poderá escapar às seguintes exigências:
– contração do contingente de trabalhadores via demissões;
– arrocho salarial sobre aqueles que permanecerem na empresa (rebaixamento da massa salarial);
– relaxamento na qualidade do serviço prestado à população;

Diante disso, a pergunta, inarredável, é: será que nós, trabalhadores e povo em geral, temos algo a ganhar com as privatizações?

Responder

Paulo Ribeiro

09 de março de 2012 às 12h00

Saem os funcionários e entra a Folha de São Paulo e a Veja…….Entendi…..

Responder

Joe

09 de março de 2012 às 11h36

O Sindicato dos Jornalistas é uma piada!!! Nem sei porque existe, não aplica multas não fiscaliza nada. Hoje na Bolha tem vários freeas fixos. Tem editora por ai que não paga o piso e não acontece nada. Não ajudam em nada os fotojornalistas, sempre relegados a quinto plano. Basicamente é um sindicato dos patrões. A Bolha tem a cara de pau de registrar jornalista como outra função.
Sindicato dos jornalistas… hahahahahahahahahahahahahahahahahaha

Responder

    Richard

    09 de março de 2012 às 14h31

    é a velha e boa pelegada. sindicalismo hoje, com raríssimas exceções, não é piada não, é caso de polícia mesmo.

Jota

09 de março de 2012 às 11h33

Onde estão os Jornalistas? Vcs. não vão tomar providências?

Responder

Eduardo Di Lascio

09 de março de 2012 às 11h21

A TV Cultura não se justifica mais na cultura política de hoje, será sempre usada como ferramenta política pelo governo do estado. Melhor trocar por uma tv comunitária, com a programação produzida de forma independente, sem dinheiro público, gerida por representantes da sociedade e por eles regulamentada. Se não for independente, melhor fechar de uma vez.

Responder

    Bonifa

    09 de março de 2012 às 18h51

    É, uma TV Cultura não pode existir em terra dominada pelo PSDB.

abolicionista

09 de março de 2012 às 10h43

Sampa está cada vez mais se configurando como a locomotiva do Brasil, e irá levar o país a todo vapor rumo ao precipício. Claro que já faz tempo que a TV Cultura está uma latrina, não vejo televisão por isso. Mas agora escancarou, isso é modus operandi de máfia, já não tem a ver nem com privatização.

Responder

Delano

09 de março de 2012 às 10h38

Prepare-se, o que está sendo tramado pelo PIG com isso é : impedir de todas as formas que o PT tome o poder na prefeitura e no Estado de São Paulo e com isso diminua e muito a força do psdb e dos partidos de oposição de direita no país.
É o PIG assumindo claramente a oposição que o Psdb não consegue ser.
É por isso que toda e qualquer realização positiva do governo Dilma, quase não é mostrada na grande velha, golpista e manipuladora mídia no Brasil.
Cadê o marco regulatório democratico das comunicaçãos governo Dilma ?

Responder

Vinicius Garcia

09 de março de 2012 às 10h28

A mão tucana tem o oposto do toque de midas, aonde toca vira …

Responder

ZePovinho

09 de março de 2012 às 10h24

Tem gente que acha que a blogosfera é feita por alucinados e inúteis,mas vejam bem esse caso:

Há algum tempo o Azenha publicou um texto,aqui,de um engenheiro que afirmou que a privatização da telefonia não melhorou em nada a situação para os brasileiros nessa área.O que veio de bom foi resultado,segundo ele,da explosão de tecnologia dos anos noventa e as empresas privadas de telefonia(que compraram partes da Telebrás) se aproveitaram,apenas, disso e não fizeram investimentos em infraestrutura.Pois bem.
O telefone aqui de casa está uma porcaria devido a problemas da fiação interna.Por isso chamei um técnico para refazer tudo.Quando o cara terminou,fiquei conversando com ele até a patroa chegar para dizer se gostou do serviço(É,Azenha…..elas são o poder agora).O técnico tinha trabalhado numa dessas empresas terceirizadas que dão manutenção na rede das empresas de telefonia.Sabe o que ele me disse,Azenha??????????Olha aí:

"AQUI NA NOSSA CIDADE(UMA DAS CAPITAIS DO NORDESTE), A EMPRESA QUE COMPROU A ESTATAL DE TELEFONIA NAO FEZ NENHUM INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA FIXA.TODAS AS ESTAÇÕES TELEFÔNICAS DA CIDADE FORAM INSTALADAS PELA ESTATAL QUE HAVIA ANTES.A OI,ATÉ HOJE,SE APROVEITA DA INFRAESTRUTURA QUE EXISTIA E,SE O SISTEMA FOR REESTATIZADO, AINDA GANHARÃO UM BOM DINHEIRO REPASSANDO FERRO VELHO PARA O GOVERNO".

Estão destruindo a TV CULTURA por outro motivo,Azenha.É a cultura que organiza o povo,espontaneamente,em torno de valores comuns.A destruição de um povo começa pela destruição da cultura.Ontem mesmo eu estava assistindo um documentário maravilhoso sobre Noel Rosa(na TV BRASIL) e a relação da música popular brasileira com as cantigas medievais em Portugal.Uma aula sobre como se construiu nossa identidade nesse campo.
A cultura é um dos grandes componentes por onde se afirma o PODER nacional.Os outros são o componente político,o militar e o econômico.A CULTURA É BÉLICA!!!!

[youtube kgkckgmOOm8 http://www.youtube.com/watch?v=kgkckgmOOm8 youtube]

Responder

    Nelson

    09 de março de 2012 às 12h00

    A título de colaboração, Zé, trago o link para leitura de um outro artigo, esse escrito pelo engenheiro José Antonio Feijó de Melo. Nele, Feijó de Melo deixa claro que quem investiu, prá valer mesmo, no setor de telefonia brasileiro foram as empresas estatais. Ou seja, foi o dinheiro público que trouxe a telefonia ao nível tecnológico atingido atualmente, dinheiro extraído de cada um de nós, e não a suposta "capacidade empreendedora" de algumas poucas mega empresas.
    O excelente artigo "PRIVATIZAÇÃO NÃO É SOLUÇÃO-A "Mágica" Simples Das Telecomunicações" foi publicado neste sítio e pode ser lido também em: http://www.ilumina.org.br/zpublisher/materias/Des

    ZePovinho

    09 de março de 2012 às 12h25

    Obrigado,Nelson!!!O grande medo do poder,em relação à internet é esse: a capacidade que esse meio permite de trocarmos informações e definirmos a Agenda Nacional,definindo aquilo que é realmente interessante em ser discutido.

alex

09 de março de 2012 às 10h18

Pior é saber que não tem IMPRENSA em Sao Paulo para criticar esta negociata…
Pois ela, a IMPRENSA, está participando da negociata …
E tb os Tucanos não têm oposição em SP… o PT foi mordido pela mosca tse-tse.

Responder

Substantivo Plural » Blog Archive » Sindicato dos Jornalistas estranha demissão de 50 funcionários da TV Cultura

09 de março de 2012 às 10h16

[…] Por Raoni Scandiuzzi, Rede Brasil Atual, sugerido pelo Gerson Carneiro NO VI O MUNDO […]

Responder

sergio cascaes

09 de março de 2012 às 09h41

demitem 50 mas contrataram Alexandre Machado, com grandes servicos prestados aos governos do psdb, para um programa diario (2a. a 6a.) das 08;00 as 09;00 na radio cultura (FM). é risivel ouvi-lo tentando mostrar isencao na pauta politica. antes haviam demitido o maestro julio medaglia que tinha (tem) mais de 10 anos de radio cultura mas foram obrigados a readmiti-lo por pressao da sociedade. depois falam de aparelhamento do estado.

Responder

Bonifa

09 de março de 2012 às 09h37

Isso é sublocação de concessão. Qual a moeda de tal favorecimento? Um grupo de grupos vai ficar muito feliz. E às custas do Estado. É matéria bruta para uma tese jurídica que reduziria o Governo de São Paulo a pó. Citando o grande Erasmo Carlos, isso "é ilegal, é imoral e -principalmente- engorda".

Responder

RicardãoCarioca

09 de março de 2012 às 09h08

TV PiG, para aumentar ainda mais o poder de lavagem cerebral em boa parte dos paulistas. Daqui a pouco, até o Diário Oficial do governo de SP também conterá enxertos jornalísticos e publicitários do PiG, uniformes escolares da rede pública municipal da capital terão patrocínios do PiG, livros didáticos ensinarão as crianças a aprenderem a soletrar as primeiras palavras Folha, Veja, Globo, Estado de São Paulo, etc.
Me faz lembrar do filme Wall-e, onde SP se transformaria numa imensa Axion, isolada, autosuficiente, onde a unipresente Buy n' Large é o PiG empregnado em todoas as coisas e momentos da vida das pessoas.

Responder

renato

09 de março de 2012 às 09h04

Sou do paraná e assistia programas da cultura, sei o que é perder o emprego. Bom as pessoas se indignarem com isto.
Trabalhava numa fabrica que teve seu start-up em 91, 3700 pessoas iniciaram o projeto, 330 estâo empregados atualmente, era um terror de 6 em 6 meses, MAS. ao contrario. a mídia nunca se pronunciou a favor dos operários, tenho certeza que muitos se identificam com isto. Ah, consegui resistir até 2001.
A fabrica era nacional. depois foi vendida ( entregue) aos americanos, que entregaram para filandeses, que entregaram para outros americanos, ( nenhum deles esta interessado no que a fabrica produz )

Responder

Jairo_Beraldo

09 de março de 2012 às 09h02

Isso não é nada, comparado com o que o reizinho M. Perigo está fazendo com os professores aqui em Goiás. Queria saber, que tamanho ódio ele tomou desta classe, que, em paises civilizados, são de extrema importancia. E curiosamente, suas propagandas mentirosas, tem como modelo de "jestão", paises nórdicos.

Responder

eraklito

09 de março de 2012 às 08h24

Será que alguma alma viva ainda assiste a TV Descultura ???

Responder

augusto

09 de março de 2012 às 08h19

alo, governo de sao paulo, se eu fosse voce, eu chamava a CVC e outras e dava agora mesmo um beneficio, adiamento, reduçao, etc fiscal para a empresa de Turismo que EXCLUISSE a Espanha de seus roteiros nos proximos seis meses, no minimo. E o ISS local tambem.
E trobeatearia isso aos quatro ventos.
É usar a cabeça.
Só isso, ja que Dilma não se mexe.

Responder

Marcelo

09 de março de 2012 às 08h02

Eu não entendo. Se o PIG é tão contra as empresas públicas, porque se associam a uma? Porque aceitam publicidade delas?

Responder

paaulo

09 de março de 2012 às 07h46

Essa não vai dar no JN.

Responder

    MARCELO

    09 de março de 2012 às 11h15

    Não se preocupem,gente.A TV Cultura nunca foi uma TV pública.Sempre foi estatal.Se o
    Mercadante fosse governador,seria a mesma coisa.A TVE do Rio Grande do Sul tirou o
    excelente programa do Rolando Boldrin pra colocar aquelas chatices da TV Brasil.

Laura

09 de março de 2012 às 06h06

Que que é isso?
Programa da Folha, veja… inacreditável! A que esgoto chega o tucanato na TV Cultura! E Sayad assina embaixo. Asqueroso.

Responder

Bonifa

09 de março de 2012 às 04h27

Não privatizaram nada. Em São Paulo, o verdadeiro Estado é uma coligação de Veja, Folha e Estadão.

Responder

Hiro

09 de março de 2012 às 04h05

Nos livros do Biondi, sempre que houve demissão, "reestruturação", houve privatização em seguida.
Disseram tb q c/essa "jestão", a programação seria melhor. Está péssima. Repito: péssima. Vi na imprensa q a audiência caiu. Essa é a maior prova da falácia. A grande e querida TV Cultura nunca esteve tão chata. E agora vai ser espaço privado do PiG??? Só faltava essa…

Responder

Gerson Carneiro

09 de março de 2012 às 03h58

Mais demissões no PIG.

Sentindo-se desprestigida, a baiana Rosana Jatobá decide se demitir da Globo.
http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/albertopere

…e parece que alguém vai ter que pegar o papagaio e subir no caminhão da mudança também.

"Ana Maria Braga foi última a saber do programa de Fátima Bernardes"
http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/ricardofelt

Responder

Gerson Carneiro

09 de março de 2012 às 03h38

Por falar em demissão, por onde anda a galega que só faltava chamar os tucanos de "painho"?

[youtube k9sOvUNDVBI&feature=fvsr http://www.youtube.com/watch?v=k9sOvUNDVBI&feature=fvsr youtube]

Responder

    Marat

    09 de março de 2012 às 07h33

    Propaganda pura, ainda mais de um ex-"comunista", que migrou para a extrema direita. Tristes tempos.
    E a Marília Gabriela, que papelão, hein?

    abolicionista

    09 de março de 2012 às 10h40

    Essa daí cheirou botox estragado.

    Sr.Indignado

    09 de março de 2012 às 10h37

    Foi-se o Roda Viva, morreu… tem um programa-zumbi no lugar.
    Foi-se o Jornal da Cultura… agora é porta-voz da versão oficial.
    Com essa demissão, é falência generalizada, o corpo agora está cangrenado e infectado.
    Logo logo, teremos jaspion, pica-pau e as patricinhas como programas infantis, cadáveres sendo mostrados em sangrentos jornais, repórteres-urubus, comentaristas gerais, domingao de venda de carros, enlatados à tarde e pornôs à noite.
    Triste fim. Parabéns PSDB, DEM e PSD, vocês são aqueles grandes alquimistas.

    Zé Alonso

    09 de março de 2012 às 11h05

    E vem aí a tv falha de são paulo aos domingos. É a tv cultura acabou mesmo!

    Gerson Carneiro

    09 de março de 2012 às 11h24

    O Jornal da Cultura está uma mercadoria. A Maria Cristina Poli só leva calunista da Veja pra dar opinião sobre as notícias. Virou reunião de comadres.

    Sr.Indignado

    09 de março de 2012 às 18h07

    Depois os tucanso reclamam de aparelhamento petista.
    Ricardo Freire que o diga. A TV cultura vai virar o maior cabide de empregos do Brasil.

Sônia

09 de março de 2012 às 00h52

Simplemente um escândalo.

Responder

Pancho Villa

09 de março de 2012 às 00h14

Se ainda restava dúvida nos São Tomés, incrédulos e adjacências de que PSDB/Governo de São Paulo e os principais veículos de comunicação que prefiguram o PiG estão em conluio, agora ninguém se dê mais ao trabalho de questionar. Eu mesmo nunca havia usado a expressão PiG por uma questão de receio. Agora que o negócio descarou e eles vestiram a roupa mesmo eu mando à baixa da égua meu receio.

O PiG não é uma fantasmagoria, é real.

Responder

Richard

09 de março de 2012 às 00h12

Incrível dessa notícia não é a privatização da programação. O que esperar do PSDB ou do PT (vestal de bordel). O incrível é o sindicato descobrir que iniciativa "não ter lógica". É isso aí pelegada de vez em quando afagos de bastidores não fununceiam.

Responder

    Gerson Carneiro

    09 de março de 2012 às 06h46

    Richard Smith, vulgo EUNAOSABIA.

    Richard

    09 de março de 2012 às 14h26

    Richard Smith? Não entendi!

    Richard

    11 de março de 2012 às 15h53

    Ah agora entendi, o cidadão aí acima acha que sou uma outra pessoa, é já colou o rótulo: – parem as máquinas é RICHARD SMITH (quanta estupidez!!!). Lamento, mas sou persona diversa.

Marat

09 de março de 2012 às 00h09

Não podemos esperar reações indignadas do PIG. Aliás, o PIG nem vai comentar o caso, e se o fizer, será de maneira marginal e será de maneira elogiosa aos coronéis do PSDB.
A Ley de Medios se faz urgentíssima. Este estado de coisas é um dos carros-chefes de nosso interminável atraso!

Responder

maria

08 de março de 2012 às 23h50

Por que não me espanto? É simplesmente o modo tucano de ser, com o apoio do Partido da Imprensa Golpista – PIG, que ganha dinheiro não informando a população, mas agradando alguns.

Essa gente somente não entrega a própria mãe por que provavelmente ela já partiu para outro plano.

E o velho papo de que a entrega do patrimônio público (inclusive serviços) é pelo bem da eficiência, depois do livro "Privataria Tucana", não cola mais: o que a gente imagina é se não há mutreta nessas "ações entregativas".

Responder

    florencio1

    09 de março de 2012 às 08h59

    estão destruindo a tv cultura de são paulo

    Fabio

    09 de março de 2012 às 09h01

    ja destruiram

    EUNAOSABIA

    09 de março de 2012 às 09h31

    E vocês estão destruindo o Brasil, de tanto o palanqueiro e irresponsável Lula (o presidente que fez o NADA), em seus surtos megalomaníacos de se comparar a JK – coitado de JK – o Brasil voltou a patamares industriais de 1950.

    Vocês não enganam é ninguém rapaz.

    P Pereira

    09 de março de 2012 às 18h43

    "Será que a Folha de S. Paulo conta com recursos de apuração e análise que estão fora do alcance de seus concorrentes?
    A resposta é: não – a Folha produz uma peça de política, não de economia. Apanha um fração dos dados, referente à indústria de transformação, e a transpõe para o quadro geral da economia, gerando um factoide ancorado na imagem pública de Juscelino Kubitschek como o presidente que criou o moderno parque industrial brasileiro.
    Qual é o interesse da Folha ao desconstruir os fatos e recompô-los com o viés pessimista? Isso só os editores do jornal podem explicar." (Luciano Martins Costa, em "Folha, apenas uma manchete")

    PS: O boxeador de meia tigela tá com medo da Mhrrs?

    renato

    09 de março de 2012 às 20h49

    Meu presidente é porreta, depois que fez tudo. agora faz o NADA.
    Eiiiiita home poderoso.
    E do Nada…. fez a DILMA.
    Agora já sabe, não pode mais dar uma de desentendido.
    Como a policia chama – DESINTELIGENTE.
    Patamares. Patamares.Patamares. Os economistas usavam esta palavra em 1950.Retrô.
    Quanto a indústria! fica atento ao que ocorre no mundo.
    Há tempo para trabalhar no celeiro, e há tempo para trabalhar na cozinha.

    VERA

    10 de março de 2012 às 02h49

    AMEI, Renato!!! É isso aí!!! Quem escreve o que quer, lê o que não quer!!! KKKKKKKKKKKKKKK

Jacó do B

08 de março de 2012 às 23h25

Depois o governo do PT que é acuado de ser a favor da censura. Se fosse na TV Brasil tería CPI do aparelhamento de uma concessão pública. Ley d Medios já!

Responder

Polengo

08 de março de 2012 às 23h07

É procedimento padrão desses pulhas.

Com as privatarias foi assim, sucatearam e deram pros amigos.
Com a cultura e gestão, eles dão pros amigos, e acaba-se sucateando porque são incompetentes (ambos)

Responder

pperez

08 de março de 2012 às 22h57

Esses tucanos insistem na teoria neoliberalizante de novo contrato social flexibilização de direitos e retirada de direitosa dos empregados e nenhuma responsabilidade do Estado na gestão das empresas.
O resultado aqui após 8 anos de FHC, foi de terra arrasada o que somente agora estamos conseguindo dar a volta por cima, graças ao Lula e Dilma.
Na Europa o filme com merryl Strip encarnando a musa Tatcher pode ser visto nas telas e literalmente nas ruas!
Mas eles não desistem e querem continuar a juntar materia prima para o Amaury fazer O Privataria 2!
ótimo!

Responder

Fabio_Passos

08 de março de 2012 às 22h20

Esta direita estúpida está destruindo completamente a TV Cultura.
Estão criando uma nova TV PIG.
Já não basta a porcaria da rede globo… agora vem fsp, quadrilha veja e estadão empestear a TV brasileira.

Responder

Gerson Carneiro

08 de março de 2012 às 22h16

Ano eleitoral. Novidades?

SIIIIIIIIIIIIMMMMMM !!!

Globo traz de volta o Casseta & Planeta e TV Cultura estreia TV Folha e Veja na TV.

Responder

    renato

    09 de março de 2012 às 12h29

    Incrível é que quando uma pessoa quer transparecer seu intelecto, ou melhor, parecer inteligente, ela pergunta " vocês assistem ao Casseta & Planeta ", e imediatamente afirma que aquilo é que é um programa inteligente.
    Aquele vagabundo que falou do Lula deve voltar ou não?
    Esqueçam a pergunta eu não assisto mesmo.

Anderzon

08 de março de 2012 às 22h09

Tukanagem. Espero que esses pais de famíilia e suas famílias se lembrem disso na época das eleições.

Responder

m cruz

08 de março de 2012 às 21h59

Eu era um dos 4 ou 5 que ainda assistiam à TV cultura, pois restava ali alguma altenativa ao "lixo" da programação da TV aberta, mas agora com a invasão do PIG ….E o fato mais contraditório é que Folha, Veja e Estadão, que sempre pedem o fechamento da TV Brasil por não ter audiência e criticam a presença do estado em qualquer lugar que ele queira estar , são os primeiros a abraçarem esta "boquinha" do governo estadual amigo; sem licitação, claro! Será o começo da privatização? Hoje, sem um marco regulatório das mídias, a entrega assim da TV pública para a "privada" (KKK) pode??

Responder

    Fabio

    09 de março de 2012 às 09h33

    Seis comigo. Também assistia.

    Gerson Carneiro

    09 de março de 2012 às 10h37

    Tenho saudades do programa Opinião Nacional da década de 1990, apresentado por Heródoto Barbeiro e Mônica (*alguma coisa que não me lembro agora).

    Lembro que no final de 1999, um dos últimos programas, a discussão era sobre o Bug do Milênio. E naquela época eu já brincava. Mandei um e-mail e o Heródoto encerrou o programa com a minha pergunta.

    Estavam lá grandes autoridades sobre informática, e o no final, o Heródoto lançou a pergunta que fez todos rirem:

    – Agora, pra terminar, uma pergunta antológica do telespectador Gerson Carneiro: como o pessoal da espaçonave "2001 – Uma odisséia no espaço" resolveu o problema do bug do milênio?

    A risada foi geral e o programa acabou.

    *A Mônica deixou o Opinião Nacional para ir trabalhar na Globo, e como sempre a Globo faz, desapareceu na geladeira da Globo. Nunca mais a vi e nem tive notícias.

    Gerson Carneiro

    09 de março de 2012 às 11h17

    Nota: ao dizer "um dos últimos programas" me refiro aos últimos programas do ano de 1999.

    Detalhe: o Opinião Nacional deixou de ser apresentado em 2009 e no encerramento houve demissão de 31 funcionários.

    Gerson Carneiro

    09 de março de 2012 às 22h00

    Mona Dorf , é o nome dela.

Paulo C.T.

08 de março de 2012 às 21h51

Se a Cultura foi originada da estatização de uma emissora falida, porque ninguém aparece com a "solução mágica" da privatização? Será que o exemplo da VASP não será seguido?

Responder

Sr.Indignado

08 de março de 2012 às 21h42

Não entendo como tem gente que ainda acredita em jestão tucana ou similar.
A última tinha sido o senador Eduardo Supliciy e outros que acreditaram no prefeito de SJC, sobre o massacre do Pinheirinho.

Responder

Ana Bednarski

08 de março de 2012 às 21h38

Estou pasma, a folha , o estadão e a Veja usando a estrutura de uma TV que é um bem público?????????Deve ter algo de muito errado nisto não é possível

Responder

    Manuel Henrique

    10 de março de 2012 às 01h43

    É simples: é a campanha do serra. É disso que se trata.

Lenin

08 de março de 2012 às 21h29

É a primeira vez q ouço falar q c/ a possibilidade de se precisar de mais mão de obra qualificada,se demite esta mesma mão de obra qualificada.Alguém se abilita explicação?!

Responder

Gerson Carneiro

08 de março de 2012 às 21h16

Vou repetir aqui as respostas que o Governo do Estado de São Paulo me deu no twitter quando postei, também no twitter, sobre a contratação sem licitação que resultou na inserção dos programas "TV Folha" e "Veja na TV".

@governosp: @GersonCarneiro A contratação se deu através de um contrato de permuta, passível de inexigibilidade de procedimento licitatório.

@governosp: @GersonCarneiro Convidou-se tb os jornais Estado de S.Paulo, Empresa Folha da Manhã S.A. e Valor Econômico, abrindo possibilidade de…

@governosp: @GersonCarneiro …apresentação na TV dos conteúdos jornalísticos.

Escrevi de volta perguntando porquê Caros Amigos, Carta Capital e Fórum não participaram desse processo.
E agora escrevi perguntando se a demissão em massa é cláusula do contrato.

Não irão me responder.

Responder

Zé Alonso

08 de março de 2012 às 20h55

É o modelo de "jestão" tucana, o último e já carcomido espaço de cultura na tv aberta vai sendo empurrado ribanceira abaixo por obra e decisão desse governo elitista do psdb et caterva. Marcha fúnebre para a tv cultura, A "única tv pública" de São Paulo.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.