VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Metri: A maior entrega de nosso patrimônio desde a Independência?
Denúncias

Metri: A maior entrega de nosso patrimônio desde a Independência?


23/08/2013 - 11h29

Entrega, Getúlio, entrega…

Libra: o povo não sabe de nada

por Paulo Metri*, no Correio da Cidadania

O povo não sabe nada sobre Libra e, se depender da mídia comercial, continuará inocente para sempre. Sugiro uma enquete feita por um instituto de pesquisa confiável, com uma única pergunta à população: “O que você acha do leilão de Libra, que vai ocorrer em 21 de outubro próximo?”.

Aposto que, no mínimo, 95% dos entrevistados não saberão o que é Libra.

No entanto, o leilão de oito a doze bilhões de barris de petróleo, que se convencionou chamar de campo de Libra, não poderia passar despercebido.

Está em jogo a possibilidade de muito mais recursos estarem disponíveis, no futuro, para educação, saúde, habitação, saneamento e outros programas sociais, se este campo for bem aproveitado.

Se for leiloado, a maior parte destes recursos irá para as petrolíferas estrangeiras.

Este importante fato não é divulgado, simplesmente, porque a mídia comercial existente é subordinada aos interesses do capital e, neste assunto, as petrolíferas estrangeiras determinam que a sociedade deve permanecer em total ignorância.

Desta forma, informações confiáveis, hoje, só na mídia alternativa.

O que será desviado da sociedade com o leilão de Libra corresponde à maior apropriação de um patrimônio público desde a nossa independência.

Só não digo desde a descoberta do país, porque não sei quanto ouro foi levado das nossas terras para Portugal.

A totalidade do petróleo de Libra vale, no mínimo, US$ 1 trilhão, mas, provavelmente, chegará a US$ 1,5 trilhão.

Nem tudo será desviado, pois existem o Fundo Social e os royalties.

Mas poderia retornar mais para a sociedade, se Libra fosse entregue sem licitação à Petrobras, que assinaria um contrato de partilha com a União, satisfazendo o artigo 12 da lei 12.351, e com a máxima contribuição para o Fundo Social.

Qualquer valor abaixo deste máximo que a Petrobras pode entregar deve ser considerado como um desvio de patrimônio da nossa sociedade.

Assim, o desvio de Libra, se o governo teimar em leiloá-lo para as empresas estrangeiras, será maior que a transferência de todo manganês da Serra do Navio no Amapá para formar uma montanha em outro país.

Será maior que o roubo da privatização da Vale, que chegou a US$ 100 bilhões, ou o das teles, que dizem ter sido em torno de US$ 40 bilhões.

Se for tomado o desvio ou o caixa 2 dos chamados mensaleiros, da ordem de uma ou duas centenas de milhões de reais, o leilão de Libra significa uma subtração de recursos da ordem de 10.000 vezes maior que o tão divulgado rombo do “mensalão”.

Contudo, no caso de Libra, temos o desvio institucionalizado, uma vez que o leilão não é a melhor aplicação da lei 12.351, mas ele também está previsto nesta lei.

Se o argumento de que o leilão não traz o melhor impacto para a sociedade for levado a um juiz, ele poderá indeferir o pedido de sustação do leilão, alegando que este é previsto em lei e, se a lei é injusta, não cabe a ele, juiz, modificá-la.

Aliás, todas as 11 rodadas de leilões da ANP já ocorridas, seguindo a lei 9.478, excetuando a oitava, tiveram respaldo legal.

O Congresso Nacional, tão comprometido com o poder econômico quanto a mídia, só irá reverter esta lei se houver grande pressão popular ou se a população passar a votar melhor, inclusive se deixar de votar contra si própria.

Para descrever a apropriação indevida, há uma correspondência clara entre este ciclo do ouro negro com o que aconteceu no ciclo do ouro passado, pois a Coroa são os atuais países-sede das petrolíferas estrangeiras, a Colônia é a mesma; a administração da Coroa na Colônia é, hoje, o atual governo brasileiro; os agentes da usurpação são, ontem e hoje, os estrangeiros; e os usurpados de hoje são os descendentes dos usurpados do ciclo passado.

Fatidicamente, ficamos sempre com pouco usufruto sobre a riqueza que nos entrega a natureza ou o Criador.

Espoliado desde a invasão européia de 1500, o Brasil está no grupo das nações supridoras de grãos e minérios para os opulentos, que têm tecnologia, indústrias e serviços com alto conteúdo tecnológico e forças armadas persuasivas e opressoras.

Não há risco em Libra, pois não há dúvida sobre a existência deste petróleo.

Não há pressa, a menos que o governo esteja com dificuldade para fechar suas contas, inclusive, o superávit primário.

Mas, se este for o caso, lembre-se que estão comprometendo realizações futuras durante muitos anos por uma questão conjuntural.

Se a Petrobras estiver com sua capacidade de envolvimento em novos negócios esgotada, pode-se esperar, pois o abastecimento do país está garantido graças a ela própria por, no mínimo, uns 40 anos.

Aproveito para salientar que nenhuma empresa estrangeira se dispõe a abastecer o país, a construir refinarias, contratar plataformas e outros bens aqui.

Querem unicamente o petróleo e seu lucro, em exploração completamente desvinculada da população que habita a região.

Minha esperança, hoje, são os sindicalistas, os filiados a entidades de classe, os integrantes de movimentos sociais, os jovens que estão na rua, os internautas do bem, os perceptivos e honestos da mídia alternativa e o ex-presidente Sarney, a quem passo a fazer um pedido de público, já que não tenho canais de interlocução.

Vossa Excelência, durante sua vida pública, deu claras demonstrações de compreender a importância de se preservar a soberania do país e que esta posição nacionalista era necessária para se conseguirem avanços progressistas, tendo o seu governo se norteado por estes princípios.

De memória, cito algumas medidas soberanas e progressistas do governo de Vossa Excelência: criação do Mercosul; determinação do domínio completo da tecnologia do Ciclo do Combustível Nuclear; decisão da construção do submarino nuclear; acordo com a China para o lançamento conjunto de satélite; moratória da Dívida Externa; lançamento do Plano Cruzado com o controle dos preços; reatamento com Cuba; criação do Ministério da Reforma Agrária; criação do Ministério da Cultura, com a nomeação do economista Celso Furtado para exercer o cargo de ministro; legalização de todos os partidos antes clandestinos e reconhecimento das centrais sindicais; nomeação de um nacionalista como Renato Archer para o Ministério da Ciência e Tecnologia; defesa da Causa Palestina e da Nicarágua Sandinista nos fóruns internacionais; defesa na ONU da autodeterminação e independência do Timor Leste; e reserva de mercado da informática, com a criação da Secretaria Especial de Informática, reserva esta mal interpretada até hoje.

Assim, peço a Vossa Excelência, político respeitado e de muitos aliados, que tem a sensibilidade necessária para compreender os argumentos de soberania, que é imprescindível para o progresso social, colocar todo o seu peso político, adquirido em anos de atuação no nosso cenário, para que o leilão de Libra seja suspenso e este campo seja entregue à Petrobras, sem licitação prévia, através de contrato de partilha, como permite a lei 12.351.

O povo brasileiro, no dia que ganhar consciência plena, será muito agradecido a Vossa Excelência.

Blog do autor, *conselheiro do Clube de Engenharia, aqui.

Leia também:

Wladimir Pomar: A quem interessa a baderna nos protestos de rua?

Andre Barrocal: Saudosos da ditadura nas ruas no 7 de setembro

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


56 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Gitais

26 de agosto de 2013 às 10h05

Parabéns aos q estão realmente debatendo e não caindo na armadilha da desqualificação q ñ leva a nada… os blogs estão infestados disso… A internet deveria superar essa fase das desqualificações… e q venham os debates!

Responder

Mardones

26 de agosto de 2013 às 09h05

Há muito tempo vejo o Paulo Metri nessa batalha. E para que leiloar Libra se o abastecimento do Brasil está garantido por 40 anos?

Algo a ver com a Carta ao Povo Brasileiro? A tal governabilidade?

Responder

Nelson

25 de agosto de 2013 às 23h56

Direita volver!, pensou a Dona Dilma, tão logo assumiu o poder em janeiro do ano passado. E ela desembestou e não mais parou.

Deprimente. Não foi para isso que a elegemos.

Responder

Mário SF Alves

25 de agosto de 2013 às 22h17

Petróleo é o motor sobre o qual consolidou-se o modo de produção capitalista. E é sobre ele que se sustenta o poder mais excludente da face da Terra. Nenhum outro produto da engenhosidade humana seria capaz de proporcionar efeito tão nefasto. Sim, nenhum outro produto seria capaz de engendrar um Ocidente tão desumanizado, tão desumanizante, tão aprisionado, tão aprisionante, tão mesquinho, tão robotizado e tão robotizante.
______________________________
Ouro negro, escravidão “perpétua”. Ouro negro, negro ouro, ouro de tolo.
_______________________________________
Motores a explosão movidos a hidrogênio permanecerão ignorados até o dia em que a ideologia que mantém o Império ruir. Sorte nossa que este dia não tardará a chegar. E o vírus que a destruirá é o mesmo que Marx “pressentiu”. Neste dia a humanidade renascerá. Steve Jobs deu sua contribuição. A ambição exponencial que assola o mundo é movida a zeros e uns. O Gato de Schrödinger já está cada vez mais visível.

Responder

Panino Manino

24 de agosto de 2013 às 14h12

Esse apelo ao Sarney é surreal mesmo, mas… apesar dos pesares, se ele for nacionalista, com todo o poder dele, é possível. Se não ele, apelar a quem?

Responder

    JOTACE

    24 de agosto de 2013 às 23h26

    REQUIÃO. O grande Senador que também governou o Paraná dentro de todos os princípios de moralidade administrativa e acendrado patriotismo. Não creio que ele, vendo o que se passa, possa resistir a um apelo popular pra que o Brasil possa restaurar sua soberania dentro dos melhores princípios democráticos.

Marat

24 de agosto de 2013 às 14h04

A Libra penderá para onde houver mais ouro… isso ocorre desde 1500… Pouco podemos fazer, pois a imensa maioria da população é ignorante, devido ao mando da casa grande, ao golpe de 1964 e aos crônicos golpes do Tio Sam e de seu porta-aviões, a falida (moralmente) Inglaterra!

Responder

carloscruz

24 de agosto de 2013 às 13h07

D Dilma nunca me enganou. Escrevi aqui q nela votaria por ser o menor mal, mas sem acreditar. A mais tucana dos tucanos. O Estado está de 4 em seu desgoverno, quebrado, refém da banca. Não há vontade de mudança. Um partido entregue a escândalos e denúncia de corrupção. Que venha 2014.

Responder

J Souza

24 de agosto de 2013 às 12h21

Não se façam de inocentes… Todo mundo sabia que o Serra ia entregar o petróleo do pré-sal para as petrolíferas estrangeiras!
Isso foi amplamente denunciado na propaganda eleitoral de 2010.
Ninguém pode dizer que não foi avisado…

Responder

    Nelson

    25 de agosto de 2013 às 23h53

    Desta feita, tenho que concordar com você, J Souza. E, ainda por cima, não posso deixar de te parabenizar pela fina ironia.

Ghost

24 de agosto de 2013 às 11h07

Pedir ao Sarney para impedir um roubo é o mesmo que chamar o Marcola para ser Secretário da Segurança Pública….

Responder

JOTACE

24 de agosto de 2013 às 01h56

POR QUE ?

Por qual razão os pesudofilósofos se omitem a comentar uma denúncia tão grave e que demonstra até no apelo feito ao ex-Presidente Sarney o patriótico empenho de que não seja roubado mais uma vez aos brasileiros o que de fato só a eles pertence? Por que os magos da pseudofilosofia sempre silenciam nestas ocasiões? Por que será mesmo que os noitibós cegam e emudecem com a claridade? É tempo que surja no cenário quem o povo busca: a pessoa de um patriota corajoso e honesto para concorrer nas próximas eleições com os serras, os aécios, as dilmas e outros entreguistas… Por que se ofendem tanto os caprimulgídeos quando é sugerido o nome de REQUIÃO ?

Responder

anac

23 de agosto de 2013 às 23h22

por Roberto Amaral na Carta Capital online
O Estadão (29 de julho, p. A6) diz que o “Brasil volta a negociar uso de base de Alcântara com os EUA.” Há, no título o primeiro erro, pois não se trata de uso de “base de Alcântara”, que não existe, mas de cessão de território estratégico brasileiro, para que nele os EUA e, mais tarde,”europeus e japoneses”, continua o jornal, instalem bases para lançamentos de satélites, suprindo assim suas (deles) atuais carências, exatamente aquelas que hoje tornam concorrencialmente viável o projeto espacial brasileiro – o qual tem (ou deveria ter) objetivos estratégicos determinantes e fins comerciais secundários.

Presidenta Dilma, nem se atreva!!!

Responder

zuleica jorgensen

23 de agosto de 2013 às 22h22

O texto é, de fato, impressionante.
Gostaria muito que o blog postasse algum coisa consistente com argumentos contrários, para que pudéssemos fazer um juízo mais pensado sobre o assunto.
Informação é essencial.

Responder

lidia virni

23 de agosto de 2013 às 22h17

OS anti-petistas, anti-nacionalistas, entreguistas, direitistas e Cia fizeram a festa hoje com o post. E não é pórque não entendem de nada, nem querem entender, é porque estão neste blog para despejar esse monte de besteiras, achando que quem aqui navega é trouxa e despoliizado. Votem no Serra se estão insatisfeitos, aliás vocês sempre foram tucanops.

Responder

    JOTACE

    25 de agosto de 2013 às 16h55

    Prezada Lidia,

    Juntastes alhos com bugalhos num mesmo balaio. É como acontece neste teu comentário quando igualas os anti-petistas àqueles que praticam o entreguismo, a privataria e o servilismo criminoso e desavergonhado como o têm feito os três governos petistas, que fomentam a imensa corrupção. Governos que ajudei até a reeleger com o meu humilde voto na crença que iriam modificar seus procedimentos como sempre prometiam. A questão não é votar em Serra ou em candidatos tucanos, é uma questão de soberania para a qual, tanto quanto eles, Dilma e Lula na realidade estão se lixando. Cordialmente, Jotace

Fabio Passos

23 de agosto de 2013 às 21h48

A riqueza do pré-sal deveria financiar a saúde, educação e resgate social da nossa população mais carente… e não virar lucros pornográficos para cias transnacionais inescrupulosas.

É preciso interromper este leilão e impedir que as riquezas do Brasil continuem sendo roubadas.

Responder

von Narr

23 de agosto de 2013 às 21h07

Se Aécio assumir o compromisso de que com ele não disso irá ocorrer, votaremos nele?

Responder

    Fabio Passos

    23 de agosto de 2013 às 22h54

    Compromisso de neoliberal?
    Nem tudo que reluz é “bright”!

    anac

    23 de agosto de 2013 às 23h24

    Se prometer será mentira. Tucano tem a índole traira joaquim silverio dos reis. Que o PT da Dilma não se atreva a seguir os tucanos na trairagem.

emerson57

23 de agosto de 2013 às 18h34

aos senhores que não concordam com o leilão do campo de libra faço a seguinte sugestão:
envie para toda a sua caixa de e mail a matéria acima.
envie também para o seu deputado e seu senador.
isso não é nada e também não custa nada.
mas, já é muita coisa.
já fiz a minha parte.

Responder

    Fabio Passos

    23 de agosto de 2013 às 21h41

    Falou e disse!
    Tô nessa.

    O Petróleo é nosso!

    Mauro Assis

    24 de agosto de 2013 às 20h53

    Fábio, debaixo do chão do fundo do mar, ele não nos vale de nada… e se depender da Petrossauro, é lá que ele vai ficar.

Paulo Brasil

23 de agosto de 2013 às 17h04

Nao sei por que essa velocidade para explorar nosso pre-sal.
A Petrobras sozinha Tem plena condicao de explorar e abastecer o mercado brasileiro.
O que as empresas extrangeiras ou privadas e os beberroes de petroleo querem é o dinheiro imediato, mesmo que para isso seja necessario comprar politicos ou jogar umas bombinhas na cabeca de que se opuzer.

Quando chamam o Brasil pra festa, a fantasia é sempre a mesma de bd. Até quando?

Responder

Roberta Ragi

23 de agosto de 2013 às 16h59

Se a saída resumir-se a um apelo ao Sarney, estaremos mesmo ferrados… O PT persiste na sua traição ao povo brasileiro…

Responder

lulipe

23 de agosto de 2013 às 16h15

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/08/1325709-governo-estuda-aumento-do-preco-da-gasolina-diz-ministro.shtml

Os tolinhos acreditaram quando o lula veio com a lorota de que o Brasil era autossuficiente em petróleo…

Responder

Julio Silveira

23 de agosto de 2013 às 16h06

Infelizmente os instrumentos de formação cidadã estão nas mãos de delegados altamente comprometidos com seus próprios interesses e na garantia dos interesses de sua genealogia presente e futura. Isso, através da cegueira instituída, tem facilitado a inserção de tantos atos lesa cidadania. Aqui, os instrumentos culturais sempre estiveram nas mãos de grupos defensores do estilo imperial idade média, onde algumas famílias (nobres) ficam no controle e uma grande massa (plebeia ignara) de cidadãos existem para fazerem cumprir o desígnio, culturalmente instruído, de ser o suporte para manutenção de Status e poder pretendidos. Noções de Nação, soberania, podem ter concepção diferente para essa gente (que podem ser naturalmente adotados por qualquer país, as vezes sendo até ambicionados para agregar valor financeiro a elite desses países), podem soar palavras vãs. Portanto não é de estranhar quais apoios, para tais situações, encontrem. Talvez por isso, para facilitar a entrega, patriotismo, civismo dentre outras expressões de respeito ao concidadão e consequentemente a pátria sejam atualmente tão ensinados como arcaicos e usados até como Bulling mesmo entre a cidadania. Lógico, a aculturada pelo internacionalismo predador.

Responder

Mauro Assis

23 de agosto de 2013 às 15h50

Alguns comentários a respeito do texto acima:

– O pré-sal foi descoberto há oito anos. Esse ano o Brasil já importou 140% a mais de petróleo e derivados do que no mesmo período do ano passado. Os EUA desenvolveram a tecnologia para explorar o gás de xisto há 3 anos. Esse ano quase um terço do consumo de gás deles será provido por esse gás. A diferença? Lá tem 2000 empresas privadas trabalhando nisso, no pré-sal até agora só a Petrossauro.

– Segundo a própria Petrobrás, o desenvolvimento (exploração) do campo de Libra demandaria 400 bi de reais. De onde viria essa grana? Já imaginaram o tanto de desvio que essa grana proporcionaria? É só ver as negociatas em que a Petrobrás andou se metendo no passado recente (refinaria de Pasadena, por exemplo) para se ter uma ideia de como a coisa se daria. “Ah, mas tem corrupção por todo lado…” Sim, mas se o investimento for para a saúde e for em parte desviado, pelo menos o que sobrar será aplicado em uma causa mais nobre.

– Concordo que esse negócio de criar riqueza com produto primário é fria. Mas comparar o nosso sucesso como produtores agrícolas com o nossa perspectiva de sucesso em produção de óleo não faz sentido. A produção agrícola é renovável, o que significa que as conquistas que tivemos na agricultura são perenes, enquanto que se enterramos 400 bi na Petrobrás o que vai sobrar lá no fim é um zilhão de toneladas de sucata.

Emfim: o negócio é botar os gringos prá tirar esse óleo enquanto ele ainda vale alguma coisa e transformar a grana que eles pagarem em investimentos em educação. O conhecimento é a riqueza desse milênio.

PS: o mensalão não tem a gravidade que tem pelo preço pago (dinheiro desviado), mas sim pela mercadoria entregue (reforma da Previdência e quetais).

– O mensalão não é grave pelo valor pago (desviado), mas sim pela mercadoria comprada (reforma da previdência, para ficar em um exemplo).

Responder

    Pedro

    02 de setembro de 2013 às 01h45

    Ah tá! O negócio é colocar os gringos para explorar? Tá bom, só não vem com financiamento do BNDES, porque é ele quem tem bancado as privatizações do PT ultimante.

    Outra coisa, vai ser se os americanos leiloam os campos de petróleo deles para empresas estrangeiras.

    Se não dá pra explorar agora, que se preserve pra depois. Só povos com mentalidade de colônia subjugada alienam assim um patrimônio tão estratégico e essencial como o petróleo, porque apesar de todo o blablablá de energia limpa e sustentável, o mundo ainda vai depender do ouro negro por muito tempo.

Vinicius Castro

23 de agosto de 2013 às 15h27

O leilão de libra não é a solução ideal, mas é o possível levando-se em consideração o gigantismo do processo.
O ideal seria que a exploração ficasse totalmente em mãos do Estado brasileiro, sem participação alguma de empresas privadas e, mais ainda, estrangeiras, mas o volume de investimentos necessários é tão grande que torna isso impossível.
A Petrobras, por causa do planejamento para investir 236 bilhões nos próximos anos, tá quase sem caixa. Tomou empréstimos, vendeu ações, vendeu ativos, tá fazendo, como dizem no interior “das tripas coração” para tentar conseguir esses dinheiro. Dinheiro para ***TODO*** o pré-sal. Libra é o maior campo até o momento, mas não é o único.
A Petrobras, pelas regras definidas, será dona de no mínimo 30% de Libra. Espera-se que no leilão, ela aumente essa porcentagem um bocado. A Petrobras vai ter como verificar cada gota de petróleo que sair de Libra. Para cada gota, uma parte(regime de partilha) vai direto para um fundo pertencente ao Brasil e esse dinheiro só poderá, por lei, ser aplicado em educação e saúde.

Responder

Thiago

23 de agosto de 2013 às 15h07

Esse texto explica por que é mais fácil governar com o PMDB do que com o PSDB…

Responder

    Mauro Assis

    23 de agosto de 2013 às 16h55

    ?

Rafael

23 de agosto de 2013 às 14h12

Vejo essas notícias e fico muito decepcionado por ser brasileiro. O que tem com nossos líderes que são tão fracos, tão canalhas, tão entreguistas?? Qual é a lógica de se eleger, assumir um mandato e entregar tudo?? Por que nosso povo vota sempre nos canalhas que leiloam o Brasil??? Por que o Brasil é um país de submissos e corruptos???

Responder

tiago carneiro

23 de agosto de 2013 às 13h50

Dilma Henrique Cardoso, ou FHC de saias, para os mais íntimos.

Responder

Valmont

23 de agosto de 2013 às 13h45

Penso que decisões como esta devem ser debatidas de forma mais transparente pelas autoridades públicas.

Faltam explicações sobre a decisão do Governo Federal e da ANP. Afinal, o subsolo nacional pertence ao povo brasileiro.

Responder

    Mauro Assis

    23 de agosto de 2013 às 16h58

    Valmont, mas “enquanto subsolo” ele não vale é nada…

    Mário SF Alves

    25 de agosto de 2013 às 15h58

    Vale.
    O que não vale é jogo sujo. O Wikeleaks vazou telegrama tratando disso. E o norte-americano Bradley está sendo assassinado moralmente em razão disso.

ricleo gutzeit borgmann

23 de agosto de 2013 às 13h33

Acorda Dilma, acorda pelo amor de Deus!
Eles mataram Getúlio, Jango, Juscelino,mas não podem matar todo o povo brasileiro.
Vamos divulgar LIBRA , e as intenções dos norte americanos , temos que alertar ao povo brasileiro.

Responder

Urbano

23 de agosto de 2013 às 13h31

Deve ser única e exclusivamente a vontade e alegria de agradar ao verdadeiro guru, o ferrando henriqueaux danoso. Estão vendo que o Lula é o único Eterno Presidente? Pelo menos até agora. Aquele que poderia ultrapassá-lo teve que se contentar com o segundo lugar, até porque o Justo não entregou ninguém nem pra nazista nem pra fascista.

Responder

Leandro_O

23 de agosto de 2013 às 12h46

A venda da Caloi e inúmeras outras empresas é fichinha perto disso. Mas é tudo assunto conexo.

Responder

Vinicius Castro

23 de agosto de 2013 às 12h38

E os 400 bilhões necessário para fazer Libra produzir para valer. Virão de onde? A Petrobras ou qualquer outra empresa do mundo, aguenta isso sozinha? E se a Petrobras aguentasse, e os bilhões necessários para fazer o resto do pré-sal produzir? E o pós-sal de Sergipe? E o Rio, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Bahia, Amazonas, como ficam?
Fazer é bem mais difícil do que falar.

“A área de Libra, que será leiloada no pré-sal da Bacia de Santos, em outubro, vai consumir investimentos de R$ 400 bilhões ao longo de 35 anos. A afirmação foi feita há pouco por Helder Queiroz, diretor da Agência Nacional do Petróleo ( ANP)”

Responder

    Valente

    23 de agosto de 2013 às 12h52

    Será que vai consumir mesmo ou disseram?

    antes da privataria do Serra/FHC disseram tantas coisas… e mentiras…

    leprechaun

    23 de agosto de 2013 às 12h56

    poderiam vir dos 43% do pib que são entregues de bandeja pro rentismo e pra especulação, mas pra que produzir agora, por que não esperar pra ver se esse dinheiro tem chances de aparecer? por que a pressa?

    Mário SF Alves

    25 de agosto de 2013 às 17h17

    Combustíveis fósseis ainda são a espinha dorsal da matriz tecnológica do imperialismo norte-americano. Projetos de carros movido a hidrogênio ou outra fonte que não os derivados de petróleo … Infelizmente … vão continuar nas gavetas. Pelas regras do jogo, nem se o Tesla ressuscitasse a coisa iria ser diferente. Inventariam logo um novo Alva Edson.

    Enquanto isso… absurdo dos absurdos, surrealismo ambiental, o Círculo Polar Ártico… degela! E a seca no Nordeste cada vez mais grave. E o Haiti cada vez mais miserável. E gente por aí acreditando piamente em Davis salvadores da Pátria. Prosaicos davinescos..

    Homem é aquele que, em pleno Israel, e aos olhos do mundo inteiro, se recusa a botar coroa de flores no túmulo do pai do sionismo. Homem é aquele cuja história lambeu o chão das fábricas e que se fez gente comendo o pó da miséria nos cafundós do Nordeste brasileiro. Homem é aquele que podendo se travestir de rei afasta de si esse cálice e fala como homem o idioma dos seus pais. Homem é aquele que é o mesmo homem tanto na sede da ONU quanto na pelada de fim de semana com os amigos. Homem é aquele que jamais renega suas origens e a linguagem simples e direta do seu povo.
    Homem é aquele que mesmo sendo considerado o melhor presidente da história do Brasil, tem a humildade de carregar sobre a cabeça uma caixa de isopor enquanto relaxa após o fim de seu governo. Homem é aquele que em território do país mais belicoso do mundo e que dissimuladamente aboliu o significado da política, declara publicamente a importância de se globalizar a política. Homem é aquele que é capaz de liderar e aglutinar em torno de si o maior e mais diverso partido do Ocidente.

    Fato: O pacto pela superação do subdesenvolvimento está sendo rompido. A burguesia comercial está se bandeando para o lado do capital financeiro. O rentismo a está seduzindo. Todo o esforço pela construção da infra-estrutura produtiva tende a perde-se.

    Precisa-se de homens. Dispensa-se personalistas.

    Rafael

    23 de agosto de 2013 às 14h09

    Mas se é esse valor de R$ 400 milhões em 35 anos então pode entregar para a Petrobras tranquilamente. A Petrobras vai investir 236 bilhões de dolares em 4 anos, 570 bilhões de reais em 4 anos. Fichinha. Tem Banco do Brasil, tem Caixa Econômica Federal, BNDES duvido que não teriam dinheiro para isso. Esse argumento da falta de dinheiro para mim é cada vez mais irreal. Dilma quer entregar os aeroportos e os vencedores pegaram dinheiro no BNDES para realizar o investimento. Onde fica a lógica de entregar para iniciativa privada então já que não há dinheiro para investimento??? Ou somos tão burros que acreditamos nesses mentiras extremamente mal contadas???

    Vinicius Castro

    23 de agosto de 2013 às 15h12

    A Petrobras tá quase sem caixa para manter as operações existentes por causa desse compromisso de investimento. Tomou empréstimos, vendeu ativos, tá fazendo, como dizem no interior “das tripas coração” para tentar conseguir esses 236 bilhões em 4 anos. São 236 bilhões para viabilizar uma exploração decente de ***TODO*** o pré-sal. Libra é o maior campo até o momento, mas não é o único.

    E não tem nada de pressa para explorar Libra. Tem muito mais a ver com fazer o possível e não o ideal.

    A Petrobras, pelas regras definidas, será dona de no mínimo 30% de Libra. Espera-se que no leilão, ela aumente essa porcentagem um bocado. A Petrobras vai ter como verificar cada gota de petróleo que sair de Libra. Para cada gota de petróleo que sair de Libra, uma parte vai direto para um fundo pertencente ao Brasil e esse dinheiro só poderá, por lei, ser aplicado em educação e saúde.

    O ideal seria a Petrobras fazer tudo, porém não é possível sem quebrar a empresa ou demorar 50 anos para atingir a produção máxima. Nesse caso, o leilão de partilha, é a melhor alternativa que temos.
    Quem é contra ou está mal informado ou está contra o Brasil.

    Caracol

    23 de agosto de 2013 às 18h02

    Somos.

Fernando

23 de agosto de 2013 às 12h26

Getulio não era um ditador?

Responder

    Valente

    23 de agosto de 2013 às 12h53

    Fernando, acho que era sim,

    mas o pensamento lógico não funciona assim.

    Se funcionasse você diria isto: “engravidei uma prostitua, portanto posso matar a criança”

    Matheus

    23 de agosto de 2013 às 15h33

    No período 1930-34, foi um presidente interino de um governo provisório, saído da oligárquica e autoritária República Velha.
    No período 1935-1945, foi ditador, sendo que no período de 1935-38, foi um autêntico ditador fascista.
    No período de 1951-54, foi um presidente nacionalista, eleito pelo povo e assediado por um movimento golpista com apoio imperialista.

    alexandre de melo

    23 de agosto de 2013 às 21h53

    getulio foi ditador,
    dom pedro foi imperador e foram os dois que criaram este pais,
    o Brasil de hoje devemos a eles, só não esta melhor porque os outros fizeram muito pouco, e tem aqueles que desfizeram como o boca-de-bolsa (fhc).

    Julio Silveira

    24 de agosto de 2013 às 09h03

    Se engana que eles gostam.

LEANDRO

23 de agosto de 2013 às 11h37

Mas….esse governo do “psdb” entrega mesmo.

Responder

    Valente

    23 de agosto de 2013 às 12h55

    No dia em que li esse texto, aliás em outro lugar, retirei meu apoio a Dilma.

    Depois vieram os protestos e tive que rever, pois a direita apostou na transformação do Brasil num Egito.

    Neste momento, já não sei, não. Engenheiros são classe média, portanto suspeitos.

    Alex Back

    23 de agosto de 2013 às 14h03

    Classe média é suspeita??? O que você quer dizer com isso?
    Suspeito de que? E o que é insuspeito para você?
    Tem gente que não tem a noção das bobagens que escreve.

    Matheus

    23 de agosto de 2013 às 15h19

    PT= PARTIDO DOS TUCANOS


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.