VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT


05/09/2012 - 20h45

por Conceição Lemes

Nessa segunda-feira 3, o grupo católico Pró-Vida publicou na Folha de Pernambuco este anúncio:

Homofóbico e discriminatório, ele vincula a homossexualidade a crimes sexuais, como a pedofilia e a exploração de menores.

Em todo o Brasil, a comunidade LGBT e movimentos de direitos humanos reagiram, claro, energicamente ao anúncio.

“Ao incluir no seu repúdio os homossexuais, a campanha [“Pernambuco não te quer”] fere os Direitos Humanos e promove o ódio contra a comunidade de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT)”, condena, em nota (íntegra, abaixo), a ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). “A exploração sexual de crianças e adolescentes em nada se relaciona à diversidade e à livre orientação sexual.”

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT — já solicitou ao Ministério Público Federal e de Pernambuco as medidas cabíveis (na íntegra, mais abaixo), sugerindo algumas providências.

“Além da retirada do anúncio do site do Grupo Javé Nossa Justiça,  sugerimos igual espaço na forma de direito de resposta no jornal Folha de Pernambuco”, afirma Toni Reis, presidente da ABGLT. “ Também  que o Grupo Javé Nossa Justiça e o Instituto Pró Vida-PE  sejam investigados por incentivo ao preconceito, à  discriminação, à violência e a assassinatos contra a população homossexual.”

Nota pública da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República sobre a campanha intitulada “Pernambuco não quer”

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) vem a público manifestar sua indignação com a campanha intitulada “Pernambuco não te quer”, divulgada na mídia local daquele estado, pelos motivos que seguem:

1 – Tal campanha seria de grande relevância se estivesse de fato voltada a enfrentar crimes abomináveis, como a exploração sexual de crianças e adolescentes, o turismo sexual e a pedofilia;

2 – No entanto, ao incluir no seu repúdio os homossexuais, a campanha fere os Direitos Humanos e promove o ódio contra a comunidade de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT);

3 – A exploração sexual de crianças e adolescentes em nada se relaciona à diversidade e à livre orientação sexual;

4 – Em relatório sobre violências homofóbicas no Brasil, divulgado recentemente por esta SDH/PR, constatamos que o Brasil apresentou 278 homicídios de LGBT no ano de 2011. Um número extremamente preocupante. Neste contexto, o estado de Pernambuco figura em sexto lugar entre os estados brasileiros com maior número de homicídios de caráter homofóbico;

5 – Vencer as discriminações é um caminho essencial para acabarmos com a violência homofóbica que diariamente vitima cidadãos e cidadãs brasileiras;

6 – A Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos está solicitando ao Ministério Público Federal que verifique a situação e tome as providências necessárias para imediata retirada dessa peça de circulação;

7 – Apelamos aos veículos de comunicação brasileiros que sejam parceiros desse esforço para fazermos do Brasil um território livre da homofobia, não aceitando a publicação de materiais que incitem o ódio e nenhum tipo de discriminação e violação aos Direitos Humanos.

Brasília, 4 de setembro de 2012.

Maria do Rosário Nunes

Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República 

ABGLT Solicita de providências cabíveis Ministério Público Federal e de Pernanmbuco – anúncios discriminatórios

Ofício PR 124/2012 (TR/dh)         Curitiba, 04 de setembro de 2012
Ao:      Exmo. Sr. Aurélio Virgílio Veiga Rios

Procurador Federal dos Direitos do Cidadão
Procuradoria-Geral da República
Ministério Público Federal           

Assunto: Solicitação de providências cabíveis – anúncios discriminatórios

Senhor Procurador,

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT – fundada em 31 de janeiro de 1995, é uma entidade de abrangência nacional com 257 organizações afiliadas e tem como objetivo a defesa e promoção da cidadania desses segmentos da população. A ABGLT também é atuante internacionalmente e tem status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas.

A missão da ABGLT é “promover ações que garantam a cidadania e os direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, contribuindo para a construção de uma sociedade democrática, na qual nenhuma pessoa seja submetida a quaisquer formas de discriminação, coerção e violência, em razão de suas orientações sexuais e identidades de gênero”.

Neste sentido recebemos na data de hoje diversas denúncias sobre anúncio publicado na Folha de Pernambuco na segunda-feira dia 3 de setembro de 2012, conforme anexado a este e-mail, atribuído por este veículo de comunicação ao “Instituto Pró Vida-PE”. No entanto o mesmo material e mais outros parecidos também constam no site do Grupo Javé Nossa Justiça http://www.javenossajustica.com.br.

 O anúncio afirma que Pernambuco não quer “homossexualismo” e faz a associação a crimes como “exploração sexual de menores” e “pedofilia”. Basta trocar a palavra “homossexual” por “negro” ou “judeu”, por exemplo, para perceber que o anúncio é altamente ofensivo e discriminatório, ferindo frontalmente a Constituição Federal.

 Assim sendo, vimos por meio deste solicitar a tomada de providências por parte do Ministério Público, e entre elas gostaríamos de sugerir:

* a imediata retirada dos banners do site acima referido;

* igual espaço na forma de direito de resposta no jornal Folha de Pernambuco;

 * que o Grupo Javé Nossa Justiça e o Instituto Pró Vida-PE  sejam investigados por incentivo ao preconceito, à  discriminação, à violência e a assassinatos contra a população homossexual.

 Na expectativa de sermos atendidos, estamos à disposição para colaborar.

Atenciosamente

Toni Reis

Presidente

 Leia também:

Marinha concede identidade a casal gay no Rio

Toni Reis: Parada LGBT e a guerra de números

ABGLT solicita retirada do ar de comercial de cerveja

Alípio de Sousa Filho: Quantos artistas perderemos mais?

Se você é estudante e foi vítima de bullying homofóbico, denuncie

ABGLT e 257 entidades aliadas repudiam veto a filme para jovens gays

Toni Reis: “A Igreja não deve dizer o que é crime e o Estado, o que é pecado”





23 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Obscurantismo faz ‘esquecer’ excelente vídeo educativo « Viomundo – O que você não vê na mídia

19 de outubro de 2012 às 23h36

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Toni Reis: “A estratégia do Serra de rifar os direitos dos homossexuais implodiu” « Viomundo – O que você não vê na mídia

18 de outubro de 2012 às 14h39

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Sex Politics » Blog Archive » Pelo mundo

10 de setembro de 2012 às 18h57

[…] de Pernambuco no dia 3 de setembro de 2012, e de autoria do grupo católico Pró-Vida. Leia mais no blog Vi o mundo. NOVO! Brasil: Após intensa mobilização de mulheres do país, o Ministério das Relações […]

Responder

Sex Politics » Blog Archive » Pelo Mundo

10 de setembro de 2012 às 18h45

[…] de Pernambuco no dia 3 de setembro de 2012, e de autoria do grupo católico Pró-Vida. Leia mais no blog Vi o mundo. […]

Responder

Rômulo Gondim – Lulismo mudou o cenário e vai durar, diz ex-porta-voz

10 de setembro de 2012 às 18h25

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

“SP não aceita quem é tolerante com desvios de dinheiro” « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de setembro de 2012 às 09h01

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

    Dialética

    10 de setembro de 2012 às 12h27

    Que os nordestinos que tiverem esses problemas com os intolerantes venham pra S. Paulo. Aqui nem todos têm.

Eduardo Guimarães: A farsa do vídeo « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de setembro de 2012 às 19h04

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Reaberto o debate sobre os bônus de volume « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de setembro de 2012 às 12h39

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Santayana: O beijo de morte na campanha de Serra « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de setembro de 2012 às 11h28

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

As mulheres que podem decidir a eleição em São Paulo « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de setembro de 2012 às 01h06

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Apoiado pelo PT, Fruet sai do armário em Curitiba « Viomundo – O que você não vê na mídia

08 de setembro de 2012 às 01h01

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Leta

07 de setembro de 2012 às 22h56

Todos são desvio de compotamentos pq so o homossexualismo tem ser considerado algo nao reprovavel? Afinal ,cada um esscolhe sua opção sexual?

Responder

Mino Carta: A mídia brasileira e os políticos « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de setembro de 2012 às 17h29

[…] Maria do Rosário: Campanha promove ódio contra a comunidade LGBT […]

Responder

Sérgio

07 de setembro de 2012 às 04h13

Processo neles!
Os irresponsáveis e preconceituosos que incitam ódios e preconceitos tem que responder pelo crime.

Responder

FrancoAtirador

06 de setembro de 2012 às 14h37

.
.
Classificar algo que diz respeito exclusivamente à intimidade da pessoa

como crime grave, equiparado-o à exploração sexual de menores e pedofilia,

é de um medievalismo, de um preconceito e de uma irracionalidade atrozes.

É como rebaixar Cristo à condição de Hitler…

Não passarão!!!
.
.

Responder

    Moacir Moreira

    06 de setembro de 2012 às 18h50

    A diretoria reacionária da igreja católica sempre deu muito mais apoio aos apóstolos de Hitler do que os de J. Cristo.

    Se fosse há alguns anos, os gays seriam queimados vivos na Fogueira Santa de Israel junto com as feiticeiras e hereges.

    Algum progresso houve.

Moacir Moreira

06 de setembro de 2012 às 14h15

O Vaticano é uma monarquia criminosa e com certeza deve rolar muita orgia por debaixo dos panos.

Responder

Scan

06 de setembro de 2012 às 13h45

Um grupo CATÓLICO contra a pedofilia?
Estranho.
Não são padres desta religião que comem criancinhas sob o beneplácito de Herr Ratzinger?
Deviam começar por limpar a própria casa antes de vir a público.

Responder

Moacir Moreira

06 de setembro de 2012 às 10h17

Igreja é isso aí.

Por isso em Repúblicas modernas são completamente separadas do Estado e não contam com privilégios fiscais nem de nenhuma outra natureza.

Não estão contentes vão se queixar com o Bispo.

Aliás, religião e orientação sexual cada um tem a sua.

Responder

Tiago Tobias

06 de setembro de 2012 às 10h01

sso porque é grupo que repudia os gays são um grupo dito “cristão”.

Com cristãos desse porte, os skinheads ficam com invejinha.

Amai-vos uns aos outros, não é esse o mandamento?

Jesus nunca condenou ninguém. Enquanto todos queriam dar pedrada na mulher adúltera, ele ainda disse: Quem não tem pecado que atire a primeira pedra, não é mesmo?

Se os cristãos seguissem a palavra de Jesus, não precisariam, nunca, botar o pé numa igreja, já que lá no evangelho de S. Lucas está escrito que “o reino de Deus está dentro do homem”. E nem acumular posses: “Vai e dê todos os seus bens aos pobres.”

(e olha que eu sou ateu e sei de tudo isso. E sei o que é sentir preconceito religioso por parte de quem tem “fé”)

Por que tanta preocupação com o ânus e a vagina alheia?

Aqui no Brasil, se um homossexual apanha, ninguém acha feio. Se beija seu companheiro em local público, é horroroso, um acinte contra meu direito de pai de família de educar meus filhos num mundo livre de depravação.

Responder

Mardones Ferreira

06 de setembro de 2012 às 08h47

Imagina se o grupo fosse Pró Morte – PE!

Esse pessoal que se escondem num credo para disseminar um ódio precisa de uma resposta judicial à altura.

Responder

Fabio Passos

05 de setembro de 2012 às 21h41

Lamentável. Obscurantismo impressionante.
Este grupo católico-fascista perseguiria Jesus Cristo acusando-o de comportamento suspeito… pois é sabido que Jesus andava prá cima e prá baixo com outros 12 rapazes pregando “amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei”.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding