VIOMUNDO

Contratos das Labogen com governos tucanos chegam a R$164 mi; em SP, 67 mi

08 de maio de 2014 às 21h05

por Conceição Lemes

Desde o desencadeamento da operação Lava Jato, em março,  as indústrias Medicamentos Labogen e Labogen Química, do doleiro Alberto Youssef, preso na ocasião, estão na mídia. Ambas foram usadas para lavagem de dinheiro, segundo a denúncia do Ministério Público Federal no (Paraná MPF-PR).

Inicialmente, elas ganharam todos os holofotes, porque o deputado federal paranaense André Vargas (ex-PT, atualmente sem partido), foi flagrado pela Polícia Federal (PF) em troca de mensagens com Youssef.  Ele seria suspeito de fazer lobby a favor das organizações Labogen no Ministério da Saúde na gestão de Alexandre Padilha, pré-candidato do PT ao governo de São Paulo. O ex-ministro nega interferências e está interpelando judicialmente Vargas.

O fato é que:

1) Como a denúncia foi feita pelo MPF-PR, a mídia passou a impressão de que o esquema se restringia ao Paraná, até porque Youssef é de Londrina. Omitiu, assim, que as organizações Labogen estão sediadas em São Paulo.

2) Com base no que se sabe até agora,  elas não têm contratos firmados com o Ministério da Saúde, desde o final do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Inclusive, balanço de 2001 da Labogen Química mostra que na época ela recebeu financiamento do Banco do Brasil e da Finep.

3) Em 1999, na gestão José Serra (PSDB), a Medicamentos Labogen fechou contratos no valor de R$ 30,8 milhões com o Ministério da Saúde, revelou o Tijolaço.Em valores corrigidos até março deste ano somam R$ 97,4 milhões.

4) Youssef é um dos doleiros envolvidos no maior escândalo do Brasil, o do Banco Estado do Paraná ou Banestado, que atinge fortemente a mídia e o governo FHC. Entre 1996 e 2002, mais de US$ 84 bilhões foram retirados indevidamente do Brasil via contas CC5 do Banestado.

Curiosamente, à medida que se descobrem ligações das indústrias Labogen com os tucanos, o noticiário sobre elas vai minguando. E talvez diminuam ainda mais.

Além de contratos com o Ministério da Saúde na gestão Serra, a Medicamentos Labogen vendeu diretamente para a Fundação Remédio Popular (Furp), do governo do Estado de São Paulo, de 1999 a 2005.

A Furp também firmou vários contratos com a Piroquímica Comercial, oficialmente de Pedro Argese Júnior. Só que ele é testa de ferro do doleiro Alberto Youssef, segundo o MPF-PR. Os contratos foram entre 1999 e 2007, consequentemente nos governos Covas, Alckmin e Serra.

Esses dados foram obtidos em levantamentos feitos no Sistema de Gerenciamento da Execução Orçamentária (Sigeo) e no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Até agora, pelo que apuramos, os contratos da Furp com a Medicamentos Labogen somam R$ 14 milhões; em valores corrigidos, aproximadamente R$ 28 milhões.

Os com a Piroquímica atingem R$ 20 milhões; em valores corrigidos, cerca de R$ 39 milhões.

Resultado: os contratos das indústrias Labogen e Piroquímica com os governos tucanos de São Paulo chegam a R$ 67 milhões.

Entretanto, eles não aparecem na denúncia do MPF-PR, que estranhamente só quebrou o sigilo das empresas denunciadas na Operação Lava Jato a partir de 2008.

Explico. No pedido ao MPF-PR ao juiz federal, solicitando o indiciamento da “quadrilha”, os promotores argumentam que em “data não precisada nos autos, mas sendo certo, que desde 2008 até 17 de março de 2014”, as pessoas listadas “integraram uma das organizações criminosas comandadas pelo doleiro Alberto Youssef”.

Ou seja, O MPF-PR diz que não foi possível identificar o início do esquema. O que é intrigante por várias razões:

1) Youssef é um velho conhecido do MPF-PR, já que operou no esquema de evasão de divisas no caso Banestado.

2)As empresas investigadas de Youssef já existiam antes de 2009. E se elas lavaram dinheiro depois, por que não teriam lavado antes?

3) Se os promotores não sabiam quando começou, por que não se investigou?

4)A denúncia do MPF-PR menciona a MO Consultoria, de São Paulo, criada em 2004. De 2009 a 2013, foram depositados na conta dessa empresaR$ 89,7 milhões.

Segundo o MPF-PR, a integralidade dos valores recebidos por ela é ilícita e correspondia à parte significativa do montante que foi ocultado pelas operações bancárias pulverizadas para outras empresas como sendo do doleiro Youssef. Entre as quais, Labogen Química, Labogen Medicamento e Piroquímica, que, de 6 de janeiro de 2009 a 20 de junho de 2013, foram abastecidas em R$ 21,3 milhões.

Considerando que o MPF-PR admite que a lavagem de dinheiro do esquema do doleiro Alberto Youssef passava pela MO por que não quebrou o sigilo dessa empresa de 2004 a 2008?

Sem contratos fechados não há corrupção.

Os firmados pelas organizações Labogen com governos tucanos já chegam a R$ 164 milhões: R$ 97,4 milhões (gestão Serra, no Ministério da Saúde) + R$ 67 milhões (Furp, nas administrações Covas, Alckmin e Serra).

Será que a mídia vai investigar esses contratos realmente existentes ou se calará como fez com o propinoduto tucano? Só o tempo dirá.

[Reportagens como esta você na vê na mídia. A produção de conteúdo exclusivo do Viomundo é  bancada por nossos assinantes. Torne-se um deles!]

Leia também:

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
28 - jul 1

Advogado de Lula na ONU: “Juízes não podem ser acusadores. É uma grave falha do sistema penal brasileiro”; veja o vídeo

Geoffrey Robertson, um dos maiores especialistas do mundo em direitos humanos em cortes internacionais

Logo da ONU
28 - jul 2

Por que os advogados de Lula acionaram a ONU? Perguntas e respostas

Para entender melhor o que a medida significa

 

59 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mário SF Alves

12/05/2014 - 17h36

O quê?!!

Mais uma vez os tucanossauros lavando a égua?

São sócios num empreendimento chamado BraZil, com Z. Só poder ser isso.

Empreendedorismo, sei…

Bacana, pessoas. Bacana tucanocratas.

Como é mesmo, tucanato? Sei…

Responder

Mardones

12/05/2014 - 10h13

O MP é uma piada! Faz de conta que apura e a mídia amiga faz de conta que é isenta.

E ainda tem gente querendo greve durante a Copa. Qual Medida Provisória será plantada durante as manifestações?

Coxinhas e afins seguirão como inocentes úteis.

Responder

luis nascimento

12/05/2014 - 09h27

Sintetizando: Canalha tucano plantado em ninho petista.

Responder

Notívago

11/05/2014 - 07h18

ELEIÇÃO 2014: VOTAREI NOS PTISTAS E EXPLICO PORQUÊ

Com a prestimosa colaboração da suprema corte do nosso país, os TUCANOS adquiriram o direito de roubar o Brasil inteiro, impunemente, solenemente.

Como eu sei que os PTistas são investigados e monitorados 24 horas por dia pelo PIG, por Joaquim Barbosa e pelo Gilmar Mendes, eu prefiro votar neles (nos PTistas).

Porque, meu neguinho, se os TUCANOS voltarem ao poder eles vão roubar, roubar, roubar, roubar e roubar! E nada vai ser denunciado no Jornal Nacional, nem no telejornal da Band (do Boechart), nem na Rolha de São Paulo (do Octavinho) e em nenhum jornal/telejornal desse país. E a justiça brasileira vai ficar na moita.

Um dia você vai acordar no sereno e constatar que durante à noite os TUCANOS roubaram o telhado da sua casa. Mas aí já será tarde. BRINCA COM ESSA GENTE!

Responder

    Julio Silveira

    11/05/2014 - 09h51

    Cara, eu penso exatamente como você, e voto neles exatamente pelos mesmos motivos.

    Paulo Cezar Pereira

    11/05/2014 - 13h11

    Notivago – Você disse toda a Verdade sobre o psdb (minusculo de propósito), podemos afirmar que os tucanos são “o estado da arte” em se tratando de corrupção e impunidade legalizada pela “justiça tucana”. Parabéns pelo comentário.

    Ozzy Gasosa

    11/05/2014 - 19h27

    Notivago, resumiu tudo brilhantemente !!!!
    Fora tucanalha!!!

    Mário SF Alves

    11/05/2014 - 22h54

    Sim. Mas, vamos ficar eternamente nisso, nesse jogo de gato e rato? Ou o que de fato cabe é somar forças para neutralizá-los politicamente em definitivo?

    Ou haverá mal ainda maior que o assalto neoliberal “chancelado” pelos tucanos?

    Resposta:

    Maior talvez não. Pior, sim. O fascistização neoliberal do judiciário é um deles. A fascistização da mídia, outro.

    Ronaldo

    12/05/2014 - 15h50

    Caro amigo “Indignado”

    faltou apenas completar que quem descobrir, denunciar ou apresentar provas contra os tucanos será sumariamente preso e julgado pelo stf.

jõao

11/05/2014 - 00h20

Blog da Helena — Rede Brasil Atual

sábado, 10 de maio de 2014
Empresários produtivos se apavoram com ameaça de Aécio quebrar o Brasil.
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi programado por FHC e Armínio Fraga com um discurso neoliberal bem ao agrado do setor financeiro e banqueiros, só que deu “bug” na hora de falar a industriais do setor produtivo.

Olhem só esta nota do jornalista Ilimar Franco:
Efeito ioiô
.
Os aliados de Aécio Neves estão preocupados com a consistência de seu discurso. Após criticar incentivos fiscais do BNDES, ele prometeu mantê-los diante da reação dos industriais na Abimaq. “Ele não pode adotar o discurso da Casa Das Garças”, resume um aliado. Ontem, foi a vez da presidente Dilma: “Tenho ouvido certas pessoas falarem contra (os subsídios), mas a agricultura sem crédito a custo adequado não se viabiliza”.
O problema é que todo empresário do setor produtivo conhece Armínio Fraga, aquele que elevou a taxa básica de juros a 45% e levou muita empresa à falência no segundo governo FHC.

As tais “medidas amargas” prometidas por Aécio não causam só o desemprego do trabalhador. O efeito danoso é mais amplo. Causa o fechamento de empresas brasileiras também.

Desse jeito, além de cortar o “S” do Social no BNDES, Aécio ameaça cortar também o “D” de desenvolvimento, levando o Brasil a um retrocesso econômico como ocorreu no governo tucano.

Já tem muito empresário do setor produtivo “desertando” de apoiar Aécio, apavorados com suas propostas recessivas, com medo de voltar a quebrar o Brasil.

O governo FHC quebrou o Brasil três vezes com crises localizadas em outros países como no Japão, na Rússia e a na Argentina. Imagine diante de uma crise mundial do tamanho desta que atingiu os EUA, a Europa e até reduziu o crescimento chinês? Ia ser um tal de fazer acordo com FMI e vender a Petrobras a preço de banana para pagar dívidas, como fizeram com a Vale.

Por mais afinidade ideológica com o modelo neoliberal e concentrador de renda de Aécio, tem muito empresário reaça com muito mais confiança na competência e na política desenvolvimentista de Dilma para conduzir o Brasil. Vão fazer careta na hora de votar, inclusive por mero preconceito, mas quem é do setor produtivo vai acabar votando na Dilma, até por instinto de sobrevivência.

http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/node/597752

Responder

SILOÉ-RJ

10/05/2014 - 22h34

VITAPAN do contraventor e mafioso CARLINHOS CACHOEIRA,LABOGEN e PIROQUÍMICA, do doleiro ALBERTO IOUSSEF e PSDB.
Tudo a ver.
Além da lavagem de dinheiro, verdadeiras fábrica de PLACEBOS.

Responder

    Luís Carlos

    11/05/2014 - 21h43

    Na mosca. Esse é modus operandi tucano. Outros já foram desbaratados, como a maracutaia do Arruda no DF que envolvia ramificações em outros estados.
    O VITAPAN do Cachoeira tinha contrato com DF do Arruda ou com GO do Perillo? Creio que MPDF tinha suspeitas sobre isso tempos atrás.

Vlad

10/05/2014 - 12h35

Perfeito.
Resta saber quem é mais eficiente na roubalheira.
Se os antigos inquilinos do poder ou se os atuais.

Responder

Emílio Carlos

10/05/2014 - 12h28

Está rindo do quê, Zanchetta? Tá nervoso?

Vamos por partes.

1. Os valores do Contas Abertas não foram corrigidos e se forem no governo FHC vão ser bem superiores a R$ 100 milhões.

2. Quem garante que os “donos” anteriores não eram sócios ocultos também do doleiro Alberto Youssef?

3. Só foram quebrados sigilos de 2009 a meados de 2013. Os tucanos podem aproveitar e pedir a quebra de sigilo da Labogen de 1995 até 2008. Aí, veremos se Youssef não era sócio oculto desse laboratório desde lá atrás.

4. O mesmo vale para a MO Consultoria e verificar a mesma coisa.

5. Assim, a verdade aparecerá, já que a investigação do MPF paranaense é seletiva. Lá atrás poderemos chegar ao Banestado que lavou dinheiro para a mídia e para muitos tucanos.

Responder

emerson57

10/05/2014 - 11h25

eu gostaria de saber quem é o verdadeiro dono da Labogen.

Responder

    Mário SF Alves

    11/05/2014 - 23h00

    Um certo Zé (en)Cerra?

Acertou

10/05/2014 - 09h51

É mais uma prova de não haver corrupto que possa ser originalmente dos governos petistas. São todos de anteriores, apenas com roupagens novas

Responder

Zanchetta

10/05/2014 - 09h21

KKKKK… isso foi antes do doleiro tomar conta da Labogen…

http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/8439

Responder

    Tony-SC

    10/05/2014 - 17h35

    Tolinho… da risadinha amarela. Tucanos, cambada de corruptos.

    abolicionista

    14/05/2014 - 20h57

    Tá difícil defender ladrão, hein? Eita empreguinho difícil, hein?

Zanchetta

10/05/2014 - 09h19

Mas tem foto de tucano assinando o contrato?

Responder

    Joseph

    11/05/2014 - 02h58

    Não, tem video do Serra entregando ambulâncias ao lado dos Vedoin… Ah, mas esqueci: aí é dossiê das forças malignas do PT. O Serra que aparece no vídeo é um animatronic produzido pelos “aloprados”…

    abolicionista

    14/05/2014 - 20h58

    É um clone do Serra, o original morreu atingido por uma bolinha de papel…

ANDRE

10/05/2014 - 00h44

Aécio Neves, o coveiro das CPI’s

Aécio, a pretexto de falar do Golpe de 1964, não o critica

Artigo de Aécio: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/aecioneves/2014/03/1433381-ontem-e-hoje.shtml

Aécio, a pretexto de falar do Golpe de 1964, não o critica. Também não critica os militares, a truculência, as torturas, as mortes, os exílios, perseguições e o massacre da oposição. Ele foge disso para introduzir o tema da subordinação do Congresso aos militares, fazendo uma analogia leviana, ao dizer que o Congresso atual cumpre o mesmo papel que em 1964, ao ser submisso ao governo da presidenta Dilma.

Ora, ora, ora. Morre pela boca, como um peixe político, o senador tucano. Relembremos.
O ano de 2001 estava “quente” em Brasília. A então oposiçao a FHC tinha uma lista de escândalos de corrupção e propôs uma CPI. Apenas para lembrar alguns desses escândalos: Sivam, Pasta Rosa, Precatórios, compra de votos para a reeleição, a criminosa desvalorização do real, privataria etc. A oposição conseguiu as assinaturas para a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito e, FHC, abriu a “mala”: segundo a própria Folha de São Paulo, mais de 27 milhões de Reais em emendas foram distribuídos para matar a iniciativa.

E quem foi o coveiro da mesma? O então presidente da Câmara, deputado Aécio Neves, que arquivou a CPI ao invés de instalá-la, tem muito a dizer sobre submissão do parlamento ao poder Executivo. Aliás, ele pode nos falar também dos seus 7 anos e quatro meses de governo em Minas Gerais, que bateu um recorde muito triste: a ALMG teve menos CPIs em seu “reinado” do que no período da Ditadura Militar. Sua base aliada, a troco de cargos e emendas parlamentares impediu qualquer tipo de investigação sobre seu governo.

O senador tucano, com seu texto segundeiro, demonstra desrespeito à memória dos que lutaram e morreram combatendo a Ditadura Militar; dos que foram presos, torturados, exilados e perseguidos; dos que resistiram aos anos de chumbo. Pegar carona nas atividades de repúdio ao golpe civil militar de 1964 para fazer politicagem é muito oportunismo.

Leia aqui matéria sobre o “enterro” da CPI da corrupção em 2001
http://www.cartamaior.com.br/?/Coluna/Como-FHC-enterrou-a-CPI-da-Corrupcao-11-05-2001/21233

Responder

Eduardo

10/05/2014 - 00h42

Puta que o pario, precisa Conceiçao Lemes investigar e Miguel do Rosario repercutir? Onde anda o PT , suas lideranças, inclusive na Câmara e Senado?
Esperando que saia na Veja/Globo/Estadao/Folha ? Até há pouco tempo eu acreditava que Dilma venceria inclusive por falta de oposiçao. De ingenuo eu tenho tudo. Hoje acho que corre até o risco de perder, de ingenuo nao tenho nada, por falta de tesao e pusilanimidade do PT. Como ainda nao temos internet, nem representaçao nas assembleias, na camara e no senado, nem sindicatos, nem etc., etc. e etc. que tal se esses dados fossem mimeografados, claro que todos sabem o que é isso, e panfletados nas esquinas? Um “PSDB” suspeito de envolvimento com o doleiro solicita ao MP que investigue Padilha. “Pega ladrao”. Enquanto isso os Carolinas permanecem na janela, não vendo o tempo passar!

Responder

ANDRE

09/05/2014 - 19h33

Tucanos: entre sonhos e pesadelo

Nosso aparte ao artigo segundeiro do presidenciável tucano começa polemizando títulos. O dele é “Ficção e realidade”. Nossa resposta vem no título acima.

A pretensão de seu ghost writer é dependurar no pescoço do governo federal a pecha de produção artificial, via publicidade, de um Brasil inexistente.

De onirismo publicitário o senador tucano entende bem, haja vista o que fez com Minas Gerais, onde age como imperador. Quando governador, criou a Minas da fantasia.

Ele reclama da segurança de cidadãos e cidadãs e omite o fato de que a responsabilidade dos estados é intransferível. Não fosse assim, o estado não comandaria a PM, a polícia civil, a criminalística, o Ministério Público regional etc. Por que isso funciona tão mal em Minas Gerais? O policiamento ostensivo anda sem estrutura e pessoal, a polícia judiciária está sucateada, a criminalística idem etc. O sistema penitenciário é também uma obrigação estadual. Ah, e as fronteiras do estado de Minas Gerais têm que ser vigiada pelas polícias estaduais.

Enfim, se bandidos perigosos estão nas ruas é porque a segurança pública estadual está um caco.
Na educação, basta lembrarmos de que Aécio Neves fraudou a Constituição Federal efetivando 100 mil trabalhadores sem concurso e os iludindo e aos seus familiares.

A saúde é outra tragédia mineira: o desvio de 4,3 bilhões de dinheiro que deveria ser aplicado na área ainda é objeto de questionamento, mesmo que ele tenha tenha tido decisão favorável – sem análise de mérito – pela justiça mineira.

Inflação é outro mantra do tucano. De fato, há pressões inflacionárias típicas de início de ano (alimentos, início de ano letivo etc). Mas, é uma inflação que ainda está dentro das metas propostas. Portanto, nada que se compare aos tempos de FHC em que a inflação era controlada com recessão, arrocho salarial e desemprego, além de taxas de juros estratosféricas (que chegavam a 45%).

E a tal da “gestão tucana” vai para o ralo do racionamento de água em São Paulo e do endividamento crônico de Minas Gerais. Este merece destaque: 18 estados, mais o Distrito Federal reduziram seu endividamento público. Minas está no rol dos estados que tiveram sua dívida aumentada.

Aécio se vangloria de crescimentos em pesquisas, este produzido por uma ação de “força máxima” da oposição. Agora ele sentirá a reação da “situação”. Ou será que ele pensa que tem uma blindagem invisível?

Enfim, seu pesadelo atual é a questão do vice que integrará sua chapa. Sem possibilidade de encontrar outro nome de outro partido, ele talvez tenha que engolir José Serra como companheiro de chapa. Bons sonhos aos tucanos.

Responder

Bárbara de Pindorama

09/05/2014 - 18h02

http://www.youtube.com/watch?v=C4AzxTlzyHw

Responder

luiz mattos

09/05/2014 - 17h49

Sempre digo sobre os tucanos:
Jogam em ombros alheios as práticas que lhes são costumeiras.
Vai roubar no mato ladrão!
Uma máfia poderosa agindo impunemente sob o escudo midiático rindo da Nação.

Responder

Francisco

09/05/2014 - 17h49

Puxa que legal…

Vai passar no JN?

Não?

Ah… então, não aconteceu…

Responder

Rogério Ferraz

09/05/2014 - 14h09

“…Será que a mídia vai investigar esses contratos realmente existentes ou se calará como fez com o propinoduto tucano?” Há, realmente, alguma dúvida de que o PIG se calará?

Responder

RBS MENTE

09/05/2014 - 13h17

Olha VIOMUNDO, o protesto que ocorreu ontem em Porto Alegre contra a RBS (filial Globo) que não foi divulgado na grande midia.

http://www.sul21.com.br/jornal/manifestantes-queimam-jornais-e-protestam-contra-a-copa-do-mundo-em-ato-do-bloco-de-luta/

Pois esse não poderiam usar contra a dilma e a democracia brasileira.

Responder

Joselito

09/05/2014 - 12h21

Ora, mas os bandidos que não estão sabendo jogar!!

Se fosse eu, ao ver milhões de dólares corruptos para serem pegos, compartilharei com minha amiga ave tucana. Assim me protejo, ganho imunidade legal!!!!

Responder

Hélio Pereira

09/05/2014 - 12h04

Alô alô Suplicy,cadê você,pede uma CPI da LABOGEN pra gente ver !

Responder

Hélio Pereira

09/05/2014 - 12h01

Acho que esta na hora de uma CPI no congresso pra apurar as atividades deste Laboratório LABOGEN,pois esta empresa atua em vários estados e foi acusada por Tucanos e pela Folha de SP de ter feito contratos com o Ministério da Saúde !
Bem que o Deputado Protógenes Queiroz,ou os Deputados Ivan Valente do PSOL e Renato Simões do PT,poderiam colher assinaturas pra fazer esta CPI.

Responder

Antonio

09/05/2014 - 11h06

Quando liga com o Tucanato, o desonesto vira honesto.

Responder

Julio Silveira

09/05/2014 - 09h02

Tolo é quem pensa que esses grupos tem preferencia politica ao fazer negócios. Assim como tolos são aqueles que acreditam que corrupção tem apenas um lado, o lado que a mídia corporativa quer mostrar, por interesses igualmente corruptos. Ela gosta de desviar a atenção para o lado que lhes convém, mas olhares atentos já devem ter percebido que neste país investigações isentas levam a cidadania a conhecer os meandros da hipocrisia midiática nacional. Como no caso do padrão Globo de honestidade e sua contradição mostrado no caso do monumento aos hipócritas do DARF desconhecido.

Responder

Romanelli

09/05/2014 - 07h42

então ..some a isso o fato de em SP termos “farmácias populares” em pontos Municipais, Estaduais e Federais, e caímos naquilo que eu sempre questiono e nunca obtenho respostas:

A quem interessa tanta INEFICIÊNCIA, sobreposição de funções e de CACIQUES, de custos, enfim ..de filas e mais filas pra romaria da população ?

taí, tá respondido ..a todos que dele MAMAM impunemente, aos ligados aos “Myselfs e aos Yourselfs”, independente da bandeira ou do que vem depois do “P”, se um T, P, R, MDB, SDB, DT, QP.

e o triste é sabermos que pra bancar esta FARRA só basta os déspotas empossados decretarem na caneta qq aumento de tributo pra que a orgia se mantenha ..pois proposta de mudança mesmo, tal qual os restaurantes ditos populares e os diversos tipos de guardas terceirizadas, eu NÃO vejo partir de NINGUÉM !!!

Responder

Luís Carlos

09/05/2014 - 07h37

Bravo Conceição. Novamente seguindo o rastro de lama tucano e da mídia corporativa. Goiás também é estado que deveria ser averiguado sobre possíveis contratos com laboratórios desse tipo. Apenas uma subestão…

Responder

Diego

09/05/2014 - 00h23

Tentando fazer uma auto crítica da esquerda, pra mim, o maior culpado do aumento do conservadorismo é o próprio PT que preferiu privilegiar o Capital em detrimento dos movimentos sociais. Promoveu a inclusão social sem fazer um debate político. Trata muito melhor um político da direita que um petista que pertence a determinadas correntes do próprio partido. O PT está colhendo aquilo que plantou, e a esquerda como um todo está pagando esse preço também. O campo majoritário do PT durante anos alimentou o conservadorismo (que lhe dava dinheiro) e foi se esquecendo de suas bases progressistas (que lhe traziam cobranças), agora todos estamos sofrendo o refluxo dessa postura. Quando o PT tinha mais forças para combater as forças conservadoras mas o cenário parecia mais tranquilo ele foi covarde e omisso e preferiu deixar o embate para um futuro distante, agora que sofre ataque por todos os lados não tem pra onde correr se quiser sobreviver politicamente e terá de correr atrás do prejuízo. E àqueles que simpatizam com a esquerda, independente de partido, resta a eterna tarefa de continuar o combate contra as injustiças e explorações. Espera-se que tudo isso sirva de lição ao Partido dos Trabalhadores para que repense essa sua postura de pragmatismo a qualquer custo em nome da manutenção do poder.

Responder

    ZePovinho

    09/05/2014 - 09h23

    Disse o que eu penso,mas não conseguia colocar dessa forma clara e simles.É isso mesmo.

    Bárbara de Pindorama

    09/05/2014 - 10h52

    Não existe presidente nem presidente. Apenas o grito do povo. Vamos gritar bem alto. A presidenta sentindo o refluxo veio a público dar uma atençãozinha aos movimentos sociais, pois nos primeiros momentos ela deu boa atenção a industriais, banqueiros e comerciantes e empreiteiras e metalúrgicos e etc. . Enquanto isso Hadad levava uma rasteira dos comerciantes de SP com o processo do IPTU. Assim tem sido. Mas deve mudar. Ou o PT cai e entrega o povão aos leões. Pois o buraco tem mais buraco sob a lage.

    mello

    09/05/2014 - 11h27

    Só faltava essa…A culpa dos desmandos da direita Também….é do PT. Da corrente que promoveu as vitórias do PT…Será que os certos são o PSTU, o PSol ( aliado do DEM e dos tucanos), a Marina….com seus projetos de poder….apesar do povo ? ( A miséria, os pobres… podem esperar mais um pouco…é só a esquerda “pura” ganhar…se um dia vai ganhar)…
    Os exemplos das lutas entre esquerdistas no Governo Allende, em vários países da Europa, não ensinam nada ? Devemos repetir os mesmos erros ?

    vinicius

    09/05/2014 - 12h22

    É isso aí, Mello.
    Se é preciso aliar ao PMDB, por razões políticas e eleitoral, é porque setores de esquerda não sentam para conversar.

    Espero que setores da esquerda repensem posicionamento e, quem sabe, poderemos ter novidades para 2014.
    Quem sabe poderemos ter condições para a Presidente ser mais ousada a partir de 2015.

    Isso está na mão da esquerda. Pensem nisso!
    A presidente já mostrou que não tem medo do embate político.

    Faço apenas mais uma ressalva: ignorar o poder do PIG, como alguns sugerem, seria uma aventura irresponsável.

    Diego

    09/05/2014 - 13h22

    A questão pra mim não é esperar até o dia que uma esquerda pura chegue ao poder e mude tudo. O PT é um governo de centro, que promoveu alguns pequenos (ainda que muito importantes) avanços sociais, mas esse modelo de dar um pouco aos pobres sem enfrentar os ricos está chegando a um esgotamento. O que espero ao propor uma auto crítica da esquerda não é demonizar o PT, mas sim que deixemos de ficar na defensiva tentando justificar os prejuízos causados pela postura pragmática do campo majoritário e passemos a pressionar o governo (assim como os conservadores fazem e são atendidos em sua maioria) para que aprofunde as mudanças sociais que começou. Quando um capitalista reclama do governo (algo normal na democracia) normalmente ele é atendido. Quando um trabalhador reclama do governo ele é um esquerdista radical que está cumprindo o papel que a direita gosta??Não concordo com isso. A esquerda tem que elaborar e cobrar sua pauta desse governo que é de coalizão, isso não significa querer destruir o PT. Para se aprofundar as mudanças sociais, o PT, inevitavelmente, terá de causar incomodo a grande parte de seus atuais aliados que são detentores do grande Capita e isso não acontecerá de forma espontânea, depende da pressão popular e de pressão interna, de integrantes do próprio partido.

    Julio Silveira

    09/05/2014 - 14h03

    Mello, sua intransigência em não reconhecer o que esta dito é um habito bastante comum em qualquer militante comum, fanático. E, como qualquer fanático, quer de direita ou de esquerda politica, ou mesmo religioso, perdem o senso da realidade. O que o Diego diz é a pura realidade, se quisermos ter boa vontade e entender que o PT não é a unica representação da esquerda no País. Ainda que seja o partido que maior projeção ganhou nesse espectro ideológico. Mas se você for honesto e tiver memoria, vai lembrar que nem sequer esteve sozinho nesse crescimento. Contou, lá no inicio, com muitos desses que você, como boa parte de seu partido, que se reflete também sobre a cidadania, soberbamente cospe hoje.
    Inclusive muitos desses seus adversários, imaginários, foram egressos do próprio PT e saíram, quer expulsos pela nova postura adotada por seus dirigentes quando optaram pela politica com as oligarquias que fizeram a cultura deste país, que já foram por muitos petistas(e eu concordo)a origem da ma cultura nacional. Outros saíram por iniciativa própria em busca de um novo caminho, para o que se pode chamar de esquerda mais autentica “menos pragmática”. Infelizmente, o que você não enxerga é que no Brasil nunca prosperou uma esquerda nos moldes teóricos como esse PT que você enxerga, talvez nunca prospere, sabe por que? por que nossa cidadania tem uma formação cultural totalmente baseada em escalas hierárquicas sociais e sua economia é totalmente baseada no mercantilismo predatório, o que lhe dá uma profunda ligação ao capital. E aí criamos esse sistema econômico hibrido único e de difícil modificação, tal a enraizamento e arraigamento dele na nossa sociedade. Partido políticos como o PT, e os chamados de esquerda, no Brasil, se obrigam a se tornarem muito parecidos na hora da gestão e de instrumentalizar sua execução. E analisando a logica dessa situação eu pelo menos torço para que consigam pelo menos tentar demonstrar maiores capacidades de administrar as enormes diferenças, os abismos, que existem na nossa sociedade. E essa a luta que acho que deva ser travada e ela é contra os conservadores, por que como o própria palavra já diz, eles lutam para preservar as bases sociais desiguais como estão, mantendo esses abismos que lhes beneficiam.

    Julio Silveira

    09/05/2014 - 13h23

    É disso que tenho falado. Simples assim.

Diego

09/05/2014 - 00h17

O grande inimigo da democracia hoje é a grande imprensa. Não é possível um verdadeiro debate democrático onde só um fala. Só aparecem escandalos do PT, verdadeiros ou não, enquanto q os do PSDB ficam embaixo do tapete, e o pig ainda tem a hipocrisia de se declarar neutro em suas coberturas. Sem falar que, de acordo com a imprensa, não existe oposição de esquerda ao PT. O pior de tudo são os idiotas úteis que assistem a grobo e leem a veja (se é que é possível ler aquilo)e saem reproduzindo como papagaios um monte de lixo com a convicção de que são intelectuais autônomos.

Responder

hamiltonlucio

09/05/2014 - 00h16

Vai chegar no psdb de minas gerais

Responder

Miriam

09/05/2014 - 00h03

Está difícil para a PF, o MP, a mídia investigar alguma coisa, pois é só ir um pouco mais fundo, levantar um pouco o tapete, que lá está vistoso: UM TUCANO. Da dó, pois a felicidade deles dura tão pouco.

Responder

FrancoAtirador

08/05/2014 - 23h56

.
.
CPI DO LABOGEN NA AL-SP

Esses fatos apurados pela jornalista Conceição Lemes,

bem que poderiam ser alvo de investigação aprofundada

em uma CPI na Assembléia Legislativa de São Paulo (AL-SP).
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    09/05/2014 - 00h47

    .
    .
    Banda B

    Sigam o Francischini (http://migre.me/j1yx1).

    No Paraná, é um similar do carioca Itagiba.
    .
    .

    FrancoAtirador

    09/05/2014 - 03h13

    .
    .
    Exclusivo

    GLOBO DESVENDA MISTÉRIO DO FANTASMA DA HIPERINFLAÇÃO

    Finalmente foi detido esta noite pela Polícia

    um meliante que há anos rondava os Supermercados

    nos bairros da Barra da Tijuca e de Jacarepaguá.

    Conhecido como ‘O Fantasma da Hiperinflação’,

    devido ao fato de que todo mundo falava nele

    mas ninguém o havia visto na última década,

    o bandido foi preso nos arredores do PROJAC,

    após denúncia da apresentadora Ana Maria Braga.

    O Jornal Nacional teve acesso com exclusividade

    ao Inquérito sigiloso da Polícia Federal do Rio (PF-RJ)

    que há 12 anos investigava o misterioso assaltante.

    De acordo com o relatório do Delegado Tucano da PF-RJ,

    a participação efetiva dos jornalistas Leitão e Sardenberg,

    no curso das investigações, foi fundamental para o deslinde

    desse mistério que vinha apavorando as redações dos jornais.

    No relato, o Policial do PSDB também fez questão de destacar

    a colaboração prestimosa dos editores de economia da GloboNews,

    e dos repórteres e âncoras do Jornal da Globo e do Bom Dia braZil.

    A Rede Globo de Televisão mostra agora, só pra você telespectador,

    a foto inédita do…

    FANTASMA DA HIPERINFLAÇÃO

Francisco

08/05/2014 - 23h23

Caro Azenha, Voce, Rodrigo e Paulo Henrique Amorim são os melhores jornalistas que tem neste país, mas porque você não faz uma reportagem na TV Record (Jornal da Record ou Domingo Espetacular) sobre esse assunto?? Isso teria que ser abordado na TV aberta…Ou não deixam também?

Responder

    Paulo Rodrigues

    09/05/2014 - 11h03

    Concordo com você, e tenho a mesma dúvida. Espero que tenham liberdade na record.

Marat

08/05/2014 - 23h22

Conceição, você está impossível!!!!!!!!!!!!!!!!!! É uma leoa!!!!!!
Como é que o PIG pode ser tão malandro, pilantra, embusteiro, falacioso, tendencioso, parcial, moedeiro falso??????????? Por que $erá?
Cadê a porra do jornalismo sério? Cadê a porra do Judiciário???? Esse lixo ai é o país moderno que eles querem entregar a nós, com o plaiboyzinho mimado, que tem horror a bafômetros? Esse é o país sério e honesto que eles almejam?
Precisamos de Conceições na imprensa e no judiciário. Precisamos ter motivos para utilizar caixa alta na primeira letra da Justiça!

Responder

ANDRE

08/05/2014 - 22h54

ENQUANTO ISTO EM MINAS:
Dívida de Minas cresce para R$ 79,11 bilhões
Valor da Dívida Consolidada Líquida tem alta 12,27% em 2013 sobre os R$ 70,46 bilhões de 2012, acima da inflação e da evolução das receitas no período

A dívida do Estado não para de crescer e será uma herança amarga para o governador que vai tomar posse em 1º de janeiro do ano que vem. A chamada Dívida Consolidada Líquida (DCL) de Minas fechou o ano de 2013 em R$ 79,11 bilhões, com crescimento, bem acima da inflação do período, de 12,27% sobre os R$ 70,46 bilhões de 2012.
Essa trajetória ganha contornos ainda mais preocupantes por causa do crescimento sensivelmente menor da Receita Corrente Líquida (RCL), que expressa a capacidade do Estado de fazer caixa para pagar despesas em geral e os juros e amortizações da própria dívida. Em 2013, a RCL de Minas foi de R$ 43,14 bilhões, com crescimento de 6,86% sobre 2012, pouco mais da metade do percentual de evolução da dívida.

Membro da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa, o deputado Ulysses Gomes (PT) diz que o crescimento explosivo da dívida revela a falácia do ‘choque de gestão’ e do ‘déficit zero’ alardeado pelos ex-governadores Aécio Neves e Antonio Anastasia, que estiveram à frente do Executivo mineiro nos últimos 11 anos.
“O tal “déficit zero” propagado pelo governo do Estado jamais existiu. Some-se aos valores da dívida consolidada líquida a enorme dívida social, com a recusa de completar os repasses constitucionais de recursos para a saúde e educação, durante os governos Aécio e Anastasia, de 2003 a 2013″, denuncia o deputado do Bloco Minas Sem Censura (PT-PMDB-PRB).
Gomes cita que a aplicação a menor de 2002 a 2013 na área de educação soma R$ 8,31 bilhões. Já na saúde, segundo ele, o déficit acumulado no mesmo período é de R$ 7,64 bilhões.

De acordo com os dados oficiais obtidos pelo Minas Sem Censura, a Dívida Consolidada Líquida era de R$ 34,69 bilhões em dezembro de 2002, no fim do governo Itamar Franco. A partir da posse de Aécio até o fim do ano passado, portanto, o crescimento da DCL do Estado foi de espantosos 140,15%.

Para o vice-presidente da ALMG, deputado Adelmo Leão Carneiro (PT), uma nova bomba-relógio, decorrente de uma irresponsabilidade da gestão de Aécio Neves em Minas está prestes a ser detonada, agravando ainda mais o caixa do Estado. Trata-se, segundo Adelmo, do recente julgamento no STF da inconstitucionalidade da Lei 100, arquitetada e sancionada por Aécio em 2007, efetivando 98 mil trabalhadores sem concurso público.

“Não sabemos os valores, mas tememos os custos previdenciários decorrentes das contribuições não recolhidas à Previdência Social, já que não há um fundo disponível para fazer frente a isso. Ou seja, o dinheiro terá que sair do Orçamento do Estado”, diz o deputado.
Publicidade enganosa

O engodo do ‘déficit zero’ e do ‘choque de gestão’ foi desmontado no livro ‘Dívida Pública do Estado de Minas Gerais: A Renegociação Necessária’, publicado pelos economistas Fabrício Augusto de Oliveira e Claudio Gontijo em 2012. Segundo os autores, “o governo, com base em um conceito de pouco significado econômico, o de ‘resultado orçamentário’, lançou uma cortina de fumaça sobre a situação, obliterando os desequilíbrios reais de suas contas, provocados pelos encargos dessa dívida, e vendeu a imagem de competência de sua administração com a implementação do choque de gestão”.

Os economistas mostram que os resultados orçamentários positivos de 2003 a 2011 apresentados por Aécio e Anastasia foram possíveis graças ao truque de incluir na coluna das receitas as operações de crédito, ou seja, novas dívidas contraídas que terão de ser pagas no futuro. Se essas operações forem excluídas, o Estado, na verdade, teve, por exemplo, déficits de R$ 1,006 bilhão em 2010 e de R$ 1,031 bilhão em 2011. Aliás, no período de 2003 a 2011, houve déficit em cinco dos oito anos da era do ‘choque de gestão’ e do ‘déficit zero’.
O livro “Dívida Pública do Estado de Minas Gerais”, revela também que um dos principais fatores de aumento do estoque da dívida é o não pagamento da totalidade dos juros e amortizações, o chamado serviço da dívida. Esse saldo não pago é incorporado anualmente ao saldo devedor e acrescido de juros.

O deputado Adelmo diz que, para não prejudicar a campanha eleitoral do PSDB, o governo de Minas tem fugido do debate sobre a dívida do Estado. Adelmo teve que deixar a presidência da Comissão Especial da Dívida criada na ALMG para assumir a vice-presidência da Casa e lamenta que os trabalhos da comissão estejam atualmente paralisados.

“Nós iniciamos um grande debate, envolvemos os Legislativos de outros Estados e até o Senado Federal. Mas, como na época do Aécio no governo, eles querem passar a impressão de que está tudo bem”, diz o deputado.

Em audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia, realizada no último dia 14 de abril, representantes do governo do Estado minimizaram a situação, dizendo que o endividamento está sob controle e dentro dos limites legais. O assessor da Secretaria de Estado de Fazenda Donizete Rosa disse, por exemplo, que a relação entre a Dívida Consolidada Líquida e a Receita Corrente Líquida subiu para 183,38%, mas ainda está abaixo do limite estabelecido para o ano, de 206,85%.
Fonte:Pautando Minas

Responder

Sr. Indignado

08/05/2014 - 22h50

… peraí, peraí… e aquele cara que parece o ioda do mal.. o Neumane Galo, pinto, sei lá… vai dizer que o doleiro (que denominação esquisita) é do PT, que o filho do Lula é dono da Labogen ..ahahahahahhah hhhhhahahahahah…kkkkkk

peraí, e aquele imitador do Wody Allen kkkkk, da veja, que tem um pseudoblog, onde dois ou três fazem quase todos os comentários com os mesmos erros… vai dizer que a Labogen é do José Dirceu.. hehehe hahahahaahahhhahaaaaaaaaaaa kkkkkk….. que recebe dinheiro de Cuba… hahahahahh pffffpfpfpfpfpf kkkkk …. liga pro SAMU… tô passando mal…ahahahahahahahah

Responder

Sr. Indignado

08/05/2014 - 22h42

Óbvio que esta notícia sairá na globo, na band… hahahahahkkk hahahahah!
E o Mitre fará esta pergunta aos procuradores do PR.. hahahahahahahaha
E o Bóris… dirá que isto é uma çççççç vergonha ahhahahahahahah

Aí no JN aparecerá recortes das licitações feitas em SP com os valores ….asssshshshshsh e irá vazar dados da PF sobre propinas no governo de SP hahahahahahhahah…. ai meu chá de camomila, socorro…haha…kkkkkkkk

Responder

Deixe uma resposta