VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB
Denúncias

Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB


07/08/2013 - 09h59

por Luiz Carlos Azenha

Uma risada espontânea. Foi assim que o deputado Hamilton Pereira reagiu quando perguntei a ele se a imprensa paulista teria sido tão complacente, por tanto tempo, com um governador do PT acusado de corrupção.

Talvez a explicação esteja aqui? Ou aqui?

Hamilton Pereira faz parte da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de São Paulo. São 22 petistas, dois comunistas, um deputado do PSOL e o major Olímpio. Total: 26 oposicionistas, contra o rolo compressor governista de 68 parlamentares.

Por isso, segundo ele, a Alesp já não legisla, além de não investigar o Executivo. Os vetos e os votos do governador não deixam.

Não é espantoso, portanto, que só em 2013 tenham ganhado corpo as denúncias de irregularidades nos contratos firmados entre um punhado de empresas e o governo do Estado, que está nas mãos dos tucanos desde 1995.

Porém, as denúncias da bancada do PT na Alesp vem sendo formalizadas, junto ao Ministério Público estadual, desde 2008. Para ser mais exato, desde 19 de junho de 2008.

Foram, ao todo, 15 representações. Uma delas diz respeito a um contrato que durou mais de dez anos, quando existe limite legal de 60 meses, segundo a Lei de Licitações.

Foi a revista IstoÉ que fez as revelações mais recentes, aqui e aqui.

Segundo a revista, em apenas seis contratos o prejuízo ao Tesouro público foi de R$ 425 milhões.

Mas, de acordo com levantamento da assessoria da bancada do PT na Alesp, desde que Covas assumiu os tucanos assinaram um total de 325 contratos, num total superior a R$ 30 bilhões.

Isso escapou tanto da investigação da Alesp quanto da mídia, avalia Hamilton Pereira.

[Quer patrocinar nosso conteúdo exclusivo? Clique aqui e assine]

O parlamentar não quis dizer se acredita que os tucanos usaram as obras relativas ao Metrô e aos trens metropolitanos — que, por causa de constantes reformas e renovações, são permanentes — para criar uma espécie de caixa único de campanha.

Porém, Hamilton Pereira diz que a ênfase da imprensa num “cartel de empresas” é enganosa, já que se ele de fato se deu só foi possível graças à corrupção, neste caso, corrupção do PSDB.

O próximo passo da bancada do PT será cobrar da Procuradoria Geral do Estado uma explicação sobre o andamento das 15 representações feitas desde 2008 — muitas das quais mencionando especificamente contratos das empresas Alstom e Siemens.

Abaixo, a lista de representações:

1. 19/06/2008 – MPF Rodrigo de Grandis – irregularidades em contratos estatais paulistas com a Alstom e pagamento de propina pela Alstom a José Amaro Pinto Ramos, lobista ligado a tucanos / lavagem de dinheiro/ Estadão 18/06/2008 – Jornalista Eduardo Reina – PR/SP-SEPJ 004726/2008 – 10.02.2011 – Representação 1.34.001-003352/2008-39 encaminhada à Justiça Federal em 24/06/2008 recebeu o número 000.7986.86.2008.4.03.6181 – 6º Vara Criminal – aos 10.01.2011 encaminhado ao MPF para manifestação. (está sob sigilo)

2. 24/06/2008 – MPE Silvio Marques – Aditamento ao Inquérito 204/2008 na Procuradoria de Justiça da Cidadania (tel 3017.7869) comunicando protocolo da representação ao MPF de 19/06/2008 denunciando irregularidades nos contratos de estatais paulistas com a Alstom (está sob sigilo)

3. 27/06/2008 – MPE Silvio Marques – representação contra Claudio Luiz Petrechen Mendes pela prática de crime de falso testemunho em depoimento dado ao MP no qual omitiu a sociedade em duas empresas, a Inter empresarial Comercial importação e Exportação Ltda. e Tecpar Engenharia e Participações Ltda, por indícios de prestação de serviços fictícios a empresas do conglomerado Alstom. (“Propina iria para “partido no poder” Jornalista Eduardo Reina – Estadão 20/06/2013) (está sob sigilo)

4. 30/06/2008 – MPF Rodrigo de Grandis – comunica o protocolo da representação ao MPE contra Claudio Luiz Petrechen Mendes pela prática de crime de falso testemunho em depoimento dado ao MP no qual omitiu a sociedade em duas empresas, a Inter empresarial Comercial importação e Exportação Ltda. e Tecpar Engenharia e Participações Ltda por indícios de prestação de serviços fictícios a empresas do conglomerado Alstom. 10.02.2011 – Anexado à Representação 1.34.001-003352/2008-39 (item 3 deste relatório) encaminhada à Justiça Federal em 24/06/2008 recebeu o número 000.7986.86.2008.4.03.6181 – 6º Vara Criminal – aos 10.01.2011 encaminhado ao MPF para manifestação. (está sob sigilo)

5. 18/07/2008 – MPF Rodrigo de Grandis – irregularidades em contratos de estatais paulistas com a Alstom e Siemens. Indícios de utilização de consultorias internacionais para lavagem de dinheiro visando o pagamento de propinas e subornos a diversas autoridades no Brasil (está sob sigilo)

6. 22/07/2008 – MPE Silvio Marques – irregularidades envolvendo o contrato firmado entre o Metrô e a empresa CMW Equipamentos S/A (atualmente Alstom) TC 23179/026/94, que teve inúmeras irregulares e prorrogações de prazo contratual que fizeram com que o contrato assinado em 1994 vigorasse por mais de 10 anos, contrariando disposição expressa da lei 8666/93, que fixa o limite de duração do contrato em 60 meses. 000003030 – IC 397/2008 6ª. PJ – PPS –Silvio Marques – Oficial Isaura (está sob sigilo)

7. 22/07/2008 – MPE Silvio Marques – irregularidades envolvendo o aditamento ao contrato firmado entre o Metrô e a empresa Mafersa S.A. para aquisição de trens (pelo Termo Aditivo 11 a Alstom, que era subcontratada da Mafersa, adquiriu desta os direitos e obrigações decorrentes do contrato firmado) julgado irregular pelo TCE – TC 014593/026/92 uma vez que o Metrô, aproveitando-se de um contrato praticamente exaurido, alterou o objeto, sob a justificativa de atualizações tecnológicas, alterou os preços e substituiu a empresa contratada pela Alstom, quando, na verdade, deveria ter realizado nova licitação. (está sob sigilo)

8. 05/08/2008 – MPF Adriana Zawada Melo – representação contra a Siemens (pelas mesmas irregularidades envolvendo a Alstom), mencionando prisões de vários funcionários da Siemens decorrentes de investigações criminais ocorridas em diversos países pela prática de atos de corrupção envolvendo o suborno de diversas autoridades, e em depoimento a promotores de Munique, Reinhard Siekaczek, ex-diretor da Siemens, afirmou que tinha conhecimento de pagamentos para autoridades de outros países e que o Brasil seria um deles. Sendo assim, a representação solicita investigação dos contratos da Siemens com diversas empresas, CPTM, METRO, CESP, CPFL, DER, dentre outras. ANDAMENTO 06.08.2010 – ESTÁ SOB SIGILO 10.02.2011 – 10.02.2011 – instaurada representação 1.34.001.004673/2008-51 encaminhada para o MPE aos 15/01/2009 (está sob sigilo)

9. 28/08/2008 – MPF Rodrigo de Grandis – representação contra as empresas Alstom e Siemens pela prática de lavagem de dinheiro e pagamento de propinas a diversas autoridades no Brasil. (está sob sigilo)

10. 03/09/2008 – – MPE Silvio Marques – aditamento à representação de 22/07/2008, contra a Mafersa, informado que o contrato foi julgado irregular pelo TCE, e noticiando que os escritórios da Alstom na Suiça, responsáveis pela contabilidade, haviam sofrido busca e apreensão de documentos e equipamentos. (está sob sigilo)

11. 16/07/2009 – MPF Rodrigo de Grandis – aditamento à representação de 19/06/2008 informando acerca do bloqueio de bens do Conselheiro do TCE/SP Robson Marinho, suspeito de ajudar a Alstom a conseguir contrato de R$ 110 milhões em 1998, quando já era Conselheiro do TCE, após ter sido Chefe da Casa Civil no Governo Mário Covas e tesoureiro da Campanha de Mário Covas em 1994. (está sob sigilo)

12. 17/09/2009 – MPE Silvio Marques – mesmo teor da representação enviada ao MPF 05/08/2008, contra a Siemens (pelas mesmas irregularidades envolvendo a Alstom), mencionando prisões de vários funcionários da Siemens decorrentes de investigações criminais ocorridas em diversos países pela prática de atos de corrupção envolvendo o suborno de diversas autoridades, e em depoimento a promotores de Munique, Reinhard Siekaczek, ex-diretor da Siemens, afirmou que tinha conhecimento de pagamentos para autoridades de outros países e que o Brasil seria um deles. Sendo assim, a representação solicita investigação dos contratos da Siemens com diversas empresas, CPTM, METRO, CESP, CPFL, DER, dentre outras.

13. 27/07/2009 – MPE Silvio Marques – aditamento à representação de 19/06/2008 informando acerca do bloqueio de bens do Conselheiro do TCE/SP Robson Marinho, suspeito de ajudar a Alstom a conseguir contrato de R$ 110 milhões em 1998, quando já era Conselheiro do TCE, após ter sido Chefe da Casa Civil no Governo Mário Covas e tesoureiro da Campanha de Mário Covas em 1994. (está sob sigilo)

14. 27/10/2010 – MPE e MPF – representação denunciando fraude na licitação da linha 5 – Lilás do Metrô. Está na Sub-procuradoria Geral de Justiça acompanhando a Ação Popular que corre pela 9ª Vara da Fazenda 0039554-31.2010.8.26.0053

15. 21/05/2010 – MPE – Aditamento Alston – IC 397/2008 – 6º PJ – desde 06/04/2009 para elaboração de laudo técnico (informação de 15/10/2012) (está sob sigilo)

Para ouvir as denúncias do deputado sobre o tratamento “diferenciado” dado pela mídia a PT e PSDB e ouvir a risada dele em resposta à minha pergunta, clique abaixo:

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



130 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

luith santos -Goethe-Br.

21 de novembro de 2013 às 14h24

…”a grande mídia,ora cai no descrédito…desde quando não publicam reportagens com o propósito de informar, mas,o fazem,impondo á cidadania a sua maneira de interpretar o fato, o que nem sempre é a justa maneira de fazê-lo…mas quase sempre,é uma imposição ao lívre direito de pensar e uma agressão ás liberdades de opção…”-Goeth-Br.

Responder

Cartel causa R$ 307 milhões de prejuízos à CPTM; governo Alckmin faz vista grossa - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de setembro de 2013 às 13h31

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Governo Alckmin contrata por R$ 2,7 bilhões empresas acusadas de envolvimento no propinoduto tucano - Viomundo - O que você não vê na mídia

26 de agosto de 2013 às 10h57

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Celso

21 de agosto de 2013 às 23h10

Se São Paulo é a locomotiva da nação, os tucanos assaltaram o trem pagador.
Sorry, Ronald Biggs, você foi superado. É por isso que a Globo tem uma preferência pelos tucanos, sempre trataram Ronald como uma personalidade simpática.

Responder

Zanchetta

21 de agosto de 2013 às 08h23

O assunto agora vai “morrer” por aqui, pois encontraram o mesmo cartel funcionando na Bahia de Jacques Wagner do PT…

Responder

jose bernardes neto

19 de agosto de 2013 às 22h59

Isso é que é “corrupção” com letras garrafais o resto é conversa fiada….Envolve tráfico de influência e dinheiro público há anos…. O que entristece é á proteção da mídia golpista aos tucanos….Chega a ser vergonhosa e beira ao escárneo perante à sociedade tal “proteção”….

Responder

Carlos Souto

17 de agosto de 2013 às 04h07

Plagiando uma propagands de cerveja.
CORRUPÇÃO no governo covas, PODE.
CORRUPÇÃO no governo serra, PODE.
CORRUPÇÃO no governo alkimim, PODE.
emfim, nos DESGOVERNOS do PSDB, DEM E PPS, PODE, PODE, PODE……..

Responder

Propina tucana frequentou conta laranja. Literalmente - Viomundo - O que você não vê na mídia

16 de agosto de 2013 às 13h36

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Disputa no Rio: Na presidência da CPI dos Ônibus, vereador do contra - Viomundo - O que você não vê na mídia

15 de agosto de 2013 às 23h28

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Garotinho assina pedido de CPI e quer abertura da caixa preta da Globo - Viomundo - O que você não vê na mídia

14 de agosto de 2013 às 22h14

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Rafael Stedile: As fotos do protesto contra a corrupção tucana em SP - Viomundo - O que você não vê na mídia

14 de agosto de 2013 às 17h46

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Sagarana

12 de agosto de 2013 às 21h44

O CADE garante que é APENAS cartel!

Responder

MPL volta às ruas. A direita vai junto protestar contra a corrupção? - Viomundo - O que você não vê na mídia

12 de agosto de 2013 às 09h45

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB […]

Responder

Jose Mario HRP

12 de agosto de 2013 às 08h14

LULA Lá!
Em 2014!!!

Responder

nigro

11 de agosto de 2013 às 18h28

Azenha, por favor, comente as declarações do Sr Rui Falcão. Você é ou não é militante do PT? Este é um site dedicado ao que, ao jornalismo real, doa a quem doer, ou é para defender o PT dos ataque do “PIG”?

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    11 de agosto de 2013 às 18h30

    Não temos nenhum compromisso com o PT. Nem financeiro, nem ideológico, nem de amizade. Somos um blog de esquerda. Nossa identidade é com aqueles que defendam pontos de vista de esquerda. Simples assim.

    nigro

    11 de agosto de 2013 às 19h02

    Como sempre os políticos querem colocar tudo no bolso deles. Com o PT não é diferente. Dilma quis colocar as manifestações no bolso. E agora colocam vocês como militantes. Eu não sou de esquerda. Mas gosto muito deste blogue, pois abre minha cabeça para vários pontos de vista. Não gosto é de ignorância e truculência daqueles que se julgam os donos da verdade, os sabe-tudo. Sempre temos algo a aprender com os outros, especialmente aqueles que pensam diferentemente. Parabéns pelo site.

    Jose Mario HRP

    14 de agosto de 2013 às 09h58

    Hummmmmmm……
    Depois de tres derrotas seguidas os direitistas já partem pro bate boca descarado!
    KKKKKKKKKK….

nigro

11 de agosto de 2013 às 13h22

Pegaram a “nossa corrupção”. Agora, peguemos a “corrupção deles”….. hahahahahhaha Brasil, pais do fracasso global

Responder

nigro

10 de agosto de 2013 às 18h59

Concordo que o “PIG” é cúmplice da roubalheira. Mas e do “mensalão”quem é o cúmplice? Gostaria de saber a opinião do Azenha e dos demais grandes blogues do BRasil sobre a entrevista do Rui Falcão no Roda Viva, e que ele considera os blogues como militantes “estabelecidos”… O que quis ele dizer com isso?:
http://www.youtube.com/watch?v=GbUL-21jif8#action=share

Responder

    Luís CPPrudente

    11 de agosto de 2013 às 12h25

    Mensalão que é mensalão tem PSDB no meio.

    Até agora não foi provado nada, nem com os indícios, pois foi necessário usar a teoria do domínio do fato para tentar provar a existência do mensalão petista. Já em relação ao PSDB há muitos documentos, há relatórios de tribunais estrangeiros relacionando as empresas corruptoras com governos do PSDB, há investigação jornalística de veículos da imprensa europeia mostrando a ligação intestinal do PSDB com os corruptores.

    O mensalão do PT continua sendo uma lenda criada pela imprensa mafiosa do PIG e…repercutida (intencionalmente) pelo nigro.

    nigro

    11 de agosto de 2013 às 18h26

    Não Luis. Quer saber, pouco me importa de que lado vem a corrupção, ela é endêmica e envolve a todos. Como poderia ser diferente com o PETÊ ou o PÊÉSSIDÊBÊ?
    São lixo puro, cada um colocado em um cesto.
    concordo que forçaram a barra para condenar os caras do “mensalão”. Agora, o que foi criticado pelos esquerdistas no que se refere à “cobertura” da “imprensa” naquele caso se repete agora do outro lado- barulheira com base em vazamentos seletivos de dados, sem conhecer os autos do processo. “Agora é nossa vez de bater. Tá vendo, ladrões são vocês….”
    Agora só mudou o lado. Quem repercute a barulheira são os blogues. A imprensa convencional pega leve, para dizer o mínimo.
    Não gosto de nenhum deles. Ambos refletem tudo de ruim que ha no Brasil, seja lá de que lado for. E as alternativas aos dois, que existem, são mais assustadoras ainda- Marina, Barbosa… Cara, não há o que fazer, estamos condenados.

Douglas da Mata

10 de agosto de 2013 às 13h12

Cartel é o caralh….!

A mídia dócil já deu a senha. Os midiotas já engoliram a isca.

Pois bem, agora um tremendo esquema de fraude, superfaturamento, e financiamento partidário praticado desde os anos 2000 são coisas corriqueiras, ou menores! Então ‘tá!

É difícil medir onde vai o cinismo desta gente.

Inventaram até um nome para maquiar o monstro tucano paulista: Cartel.

Dito assim, parece até uma coisa simpática, e é esta a intenção: menosprezar a magnitude dos crimes praticados, e neste bojo, a inteligência do cidadão!

Ora, qualquer calouro de direito sabe( ou deveria saber) que cartel é a organização de várias empresas para desequilibrar a relação de consumo que se baseia no conceito da livre concorrência, obrigando o consumidor a obter o bem ou serviço em condições (preço, prazo, etc) impostas unilateralmente por um grupo de fornecedores que monopoliza (carteliza) o fornecimento, que por sua vez, nada tem a ver com a reunião de fornecedores para acertar preços superfaturados de contratos públicos.

Desde 1993, através da lei 8666, nosso ordenamento já diploma a conduta praticada pelas empresas fornecedoras do governo paulista:

Eis o artigo 90 da citada lei:

“Art. 90. Frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do procedimento licitatório, com o intuito de obter, para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação:
Pena – detenção, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.”

No caso em tela, há tantas outras modalidades criminosas que é difícil enumerá-las. Vamos as mais comuns:

01- Quadrilha ou bando: Não há dúvidas que se houve várias empresas e representantes destas reunidos para frustrarem licitações, estamos na presença de uma organização criminosa, neste caso, transnacional, se considerarmos que se tratam de filiais subordinadas às suas matrizes na Alemanha, França, etc.

02- Corrupção ativa e passiva: Para fraudar uma licitação desta monta, como a obra do Metrô de SP, manutenção de trens, compra de sistemas de controle, etc, é indispensável o conluio de servidores públicos de alto coturno!

03- Peculato: Por certo, teremos o desvio de parte dos valores superfaturados para contas pessoais e partidárias!

04- Lavagem de dinheiro: Claro, por último, mas não menos importante, se o dinheiro saiu, vai ter que voltar “lavado” para poder ser incorporado ao patrimônio dos integrantes da quadrilha e contas partidárias dos grupos políticos que se beneficiaram do esquema.

É tudo isto aí em cima que eles querem varrer para baixo de um tapete chamado “cartel”.

Vamos observar de “perto” como o MP paulista(tucano até a medula) usa o seu “poder” de investigar!

Responder

Eduardo

09 de agosto de 2013 às 21h58

Tem gente com tanta dificuldade para interpretar textos tão pequenos e simples! Não é abolicionista,nem abolido!Talvez…..! Não me arrisco!

Responder

Marcolino: Incêndio em Itu foi criminoso; esquema de corrupção em SP é mais amplo que o noticiado; FHC deve apoiar CPI - Viomundo - O que você não vê na mídia

09 de agosto de 2013 às 19h38

[…] as investigações não prosperem; estranha que as denúncias feitas pela bancada do PT na Alesp, em 15 representações ao Ministério Público, desde 2008, não tenham avançado tanto quanto as que aconteceram no Exterior envolvendo a Alstom e a Siemens. […]

Responder

Maria Thereza

09 de agosto de 2013 às 18h30

Se contraventor é “empresário de jogos”, claro que corrupção tucana é “cartel”. Ouvi ainda há pouco na Rádio Nacional um promotor dizendo que há indícios disso e daquilo. Ora, segundo o stf, “indícios” já são suficientes para condenação. Se tiver ilação, então, é cadeia na hora, com algemas e reportagem de 20 minutos no jornal nacional.

Responder

Hélio Pereira

09 de agosto de 2013 às 16h13

Os Procuradores Silvio Marques e Rodrigo de Grandis,deveriam ser afastados,uma vez que foram notificados desde 2008 de várias acusações contra membros do PSDB e alem de não investigar,não prestam esclarecimentos sobre os Processos,colocando tudo sob “segredo de Justiça”,como já fazem cinco anos,só posso deduzir que estes Promotores agem como “Cabos Eleitorais” do PSDB.

Responder

Gindre: Informação sem contexto pode ser informação nenhuma - Viomundo - O que você não vê na mídia

09 de agosto de 2013 às 15h33

[…] Hamilton Pereira: PT fez 15 representações desde 2008 sobre suspeitas de corrupção nos trens de … […]

Responder

José Emílio

09 de agosto de 2013 às 14h39

Seria esse o “METROSÃO” ou METROZÃO”, como queiram dos tucanos?

O castigo anda à cavalo!

Zé Emílio

Responder

Tomudjin

09 de agosto de 2013 às 13h50

Dá uma certa curiosidade, tentar imaginar como seria a chamada do “Globo Repórter”, se a quadrilha de políticos, que fizeram parte desse esquema de corrupção no metrô paulista, fosse do PT e não do PSDB.

Responder

Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB | Luizmuller's Blog

09 de agosto de 2013 às 08h33

[…] por Luiz Carlos Azenha no Viomundo […]

Responder

José de França

09 de agosto de 2013 às 08h18

Notícia de 27/10/2010: “Irmão de presidente do Metrô, na gestão Serra, teve US$ 10 milhões bloqueados na Suíça´´:

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2010/10/irmao-do-presidente-do-metro-na-gestao.html

Responder

Carlos Neder: Não é admissível Alckmin se dizer vítima das empresas - Viomundo - O que você não vê na mídia

08 de agosto de 2013 às 22h13

[…] Hamilton Pereira: PT fez 15 representações desde 2008 sobre suspeitas de corrupção nos trens de … […]

Responder

Regina Braga

08 de agosto de 2013 às 20h31

Para os demotucanos com todo o carinho…corruptos,corruptos e corruptos.Até o Instituto de Pesos e Medidas de Sampa está com suspeita de fraudes…Imaginem a Sabesp,Cetesb,etc…

Responder

Pedro

08 de agosto de 2013 às 19h32

Cuidado, o PSDB está solto!

Responder

    Luís CPPrudente

    11 de agosto de 2013 às 12h29

    Se está solto, tome cuidado com a sua carteira, pois o PSDB é um delinquente.

Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB – Viomundo – O que você não vê na mídia | O LADO ESCURO DA LUA

08 de agosto de 2013 às 17h56

[…] Hamilton Pereira: Não é cartel de empresas, é corrupção do PSDB – Viomundo – O que …. Share this:Like this:Like Loading… Comments RSS feed […]

Responder

Urbano

08 de agosto de 2013 às 17h18

Quando pronunciado pela primeira vez, quem diria (principalmente os abestados) que o choque de gestão tungano seria exatamente essa coisa tão conhecida no mundo e, o que é pior, nessa voltagem e amperagem toda.

Responder

    Saulo

    09 de agosto de 2013 às 01h34

    E adoram falar do Estado Mínino !!! Esquecem de dizer “Estado Máximo” só pra eles !!!

    Urbano

    09 de agosto de 2013 às 16h19

    Saulo, o estado mínimo tungano é a transferência de renda das centenas de milhões de brasileiros para os poucos, bem poucos mesmo, milhares de ricos. E os escaninhos para isso são públicos e notórios; só os panacas que apoiam a oposição ao Brasil que não veem.

Giba Nascimento: Esquema de propinas no Uruguai é conhecido desde 2009 - Viomundo - O que você não vê na mídia

08 de agosto de 2013 às 14h13

[…] Hamilton Pereira: PT fez 15 representações desde 2008 sobre suspeitas de corrupção nos trens de … […]

Responder

Socrates

08 de agosto de 2013 às 13h37

Todos, dia 14/08, na frente da REDE GLOBO de SONEGAÇÃO. Façamos cartazes com: TRENSALÃO TUCANO; GLOBO SONEGA 615 MILHÕES; TUCANOTREM da ALEGRIA; GLOBO, CADÊ O DARF?; PSDB=Propino Serra deu Boston; enfim, vamos pegar 2 ‘coelhos’ com 1 cajadada só: a mídia PIGuenta e os TUCANALHAS corruptos. POVO NELES.

Responder

Eduardo

08 de agosto de 2013 às 12h24

O MPL pressionou o Haddad!. Agora deveria acampar na casa do Alkmim do Serra e do FHC! Cadê os baderneiros?Só no Brasil tem baderna organizada! À oposição incompetente,elitista,hipocrita e minoritária só resta fazer baderna e usar o PIG para proclamar o caos! O MPL deveria dar um sufoco no Ministerio Publico do PSDB de São Paulo( essa vergonha nacional ) Nem a mídia golpista vai conseguir mudar a opinião pública sobre o MP de SP!

Responder

    abolicionista

    08 de agosto de 2013 às 15h50

    Ao contrário de você, que só tem coragem de ficar indignado pela internet, os baderneiros marcaram uma passeata no dia 14, contra Alckmin e a corrupção tucana. Vai para a rua também ou ficará em casa como os coxinhas?

ricardo silveira

08 de agosto de 2013 às 12h08

E a conivência do Ministério Público com tanta corrupção, como é que fica? Ninguém vai para a cadeia?

Responder

augusto2

08 de agosto de 2013 às 11h54

se politica for a arte do possivel, tukanos e petistas estarão algo aquem dela.
Um cara pt de prosa e proa que considere sentar com um tukano de vistosa pluma e iniciar as conversaçoes de tregua,mais ou menos assim:
Se nós estamos enrascados numa caixa dois q transbordou e voces estao se lascando em velha-e nova venalidade superfatu em
seu centro principal (Sao paulo), porque entao nao nos ajudam a mudar
o sistema politico.eleitoral e nós ajudamos a mudar pra melhor o sistema legal que preside as licitaçoes?

Responder

henrique de oliveira

08 de agosto de 2013 às 11h41

PSDB é o partidop mais corrupto do planeta , junto com o PIG essa laia ja roubou muito desde as privatizações o acordo deve ser assim voce não me compromete e pode sonegar a vontade.
Agora cadê os coxinhas das elites vagabundas de SP? não vão as ruas por essa ladroagem de seus amigos?

Responder

Murilo

08 de agosto de 2013 às 11h40

A Assembléia Legislativa de São Paulo é um reflexo da política brasileira, na qual a situação compra grande parte dos parlamentares e governa sem um controle efetivo por parte da oposição, que é totalmente enfraquecida.
No Congresso Nacional é a mesma coisa, só se inverte os situacionistas (PT/PCdoB) e os opositores (PSDB/DEM), permanecendo os partidos prostituídos (PMDB/PDT/PP/etc) na órbita dos partidos que controlam o poder a nível nacional e estadual.

Responder

Antonio Storel

08 de agosto de 2013 às 10h57

O escândalo do propinoduto tucano no metrô de SP ameaça virar um desastre nuclear na escala Fukushima/Chernobyl para Alckmin e o PSDB. Compraram trens velhos mais caro que trem novo!

Vejam o que diz o MP-SP: “As 19 empresas apontadas no Cade são as mesmas que ganharam as licitações das reformas de cerca de 200 trens [do metrô] …O inquérito referente à licitação de reformas de 200 trens “a priori”, segundo Milani, não está diretamente relacionado aos 45 que apuram a existência ou não de cartel nas licitações do Metrô e da CPTM. [somente] Os contratos referentes a esta investigação chegam ao montante de R$ 1,8 bilhão. Segundo informou o promotor, “hoje os trens novos que a CPTM está comprando são mais baratos do que aqueles que foram reformados pelo Metrô”. … Nesta segunda-feira (5/8) um trem na linha 3 (vermelha) do metrô descarrilou. Segundo o presidente da Fenametro, Paulo Pasin, o modal que teve problema, trem K07, foi reformado pelo Consórcio MTTrens, é um dos veículos que tem o contrato sendo investigado pelo MP-SP.

Veja também a representação do Deputado Simão Pedro sobre o caso:http://simaopedro.com.br/wp-content/uploads/2012/08/Representação-_-denúncia-metrô.doc

Responder

    Acássia

    08 de agosto de 2013 às 13h52

    O PT tem de gerar mídia desse caso a cada dez minutos, pois pelas rádios o público vai pensar que Dilma assaltou o metrÔ de S. Paulo, mesmo à distancia.

    POis as rádios da comunidade da direita, inclusive a Joven Pan, dizem que o estao de S. Paulo vai processar o Cade e exigir pé,pé, pé,
    e entraram com liminar, pé,pé,pé, e nem sabem que eu ouvi em outra fonte que a liminar já foi negada pelo MP federal.
    Invertem tudo para beneficiar Alkmin.Assim por antecipação. Acho que é desespero mesmo.

paulo

08 de agosto de 2013 às 10h43

Esse escândalo é uma grande chance de desnudar a corrupção tucana. Se não for dessa vez os tucanos se eternizarao no poder. Não só os contratos são nebulosos a própria privatização da linha 4 dada à CCR, também deveria ser alvo de investigação, quanto o metrô repassa a CCR por passageiro? Deveria ser uma informação pública, mas não se encontra em lugar nenhum. O quevse sabe é que na CCR os salários são bem baixos e direitos trabalhistas mínimos.

Responder

Jose Mario HRP

08 de agosto de 2013 às 10h27 Responder

Imagina nas eleições 2014

08 de agosto de 2013 às 10h20

Precisamos compreender totalmente o significado desses movimentos de massa e dessas denuncias. Como isso irá afetar o desempenhos desses políticos nas eleições de 2014. O estudo das eleições passadas pode nos dar algumas pistas sobre o perfil do candidato e de seus eleitores e como ele se encaixa nesse novo cenário. Que mudanças o candidato tem que fazer na sua postura e programas para atender a este novo eleitor.

Responder

Almir Dantas de Sousa

08 de agosto de 2013 às 10h17

Endosso as palavras do Socrates
” Com os TUCANALHAS é assim: Dossiê contra eles é FAJUTO; Greve em seus governos é ‘POLÍTICA’, nunca é legítima; Corrupção em suas administrações é CARTEL de empresas q roubam o estado e enganam o governador e o povo; ou seja, tudo contra eles é TROLOLÓ PETISTA!!!
Temos que aproveitar o momento e com a força da mídia que não é comprada cobrar do MP uma investigação e levar os 03 governos envolvidos: Covas, Serra e Alkmin.

Responder

anac

08 de agosto de 2013 às 09h26

Imprensa tucana:aos amigos a impunidade para delinquir aos inimigos a força do Judiciario e MP onde está tudo dominado pela direita.
O único Ministério Público que funciona contra rico no Brasil é o da Suíça.

Responder

Fabio

08 de agosto de 2013 às 08h34

A Assembleia paulista é dos tucanos, o Ministerio Publico também.
Acho dificil que tais denuncias virem alguma coisa.
Nosso estado de SP está dominado pela mafia tucana.

Responder

RicardãoCarioca

08 de agosto de 2013 às 07h52

O MPL vai fazer passeata dia 14 mesmo? Porque esse assunto tem tudo a ver com as suas demandas. Se a passeata acontecer, quero só ver se irá aparecer na tv.

Responder

    cid elias

    08 de agosto de 2013 às 10h41

    Disse e repito: dia 14 não vai acontecer nada – talvez meia dúza de gatos pingados – igual ao tal protesto contra a globo(ontem?), que ”parece que houve”, embora ninguém tenha publicado nada, obviamente devido ao fracasso. O tal mpl não tem força nem capacidade de mobilizar p.n.! O que vimos em junho foi obra de annonnimous, changebraZis e afins, patrocinados pelos privateiros/irmãos do norte, a fim de recuperar a chave do cofre e a procuração nunca concedida para vender(doar) os bens dos brasileiros, perdidos em 2002.

Pedro

08 de agosto de 2013 às 00h43

E viva a PEC 37!

Responder

    francisco niterói

    08 de agosto de 2013 às 09h29

    pedro,

    É imoressionante como a sociedade cai de patinho nestas “moralidades”.

    Ninguem percebeu que a CF nao permite o MP investigar pois ele processa e mesmo arquiva denuncia. Se ele pode fazer TUDO, pode tambem nao fazer NADA. A CF, SABIAMENTE, permite ao MP particioar das investigacoes na policia, requisitar novas investigacoes, etc. O que tem de mais importante nisto? Nao fica o assunto restrito a um so orgao. Imagina estas representacoes passando pela policia? Fica mais dificil esconder, pois na policia o ideal seria passar por pericia tecnicas, oitivas, etc, ou seja, muitas mais pessoas, o que faz dificil combinar “com a torcida do flamengo” sobre abafar um caso.

    O mesmo aconteceu com a FICHA LIMPA. Temos os corrupos passivos sendo atingidos em 2a. Instancia e os corruptores esperando as prescricoes com novos recursos. E com isso entrando na danca sonegadores, estupradores, assassinos, etc. Se no lugar da Ficha Limpa tivessemos feito uma reforma no judiciario, com diminuicao dos recursos, dos embargos, etc, sem retirar o direito de defesa, claro, teriamos avancado muito mais.

Roberto Locatelli

07 de agosto de 2013 às 22h22

Ok, o PT fez 15 representações para investigar a corrupção no Metrô. Tá. Mas o PT NÃO MOBILIZOU a sociedade contra essa corrupção. O PT de São Paulo NÃO FOI AOS BAIRROS, não fez gestões para mobilizar sindicatos, organizações da sociedade e o povo em geral contra essa corrupção.

As únicas forças organizadas nos bairros atualmente são: o crime organizado e as igrejas evangélicas. A esquerda está sumida.

Então, não adianta dizer: “nós tentamos, fizemos 15 representações, mas não deu em nada”. Isso é lavar as mãos, já que o PT sabe muito bem que a Assembleia Legislativa de São Paulo é majoritariamente de direita.

Tem que mobilizar a sociedade.

Responder

    Marcelo S.

    08 de agosto de 2013 às 02h09

    É a primeira vez no Brasil em que uma empresa e nao um partido leva a culpa pela corrupcao.

    Roberto Locatelli

    08 de agosto de 2013 às 09h51

    Pois é. Capaz de a mídia conseguir torcer os fatos e dizer que Alckmin, Serra e Covas foram vítimas de um complô petista.

    Então, francamente, dizer que fez “representações” é lavar as mãos. Só a população organizada e mobilizada pode derrotar o esquemão PIG-PSDB.

    maria tereza

    08 de agosto de 2013 às 11h28

    Perfeito Marcelo disse tudo

    rui

    08 de agosto de 2013 às 09h29

    Não seja inocente, você viu o que a mídia fez com o mensalão, eram 55 milhões do Visanet para deputados, isso existe desde 1889, o PGR junto com o relator do processo esconderam provas etc. em SP, além da imprensa ser totalmente omissa, o MPE e MPF nem apresentaram denúncia, em um estado que elege 68 deputados da situação contra 26 oposicionistas, você queria o que?

    Zé Francisco

    08 de agosto de 2013 às 13h35

    Caro e perspicaz Locatelli, foi-se o tempo de fazer política em comícios, reuniões com lideranças de bairros etc. O palanque de outrora é a TV de hoje. Sem contraditório na mídia, a esquerda não mobiliza ninguém.

    Roberto Locatelli

    08 de agosto de 2013 às 17h02

    Zé Francisco, se fosse assim, Lula não teria ganho duas eleições e não teríamos elegido Dilma. A velha mídia (veículos em papel e redes de TV) é um partido de oposição. Na mídia o PT sempre será derrotado. Se o PT não retomar suas raízes no movimento sindical e popular, a direita retomará o governo federal.

    Líderes como Chávez (e agora Nicolas Maduro), Evo Morales, Cristina Kirchner e Raphael Correa alicerçam seus governos no movimento popular e sindical. Por isso derrotaram os golpes de estado que o Pentágono e a CIA armaram contra eles.

Francisco

07 de agosto de 2013 às 21h46

Eu agora estou como Regina Duarte: com medo!

Se por vinte centavos tocaram fogo no Palácio do Itamaraty…

O que o MPL não vai fazer contra o “pobre” governo paulista por causa desses milhões surrupiados do metrô!

Os Black Blocks (país de terceiro mundo paga royalts de franquia até de anarquismo…), os Carecas (em português fala, Skin-head), os baderneiros, os pacificos, os apoliticos, a Rede Globo, os artistas da Rede Globo, o doublê da Rede Globo, esse povo todo vai fazer miséria no Palacio do Governo, vai ser um deus (Deus, depois que o Papa passou por aqui) nos acuda: tiro, gás, bomba, cachorro, cavalo, tropa, mascarado, filho de empresário dos transportes, um inferno!

Ou… não?

Responder

    Roberto Locatelli

    07 de agosto de 2013 às 23h13

    Francisco, MPL contra Alckmin? Acho que farão corpo mole. Veremos o que acontece na manifestação programada para o próximo dia 14.

    Vivianne

    08 de agosto de 2013 às 03h38

    Ene, A, O, til.

alexandre de melo

07 de agosto de 2013 às 21h27

isto é bom para DESINDEUSAR o MP , a constituinte de 88 criou este marajá, que aos poucos vai sendo desmascarado como apenas mais um cabide, uma sinecura, mais um nada
mais um punhado que teremos que sustentar às espensas de nossos suores diurnos,quando trabalhamos para mente-los e noturnos , quando pensamos em quanto caros eles nos custam

Responder

Henrique

07 de agosto de 2013 às 21h08

Na PRIVATARIA TUCANA o PSDB atuou “NO LIMITE DA IRRESPONSABILIDADE”

No cartel PSDB/ALSTOM/SIEMENS/GOV SP, há quase 20 anos, o PSDB LIBEROU GERAL.

Responder

MARCELO

07 de agosto de 2013 às 20h12

O gigante diz que tinha acordado, fizeram e aconteceram com apoio da Mídia golpista, elitista e racista que temos no Brasil, a geração Faceebok estavam se achando, e agora com a roubalheira dos DEMOTUCANOS, cadê os Anonimus Mascarados, cada os BLAK BOSTA, vão pra rua cambada de bacanas fascistas, protestar contra a roubalheira dos políticos que vocês defendem, vocês e esta imprensa marrom que temos no Brasil.

Responder

    jose dantas bitencourt

    07 de agosto de 2013 às 22h30

    E isso aí Marcelo. Kd as manifestações de ruas? Meu medo e que logo surja outro escândalo e se esqueça desse e da picaretagem da GLOBO

Marcus Vinicius

07 de agosto de 2013 às 19h41

Como condenar se com amparo da justiça até eu roubaria ?

Responder

Fabio Passos

07 de agosto de 2013 às 19h37

O PiG e o psdb são organizações que trabalham para o mesmo dono: A “elite” branca e rica.

O PiG é cúmplice da roubalheira tucana!

Responder

Wildner Arcanjo

07 de agosto de 2013 às 19h35

Olhem só isso, agora eu posso me pronunciar (e de alma mais que lavada)…

É o que acontece quando o MP (que hoje é mais político do que qualquer outro órgão de administração pública) é deixado livre para investigar, apresentar a denúnica e, quase sempre, julgar (seja na mídia ou no próprio tribunal):

http://blogdobg.com.br/mp-nao-prova-acusacoes-e-fica-feio-na-foto/

PS. Graças a Deus que Wellington Arcanjo, meu irmão (um homem que veio de família humilde e que sempre foi consciente da responsabilidade da sua posição dentro da sociedade, e, portanto, nossa família toda, saímos deste pesadelo e de alma mais do que lavada!

Que venham agora as ações de reparação!!!

Wildner Arcanjo de Morais

Responder

    Wildner Arcanjo

    07 de agosto de 2013 às 19h39

    Quem quiser saber mais é só procurar no Google por “Batalhão Mall”. Um registro fiel de como se consegue matar a reputação de pessoas íntegras, usando organismos públicos (Ministério Público) e com a ajuda da mídia coorporativa e cooptada…

    Quem mandou a p…. desse país não ter uma Lei de Mídia de verdade!

    EU DIGO!

Regina Braga

07 de agosto de 2013 às 19h28

Xoque de jestão é dar o pulo do gato…Ser corrupto e sair como vítima.Psdb-dem são experts no assunto.Cuidado,Aético Never…Quem com Cerra fere com Cerra sera ferido.E o pig continua fiel.

Responder

Vinicius Garcia

07 de agosto de 2013 às 19h19

Engraçado é ver o Xuxu-de-pau na TV falando com propriedade que tudo será apurado para punir os responsáveis, um leigo que vê tal cena pode até pensar que tudo correu sem o seu conhecimento, aí vem alguns tucanos que criticaram o Lula na questão do mensalão e dirão o que? KKKK, ele quer passar a impressão que não sabia de nada.

Responder

edir

07 de agosto de 2013 às 19h00

Por 20 centavos eles foram às ruas, mas por milhöes, o gigante ficou preguicoso, näo quer sair de casa. Que voergonha.

Responder

Eduardo

07 de agosto de 2013 às 18h55

Em tempo: leiam ” expertise”

Responder

Luís Carlos

07 de agosto de 2013 às 18h18

O “indignados” não querem metrô “padrão FIFA” também? A classe média de SP não se indigna com essa corrupção? Nem o MP de SP parece se mexer para apurar o que está debaixo dos prõprios olhos. Corrupção a ser apurada só a que o PIG diz que é?

Responder

Museusp Batista

07 de agosto de 2013 às 18h06

Caro Azenha. Seria interessante fazer um levantamento e publicar o planejamento do Metro em São Paulo desde a sua origem que, segundo a Marilena Chaui, previa me parece algo em torno de 300 km de linhas que seriam construídos até 1994. Agora com a falência do planejamento urbano da grande metrópole e a implantação aparentemente desesperada de corredores de ônibus a chiadeira dos engarrafamentos tende a crescer e explodir em manifestações de rua. A péssima qualidade dos serviços de ônibus e a falta de linhas de metro desaguaram nessa situação aparentemente insustentável da grande metrópole elitista paulista. Os problemas começaram lá atrás quando Prestes Maia venceu as propostas de implantação de parques nas várzeas dos rios, atendendo aos interesses do setor imobiliário, destinando essas áreas a implantação de loteamentos. Depois veio outro ilustre cidadão que virou nome de rua, Luiz Inácio de Anhaia Melo, que liderou a campanha de erradicação dos bondes dizendo que São Paulo teria que investir em grandes vias expressas que temos hoje completamente entupidas. Mas, certamente, o problema agravou-se nas últimas três décadas. Está na hora de por essas questões em debate já que a grande mídia só gosta de falar de corrupção e de aborto.

Responder

Eduardo

07 de agosto de 2013 às 17h50

Quanto à Assembleia de São Paulo, Alkmim não inventou! Apenas utilizou a “expertize” de FHC cujo mentor foi o “Serjão”.Já o MP do Estado de SP é conhecido no Brasil! É a ” Turma do Abafa”! Abafa PSDB e sangra o PT!O PIG lhe deu holofotes nos últimos dias,inclusive no JN da Globo.O esforço eleitoral para 2014 já se iniciou! É possivel que Roberto Jefferson tenha pego carona nesses trens de SP!

Responder

anderson

07 de agosto de 2013 às 16h41

novas informações sobre os tucanos canalhas:
http://www.novojornal.com/politica/noticia/aecio-e-andrea-neves-podem-virar-reus-no-mensalao-tucano-07-08-2013.html
Aécio e Andréa Neves podem virar réus no Mensalão Tucano
Fontes da Procuradoria Geral da República admitem: “Mensalão Tucano” terá novos réus após perícia e investigação da PF na “Lista do Marcos Valério”
No mais completo sigilo determinado pelo atual procurador Geral da República Roberto Gurgel, desde o dia 04/07, o processo da Ação Penal 536 encontra-se parado na PGR, em função de “vistas para intimação a PGR”, determinada pelo novo relator que substituiu o Ministro Joaquim Barbosa.

Segundo fontes da PGR, tal determinação ocorreu para que Gurgel tomasse conhecimento “oficial” do resultado das investigações complementares determinadas e emitisse parecer. O que sem qualquer explicação encontrava-se parado e pendente.
Apenas o “Apenso 43”, contendo a “Lista do Marcos Valério”, não seguiu junto ao processo pois a lista está sendo periciada pela Policia Federal. A lista contem o nome dos beneficiados pelo esquema do Mensalão Tucano, dentre eles o Senador Aécio Neves e sua irmã Andréa através de uma laranja.

Ninguém igualmente explica o porquê, das investigações e provas colhidas da Ação Penal, após o oferecimento da denuncia não serem de conhecimento “oficial”, do Procurador Geral da República. Sabe-se apenas que tal determinação dependia do ex- relator da ação o Ministro Joaquim Barbosa, que sempre se recusou a informar o porquê de tal comportamento.

A versão corrente na PGR é que, ciente da existência da “Lista do Marcos Valério” e outras provas nos autos que incriminavam o senador Aécio Neves, sua irmã e outras autoridades, optou-se por dar tempo para que fosse montado um esquema no intuito de desqualificar o documento e as provas.

Em off, um Procurador da República informou que se houver manobra, a mesma terá apenas resultado midiático, não surtindo qualquer efeito processual em função do documento original estar com a Policia Federal.

As mesmas fontes da PGR informam que Roberto Gurgel poderá atrasar e postergar o andamento da Ação Penal 536 até o dia 15 deste mês de agosto quando deixará o cargo de Procurador Geral da República.

Responder

Morais

07 de agosto de 2013 às 16h29

É realmente uma corrupção do PSDB e a imprensa esconde e ainda tem a coragem de dizer que o governo vai querer reaver o dinheiro mas não fala nada de colocar na cadeia estes tucanos corruptos, mas o povo está de olho e quer um julgamento sério e condenação destes políticos que vêm há muito tempo se apoderando do dinheiro do povo paulista.

Responder

Elias

07 de agosto de 2013 às 16h07

A imprensa-oposição (fundada por Judith Brito, da ANJ), quando se refere a crimes do PSDB chama-os de cartel, quando é com o PT é formação de quadrilha é corrupção. É estafante ler a imprensa velha. Por isso os blogs e outras mídias independentes se tornam cada vez mais a imprensa de fato.

Responder

Renato

07 de agosto de 2013 às 15h46

Espero sinceramente que desta vez a investigação seja rigorosa.

Responder

sergio de oliveira campos

07 de agosto de 2013 às 14h53

Quanta imoralidade na mídia Paulista

Responder

    Malvina Cruela

    07 de agosto de 2013 às 16h44

    nada a ver com “moralidade” e tudo a ver com “bussines as usual”..como sempre digo, se deixássemos um pouco de lado o ranço moralista todos só teríamos a ganhar..

H.92

07 de agosto de 2013 às 14h39

ALESP tem 26 deputados de oposição ao tucanato e uma tropa de choque coesa de 68 deputados da situação, um tropa de engavetadores, fora ainda o MPE-SP.

Como sempre digo aqui: PCC em São Paulo é o de menos, junto com a PM fazem a ‘limpa’ nas periferias, coisa que a população reaça de SP adora. Tudo acordado com o maior quadrilha do estado, ela está no poder a 20 anos.

Metro é só o começo, o mar de lama é imenso e a população de SP sofre de síndrome de Estocolmo coletivo!

Responder

RicardãoCarioca

07 de agosto de 2013 às 13h18

Pensei que era só eu que percebeu o PiG transformando esse limão em limonada para os tucanos, em somente falar de cartel de empresas e colocando o governo tucano paulista como vítima.

Esse PiG… Não tem jeito não…

Responder

Cibele

07 de agosto de 2013 às 13h15

Bom, então vamos começar JÁ uma campanha para conscientizar a população do estado. Que tal, no próximo Contraponto, entrevistar alguém que possa falar sobre a assembleia legislativa de SP? Ano que vem haverá mais uma chance de mudar um pouquinho isso aí, pelo menos para conseguir ter uns trinta e cinco ou quarenta deputados de oposição. No caso da oposição (PT) ganhar o executivo, precisará ainda mais de aliados. Vamos pensar seriamente nisso, ainda que me deixem aqui falando sozinha, mas levem a sério, por favor!

Responder

    Acássia

    07 de agosto de 2013 às 15h42

    É a ponta do iceberg…..

Mardones

07 de agosto de 2013 às 13h11

Para o PIG, o PSDB jamais fará corrupção, pois os tucanos são cheirosos.

Responder

marta

07 de agosto de 2013 às 13h09

Fico sempre pensando que falta mesmo é educação no Brasil. Mas, questiono que tipo de educação? Afinal, estão aí os filhinhos de papai que saem com diploma e pós-graduação e no entanto são unilaterais, alguns deles movidos pelo ódio à esquerda , como os grupos dos SKINHEADS, que há pouco agrediram o pessoal do foro de São Paulo,por esses serem esquerdistas. Poderiam ter seus partidos claro, estamos numa democracia, mas agirem assim, foi brutal e onde ficou a educação, nessas alturas? O que adianta instrução? Na verdade, a falta de educação não é só do governo, ela deve vir de casa. Tá faltando mesmo é honestidade e bom caráter e isso vem de casa. Essa corrupção toda que tem aí, por exemplo, veio de gente que teve boas escolas, muitos com diplomas, mas onde fica a honestidade deles com o povo que lhes paga? Então não adianta focar só no setor ESCOLA E EDUCAÇÃO. Tem outros valores a serem discutidos.

Responder

    Lopes

    07 de agosto de 2013 às 16h23

    Os filhinhos de papai assim como os indivíduos “não tão abonados” manipulados pela grande mídia, são de modo geral pessoas que tem acesso à “educação” de baixa qualidade. Esse tipo de gente tende a ser unilateral, desinteressada e imediatista pois nem se interessa em buscar informações de qualidade.

    Curso superior e pós-graduação não significa qualidade na educação, mesmo porque, como já comentei em outro post, conheci pessoas que terminaram a faculdade mal sabendo escrever!

    O investimento na educação é prioridade óbvia, o problema é que todos últimos investimentos “significantes” foram no ACESSO À EDUCAÇÃO, não em sua estrutura, na formação de corpo docente e nem em sua qualidade.

    Além da educação… concordo que há outras áreas importantes como saúde, segurança e cultura (cultura, que para mim, nem pode ser desvinculada à educação), mas acho importante ter um foco para a formação das futuras gerações…

carlos terras

07 de agosto de 2013 às 13h09

Caro Azenha,
Acompanho seu Viomundo há muito tempo, sempre com muito interesse,pois há anos não consigo ler uma Veja.Toda e qualquer reportagem sobre a sujeira pública me incomoda como cidadão,mas ao mesmo tempo me mostra quão impotente nós somos diante de tanta barbárie.Bancos sangue-sugas, transnacionais sem o menor interesse publico ou apreço pelas pessoas, pollíticos do mais alto grau de demência a nos dirigir.Peço que alem das excelentes reportagens sobre as falcatruas do PSDB, tambem se façam sobre as diatribes do Lula e seus comparsas, pois estou cansado de ouvir sobre as ligações do Lula e seus filhos com a Marfrig, o Friboi , as inúmeras fazendas compradas em MS e Maranhão.Todo e qualquer partido tem que ser cobrado.Se, essas histórias não são verdadeiras, tambem é necessário elucidá-las,para que a informação não nos chegue dissociada.
Um grande abraço e continue nos mostrando o lado B.
Carlos Terras

Responder

    flavio

    07 de agosto de 2013 às 14h14

    fazendas do Lula, e Lulinha????………hum…..falam mesmo, teve até a foto da sede de uma fazenda em Piracicaba-sp……………o nome da fazenda??? esalq – Luiz de Queiróz…….e tem gente que acredita…..rsrs

Ozzy Gasosa

07 de agosto de 2013 às 13h01

Mais uma corrupção que será maquiada pelo PIG.
Os tucanos são acima de qualquer suspeitas.
E os “coxinhas’, alienados e consumistas, num tão nem aí.
Estão organizando no “fasibuqui tucânico” uma grande passeata (contra o PT lógico) no dia 07/09.
Eu mesmo trabalho com uma “coxinha” que mora em condomínio fechado, ela nem acabou de descer do avião, a viagem foi para a Disney e foi para as ruas protestar.
é mole ….

Responder

Rubens

07 de agosto de 2013 às 12h31

Para não dizer que o PIG foi totalmente omisso: o JN deu 2 minutos ao assunto 4 anos atrás. Depois não falou mais disso.

http://www.youtube.com/watch?v=pp-x3oi0qvo

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

07 de agosto de 2013 às 12h19

A EDUCAÇÃO NÃO RESOLVE TUDO, MAS É A PRIORIDADE.

SOMEMOS FORÇAS EM TORNO DA EDUCAÇÃO. PARA RESOLVER OS PROBLEMAS E AS MAZELAS DO BRASIL, SOMENTE COM A PARTICIPAÇÃO DESSE POVO MANIPULADO E OPRIMIDO. AS MUDANÇAS DEVEM SER REALIZADAS POR ESSA GENTE.

PARTE DA CLASSE MÉDIA QUE ALMEJA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA DEVE, APENAS, PARTICIPAR, ESCLARECER!

O RESTO É BALELA À ESPERA DE SANTOS MILAGREIROS.

UM PROJETO PARA A EDUCAÇÃO NO BRASIL:

Desde meados de 2012 venho publicando este tópico, com pequenas revisões. Não tenho a pretensão de estabelecer métodos de ensino. Procuro alertar sobre a necessidade de um aumento substancial no investimento do ensino básico.

Esse projeto surgiu, depois de observar que necessitamos de uma base para a construção de um Brasil altamente desenvolvido, com justiça social e que, na conjuntura atual, possa unir o nosso povo em torno de algo que supere a pulverização de ideias e ideologias que não têm conseguido aglutinar o nosso povo, possibilitando aos inimigos externos que não desejam ver esse gigante desenvolvendo tecnologia, com uma indústria pujante, própria, lado a lado com os povos irmãos latino-americanos. Essa base necessária chama-se educação!

Na Finlândia, por exemplo, um dos primeiros passos para o seu desenvolvimento foi a valorização dos professores. Hoje, para ser professor da rede básica é exigido curso superior e mestrado. Ser professor passou a ser a carreira mais cobiçada, valorizada. Há uma preparação especial e só os melhores alunos conseguem chegar lá. A quantidade de matérias é ampla, propiciando a formação técnica e crítica dos estudantes. Da escola, não sai, apenas, um técnico, mas uma pessoa com preparo para definir suas opções na vida.

Antes de 1960, a Finlândia era, praticamente, um país madeireiro. Hoje, as pessoas falam duas línguas estrangeiras e o país é conhecido pela Nokia, uma das maiores fábricas de celulares do mundo, produto que importamos e em troca exportamos, entre outros produtos primários, o café. Em nosso país querem suprimir matérias como Geografia e História, talvez, como consequência da supressão de professores. Educação que para essa gente é gasto e não investimento!

No Brasil, o que precisamos?

São inaceitáveis as seguintes afirmações:

1. É uma sobrecarga o grande número de matérias obrigatórias no currículo escolar.
2. O Brasil vai quebrar, caso haja um grande aumento do investimento público na educação.
3. Aqueles que necessitam lutem sozinhos pelos seus direitos.

Na INFOERA; com o avanço exponencial dos componentes integrados, em consequência da miniaturização, já alcançando o nível atômico, ao lado do vasto uso da nanotecnologia, do vertiginoso desenvolvimento do software e das comunicações; passa a ser mais importante, cada vez mais, o ser humano pensante, com um amplo conhecimento geral que permita o seu desenvolvimento, quando estiver fora da tradicional cadeira escolar. O trabalho rotineiro será, então, executado pelas máquinas e robôs, como está acontecendo, até no Brasil. O mundo da WEB tende a ser incomensurável.

Precisamos preparar nossas crianças para esse mundo que se avizinha a uma velocidade alucinante, com mais e mais competição, em qualquer tipo de sociedade que se apresente.
No futuro que se avizinha as pessoas passarão a ter suas atividades em casa ou viajando. Quem não estiver preparado, sofrerá as consequências do ócio.
A verdade mostra que a nossa educação é, faz décadas, pífia! O Brasil necessita de uma escola pública; em tempo integral, de qualidade; que permita fornecer o básico às nossas crianças, para que elas se encaixem nesse mundo que se descortina.

Observem que poucas são as escolas a obter um nível de avaliação razoável no IDEB.

Outra observação é que os piores índices, em geral, são verificados nas regiões onde predominam altos níveis de violência. Quanto maior índice de violência, tanto menor o IDEB!

Guardo cerca de 1000 testes aplicados; nos últimos 10 anos (redação de pelo menos 15 linhas, matemática e conhecimentos gerais); em jovens entre 18 a 25 anos, todos com secundário completo, muitos já frequentando faculdades particulares. É uma calamidade!

O caminho para resolver os problemas estruturais e amenizar as injustiças sociais do Brasil está, basicamente, atrelado à EDUCAÇÃO.

Precisamos, com urgência, investir, pelo menos 15% do PIB no orçamento da educação. Deve ser disponibilizada escola com tempo integral às nossas crianças, oferecendo, com qualidade: o café da manhã, o almoço, a janta, esporte e transporte, nas cidades e no campo. Como é uma medida prioritária, inicialmente, faz-se necessária uma mobilização nacional. Podemos, por certo tempo, solicitar o engajamento laico das Igrejas, associações, sindicatos e das nossas Forças Armadas (guerra contra o analfabetismo e o atraso) para essa grande empreitada inicial.

A construção civil deve ser acionada para a construção de escolas de alta qualidade, com quadras esportivas, espaços culturais, áreas de refeição e cozinhas bem equipadas etc. Tudo isso exigindo qualidade, porém sem luxo. Durante esse período, o governo deve investir na preparação de professores para atender à grande demanda.

Como esse projeto é de prioridade nacional, os recursos deverão vir, entre outros: de uma nova redistribuição da nossa arrecadação; de uma renegociação da dívida pública; com a inclusão do bolsa família; com a criação de uma CPMF exclusiva para educação etc.

Para a construção inicial dos centros educacionais e formação de professores, sugiro que se invista cerca de 40% das nossas reservas.

Alerto, que sem a federalização esse projeto não terá sucesso.

O objetivo desse projeto não é, apenas, a formação indivíduos tecnicamente muito bem preparados, mas seres humanos que enxerguem com clareza o mundo que os cerca.

Não temos tempo para ficar aguardando a época do pré-sal.

Observações e consequências previsíveis:

1. O tráfico perderá sua grande fonte de recrutamento, pois todas as crianças estarão, obrigatoriamente, em tempo integral, das 07 às 18 horas, na escola. Serão desnecessários tantos investimentos em presídios e no efetivo policial. É uma fonte de recursos que migrará para a educação.

2. Para aqueles adolescentes que já participam de contravenções graves, podem ser planejadas escolas albergues, dando mais ênfase ao esporte e à cultura.

3. A saúde será, também, uma grande beneficiária, pois teremos crianças bem alimentadas, sinônimo de bem-estar para elas e seus pais. Toda escola deverá ter um posto de saúde.

4. O setor financeiro deve saber que isso levará o país, em médio prazo, a outro nível de prosperidade. Será bom para todos que desejam uma nação economicamente forte.

5. A federalização da educação é uma necessidade, evitando aumentar as diferenças nas diversas regiões do Brasil. A educação deve ter o mesmo nível em todo país.

6. Fiscalização rigorosa, prevista em lei, controlada pela sociedade; com a participação dos pais, dos professores, dos sindicatos, com poderes e recursos para denunciar erros, desvios de verba e de rumo.

7. Recursos adicionais: os pais pagarão 5% do salário / entradas pela mensalidade de cada filho matriculado. Isso é muito menos do que arcam, hoje, nas escolas particulares que, na sua maioria, não adotam o tempo integral.

8. O pequeno agricultor deve ter prioridade no fornecimento dos produtos alimentícios dessas escolas. Surgirá, então, um mercado pujante, nesse vasto Brasil, aumentando nosso mercado interno. Tornando-se, também, numa importante política para manter o homem no campo. A formação de pequenas cooperativas agrícolas deve ser incentivada para permitir a aquisição de maquinário destinado ao cultivo da terra, armazenagem da colheita e entrega dos produtos nas escolas.

9. A EMBRAPA deverá receber recursos adicionais para dar todo apoio a essa gente do campo, aproveitando para ensinar como praticar uma agricultura sustentável e como cuidar das matas ciliares. As escolas estabelecidas no campo devem ter no currículo aulas teóricas e práticas de como recuperar as áreas degradadas. O governo, por intermédio da Embrapa, fornecerá mudas e orientação de como proceder. As escolas localizadas dentro do perímetro urbano devem adotar a sistemática de, uma ou duas vezes por mês, participar, em conjunto com suas irmãs do campo, de mutirões para recuperar áreas degradadas, proporcionando uma maior integração da cidade com o campo. As crianças da cidade não ficariam tão alienadas, quanto à vida do interior.

10. O Brasil deixará de ser, apenas, um país exportador de produtos primários. No campo da agricultura, teremos uma maior diversidade e qualidade. Como está, cada dia, temos menos variedades de frutas e verduras, pois ao grande produtor não interessa essa variedade. Neste ritmo, só pensando na exportação, muitas espécies desaparecerão!

11. Com o advento dessa geração bem educada, passaremos a ter produtos manufaturados, desenvolvidos e produzidos, aqui, com alta tecnologia. Nossa indústria crescerá, em função do mercado interno e da exportação de produtos com melhor qualidade.

12. O futuro da energia: Pequenas usinas de energia solar, eólicas e hidroelétricas devem proliferar para atender às novas exigências dessas escolas e dos pequenos agricultores. A sobra dessa energia será integrada à rede nacional, evitando possíveis apagões.

13. A energia nuclear, ainda, é cara e perigosa. Devemos pesquisá-la, intensamente.

14. Outras fontes de energia, como a eólica, a solar e a biomassa poderão aumentar a nossa independência.

15. Não é com a devastação da Amazônia que vamos abastecer o mundo com carne. Precisamos desenvolver tecnologia para multiplicar as cabeças de boi por metro quadrado. Um povo educado e culto saberá combinar o desenvolvimento com a preservação ambiental.

16. Os psicopatas sempre olham o presente; não se importam com o futuro! Estudos bem elaborados confirmam que no meio da sociedade há cerca de 3% a 5% dessa praga. Num país com uma população de 190 milhões, temos, assim, pelo menos, 5.7 milhões praticando todo tipo de ato daninho à sociedade; inclusive contra a educação. Quanto mais permissivo o ambiente, mais os traficantes, os corruptos e lavadores de dinheiro atuam. Com um povo educado essa gente não desaparece, porém o grau de atividade será bem menor. Eles estarão, com certeza, na linha de frente, em oposição a um plano como este!

17. Para alcançarmos tudo isso, quiçá, vamos necessitar de uma nova forma de praticar a política: mandato único em todos os níveis, partidos sem caciques, país unitário (seria o ideal), lei única, câmara única e, consequentemente, deputados estaduais e vereadores só para a fiscalização. Os incomodados dirão: Que blasfêmia! Quem não dá a devida atenção à educação, deseja o status quo. Surgirão com uma infinita quantidade de argumentos contra, lançados pelos psicopatas e por muitos que não se dão conta que estão adotando os argumentos dessa gente.

Muitos irão dizer que só precisamos melhorar a gestão, num faz de conta que não estão vendo os milhões de crianças perambulando pelas ruas ou trabalhando para ajudar no sustento familiar. Não querendo, ainda, tomar conhecimento dos milhares que estão sendo recrutados pelo tráfico. Muitos ou estão dominados pela propaganda ou simplesmente têm receio de contrariar banqueiros, construtoras, empreiteiras e grandes empresas com potencial de participar do execrável financiamento privado para as eleições.

18. A nossa federação tem sido o berço esplêndido dos caciques, dos modernos coronéis, alojamento de mafiosos, fonte das guerras fiscais e muitas outras mazelas. Dentro desse quadro federativo a educação, dificilmente, terá guarida. Lutam desesperadamente pelos royalties do petróleo. Planejam implantar o Trem Bala num país que não possui uma rede ferroviária para escoar sua produção. Para a educação sobra o engodo.

19. Com um projeto como esse, as nossas Forças Armadas, repensariam seus projetos de importação, voltando sua atenção para o desenvolvimento tecnológico próprio. Não temos ameaças de vizinhos. Importar tecnologia militar de ponta é dar continuidade à nossa dependência. Um alto índice de educação será a base da nossa segurança. Daqui, sairão nossos pesquisadores, jovens que dedicarão seu tempo ao estudo, sem os desvios e vícios dessa sociedade doentia. Jovens que terão orgulho do pedaço de torrão onde nasceram e daqueles que pensaram neles. Jovens que não irão para as ruas queimar a bandeira do seu país e praticar todo tipo de vandalismo. Isso é utopia? Para quem não pensa em tal futuro, sim.

20. Essa escola deve acolher as crianças a partir dos 04 anos de idade com o objetivo de termos um bom nivelamento. Poucos são os pais, dentro dessa vida estressante, que têm condições de educar seus filhos durante os 04 aos 07 anos. Há uma tendência de deixarem essas crianças na frente da televisão, mesmo quando sob o cuidado de algum adulto. Dentro da classe média isso acontece, também. Que alternativa sobra para as camadas menos favorecidas que, muitas vezes, necessitam usar os precários meios de transporte, já antes do sol nascer? Há estudos que comprovam ser essa faixa etária a mais importante como base para o aprendizado futuro.

21. As atuais escolas de pequeno porte devem ser reformadas e usadas como creches.

22. Lendo um artigo sobre a escola na China, chamou-me à atenção o fato de 02 crianças; filhas de brasileiros, que lá estão estudando; externarem o desejo de retornar à escola brasileira, alegando que a professora, no Brasil, passava uma folha para o dever de casa e que na escola chinesa ela recebia quatro folhas, com a obrigação de entregar o trabalho de casa totalmente feito. Para as crianças chinesas, aquele procedimento era normal. Elas não cresceram sentadas ou deitadas no sofá, só vendo desenhos animados e novelas.

Já morei num condomínio, com 108 apartamentos, onde havia uma quadra de futsal que, praticamente, não era usada. Nos fins de semana, quando encontrava um menino solitário no térreo e perguntava onde estavam os coleguinhas que não desciam para brincar um pouco; a resposta não era que estavam estudando e sim que a meninada gostava mesmo era do videogame, estavam jogando, por isso não desciam. A obesidade começa a se tornar a companheira inseparável do péssimo desempenho escolar! É por isso que o entrevistador obteve aquela resposta na China. Tornemos a saúde a companheira do conhecimento!

23. Há um programa internacional de avaliação de estudantes (PISA), no qual, em teste recente, entre 65 participantes, o Brasil obteve o desagradável 54° lugar. A China, representada por Xangai, foi a primeira colocada. Existe um projeto para expandir o sistema adotado em Xangai, com cerca de 15 milhões de habitantes, para todo país. É, apenas, um exemplo, mas precisamos saber o que acontece no mundo para facilitar imitar o lado bom e evitarmos o negativo.

24. Imaginem o salto quantitativo e qualitativo que teríamos nos esportes. Em todas futuras olimpíadas estaríamos nas primeiras colocações. Em Londres, obtivemos desempenho inferior a países infinitamente menores em dimensões territoriais e populacionais, como Jamaica e Cuba.

25. Está disponível na internet uma grande gama de informações esclarecedoras; muito bem fundamentadas e algumas foram comprovadas com os vazamentos de documentos sigilosos pelo Wikileaks; de que nosso desenvolvimento tecnológico sofre sabotagens de todo tipo, daqueles que não desejam ver o nosso país no cenário internacional com produtos de alto índice tecnológico.

O interesse é que sejamos, exclusivamente, fornecedores de comodities!

Vejam, só, como exemplo, os revezes e sabotagens praticados ao PROJETO ESPACIAL BRASILEIRO, tendo seu ápice na explosão da base de Alcântara, quando tudo foi destruído e as vidas de 21 cientistas foram ceifadas, em 22 de agosto de 2003.

Até nossos satélites para uso nas telecomunicações, na vigilância do desmatamento, no monitoramento do clima estão sendo lançados no exterior, apesar de Alcântara ser um local privilegiado para essa atividade. Os interesses mesquinhos entrelaçam-se. A sabotagem indireta é um ataque silencioso e muito perverso que o Brasil e o seu Programa Espacial vêm sofrendo, sem tréguas, já faz mais de 20 anos. Tudo isso acontece porque recebem a ajuda e cooperação dos mesmos que lutam contra a educação no Brasil.

Responder

Jose Mario HRP

07 de agosto de 2013 às 12h07

Voce conhece o gigantesco condominio fechado de Riviera de São Lourenço, na praia de São Lourenço, Bertioga, litoral norte do estado de São Paulo?
Bem, lá está, no luxuoso local, que tem shoppings, vilas de casarões e mansões, com sofisticado sistema de esgoto, visando não poluir a linda praia, segurança fortissima, a mansão do mario Covas, uma das inúmeras propriedades deixadas por ele as herdeiros!
Detalhe, até 85, Covas era um politico cassado!
Será que tem Alston e Siemens aí?
KKKKKKKKKKKK………

Responder

    José X.

    07 de agosto de 2013 às 12h45

    Na época do Covas dizia-se que a empreiteira Tejofran ganhava tudo que é concorrência no estado.

    Scan

    07 de agosto de 2013 às 13h19

    E o presidente da Tejofran foi padrinho de casamento do filhinho dele , o Zuzinha.
    Tudo gente fina…

    ZePovinho

    07 de agosto de 2013 às 13h19

    Quem lembra do Goro Hama,o Delúbio do Covas?????????

    flavio

    07 de agosto de 2013 às 14h23

    no dicionário tucano-midiático Mario Covas tem moral ilibada, acima de qualquer suspeita, e tem gente que acredita….rsrs

marta

07 de agosto de 2013 às 12h00

Vi há pouco notícia na UOL, só dá destaque a expressão:CARTEL de empresas. Não cita uma única vez PSDB. São muito caras de pau, imaginem fosse governo do PT em são paulo.Haveria manchetes agressivas ao partido. Só falta ainda culparem a Dilma. No final, a noticia acaba assim: “O inquérito que apura o caso no Cade é sigiloso devido um acordo de leniência firmado entre MP-SP, MPF e Cade. Será que não fosse governo
PSDB respeitariam o tal sigilo devido?

Responder

Bacellar

07 de agosto de 2013 às 11h59

Vergonha alheia da massmedia tucana. Depois da fase avestruz, quando não deu mais pra segurar passaram para a fase 2 do plano de blindagem: Maquiar o escândalo. 30Bi$$ não é por acaso que estão fazendo tanto esforço pra se segurar no Bandeirantes.

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

07 de agosto de 2013 às 11h53

Infelizmente, a corrupção, todos sabemos, sempre existiu no Brasil. A diferença é que, nos últimos 10 anos, ela tem sido mais investigada.

Quem não sabe que a maior parte das concorrências, das licitações, as cartas são marcadas?

Como um país pode desenvolver-se, plenamente, imerso nessas práticas?

Dá para entender o porquê da resistência ao financiamento público para as eleições.

Dá para entender o porquê não se consegue a renovação do congresso.

Deputados e senadores com mandatos a perder de vista.

Dá para entender o porquê da indiferença em investir na educação pública.

Manipular ignorantes é tarefa mais fácil. Eles têm a mídia na mão.

Dá para entender o porquê dos julgamentos seletivos. Os menos confiáveis devem ser punidos, mesmo que os atos praticados sejam da mesma índole.

Não é a mídia que controla essa gente. Eles controlam tudo, inclusive a mídia.

A tarefa mais acertada para quem deseja mudar esse estado de coisas é lutar por um investimento alto na educação.

Resolveria tudo? Não! Mas é o caminho inicial para essas mudanças. Lamento que não se concentre forças nesse sentido. As forças estão dispersas, cada um puxando o cabo para seu lado, esperando um milagre, um salvador da pátria.

Meia dúzia de pessoas, por mais abnegadas que sejam não vão mudar o curso desse caudaloso rio.

Só esclarecendo o povo, mostrando que só com a participação dessa grande massa injustiçada será possível uma verdadeira mudança, pacífica.

Como isso exige renúncia, abnegação, muitos que apregoam mudanças não estão preparados para essa tarefa. Assim, adaptam-se à lei do menor esforço e ficam torcendo por um milagre, por um santo milagreiro.

Educação é a prioridade!

Responder

Guilherme

07 de agosto de 2013 às 11h51

Abaixo transcrevo alguns parágrafos do livro “O Operador”, do jornalista mineiro Lucas Figueiredo, lançado pela Editora Record em 2006 (todos os grifos são meus).
Os parágrafos abaixo descrevem fatos que não são de conhecimento público. Isto demonstra como a grande mídia protege o PSDB e o presidenciável tucano Aécio Neves.
Em 2002, Valério começou a se aproximar do PT, mas não deixou os tucanos de lado. Naquele ano, ele e Eduardo Azeredo (então candidato do PSDB ao Senado) se falaram por telefone ao menos 53 vezes. Além de produzir, graciosamente, peças de campanha para o tucano, Valério ainda pagou uma dívida antiga que Azeredo tinha com seu ex-tesoureiro de campanha, Cláudio Mourão, no valor de 700 mil reais.
No ano seguinte, quando Aécio Neves foi empossado governador de Minas, a generosidade de Valério com o PSDB foi reconhecida. Depois de passar quatro anos à míngua no governo Itamar Franco, a SMP&B voltou a ser a principal agência do Executivo Mineiro. Não só do Executivo, mas também do legislativo, cujo comando também fora conquistada pelo PSDB. Em menos de três anos, as agências de Valério faturariam 47 milhões de reais com as contas públicas de Minas, uma performance notável do empresário, que ele custaria a igualar no governo Lula.
A forte presença da SMP&B no governo mineiro e na Assembléia Legislativa do estado não passou despercebida do Palácio do Planalto. Valério chegou a ser chamado a Brasília e questionado sobre suas ligações com os tucanos mineiros. Um petista graduado lembrou ao empresário que era impossível servir a dois senhores ao mesmo tempo. Se Valério tinha pretensões de crescer com o PT, era melhor restringir seus negócios com o PSDB.
Sem a menor intenção de abandonar um ou outro, o empresário blefou. Disse que o PT poderia ficar sossegado, pois sua relação com o PSDB era limitada, além de meramente comercial. Valério afirmou que, se ele quisesse, a SMP&B e a DNA teriam ainda mais contas publicitários no governo mineiro. O empresário contou que decidira todavia abrir mão de ganhar mais espaço em Minas para alçar vôos mais longos no cenário nacional, com o PT.
A verdade era outra. Marcos Valério queria ocupar todos os espaços ao mesmo tempo. Em Minas, os planos do empresário com o PSDB não incluíam apenas a propaganda. No dia 21 de julho de 2003, Valério teve uma audiência com o governador Aécio Neves e manifestou interesse em participar do programa de recuperação de dívidas de empresas com o Estado. Era o velho lobista de bancos em ação novamente. (Aécio afirma que não levou a proposta de Valério adiante, frustrando os planos do empresário.) Na mesma época em que operava o valerioduto do PT, o empresário evocou a proximidade como os tucanos para oferecer seus serviços a prefeituras controladas pelo PSDB e seus aliados, como Contagem, Betim, Juiz de Fora, Nova Lima, Governador Valadares, Divinópolis e Coronel Fabriciano. Houve mais. Em novembro de 2004, logo após as eleições municipais, Valério tornou a operar seu sistema de “empréstimos” em parceria como o PSDB. Naquele mês, a SMP&B tomou 700 mil reais emprestados no Rural, tendo como avalistas o secretário de Estado de Governo de Minas, Danilo de Castro, e o presidente da Assembléia Legislativa, Mauri Torres. (pag. 152 a 154)
Focada no universo do PT e de seus aliados, as CPIs deixaram de investigar conexões importantes de Marcos Valério, que poderiam esclarecer como (e a mando de quem) o empresário tinha movimentado tanto dinheiro. Passaram batidos, por exemplo, Daniel Dantas e o Opportunity, maior fonte privada de recursos das empresas de Valério. Contando com zelosos e incansáveis protetores no Congresso, sobretudo no PFL, Dantas não foi sequer arranhado pelas CPIs. As comissões simplesmente ignoraram uma série de dúvidas que pairavam na relação Dantas-Valério. Como, por exemplo, por Daniel Dantas escolhera Marcos Valério para ser “publicitário” de suas empresas e, ao mesmo tempo, lobista de seus interesses no governo do PT? E por que Valério se movimentara tanto nas articulações para a venda da Telemig Celular, do Opportunity, chegando a ir a Portugal duas vezes com essa finalidade?
Apesar de ter criado o valerioduto e de ter servido dele de 1998 a 2004, o PSDB também foi poupado. O senador tucano Eduardo Azeredo, primeiro beneficiário dos serviços de caixa dois de Marcos Valério, quase não foi incomodado. Num dia de pouco movimento na CPI dos Correios, ele se apresentou espontaneamente à comissão, leu um discurso em que dizia ignorar o esquema de “empréstimos” e pagamentos administrados por Marcos Valério na sua campanha de 1998 e ficou por isso mesmo. Nunca mais foi chamado ou questionado. Enquanto o ex-ministro José Dirceu ardeu no fogo dos infernos sem que houvesse provas concretas de que tivesse praticado algum crime, Azeredo não precisou explicar os 9 milhões de reais que Marcos Valério administrara para o PSDB mineiro. Também nunca foi oficialmente inquirido sobre a fortuna que o governo de Minas, sob a sua gestão, despejara na SMP&B. Nem sobre a longa e estreita relação que tivera com Valério.
O governador de Minas, o tucano Aécio Neves, foi outro que conseguiu passar ao largo da crise. Mesmo tendo um punhado de coisas a explicar, posou de vestal. Além de ter entregado à SMP&B as principais contas publicitárias de seu governo, Aécio tinha sete colaboradores na lista dos beneficiários do valerioduto de 1998: o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Olavo Bilac Pinto, a secretária extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Elbe Brandão, o subsecretário de Direitos Humanos, João Batista de Oliveira, o presidente da Fundação João Pinheiro, Amílcar Martins, o presidente da Epamig (estatal de pesquisa agropecuária), Baldonedo Napoleão, o diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Humberto Cavalcanti, e a funcionária de Departamento de Obras Públicas Silvana Vieira Felipe. Somando os outros aecistas que tinham avalizado os estranhos “empréstimos” de Marcos Valério – o secretário de Estado de Governo de Minas, Danilo de Castro, e o presidente da Assembléia Legislativa, o tucano Mauri Torres – a lista crescia para nove. E por fim chegava a dez com a inclusão do vice-governador Clésio Andrade, o homem que comprara a SMP&B em parceria com Marcos Valério.
Apesar de haver uma dezena de motivos para perguntar a Aécio Neves por que o governo mineiro e seus integrantes tinham tantos laços financeiros com Marcos Valério, a CPI nunca o fez. Tampouco a imprensa. E muito menos o PT. Este foi, na verdade, o mais importante dos muitos acordos subterrâneos selados na CPI dos Correios entre governo e oposição: a comissão deixou de investigar a conexão mineiro-tucana do valerioduto e, como contrapartida, não levou adiante as apurações sobre os esquemas de caixa dois do PT operados por Marcos Valério em dezenas de estados e municípios. (pag. 208 e 209)

Responder

paulo mesquita

07 de agosto de 2013 às 11h50

Muito curioso, que o mensalão só existiu após o PT entrar no poder, mais curioso ainda é a igualdade com que são tratados os partidos perante a mídia, NÃO SOU PETISTA NEM TUCANO, porém é ingenuidade demais acreditar que foi o PT quem inventou o tal do mensalão, se o mesmo até então nunca tinha estado no poder e é incrivel como vai ter gente questionando tal denuncia da reportagem só porque foi levantada por petistas, ao invés de encarar os fatos… de que independente de PT, PSDB ou sei lá oque…. Está mais que claro a FALTA DE RESPEITO CONOSCO!!!!!

O mais incrível de tudo é que tais figuras políticas querem ser tradados como vsa Excelência e DR… enquanto no mínimo não tem respeito com o POVO, o mais curioso é que por definição são “nossos representantes” portanto trabalham pra gente… logo “nossos” funcionários, isto por uma lógica razoavel é claro certo? Mas imagina corporativamente na nossa empresa privada onde somos funcionários, se o nosso patrão tivesse que nos tratar de senhores e excelências e nós o tratassemos de qualquer forma funcionaria? Acho que não né, então queria entender porque no ESTADO ALTARQUICO é assim que funciona?

Responder

Socrates

07 de agosto de 2013 às 11h31

Com os TUCANALHAS é assim: Dossiê contra eles é FAJUTO; Greve em seus governos é ‘POLÍTICA’, nunca é legítima; Corrupção em suas administrações é CARTEL de empresas q roubam o estado e enganam o governador e o povo; ou seja, tudo contra eles é TROLOLÓ PETISTA!!!

Responder

Rodrigo Leme

07 de agosto de 2013 às 11h11

Uau, a fonte é o PT? Isso sim é jornalismo!

Responder

    Fernando

    07 de agosto de 2013 às 11h45

    Isso sim é um comentário idiota!

    Luiz (o outro)

    08 de agosto de 2013 às 11h59

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK………… muito boa! Mas vindo de quem veio o comentário, isso não é surpresa nenhuma…

    Julio Silveira

    07 de agosto de 2013 às 11h56

    Concordo. Por que o PT não se calou e se locupletou também? tiveram que ir ao MP, esses alcaguetas. Agora tem essa divulgação de uma investigação, que pode até ser obrigada a ser independente, como nenhum bom tucano queria, né mesmo.

    Cid Elias

    07 de agosto de 2013 às 11h58

    Filhote, não tem “fonte nenhuma”! São REPRESENTAÇÕES, ou não sabes ler? Contra desvio de dinheiro dos teus lesa-pátrias. Saberias nos dizer quantas CPIs foram instaladas em SP para investigar desvios como esse? Sai da lama…

    Souza

    07 de agosto de 2013 às 12h05

    Se preferir, consulte uma ou as 15 representações. É bastante conhecido o método de barrar qualquer proposta de investigação proposta pela ALESP contra os tucanos de SP.

    Wladimir

    07 de agosto de 2013 às 12h26

    Tava demorando pro tucano de “zóio” torto voltar a comentar por aqui! Se vc não conseguer ver bem, na “entrevista” o Deputado elenca inúmeras representações feitas ao Ministério Público, que, como se sabe fez imensa campanha pela derrubada da PEC 37, pois queria ter o Poder de investigar; entretanto, que por questões que somente o MP pode esclarecer, só o faz de forma seletiva, e estava com a b.u.n.d.a em cima de todas as representações durante todos esses anos, talvez por seletividade ou incompetência, quem sabe,…e só resolveu se mexer pois o assunto tomou tal dimensão que nem a chamada grande imprensa não conseguiu mais esconder! Simples, zóinho!

    Luís Carlos

    07 de agosto de 2013 às 14h00

    Nada mudou. Apenas continuas defendendo a impunidade de corruptos e corruptores. Tucanos, Globo, Veja, todos podem ser corruptos sem que haja investigação e punição?

    Nelson

    07 de agosto de 2013 às 17h05

    Dê um jeito, urgentemente, na tua cegueira ideológica, Rodrigo. Ela não está te permitindo enxergar as coisas com clareza.
    Como o próprio texto afirma, a coisa tá nas mãos do Ministério Público desde 2008, pelo menos. E esse órgão já poderia ter colocado tudo às claras, dando razão ou não às representações do PT, incriminando ou absolvendo os governos do PSDB.
    Qual o motivo dessa enrolação toda?

    abolicionista

    07 de agosto de 2013 às 19h28

    Ah, se fosse o contrário… tucaninho, você não engana ninguém. Vaza pro blog do Reinaldo de Azedo que é quem te pariu.

    Julio De Bem

    08 de agosto de 2013 às 01h55

    Queria que a fonte fosse quem? O Serra?

Bertold

07 de agosto de 2013 às 11h09

O que mais chama a atenção, além das suspeitas que já vem de longe, é a inércia do ministério publico de São Paulo que engaveta ou tranca tudo na gaveta e não investiga nada. A oposição na Alesp vem fazendo a sua parte mas o mp paulista e o judiciário nunca fizeram nada o que só prova que a campanha contra a temida PEC 37, tão combatida por eles, era apenas um pretexto para deixar tudo como está e ficarem à vontade para investigar, perseguir, acusar e denunciar de acordo com critérios políticos e ideológicos os desafetos do sistema político no estado.

Responder

    alderijo bonache

    11 de agosto de 2013 às 22h05

    A campanha pela queda da PEC 37, foi usada única e exclusividade para manter o MP como senhor absoluto de toda investigação! Um antigo Delegado de Policia que conheci sempre dizia que Promotor era aquele sem capacidade para ser Juiz e tampouco coragem para ser Delegado!

Rosa Amélia

07 de agosto de 2013 às 10h53

Acunha Azenha! Os tucanos estão perdendo as penas

Responder

Fernando

07 de agosto de 2013 às 10h15

O PSDB inventou o CORRUPTOR SEM CORRUPTO
A GLOBO inventou o CORRUPTO SEM CORRUPTOR
E o GURGEL inventou a CORRUPÇÃO COLETIVA DO MP

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.