VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Apoio à liberdade de manifestação e repúdio às retaliações


29/03/2012 - 21h33

A Coordenação Nacional do Levante da Juventude informa:

Um dia após a ação de denúncia aos torturadores e em defesa da Comissão da Verdade realizada pelo Levante Popular da Juventude em 8 estados do país, o movimento começou a sofrer as primeiras retaliações. O servidor onde o site da organização está hospedado foi “atacado” impossibilitando o acesso ao endereço levante.org.br durante toda à tarde do dia 27 de Março. Além disso, dezenas de mensagens de ameaças foram enviadas aos canais de comunicação desta organização. O Levante Popular da Juventude reafirma o seu compromisso com a busca da Verdade e com a luta pelos Direitos Humanos, de modo que tais ataques não surtirão o efeito desejado de intimidação.

Em solidariedade ao Levante da Juventude e apoio à iniciativa dos jovens, começou a circular abaixo-assinado Pela garantia da liberdade de manifestação da nossa juventude. Para assiná-lo, CLIQUE AQUI.

PELA GARANTIA DA LIBERDADE DE MANIFESTAÇÃO DE NOSSA JUVENTUDE

No dia 26 de março último, o movimento social “Levante Popular da Juventude”, composto por jovens de vários Estados do país, promoveu em várias cidades brasileiras, com o apoio de outros movimentos, tais como o MST, via campesina, MTD, e o Consulta Popular, manifestações públicas visando denunciar, de modo inteiramente pacífico, ex-agentes de órgãos de repressão política notoriamente acusados de haverem participado de práticas de tortura, de mortes e de desaparecimento forçado de pessoas durante o período da ditadura que oprimiu nosso povo entre 1964 e 1985.

Tais atos de denúncia representam, antes de mais nada, a reinserção de nossa juventude no debate político democrático, tal como ocorreu quando dos movimentos “Diretas Já!” e “Fora Collor!”. Agora, a parcela politicamente consciente da juventude brasileira busca contribuir para que se resgate a Memória, a Verdade e a Justiça com relação aos que, nos tempos da ditadura, perpetraram crimes de lesa-humanidade contra prisioneiros políticos.

Esses posicionamentos inserem-se no curso aberto pelo Congresso Nacional ao criar, por lei, a Comissão da Verdade, e configuram o exercício legítimo do direito de manifestação constitucionalmente assegurado.

Assim, os abaixo-assinados expressam apoio à liberdade de manifestação pacífica do “Levante Popular da Juventude” e de outros movimentos sociais, bem como repudiam todas as formas de ameaça e de represália contra os mesmos, ou de cerceamento de seu direito de expressão, como se tem visto em declarações de acusados de violações de direitos humanos, ou mesmo absurdo do Youtube de tirar do ar, vídeo sobre a manifestação.

Brasil, 28 de março de 2012.

1. Rubens R R Casara, juiz de direito do TJ/RJ e professor de processo penal do IBMEC/RJ

2. Fábio Konder Comparato

3. Grupo de Pesquisas Memória, Justiça e Verdade

4. Grupo de Amigos e Familiares de Pessoas em Privação de Liberdade – MG

5. Prof. Dr. Virgilio de Mattos

6. João Quartim de Moraes, professor universitário

7. Adelaide Gonçalves – historiadora, universidade federal do ceará

8. Tuca Moraes – artista

9. Luiz Fernando Lobo – artista

10. Luiz Bassegio – Grito dos excluídos Continental

11. Luciane Udivuc – Grito dos excluídos Continental

12. Rede Brasileira de Ecossocialismo

13. Associação Alternativa Terrazul

14. Pedro Ivo Batista, Ambientalista e Educador Popular

15. Caio N. de Toledo-Unicamp

16. Claudio Araujo Nascimento,(ex-preso político por militância no PCBR, e anistiado )

17. Vladimir Safatle. Professor de filosofia usp

18. MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores)

19. Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

20. Tatiana Polastri

21. Alexandre Rampazzo

22. Maria Ciavatta (UFF e UERJ)

23. Anita Leocadia Prestes – Historiadora

24. Beatriz Augusto de Paiva-Universidade Federal de Santa Catarina- Instituto de Estudos Latino-Americanos

25. Carlos Alberto de Almeida – jornalista

26. Fábio Marvulle Bueno – Economista

27. Horacio Martins de Carvalho – Agrônomo

28. Deputado Valmir Assunção (PT-BA)

29. Mário Maestri, historiador, UPF, RS.

30. Florence Carboni, lingüista, UFRGS, RS.

31. Gregório Carboni Maestri, arquiteto, Milão.

32. Reginaldo Bispo – Coordenador Nacional de Organização do MNU – Movimento Negro Unificado

33. Angélica Fernandes, doutoranda PUC SP

34. Tiago Bueno Flores – mestrando em Geografia Humana/USP e militante do MST MG

35. Joana Tavares Pinto da Cunha – jornal Brasil de Fato

36. João Baptista Pimentel Neto – Jornalista e Produtor Cultural – Atibaia, SP

37. Milton Pinheiro – Professor de Ciência Política da UNEB e diretor do ICP.

38. Luciana Silva Garcia, advogada, conselheira da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça

39. Márcio Gontijo, advogado, militante de Direitos Humanos e

Maria Consuelo Porto Gontijo, advogada

40. Lenir Correia Coelho – Assessora Jurídica da CPT/RO e

Núcleo de Assessoria Técnica Popular Dom Antônio Possamai.

41. John Kennedy Ferreira Instituto Cultural Lyndolpho Silva Neils – PUC -SP

42. Rosemberg Cariry – Cineasta

43. Sean T. Mitchell-Professor de Antropologia Rutgers University, Newark

44. Lucia Murat – cineasta

45. O deputado Federal Marcon (PT-RS)

46. eduardo camilo terra dos santos- ouvidor agrário regional no tocantins

47. José Carlos Moreira da Silva Filho

Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da PUCRS (mestrado e doutorado)

48. Renato Roseno Advogado-Fortaleza/CE

49. Eduardo Alexandre Costa Corrêa- OAB/MA n.º 5.211

50. Bruno Meirinho -Advogado, militante da Resistência Urbana e presidente municipal do PSOL em Curitiba

51. Carlos Augusto Teixeira Magalhães. Sociólogo. Belo Horizonte – MG

52. Margareth Rago

53. Maurício Vieira Martins-Professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e DireitoUniversidade Federal Fluminense

54. Luiz Fenelon Pimente Barbosa – Economista – Brasília – DF

55. Cesar Cavalcanti-Cineasta SC

56. Heloísa Fernandes, socióloga, USP e Escola Nacional Florestan Fernandes

57. Marcilene Aparecida Ferreira – Renap-MG / Procuradora-Geral do Município de Catas Altas

58. Clodualdo de Oliveira Lima

59. Ney Ricardo da Silva-Rio Branco-Acre-Historiador-Realizador Independente

60. Danilo da Conceição Serejo Lopes, estudante de Direito, UFG, GO.

61. Instituto Práxis de Direitos Humanos

62. Vanda Davi Fernandes de Oliveira

63. Consulta Popular

64. FASE – Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional

65. RAQUEL CAMARGO MACRUZ- CPF: 5 896 511-90- FLORIANÓPOLIS / SC

66. Guy Alexandre Costa Diretor de Produção

67. Edson Teles, sobrinho do desaparecido político André Grabois e professor de Filosofia da Unifesp.

68. Luís Fernando Camargo de Barros Vidal-Juiz de Direito

69. Samuel Iavelberg

70. Tuca Moraes

71. IEDC (Instituto de Estudos de Direito e Cidadania)

72. Gaudencio Frigotto. Prof. da UERJ-RG. 04151250-0

73. Gustavo Seferian Scheffer Machado-Advogado Trabalhista

74. Ayrton Centeno – jornalista e documentarista

75. Carla Luciana Silva – historiadora

76. Rodolfo de Almeida Valente-Assessor Jurídico – Projeto Justiça Criminal/Pastoral Carcerária Nacional

77. Comitê Santamariense de Direito à Memória e à Verdade

78. Rodolfo de Almeida Valente

79. Deisy Ventura, Professora do IRI/USP

80. Maria Carolina Bissoto.

81. Flavia Carlet.

82. Carlos Duart-Presidente do Sindicato dos Advogados de São Paulo

83. Ricardo Gebrim-Advogado

84. Danilo Uller Corregliano-Advogado

85. Marly Vianna

86. Roberta Cunha de Oliveira_ advogada militante dos Direitos Humanos, mestranda em ciências penais/PUCRS. Porto Alegre/RS

87. ANTONIO JORGE – MST/SE

88. AATR – ASSOCIAÇÃO DE ADVOGADOS DE TRABALHADORES RURAIS NO ESTADO DA BAHIA – SALVADOR – BA

89. AMIGOS DA TERRA BRASIL – PORTO ALEGRE – RS

90. ANAÍ – SALVADOR – BA

91. ASSOCIAÇÃO ARITAGUÁ – ILHÉUS – BA

92. ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE PORTO DAS CAIXAS (VÍTIMAS DO DERRAMAMENTO DE ÓLEO DA FERROVIA CENTRO ATLÂNTICA) – ITABORAÍ – RJ

93. ASSOCIAÇÃO SOCIOAMBIENTAL VERDEMAR – CACHOEIRA – BA

94. CEDEFES (CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO ELOY FERREIRA DA SILVA) – BELO HORIZONTE – MG

95. CENTRAL ÚNICA DAS FAVELAS (CUFA-CEARÁ) – FORTALEZA – CE

96. CENTRO DE ESTUDOS E DEFESA DO NEGRO DO PARÁ (CEDENPA) – BELÉM – PA

97. COORDENAÇÃO NACIONAL DE JUVENTUDE NEGRA – RECIFE – PE

98. CEPEDES (CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO EXTREMO SUL DA BAHIA) – EUNÁPOLIS – BA

99. CPP (CONSELHO PASTORAL DOS PESCADORES) NACIONAL

100. CPP BA – SALVADOR – BA

101. CPP CE – FORTALEZA – CE

102. CPP NORDESTE – RECIFE (PE, AL, SE, PB, RN)

103. CPP NORTE (PAZ E BEM) – BELÉM – PA

104. CPP JUAZEIRO – BA

105. CRIOLA – RIO DE JANEIRO – RJ

106. EKOS – INSTITUTO PARA A JUSTIÇA E A EQUIDADE – SÃO LUÍS – MA

107. FAOR – FÓRUM DA AMAZÔNIA ORIENTAL – BELÉM – PA

108. FASE AMAZÔNIA – BELÉM – PA

109. FASE NACIONAL (NÚCLEO BRASIL SUSTENTÁVEL) – RIO DE JANEIRO – RJ

110. FDA (FRENTE EM DEFESA DA AMAZÔNIA) – SANTARÉM – PA

111. FIOCRUZ – RJ

112. FÓRUM CARAJÁS – SÃO LUÍS – MA

113. FÓRUM DE DEFESA DA ZONA COSTEIRA DO CEARÁ – FORTALEZA – CE

114. FUNAGUAS – TEREZINA – PI

115. GELEDÉS – INSTITUTO DA MULHER NEGRA – SÃO PAULO – SP

116. GPEA (GRUPO PESQUISADOR EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA UFMT) – CUIABÁ – MT

117. GRUPO DE PESQUISA HISTORICIDADE DO ESTADO E DO DIREITO: INTERAÇÕES SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE, DA UFBA – SALVADOR – BA

118. GT OBSERVATÓRIO E GT ÁGUA E MEIO AMBIENTE DO FÓRUM DA AMAZÔNIA ORIENTAL (FAOR) – BELÉM – PA

119. IARA – RIO DE JANEIRO – RJ

120. IBASE – RIO DE JANEIRO – RJ

121. INESC – BRASÍLIA – DF

122. INSTITUTO BÚZIOS – SALVADOR – BA

123. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE – IF FLUMINENSE – MACAÉ – RJ

124. INSTITUTO TERRAMAR – FORTALEZA – CE

125. JUSTIÇA GLOBAL – RIO DE JANEIRO – RJ

126. MOVIMENTO CULTURA DE RUA (MCR) – FORTALEZA – CE

127. MOVIMENTO INTER-RELIGIOSO (MIR/ISER) – RIO DE JANEIRO – RJ

128. MOVIMENTO POPULAR DE SAÚDE DE SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO (MOPS) – SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO – BA

129. MOVIMENTO WANGARI MAATHAI – SALVADOR – BA

130. NINJA – NÚCLEO DE INVESTIGAÇÕES EM JUSTIÇA AMBIENTAL (UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI) – SÃO JOÃO DEL-REI – MG

131. NÚCLEO TRAMAS (TRABALHO MEIO AMBIENTE E SAÚDE PARA SUSTENTABILIDADE/UFC) – FORTALEZA – CE

132. OBSERVATÓRIO AMBIENTAL ALBERTO RIBEIRO LAMEGO – MACAÉ – RJ

133. OMOLAIYÈ (SOCIEDADE DE ESTUDOS ÉTNICOS, POLÍTICOS, SOCIAIS E CULTURAIS) – ARACAJÚ – SE

134. ONG.GDASI – GRUPO DE DEFESA AMBIENTAL E SOCIAL DE ITACURUÇÁ – MANGARATIBA – RJ

135. OPÇÃO BRASIL – SÃO PAULO – SP

136. ORIASHÉ SOCIEDADE BRASILEIRA DE CULTURA E ARTE NEGRA – SÃO PAULO – SP

137. PROJETO RECRIAR – OURO PRETO – MG

138. REDE AXÉ DUDU – CUIABÁ – MT

139. REDE MATOGROSSENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL – CUIABÁ – MT

140. RENAP CEARÁ – FORTALEZA – CE

141. SOCIEDADE DE MELHORAMENTOS DO SÃO MANOEL – SÃO MANOEL – SP

142. TERRA DE DIREITOS – PAULO AFONSO – BA

143. TOXISPHERA – ASSOCIAÇÃO DE SAÚDE AMBIENTAL – PR

144. ANA ALMEIDA – SALVADOR – BA

145. ANA PAULA CAVALCANTI – RIO DE JANEIRO – RJ

146. ANGÉLICA COSENZA RODRIGUES – JUIZ DE FORA – MINAS

147. CARMELA MORENA ZIGONI – BRASÍLIA – DF

148. CECÍLIA MELO – RIO DE JANEIRO – RJ

149. CÍNTIA BEATRIZ MÜLLER – SALVADOR – BA

150. CLÁUDIO SILVA – RIO DE JANEIRO – RJ

151. DANIEL FONSÊCA – FORTALEZA – CE

152. DANIEL SILVESTRE – BRASÍLIA – DF

153. DANILO D’ADDIO CHAMMAS – SÃO LUIZ – MA

154. DIOGO ROCHA – RIO DE JANEIRO – RJ

155. FLORIVAL DE JOSÉ DE SOUZA FILHO – ARACAJÚ – SE

156. IGOR VITORINO – VITÓRIA – ES

157. JANAÍNA TUDE SEVÁ – RIO DE JANEIRO – RJ

158. JOSIE RABELO – RECIFE – PE

159. JULIANA SOUZA – RIO DE JANEIRO – RJ

160. LEILA SANTANA – JUAZEIRO – BA

161. LUAN GOMES DOS SANTOS DE OLIVEIRA – NATAL – RN

162. LUÍS CLAÚDIO TEIXEIRA (FAOR E CIMI) BELÉM- PA

163. MARIA DO CARMO BARCELLOS – CACOAL – RO

164. MAURICIO SEBASTIAN BERGER – CÓRDOBA, ARGENTINA

165. NORMA FELICIDADE LOPES DA SILVA VALENCIO – SÃO CARLOS – SP

166. PEDRO RAPOZO – MANAUS – AM

167. RAQUEL GIFFONI PINTO – VOLTA REDONDA – RJ

168. RICARDO STANZIOLA – SÃO PAULO – SP

169. RUBEN SIQUEIRA – SALVADOR – BA

170. RUI KUREDA – SÃO PAULO – SP

171. SAMUEL MARQUES – SALVADOR – BA

172. TANIA PACHECO – RIO DE JANEIRO – RJ

173. TELMA MONTEIRO – JUQUITIBA – SP

174. TERESA CRISTINA VITAL DE SOUSA – RECIFE – PE

175. TEREZA RIBEIRO – RIO DE JANEIRO – RJ

176. VÂNIA REGINA DE CARVALHO – BELÉM – PA

177. MARIA VICTORIA DE MESQUITA BENEVIDES

178. GLAUCO CARVALHO MARQUES, MEMBRO DO COLETIVO CATARINENESE PELA MEMÓRIA VERDADE E JUSTIÇA

179. KOINONIA – PRESENÇA ECUMÊNICA E SERVIÇO À CAUSA.

180. CLEUTON CÉSAR RIPOL DE FREITAS – PROFESSOR UFG CERRADO ASSESSORIA POPULAR DOUTORANDO UNB

Leia também:

Jovens fazem atos contra torturadores, pela Comissão da Verdade





34 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Augusto Sperandio

31 de março de 2012 às 01h49

Parabéns efusivos a essa juventude que está retomando o gosto pela participação nos rumos da nação. Graças a Deus nem tudo é BBB.
Infelizmente aparecem aqui nos comentários alguns cretinos a defender os abusos cometidos naquela época contra o país, contra a nação, contra o povo, contra a sociedade, ao arrepio das leis e do respeito à constituição, à vontade democrática do povo. Pior ainda, a defender os abusos advindos de todo aquele desrespeito, desde o golpe perpetrado contra autoridades legítimas satisfazendo interesses particulares – em detrimento do coletivo – e alienígenas, a arbitrariedades, torturas, estupros, assassinatos, ocultação de cadáveres, estímulo aos desvios de conduta nos meios judiciários e legislativos, e toda a sorte de atos espúrios contra o ser humano e a sociedade. E ainda por cima querem defender o direito daqueles espécimes vís de se manifestarem "livremente" a favor de direitos desumanos e contrários à vida social.
É realmente UM ESPANTO!!!!!!

Responder

Yarus

30 de março de 2012 às 16h42

Mais ou menos fora de pauta.

"Censura em Goiás pega mal e governo revê afastamento

247 – O afastamento dos jornalistas Michelle Bouson e Marcelo Adriani da apresentação do Jornal Brasil Central 1ª Edição não pegou bem. Os dois apresentadores foram sumariamente afastados de suas funções por abordarem o delicado tema educação durante entrevista com a ex-deputada Raquel Teixeira, que também já foi secretária da Educação. Diante da repercussão ruim da decisão, o governo de Goiás resolveu voltar atrás. Leia detalhes na reportagem de Fabiana Pulcineli, de O Popular:

Jornalistas da TBC são reconduzidos

A TV Brasil Central decidiu reconduzir os jornalistas Michelle Bouson e Marcelo Adriani à apresentação do Jornal Brasil Central (JBC) 1ª Edição, depois que o governador Marconi Perillo (PSDB) determinou "providências para esclarecer os fatos". O blog mostrou na sexta-feira que os dois foram afastados da função depois de fazer perguntas sobre Educação à ex-secretária (de Educação) e ex-deputada federal Raquel Teixeira.

A informação sobre a decisão da Agecom foi repassada pelo presidente do Sindicato de Jornalistas do Estado de Goiás, Cláudio Curado Neto, que participou de reunião com o presidente da Agência Goiana de Comunicação (Agecom), José Luiz Bittencourt, a diretora de Teleradiodifusão, Abadia Lima, Michelle e dois representantes dos servidores da agência.

Segundo Cláudio, José Luiz reafirmou que a entrevistada ficou constrangida com as perguntas, mas disse que nunca pensou em censura. Ao fazer o convite para o retorno dos dois apresentadores a partir de segunda-feira, o presidente da estatal acrescentou que adquiriu guarda-roupa para os profissionais, que antes usavam roupas próprias…"
http://rio.brasil247.com.br/pt/247/poder/49966/Ce

Responder

Flavio Lima

30 de março de 2012 às 15h48

Assinado embaixo!
Flavio de Oliveira Lima
medico patologista/professor universitario

Responder

Carlos

30 de março de 2012 às 13h34

Parabenizo efusivamente estes jovens que tomam a iniciativa de não permitir que crimes praticados PELA DITADURA MILITAR fiquem impunes!
Assim como a juventude anterior se contrapos a Ditadura Militar que, aliada ao imperialismo norte americano, derrubou diversos governos eleitos democraticamente na América Latina e foi atacada com extrema violência por esta horrenda ditadura esta juventude de agora tem atitudes que regozija muito a quem, como eu [que fui juventude naquela época}compareceu a muitas manifestações anti-ditadura naquele momento!
Um abraço a todos!

Responder

Wandson Palheta

30 de março de 2012 às 09h29

Desejo que este levante se torne sim, um meio de denunciarmos e cobrarmos mudanças na forma de como a nossa justiça PODRE trata os covardes torturadores e que eles possam responder sim! pelas barbaries que cometeram. FORA CANALHAS COVARDES!!!

Responder

Romanelli

30 de março de 2012 às 08h41

nada contra, nem a favor

mas me digam ..os velhinhos não estavam querendo se expressar tb ?

by Romanelli – do movimento EU não acredito em mais ninguém

abrá

Responder

    EUNAOSABIA

    30 de março de 2012 às 10h10

    Romanelli, essa é uma "pequena" amostra do modelo de democracia e tolerância que eles pretendiam implantar no Brasil, essa é a "democracia" deles.

    VNEN.

    P Pereira

    30 de março de 2012 às 18h38

    Apelido: EUNAOSABIA – 8/12/2010 – 10:37
    “Meu sonho era ter nascido e ser adulto nessa época, certamente integraria o grupo desses verdadeiro heróis da liberdade e da causa democrática, esse coronel e outros anônimos sob seu comando, nos livraram da lepra marxista e da desgraça do comunismo genocida, comunismo esse que ja matou mais de 100 mil em Cuba, matou 25 milhões na URRS e outros milhoes mundo a fora, era esse o tipo de regime que esse bando defendia.

    Esses homens merecem toda a nossa admiração, lutaram contra um grupo ardiloso, covarde e imoral de comunistas e assassinos frios… mas como sempre a vitória foi dos justos, o grupelho foi exterminado, não todos claro, mas boa parte deles teve o merecido destino final..

    Meu sonho era poder estar presente nesse estouro de aparelho, meter o pé na porta e chegar despejando os 20 cartuchos M1 do carregador do meu Para Fal…

    Nasci depois de 1964, uma pena…”
    Apelido: EUNAOSABIA – 8/12/2010 – 7:36
    “O Tenente Coronel Maurício Lopes Lima, é mais um desses heróis anônimos que ajudaram a nos legar o que temos hoje, ao Tenente Coronel minhas efusivas saudações, mais um herói brasileiro que lutou pela liberdade e pela democracia brasileira…

    Sinta-se orgulhoso de seu passado amigo, seu nome está escrito no altar da liberdade e nos bastiões da glória.” http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/12

    EUJASABIA

    30 de março de 2012 às 19h20

    Romanelli, essa é uma "pequena" amostra do modelo de plutocracia e intolerância que eu gostaria que se implantasse no Brasil, essa é a "democracia" nossa.

    Miguel

    30 de março de 2012 às 12h27

    "liberdade de expressao absoluta" e' uma conversinha liberal. nao, a ku klux klan nao tem o direito de se manifestar. Nao, os nazistas nao tem o direito de se manifestar. e nao, os torturadores e assassinos de 64 nao tem o direito de se manifestar. nenhum grupo que queira se manifestar pelo exterminio de outros grupos na sociedade NAO TEM o direito de se manifestar.

    Romanelli

    30 de março de 2012 às 15h00

    caro Miguel

    Nazistas, KKK, e isso lá é comparação ? ..aonde houve a pregação do extermínio? do que lembro revanchismo, reparação histórica, revisionismo ..do que sei, ultimamente, só nos foram trazidas pelos cotistas RACISTAS, mais ninguém

    Fossemos pelo teu relativismo juvenil e eu daria então razão a eles quando o chamassem de comunista, e que por isso só, por Stalin e Fidel, deverias padecer ..eu hein? ..absurdo

    Não colega, eles estão amparados na lei ..a ANISTIA os absolveu ..o movimento de 64 não foi dado como renegado

    Lembro a vc que o movimento de 64 expulsou radicais de diversos lados ..não foi uma coisa só de direita versus esquerda …sim, estavam errados, mas no início não apelaram pra atentados não

    em ultima instancia, ficasse aonde se iniciou, sequer guerrilha teriam enfrentado e tudo não teria passado dum golpe dado em uma democracia IRRESPONSÁVEL e de faz de contas (tipo a de Janio) ..mas a coisa foi um suceder

    Suceder, incrível, mas que desaguou num NACIONALISMO que nem o liberal dos libertinos poderia imaginar aonde daria (ou vc se esqueça de Geisel manando o FMI pra PQP ?)

    Sim, houve exageros ..mas pra MIM, de AMBOS OS LADOS .inclusive do "santo" Mariguela que prometia em entrevista espalhar atentado pra tudo quando é canto, promovendo em nome da sua revolução,. um banho de sangue

    olha, quer saber? a nossa e as outras democracias tem um defeito de origem que se perpetua ..NUNCA cobram dos políticos a transparência e o compromisso ..normalmente aqui e alhures os caras chegam, não dizem nada, e já saem fazendo, ou não, tipo o TIRIRICA

    eu particularmente acredito no socialismo, mas no ÉTICO, num aonde a sociedade opte nas urnas o que quer para o seu destino, de forma clara e contundente ..livre de cópias e de modismos

    E porque digo isso? Bem pq penso que a NOSSA SOCIEDADE tem o direito de tb ser ouvida nesta questão ..qual seja, se devemos continuar a honrar os compromissos assumidos por AMBOS os lados em nome de um desarmamento de espíritos ..ou se hoje devemos ceder a onda de um grupelho que NÃO tem mais projeto e esta louco pra arrumar o que fazer

    EU te digo ..se eu fosse ouvido, eu diria que o passado este passado esta equacionado ..mas se os grupos ainda acham que querem saber e se tem ainda o que dizer, eu quero ouvir, mas dos DOIS LADOS, e não só de vocês

    em resumo, eu estou preocupado mesmo é com o NOSSO PASSIVO SOCIAL, e não em tentarmos nos encenar o nosso passado dentro de um espetáculo bizarro, compreende?

    abrá

    rafa

    03 de abril de 2012 às 00h21

    sim…
    ambos os grupos querendo se expressar.
    democracia é assim.
    só quem não entende d democracia ainda é a polícia.
    mas vai.

Leider_Lincoln

30 de março de 2012 às 08h07

Assinado!

Responder

EUNAOSABIA

30 de março de 2012 às 05h04

Onde eu posso achar a "juventude", exigindo direitos humanos em Cuba?

Quero assinar também.

Responder

    Bertold

    30 de março de 2012 às 11h57

    Ae mané, a população cubana em geral tem um nivel educacional básico, médio e superior muito acima da maioria dos brasileiros e sabem distinguir as coisas muito melhor. Em muitas situações podem se manifestar muito mais livrementes e sem risco nenhum de ser espancados pelos "cacetetes democráticos", balas de borracha ou spray de pimenta, como acontece em muitos estados aqui da terra brazilis por mais justas que sejam as mnifestações. Logo não precisam que viajemos daqui para dizer a eles o que não querem ouvir contra seu governo.

    Marcio H Silva

    30 de março de 2012 às 12h10

    Pega um avião e vá para Cuba. Lá deve ter alguns jovens exigindo isto. Comece pela Blogueira marketeira.
    Vivemos aqui no Brasil e não Cuba. Vamos primeiro resolver os nossos problemas ainda pendentes. Os cubanos são instruídos e sabem resolver os seus problemas.

    Miguel

    30 de março de 2012 às 12h25

    se deixar de demagogia barata e for a Cuba, vai ver jovens reclamando muito do governo, mas achando bem melhor doq ue voltar a ser o bordel dos magnatas estadunidenses como eram.

    nao da pra creditar que um cretino que defende a ditadura e a tortura ainda tenha cara de poau de fazer comentariozinhos metidos a engracadinhos…

    pperez

    30 de março de 2012 às 22h04

    Já disse que esse cara é igual a mariposa na luz.
    Quer só aparecer.
    apagando a luz ela cai

    rafa

    03 de abril de 2012 às 00h19

    vc conhece cuba?
    ou só d ouvir falar? d ouvir o william bonner falar?

João Cândido

30 de março de 2012 às 00h30

Paz e amor e beijinhos p manifestantes?! Juízo, Forças Armadas, juízo. Enjaulem os torturadores administrativamente até julgamento. Não desafiem Lula e Dilma. Pra manter o pouco que conquistamos, temos todos os exércitos da América Latina aliados. Não quererão seus quartéis bombardeadas por cubanos, venezuelanos, argentinos, uruguaios etc. Juízo, Judiciário. Juízo, ministro da Defesa.

Responder

Lucy

30 de março de 2012 às 00h15

Não esperavam por nós. Somos o clamor de almas. Somos as últimas orações dos torturados. Faça-se presente, Cristo. Faça a justiça que o poder econômico travestido em três, em democracia, não faz.

Responder

Marat

30 de março de 2012 às 00h12

A mentalidade dos generais de pijama e de seu diminuto séquito (eugenistas, preconceituosos e ditatoriais) não consegue compreender a liberdade de pensamento. Para essa turma a VERDADE está com eles, o JEITO CERTO está com eles, DEUS está com eles, portanto, tudo o que é diferente tem de ser calado. Caso não se consiga calar, eles tentam eliminar. Passaram-se tantos anos, o mundo mudou tanto, mas essa turma permanece presa aos grilhões da estupidez…

Responder

Helder

30 de março de 2012 às 00h06

Assinado!

Responder

milton2

29 de março de 2012 às 22h56

"Eu acredito é na rapaziada que segue em frente e segura o rojão
Eu ponho fé é na fé da moçada que não foge da fera e enfrenta o leão
Eu vou à luta é com essa JUVENTUDE que não corre da raia
A troco de nada, eu vou no bloco dessa mocidade que não tá na saudade
E constrói a manhã desejada…" (Gonzaguinha)
É uma grata surpresa verificar que ainda temos uma juventude consciente e não apenas seres individualistas, moldados pelo mercado.
E vamos à luta!

Responder

dukrai

29 de março de 2012 às 22h42

não está abrindo a página pra assinatura do abaixo-assinado Pela garantia da liberdade de manifestação da nossa juventude, mas não tem problema assino aqui:
João Mozart Magalhães Aguiar – RG 238342 SSP/DF

Responder

    Conceição Lemes

    29 de março de 2012 às 23h48

    Dukrai, já corrigi. Obrigada pelo alerta. abração

    dukrai

    30 de março de 2012 às 15h43

    obrigado, Conceição

fernanda

29 de março de 2012 às 22h41

JB de outrora malufou. Culpa, sem dolo, pensava-se à época. Hoje apóia dudu das milícias e cabral, xinga quem quer controle do 'judiciário de traidor da pátria', faz editorial/propaganda de banco. Aristóteles Drummond, jornalixeiro velhaco, participando do evento com torturadores. Jornal do Brasil, traidor da nação. Tira a máscara de uma vez, JB, na próxima, escreva 'revolução 64'.
http://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/03/29/even

Responder

Fabio_Passos

29 de março de 2012 às 22h30

Ao invés de debater – cada vez menos gente tem a pachorra de defender abertamente toruradores – os direitistas tentam sabotar e censurar aqueles que lutam por Justiça.

Estas ações covardes de censura e intimidação promovidas pelas viúvas da ditadura só mostram o quão corretas são as atitudes do Levante Popular da Juventude.

Responder

Fabio_Passos

29 de março de 2012 às 22h24

O link p/ o abaixo-assinado está errado.
Caí na pág inicial do Vi o Mundo.

Responder

    Conceição Lemes

    29 de março de 2012 às 23h40

    Fábio, tinha um erro. Já corrigi. Obrigada. abs

Lenin

29 de março de 2012 às 21h50

N estou conseguindo assinar;ajuda!

Responder

demetrius

29 de março de 2012 às 21h47

não sei se é só aqui, mas o link que leva ao abaixo assinado está quebrado

Responder

    Conceição Lemes

    29 de março de 2012 às 23h42

    Demetrius, já corrigi. abs


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding