VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Mauricio Dias: A manipulação escancarada da “ética”


20/10/2012 - 18h02

por Mauricio Dias, em CartaCapital

Lula ganhou a eleição presidencial em 2002. Tinha uma aprovação pessoal grande e a avaliação do governo dele em nível elevado. A oposição não sabia como se opor àquele governo que não naufragou de imediato como ela esperava e torcia. Frustrou-se.

O governo fez o dever de casa. Foi comedido, comportado, conservador. Sacrificou o crescimento econômico pelo superávit primário. Embora tivesse base de apoio no Congresso capaz de permitir ousadias, conteve-se. O programa Bolsa Família, criado em 2003, é uma exceção que confirma a regra.

Em 2005, no entanto, explodiu a denúncia do “mensalão” e despertou na oposição o velho sentimento moralista da extinta UDN. Era a bandeira que faltava para guiar as insatisfações e retomar o poder para os tucanos. Delenda Lula.

Entrou em ação a “banda de música” udenista e com ela o uso político, ou manipulação, do tema corrupção, ampliado pelas trombetas da mídia. A ética foi escancaradamente banalizada e alcançou até mesmo a tradicional distribuição de cargos da máquina pública. Antes aceita, passou a ser condenada. Chegou-se à criminalização da política. Alguns índices de abstenção no primeiro turno das eleições municipais de 2012, ainda em curso, refletem isso.

Apesar disso, a propaganda do combate à corrupção não deu certo. Em 2006, Lula foi reeleito e, em 2010, elegeu Dilma. Um ás que tirou da manga.

O que falhou no golpe da oposição? Basicamente, faltou combinar com o eleitor. Chegou-se a achar que o povão, o eleitor pobre, não tinha ética. O povo, porém, como apregoa conhecido refrão, não é bobo. Tinha, na verdade, a informação essencial transmitida pelos benefícios de uma administração que resgatava milhões de marginalizados para incluí-los no processo econômico. A coisa não para por aí. Tem mais.

Recentemente, Márcia Cavallari, diretora-executiva do Ibope, concluiu um levantamento sobre mudança na agenda dos “principais problemas brasileiros”, segundo o eleitor. Os dados são tirados, essencialmente, das pesquisas daquele instituto. Em 21 anos, de 1989 a 2010, houve alterações significativas nessa agenda.

Observados os porcentuais do levantamento e, claro, principalmente os resultados das urnas nesse período, fica bem visível que o eleitor, embora condene, não vê a corrupção como principal adversário. No período pesquisado, o combate a esse crime baixou do quinto para o sexto lugar no elenco dos problemas a partir da queda de 5 pontos porcentuais na escala das indicações.

Curiosidade à margem do tema: caiu radicalmente a preocupação com a inflação, diminui significativamente a preocupação com a habitação e desapareceu a referência à dívida externa. Contrariamente, porém, surgiram as drogas com porcentual elevado na lista de apreensões dos brasileiros.

Essa preocupação secundária com o combate à corrupção mostra que os eleitores entregam o voto para candidatos preocupados com a inflação – FHC valeu-se disso para ganhar a eleição montado no Plano Real –, com a saúde, com a educação, a segurança pública e o desemprego. Por fim, porém não menos importante, a distribuição de renda.

O eleitor sabe do que precisa. O moralista que duvidar que atire nele a primeira pedra.

Leia também:

Obscurantismo faz ‘esquecer’ excelente vídeo educativo

Lentes da mídia turvam a mente do PSDB

O apoio de Marina a Márcio Pochmann, em Campinas

O Globo, Lula e a próxima “dedução elementar” no caso do mensalão

Gil apoia PT. Caetano fica com ACM Neto

Soninha, possuída, xinga Haddad em blog

Kotscho: Globo pagou pelo Datafolha mas não divulgou





40 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

ccbregamim

22 de outubro de 2012 às 01h21

na mosca.

o pânico foi de palhaço
pra xingar o eleitor..

Responder

Messias Franca de Macedo

21 de outubro de 2012 às 22h02

SOBRE COINCIDÊNCIAS, ISENÇÕES, ESPERNEIOS DO PIG… E A LEI FOS MEDIOS!

Na semana que antecede as eleições em segundo turno, a âncora do programa – sorriso largo – abre o programa: “Vamos começar falando, é claro [‘é claro’, revelador! – adendo nosso]… Do julgamento do mensalão, ‘o julgamento do século’ (sic). A pergunta que está na cabeça de todo o mundo é a questão da ‘dosimetria’ a ser aplicada contra os réus da Ação Penal 470!…”
A partir deste momento, a âncora do programa e os dois convidados [como de praxe, a dedo] começaram a discorrer dotados de uma espécie de êxtase semelhante ao sorver de um delicioso sorvete coberto com calda de chocolate produzida a partir do melhor cacau do sul da Bahia! Incrível a não desfaçatez! ‘Não crível’!
Seguiu-se uma exposição didática incluindo a apresentação e esclarecimentos acerca da relação condenação dos delitos e penas correspondentes… A intervenção “professoral” ficou a cargo do jornalista Juliano Basily, do ‘Valor Econômico’ – considerando pela âncora, ‘um jornalista especialista em STF’ (idem sic), ‘o Papa do stf’, ‘sabe tudo do STF’! [E tome-lhe ‘domínio do fato’!] ‘O jornalista convidado a dedo’, Juliano Basily, afirmou, ainda sobre o tópico ‘dosimetria’: “No único voto em que o ministro relator Joaquim Barbosa permitiu o vazamento prévio para a imprensa [‘domínio do fato’ é o que não falta para enquadrar ministros do STF e ‘jornalistas do PIG’ – de novo, adendo nosso, óbvio!], tem-se a certeza de que as punições não serão cumpridas em regime aberto! Haverá prisão, talvez não imediatamente ao final do julgamento porquanto a Corte não costuma agir assim. A âncora alegrou-se ainda mais e, sorridente, propugnou: “Especialistas afirmam que o ex-ministro José Dirceu poderá pegar uma pena de 08 a 102(!) anos de cadeia!”
Em dado momento, a âncora perguntou: “E depois do término deste julgamento o que deverá acontecer em relação a futuros processos semelhantes?” As considerações “supremas” do jornalista Juliano Basily: “Eu penso que a partir de agora o STF viverá sob o espectro da AÇÃO PENAL 470, de modo que qualquer outro processo envolvendo políticos, banqueiros, empresários… Haverá muita pressão e, então, os juízes do STF irão lembrar o que fizeram, e, portanto, terão que guardar certa coerência [‘certa’! Entenderam o tal ‘domínio do fato’?! adendo nosso]. (Neste momento uma espécie de consternação contagiou os debatedores – e todo o estúdio da emissora!) E de novo, a âncora: “… Vamos ver como irão se comportar os juízes do STF depois desta inovação, ‘o domínio do fato’, mesmo porque virão os ‘mensalinhos’ do PSDB, do DEM de Brasília… ‘Vá lá’, os mensalões do PSDB, do DEM de Brasília…”
[“Lá para o final do programa”!] ‘O outro convidado a dedo’, jornalista Andrei Meirelles “da Época”, mudando um pouco de assunto, afirmou que “nesta campanha política, o candidato José (S)erra se equivocou ao construir determinadas alianças e propor uma agenda de campanha conservadora, não compatível com a trajetória dele [José (S)erra! Portanto, a vitória de Haddad reflete mais a derrota do (S)erra do que propriamente a vitória do Haddad…!” [Ô RRRAAAAAIIIVVAAAA!]
UM MOMENTO DE RARA LUCIDEZ INVOLUNTÁRIA! O jornalista do ‘Valor Econômico’ afirmou que “de algum modo o julgamento do mensalão, ocorrendo neste período eleitoral, irá ter reflexos nas urnas…” E a âncora, toda faceira: “E, justamente, o julgamento ‘pegando’ todo o período eleitoral, sendo que a fase mais aguda, aquela relativa à dosimetria’, acontecerá na semana imediatamente anterior ao domingo das eleições!” [Ô RRRAAAAAIIIVVAAAA!]
“E O PAPO NO CAFEZINHO?!” Bom, depois de tanto lero-lero, o cafezinho esfriou e os jornalistas, provavelmente, começaram, afinados por telepatia(!), a pensar nos sabores das próximas pizzas, quando, para eles, o convescote da ação penal 470 já teria sido ‘cachoeiras’ passadas! ‘Muitcho’ bem!…

Participaram da edição de mais um capítulo do ‘o golpe está sendo televisionado’:
Cristiana Lobo, a âncora do programa ‘Fatos & ‘Distorções’, do título original ‘Fatos e Versões’;
‘jornalistas convidados a dedo’ Andrei Meirelles “da ‘Época’” e Juliano Basily “do ‘Valor Econômico’”;
Estúdios da ‘RouboNews’

EM TEMPO: ALÔ, ALÔ digníssima presidente Dilma Rousseff, respeitosamente, depois de mais este ‘domínio do fato’, quando o seu governo irá discutir a Lei dos Meios “em nosso meio”?! Não diga que a senhora irá esperar o término do julgamento do mensalão?! ‘O mensalão da Dilma’, presidente Dilma Vana Rousseff!…

EM TEMPO DE SUPREMO!: durma com um barulho deste e diga que sonhou ouvindo a voz maviosa de Leila Pinheiro!

AS RUAS, BECOS E AVENIDAS ESPERAM E CLAMAM, ANSIOSAS, POR VOZES! OU NÃO?!

O povo unido jamais será vencido!

Hasta La Victoria Siempre!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Paulo Moreira Leite: Quem não tem voto diz que eleitor está cansado « Viomundo – O que você não vê na mídia

21 de outubro de 2012 às 19h48

[…] Mauricio Dias: A manipulação escancarada da “ética” […]

Responder

Nó Cego

21 de outubro de 2012 às 16h59

FINALMENTE A FOLHA/UOL DESCOBRE MANAUS(Octavinho adora Arthur Virgílio cujo o único erro foi “não” ter batido no Presidente Lula)

Poucas propostas e muitos ataques marcam o debate do segundo turno

Cidade sustentável, abastecimento de água, obras de mobilidade urbana, saneamento básico, valorização dos artistas amazonenses, educação de tempo integral, saúde da mulher foram alguns dos temas questionados pelos candidatos durante o debate, que teve início às 21h30 e durou quase duas horas.
Manaus (AM), 19 de Outubro de 2012
CAMILA PEREIRA

O primeiro debate do segundo turno das eleições, realizado pela TV Band, com os candidatos à prefeitura de Manaus, Artur Neto (PSDB) e Vanessa Grazziotin (PCdoB) foi marcado por poucas propostas e mais ataques pessoais.

Responder

Mario

21 de outubro de 2012 às 16h46

Faltou dizer algo importante sobre a matéria O USO DA ÉTICA É ISSO AI.

É que Uol (ou folha, mesma porcaria) escreve sobre o programa eleitoral dos dois candidatos neste domingo. A folha dedica 5 parágrafos ao programa do Serra e 2 ao do Haddad. E o último parágrafo do programa do Haddad tem duas linhas. Isto é que é isonomia! Confira:

http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/21/na-tv-serra-usa-tragedia-com-voo-da-tam-em-congonhas-e-volta-a-dizer-que-pt-vai-acabar-com-parcerias-na-saude.htm

Não é à toa que aparece nos blogs sujos o slogam: “Folha, um jornal a serviço das trevas”.

Responder

Mario

21 de outubro de 2012 às 16h22

O USO DA ÉTICA É ISSO AÍ: ACREDITE SE QUISER
(Está no Uol notícias)

Azenha, veja esta do coiso: “Na TV, Serra usa tragédia com voo da TAM em Congonhas;

“A propaganda do candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra exibida na TV na tarde deste domingo (21) usou o depoimento da advogada Malu Rocha Gualberto, que perdeu o marido no acidente com o voo 3054 da TAM, em 17 de julho de 2007, no Aeroporto de Congonhas, para mostrar o tucano como alguém “que se importa com as pessoas”. À época Serra era governador do Estado.

Na inserção, ele é apresentado como um político que ofereceu auxílio às famílias e vítimas, enquanto que o governo federal foi mostrado na propaganda como ausente após a tragédia. “Além da competência tem o lado humano, quando se compara a um governo federal que nos deixou sozinhos durante 72 horas”, afirma a advogada.

Link da matéria completa: http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/21/na-tv-serra-usa-tragedia-com-voo-da-tam-em-congonhas-e-volta-a-dizer-que-pt-vai-acabar-com-parcerias-na-saude.htm

Responder

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 21h14

    Ô, mano, demasiadamente ô, mano! Humaníssimo, competentíssimo. Xô! Coiso ruim.

João Da Silva

21 de outubro de 2012 às 15h04

Quem é independente, pensa e não joga pedras! Dirceu e Genoíno são os Neo Mártires, vítimas do 4º Poder e de sujeitos que se acham detentores da mais absoluta sabedoria, porém não passam de sujeitos que permitiram que a soberba ocupasse o sítio da verdadeira razão. A falta de humildade e egoísmo estão estampados em suas faces. Os burros de togas dizem que o PT comprou sujeitos para votarem a favor das leis que trouxeram benefícios ao povo. Contudo que vendidos são esses? Que além de participarem da base do governo, votaram contra as leis que eles foram pagos para votar a favor! Por esta e outras, estou chamando estes supostos sábios de burros… Claramente, os pagamentos se referiam à dívida de campanha que o PT estava honrando, usando a caixa 2, que era prática comum dos governos precedentes, de onde o PT tomou suas lições. Estes mesmos governos usaram o crime que eles próprios cometeram, para incriminar o PT… O verdadeiro Mensalão, em que os parlamentares foram devidamente pagos com dinheiro público da Privataria Tucana para comprarem a emenda da REELEIÇÃO DE FHC, e que temos a própria declaração de um dos vendidos em reportagem da Folha de S. Paulo; este Mensalão não é julgado.

Responder

alex

21 de outubro de 2012 às 14h38

TUDO QUE O LEITOR DEVERIA SABER SOBRE SONINHA E A MÍDIA PAULISTANA ESCONDE

do Blog Diário do Centro do Mundo

Soninha tem interesse pessoal na permanência do PSDB no poder em São Paulo. Mãe e filhas têm bons empregos públicos no governo paulista conquistados sem concurso. Ela própria também tem vantagens concretas. Recebe dinheiro para participar de reuniões de diretoria na Cetesb, da qual é conselheira.

Falta aí, mais que tudo, transparência. O eleitorado tem que saber disso amplamente. O partido de Soninha apoia o PSDB. Pode ser que o apoio seja por convicções. Mas também pode ser por razões menos nobres. A transparência ajuda o cidadão a formar sua opinião.

E aí vou para a mídia. Caberia a ela trazer essa transparência ao tema. Isso foi parcialmente feito. Em minha pesquisa, vi que o Jornal da Tarde publicou há alguns meses uma reportagem de Fabio Leite sobre as relações profissionais de Soninha e família com o governo paulista.

Na reportagem, você lê que o governo justificou a contratação de uma filha de Soninha com sua fluência em várias línguas. O repórter descobriu, no site da USP, que não tem fluência em nenhuma.

O que fez a Folha de S. Paulo, por exemplo? Em minha pesquisa, e se estou enganado me avisem por favor, não encontrei uma única reportagem sobre um tema de grande interesse público no estado que ela carrega no nome.

Como paulista, pensei o seguinte. Quantos casos iguais aos de Soninha não existem no governo de São Paulo? Quantos empregos do mesmo gênero não são sustentados pelo contribuinte paulista? Essa é a famosa qualidade de gestão do PSDB, um partido no qual votei pela maior parte de minha vida adulta?

O assim chamado aparelhamento do estado pelo PT é citado ubiquamente pela mídia. O que é este caso senão um sinal de que o PSDB de São Paulo faz um aparelhamento a seu estilo, fora da vigilância da mídia que deveria funcionar como fiscal?

O Diário quer ajudar a trazer luz para os debates na sociedade brasileira. Má conduta no PT e no PSDB e onde mais for será tratada do mesmo modo, no interesse público.
A mídia tradicional está trazendo apenas a luz que lhe convém – e o Brasil merece muito mais que isso.

fonte: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=13619

Responder

    FrancoAtirador

    21 de outubro de 2012 às 16h05

    .
    .
    E olha que o Paulo Nogueira, jornalista que edita o blog DCM, acima citado,

    é totalmente insuspeito, pois, além de ser admirador declarado de FHC,

    fala com conhecimento de causa das relações da mídia empresarial com o PSDB,

    visto que trabalhou para vários órgãos da imprensa oligárquica:

    “Paulo Nogueira é jornalista e está vivendo em Londres.
    Foi editor assistente da Veja, editor da Veja São Paulo, diretor de redação da Exame, diretor superintendente de uma unidade de negócios da Editora Abril e diretor editorial da Editora Globo.”

    (http://www.diariodocentrodomundo.com.br/?p=13526)
    .
    .

Roberto Locatelli

21 de outubro de 2012 às 13h49

Há uma ideia no ar de que, se Dilma for moderada e não assustar as elites, terminará seu governo sem ser incomodada. Isso é ilusão. Lula foi moderado e tentaram derrubá-lo. Fernando Lugo é ainda mais moderado que Lula e foi derrubado por um golpe de estado. Por outro lado, Chávez é mais radical, pois baseia seu governo na organização popular. E não conseguem derrubá-lo.

Responder

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 19h21

    Cara! Brasil é Brasil, Paraguai é Paraguai. Eu conheci os subúrbios de Assunção e posso te dizer que a coisa é braba, sim. Mas, um é um e o outro é outro. Deixei um amigo lá, chama-se Leonor Maidana.

Nestor Calazans

21 de outubro de 2012 às 13h36

“Esqueceram de combinar com os russos…”, diria Garrincha.

Responder

Marcelo de Matos

21 de outubro de 2012 às 12h52

Por falar em ética, vou fazer uma sugestão: Clóvis de Barros Filho é jornalista, advogado e professor titular de ética na USP. O Clovão costuma fazer sucesso em suas palestras, agradando bastante aos ouvintes. Apareceu outro dia como comentarista no Jornal da Cultura e obteve grande aprovação entre os tuiteiros. Se for possível, o Viomundo poderia mostrar um texto ou vídeo seu, como estes:
http://www.youtube.com/watch?v=D8_NICu4mq0
http://www.youtube.com/watch?v=RBWH9_xZLlI&feature=related

Responder

xacal

21 de outubro de 2012 às 11h28

O eleitor, a seu jeito, descobriu que a corrupção não é a causa principal das escolhas políticas que acarretam problemas no seu cotidiano.

Ela é, antes, sintoma do aprisionamento do Estado e da Democracia pelo poder econômico.

Claro que esta percepção não é assim tão límpida ou nítida, mas alimentada pelas decisões que o eleitor vem adotando ao longo deste tempo, e que reforçam a noção de que o Estado serve para diminuir e aplacar as diferenças entre os privilegiados e os excluídos pelo sistema.

Sabem que a corrupção deve ser combatida com a universalização do conceito de aplicação da Justiça(persecução e punição criminal), e não apenas com a punição dos “manés-galinhas”, e que pela mídia, o que assistem é a particularização banalizada(como diz o texto)do tema “ética”.

Em uma metáfora ruim:

O eleitor sabe que não adianta tapar os vazamentos que levam a água dos enormes reservatórios(orçamento público)se esta água servir apenas para encher as piscinas dos ricos.
Mais vale um sistema com vazamentos, mas que chegue as torneiras de quem precisa de água para beber.

Responder

MARINALVA

21 de outubro de 2012 às 07h43

SOCORRO!!! CHAMEM O BATMAN

Sexta-feira passada eu levei um chá de cadeira de uns 50 minutos na qualidade de paciente (e bota paciente nisso) do Dr. K. Enquanto esperava, eu assistia televisão. E fiquei horrorizada com a quantidade de propaganda feita pelo governo CID GOMES e pelo seu candidato à prefeitura de Fortaleza, ROBERTO CLÁUDIO, também conhecido pelos adversários pela alcunha de PINGUIM.

Foram no mínimo 6 inserções no espaço de 50 minutos. As mensagens ocorreram ao longo da “Sessão da Tarde”, programa da Rede Globo de televisão. E elas (podemos chamá-las de mensagens comerciais?) eram muitas vezes acopladas. Ou seja, as inserções comerciais do candidato ROBERTO CLÁUDIO à prefeitura de Fortaleza vinham quase sempre precedidas de uma baita propaganda do governo CID GOMES.

E eu, na qualidade de contribuinte, fiquei imaginando o quanto eu estava sendo feito de trouxa por colaborar compulsoriamente com toda aquela sacanagem.

Pelo jeito, o PINGUIM e seus comparsas querem tomar conta de Gotham City de qualquer maneira, e para mim ficou claro, metendo a mão no bolso do contribuinte antes mesmo de assumirem à prefeitura.

Chamem o Batman, chamem o Batman.

Responder

Edson

21 de outubro de 2012 às 06h28

Mensalão: julgamento do STF pode não valer http://t.co/kHVwjM7X

Responder

lulipe

21 de outubro de 2012 às 03h33

O PIG PAROU O BRASIL!!!!

Responder

abolicionista

21 de outubro de 2012 às 01h39

A força de Haddad está justamente em afinar suas propostas aos anseios populares!

Responder

FrancoAtirador

21 de outubro de 2012 às 01h22

.
.
“O que o metafísico não faz porque é falso,

e o moralista não faz porque é mau,

o esteta não faz porque é feio.”

(FERNANDO PESSOA; Páginas de Estética e de Teoria Literárias, 1930)
.
.

Responder

FrancoAtirador

20 de outubro de 2012 às 21h28

.
.
.
.
O BLOCO DEMÉTICO DO ACM NÉTICO

CONGRESSO DO DEM (ex-PFL)

De baixo para mais baixo e da direita para a extrema-direita:

acético, acinético, alfabético, analfabético, anestético, anorético,
anticético, anticosmético antidiabético, antiestético, antiético antimagnético, antipoético, antissético, antitético, antropogenético, apologético, aritmético, ascético, assético, assindético, atlético, autogenético, caquético, catequético, cético, cibernético, cinegético, cinético, cosmético, diabético, dialético, dietético, digenético, diurético, eclético, eletromagnético, electromagnético, energético, epilético, esquelético, estético, exegético, ferrimagnético, filogenético, fonético, fotomagnético, frenético, genético, geocinético, helvético, herético, hermético, heurético, hipotético, imagético, inestético, lético, magnético, mimético, monogenético, morfético, parentético, patético, perspético, piadético, poético, profético, sético, simplético, sindético, sintético, soviético, teorético…

QUALQUER COISA, MENOS ÉTICO.
.
.

Responder

    Messias Franca de Macedo

    21 de outubro de 2012 às 01h10

    PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF, A MAGNÍFICA, EM COMÍCIO EM SALVADOR, BAHIA

    “… Povo querido de Salvador, a cidade de Salvador não merece um governinho!…Tem gente que mente mais do que ‘Carminha’!…”
    lembrando que o candidato do DEMotucanato e o resto da sua turma são contra as cotas para negros e pobres nas universidades e costumam chamar o Bolsa Família de “Bolsa Esmola”

    MALVADEZA NUNCA MAIS! BYE BYE MALVADEZA ‘FOREVER’!

    BRASIL NAÇÃO – em homenagem ao honesto, intrépido e sapiente povo trabalhador brasileiro

    Bahia, Feira de Santana
    Salvador
    Messias Franca de Macedo

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 19h11

    Prezado Messias. Você tem razão. É presidenta Dilma, a magnífica, mesmo. Avante, sepmre!

    Messias Franca de Macedo

    21 de outubro de 2012 às 01h29

    Prezado e valoroso brasileiro FrancoAtirador, na foto histórica (sic) acima “o PIG não encontra um mensaleiro para fazer remédio!” [RISOS]

    IMPORTANTE: segundo Gilmar Mendes – patrono(!) dos dois [indecorosos] habeas corpus notívagos em favor do *banqueiro bandido e condenado e co-autor do [inédito] ‘grampo sem áudio’ em parceria com o impoluto (idem sic) magistrado (ibidem sic) DEMÓstenes Torres; Marco Aurélio Mello [‘Mello’, hein!]; e Celso de Mello [Diabos de tantos ‘Mellos’! Vixe, ‘mellou’!]… Segundo os “supremos” supracitados, não é ‘plausível’ nem tampouco ‘crível’ que alguma destas figuras notabilíssimas da cena política ‘nacioná’ – enquadradas(!) na foto histórica acima – possa ter qualquer envolvimento com delitos do tipo caixa dois ou coisa que o valha… Muito menos com mensalão, ora bolas!.. [HAJA RISOS]

    Felicidades!

    Hasta la Victoria Siempre!

    AS RUAS, ANSIOSAS, ESPERAM E CLAMAM POR VOZES! OU NÃO?!…

    República da DIREITONA OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista eterna, MENTEcapta, impunemente terrorista, antinacionalista, corrupta até “a goela”, golpista de meia-tigela, “estúpida, despreza as próprias ignorâncias”, lembrando o enunciado lapidar do eminente e humanista pensador uruguaio Eduardo Galeano …

    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    FrancoAtirador

    21 de outubro de 2012 às 15h42

    .
    .
    O ADVOGADO DO DIABO ou
    UMA MÃO LAVA A OUTRA ou
    GRAMPINHO DEFENDE GRAMPÃO
    .
    .
    Discursos e Notas Taquigráficas

    CÂMARA DOS DEPUTADOS – DETAQ
    Sessão: 314.2.53.O Hora: 15:36 Fase: OD
    Orador: ANTONIO CARLOS MAGALHÃES NETO, DEM-BA Data: 10/12/2008

    O SR. ANTONIO CARLOS MAGALHÃES NETO (DEM-BA. Como Líder. Sem revisão do orador.)

    – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, eu queria aproveitar a oportunidade que estamos discutindo matéria constitucional, inclusive as prerrogativas do Poder Legislativo e da Comissão de Constituição e Justiça de nossa Casa, inclusive dialogando com o Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Deputado Eduardo Cunha, para manifestar – e acho que não deve ser apenas uma manifestação do Democratas, mas espero que seja também da grande maioria desta Câmara dos Deputados, sobretudo daqueles que têm compromissos republicanos de defesa dos princípios democráticos – respeito à divisão de Poderes, respeito às prerrogativas do Poder Judiciário, do Poder Executivo e do Poder Legislativo, até porque não temos e não teremos autoridade para contestar os abusos de qualquer dos outros Poderes se também não soubermos quais são os nossos limites, se também não soubermos como devemos tratar os demais Poderes. Há um ensinamento antigo, passado de geração para geração, que diz que para ser respeitado é preciso respeitar.

    Faço todo esse intróito, Sr. Presidente, para condenar o pronunciamento feito aqui pela Líder do PSOL, Deputada Luciana Genro, que frontal, injusta e indevidamente agrediu o Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro GILMAR MENDES.

    S.Exa. é um dos homens públicos mais respeitados (SIC) deste País .

    Por méritos inquestionáveis (SIC), chegou à Corte Suprema brasileira, vem prestando importantes serviços (SIC) à nossa Nação e, inquestionavelmente, vem zelando (SIC) pelas prerrogativas do Poder Judiciário no Brasil.

    Daí por que não cabe à Líder do PSOL querer, a partir do Parlamento, solicitar IMPEACHMENT do Presidente do Supremo Tribunal Federal.
    Tenho absoluta certeza de que o pronunciamento da Deputada é isolado e reflete o sentimento e pensamento de uma minoria que não tem eco e que não fala por esta Casa.

    Ora, até me causa surpresa que membros do PSOL, que sempre defenderam o regime democrático de direito e as prerrogativas constitucionais deste País, estejam agora utilizando a tribuna desta Casa para solicitar o IMPEACHMENT do Presidente do Supremo Tribunal Federal.

    Deixo aqui registrada a palavra de repúdio à atitude da Líder e colega Luciana Genro, mas, sobretudo, para a opinião pública, para a sociedade brasileira, na qualidade de Líder do Democratas – e sei que estou autorizado pela minha bancada a falar por ela -, de que as palavras da Deputada Luciana Genro refletem o sentimento ultrapassado, minoritário, antidemocrático e desrespeitoso, que realmente não é a tradução fiel do que pensa esta Casa.

    Sr. Presidente, este é o momento oportuno para marcar esta posição.

    Deixo aqui minha palavra de solidariedade e de respeito ao Poder Judiciário brasileiro, ao Presidente do Supremo Tribunal Federal e, sobretudo, a minha palavra de confiança de que as instituições democráticas deste País são inabaláveis. E mais: a Constituição Federal continuará sendo respeitada.

    Repito: se esta Casa quer respeito e quer ver todas as suas prerrogativas preservadas, ela tem de respeitar. Portanto, não me poderia calar, não poderia ficar em silêncio diante de uma manifestação que, insisto, não reflete, com certeza, o pensamento majoritário do Legislativo, da Câmara dos Deputados do Brasil.

    http://www.camara.gov.br/internet/sitaqweb/TextoHTML.asp?etapa=5&nuSessao=314.2.53.O%20%20%20%20%20&nuQuarto=19&nuOrador=2&nuInsercao=109&dtHorarioQuarto=15:36&sgFaseSessao=OD%20%20%20%20%20%20%20%20&Data=10/12/2008&txApelido=ANTONIO%20CARLOS%20MAGALH%C3%83ES%20NETO,%20DEM-BA&txFaseSessao=Ordem%20do%20Dia%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20&txTipoSessao=Extraordin%C3%A1ria%20-%20CD%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20&dtHoraQuarto=15:36&txEtapa=

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 19h17

    Messias, por favor, diga pro Franco que o fotógrafo disse outra coisa. O que ele disse foi: dinheirinhooooo!

    Hélio Pereira

    21 de outubro de 2012 às 07h22

    Neste meio”se gritar pega Ladrão,não fica um meu irmão”!

    FrancoAtirador

    21 de outubro de 2012 às 15h51

    .
    .
    Caríssimo Hélio Pereira.

    Sabe o que o fotógrafo fez para todos olharem para a Câmera?

    Disse:

    – OLHA O MEN$ALÍNHÔÔÔ !!!

    Foi um alvoroço !!!
    .
    .

    FrancoAtirador

    21 de outubro de 2012 às 22h00

    .
    .
    Nota explicativa:

    “Mensalinho” é o eufemismo utilizado carinhosamente pela mídia oligárquica empresarial mafiosa para denominar o MENSALÃO DO DEM.
    De acordo com o relatório final da Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal, o ex-governador do Distrito Federal JOSE ROBERTO ARRUDA (DEM, ex-PFL) era o chefe de uma organização criminosa para desviar recursos públicos, em proveito próprio, por meio de pagamentos feitos a empresas conluiadas, mediante a dispensa de licitações e superfaturamento de preços.

    No dia 10 de agosto de 2012, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu abrir ação penal contra o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, do DEM, seu vice Paulo Octavio, do DEM, e mais 35 acusados de envolvimento no escândalo de corrupção que ficou conhecido como MENSALÃO DO DEM.

    Em 2010, numa entrevista concedida a uma revista de grande tiragem,
    ARRUDA MENCIONOU AJUDA FINANCEIRA, COM OS RECURSOS ILÍCITOS – ANGARIADOS POR VIA DA CORRUPÇÃO –
    AO HOJE PRESIDENTE DO DEM, SENADOR JOSÉ AGRIPINO MAIA (RN),
    ao ex-presidente da legenda, DEPUTADO FEDERAL RODRIGO MAIA (RJ),
    e a outras ESTRELAS DO PARTIDO,
    COMO O ATUAL LÍDER DO DEM NA CÂMARA, ACM NETO (BA),
    O (EX) SENADOR DEMOSTENES TORRES (GO),
    o ex-senador Marco Maciel (PE) e o deputado federal Ronaldo Caiado (GO).

    (http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/arruda-diz-ter-dado-ajuda-financeira-a-cupula-do-dem/n1238179749392.html)
    (http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2012-08-11/stj-abre-acao-penal-contra-arruda-e-mais-36-por-mensalao-do-dem.html)

    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2012/10/16/interna_politica,323885/nao-apareceu-metade-da-missa-diz-arruda-sobre-dem.shtml

Gerson Carneiro

20 de outubro de 2012 às 20h30

“Eu gosto dos que tem fome; dos que morrem de vontade; dos que secam de desejo; dos que ardem” ADRIANA CALCANHOTO

Responder

Gerson Carneiro

20 de outubro de 2012 às 20h28

“Eu gosto dos que tem fome; dos que morrem de vontade; dos que secam de desejo; dos ardem” ADRIANA CALCANHOTO

Responder

    Mário SF Alves

    20 de outubro de 2012 às 22h34

    Ô, Gerson. Perfeito, cara. Lembrou as bem aventuranças. E por que não? Faz parte, não é mesmo?

anac

20 de outubro de 2012 às 19h14

A vingança do mensalão abre precedentes perigosos. Insegurança juridica é o minimo. Algo que os tres ps nunca tiveram. O Dantas alertou que no Supremo a impunidade era garantida. E foi, com 2 Hcs concedidos na calada da noite.Propositadamente, agora acrescentaram a lista dos 3 ps – pobres pretos e prostitutas, mais um p, de petistas. Que encherão as prisões como sempre. O problema é o precedente criado pelo STF com a santa inquisição do mensalão. A classe media que pensa esta imune as garras da iquisição que coloque as barbas de molho.
Garantia de impunidade apenas para os ocupantes da Casa Grande e seus mais Supremos serviçais. Lembrando que para ser ocupante da Casa Grande se exige no minimo milhões de dolares em paraisos fiscais. Não é para qualquer sabujo serviçal da classe media, muito menos pros capitães do mato.
Alguns sabujos da classe media pensam razer parte da elite. Não são.
São serviçais que serão sacrficados no primeiro momento. Meros mordomos da Casa Grande, ou seja, serão os primeiros a levar a culpa para salvar o pescoço e a pele do patrão.

Responder

    Mário SF Alves

    20 de outubro de 2012 às 22h25

    Acho que tá bem na hora de uma reflexão destas.
    .

    “Alguns sabujos da classe media pensam razer parte da elite. Não são.
    São serviçais que serão sacrficados no primeiro momento. Meros mordomos da Casa Grande, ou seja, serão os primeiros a levar a culpa para salvar o pescoço e a pele do patrão.”
    .

    Perder drasticamente poder de compra, sim; cair do cavalo, sim; mas, classe média levar a culpa, como? Por favor, desenvolva um pouco mais. Já não chega a culpa de nascer em pecado original?

anac

20 de outubro de 2012 às 19h04

Em relação ao julgamento do mensalão no Supremo Tribunal de Exceção.
Giordano Bruno,
no Tribunal da “Santa” Inquisição,
após ouvir o pronunciamento da decisão
que o condenou à morte na fogueira,
por não haver se retratado da Verdade:
“Tendes muito mais medo vós,
ao ler vossa sentença,
do que eu, ao escutá-la.”

Responder

    Mário SF Alves

    20 de outubro de 2012 às 22h40

    Sou fã deste cara. Era anos-luz à frente daquele e do nosso tempos.

Hélio Pereira

20 de outubro de 2012 às 18h57

“De Poste em Poste o Brasil esta ficando Iluminado”!(Lula hoje em Campinas)

Responder

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 19h22

    Um gênio, o Lula.

Fabio Passos

20 de outubro de 2012 às 18h18

Os golpistas apostaram tudo na farsa do julgamento eleitoreiro do stf.

O PiG quebrou a cara!

Respeitem a vontade do povo, seus golpistas vagabundos!

Responder

    Mário SF Alves

    21 de outubro de 2012 às 19h15

    Simples assim, respeitem a vontade do povo! Vontade manisfesta a custo e sangue. Basta isso e faremos um grande País. Basta isso (e megalomania à parte)e seremos luz pra um mundo perdido.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding