VIOMUNDO

Diário da Resistência


Lula: Por que a gente não começa a organizar a nossa mídia?
Política

Lula: Por que a gente não começa a organizar a nossa mídia?


27/02/2013 - 17h33

Durante ato pelos 30 anos da CUT, Lula cumprimenta Vagner Freitas. Foto: Roberto Stuckert/Instituto Lula 

porVitor Nuzzi, Rede Brasil Atual

Sâo Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje (27) que o movimento sindical e os setores progressistas da sociedade invistam mais na organização de seus próprios meios de comunicação, em vez de esperar imparcialidade da mídia tradicional em relação aos governos e às reivindicações de esquerda. Para ele, é preciso parar de reclamar por não ter saído no jornal ou ganhado destaque na imprensa. Os chamados formadores de opinião, disse Lula, eram contra as eleições diretas para presidente, contra o impeachment de Fernando Collor e contra a eleição dele e da atual presidenta, Dilma Rousseff.

Em ato pelos 30 anos da CUT, que serão completados em agosto, Lula disse que o próprio movimento sindical tem um aparato ‘poderoso’ de comunicação, mas desorganizado. “Quero parar de reclamar que os que não gostam de mim não dão espaço. Por que a gente não organiza o nosso espaço? Por que a gente não começa organizar a nossa mídia? Nós sabemos o time que temos, o time dos adversários e o que eles querem fazer conosco. Vocês têm de analisar qual é o espaço de imprensa que o movimento sindical tem.”

Dirigindo-se ao presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, Lula afirmou que a entidade tem de “dar um salto” e passar a atuar mais no auxílio aos movimentos sociais com pouca estrutura. “Não é apenas a luta corporativa. Esse economicismo é bom, mas não é tudo. Faça todas as brigas que tiver de fazer, internamente, mas quando terminar a CUT tem de ir pra rua. A CUT não nasceu para ficar dentro de um prédio.”

Segundo Lula, um dos criadores da CUT, em agosto de 1983, o radicalismo da central era necessário, nos primeiros momentos, para se firmar. “As pessoas não convidavam a gente para a festa deles. Tínhamos de falar grosso para subir um degrau. O importante é não perder o limite, a compreensão, as possibilidades da luta política, da correlação de forças.”

Assim, acrescentou, o movimento sindical não pode abrir mão de reivindicar, mas deve também saber negociar. “Se vocês virarem dirigente sindical chapa-branca, não vale a pena. Se for só do contra, também não vale a pena. Para valorizar o que a CUT tem feito e vai fazer, temos de imaginar como seria o Brasil sem ela. É preciso repensar o papel histórico da CUT.”

O ato teve a presença de todos os ex-presidentes da central: Jair Meneguelli (1983-1994), Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (1994-2000), Kjeld Jakobsen (interino, de maio a agosto de 2000), João Felício (2000-2003), Luiz Marinho (2003-2006) e Artur Henrique (2006-2012). Dois prefeitos foram à cerimônia – o próprio Marinho, reeleito em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e Carlos Grana, de Santo André.

Leia também:

Regulação da mídia é questão de Estado

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



91 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Bernardo dá R$ 6 bi de isenção à teles, apesar de lucrarem como bancos « Viomundo – O que você não vê na mídia

16 de março de 2013 às 19h29

[…] Lula: Por que a gente não começa a organizar a nossa mídia? […]

Responder

Lula convoca progressistas a fazerem sua própria mídia | Professor Desiderio

02 de março de 2013 às 17h07

[…] “Quero parar de reclamar porque os que não gostam de mim não dão espaço. Por que a gente não organiza o nosso espaço? Por que a gente não começa organizar a nossa mídia? Nós sabemos o time que temos, o time dos adversários e o que eles querem fazer conosco”. (https://www.viomundo.com.br/politica/lula-por-que-a-gente-nao-comeca-a-organizar-a-nossa-midia.html ) […]

Responder

Paulo Esteves

28 de fevereiro de 2013 às 20h41

Presidente Lula, sem querer me intrometer, queria enfatizar que a nossa mídia já está sendo organizada, faz tempo. Os companheiros Azenha, Paulo Henrique, e muitos outros estão sendo ajudados com resursos para executarem o seu trabalho incessante de confrontar a mídia direitista, em benefício do povo brasileiro.
Estive presente no último Encontro de Blogueiros Progressistas, e só tenho a parabenizar o pessoal da organização. Tudo esteve preparado para nos receber. Ficamos agradecidos. Nosso trabalho está sendo feito, presidente.

Responder

Maria Ines Reinert Azambuja

28 de fevereiro de 2013 às 20h38

Impressionante a demora em propor isto… Mas não se faz via orgãos oficiais, e sim via um orgão privado, como a Ultima Hora do tempo do Getúlio…

Responder

Francisco

28 de fevereiro de 2013 às 19h38

Sabe quando é que a oposição vai apoiar para ontem a reforma politica?

No dia e na hora que Dilma aprovar que sindicato de trabalhador possa fazer contribuição de campanha.

Sabe quando é que o PIG vai aprovar para anteontem a Lei de Midia?

No dia e na hora em que a CUT tiver tantos canais de TV quanto a Igreja Católica e as Igrejas Evangélicas somadas.

Simples assim.

Basta uma assinatura e dois ou três cargos para o PMDB. Só.

Já pensou a grana que a Record gasta com série biblica sendo investida em minisérie sobre o regime militar?

A cena da nacionalista adolescente sendo torturada e estuprada por um lacaio do partido de Ronaldo Caiado vai ficar ótima em HDTV. Em 3D o sangue vai espirar no eleitor brasileiro escandalizado.

Mas para isso é preciso que o PT queira… Só.

Responder

FrancoAtirador

28 de fevereiro de 2013 às 19h35

.
.
Tentar aplicar o bordão ‘chapa-branca’ aos sindicatos e associações de trabalhadores, e aos demais movimentos e organizações que os apoiam, é uma simplificação que não auxilia na compreensão e no entendimento da própria classe trabalhadora.

É para causar desintegração do conjunto de entidades representativas que o termo é usado de má-fé pela Mídia Bandida, logicamente a serviço dos patrocinadores – banqueiros espoliadores e empresários impatrióticos – que são contra qualquer forma de organização dos trabalhadores ou de quem se integra na luta pelos direitos coletivos dos cidadãos.

Porque a Mídia Bandida e as Corporações Apátridas sabem perfeitamente que, no dia em que os assalariados souberem discernir quem representa efetivamente o Trabalho de quem realmente representa o Capital, haverá de fato a mudança democrática radical, que tanto temem e por isso a impedem.

QUE A JORNADA DE LUTAS QUE OCORRERÁ DE 25/03 A 1º/04/2013 SEJA O COMEÇO.

Responder

Júnia Paula 2ºano ENSA

28 de fevereiro de 2013 às 18h07

Os programas de comunicação que a televisão aberta atualmente nos oferece são programas que apenas nos informam aquilo que realmente vende para eles, pois as notícias que realmente precisamos muitas das vezes não são expostas pela Globo, por conta de uma disputa de lados em relação a administração do nosso país. Podemos concluir que os partidos de esquerda precisam criar o seu próprio espaço na televisão aberta, pois dessa forma, nós consumidores poderemos apreciar as notícias que quisermos e tirarmos as nossas próprias conclusões e formar nossas opiniões sobre qualquer assunto, principalmente sobre política.

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de fevereiro de 2013 às 18h07

[ENTENDA O PARADOXO AO DISCURSO DO PRESIDENTE LULA!]

VALE CULTURA:
20% VÃO PRA GLOBO
O Governo renuncia a impostos para pagar o salário do Ataulfo Merval e da Urubóloga. Pode?
Publicado em 28/02/2013
em http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/02/28/vale-cultura-20-vao-pra-globo/#comment-1060058

###########################

OH! MATUTO SOFRIDO!

… A TV Brasil, ao que me consta, é aberta! E de ótima qualidade [cultural]!… Então pra que diabos o governo deveria estimular o uso do vale-cultura para o trabalhador pagar TV por assinatura, enredo de golpistas nativos – e de enlatados estadunidenses?!…

NOTA FÚNEBRE: ainda há tempo para a presidente Dilma Rousseff rever esse ABSURDO!…

República de ‘Nois’ Bananas]
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Eduardo Guimaraes

28 de fevereiro de 2013 às 16h48

VLAD, Não será ensinado nada do que vc escreveu! Vc está nervoso !
. Tenha mais paciência, pois as mudanças estão no inicio. O povo está e ficará no poder. Não vamos contradizer vc. Mas as coisas boas que poderão ser ensinadas são enumeráveis. Não feche os olhos.Poderemos inclusive educar-lhe e ensinar-lhe a ser livre, independente,solidário e muitas coisas mais! Não fique assim, estressado,ponha sua cabêça p/ pensar! Vc pode ser um novo homem.Basta pensar .Seu futuro será melhor que seu passado !

Responder

Julio Silveira

28 de fevereiro de 2013 às 12h15

Novamente o Lula ensina. É mostra como ser um verdadeiro revolucionário. Ao mesmo tempo que reafirma que sua luta não é por sistemas ideologicos, mas por construção de espaços para a cidadania, mostra também qual é o caminho para se competir no campo do adversário.
Mostra que a solução é abrir espaços para a cidadania dentro do sistema vigente no país, aproveitando as brechas, criando oportunidades, utilizando a propria força ignorada, com as mesmas prerrogativas que as familias corporativas utilizam. Saír fora do tradicional discurso e da temerária (por que teria que se quebrar um paradigma de anos de condicionamento e lavagem cerebral na maior parte da cidadania, mesmo a que é prejudicada no atual sistema) palavra de ordem da luta de classes, forjada politicamente num tempo no passado, num momento em que se buscava demarcar as diferenças sociais históricas para efeito de propaganda e sensibilização das proprias massas. Hoje, pode ser o melhor caminho, até psicologico, esse proposto. Pode atingir o obejtivo de democratizar todos os meios no Brasil, acabar com os cartórios organizacionais. Inteligência deste lado existe e muita. Gente que entende que vive dentro do regime de castas onde a atual, superior e dominante, protege seu direito hereditário ao poder, com exclusividade, artificios, mas também com inteligência.

Responder

    Rodrigo Leme

    28 de fevereiro de 2013 às 18h37

    8 anos no poder não fez nada em relação a isso, e hoje fora dele quer cagar regra. Um verdadeiro revolucionário.

    Julio Silveira

    01 de março de 2013 às 15h04

    Pô que maldade Rodrigo, tenho certeza de que no poder, se ele propusesse o que propõe agora, voce seria o primeira a dizer que estaria fazendo uso de suas prerrogativas de presidente para se imiscuir em assuntos menores. Poderia até ser acusado de prevaricação. Considero você é um cara inteligente, ainda que vejamos necessidade e soluções diferentes para nosso País.

Bernardino

28 de fevereiro de 2013 às 11h50

CONversa FIADA do sr LULA.Ele teve la oito anos e nao foi MACHO pra criar uma TV estatal e um jornal de circulaçao nacional pra defender os interesses do PAÍS.O CANAL poderia ser o 6 entre o 5 e o 7(globo e record)agora vem com esse dicursinho de professor mandando os outros terem iniciativa.É o mesmo que dizer foi o povo quem fez as leis trabalhistas e os sindicatos e nao GETULIO.ORA<ORA com democracia nao se fariam leis trabalhistas com o congresso a serviço da burguesia nacional so no pau isto que o grnade GETULIO fez,aliás o sr LULA nao existiria se nao fosse o dr GETULIO,criador dos sindicatos e leis trabalhistas,petrobras,eletrobras, BNDE e etc.GETULIO foi completo:GOvernador,MInistro,revolucionario.presidente e tb Ditador se nao fosse o periodo ditatorial nao teriamos o que ele fez ate pq a democaracia representativa esta falida os parlamentares fazem o que mandan as corporaçoes e nao o povo que o elegeu!!
Portanto Getulio esta a anos-luz do LULA e continua sendo o maior estadista de todos os tempos do Brasil!!!!!!
O YNTERNAUTA VLAD acima definiu muito bem o que é o governo petista adoram REMENDOS pra ficarem no poder.SE brincar logo,logo vao FLexibilizar as Leis trabalhista com o EUfemismo do progresso do trabalhador.Faço questao de dizer que odeio a pilantragem TUCANA,porem nao sou obrigado a concordar com um governo que sinaliza o mesmo caminho

Responder

Roberto Locatelli

28 de fevereiro de 2013 às 10h32

Vamos pensar alto. Imagine-se uma TV que não seja tucana. Imagine-se humoristas que não sejam homofóbicos, nem de direita. Já pensou, por exemplo, como será engraçado se houver um programa humorístico que faça piadas com Serra? Meu, o cara 1) já inaugurou maquete, e foi a sério; 2) recomendou a seu vice que tivesse amante, e foi a sério; 3) já alertou para não chegar perto dos porquinhos para não pegar gripe suina, e foi a sério.

Aqui, o registro:

1) Serra inaugurando maquete – http://fotos.estadao.com.br/nacional-jose-serra-inaugura-maquete-da-ponte-santos-guaruja-0903,galeria,,93012,,7,0.htm?pPosicaoFoto=9

2) Serra dando conselhos ao Índio – http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/07/nao-tenho-amantes-disse-vice-indio-da-costa-segundo-relato-de-serra.html

3) Serra e os porquinhos gripados – http://www.youtube.com/watch?v=-HdWug_4IyI

Os “humoristas” tucanos do PIG não aproveitam nenhuma dessas oportunidades, pois, além de tucanos, são serristas. Numa tv não tucana, os humoristas não teriam trabalho para escrever os roteiros pois os políticos (de todos os partidos) cometem essas bobagens. Serra é o campeão.

Responder

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 15h36

    Teríamos agenda para 5 anos no mínimo, só para HUMOR.

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h32

    Corrigindo o link da inauguração da maquete: http://migre.me/dt88b

Leonardo

28 de fevereiro de 2013 às 10h22

Uma excelente proposta, inimigo do povo e time mídia livre definidos, e agora?

Campanha presidencial para 2014: vamos fazer reforma da mídia, reforma política, reforma tributária, reforma agrária, auditoria da dívida pública – opa! esta não pode porque já negociamos com os financiadores de campanha – bolsa família continua, pois são os pobres mesmo que financiam ele, e por aí vai…

Tem coisas que precisam ser realizadas com urgência e não negociadas presidente Lula!Que socialismo é este? Temos que reformar para que tenhamos justiça social ou competir no capitalismo!

Responder

    MariaC

    28 de fevereiro de 2013 às 11h04

    Acho que se Dilma reformar o MEC que passará a ditar a grade para os estados, já reforma o Brasil. Tipo assim, uma escola Waldorf, em que o professor tem que saber pensar para ensinar a pensar, e acompanhar o pensamento dos meninos e ensinar filosofia, por anos, até eles saberem pensar. Nem precisa mais. Tudo tem de ser resolvido no começo da esteira. Se deixar pro final baubau! Exemplo: se esamos tendo problemas de tráfico de pessoas é porque essas pessoas estavm na fome. E no final da esteira da produção de humanos não adianta gastar grana e policia internacional, que já era…. tem de resover no começo da esteira, na infância. E isto não está sendo resolvido.Grana é para os ricos, ainda. E Dilma não está fazendo nada para resolver isso. Se aumentar o salário minimo para 1.000 já desaparecem metade dos problemas do Brasil. O resto o povo conserta sozinho. Droga não tem jeito: mais dinheiro mais droga, mas a escolaridade e o compromisso pode evitar a droga.

Rodrigo Leme

28 de fevereiro de 2013 às 10h13

“Se vocês virarem dirigente sindical chapa-branca, não vale a pena.”

Se?!?!?! Não sabia que se usava condicional para fato consumado.

Responder

    abolicionista

    28 de fevereiro de 2013 às 13h25

    Palavras, palavras, palavras, já dizia Shakespeare… caluniar é tão fácil, não?

    Willian

    28 de fevereiro de 2013 às 18h40

    Oh, se é, vocês são craques nisto…

Rildo Ferreira

28 de fevereiro de 2013 às 09h07

Ora, ora… Quando lá atrás, logo depois do primeiro encontro de blogueiros em São Paulo, sugeri que Vi o Mundo, Conversa Afiada poderiam ser novas mídias de circulação nacional (jornal ou revista), se não fui ridicularizado, fui ignorado. Bom, mas Lula é o Lula né? E vocês jornalistas (PHA, Azenha, Vianna, Mello, Leandro Fortes, Carta…) nunca pensaram na possibilidade de uma nova TV, com jornalismo que só vocês sabem fazer? Ah, devo estar sendo ridículo de novo. Me desculpem.

Responder

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 10h30

    Está não! E isto ia ser legal.

    MariaC

    28 de fevereiro de 2013 às 11h06

    Não resolveram a internet para pobres. E a mãe dos pobres não lhes ensina a evitar noticias bestas de intenet, pois nãe antiga e pobre acha que o filho sabe mais que ela. Pobre Brasil.

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h22

    Eu acho que já temos força, no mínimo, para uma emissora de rádio.

    Ximene

    28 de fevereiro de 2013 às 23h07

    Acho bom correr com isto, porque qualquer igrejinha evangélica que se preza tem pelo menos uma emissorazinha e se somar todas as “denominações” eles já têm centenas de emissoras de rádio pelos rincões deste Brasil….fora o resto destas outras coisas similares que investem pesado em passar o dia todo buzinando na orelha das donas de casa.. E a “esquerda” bestando, esperando a massa se conscientizar…

ricardo

28 de fevereiro de 2013 às 09h02

Ter a nossa mídia não é o bastante. De que adianta criar mais um canal de televisão se o povo insiste em assistir aos canais das elites? Além de criar a nossa mídia, temos de destruir a deles. Precisamos chegar ao ponto em que o controle remoto tenha apenas a tecla liga/desliga.

Responder

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 10h21

    Não ricardo, temos que chegar ao ponto em que O ÚNICO CONTROLE SEJA O CONTROLE REMOTO. Hoje, não é. Hoje o controle é o de meia dúzia de famiglias a serviço de banqueiros e rentistas.

    É preciso que o controle remoto tenha o poder de permitir que o telespectador assista TUDO O QUE ELE QUISER, e não o que essas famiglias decidam que ele pode assistir.

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 10h38

    Na linha o pensamento do Ricardo.
    Um só exemplo para clarear.
    Minha mãe assiste a Globo, as novelas
    todas da Globo, tem 78 anos de idade e
    ouve com aparelho. E só sabe que é o
    canal 1.
    Não me vejo ela ligando a TV, e a Globo
    fora do ar. e ela entristecida, por não
    ver o Vale a Pena Ver de Novo. Ficaria
    triste e não teria o que fazer. Compreende!
    Deve existir muitos brasileiros que só pegam
    a Globo, por ser o sinal mais forte.
    Então temos que fazer chegar a eles por
    convencimento que existe outras mídias, inclusive
    o rádio…e outras mídias.E com maior qualidade.
    Acabar com algumas regalias da Globo.
    mas quem acabar, tem que melhorar, é obrigação.

    João Pedro

    28 de fevereiro de 2013 às 12h52

    E quantas famílias vc acha que seria o ideal?

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 15h43

    João Pedro, cinquenta por cento das Famílias Brasileiras
    mais uma.
    Já seria o suficiente, e democrático.

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h28

    Pergunta do João Pedro: quantas famílias deveriam ter o controle da mídia no Brasil?

    Na minha opinião, a mídia brasileira deveria ser controlada por 48 milhões de famílias, que é o número total de famílias no Brasil.

    lulipe

    28 de fevereiro de 2013 às 11h02

    “(…)Além de criar a nossa mídia, temos de destruir a deles(…)”

    Essa é a democracia petista, não é caro Ricardo??

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 15h39

    Não faça isto Lulipe, não confunda democracia
    com plano B.

    Mário SF Alves

    28 de fevereiro de 2013 às 16h30

    Uai? E desde quando o Ricardo é o PT?

jose s.

28 de fevereiro de 2013 às 08h58

Quem deu um golpe certeiro foi o Deputado Federal Garotinho propondo que os balanços sejam publicados obrigatoriamente na Internet.Se aprovado este projeto o PIG perderá uma receita significativa.
Só falta agora o governo continuar comendo pelas beiradas (como já dizia o Saudoso Brizola “sopa quente tem que ser tomada pelas bordas do prato,pois o do meio é muito quente e pode queimar sua lingua”) e começar a cortar a publicidade e exigir que as empresas estatais,banco do Brasil e Caixa Econômica, administração direta e indireta,Fundos de pensões,entre outras façam sua propaganda/publicidade nas TVs educativas e na internet.
No momento que o governo tomar tal atitude ,o pig sentirá no bolso ,pois este é o maior conselheiro.

Responder

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 10h23

    Verdade, jose s., esse golpe atinge o PIG onde dói mais: o bolso. Se for aprovado (tomara que o PT não amarele) será uma trauletada.

    Já sabemos os partidos que votarão contra a medida: PSDB, Dem, PSOL. Os de sempre.

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 10h40

    Se nada acontecer, é porque alguém calçou
    o Piazínho?

    Willian

    28 de fevereiro de 2013 às 14h26

    Taí uma coisa para qual vocês conseguiriam um dinheiro fácil para a luta. Vão ao Itaú, Bradesco e ao Santander e peçam uma colaboração para uma campanha que obrigue a Caixa e o BB a fazerem propaganda só em emissoras públicas. Peçam à Texaco e a Esso o mesmo para obrigas os postos Petrobas a fazerem o mesmo.

    Sucesso certo.

augusto2

28 de fevereiro de 2013 às 08h44

gosto muito do Brasil.
mas preciso contribuir em melhora-lo.
fazendo pequeno balanço do lado triste encontrei neste ano
de 2013 uns buracos negros, de variados niveis de relevancia:
– uma boate dantesca em S Maria; um fogueteiro assassino em Oruro;
uma urubologia economica renitente contra a cidadania; uma virgem
friamente bi(des)vendida em SC.
O mais lamentavel é o terceiro, o da urubologia militante.
Tem coisas boas e como tem. Mas se disser q eu nao engoli amargo é mentira.

Responder

    renato

    28 de fevereiro de 2013 às 10h55

    Prostituição é a troca consciente de favores sexuais por dinheiro.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Prostitui%C3%A7%C3%A3o

    Mudou as coisas no pais. Agora vão dar entrevista na televisão, fazem
    “documentário”, fazem livro,ensinam nossos filhos, não conseguimos competir
    com a mídia.
    Muito bem dona Maria Gabriela, escachar o Pastor, e pediu autografo para Prostituta, nos dois casos, a Bande não tem mais quem trazer.
    Que tal Gil Rugai.Primo do Bruno.
    Esta na hora de deixar o espaço, para outro programa.
    Santa Catarina, berço da Moral e Bons Costumes, afinal são descendentes
    de Europeus.

Jose Mario HRP

28 de fevereiro de 2013 às 08h38

Lei dos Médios

Responder

Mardones

28 de fevereiro de 2013 às 08h31

Realmente é muito fácil propor coisas novas quando não se faz mais parte do governo, quando não se tem mais um mandato para cumprir.

Depois de propor a criação da própria mídia aos trabalhadores sindicalizados, Lula poderia propor também a criação de um banco para os trabalhadores.

Em seguida, a criação de uma cooperativa de alimentos, uma cooperativa de táxis, uma empresa aérea…

Responder

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h40

    Gostei dessas idéias. Todas elas têm uma coisa em comum: não é o governo que tem que fazer, é a sociedade. Somos nós. Por isso Lula está propondo. Ele não está dizendo para a Dilma fazer. Eles está propondo para a sociedade fazer.

Romanelli

28 de fevereiro de 2013 às 08h05

Acho até legal ..porém, pra mim, um cidadão que vive num país de INCONSEQUENTES, este que se nega a se impor de um código de CONDUTA ética democrático e transparente ..pra mim vai dar na mesma, pois ninguém ainda vai me garantir que haverá espaço aos contrários, ao pedido de debate e esclarecimentos, o fim dos editoriais e opiniões monocórdicas, enfim, o respeito à verdade e/ou fidelidade dos FATOS.

Responder

    Mário SF Alves

    28 de fevereiro de 2013 às 16h35

    Macunaíma tem seu lado bom. E como tem. Mas, precisa ser superado. A questão é: a pior elite do mundo deseja [permitirá] isso?

Roberto Locatelli

28 de fevereiro de 2013 às 08h03

Nossa luta é por uma lei que proiba propriedade cruzada dos meios de comunicação. Mas não podemos ficar só nisso.

A Blogosfera Progressista tem massa crítica para criar veículos fortes, quem sabe até uma emissora de rádio.

O que é preciso é UNIDADE na diversidade. É preciso juntar forças e capacidades financeiras.

Até uma rádio mística já existe em São Paulo, que é a Rádio Mundial. Então, não há desculpa para não termos uma emissora de rádio, que também possa ser ouvida na internet.

Responder

Jose Mario HRP

28 de fevereiro de 2013 às 07h20

Lei dos “médios” já!!!!!!

Responder

Olavo

28 de fevereiro de 2013 às 05h53

DEMOROU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

ricardo silveira

27 de fevereiro de 2013 às 23h49

Que as entidades privadas devam ter os seus meios de comunicação para mobilizar suas bases e informá-las é uma coisa, justa e necessária às categorias profissionais. Outra coisa é a mídia que ocupa o espaço público para fazer política de comunicação do interesse público, de todo um povo, o que se faz, com mais eficiência, por meio das concessões públicas de comunicação – rádio e TV, internet. Certamente, Lula não está confundindo as coisas, espero.

Responder

Fernando

27 de fevereiro de 2013 às 22h47

o Lula o Pt a cut e o pcdob deveriam criar o GEC ( Grupo Esquerda de Comunicações) várias emissoras de radio e de tv, sendo que a principal emissora seria a Rede 13!!!!!

Responder

Vlad

27 de fevereiro de 2013 às 22h18

Boa idéia.
Podemos ter na “nossa” mídia, o Kassab como âncora e aproveitar a larga experiência das organizações Sarney e Arnon de Mello no controle da mídia. E o condenado-mor da Ação Penal 470, diretamente de Portugal, seu QG, ensinará a todos as hodiernas técnicas de blindagem patrimonial.
Podemos ensinar ao povo que concessão não é privatização, que reforma agrária é favelização do campo e que necessitamos flexibilizar as leis trabalhistas.
Que o salário mínimo continua achatado, mas em compensação os cumpanheiros das Centrais estão bem acomodados em polpudos conselhos de administração de estatais, ou seja, alguns melhoraram muito de vida.
Explicar que a energia verde do etanol é coisa do passado, que o pré-sal não vai dar lucro por um bom tempo e que o decantado plano nacional da banda larga perdeu o bonde com seu fabuloso 1 mega, que já nem detento em presídio “aceita” mais.
Agradecer as orações de todos, pois choveu e o risco de desabastecimento (que não havia, fique bem claro) não existe por ora, que a inflação que vc vê no supermercado é ilusória e que os juros baixaram, embora o juro na loja seja 200% a.a., mas para os bilionários via BNDES é quase zero.
Que o trem-bala é uma realidade, a transposição já custou uma fábula mas deve sair se Deus quiser e a educação não melhorou mas vai melhorar.
Que a fila no SUS agora não é mais na calçada, é virtual; que a criminalidade já está incorporada na cultura, pois banalizada foi; mas não se preocupe se vc está enssa, pois se alguém for preso há uma belíssima bolsa-reclusão.
Que você, que ganha R$ 71 por mês não é mais miserável e os felizardos que ganham R$ 300 por m~es são classe média. Não é o máximo?
Isso apenas para começar, no programa do primeiro dia da “nossa mídia”.
“Nossa” mídia…sei, sei,

Responder

    J Souza

    27 de fevereiro de 2013 às 23h34

    Este ai deve ser o “otimista”…

    Deve achar que as privatizações foram um sucesso, pois os serviços são maravilhosos e seu custo irrisório, que o PROER ajudou muito os pobres, que o vale-gás do FHC foi o “pai” do bolsa-família, que o “engavetador geral da República” foi o melhor procurador da história, o que mais combateu a corrupção, que o “mensalão” mineiro nem sequer foi “caixa 2”, que o Serra foi o melhor ministro do planejamento, e que a venda-doação da Vale do Rio Doce foi coisa de gênio, e que teria feito o mesmo!

    Agora, chamemos o “pessimista”…

    Vlad

    28 de fevereiro de 2013 às 08h50

    Nada disso. Maniqueísmo petecano vs tucanalha é só o que resta como argumento de desqualificação para os adesistas incondicionais.
    Mas ninguém vai obrigar este aqui a concordar com o ruim apenas porque antes estava péssimo.

    leia

    28 de fevereiro de 2013 às 06h08

    Os irracionários entram em todos os espacos. Näo estäo contentes com os espacos que tem na veja/folha/e outros. Parecem mesmo arroz de festa, estäo em todas. Xô coisa ruim, negativo, xô.

    abolicionista

    28 de fevereiro de 2013 às 13h31

    É, Vlad, você me desculpa, mas seu comentário é cheio de contradições e mostra apenas que o PSOL ainda não possui um programa político independente. O pior que poderia acontecer a vocês seria ganharem as eleições, pois vocês simplesmente não têm ideia do que fazer com o país, a despeito das boas intenções. E, no entanto, vocês querem disputar eleições. Só o tempo dirá o que pode ocorrer com o PSOL. Quem sabe, daqui a alguns anos, torna-se até um partido consistente. Ou vira à direita à la PSDB, vai saber…

    Vlad

    28 de fevereiro de 2013 às 14h56

    Prezado abolicionista.
    Alguma contradição que encontres nesses meus desabafos talvez seja porque não tenho mais paciência para ficar explicando tudo nos mínimos detalhes. E uma vírgula mal colocada causa o mesmo estrago que uma vírgula mal lida.
    Minha paciência acabou, após mais de cinquenta anos ouvindo que somos o país do futuro…o capital continuar na posição da corda enquanto o trabalho faz as vezes do pescoço; a educação, chave para a libertação da escravidão moderna, continua prioridade há décadas (sinal evidente que nunca foi).
    Eu não falo pelo PSOL nem sou a ele subserviente (aliás, já está muito comportadinho pro meu gosto). Apenas acho que o caminho é por este lado e não pelo lado do Sarney & Cia, coisa que muitos convenientemente abstraem.
    Mas, desde que não sejam coniventes com a tirania e a exploração, respeito o otimismo conformado…até invejo, porque certamente deve melhorar a qualidade do sono.

    ;)

    Mário SF Alves

    01 de março de 2013 às 00h19

    Vai lá, Vlad. Muda tudo. Faz tudo o que deve ser [e não está] sendo feito. Vai lá, oh!, poderoso Vlad. Mas, dou-lhe um conselho: primeiro conquiste o poder; primeiro destrone o regime casa-grande-BraZil-eterna-… Vai lá, Vlad. Quem sabe você não tem [ou cria] um partido maior e melhor que o insuficiente e lerdo PT.

    _____________________________
    Mas, atenção. Agora, igualmente sério, e com todo o respeito, o que você diz é importante. Não resta dúvida. Serve pra nos lembrar a todo instante o quanto ainda estamos distantes do o “Brasil Um País de Todos”. Aliás se o Brasil pudesse contar com um partido que, a este seu modo, fizesse tal oposição ao Governo, todos sairiam ganhando. Não dá esperar que os demotucanos façam isso, dá? O PiG, decerto, jamais faria. Então, quem?

angelo

27 de fevereiro de 2013 às 22h02

” Se vocês virarem dirigente sindical chapa-branca, não vale a pena. Se for só do contra, também não vale a pena”

Boa, Lula.

Responder

Carlos Solrac

27 de fevereiro de 2013 às 21h24

Vc Lula, esteve lá 8 anos, porque não colocou no devido lugar?
Pois já passou e muito da hora, a falta de isenção e independência jornalística da grande mídia a cada dia que passa se torna mais agressiva.

Responder

Eduardo Guimarães

27 de fevereiro de 2013 às 21h00

Por falta de dinheiro

Responder

    Alberto Santos Neto

    28 de fevereiro de 2013 às 08h10

    É verdade!
    99% das verbas federais em publicidade vão justamente para o PIG, que não deseja outra coisa a não ser derrubar o governo. O Lula está bricando com um assunto muito sério!

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h42

    Brincando? Lula não está brincando. Está fazendo uma proposta à sociedade civil.

Roberto Locatelli

27 de fevereiro de 2013 às 20h48

Para termos nossa própria mídia, é preciso unidade. É preciso juntar a CUT, o PT, PCdoB, MST e outras organizações da sociedade.

Se formos sonhar alto podemos ter uma emissora de rádio ou tv.

Responder

    Willian

    28 de fevereiro de 2013 às 08h43

    “É preciso juntar a CUT, o PT, PCdoB, MST e outras organizações da sociedade.”

    Esqueceu do povo. Temos vários canais públicos que somados não têm a audiência da RedeTv de madrugada. Sinceramente, você acha que, tirando alguns que comentam aqui, alguém assistiria um programa produzido pela CUT ou MST?

Lula: Por que a gente não começa a organizar a nossa mídia? | PapoCatarina

27 de fevereiro de 2013 às 20h41

[…] Lula: Por que a gente não começa a organizar a nossa mídia? 27/02/2013 20:39:49Enviado por PapoCatarina TweetPublicado por: Viomundo […]

Responder

Risoflora

27 de fevereiro de 2013 às 20h26

O convite de Lula está na música de Chico:

” E com o bucho mais cheio começei a pensar:

Que eu me organizando posso desorganizar

Que eu desorganizando posso me organizar

Que eu me organizando posso desorganizar

Responder

    renato

    27 de fevereiro de 2013 às 21h34

    E com o bucho mais cheio comecei a pensar!
    Comecei a me enamorar, comecei a economizar.
    Comecei a me enricar. Feliz estou.
    Começo a pensar, tenho forças, começo a fazer.
    Que boa é a vida. Não quero mais morrer.
    Parabens!!!!!!!!!!
    Risoflora.

J Souza

27 de fevereiro de 2013 às 20h21

No Brasil, a mídia tradicional atua como a máfia: há os “capos” maiores – Globo, Abril, Folha, RBS – e os menores, atuando em cada Estado da Federação, replicando as ordens dos maiores.

Eles têm o controle sobre o congresso nacional, sobre o judiciário, e se jactam com o dinheiro das grandes corporações, ajudando estas a explorar os viciados em idiotices e bugigangas!

Está tudo dominado!

Responder

    FrancoAtirador

    28 de fevereiro de 2013 às 09h37

    .
    .
    Isso e mais, meu caro J Souza:

    A Mídia Bandida se apresenta

    como sendo imparcial e isenta.

    E a maioria assim a considera.
    .
    .

Estevão Zanch

27 de fevereiro de 2013 às 20h07

Se assistir a nossa mídia, vai ter 30% a mais no bolsa-qualquer-coisa!!!

Responder

Estevão Zanch

27 de fevereiro de 2013 às 20h05

Já tenho até um nome… que tal GRANPA?

Responder

Fernandes

27 de fevereiro de 2013 às 19h31

A mídia escrita tende a afundar-se na crise.
A internet prosperará mais e mais, mas não é confiável. No final das contas ela é propriedade norte-americana, fato que já vem nos cobrando um alto preço de nossa liberdade de expressão. Não faço ideia de como seria possível socializá-la efetivamente. O espaço eletromagnético da tv e rádio estão aí. São de quem tem concessão e tecnologia.

As forças progressistas devem dispor-se a ter sua mídia em todas essas modalidades. Lula está certo! Vamos esperar o que da grobo, da falha, etc. As cartas já estão na mesa desde o dia em que os trabalhistas chegaram ao poder, portanto desde Vargas. Ou se é inocente ou se tem má fé! É simple assim. Essa mídia tradicional corrompe e emporcalha tudo, mesmo a nossa sencibilidade e subjetividade. Ela não tem limites. Talvez uma concorrência real seja um bom começo.

Responder

Eduardo Raio X

27 de fevereiro de 2013 às 19h28

E ai Azenha a internet seria a saída mais certa, para quebrar de vez a crista da mídia viciada em distorcer a realidade dos fatos. Azenha você o PHA entre outros poucos sempre defendeu o investimento maciçamente em internet para o povo, com suporte e tecnologia de ponta para assim dar acesso a todos. Já pensou se isso acontecesse logo de início no governo Lula, qual estrago seria feito na elite do BraZil do faz de contas do FHC?!?!

Responder

Sagarana

27 de fevereiro de 2013 às 19h07

Organizar midia é fácil, difícil e conseguir leitores.

Responder

João Vargas

27 de fevereiro de 2013 às 18h49

Na verdade a CUT ficou sem rumo após a conquista do poder pelo PT. Isto porque a CUT e o PT eram como a corda e a caçamba, eram siameses. A CUT ficou com vergonha de ir para a rua para combater atos do governo do PT contra os trabalhadores, como a reforma da previdência por exemplo. A CUT não pode ter partido, ela tem que estar sempre ao lado dos trabalhadores que é quem a sustenta com as contribuições sindicais. Se não for assim perderá a credibilidade já debilitada perante a classe trabalhadora.

Responder

lulipe

27 de fevereiro de 2013 às 18h45

Taí uma boa idéia, só assim parariam com esse chororô.Apesar de que já existe a TV Lula, ops TV Brasil, só falta ter audiência!!!

Responder

    Marcos C. Campos

    27 de fevereiro de 2013 às 21h18

    Só a qualidade da imagem que não é boa, a programação é melhor que muita porcaria por ai. O importante é conteúdo.
    Experimente. Pare de assistir novela um pouco.

    Maria Carvalho

    27 de fevereiro de 2013 às 23h10

    Prezado Marcos, concordo inteiramente com você. A TV Brasil, para mim, tem a melhor programação, além de não passar propagandas, vistas em canais comerciais, as quais considero agressivas/idiotas.

    Willian

    28 de fevereiro de 2013 às 18h42

    Democracia, cada um assiste o que quiser.

trombeta

27 de fevereiro de 2013 às 18h04

Certo Lula, o Brasil mudou, o mundo mudou, o jornalista, hoje, pode se assumir como de esquerda que não vai faltar trabalho.

Há um mercado à espera de ser conquistado por uma empresa de comunicação progressista como o página 12 da Argentina, há público e leitores para consumir que já não suportam mais notícia ruim e manipulação da informação.

Responder

Carlos Lima

27 de fevereiro de 2013 às 17h52

À
Excelentíssima Senhora Presidenta Dilma Rousseff
Ref: Pedido de Socorro

Senhora presidenta escrevo-lhe essa missiva, no intuito de me informar ao mesmo tempo talvez informar a vossa senhoria a campanha magistral e covarde contra as Micro/EPP, O processo para certificar as grandes empresas com BFP (Boas Práticas e Fabricação), está proibindo estas empresas de vender para as menores, cito o exemplo de diversos e-mails que recebi em que não será mais possível a nossa empresa adquirir alguns equipamentos para revender por não possuir ANVISA, Cara presidenta os equipamentos que vendíamos não há nenhuma necessidade de tal licença, a ANVISA ao proceder dessa forma está sufocando os pequenos em detrimento dos grandes, esse documento da famigerada agência e de difícil acesso para as pequenas empresas, além da morosidade e de valor galáctico e do que para chegar até ele tem que ser feito, além do tempo que é de mais de quatro meses de processo. Como que de uma hora para outra querer quebrar as Micro/EPP, o que tem por traz dessa legalidade quase que impossível? Presidenta, gostaria que a senhora enviasse um assessor para acompanhar o dia a dia, o qual ofereço a minha empresa para verificar como esta sendo a dilapidação e tratado quem trabalha com honestidade, sinceramente eu pessoalmente estou com um sentimento de vergonha, medo, paralisia e muitos outros por ter que conviver em família como gado que vai para o matadouro e de pensar que a minha ideologia trabalhista foi consumida por ela própria diante da vergonha e de processos quase mafiosos para salvar os grandes entregando-lhes os pequenos para que continuem obesos e fortes, nem que para isso sacrifiquem quem lhes deu movimento e poder. Não tenho a cátedra dos escritores, más corre em minhas veias anos de luta para o coletivo de meus compatriotas, estive em praça cercada de soldados buscando anistia para ídolos de agora tão poderosos que nos desprezam como talvez lixos da história. Fazer adequações é possível, más de uma hora para outra exigir quase o impossível é pura covardia. Temos certeza ter algo mais além da legalidade, há sim uma campanha para nos destruir ou nos tornar ainda mais escravos da ganância, não é modernidade transformar a vida de trabalhadores em um inferno, isso é eufemismo que não sabemos qual causa própria serve. Senhora Presidenta pedimos o seu socorro como ultima instância de solução, tem alguma coisa querendo nos destruir não sei com qual intuito. Talvez estejam mirando à senhora.

Carlos lima

Responder

    Conceição Lemes

    27 de fevereiro de 2013 às 19h35

    Carlos, que tipo equipamento? Gostaria de mais detalhes. Seria possível. Abs

    renato

    27 de fevereiro de 2013 às 21h45

    Tem que chegar as mãos da Presidenta.OK.
    Mas, você é inteligente, não fica esperando a
    Conceição resolver sua situação.
    Com certeza este comunicado é só para nós do Viamundo.
    Ficarmos sabendo.
    Conceição, depois demonstra para nós, que só passamos por
    aqui, em que pé ficou isto. O que ele relata parece outro
    país..OU…NÃO?

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 07h59

    Para que sua mensagem chegue à Presidenta, o endereço é https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php

    O computador perguntará se você aceita o site como exceção de segurança (pois acho que tem rotinas java, php, ou coisa que o valha) e você manda o recado diretamente para Dilma.

    Detalhe: o site bloqueia o velho Ctrl-C Ctrl-V. Tem que digitar diretamente.

    Carlos Lima

    28 de fevereiro de 2013 às 11h40

    Conceição Lemes, não há uma definição de que produto ou equipamento. É simplesmente assim, a empresa que se certifica do BPF (Boas Prátiticas de Fabricação) ela não pode mais vender para empresas sem ANVISA, porém determinados empresas não precisam de ANVISA para se estabelecerem, com essa determinação, já recbi email de fabricante de autoclaves, de ECG, de Mascaras etc, estão fecharam o cerco contra as Micro/EPP que não tem o ANVISA, conceição faça um estudo do que estão fazendo com essa categoria de empresários e constatará a covardia fiscal que lhes é imposto pelos 3 níveis de governo, você terá uma surpresa desagradável sobre o futuro dessas empresas. O Ministério do PIMENTAL está preocupado em técnologia demonstrativa e não efetiva no sentido prático, não podem colocar no mesmo nível de possibilidades todos os tipos de empresas umas possuem recursos e reserva de mercado, outras sobrevivem de migalhas, pois o vício do tratamento difereciado que só beneficia os grandes faz com que seja sempre assim. Para melhorar a competitividade das empresas nacionais de grande porte foi proposto metas a serem compridas com carência de tempo e dinheiro alocado para tais metas e por sinal muito dinheiro via BNDES, já para as micros/epp, as metas são impostas e sem nenhum recurso ou carência para as cumprir, essa do BPF é será o fim das pequenas empresas. O país trata mal as empresas que mais geram empregos, descobriram esse ouro e agora os transforam em escravos errecadatórios, em funcionários públicos sem salário e sem estabilidade e em doentes de tanto se preocuparem com os compromissos que são os mesmos ou até maiores que os dos grandes. Quando você buscar um estudo sobre esta categoria, não se baseie no macro dos numeros,são como estátistica, fazem média, vá pontualmente, você vai se surpreender com tamanha ganancia e covardia entre taxas, impostos, obrigações com federações sindicais, com conselhos de categorias e etc..fora as humilhações que o sistema financeiro também impoe aos pequenos empresários. A presidenta deve saber disso, pois na ultima campanha foi noticiado que ela havia também sido vítima de um pequeno negócio que não deu certo. O congresso nacional é refem dos finaciadores de campanha e pela doações é possível saber de lado estão, é bancada disso, é bancada d’aquilo, más não há, não há niguém preocupado com essa categoria, absolutamente ninguém. Vo lhe citar um exemplo: Existe um projeto em discusão proposto por um deputado do PSDB e que vários do PT também o acolheu, não é uma proposta ruim do ponto de vista que cria a categoria de comerciário, más junto com ela vem mais uma obrigação trabalhista que diz que independente dos benefício que o comerciário já tem será obrigatório um pagamento em comissão de 4% para este trabalhador, veja essa guerra entre comércio virtual e comércio estabelecido se isso é possível. Só há oneração para nossa categoria.

Ronaldo Silva

27 de fevereiro de 2013 às 17h44

Repito aqui o que escrevi no PH.
O Lula esteve oito anos a frente do governo e não criou nem estimulou nada parecido com isso que diz agora. Esse discurso me parece bálsamo com intuito de amenizar declaração da presidenta de que não faria regulamentãção de mídia no país

Responder

    renato

    27 de fevereiro de 2013 às 21h41

    Gosto de Lula, mas não gosto de engôdo!
    Se cheirar armação, o pau quebra.
    Voto nele, portanto posso não gostar.
    Excelente pensamento, Ronaldo..vamos ficar
    de Olho, Uma coisa é evoluir outra é andar
    conforme a correnteza.
    Brasileiro que se preza, faz seu próprio caminho.

    Ronaldo Silva

    28 de fevereiro de 2013 às 12h40

    É lamentável o medo que a globo e asseclas promovem em nossos políticos(e outros). Lamentável. E não vejo um bom futuro nessa área no que depender do PT. Como vc mesmo disse, temos de encontrar meios de seguir o caminho.

    Roberto Locatelli

    28 de fevereiro de 2013 às 17h44

    Acho que não é bálsamo, Ronaldo. Acho que é mais simples: se a Dilma não faz, nós fazemos.

    Ronaldo Silva

    01 de março de 2013 às 21h27

    Tomara! Apesar de minhas dúvidas torço para q esteja certo. Afinal, ontem o Lulinha matou a pau novamente, após falar sobre as mudanças na PF, PGR, etc…ele finaliza magistralmente com essa…”depois de nós, até o Tribunal de Contas está funcionando no Brasil, para pegar a petezada…” rs eu ri demais.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!