VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Professores cearenses em greve apanham de Batalhão de Choque


29/09/2011 - 16h08

Professores e Batalhão de Choque entram em confronto na Assembleia Legislativa

do Diário do Nordeste, sugestão do Morvan Bliasby

Professores da rede estadual de ensino e policiais do Batalhão de Choque entraram em confronto na manhã desta quinta-feira (29) na Assembleia Legislativa, em Fortaleza. Os professores tentaram entrar na Casa quando foram impedidos pelos policiais.

O vereador João Alfredo (PSOL) informou, por meio de seu perfil no twitter, que havia policiais por toda a área, proibindo acesso às galerias. “Acabamos de saber que Batalhão de Choque está na Assembleia Legislativa. Houve quebra-quebra e alguns professores estão feridos”, disse.

Segundo o presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, a “orientação do sindicato é resistir”. “Estamos dentro da FM da Assembleia esperando uma posição do parlamento ou do governo”. Segundo Anízio, muitos professores foram feridos durante o confronto. “Estamos recebendo a OAB e dois companheiros que estavam detidos já foram liberados”, disse.

Na noite da quarta-feira (28) cerca de 300 professores estavam acampados na Assembleia Legistativa. A categoria está em greve desde o último 5 de agosto.

Três professores que estavam na AL fazendo greve de fome afirmam que teriam sido agredidos por policiais do Batalhão de Choque.

Leia também:

O outro lado da foto do estudante que “atacou” Lula na Bahia

Professores gaúchos preparam greve, detonam ‘meritocracia’ e aluno-cobaia

Assessor de tucano provoca professores em MG: “Se eu ganhasse 712, ia ser servente de pedreiro”





100 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

jorge

26 de julho de 2012 às 09h22

Acho engraçado que esses mesmos professores dois meses depois apoiaram a greve da polícia…parecem que gostaram da surra…rapaz esse povo de sindicato não prestam pra nada…são um bando de interesseiros FDP.

Responder

Julio Junior

03 de outubro de 2011 às 21h36

A Culpa sim, é do PT que ocupa o poder central a 9 anos e o executivo não deu passos no sentido de fazer as correções históricas no campo da educação pública.. E não sou tucano, votei no Lula e na Dilma ,mas devo reconhecer a incompetência do MEC para tratar da questão salarial dos professores. Chega a ser vergonhosa essa discussão sobre um piso de um mil e cem reais. Como é que você paga esta quantia pra quem passou 4 anos numa universidade e fez concurso de ingresso no serviço público? E não sou professor, nas duas construtoras em que trabalho como Engenheiro de Segurança os pedreiros estão atingindo até dois mil reais ao mês.

Responder

raí

03 de outubro de 2011 às 10h29

fico triste com tudo isso…não quero mais ser educador, vou pra área de saúde.

Responder

    carlos

    03 de outubro de 2011 às 10h47

    acho que vou fazer o mesmo.

    Carlos

    03 de outubro de 2011 às 10h49

    Eu estava pensando em sair da saúde para ser educador.

Túlio Muniz: Os inimigos da escola | Viomundo - O que você não vê na mídia

02 de outubro de 2011 às 19h34

[…] Professores grevistas do Ceará agredidos pelo Batalhão de Choque   […]

Responder

Professores cearenses em greve apanham de Batalhão de Choque « Cirandeiras

02 de outubro de 2011 às 14h51

[…] Professores cearenses em greve apanham de Batalhão de Choque via Viomundo – O que você não vê na mídia de Conceição […]

Responder

Pedro

01 de outubro de 2011 às 19h07

Kd a Dilma? Kd o PT que nao fazem nada para melhorar a educação?

Responder

    João Paulo

    01 de outubro de 2011 às 21h56

    Apoiado. Só quero ver se a Dilma vai ter peito de assinar o decreto de intervenção federal no Estado de Minas Gerais, ela que se referiu ao governador como ''meu querido governador Anastasia''.

Justiça impede Correios de cortar salário por greve | Viomundo - O que você não vê na mídia

01 de outubro de 2011 às 01h54

[…] Professores cearenses em greve apanham do Batalhão de Choque […]

Responder

Celso

30 de setembro de 2011 às 21h27

Governadores descumprindo a lei. Não é o caso de uma intervenção federal?

Responder

leticia

30 de setembro de 2011 às 21h22

nunca pensei que nossa classe fosse ser tratada dessa forma,e os policiais,voces devem ter familia,filhos,irmaos,ha, o dia da caça e o dia do caçador quem sabe um dia nao serao voces,cuidado essas pesoas tem familia seus monstros,covardes que abusam do poder e se escondem atras de uma farda………..

Responder

sofia maria

30 de setembro de 2011 às 21h16

que feio esses policiais baterem na classe que conseguiu alfabetizar eles,bem feito,nunca vi alfabetizar jumento.

Responder

IARA BRANDAO

30 de setembro de 2011 às 21h13

cid vc foi alfabetizado onde mesmo?para mandar agredir a classe que sua familia faz parte,meu vc é mesmo uma maquina,seja mais flexivel,se quiser continuar um politico……….REFLITA, QUE PAIS É ESSE? TUDO POR UM MISERO AUMENTO

Responder

maria lucia

30 de setembro de 2011 às 21h00

nota-se que cid GOMES nao sabe nada de EDUCAÇAO,sou professora e sofro na pele todo repudio pelos politicos,que durante campanha politica prometem tudo de melhor mas esse governador pode esperar eleiçoes virao,e nao existe a profissao de politico,vamos ver,sobral nao elege um governador sozinho.kkkkkkkkkkkk

Responder

Renan Araújo - 4

30 de setembro de 2011 às 20h26

Talvez isso permita a visualização de novos horizontes, a luta salarial tão necessária, estaria articulada à difusão da possibilidade de uma nova ordem social, que não só permitiria a realização das potencialidades juvenis, mas – ao mesmo tempo- o fim do salários. Prezados, riqueza social não falta na sociedade das carências materiais/afetivas, precisamos ser realistas e exigir o "impossível" !!!
Todo apoio a resistência dos professores do Ceará….que as direções sindicais reflitam sobre seus papéis: querem reformar ou alterar a ordem atual?

Responder

Renan Araújo - 3

30 de setembro de 2011 às 20h25

Por outro lado, e contraditoriamente, eis aqui a maravilha da dialética, pois a eswcola é também local daqueles que mais nada têm a perder, portanto, o ambiente das possibilidades, do surgimento do novo. Acho que nós educadores devemos colocar em pauta que estamos dispostos a exigir o "impossivel", qual seja: oferecer uma educação cujo conteúdo crítico visualize possibilidades para além do capital. Transformar as escolas em espaços, local de resistência contra-hegemônica, criar situações em que os jovens se tornem protagonistas no processo educativo.

Responder

Renan Araújo 2

30 de setembro de 2011 às 20h25

A educação encontra-se reduzida à forma útil-instrumental, tão necessária à produção e reprodução social da ordem atual em crise. As escolas se transformaram em espaços de reprodução das formas de "convivênvia conturbada" dos segmentos adolescentes/juvenis potencialmente deliquentes ou força de trabalho de baixo custo. Tal qual se encontram, as escolas converteram-se em espaços negadores de qualquer promessa civilizatória.

Responder

Renan Araújo - 1

30 de setembro de 2011 às 20h24

Prezados,
A agressão fisica contra os professores cearenses contribui para revelar a crise sistêmica da sociedade do capital, trata-se da demonstração cabal de que a educação apreagoada pelo Estado e difundida pelos meios de comunicação em nada se relaciona com uma educação voltada para a formação do homem. Renan Araújo

Responder

jaime

30 de setembro de 2011 às 18h30

O Governador pediu aos professores que trabalhassem com amor; e à Polícia?

Responder

vladimir lacerda

30 de setembro de 2011 às 17h54

O Fato de estas imagens estarem em blogs como este,ter saído em várias emissoras de televisão e na blogosfera terem gerado centenas de comentários já mostra o quanto é importante a net.Fosse antes ninguém tomaria conhecimento.Quem conhecia a fase cruel do irmão do Ciro? Ninguém,agora muitos.

Responder

Rui

30 de setembro de 2011 às 17h42

Triste cena de ditadura reeditada! Favor divulgarpelo Brasil. http://www.youtube.com/watch?v=4CjUkJdVsI4&fe…

Responder

vladimir lacerda

30 de setembro de 2011 às 17h35

É importante salientar que em menos de 24 horas a mensagem do sr governador foi aprovada por 36×4.Quem aprovou tal absurdo contra os trabalhadores.Deputados da base,ou seja, PT,PC do B,Psb,em resumo os partidos identificados com a luta social.INCRÍVEL.
Depois da memorável surra vagabundos,desculpem,deputados destes mesmos partidos se solidarizaram com os professores e se disseram indignados,com a polícia,mas nada disseram em ralação ao verdadeiro causador do conflito o Sr.Governador Cid Gomes.

Responder

Máximo Silva: O CNJ sob “fogo amigo” | Viomundo - O que você não vê na mídia

30 de setembro de 2011 às 16h24

[…] Professores cearenses em greve apanham de Batalhão de Choque […]

Responder

Bernadete Campos

30 de setembro de 2011 às 14h05

Professores do Ceará!!!!
Aqui em Minas Gerais ficamos 112 dias de greve. No dia 27/09 nosso movimento foi suspenso. Sim somente suspenso. Estamos aguardando a reunião entre sindicato, governo e deputados. Se nosso governante(PSDB) não cumprir nosso movimento retornará com mais força,garra e determinação.
Tivemos aqui professores acorrentados em pontos estratégicos da Capital, em cidades do interior e 2 professores com greve de fome por 9 dias. Fomos HUMILHADOS, ATERRORIZADOS,PRESSIONADOS, AMEAÇADOS e tivemos batalhão de choque em nosso encalço, como se fôssemos bandidos de alta periculosidade.
Mas tivemos uma ajuda enorme. O blog do professor Euler. Nesse blog nós nos fortalecíamos, dividíamos nossas aflições e temores. Nos ajudávamos mutualmente, um dando ideia ao outro. Tivemos apoio de movimentos sindicais, professores, frei Gilvander, alunos universitários.E com isso nos fortalecíamos ainda mais.
Uma dica: criem um blog, como nós aqui em Minas Gerais.
Outra coisa: fazíamos comentários também no twitter e facebook, mantendo assim nossos alunos informados de tudo.
Outra coisa: Tudo e todos eram fotogrados e filmados e tudo está no youtube.
Desejo sorte a todos nós!!!

Responder

cronopio

30 de setembro de 2011 às 13h47

Colocando a democracia tupiniquim a prova e provando que ela ainda é só um ídolo de barro…

Responder

Antonio

30 de setembro de 2011 às 12h47

Enquanto a Polícia for usada para atacar o povo, é nisso que dá. E para quê esse governador do Ceará, o Cid Gomes, colocou a tropa de choque em cima de professor? O esperto é do PSB, um partido que aqui em São Paulo é apêndice do PSDB, que faz a coisa da mesma forma, não paga salário decente e ainda por cima desce o cacete. Agora prefeitos e governadores do PT fazendo a mesma coisa é uma vergonha. Eles têm que ser execrados pelos militantes e até ser pedida sua expulsão. Como um partido que tem a história de luta do PT pode colocar polícia em cima de trabalhador ou em cima de professor? Acorda PT e vai em cima desses políticos sem histórico de democracia.

Responder

Alan Furtado

30 de setembro de 2011 às 10h36

Todos estão esquecendo que quem prepara os cidadãos, do gari ao presidente da república, para a sociedade e para todos os cargos é o PROFESSOR, como pode um (DES)GOVERNADOR humilhar professores desta maneira, "TRABALHAR POR AMOR????"…ninguém se alimenta e nem dá conforto a sua família somente através do amor… PROFESSORES E CIDADÃOS VAMOS RESPONDER NAS URNAS… NÃO ESTAMOS MAIS SUBJUGADOS AO CORONELISMO…BRAVOS GUERREIROS PROFESSORES VOCÊS SÃO OS VERDADEIROS BRASILEIROS….

Responder

Luca Bolognani

30 de setembro de 2011 às 10h04

Tudo que acontece nesse país é culpa do PT. Quem manda na polícia é o governador seus babacas. Acho que para comentar com isenção é necessário maior esclarecimento. Quero saber o que que a Luziane tem haver com greve de professorres estaduais. E outra coisa, o que a presidenta e o próprio Lula tinham que fazer já foi feito que foi estipular um teto para os professores e se os governadores não querem cumprir a culpa é de quem ?

Responder

    Andre

    30 de setembro de 2011 às 10h38

    Típico neopetista.

    Ramalho

    30 de setembro de 2011 às 11h06

    E você, típico babaca.

    cronopio

    30 de setembro de 2011 às 11h53

    Cara, nem responde para esses idiotas. Eles não têm argumento, percebe? Por isso partem para a ofensa…

    Fernando

    30 de setembro de 2011 às 12h49

    Típico neo-Lacerdista.

    oalfinete

    02 de outubro de 2011 às 20h42

    Lacerdista… esta foi muito boa mesmo! Acho até que o neo é muita generosidade!

    Ramalho

    30 de setembro de 2011 às 11h06

    Concordo inteiramente com seu comentário.

    Mad Hatter

    01 de outubro de 2011 às 13h52

    Não, nem tudo é culpa do PT, mas ele não é totalmente isento. Tem de reconhecer que ao se aliar com este rebotalho da Arena, fez isso em detrimento da base sindical. Um dia antes da porrada da polícia, tinha deputado petista defendendo o governo nas televisões locais. O governo estadual manda na polícia e o PT é governo estadual no Ceará, com secretários e cargos em todos os escalões.

    Bonifa

    03 de outubro de 2011 às 16h47

    Concordo. Mas a tendência política da prefeita Luizianne não vai nessa direção. Mesmo assim, há comprimisso.

    José Feitosa

    04 de outubro de 2011 às 18h25

    A Culpa é da justiça! Que tem por obrigação fazer valer a lei. Que já foi votada e aprovada no congresso e no supremo.

Rodrigo Ferro

30 de setembro de 2011 às 10h03

Mas há esperança, nas últimas eleições ocorreu algo que nunca esperaria ver, o Tasso não ser reeleito. E os FG terão o troco que merecem.
De tudo isso o que mais me estarrece é o posicionamento dos vários deputados do PT que estavam na Assembléia Legislativa e foram inertes diante de tudo o que lá aconteceu. À exceção de uns poucos, o PT está se tornando um partido semelhante aos outros "Ps": PSDB, PFL (DEM), PSD, PTB, PMDB e o resto dessa escumalha…

Responder

Rodrigo Ferro

30 de setembro de 2011 às 10h03

Após uma pausa nessa política, voltamos à carga plena sob a tutela do Senhor Cid Ferreira Gomes. Pra quem conhecia a tradição familiar e sua cultura de massacre de oposição e de não negociação (isso pra eles é vergonhoso) não se espanta com essas cenas. Os FG (Ferreira Gomes) são conhecidos por passar o rolo compressor sobre seus adversários políticos. Fizeram isso em Sobral, que virou um grande curral eleitoral deles, e está tentando fazer isso com o Ceará. Vide o que está ocorrendo com o ex-deputado Sérgio Novais, presidente do diretório municipal do PSB em Fortaleza – foi defenestrado quando ousou se opor ao todo poderoso governador. No andar da carruagem, se nós, cearenses, não revertermos essa situação, iremos formar uma um feudo político, à semelhança do que ocorre no Maranhão.

Responder

Rodrigo Ferro

30 de setembro de 2011 às 10h02

Durante a década de 1990, as manifestações contra as políticas neoliberais implementadas pelos governos FHC no federal e Ciro/Tasso no Ceará eram, invarialmente eram atacadas pelas tropas de choque/canil/cavalaria. Lembro-me particularmente de uma na sede do Banco do Nordeste, em Fortaleza, onde uma equipe do FMI junto com chefes de Banco Central de vários países. Foi uma verdadeira pancadaria, com estudantes sendo massacrados. Não saiu um nota na mídia venal, e nã época não tínhamos a internet tão viva, com seus blogs.

Responder

Damastor Dagobé

30 de setembro de 2011 às 09h02

Sei que vai ser um pouco difícil – o pessoal é muito ideologizado, no mau sentido, do bitolamento, da baliza, da camisa de força mental – mas façam um pequeno esforço que vão ampliar seus horizontes se entenderem o que quero dizer: Os donos do poder em qualquer tempo ou lugar quase nunca são totalmente burros, e SEMPRE não tem escrúpulos de modo nenhum. Peguem o Imperador Constantino que adotou o cristianismo como sua religião e religião o oficial do império romano. Pra que? pq entendeu que não podia combater eficazmente os cristãos; melhor doma-los, controla-los e usar para seus proposito; assim o Imperio Romano sobrevive até hoje com o nome atual de..Igreja Católica. Direita, esquerda..mesma coisa..no mundo inteiro a direita perdia votos..então que fazemos? pegamos metade dos nossos chamamos de "esquerda" (as pessoas acreditam em qualquer coisa) e pronto…não deu outra.

Responder

Amaro

30 de setembro de 2011 às 07h19

Calma Zé Povinho. O nome do governador do Ceará é Cid Gomes, e você está confundindo com Eduardo Campos.

Responder

Tovar

30 de setembro de 2011 às 06h40

Além desta agressão covarde, um outro fato me salta aos olhos: a agressão foi colocada no Jornal Nacional em função do governador ser da base de apoio ao governo. A greve dos professores de Minas, onde o PSDB governa, apesar de ter até uso de policiais para espionar e ameaçar os sindicalistas da classe, nunca foi noticiada.

Responder

Miguel

30 de setembro de 2011 às 05h38

A brutalidade policial é inaceitável. Para aqueles que acham que a solução é imitar os EUA: http://nerdsmaximus.blogspot.com/2011/09/policia-…

Responder

SILOÉ-RJ

30 de setembro de 2011 às 03h39

Se DILMA e o ministro da educação não ficarem espertos e chamarem para si essa negociação com uma atitude urgente e digna, favorável à classe: O governo corre o risco de perder toda a admiracão e o cacife conquistados até agora a duras penas.
Repressão é uma coisa agressão é outra. Sabemos que existem paus mandados infiltrados nos dois lados para incitar as provocações.
Por isso todo cuidado é pouco: São esses embates dentro do proprío partido e partidos aliados"?", que a grande mídia estranhamente sempre presente e a direita, penhoradamente agradecem, ficando só na boca de espera pra dar o bote.
Abra o olho governo!!! Um deslize nessa área pode trazer grandes transtornos!!!

Responder

Leonardo

30 de setembro de 2011 às 02h18

Para quê existe tropa de choque?
Para defender o roubo do governante, esmagar a população e garantir a escolta do banqueiro, só pra isso!

Responder

Leonardo

30 de setembro de 2011 às 01h27

Hoje à noite, o Reitor da USP foi considerado "persona non grata" pela Congregação da Faculdade de Direito, sendo repudiado num ato público. Ele merece isso, afinal, em 2007, chamou a polícia para prender pessoas dos movimentos sociais que estavam na faculdade.
Tenho vergonha desse Reitor e todos esses políticos e governantes e polícias que tratam a questão social como questão criminal. Cedo ou tarde, a rebordosa se voltará contra eles mesmos.
O Brasil precisa de uma democracia e de respeito aos direitos do trabalhador.
Chega de sermos oprimidos e oprimir, essa uma sábia frase que merece ser repetida e refletida. Quem humilha, amanhã será humilhado.Quem oprime, amanhã será oprimido!
E chega de falsas esquerdas!
Esquerda de verdade respeita os direitos humanos e esgota as negociações até o último limite, e reinicia as negociações.
Se não fizer isso, será governo de direita, aliás, até a direita deve se envergonhar dessas repressões que se tem visto em todo o país.
Como disse Slavoj Zizek, "com essa esquerda, quem precisa de direita?"

Responder

Luci

29 de setembro de 2011 às 22h03

Participação popular? Por esta participação e por reivindicar melhores salários que os professores cearenses foram duramente espancados?Ver a camisa deste senhor manchada de sangue dói a alma.

Responder

O_Brasileiro

29 de setembro de 2011 às 21h58

Na década de 1980, foram os metalúrgicos.
Na década de 2020, serão os professores.
E quem vocês acham que tem mais força?
Quem fala diretamente com os jovens?
E está se alastrando: SP, MG, RJ (o trio do sudeste maravilha!), RN, CE, RS, BA. PSDB, PT, PSB, PMDB.
Depois vão dizer que ninguém tinha se dado conta do que estava acontecendo…
[youtube yFkt0O7lceA http://www.youtube.com/watch?v=yFkt0O7lceA youtube]

Responder

auricelio

29 de setembro de 2011 às 21h32

cid gomes vai ter o troco nas proximas eleiçoes, ele pensa que o ceará é sobral

Responder

José Maia

29 de setembro de 2011 às 21h31

Do Jornal O POVO – Vejam esta foto: http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2011/09/29/…

Responder

edilana

29 de setembro de 2011 às 21h17

O pior de tudo é ver que Dilma não se manifesta, a educação esta agonizando, os professores pedindo socorro e a Dilma não se manifesta…tem algo errado.

Responder

    Douglas

    30 de setembro de 2011 às 01h47

    Tem nada errado não. Errado somos nós que vamos votar nesses fdp. Essa é a realidade. Hoje o governo brasileiro está preocupado em gastar o dinheiro de nossos impostos na copa e na olimpíada. Educação, saúde, transporte e outros serviços básicos para o povo estão fora das metas.

    Leonardo

    30 de setembro de 2011 às 02h08

    Dilma, está na hora de escolher
    Ou escolhe o seu povo
    Ou aufere o perecer!

Julio Silveira

29 de setembro de 2011 às 20h58

Tá certo que a criminalidade no Brasil faz com que se necessite, ainda, destes batalhões de policiais trogloditas que babam em vez de falar. Mas deveriam ser proibidos de acossar trabalhadores que justamente fazem suas reivindicações por conta dessa politicagem que protege seus corruptos pares. Por conta de serem inalcançáveis pela sociedade, que tem como unica arma o voto, e, depois, nenhum outro instrumento para reparar seu erro quando se dão conta do erro cometido. Só lhes resta ter que confiar é o que pedem, é o que dizem, confiar na existência de um sistema que protegesse a sociedade. Mas o que se constata, desvios de finalidade. Pobres professores, essa luta é desigual, enquanto lutam com lápis, borracha e papel, muitas vezes expostos em holerites vergonhosos, são adversários de cães de guarda raivosos, treinados para proteger, muitas vezes, quem aos próprios também faz mal, e ir contra aqueles que lhes oferecem a sabedoria cultural. Essas feras são os pitbulls de rinha destruindo nobres vira-latas, para deleite de seus criminosos donos.

Responder

    ines

    29 de setembro de 2011 às 22h10

    E quem te disse que os trogloditas da policia militar tem coragem para enfrentar criminosos de verdade? Tem nada são iguaizinhos aos homens machoes que batem em mulher, mas só em mulher, quando aparece um homem p enfrentar viram frangas na hora, os troglos da PM são assim em funcionarios publicos, estudantes ou qq civil em manifestacao descem o cassete c vontade, mas com os bam bam bam do PCC os pms sao franguinhas cacarejantes, todos de todos os estados, machoes com inocentes desarmados e frangas dágua com os criminosos que nao tem medo nenhum deles, pelo contrario, nessas horas entendo perfeitamente os moradores de comunidades que protegem os traficantes, dá mesmo p ficar do lado do bandidos ao invés dos bandidos fardados!

Conservador316

29 de setembro de 2011 às 20h57

Professor é uma coisa, arruaceiro é outra coisa.

Esses baderneiros quebram tudo e vocês querem o quê? Que a policia entregue flores pra esses baderneiros?

Onde tem PSOL tem baderna.

ô raça.

Responder

    Samir

    30 de setembro de 2011 às 04h39

    Nome: Conservador. Nada mais a declarar.

    Polengo

    30 de setembro de 2011 às 06h54

    Arruaceiro é outra coisa.
    Arruaceiro é quem chega assim, sem noção, que nem você no seu comentário.

    marcosomag

    30 de setembro de 2011 às 07h30

    Teoricamente, a AL deveria ser a "casa do povo". Mas a prática mostrou que é a casa onde os deputados decidem de acordo com suas próprias conveniências, bem longe do povo. Os professores apenas colocaram à prova a teoria da "casa do povo". A repressão contra eles foi didática para a população; e só por isso a tentativa de ocupação das galerias foi válida. Os governos Lula e Dilma proporcionaram avanços institucionais importantes para a educação, como o FUNDEB, refundação do ENEM e Piso Nacional para os professores. Os governadores (todos da oposição e alguns governistas) é que estão sendo entraves para a melhoria da educação no Brasil.

    Bruno

    30 de setembro de 2011 às 08h46

    Eles não estavam quebrando nada.

    Aliás, parabéns pra reportagem da Globo hoje de manhã, em nenhum momento tentou demonizar os manifestantes. Não gosto disso de invadir lugares e brigar com a polícia, mas a Assembleia Legislativa é a cada do POVO, e ele deve ser bem-vindo nela.

    No mais, dou meu apoio aos professores. Que a greve continue até que se chegue a um valor JUSTO para estes bravos.

    cronopio

    30 de setembro de 2011 às 08h52

    É fácil falar pela internet. Além de conservador, você deve também é covarde? Não aguento mais ver bunda-mole estufar o peito na internet e, nas ruas, tornar-se uma donzelinha em noite de núpcias. Ser conservador com o cassetete dos outros é fácil…

ricardo silveira

29 de setembro de 2011 às 20h22

Os governos, em regra, só agem sob ameaça de perda de poder. No Chile, os pais dos estudantes se juntaram aos professores por melhor educação e para todos, talvez, por aqui, esteja faltando essa articulação ou união entre a comunidade escolar e a sociedade.

Responder

Franciere Menezes

29 de setembro de 2011 às 20h21

O PT é uma decepção total. Não é a toa que o PSOL surgiu. A Dilma é só papo furado em se falando de melhoria da Educação. Agora começarei a fazer propaganda para o PSOL. Vejo que o PT está igualzinho a direita nazista desse país. O PT era um sonho que virou pesadelo.

Responder

Luciano Prado

29 de setembro de 2011 às 20h21

Eu já vi esse filme em governos da oposição.

Igualzinho, sem tirar nem por.

Acorda PT!

Responder

Luci

29 de setembro de 2011 às 20h15

O regime capitalista globalizado oprimiu e oprime.Estas fotos são degradantes e desumanas.O povo não merece ser tratado como inimigo.Na democracia o povo tem o dever de manifestar-se e reivindicar melhores condições de salários, porque a violência contra este direito legítimo?

Responder

Eugênio

29 de setembro de 2011 às 19h36

A violência contra os professores é absurda. Primeiro foi a prefeita Luziane Lins do PT que mandou a guarda municipal bater nos professores do município. Agora o governador, pela segunda vez, o choque da PM bater nos professores.
O IFCE está em greve e o Ministério do Planejamento adota a mesma postura autoritária. O que é isso PT?

Responder

FrancoAtirador

29 de setembro de 2011 às 19h22

.
.
A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DEVEM SER FEDERALIZADAS.

Não podemos deixar nas mãos de Governadores e Prefeitos estes serviços públicos essenciais.

Está mais do que demonstrado que Estados e Municípios não tem condições de administrá-los.
.
.

Responder

    SILOÉ-RJ

    30 de setembro de 2011 às 03h48

    Concordo plenamente, com saúde e educação não se brinca.
    Na dança das cadeiras todos são jogados de um lado para o outro como marionetes, e a culpa mesmo não sendo é sempre do governo federal.

    Bruno

    30 de setembro de 2011 às 08h47

    Estados e Municípios tem, sim, condições de administrar a educação (e a saúde). O que eles não tem é interesse em fazer direito. Fosse tudo federal, o órgão fiscalizador ficaria ainda mais longe dos problemas – minha opinião, OK?

    FrancoAtirador

    30 de setembro de 2011 às 10h37

    .
    .
    1) A realidade mostra que a maioria absoluta de Estados e Municípios não têm qualificação técnico-administrativa para gerenciar as verbas destinadas à Saúde e à Educação pelo governo FEDERAL.

    2) Além disso, como você mesmo afirma, não há interesse político de Prefeitos e Governadores em dar prioridade à Educação e à Saúde. O interesse maior é em receber a verba do governo FEDERAL para depois desviá-la para outra finalidade.

    3) A qual órgão fiscalizador você se se refere?
    Certamente não deve ser a algum dos Tribunais de Contas dos Estados, que são órgãos das Assembleias Legislativas, cujos membros são escolhidos partidariamente pelos deputados estaduais.
    .
    .

    João Paulo

    01 de outubro de 2011 às 22h02

    Apoiado. Chega de estarmos subordinados a governadores e prefeitos inescrupulosos. As melhores escolas públicas são os colégios das universidades federais e os IFETS.

Sybyllla

29 de setembro de 2011 às 19h08

Professor virou saco de pancada. A culpa de tudo é sempre nossa. Sociedade, pais e responsáveis, governo, ninguém tem culpa de nada. Vergonha!

Responder

Marcio H Silva

29 de setembro de 2011 às 19h07

Tel algo errado com nossos Governantes.
O Governo federal declara frequentemente que a prioridade é educação, saude e segurança. O congresso cria leis que garantem a remuneração mínima.
Os governos estaduais estão se lixando para saúde, segurança e educação, não cumprimdo as leis.
E o Governo Federal não intercede.
Tem algo muito errado nessa política toda. Parece combinado.

Responder

    josaphat

    29 de setembro de 2011 às 19h42

    É a técnica do alvo indefinido ou da transferência de responsabilidade. Pais e alunos dizem que é do estado (não sabem exatamente qual), estados e municípios dizem que é da união, e essa diz que é de estados e municípios. E ninguém assume nada.

Roberto Locatelli

29 de setembro de 2011 às 18h38

Lá fora, a crise econômica se torna mais aguda. Cá dentro do Brasil, aumenta a violência política contra os trabalhadores e a população. Violência vinda de grupos paramilitares de extrema-direita (fardados ou não) e violência institucional por parte de governadores estaduais.

Está chegando a hora em que ninguém poderá mais ficar em cima do muro. O espaço para governos centristas está se reduzindo aceleradamente.

Responder

    Ze Augusto

    29 de setembro de 2011 às 19h12

    Está chegando a hora em que ninguém poderá mais ficar em cima do muro. [2]

    Carlos Cruz

    30 de setembro de 2011 às 17h54

    Acho que tem tanta gente em cima do muro que ele está ruindo… Os travestis da política estão sendo desmascarados!

    Luciano Prado

    29 de setembro de 2011 às 20h23

    Parabéns, é isso.

    Acorda PT!

    O_Brasileiro

    29 de setembro de 2011 às 21h25

    Gostei do "fardados ou não"… A situação atual de repressão dos movimentos trabalhistas nos faz lembrar de um certo país de 1964 a 1985!
    [youtube PDWuwh6edkY http://www.youtube.com/watch?v=PDWuwh6edkY youtube]

    tulio

    29 de setembro de 2011 às 22h03

    Uma noticia no jornal Hoje em Dia de BH:
    PT aceita filiacões de politicos do DEM e do PSDB antes da data limite de 7 de outubro
    O PT nao exige mais nada para aceitar qualquer escória nos seus quadros e vai ter troco da populacao que confiou em um partido que agora esta igual aos outros, tá feia a coisa viu, nao dá pra confiar em partido nenhum mesmo.

    Werner_Piana

    30 de setembro de 2011 às 09h08

    do Hoje em Dia de 29/9?
    Vixe, é mais grave do que eu pensava… tá ficando impossível essa politica de BHZ.

    :(

    Bonifa

    30 de setembro de 2011 às 18h32

    Partido dos trabalhadores aceita de bom grado políticos que servem aos patrões e não aos trabalhadores. Será que está na hora de fundarmos um novo Partido dos Trabalhadores?

Luiz Rogerio

29 de setembro de 2011 às 18h22

Muitos filhos dos PM's covardes devem ter aulas com esses professores…

Responder

    Jairo_Beraldo

    29 de setembro de 2011 às 20h45

    Deve de tê não….veste fardas são ôtôridade…fio de ôtôridade istuda in iscola particular!!!!

ZePovinho

29 de setembro de 2011 às 18h20

PSB.Partido enganador.Quer detonar o PT.Pratica as mesmas políticas do PSDB,apenas tirou o D de democracia.Esse Eduardo Campos é outro Collor.

Responder

    Evandro Pereira

    29 de setembro de 2011 às 18h32

    Infelizmente meu amigo aqui no Ceará até o PT de dona Luiziane Lins, prefeita de Fortaleza tratou do mesmo jeito os professores da rede municipal, se o PT não abrir o olho vai se perder entre o discurso e a prática. Infelizmente para o mau do Brasil isso tem que ser revertido!!!!

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2011 às 18h39

    Concordo plenamente. Na Bahia o Jacques Wagner trata os professores com o mesmo descaso.

    Carlos Cruz

    30 de setembro de 2011 às 17h52

    Quem leu meus comentarios sobre a famiglia Gomes sabe que o ato já era esperado do (des)governo Cid. Agir ditatorialmente está no DNA do tucano envergonhado travestido de esquerda.. Deve ter aprendido com papai Jereissati… Sua origem, assim como o irmão, foi nas ARENAs da vida política, do golpe de 1964 e seus atos in(con)stitucionais. PS(D)B foi um pulo, sem teste, aprovado com honras. Mas está no governo devido poio dos falsos partidos de "esquerda" (até hoje acho que eles não destinguem uma mão direita da esquerda…). E a falsa esquerda parece que está gostando do "pudê", aprendendo as malvadezas da vida governamental. Aprendem rápido… E a Assembléia Legislativa do Ce nada mais é do que um balcão de informes dos quereres do governo do estado, aprovando TUDO que lhe é MANDADO. Poucos são os que se rebelam. O resto…

    Mad Hatter

    29 de setembro de 2011 às 18h42

    Pois ele está no poder com as bençãos e contribuição do PT, marcharam irmanados na disputa da prefeitura,do governo e do senado. Foi até engraçado ver Luiziane Lins e Ciro Gomes (ex PDS, PSDB, etc) juntos no palanque.

    Eu tou achando que o PT se acostumou com o poder e lentamente tá aprendendo a se lixar para o povo. Olahndo por este lado, quem é o maior enganador ?

    ZePovinho

    30 de setembro de 2011 às 00h37

    Entre os professores e a Luizianne eu fico com os professores.Se nós,do PT,continuarmos fazendo tudo pela governabilidade vamos tomar bem no meio das fuças ou ficaremos com o PSB que mais parece o PSDB.

    Bonifa

    30 de setembro de 2011 às 09h24

    Tratam-se de tucanos disfarçados e não dá mais para esconder isso. Este governador agora, a esta altura do campionato, quer implantar meritiocracia tucana e outras tucanices. Engana-se quem quiser. E quem com tucanos se mistura, o bico cresce.

    SILOÉ-RJ

    30 de setembro de 2011 às 02h18

    Nesse caso, o governador do Ceará é o Cid Gomes irmão do Ciro também do PSB.

    Werner_Piana

    30 de setembro de 2011 às 09h06

    o PSB tá sendo excessivamente alimentado pela cúpula nacional do PT.
    Nada bom. Vide BH-2008, quando para eleger o PSB, uniram-se PT e PSDB… até hoje, lamentável!
    Um dos grandes erros do Lulão.
    Espera-se que para 2012 mude-se o disco. Volta, PATRUS!!!

@lucasvazcosta

29 de setembro de 2011 às 18h19

Lamentável o que Cid Gomes vem fazendo com os professores no Ceará.

Dizem que se trata de um político "com grande futuro".

Ele que não conte com meu voto para suas gigantescas pretensões.

Responder

Fabiano

29 de setembro de 2011 às 18h16

Só manifestações desse tipo pelo Brasil afora podem tentar garantir o direito do salário-base da categoria. Essa baboseira de "quem escolhe ser professor sabe que o salário é baixo e por isso deve se calar" só serve para eternizar os míseros salários dos educadores e dificultar a capacidade do país melhorar seu ensino.

Responder

Ze Augusto

29 de setembro de 2011 às 17h33

“Isso é uma opinião minha que governador, prefeito, presidente, deputado, senador, vereador, médico, professor e policial devem entrar, ter como motivação para entrar na vida pública, amor e espírito público”, declarou. "Quem está atrás de riqueza, de dinheiro, deve procurar outro setor e não a vida pública”, completou."

By CID irmão do Ciro ,via IG

Perdi alguns minutos tentando classificar o autor. Deixei pra lá.

Responder

    Grace

    29 de setembro de 2011 às 21h18

    Professores deveriam ser políticos, só assim entrariam como amor na vida pública???

    O_Brasileiro

    29 de setembro de 2011 às 21h27

    Concordo! Por isso aderi à campanha do Facebook que pede "Salário mínimo para todos os políticos!".


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding