VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo


29/05/2012 - 08h00

Política| 28/05/2012 | Copyleft

Cachoeira arrumou jatinho para Demóstenes e “Gilmar”

Escutas telefônicas indicam que o contraventor Carlinhos Cachoeira providenciou um jatinho King Air para dar uma carona ao senador Demóstenes Torres e a “Gilmar”, no retorno de uma viagem da Alemanha ao Brasil.

Em uma ligação no dia 23 de abril, um ex-vereador do PSDB pede autorização para buscar o “Professor” Demóstenes em um jatinho, que está com o “Gilmar”. Na degravação, a PF questiona entre parênteses (“Mendes?”). O ministro do STF foi a Europa neste período para participar de um congresso internacional de Direito.

Najla Passos e Vinicius Mansur, na Carta Maior

Brasília – Escutas telefônicas interceptadas pela Polícia Federal (PF), com autorização da Justiça, durante a Operação Monte Carlo, questionam se o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, “pegou carona” em um jatinho fornecido pela quadrilha de Carlinhos Cachoeira, no dia 25 de abril de 2011, quando teria retornado da Alemanha ao Brasil, na companhia do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO).

Uma ligação interceptada pela PF no dia 18/4/2011, às 18:08 horas, mostra Carlinhos Cachoeira informando ao ex-funcionário da Delta e ex-vereador pelo PSDB, Wladimir Garcez, também preso durante a Operação Monte Carlo, que Demóstenes estava em Berlim.

Em nova ligação, no dia 23/4/2011, às 19:31 horas, Wladimir pede autorização a Cachoeira para buscar o “Professor” (um dos codinomes de Demóstenes, segundo a PF), em São Paulo, no jatinho do Ataíde (o suplente de senador Ataídes de Oliveira, PSDB-TO) . Diz que está ele e Gilmar. Na degravação, a PF questiona entre parênteses (“?Mendes?”).

Mais tarde, às 20:24 horas, Wladimir liga novamente para Cachoeira dizendo que não conseguiu falar com Ataíde e que mandaria o avião de Rossini. Cachoeira pegunta qual é o avião de Rossini e Wladimir responde: um jatinho King Air.

Cachoeira: um pequeno, né?

Wladimir: é… aí eu peguei falei com ele. Ele falou não, não preocupa que eu organizo. Porque tá vindo ele e o GILMAR, né? Porque não vai achar vôo, sabe?

Cachoeira se despede falando que ligaria para Demóstenes em Berlim.

Às 20:38 horas, Cachoeira liga novamente para Wladimir. Tratam de outros assuntos. Depois, voltam a discutir a “carona”. Wladimir diz que Demóstenes chegará às seis da manhã do dia 25/4 e que deixará tudo organizado para o piloto ir buscá-lo.

No dia 25/4, às 12:10 horas, Wladimir diz à Cachoeira que o senador já chegou.

Gilmar Mendes foi à Europa participar de um congresso internacional em homenagem ao jurista italiano Antônio D’Atena, promovido pelo Fundação Peter Häberle e pela Universidade de Granada, da Espanha. O congresso foi aberto no dia 13/4/2011, mas a participação de Mendes se deu na manhã do dia seguinte, com a palestra “A integração na América Latina, a partir do exemplo do Mercosul”.

Não há registro público do que Mendes teria feito no restante do tempo em que permaneceu fora do Brasil. À revista Veja, ele teria dito que se encontrou com Demóstenes em Berlim, na Alemanha. Ainda segundo a Veja, o ministro teria uma filha residente em Berlim e, por isso, frequentaria a cidade com regularidade.

Não há registros públicos de quais atividades Demóstenes teria ido desenvolver na Europa, mas levantamento feito por Carta Maior demonstra que ele não participou das votações realizadas no plenário do Senado entre 13 e 25/4/2011.

Em nota oficial, Lula manifesta indignação

A assessoria de imprensa do Instituto Lula divulgou nota oficial onde o ex-presidente manifesta indignação com o teor da matéria publicada pela revista Veja. A nota afirma:

Sobre a reportagem da revista Veja publicada nesse final de semana, que apresenta uma versão atribuída ao ministro do STF, Gilmar Mendes, sobre um encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 26 de abril, no escritório e na presença do ex-ministro Nelson Jobim, informamos o seguinte:

1. No dia 26 de abril, o ex-presidente Lula visitou o ex-ministro Nelson Jobim em seu escritório, onde também se encontrava o ministro Gilmar Mendes. A reunião existiu, mas a versão da Veja sobre o teor da conversa é inverídica. “Meu sentimento é de indignação”, disse o ex-presidente, sobre a reportagem.

2. Luiz Inácio Lula da Silva jamais interferiu ou tentou interferir nas decisões do Supremo ou da Procuradoria Geral da República em relação a ação penal do chamado Mensalão, ou a qualquer outro assunto da alçada do Judiciário ou do Ministério Público, nos oito anos em que foi presidente da República.

3. “O procurador Antonio Fernando de Souza apresentou a denúncia do chamado Mensalão ao STF e depois disso foi reconduzido ao cargo. Eu indiquei oito ministros do Supremo e nenhum deles pode registrar qualquer pressão ou injunção minha em favor de quem quer que seja”, afirmou Lula.

4. A autonomia e independência do Judiciário e do Ministério Público sempre foram rigorosamente respeitadas nos seus dois mandatos. O comportamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o mesmo, agora que não ocupa nenhum cargo público.

Leia também:

Lula sobre a reportagem de Veja: “Indignação”

Celso Schröder: “A Fenaj não vai proteger jornalistas criminosos”





51 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Rômulo Gondim – Ao povo brasileiro

26 de junho de 2012 às 21h14

[…] Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo […]

Responder

Protógenes: “Desta vez a tentativa de blindar o crime organizado não deu certo” « Viomundo – O que você não vê na mídia

30 de maio de 2012 às 02h17

[…] Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo […]

Responder

Maierovitch: Gilmar Mendes pode ter cometido crime contra a honra de Lula « Osvaldo Palmeira

29 de maio de 2012 às 21h30

[…] Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo […]

Responder

Demóstenes: “Eu utilizei o avião, não o ministro Gilmar Mendes” « Viomundo – O que você não vê na mídia

29 de maio de 2012 às 19h07

[…] Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo […]

Responder

Roberto Locatelli

29 de maio de 2012 às 19h01

Nelson Jobim desmentiu o factóide ee Gilmar / Veja por dois motivos:

1) porque Jobim não é bobo e não quer se sujar na mentira junto com Gilmar.

2) por mais serrista que Nelson Jobim seja, ele é do PMDB e o partido foi extremamente atingido pelos “escândalos” da quadrilha Veja / Cachoeira. Só para lembrar: Veja / Cachoeira queriam derrubar Sarney para colocar Marconi Perillo (membro da quadrilha) na presidência do Congresso. Veja e membros da quadrilha de Cachoeira infiltrados na Polícia Federal estavam por trás da Operação Lunus, que derrubou a candidatura à presidência de Roseana Sarney. Veja comandou a cassação – que depois se revelou injustificada – do então senador Ibsen Pinheiro. Também há o “escândalo” Renan Calheiros. Por isso tudo, Jobim deve ter sido pressionado por seus pares do PMDB a não entrar na onda da Veja / Gilmar.

Responder

Francisco

29 de maio de 2012 às 17h42

Cadê o motorista do jatinho de Cachoeira? Já deram proteção policial para ele? PF? Dilma? Cadê a proteção policial desse cara?

Esse cara, sozinho, pode encerrar a monarquia no país!!!

Responder

Nicolas

29 de maio de 2012 às 17h04

Beech King Air não é jatinho (jato puro).O King Air é um turbo hélice com alcance de aproximadamente 2500km (dependendo do modelo). Se tivessem voado nesse aparelho – Demostenes e Gilmar – estariam no fundo do oceano comendo algas e se resgatados os corpos, comendo capim pela raiz e nós não estariamos assistindo essa ópera bufa.

Responder

    Dias

    29 de maio de 2012 às 18h29

    O King Air providenciado pela quadrilha do Cachoeira (atenção: o avião não era dele), atendendo ordens do capo, era para pegá-los em São Paulo, onde desembarcariam vindos das Oropas. Capisce?

    Ou será considerado escândalo, apenas se o vôo tivesse sido internacional?
    Do jeito que o pessoal entrega a rapadura, fácinho, fácinho, daqui a pouco prova-se que utilizaram o vôo providenciado pela quadrilha e a mídia do millenium contra-ataca dizendo que o avião não era do Cachoeira e que não houve vôo desde a Alemanha e a gente entra novamente no engodo do millenium.
    Não interessa discutirmos de quem era o avião e onde embarcaram no dito cujo, pois o ilícito reside no fato da quadrilha de Cachoeira ter sido grampeada providenciando traslado doméstico preferencial para mosqueteiras otoridades da república, e provar-se que tais mosqueteiras figuras fizeram uso da cortesia bandida solicitada.
    Simples assim, não vamos repetir a lambança do episódio “Gilmar Dantas perplexo”, onde demos milho pra bode(tá certo que de tão absurdo não irá além de nuvem passageira, afinal eles ainda não chegaram ao estágio Jim Jones de insanidade, penso eu.)?

Jair de Souza

29 de maio de 2012 às 16h45

Não sei o que vai pela cabeça das pessoas que faz com que elas fiquem dando tanta asa à imaginação. Constatei que um montão de gente está pensando que o tal “Gilmar” é alguém vinculado ao Poder Judiciário do Brasil. Que bobagem! Para mim, ficou claro desde a primeira menção do tal “Gilmar”. Só pode ser nosso vizinho aqui do bairro, o famoso Gilmar Manguaça. Ele sabe fazer uma caipirinha como ninguém. Agora, eu pergunto: se alguém vai participar de uma cerimônia na Alemanha, o lógico não é levar junto uma pessoa que saiba fazer algo que vai agradar a todo mundo por lá? E alguém tem coragem de negar a qualidade da caipirinha do Gilmar Manguaça? Deixem de fantasia, por favor.

Responder

Carlos Alberto Barbosa

29 de maio de 2012 às 16h45

Me surpreende a altivez de Agripino Maia

Me surpreende a altivez do presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN) ao assinar uma representação criminal junto a PGR (Procuradoria Geral da República) contra o ex-presidente Lula, para que se averigue a suposta interferência do ex-chefe do Executivo nas denúncias do Mensalão baseada em reportagem da revista Veja, de que Lula teria oferecido proteção na CPI do Cachoeira ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes em troca de gestões junto aos colegas para adiamento do julgamento do Mensalão pela Corte Suprema.

No site do senador consta as seguintes declarações:

– Estamos entrando com uma representação criminal para passar a limpo esta história, para ver se essa denúncia procede. Não podemos permitir que uma instituição como o Supremo Tribunal Federal seja afrontada. Se comprovada, vai ficar claro o que todo mundo já sabe: o PT não quer que o mensalão seja investigado. O objetivo da representação é para que a Procuradoria Geral da República possa se manifestar diante de denúncias gravíssimas. A sensação de todo mundo é de indignação. O país não pode aceitar uma provocação desta natureza de quem quer que seja.

É de estranhar essas declarações, pois que Agripino Maia figura em denúncias de Caixa 2 ainda na época em que a hoje governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, do seu partido, era candidata ao Senado nas eleições de 2006, que por sinal acabou se elegendo. Denúncias essas que partiram do Ministério Público Estadual em gravações interceptadas com autorização judicial e enviadas ao Ministério Público Eleitoral e à própria PGR, que em 2009 acabou arquivando o processo, embora com indícios de que houve irregularidades. Assim como o parlamentar afirma, também acho que é hora da PGR se manifestar diante de denúncias igualmente gravíssimas, no caso do Caixa 2 de Rosalba. Falta ser esclarecido o arquivamento desse processo.

Não só isso: Agripino Maia figura em denúncias da Operação Sinal Fechado como tendo recebido R$ 1 milhão de um esquema fraudulento montado dentro do Detran do Rio Grande do Norte, dinheiro esse destinado à sua reeleição. Ele nega, mas o assunto já subiu também à Procuradoria Geral da República, tendo em vista que como envolve também dois togados da corte de Justiça potiguar, além do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), a denúncia está sobre a mesa do procurador-geral da República Roberto Gurgel.

Não se deve fazer qualquer tipo de pré-julgamento, mas, assim como Agripino Maia acha que “a sensação de todo mundo é de indignação” com a matéria da Veja, o mesmo se pode dizer, senador, do povo potiguar em relação ao Caixa 2 de Rosalba e da Operação Sinal Fechado. Haja vista a repercussão desses assuntos nas redes sociais.

Aliás, antes que alguém possa dizer que as denúncias do Caixa 2 de Rosalba foram ainda de 2006, não custa lembrar que o ministro Marco Aurélio, do STF, ao dar entrevista ao jornal O Globo, fez os seguintes questionamentos:

– Ficou no ar um descompasso, porque o ministro Nelson Jobim negou peremptoriamente o teor do encontro. Com quem está a razão? Quem sou eu para dizer com quem está a verdade?- Outra coisa que não fechou foi por que só agora veio à tona (o encontro) – disse, referindo-se à data do encontro, em 26 de abril.

É o caso de se perguntar também o por que de só agora terem vazados os áudios do MP sobre o Caixa 2 de Rosalba, e o por que também da PGR ter arquivado um processo com denúncias tão graves?

Responder

Bley

29 de maio de 2012 às 16h45

Mais e mais claro fica o braço togado da organização criminosa Cash-oeira.

Responder

Francisco de Alcântara

29 de maio de 2012 às 16h04

XIIIIIIIIII, a CPMI, gigantesco suicídio de LULA, acabou de aprovar a convocação dos Governadores, incluindo o do PMDB carioca.

PMDB avisou que o PT vai cair…..

E eu ganho minha aposta (uma caixa de vinho) de que o PT nao fecha 2014 no Poder….

Responder

    Jr. Dalprà

    29 de maio de 2012 às 16h56

    Encheu a cara, tonto? Funcionário do Serra privata!

Roberto Locatelli

29 de maio de 2012 às 15h57

O delegado Paulo Lacerda foi visto no Congresso, conversando com membros da CPI do Cachoeira.

Responder

    Fabio Passos

    29 de maio de 2012 às 18h51

    Excelente notícia.

    gilmar dantas & rupert civita vão em cana!

Marcelo de Matos

29 de maio de 2012 às 15h09

Amor bandido: Demóstenes acaba de dizer, em depoimento no Conselho de Ética do Senado, que se sente traído por Cachoeira e está decepcionado com ele.

Responder

Eutímio Pimentel

29 de maio de 2012 às 14h12

Chegou a hora dessa juventude botar a cara nas ruas, de clamar por apuração e justiça. Chegou a hora, do povo brasileiro tomar vergonha na cara e, assumir a defesa desse nosso país. Torna-se impossivel hoje, vermos a sem vergonhice dessa midia golpista, traidora do Brasil, vassala de interesse estrangeiro, defensora de quadrilha de bandidos (ou melhor,parceira). Precisamos urgente de punição exemplar pra essa corja, e de uma lei que estabeleça responsabilidade, e que regulem as comunicações no Brasil, e isso é urgente !!!

Responder

Adriano Rattes

29 de maio de 2012 às 13h59

Cara, isso está ficando cada vez mais divertido (e perigoso). Alguma coisa vai acontecer.

Valeu por publicar a indicação do artigo do Miguel ontem. Aliás, hoje também há um outro legal:

http://www.ocafezinho.com/2012/05/29/midia-e-oposicao-tentam-a-ultima-cartada/

Responder

Marcelo de Matos

29 de maio de 2012 às 13h33

Gilmar na fita: “Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo, o parlamentar afirma a Cachoeira ter trabalhado junto com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes para levar à máxima corte do país uma ação bilionária envolvendo a Companhia Energética de Goiás (Celg). No diálogo, que durou pouco menos de quatro minutos e ocorreu no dia 16 de agosto de 2011, Demóstenes demonstra intimidade com o ministro ao tratá-lo apenas como “Gilmar”. Conseguimos puxar para o Supremo uma ação da Celg aí, viu? O Gilmar mandou buscar. Deu repercussão geral pro trem aí”, contou o senador, referindo-se a um instrumento processual que permite aos ministros escolherem os recursos que vão julgar de acordo com a relevância jurídica, política, econômica ou social. Considerada por muitos políticos goianos a “caixa preta” do governo do Estado, a Celg estava imersa em dívidas que somavam cerca de R$ 6 bilhões. Demóstenes disse a Cachoeira que Gilmar Mendes conseguiria abater cerca de metade do valor com uma decisão judicial”.

Responder

trombeta

29 de maio de 2012 às 13h18

Saiu no IG, Mendes admite que viajou com Demóstenes e encontrou cachoeira:

“O ministro Gilmar Mendes, Supremo Tribunal Federal, quer aproveitar a discussão em torno de seu encontro com o ex-presidente Lula para tornar público logo, de uma vez, que esteve, sim, como o senador Demóstenes Torres numa viagem pela Europa.

Em abril do ano passado, Demóstenes e Gilmar viajaram de trem, com suas esposas, de Praga, na República Tcheca, até Berlim, na Alemanha.

Gilmar resolveu divulgar a viagem para tentar colocar um fim nas especulações a respeito. Inclusive de que, nesta mesma época, o bicheiro Carlinhos Cachoeira teria também viajado para a Alemanha”.

Responder

Alexandre

29 de maio de 2012 às 13h12

Um pega jatinho do Cachoeira, o governador faz festa com o cara da Delta etc.

Ou colocamos tudo no mesmo balaio ou para defender lula tem se atacar os outros?

Responder

Vlad

29 de maio de 2012 às 13h11

kkkkkkkkk
Os blogs “progressistas” viraram bombeiros.

Responder

jandui

29 de maio de 2012 às 13h09

A casa caiu,
deixa que caia…

Responder

Dias

29 de maio de 2012 às 12h51

Na entrevista ao ZH Gilmar Dantas diz que encontrou-se com Demóstenes em Praga. Sabe como é, a vida de supremo é muito agitada e passear pelas oropas dessestressa, né.

Responder

jose carlos

29 de maio de 2012 às 12h36

Nao sei se vão negar, mas é só convocar o piloto do jatinho que trouxe a canalhada de volta de Berlin e ele pode ser o MOTORISTA DA ELBA do Gilmar.

Responder

Paulo chacon

29 de maio de 2012 às 12h28

É Simples. Como o gilmar mente foi e voltou da Alemanha , basta solicitar à ANAC o comprovante das passagens de ida e volta por alguma empresa de linha aérea (TAM, GOL, etc..)Se não forem encontradas as passagens , fica claro que ele (gilmar mente) pegou carona com alguém.
Explique-se, gilmar mente.

Responder

Sérgio Ruiz

29 de maio de 2012 às 11h44

Fora o gilmar dantas, agora temos o gilmar cachoeira. Deus nos socorra.

Responder

joão33

29 de maio de 2012 às 11h27

sem a ação do povo , vão dar um geito de esfriar a cpmi , VELAS ACESAS EM BRASILIA, PARA ILUMINAR O JUDICIÁRIO , JUNTAMENTE COM AÇÕES POPULARES QUESTIONANDO TODOS OS ATOS DO GURGEL (CONJUNTO DA OBRA , POIS O MESMO ESTA SENTADO EM DIVERSOS INQUERITOS E OU NUNCA V~E INDICIOS SUFICIENTES PARA RESPONSABILIZAR PESSSOAS COMO AGRIPINO , AÉCIO , SERGIO GERRA ENTR OUTROS DE MENOR ESCALÃO , MAS POR OUTRO LADO BASTA ILAÇÕES DO PIG , PARA USAR O MÁXIMO RIGOR.)E DO GILMAR COM TODO O HISTÓRICO DAS ATUAÇÕES DO GILMAR DESDE A SUA INDICAÇÃO , OS HCS , OS GRAMPOS E FAZER O STF TOMAR POSIÇÃO E MOSTRAR A CARA. OU SERÁ QUE LÁ SÃO TODOS PARTIDÁRIOS (APARELHADOS)OU ESTÃO TAMBEM SENDO INTIMIDADOS.

Responder

Maierovitch: Gilmar Mendes pode ter cometido crime contra a honra de Lula « Viomundo – O que você não vê na mídia

29 de maio de 2012 às 11h22

[…] Carta Maior: A carona que pode estar na origem de tudo […]

Responder

Poliana Inocente Camargo Ribas Macedo Loyola (do batel)

29 de maio de 2012 às 11h22

É isso, “jornalistas” da FOLHA , do GLOBO , da VEJA-CACHOEIRA: vocês que defendem tanto o Gilmar Solta Bandidos, respondam a pergunta do Sepulveda Pertence: “QUE FOI QUE O GILMAR MENDES, MINISTRO DO STF, FOI FAZER NUM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DO JOBIM?”

Juízes e advogados do meu Brasil: façam a mesma pergunta em toda parte, em todos os blogs, em todos os sites:

“QUE FOI QUE O GILMAR MENDES, MINISTRO DO STF, FOI FAZER NUM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DO JOBIM?”

Imagine se fosse um Juiz de primeiro grau que fizesse isso!

Ophir Cavalcanti, presidente da OAB: responda essa! “QUE FOI QUE O GILMAR MENDES, MINISTRO DO STF, FOI FAZER NUM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DO JOBIM?”

Será que é isso ético?
E o que você, vai fazer a respeito?
Ficar mudo?
Perdeu a lingua Ofir?
Vai querer proteger “seu amiguinho Gilmar Solta Bandido?”

OFIR: os advogados do Brasil inteiro estão esperando você falar!!!!

Ou tá com medo por causa do salário ilegal que voce recebe como procurador do estado do Pará????

Ofir! E aí Ofir? Vai ficar caladinho? vai proteger o Gilmarzinho solta Bandido?

Responder

    Marcelo de Matos

    29 de maio de 2012 às 14h16

    O Dr. Walter cita Jung para salientar que não existem coincidências. Existem sim, mas, não nesse caso. Sua Excelência fala em “episódio de bas-found parisiense de quinta categoria”, evidenciando que não simpatiza com nenhum dos interlocutores, o que, de sua parte é normal já que o ex-magistrado é tido como homem de poucos amigos: uma espécie de lobo da estepe que deambulava pelo Judiciário. O encontro foi marcado no interesse de um dos três, mas, qual? A primeira hipótese eu descarto: Lula não pediria para adiarem o julgamento do mensalão, primeiro porque o pedido é absurdo, segundo porque o próprio Dirceu sempre pede para que o julguem o mais rápido possível. Jobim é apenas o anfitrião-mediador: o interessado na reunião, ao “meu sentir”, como dizem nossos amigos juristas, só pode ser Gilmar. Esse tem incontáveis razões para estar apreensivo: primeiro, com os respingos, para não dizer enxurradas, que verterão do cachoeiragate. Segundo porque há vários amigos seus envolvidos: o próprio Cachoeira; Demóstenes, que pode até perder o cargo de promotor, etc.

    Marcelo de Matos

    29 de maio de 2012 às 14h21

    Complementando: Benedito Torres, procurador-geral da Justiça em Goiás e irmão do Demóstenes; Policarpo Júnior, o ombro amigo do Judiciário no PIG. Gilmar Mendes é muito esperto: antes que fosse acusado de ter marcado a reunião saiu atirando contra Lula. A estratégia é atirar primeiro para ficar em vantagem. O Gilmar recentemente reabriu um processo de Goiás que ele mesmo tinha mandado arquivar. O pensamento é esse: antes que me acusem pelo arquivamento, vou desarquivar.

Julio Cesar Montenegro

29 de maio de 2012 às 11h15

la nça mentos veja:

depois do collor caçador
do gilmaroedor
do demóstenes sob capa mosquiteira
veja mergulha fundo na poli carpa cachoeira

Responder

sergio

29 de maio de 2012 às 11h13

O próprio Gilmar desmentiu a Veja nas declarações que deu à Globo, mas, o PIG insiste em divulgar sua versão dos fatos. Lamentável!

Responder

silvinho

29 de maio de 2012 às 11h11

Esse Gilmar Mendes não binca em serviço. Primeiro humilha publicamente o excelentíssimo senhor Luís Inácio Lula da Silva, Presidente da República Federativa do Brasil, com um falso grampo.

Agora coloca o ex-Presidente Lula como mentiroso, na mesma revista que ofendera anteriormente, Lula.

A notícia ganhou velocidade de luz nas ramificações da grande mídia, ganhando visibilidade nos diversos setores reprodutores da grande mídia, claro, propositalmente.

Entretanto, a exploração pela imprensa só fala na tentativo de Lula alterar a improvável data do “mensalão”, enquanto o lado do Gilmar Mendes, o de viajar com Demóstenes para Alamanha às custas de Cachoeira, é escondido.

Novamente a mídia fala de um “escândalo”, mas sem adentrar o conteúdo que o gerou.

Essa mídia não brinca, petistas!

Responder

Mancini

29 de maio de 2012 às 11h00

Ô sô Azenha, só foi um jatinho pra buscar o coroné… Estamos com tv Senado. A trasmição principal preferiram ficar com Assuntos Sociais… http://refazenda2010.blogspot.com

Responder

    Mancini

    29 de maio de 2012 às 11h01

    trasmissão!

Rogerio

29 de maio de 2012 às 10h37

Caro Azenha: Esse nosso Supremo Tribunal Federal está uma vergonha!!!!!É corporativismo demais! Os caras ficam se protegendo um ao outro o tempo todo!!! Será que acham que a gente é bobo? Tá na cara que eles se borram de medo do Gilmar porque trabalharam para ele num tal “Instituto” que arrumava aulas e cursos para eles completarem os salários!!! Algo que ninguém está perguntando e que esses ministros do STF deveriam se perguntar é: o quê diabos, um ministro do Supremo Tribunal Federal, estaria fazendo, em horas de expediente, na sede de um Escritório de Advocacia que tem processos em curso no mesmo Tribunal? Isso é aceitável? Isso é ético? Isso é prática de ministro do STF? Essa é que é a pergunta. Jobim e Lula são respectivamente um ex-ministro e um ex-presidente. Podem estar onde quiserem, a que horas quiserem.Mas Gilmar É MINISTRO, ( OU PELO MENOS ATÉ AGORA…) E está no cargo. Não pode andar por aí de escritório em escritório, tratando de negócios públicos ou particulares…O que raios Gilmar foi fazer no escritório do Jobim? Essa é a pergunta. A mídia golpista que NÃO TERGIVERSE!! E o Gilmar que explique o quê foi fazer lá no Jobim!!! Ou será que foi lá olhar a coleção de selos dêle? E OS MINISTROS DO STF? VÃO FICAR CALADINHOS? COMO SE NÃO TIVESSE ACONTECIDO NADA? TUDO ISSO É MEDO DO GILMAR CONTAR ALGO SOBRE O “INSTITUTO DE DIREITO CONSTRITUCIONAL”, DE BRASÍLIA COM O QUAL PAGA E CONSTRANGE SEUS COLEGAS? Quem cala consente, Ministros! Esta é a hora de Srs Ministros de colocar para fora do STF esse pulha, esse empregadinho do FHC, guindado a ministro do STF pelos piores caminhos do patrimonialismo do estado brasileiro! Ministros, sob pena de conspurcar definitivamete a imagem do Judiciário Brasileiro: promovam o julgamento do Gilmar Já no STF! E a pergunta é: “O Que você foi fazer no escritório do Jobim, Gilmar Mendes soltador de bandido???? Foi pegar uma vacina para encobrir sua viagenzinha de “negócios” a Berlin pela “Cachoeira Tur”?
O negócio da CELG que você “puxou” a pedido do Demóstenes rendeu quanto a você? E os habeas corpus do daniel dantas, quanto custou cada um? Senhores Ministros do STF, chega de FINGIR QUE NÃO ESTÃO VENDO NADA! SERÁ O CUMULO DO CORPORATIVISMO VOCES NÃO ABRIREM O DEVIDO PROCESSO PARA INVESTIGAR O GILMAR, SÓ PORQUE “ELE É SEU COLEGA”!!!!
Gilmar é de carne e osso como qualquer cachorro. Deve e pode ser investigado por seus colegas à vista de tantas irregularidades ( viagem paga por bicheiro, acompanhado de senador investigado, que o menciona em gravações em que o bicheiro é informado pelo senador que o Gilmar Mendes puxou o processo para Brasília!!! O que os senhores ministros precisam mais para INVESTIGAR SEU COLEGA E CHEFE DE ALGUNS NO INSTITUTO “CONSTRICIONAL”? Querem uma manifestação na porta do STF? Querem velas à noite na frente da estátua da justiça? Querem o quê para começarem a agir? Uma confissão espontânea do Gilmar do tipo “sim eu ganho propina para soltar bandido, “puxar processo” para Brasilia e defender senador bandido?” Quosque tandem, Senhores Ministros do STF???? Ajam, investiguem esse notório bandido que está entre vocês! Ou serão apontados na rua como os que podiam fazer algo mas não fizeram porque tinham medo do Gilmar Mendes…só porque deram uma aulinhas na escolinha Walita de Direito que esse espertalhão montou para constrangir seus colegas!!!!É a privatização do Judiciário, pela mão de um colega de senador bandido e quadrilheiro, que aceita carona de bicheiro!!!

Responder

Fernando

29 de maio de 2012 às 10h27

“Lamento que um ministro do Supremo se tenha posto, supostamente, a dar declaração sobre conversas, reais ou não, que tenha tido com um ex-presidente da República no escritório de um político e advogado.”- Sepúlveda Pertence

Foi a fala mais acertada sobre o fato. Pois se tinha uma pessoa que devido a seu cargo, nunca deveria estar neste encontro era o o Ministro do STF, só de ele estar lá já configura uma quebra de decoro. E sobre este fato não vi ninguém comentando, nem os boquirrotos de seus pares no STF, ou isso é normal? Ministros do STF, fazerem visitas em escritórios de advocacia?

Este é o fato relevante deste episódio, em um país civilizado, o problema não estaria no que foi conversado e sim nas circunstâncias em que se deu esta conversa, como o Sr. Sepúlveda Pertence, deixa claro ao afirmar- “dar declaração sobre conversas, reais ou não, que tenha tido com um ex-presidente da República no escritório de um político e advogado.”

Agora como sou apenas um cidadão com direito a opinião, tenho certeza que Gilmar Mendes e o Jobim queriam este encontro, como eles deixaram claro (coincidência serem os dois envolvidos no mesmo episódio?), para se desculpar com o Lula sobre o episódio dantesco do grampo sem áudio, e muito provavelmente Gilmar Mendes foi espinafrado pelo Lula, que citou a viagem da Alemanha, para dizer que não acreditava em sua inocência, e ai após um mês com essa pulga atras da orelha, e vendo que nem o PGR estava sendo poupado, ele fez essa besteira de querer se esconder atrás do tal “escândalo” do CAIXA 2 do PT, pois assim se juntaria aos seus comparsas Veja, Globo e o PGR.

Responder

Uélintom

29 de maio de 2012 às 10h24

Na Globo News e nos jornais da Globo Gilmar Mendes diz que não foi bem assim.

O PiG inteiro está ignorando solenemente as declarações do ministro caroneiro!

O desmentido do Jobim também é ignorado.

Continuam sustentando Como já foi dito em algum comentário por aí, uma verdade insistentemente escondida torna-se mentira.

Responder

Marco Ferreira

29 de maio de 2012 às 10h23

Enquanto todo mundo tá discutindo a guerra de versões, a CPMI vai votar hoje a quebra de sigilo da Delta, e a convocação dos 3 governadores; em relação a Gilmar Mendes, todo mundo fica indignado, isso e aquilo, mas um pedido de impeachment feito por um advogado em 2011, foi arquivado pelo Sarney, que é da base aliada e ficou tudo por isso mesmo.

Responder

Tiago Tobias

29 de maio de 2012 às 09h38

O Gilmar Mendes (ou Dantas) tem que ganhar mais um apelido: Gilmar Culatra. Que tiro hein…

Responder

    Sagarana

    29 de maio de 2012 às 10h21

    Na nota, da assessoria de imprensa do instituto Lula, não do Lula, não há qualquer menção a possíveis impropérios ditos por Gilmar Mendes. A nota se limita a atacar a revista Veja. Não estaria na hora, ou já teriamos passado dela, de Lula apontar o dedo para Gilmar e dizer que ele mente?

    flavio

    29 de maio de 2012 às 12h59

    sagarana, voce tá no blog errado……..seu lugar é FOIA, inVEJA, GROBO, estadão, TIO REI, lá voce vai se sentir em casa, com seus pares…….

    Jotage

    29 de maio de 2012 às 19h01

    Com certeza Sagarana não é derivado de sagaz.
    Nem o Gilmar nem a Veja são burros, eles só não tem caráter.
    A reportagem da Veja cita outras pessoas, que teriam ouvido de Gilmar a estória.
    Em caso de processo é só desmentir.
    O Gilmar nunca falou nada, nem na acusação nem no desmentido.

Ary

29 de maio de 2012 às 09h20

É de grau leve a dificuldade que a CPMI teria para esclarecer se o carona era o Gilmar Mendes. Certamente o órgão de controle de aviação da Alemanha deve ter esse registro. Por outro lado, Gilmar deve ter como provar que pagou a sua passagem em voo comercial. Eu acho que ele veio de carona. Vieram rindo, brindando, brincando, contando piadas, comemorando, etc.

Responder

    RicardãoCarioca

    29 de maio de 2012 às 10h15

    É fácil de comprovar que foi o Gilmar Mentes. De SP a Brasília, sem rastros de pagamento de passagem, ou pegou carona ou foi a pé.

    Bonifa

    29 de maio de 2012 às 11h35

    É importante que Demóstenes e Gilmar continuem repetindo suas versões e que elas fiquem bem marcadas. Inclusive sobre a viagem dos dois, de Praga a Berlim. Devido à crescente relevância do caso, que agora chega às máximas alturas, a CPI deverá destacar uma equipe de policiais federais especializados para investigar todo este novelo, na Europa.

acmsouza

29 de maio de 2012 às 08h27

Oficialmente está confirmado o envolvimento do senhor ministro com o caso cachoeira.
O próprio ministro fez questão de oficializar o fato. O envolvimento do ex- presidente é parte do de uma pantomima para justificar uma realidade.
A oposição ficou sem pé, o naufrago é eminente.
Vamos ver o que rola pra diante.

Responder

    MARCELO

    29 de maio de 2012 às 11h28

    Eliana Calmon tem razão.Existem bandidos de toga.O Márcio Thomaz Bastos que defende
    o Roger Abdelmassih,defende o Carlinhos Cachoeira.Esse cara deveria ir pro paredon.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura