VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

ACM Neto pagou com traição a quem acabou de lhe dar a mão


09/11/2012 - 00h32

por Luiz Carlos Azenha

Os professores em greve na Bahia cantaram o refrão para o governador Jacques Wagner; agora já podem cantar para ACM Neto, que como deputado federal votou contra o investimento de 100% dos royalties do petróleo na combalida educação pública brasileira!

Leia também:

Bernardo Kucinscki: “Estamos assistindo ao surgimento de um macartismo à brasileira”

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



71 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

josaphat

12 de novembro de 2012 às 14h17

Professor alienado político tem que se ferrar mesmo.
Professor que se preza voto nulo.

Responder

[email protected]_2

11 de novembro de 2012 às 21h13

o governador petista pode não ser bom, pode até ser mesmo ruim, como dizem.
Mas puni-lo votando no DEMO, no ACM Neto, é inacreditável!

Muita BURRICE!

(que nem os cretinos de BHZ que reelegeram Marcio LaMerda contra o EXCELENTE PATRUS – aqui a cidade está abandonada, um lixao… e muitos dos imbecis eleitores do preposto do narizinho tucano já se dizem arrependidos- e o segundo mandato ainda nem começou!)

ARRE!

:/

Responder

Murdok

10 de novembro de 2012 às 15h10

A eleição do cara ai mostra que o pilourinho na Bahia, ainda funciona.

Responder

Roger

09 de novembro de 2012 às 22h59

Retrocesso político sem igual!
Salvador é a província da capital.
Alô Alò Glauber !
Sem você tudo vai mal !!

Responder

Luana

09 de novembro de 2012 às 22h56

AH, E ainda teve um lesado da Ufba que fez até carta aberta. Tome aí, engraçadinho.

Responder

Eduardo Raio X

09 de novembro de 2012 às 22h34

Quer dizer o seguinte, a história se repete, uma vez malvadeza sempre malvadeza! A vida é assim tem gente que acredita em boi voando, e quem votou nesse rapazola vai constatar uma coisa, ele não vai cumprir com nada do que prometeu, porque ele é o malvadeza!

Responder

Luana

09 de novembro de 2012 às 22h11

Eu quero saber onde é que está a novidade nisto aí do carlismo. Como se a Bahia não soubesse quem é esta gente. Eu acho é bom, cambada de alienados.

Não venham com este papinho de que vcs não sabiam quem é a peça. Isto para mim é gostar de levar chicote no lombo, baixa escolaridade e masoquismo. Bem feito. Eu quero é mais. Vocês são do tipo que apanham a vida inteira e não aprendem. E por causa da ignorância de alguns a maioria dos baianos sofrem. Ah, e não pensem que não sou baiana, não. Porque sou baiana da gema.

Responder

Bertold

09 de novembro de 2012 às 21h54

Nada impede uma profa. de praticar um pouco de teatro. E se for bem paga numa campanha eleitoral por quem tem muito, diga-se de passagem, amealhado há séculos pela condição oligarca, melhor ainda, afinal, tá no sonho de muitas mulheres serem modelos ou atrizes. Como homens sonham em ser jogador de futebol e também ator pra “pegar muuuito”! Dramatizações à parte, o PT praticamente pediu para perder a eleição por insistir num sujeito (olhe o feudo ai gente!) que os baianos de Salvador já rejeitaram quatro vezes e Jaques Wagner governa igual a um Paulo Souto.

Responder

Rose PE

09 de novembro de 2012 às 21h40

Esse discurso e apoio dessa professora é mostra viva do que acontece quando um governo em que uma classe põe sua confiança e esperança os traem, é essa explicação para o apoio dessa coitada. Prestem atenção a isso, governos progressista, olhem o que vocês podem fazer. O que é uma pena, para não dizer uma desgraça.

Responder

Paulo Gomes

09 de novembro de 2012 às 21h35

Não votei em neto, mas vamos analizar algumas coisas, Pelegrino tinha o triplo do tempo na TV de neto, fez uma campanha muito mais cara tinha muito mais dinheiro, mais cartazes e carros de som por salvador, Lula veio 3 vezes na campanha Dilma também e Pelegrino perdeu no primeiro e segundo turno. vamos aceitar uma decisão soberana do povo da bahia, ele e toda a base aliada votaram neste projeto contra o governo. Votaram contra Wagner do PT, quais foram os erros cometidos, o que Wagner fez, como esta sendo a sua atuação como governador para perder assim o apoio da população

Responder

alício

09 de novembro de 2012 às 20h54

Filho de peixe peixinho é. Neto de acm grampinho é.KKKKKK!!!

Responder

Cibele

09 de novembro de 2012 às 20h42

Por falar em educação, será que vocês não acharam relevante o programa lançado ontem, ou eu perdi alguma coisa? Talvez merecesse pelo menos um destaque na blogosfera, coisa que eu não vi. De qualquer forma, aí vai:

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=21225

Responder

spin

09 de novembro de 2012 às 20h09

Um texto de Lula Miranda, na verdade um belo poema: Mostra as algemas, Zé!
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/85019/Mostre-as-algemas-Z%C3%A9!.htm

Responder

Hélio Pereira

09 de novembro de 2012 às 18h40

Eu acho que o ACM Netinho Malvadeza vai descobrir que “recebeu um Presente de Grego” das mãos do Prefeito João Durval Carneiro e ficara tão enrolado na Função de Prefeito,sera tão criticado,que seus planos de disputar o Governo da Bahia jamais se concretizarão em 2014.
Netinho Malvadeza vai ter de “abaixar a crista”,vai ter de pedir ajuda aos Governos Estadual e Federal,vai depender da “Boa vontade” de Dilma e Jaques Wagner.
Eu acho que este cargo de Prefeito,podera ser o fim da carreira Politica em cargos executivos desta figura estranha!

Responder

    Rodolfo Matos

    09 de novembro de 2012 às 20h31

    Mas ele não será candidato em 2014. Ele apoiará Geddel como parte do acordo que pôs o PMDB do lado de ACM Neto no 2º turno.

    Hélio Pereira

    09 de novembro de 2012 às 21h19

    Isto é o que Geddel Vieira Lima espera,mas sera que Netinho Malvadeza cumprira com a Palavra?

Nisio

09 de novembro de 2012 às 17h55

Sem querer desmerecer os professores, a sua causa e o desacordo com o Governador Jacques Wagner, será mesmo professora esta desembaraçada e bonita professora do depoimento? Agora os baianos elegerem alguém da Casa Grande depois de 500 anos de escravidão é repetir os mesmos erros de Lula e Dilma com o stf, pgr e PIG. Espelho espelho meu, diga quem é mais idiota do que eu!

Responder

Messias Franca de Macedo

09 de novembro de 2012 às 17h13

Charge do Borega

O presidente eleito Barack Obama falando ao telefone com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT):
“… Obrigada, Fagner! Soube que também elexeu um democrata?”

NOTA: vale a pena ver o desenho! Divertidíssimo!…
em: http://www.bahianoticias.com.br/
Sexta, 09 de Novembro de 2012 – 09:42

Que país é este, sô?! República de ‘Nois’ Bananas, responde, “na lata”, o matuto ‘bananiense’!

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Edno Lima

09 de novembro de 2012 às 17h01

Que coisa feia Azenha, faltou citar os outros 285 deputados que votaram com o ACM Neto; muitos deles de partidos de esquerda e da base do governo. É fácil pra União dizer aos outros com gastar o próprio dinheiro. Faltou o Azenha dizer também que Tarso Genro recuza-se a pagar o piso nacional do magistério instituído pelo próprio governo petista. Agora,para serem coerentes, os chefes de executivo petistas deverão aplicar 100% dos royalties em educação ( não é porque a lei não obrigue os 100% que os petistas não aplicá-lo). Vamos ver quantos deles vão aplicar tal taxa????

Responder

Messias Franca de Macedo

09 de novembro de 2012 às 16h50

… O mais lamentável é que muitas pessoas gostam de sofrer sabendo que vão sofrer mais! A nefasta e abominável história de coronelismo protagonizada pelo ACMalvadeza, a famigerada e fatídica era carlista, são fenômenos conhecidos por todos: em sua maioria esmagadora, esmagados (sic); a minoria privilegiada, beneficiária das benesses do período da truculência e do chicote, tem razão de sobras para resgatar o passado… Voltando ao sofrimento da maioria, especificamente, tratando dos professores: o mínimo de bom senso apontaria para a absoluta rejeição ao neocarlismo; basta lembrar que sob os auspícios do carlismo, muitos(as) professores(as) recebiam o vencimento base com valor abaixo do salário mínimo… [Ao assumir o cargo, no primeiro mandato, imediatamente, o governador Jaques Wagner tratou de corrigir esta estúpida, imoral e ilegal distorção, mais um legado (idem sic) dos tempos das trevas na Bahia! De modo análogo, as situações acima mencionadas foram reproduzidas em relação aos policiais militares!…] Portanto, considerando a desaprovação ao conjunto da obra do governador Jaques Wagner, a lógica racional, o bom senso, seria votar em um candidato dotado de algum potencial de superação ou, simplesmente, “tascar” o voto nulo ou em branco! Portanto, a meu ver, a forma pedagógica e lúcida de protestar!… Agora, “faça-me uma garapa!”, através do ódio e da revolta [legítimos], referendar o voto em um tirano – descomprometido literalmente com as lídimas causas sociais – significa, no mínimo, uma atitude masoquista e/ou desprovida de coerência e de tino histórico/didático!…

NOTA: os professores e as professoras baianos(as) tinham conhecimento de que este rapaz e o partido dele [o DEMo!] votaram contra a política de cotas nas Universidades Públicas! Estes eternos – e irrecuperáveis -algozes do povo brasileiro chegaram a impetrar uma ação na Justiça, objetivando impedir a instituição deste mecanismo de reparação parcial das injustiças praticadas contra o povo trabalhador brasileiro, notadamente em relação aos negros!… Estratégia típica de uma chanchada “me engana que eu gosto!” e/ou falta de visão estratégica, os professores e as professoras da rede pública municipal de ensino de Salvador “já começaram a pagar os seus pecados, antes mesmo do ‘padre’ iniciar a sua ‘dosimetria’ – perdão, ato falho -, antes mesmo de o alcaide iniciar “o choque de ‘jestão’ DEMotucano”!…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Messias Franca de Macedo

    09 de novembro de 2012 às 17h20

    … AH, JÁ IA ESQUECENDO(!): o neto do ACMalvadeza – eleito com o apoio do professorado baiano (sic) – foi um dos parlamentares antinacionalistas que votou contra o projeto do governo popular e democrático da presidente Dilma Rousseff que dispunha pela aplicação dos 100% dos royalties do pré-sal no setor da educação pública!… Dizer mais o quê?!… Agora, somente desenhando, “que nem o ‘vidente’ chargista Borega!”…

    Que país é este, sô?! República de ‘Nois’ Bananas, responde, “na lata”, o matuto ‘bananiense’!
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

mineiro

09 de novembro de 2012 às 16h47

gente algum professor inteligente e que conhece o minimo de politica . acredita mesmo que esse escroto neto do diabo vai mesmo fazer alguma coisa pela educaçao do estado da bahia. esse sugeito e seu avo o verdadeiro diabo, nunca fez nada , e sempre enriqueceu a custa do estado ,gerando miseria e tudo mais. eles sempre lucraram com o atraso e a miseria do povo . ta certo que o governado atual é um inutil , que tambem nao fez nda pela educaçao e o pt ai da bahia nao se renovou. mas votar nesse sugeito achando que vai melhorar alguma coisa , tenha a santa paciencia , e o que é pior os professores acreditam nisso.

Responder

Messias Franca de Macedo

09 de novembro de 2012 às 16h08

ACM NETO NÃO SERÁ UM BOM PREFEITO
Por Cynara Menezes
Em http://www.socialistamorena.com.br/acm-neto-nao-sera-um-bom-prefeito/
Publicado em 7 de novembro de 2012
#######################################

LÁ VEM O PITACO DO MATUTO ‘BANANIENSE’!

Prezada jornalista Cynara Menezes, permito-me tecer algumas considerações:

1- [O GOVERNADOR JACQUES WAGNER ELEGEU ACMalvadeza NETO! ENTENDA] Os servidores públicos do Estado da Bahia e, por extensão, os seus familiares foram os responsáveis por entronar o governador [do PT e ex-sindicalista (sic)], na primeira eleição e na reeleição. Uma vez eleito – e reeleito(!) -, simplesmente, o governador do PT traiu estes mesmos funcionários públicos – “e que comeram poeira”, fazendo campanha para * ‘o Galego’. Algums exemplos de ações perversas, para não dizer ‘Malvadas’: logo no primeiro ano de governo, baixou um decreto proibindo que os [barnabés] servidores públicos estaduais requeressem o abono pecuniário relativo à venda de 1/3 das férias – impedimento que nem mesmo os carlistas aplicaram!; reajuste salarial para os servidores públicos de acordo com o índice inflacionário do ano anterior, vigorando a partir do mês de março, retroativo a janeiro; mesas de negociações infestadas de cupins(!); majorou a contribuição do PLANSERV – Plano de Saúde e Assistência dos Servidores Públicos do Estado da Bahia; como você discorreu, perplexa: demonstrou uma inabilidade terrível e estúpida ao tratar das greves dos policiais militares e dos professores dos ensinos fundamental e médio…
… Portanto, muitos servidores públicos do estado Bahia votaram com ódio: digitando ‘o 25’ ou abstendo-se ou votando em branco ou votando nulo! PANO RÁPIDO!…
*’Galego’ é o cognome utilizado pelo presidente Lula em relação ao amigo Jaques Wagner!

2- segundo as pesquisas de opinião, ‘o pior prefeito do Brasil’, João Henrique, usou a máquina administrativa municipal no sentido de colaborar com a campanha do neto do ‘Tonho Malvadeza’! O mesmo João Henrique reeleito por conta(!), obra e graças (sic) do ex-ministro [‘neocoroné’] **Geddel Vieira Lima, utilizando-se de recursos do Ministério da Integração Nacional do governo do presidente Lula… Recursos para a prevenção de enchentes que “foram utilizados no semi- árido dos ‘prefeitins’ baianos do PMDB!”…
**’o neocoroné’ Geddel apoiou o neto do ACMalvadeza, apesar de o ex-ministro do presidente Lula exercer, atualmente, o cargo de vice-presidente… Errou feio que pensou em vice-presidente da TV Bahia do clã Malvadeza e afiliada da Rede Globo! Atualmente, o opositor-mor do PT na Bahia exerce o cargo de vice-presidente da ***CEF! Sim, Caixa, Econômica, Federal! Caixa econômica Federal!… “Pode ‘to be’?!”
***durma com um barulho deste e diga que sonhou ouvindo a voz maviosa de Leila Pinheiro [RISOS DO MATUTO!]

3- [Mais] Subsídios para a sua profecia [‘ACM Neto não será um bom prefeito’], relatada no texto acima:

ACM Neto diz que consultoria trabalhará ‘de forma voluntária’
O prefeito eleito ACM Neto (DEM) afirmou que a consultoria norte-americana McKinsey trabalhará “de maneira voluntária” na elaboração da reforma administrativa que ele pretende, com o apoio do atual gestor, João Henrique, enviar à Câmara Municipal ainda este ano para votação. (…)
CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/125866-acm-neto-diz-que-consultoria-trabalhara-039-de-forma-voluntaria-039.html
Quarta, 07 de Novembro de 2012 – 07:58

‘Nem almoço nem auditoria de graça’
por Samuel Celestino – jornalista de ‘A Tarde’ e editor-chefe do ‘site’ ‘Bahia Notícias’
Quarta, 07 de Novembro de 2012 – 16:52
O prefeito eleito, ACM Neto, recebeu de presente ou terá como auxílio (não está suficientemente explicado) a auditoria da empresa norte-americana McKinsey, uma das maiores do mundo. Faz bem. Auditar nunca é extravagância. Acontece, no entanto, que os americanos usam constantemente um bordão que ensina “que ninguém oferece almoço de graça”. E, segundo o próprio prefeito eleito, a empresa trabalharia sem cobrar à gestão. Não vou além do bordão. Talvez, no caso especifico, haja uma exceção à regra de algum gringo ama tanto Salvador que vai nos dar um impulso gratuito. Porque, ao que se sabe, o caixa da prefeitura de Salvador anda de mal a pior. Daí as demissões que estão sendo feitas pelo prefeito João Henrique. Trata-se do espectro da Lei de Responsabilidade Fiscal.

‘Indicado por Paulo Souto para equipe de transição de ACM Neto já teve contas reprovadas pelo TCE em 2007’
por Rodrigo Aguiar
Quarta, 07 de Novembro de 2012 – 11:20
CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/125879-indicado-por-paulo-souto-para-equipe-de-transicao-de-acm-neto-teve-contas-reprovadas-pelo-tce.html

Indicado pelo ex-governador ****Paulo Souto para fazer parte da equipe de transição do prefeito eleito ACM Neto (DEM), Cleber Nogueira de Moraes, auditor do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), já teve contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), relativas ao ano de 2001, quando esteve na Superintendência de Gestão Escolar, da Secretaria Estadual de Educação (SEC). As contas de ordenador de despesa foram rejeitadas pela Corte, que determinou ao gestor o pagamento de multa de R$ 1 mil em 2007. O processo 001147/2002 foi relatado pelo conselheiro Pedro Lino. Nogueira também foi diretor da Agerba e interventor do sistema ferry boat durante parte do governo Paulo Souto. O gestor recorreu contra o parecer do tribunal e, em 2009, a Corte decidiu pela aprovação das contas com ressalvas, devido à contratação direta de acervo bibliográfico com inexigibilidade de licitação. A multa foi mantida. Procurado pelo Bahia Notícias, o ex-governador disse desconhecer o processo contra o indicado no TCE e justificou sua escolha com a necessidade de ter na equipe de transição alguém do TCM. “A gente queria uma pessoa que tenha familiaridade com esse processo de interação do Tribunal com o Município”, argumentou Souto.

****o mesmo Paulo Souto – do DEMo carlista – que no último dia do mandato de governador assinou um decreto ‘conceDADO’ *****‘a Ilha do Urubu’ a um espanhol radicado no Brasil, cujo nome é Gregório Preciado, por estes ‘domínios dos fatos plausíveis da vida’ (idem sic), primo do candidato [derrotado] José (S)erra Rossi Malafaia, tucanoDEMoníaco “da gema”!…
*****‘A Ilha do Urubu’ está localizada na Bahia. E também pode ser encontrada na ‘Privataria Tucana’, o livro do século, o best-seller escrito pelo ínclito, competente e impávido jornalista Amaury Ribeiro Junior! Segundo o José (S)erra, o livro recheado de documentos não passa de um “lixo”! EM TEMPO: há poucos dias, o Tribunal de Justiça da Bahia determinou a reintegração de posse das terras aos seus verdadeiros proprietários, os índios aborígenes da região.

Felicidades!

Que país é este, sô?!… República da DIREITONA OPOSIÇÃO AO BRASIL, fascista eterna, MENTEcapta, aloprada, alienada, histriônica, impunemente terrorista, antinacionalista, golpista de meia-tigela, corrupta… ‘O cheiro dos cavalos ao do povo!’ (“‘Ellite’ estúpida que despreza as próprias ignorâncias”, lembrando o enunciado lapidar do eminente, humanista e libertário escritor uruguaio Eduardo Galeano.)

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Messias Franca de Macedo

    10 de novembro de 2012 às 01h37

    errata desprezível; … ****o mesmo Paulo Souto – do DEMo carlista – que no último dia do mandato de governador assinou um decreto ‘conceDANDO’ *****‘a Ilha do Urubu’ a um espanhol radicado no Brasil, cujo nome é Gregório Preciado [esposo de uma prima do candidato derrotado José (S)erra Rossi MalaFALSA!],…

    Saudações democráticas, progressistas, nacionalistas, antigolpistas e civilizatórias,

    Que país é este, sô?!…

    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

Vlad

09 de novembro de 2012 às 15h34

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/11/quem-votou-contra-petroleo-educacao.html

A maioria desses aí já era de se esperar.
Tem os que erram, e o fazem em uníssono, por que é de sua natureza errar e os fisiológicos, que perdidos em suas mesquinharias e interesses particulares, vagam ao sabor das oportunidades, constituindo-se em um outro tipo de errantes (aliás, o PSB está bem encaixadinho aí).

Mas veja o que fizeram com o PDT.
Coitado do Brizola se estiver vendo isso.
Putz!
Que m…, hein?
Triste.

Responder

Marcelo de Matos

09 de novembro de 2012 às 15h23

Vou ser sincero: a professorinha com lágrimas nos olhos me deixou comovido. Também verti algumas lágrimas de crocodilo, especialmente quando ela disse que a luta dos professores não é só por salário, mas, para melhorar as condições do ensino que na Bahia não é de boa qualidade. É mesmo? Em que parte do Brasil o ensino é de boa qualidade? Ontem eu conversei com uma ex-colega de trabalho que, como funcionária aposentada do Judiciário Federal, consegue dar aulas não remuneradas em certa instituição. Ela me contou que os alunos de 6ª série (parece) não sabem português, nem matemática. Ela costuma perguntar: se de uma cidade a outra temos uma distância de 3.000 metros, qual é essa distância em quilômetros? Os alunos não sabem responder. Posso não lembrar o que comi no almoço, mas, consigo me lembrar de coisas antigas. No começo da década de 60 li A China de Hoje, de Osny Duarte Pereira. O magistrado dizia que a China seria a maior potência do mundo porque lá todos estudavam ciências. E nós, como ficamos nessa disputa com os orientais?

Responder

Bruce Guimarães

09 de novembro de 2012 às 14h15

O problema da Educação Brasileira não é dinheiro!!!

Responder

Jotage

09 de novembro de 2012 às 14h14

A professora é só mais uma artista global, como aqueles da globo que fizeram o vídeo contra Belo Monte. Fosse ela realmente professora, teria coragem de enfrentar, agora, seus pares nas escolas?
Ela fêz seu “trabalho” e recebeu seu dinheirinho. Às favas a educação.

Responder

Dalva Vilela

09 de novembro de 2012 às 13h58

Não precisa ir muito longe, o coordenador da transição é o carrancudo Paulo Souto,do trio que gravitava em torno de toninho malvadeza (Paulo Souto, Cesar Borges, Imbassaí)era considerado o pior deles,um capitão do mato, daqueles que consegue ser mais agressivo e autoritário que o próprio coronel, (ACM avô) não vai demorar e a mascara do ACMinho começará a cair e mostrar a verdadeira face, de herdeiro do coronelismo.

Responder

Zezinho

09 de novembro de 2012 às 12h39

Boa tentativa, mas vcs já se esqueceram dos professores das federais que ficaram 4 meses em greve? Não é mesma coisa? Tomaram igual.

Responder

    J Fernando

    09 de novembro de 2012 às 13h44

    Não deixamos de criticar o gov federal pela morosidade em resolver o problema dos professores universitários.
    Mas, não misture alhos com bugalhos. Dilma não se elegeu fazendo campanha pró professores universitários.
    Comparações deste tipo são vãs tentativas de tapar o sol com a peneira.

    André guitar

    09 de novembro de 2012 às 14h09

    Zezinho pelo amor, aqui muito se criticou o governo federal por esse motivo, nem meu caro, vai continuar lendo as mídias isentas vai, aqui é muito tendencioso, se pelo menos aqui fosse igual a VEJA,GLOBO,FOLHA,ESTADÃO, essas sim mídias totalmente isentas e idôneas, tá loco é cada um.

sandro

09 de novembro de 2012 às 12h34

Vida de professor é dificil.
Boa parte nao tem menor talento prá coisa,não são unidos , pouco valorizados , com estima baixa ficam abúlicos.Educar professores
é tão necessário quanto dar-lhes salários dignos.

Responder

FrancoAtirador

09 de novembro de 2012 às 12h27

.
.
Não acredito que a maioria dos professores estaduais de Salvador

votou no ACM ‘para se vingar’ do Governador da Bahia ou do PT.

Seria praticamente uma atitude kamikaze, um suicídio coletivo.

O que um prefeito do DEM fará em prol do ensino público estadual?
.
.

Responder

Carlos J. R. Araújo

09 de novembro de 2012 às 12h25

Aprendi, com Arthur Koestler que a genética e a sociologia são duas maldições na vida. E elas podem ser traduzidas no seguinte ditado popular: “filho de peixe, peixinho é”. Genética e sociologicamente. Há quem lute contra isto, até mesmo com o auxílio da psiquiatria.

ACM Neto está, pois, à vontade. Para quê e em nome de quem ele iria, voluntariamente, se dar ao luxo de contrariar a genética e a sociologia? Afinal, se o funcionalismo estadual foi a classe que o elegeu, como ajudar uma classe masoquista que sofreu tanto nas mãos do vovô e elege o netinho? O masoquista social precisa e merece apenas um tratamento psiquiátrico.

Responder

Willian

09 de novembro de 2012 às 11h42

Engessar todo os royalties do petróleo na educação, realmente é a melhor ideia? Saúde, habitação, investimentos em infraestrutura não merecem um olhar?

Responder

alício

09 de novembro de 2012 às 11h37

Baiano burro nasce morto. Certo? Errado. Baiano burro nasce em Salvador.

Responder

    Carlos J. R. Araújo

    09 de novembro de 2012 às 12h28

    My God, na mosca! Percebo isto desde os anos noventa. Parabéns pela sua “descoberta”. E eu pensava que era o único que sabia do troço.

    Messias Franca de Macedo

    09 de novembro de 2012 às 18h08

    … Baiano burro é aquele que pensa ser mais esperto do que a esperteza!…

    “Pense num absurdo! Na Bahia tem precedente!” Frase célebre e sempre contemporânea do ex-governador da Bahia *Octávio Mangabeira.

    *Otávio Mangabeira, nascido Octavio Mangabeira (Salvador, 27 de agosto de 1886 — Rio de Janeiro, 29 de novembro de 1960) foi um engenheiro, professor e político brasileiro. Foi governador da Bahia e membro da Academia Brasileira de Letras.
    Tomando posse a 10 de abril de 1947, exerceu o governo até 31 de janeiro de 1951 – primeiro governador eleito após os anos da Era Vargas. No seu secretariado, buscou Mangabeira resgatar as maiores inteligências da Bahia, como Anísio Teixeira (Secretário de Educação), Albérico Fraga (Interior e Justiça), Nestor Duarte (Agricultura), Dantas Júnior, Ives de Oliveira, dentre outros.
    (…)
    FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ot%C3%A1vio_Mangabeira

    (Bahia de ‘Nois’ Bananas!)

    Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    zuleica sobreira

    11 de novembro de 2012 às 20h36

    Messias Franca de Macedo. Voce é o cara!!! acho muito logica suas colocaçoes, quem me dera poder passar uma tarde em itapoã, proseando
    contigo.
    Parabens, sou de Teodoro Sampaio-Ba, gostaria que na citada cidade
    tivesse um genio agual a ti.
    Nota mil!

Leonardo Câmara

09 de novembro de 2012 às 11h20

Bicho, votar no DEM não dá. Votar no mini ACM então, nem prensar. Se os professores pensam que ele é capaz de fazer diferente, então estão totalmente enganados. Tem coisas que só a Bahia tem…

Responder

Vlad

09 de novembro de 2012 às 11h01

Hahaha
Não se conformam de tomar uma sova do moribundo DEM, mesmo com os esforços dos caciques petistas.
Agora vão desopilar batendo no Acemeio Neto todo dia, seja pelo motivo que for.
Chama-se “dor de corno eleitoral”.
Mas beleza…podem bater que ele merece; se não tiver motivo, bate adiantado pelos desmandos futuros. kkkkkkkkkkkkkk

Responder

    Willian

    09 de novembro de 2012 às 11h44

    É que não tem mais o prefeito de São Paulo pra bater.

    sandro

    09 de novembro de 2012 às 12h27

    Em São Paulo nem precisa, deixa que o PCC já esta batendo.

    Vlad

    09 de novembro de 2012 às 13h32

    Bater no Kassab, o ministeriável.
    Jamais!!!

    abolicionista

    09 de novembro de 2012 às 11h55

    Fala trollzinho, quando tiver algum argumento, responda ao que lhe objetei nos últimos comentários, se puder, claro! ;)

    Vlad

    09 de novembro de 2012 às 13h40

    Abolicionista, apesar de meio poliana, parece-me que sejas um(a) cara bem intencionado(a) e certamente és indivíduo ainda recuperável.
    Torço pelo seu despertar!

    º,..,º

    J Fernando

    09 de novembro de 2012 às 13h46

    Que grandes argumentos para defender o voto de ACeminho…
    Um espanto!!

Lídio Pinho

09 de novembro de 2012 às 11h01

Estão com pena? Eu nem um pouco!

Responder

    Rita

    09 de novembro de 2012 às 13h28

    nem eu

Eneas

09 de novembro de 2012 às 10h52

Os de esquerda tem q tomar muito cuidado. Não se pode confundir as coisas. O partido DEM, já a muito tempo perdeu sua máscara. Mas por vingança ou despeito, o elegeram novamente. Infelizmente tem casos de ter q optar pelo menor pior.

Responder

Rasec

09 de novembro de 2012 às 10h27

Os professores municipais de SP têm um acordo informal desde os tempos de Maluf: nós fingimos que trabalhamos e vocês fingem que pagam salários! Eles são aprovados para cumprir carga horária de 6 horas, mas só trabalham 4 e muitas vezes menos (é acordo entre eles que a Prefeitura não deve intervir). Quando assume um governo do PT (foi assim com a Marta) que começa a cobrar o horário contratual aí estouram greves! Marta foi muito habilidosa instalando a Mesa de Negociação com os servidores e por isso não houve greve de professores nos 4 anos dela.
Haddad que se cuide!

Responder

    André

    09 de novembro de 2012 às 11h42

    É triste ver isto e mais triste ainda ver governadores do PT entrando na justiça para continuar pagando pouco aos professores.

    Rose PE

    09 de novembro de 2012 às 21h34

    Rasec, acho que estais enganado sobre essa informação de hora trabalhada pelos professores da rede municipal, procure se informar, não queira fazer como Zé Bolinha , degradar a imagem desse profissional.

dukrai

09 de novembro de 2012 às 10h07

atirou na perdiz e acertou o cachorro,fazer campanha pro grampinho é desespero. A eleição era pra prefeito de Salvador, o pústula de plantão é João Henrique, pluripartidário que até agora está no PP e foi votado como o pior prefeito do Brasil em mais de uma vez.
No meio disto tudo aparece o jênio da política, o governador jaques wagner do PT! e solta a polícia em cima dos professores estaduais em greve, que deram o troco na eleição municipal. O mané, que já foi cotado até pra candidato a presidente em 2018, agora não consegue se eleger nem pra vereador, com desculpas aos briosos parlamentares municipais pela referência.

Responder

Rita

09 de novembro de 2012 às 09h11

Desse crápula não podia esperar outra coisa, acho pouco, pois ele estava por trás da greve dos professores e estes acharem que ele é a favor de trabalhador é até uma piada

Responder

Mardones Ferreira

09 de novembro de 2012 às 09h01

Parabéns AC Neto por manter a coerência: uma vez direita, direita até morrer.

Se os professores soteropolitanos não conseguiram perceber isso, então devem abrir mão dos diplomas e retornar ao ensino fundamental.

Existe coisas que são imperdoáveis. A falta de visão de mundo é uma delas. Os professores e os soteropolitanos vão pagar pelo erro que cometeram ao eleger o ACM Neto como retaliação à falta de respeito do governador pelos servidores estaduais.

Responder

Julio Silveira

09 de novembro de 2012 às 08h48

Francamente, as pessoas merecem.
Apostar em ACM neto, para um servidor publico é como o complexo de girico.
Nem quero nominar, mas servidor publico, principalmente professor, apostar em qualquer elemento da direita no país é a confirmação de falta inteligencia nas escolas. É simples assim. O histórico de descaso nessa profissão tem sido um legado da direita. Até a boca miuda se diz que fazem isso para poder dominar melhor a situação, e tornar o povo sem informação mais manipulavel e dócil. Isso está no inconciente coletivo não por acaso. Se temos uma esquerda hoje imprevisivel e negativamente surpreendente, a direita é previsivelmente inconfiavel, pelo menos no que diz respeito aos interesses da maioria da sociedade. Eles, a direita, são completamente previsiveis na defesa de seus interesses e de seus modos vivendi, com exclusão. Acreditar em conversa, em retórica, sem prestar atenção a historia e o primeiro passo para o arrependimento.

Responder

    Ednaldo Moreira

    09 de novembro de 2012 às 10h12

    Perfeito …

    Gilberto

    09 de novembro de 2012 às 13h16

    Os Professores da Bahia jamais deram as mãos a ACM Neto… apenas largaram as mãos de Jacques Wagner…

    Os professores não apoiaram ACM Neto… Jacques Wagner espantou o apoio dos servidores publicos…

    O PT perdeu votos e perdeu militancia, mas acho dificil de acreditar que osvotos dos servidores tenham ido para ACM Neto, foram mais para brancos e nulos…

    mas o PT perdeu pq a militancia não trabalhou com os indecisos… não atuou como formadores de opinião…

    não joguem a culpa da eleição de ACM Neto nos professores, são minoria… a culpa é de Wagner… este sim pagou com traição

    Wagner apoiou o corte do piso salarial dos professores, Wagner cortou salarios e ao mesmo tempo impediu a tomada de emprestimos consignados, Wagner quis colocar clausula de mordaça nas negociações salariais…

    todos falam da atuação dos docentes na eleição de ACm (com m minusculo) e da atuação de Wagner? ninguem tem um comentário?

    Rodolfo Matos

    09 de novembro de 2012 às 20h26

    Largar Wagner = Apoiar ACM Neto

    Moedas não possuem três lados

laura

09 de novembro de 2012 às 08h16

Muito louco, parece Programa do PT. Realmente esperto, se não me engano usa até apresentadora de programaas anteriores do PT.

Responder

Helio

09 de novembro de 2012 às 07h59

É a categooria mais desorganizada do mundo.

Responder

Gilberto

09 de novembro de 2012 às 06h30

Ninguem esperava nada melhor que isso de ACM Neto… A forma como o Carlismo trata a educação é essa… a da pior forma possível.

Entreanto se esperava bem mais de Jaques Wagner… lembrem-se que os Governadores do Rio, Sérgio Cabral, de Minas, Anastasia, do Espírito Santo, Casagrande, do Ceará, Cid Gomes e da Bahia, Jaques Wagner, mobilizam-se para diminuir o reajuste para os professores.

Jacques Wagner e outros governadores fizeram pressão para agilizar a votação do projeto de Lei que reduz o reajuste do piso nacional dos professores dos atuais 22%, este ano, para 6%

ACM Neto é péssimo, ninguem espera nada de bom dele, Jacques Wagner é igualmente péssimo, mas se esperava muito mais dele, dai a decepção

fonte – http://correiodobrasil.com.br/professores-se-revoltam-com-pressao-de-governadores-para-reduzir-reajuste-salarial/379869/#.UJyveme2YkE

Responder

Gerson Carneiro

09 de novembro de 2012 às 05h52

Agora um detalhe: não sei como professores se deixam enganar dessa forma. Que não votem no PT como protesto, mas chegar ao ponto de participar de vídeo de campanha eleitoral do ACM Neto é impressionante.

Assim como conheço em São Paulo professores que votaram e votam no Serra e no Alckmin.

Sinceramente, não consigo entender.

Responder

    Zezinho

    09 de novembro de 2012 às 12h44

    Eu tb não entendo como os professores federais puderam fazer 4 meses de greve no governo do PT.

    Que traição!

Gerson Carneiro

09 de novembro de 2012 às 05h49

“Se Deus permitir nós vamos fazer”

ACM Neto entrega a própria alma para o diabo para se eleger, e usa o nome de Deus na propaganda. É de dar nojo. Asqueroso demais.

Pelo menos nos próximos quatro anos (a não ser que deixe a Prefeitura para tentar se eleger Governador) não voltará a pisar nas favelas por onde andou durante a campanha (fazendo falsas promessas, enganando o povo, explorando a miséria).

Nestas visitas às favelas no subúrbio de Salvador, ACM Neto prometia ampliar o Bolsa Família. Chegou a dizer que foi o avô dele quem criou o Bolsa Família.

Responder

    Paulo

    09 de novembro de 2012 às 11h47

    Gerson, ele não entregou a alma ao diabo, ele é neto do diabo…

    mineiro

    09 de novembro de 2012 às 16h37

    falou tudo e mais um pouco. ele nao vendeu a alma para o diabo , ele é o proprio diabo. é so entender um pouco quem foi o avo desse escroto , sabe bem o que significa essa frase. manda os professores intelectuais ai da bahia explicar o que significa. eles devem sabem melhor do que todo mundo.

Francisco

09 de novembro de 2012 às 02h03

O servidor público no nordeste (digo do NE, porque em Sergipe foi a mesma coisa que na Bahia) ainda não se deu conta do óbvio…

Não votar contra as oligarquias não lhe ajuda, prejudica. Se tá chateado com o governante petista, vota num partido mais à esquerda! Mas votar na ARENA em 2012 é “Flórida”…

Jaques Wagner e Deda ficaram prejudicados em quê? Ou os dois viram ministros, ou se elegem senadores. Ou vão pra praia!

O servidor fica com esta coisa no colo: um, João Alves, outro, “Juninho”.

Meu Deus! Esses caras foram da ARENA!!! É como se na Itália alguém elegesse um menbro do deletado partido fascista!!!

Responder

Antônio Barreto

09 de novembro de 2012 às 01h42

O povo baino nunca foi enganado pelo Malvadeza que enriqueceu a família as custas do estado e da miséria e analfabetismo na Bahia.
O neto desse gangster, mais conhecido como grampinho, já disse pra que veio ao ser eleito prefeito de Salvador. A mim, nunca enganou. Recorda professor:Um, dois, três, ACM no xadrez!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.