VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Prefeito eleito de Macapá: PSOL deve se aproximar do PT


07/11/2012 - 15h08

 

sugerido pelo Marcelo de Matos





25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Paulo Petersen: Para os ruralistas, é essencial que a Embrapa continue a serviço do agronegócio « Viomundo – O que você não vê na mídia

09 de novembro de 2012 às 16h52

[…] Prefeito eleito de Macapá: PSOL deve se aproximar do PT […]

Responder

Jose Mario HRP

08 de novembro de 2012 às 09h05

Ué?
A Marina apoiou, o Lula apoiou e por isso tudo o PSOL ganhou.
Agora vem o purismo cínico e hipócrita dos utopicos?
Fala sério porra loucas!
O Objetivo é defender o povo pobre e os trabalhadores!
Governar não é fazer assembléia com bandeirinha e faixas e gritar “O povo unido jamais será vencido”!
Cai na real matutada!

Responder

Alexandre Tambelli

08 de novembro de 2012 às 00h26

O mais interessante é que o Prefeito já vestiu a toga! Está com um terno alinhado e bem cuidado no visual. As coisas são diferentes no mundo real!

Responder

LULA VESCOVI

07 de novembro de 2012 às 23h54

O mesmo filme outra vez não dá pra aguentar.Partido de esquerda ganha eleições e começa a se descarecterizar antes de tomar posse. O PSOL nasceu da crítica ao PT e esse prefeito já quer se aliar.Roteiro pronto:a militância pressiona-com razão-e o prefeito sai do partido.Se é pra ser assim,que a esquerda abandone de vez a chamada via instituicional,que só leva a traições e na prática não muda muita coisa a não ser a legitimação do statusquo.

Responder

Urbano

07 de novembro de 2012 às 19h37

O prefeitozinho, a exemplo do eduardo moita vãsconselhos, só finge ter alguma consideração com o Governo do PT na boca do caixa.

Responder

Júlio De bem

07 de novembro de 2012 às 19h34

PSOL é um lixo, embora tenha gente boa lá. O PT não precisa do PSOL, o PSOL precisa do PT. E as idiotices vomitadas por plínio e os outros pra ganhar 2 minutos no PIG não devem ser esquecidos.

Responder

ricardo silveira

07 de novembro de 2012 às 18h46

Uái, ou o PSOL está enganando o eleitor ou o prefeito vai ser expulso do Partido.

Responder

Paulo Chacon

07 de novembro de 2012 às 18h40

A filial do PT resolveu voltar à matriz.
Acabou o discurso da virgem na zona.

Responder

João Paulo

07 de novembro de 2012 às 18h15

Será que o eminente ministro Ayres Brito não achará que isso é uma forma espúria de consolidar um projeto de poder?

Responder

Fernando

07 de novembro de 2012 às 18h10

Tomara que o PT aceite.

Responder

Marcelo de Matos

07 de novembro de 2012 às 18h05

Deu na Folha: “O primeiro prefeito eleito do PSOL em uma capital, Clécio Luís, 40, disse que o seu partido deve considerar receber doações financeiras de empreiteiras e de bancos. Embora seja favorável a financiamento público na política, o eleito em Macapá acredita que a legenda precisa rever o conceito inscrito em seu programa que a impede de aceitar dinheiro de grandes empresas”. “Não temos nada contra o reino de Mamon”*, como diz um conhecido meu que é pastor evangélico. *Mamon é um termo, derivado da Bíblia, usado para descrever riqueza material ou cobiça, na maioria das vezes, mas nem sempre personificado como uma divindade. A própria palavra é uma transliteração de palavra hebraica que significa literalmente “dinheiro”. Como ser, Mammon representa o terceiro pecado, a Ganância ou Avareza, também o anticristo, devorador de almas, e um dos sete príncipes do Inferno. (Wikipedia)

Responder

trombeta

07 de novembro de 2012 às 17h48

A vida real supera a teoria, bem vindo PSOL.

Responder

Marcelo de Matos

07 de novembro de 2012 às 17h40

O pau comeu no julgamento do mensalão: Marco Aurélio e Joaquim Barbosa tiveram um arranca-rabo.

Responder

    Marcelo de Matos

    07 de novembro de 2012 às 18h19

    Entrevero, também, em prédio do governo estadual na Rua Bela Cintra, próximo à Paulista. Cerca de 1.000 sem teto invadiram o prédio. Ainda não há notícia de confrontos.

Dr. Rosinha: “Rua Delegado Fleury, torturador e matador” « Viomundo – O que você não vê na mídia

07 de novembro de 2012 às 17h05

[…] Prefeito eleito de Macapá: PSOL deve se aproximar do PT […]

Responder

Carlos M.

07 de novembro de 2012 às 16h58

Ou seja, fundaram um partido para voltar ao ponto de origem.

Responder

Porco Rosso

07 de novembro de 2012 às 16h56

Não é caso de expulsão (como deveria ser aliança com o DEM), nem de infarto para o Plínio (espero, apesar dele quase ter causado infartos em mim recentemente); o Marcelo Freixo, um dos principais nomes do PSOL atualmente, disse à Carta Capital que seria bem-vinda uma aliança com PT (e até PDT) no Rio.

“Eventuais alianças em 2016 devem ser o fruto deste trabalho de quatro anos na sociedade, através da elaboração de propostas dos diferentes núcleos e comitês. Queremos chegar assim a uma nova correlação de forças, evitando qualquer compromisso de cúpula. Em perspectiva, PT e PDT, por exemplo, que podem ter uma concepção de cidade próxima à nossa, serão bem-vindos em uma aliança para a mudança. Com PMDB e PSDB temos uma concepção de cidade diferente e alternativa: com eles não será possível.”

http://www.cartacapital.com.br/politica/uma-politica-diferente-e-possivel-e-necessaria-diz-marcelo-freixo-psol/

Responder

Jorge Santos

07 de novembro de 2012 às 16h56

“aliança com o pps” (sic)!!!!!!!
pps?????? “…mai isso aqui vai mal…”
E agora radicais???????????

Responder

    Claudio Marcio

    07 de novembro de 2012 às 17h21

    O vice dele É do PPS!

Hélio Pereira

07 de novembro de 2012 às 16h50

Isto é algo natural,afinal ele saiu do PT junto com o Senador Randolfe Rodrigues e nesta eleição,se não fossem os militantes do PT de Macapá ele teria perdido a eleição.
Não custa lembrar que em vários municipios o PSOL caminhou junto com o DEM,ora se pode caminhar com o DEM,porque não poderia caminhar com o PT?
O Prefeito sabe que para Governar depende de alianças Politicas,pois aquele papo de”Purismo Ideológico”,só funciona quando não se esta no Poder!

Responder

    Claudio Marcio

    07 de novembro de 2012 às 17h25

    Esse “papo” de “PURISMO IDEOLÓGICO” pode ser balela pra mim e pra voce e pra qualquer pessoa que tenha mais de 2 neuronios. Mas pro pessoal do PSOL não é papo não. Eles acham isso real! Não me espanta que tenham conquistado 2 prefeituras! Itaocara, uma cidadica perdida no interior do RJ, é a outra. Macapá é realmente uma cidade bizarra em todos os sentidos, especialmente no político.

    Jose Mario HRP

    08 de novembro de 2012 às 09h07

    SENSACIONAL!

FrancoAtirador

07 de novembro de 2012 às 16h24

.
.
ÍÍÍÍÍÍ !!! AGORA O PLÍNIO TEM UM INFARTO.
.
.

Responder

francisco niterói

07 de novembro de 2012 às 16h08

Se ganhando Macapá eles já estao mudando assim, imagina se tivessem ganho Belem.

Ou seja, nao foi preciso assumir a direcao do país todo para que estes “puristas” percebessem que governar “é um pouquinho” diferente que ficar em praça publica apontando o dedo paa todo mundo.

Principalmente contra o PT, o alvo preferencial e patologico deste povo.

Responder

Leonardo M. G.

07 de novembro de 2012 às 15h40

Contagem regressiva para o prefeito eleito ser expulso do PSOL: 10…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding