VIOMUNDO

Mídia concentra foco na Lava Jato, mas ignora empreiteiras na Castelo de Areia e no trensalão

12 de março de 2015 às 15h56

Dalton Avancini e Eduardo Leite

2 - 12440 foto alstom trem

A delação premiada de Dalton Avancini e Eduardo Leite, respectivamente presidente e vice-presidente da Camargo Corrêa, se restringirá à Petrobras ou abrangerá contratos com outras empresas e órgãos públicos em todo o País, inclusive com sucessivos governos tucanos do Estado de São Paulo?

por Conceição Lemes

Em 27 de fevereiro, dois executivos da cúpula da Construtora Camargo Corrêa fecharam acordo de delação premiada com o juiz Sérgio Moro e os procuradores da Operação Lava Jato, que investiga a corrupção na Petrobras.

São Dalton Avancini e Eduardo Hermelino Leite, respectivamente, presidente e vice-presidente da empreiteira. O criminalista Celso Vilardi, advogado de ambos,  não participou das negociações e já informou que vai renunciar à defesa desses clientes.

Camargo Corrêa também não participou do acordo. Em nota, diz que “tomou conhecimento pela imprensa que seus executivos Dalton Avancini e Eduardo Leite firmaram acordos individuais de colaboração com o Ministério Público Federal”.

A pergunta que não quer calar: a delação premiada de Avancini e Leite vai se restringir à corrupção na Petrobras ou abrangerá também contratos da Camargo Corrêa com outras empresas e órgãos públicos municipais, estaduais e federais em todo o País?

Na época da ditadura, já era voz corrente que as empreiteiras “engraxavam” agentes de órgãos públicos para obter vantagens.

O empresário tucano Ricardo Semler, em artigo publicado em novembro de 2014, salientou que sob Dilma, “nunca se roubou tão pouco”. E revelou ainda:

Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.

 A delação premiada de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, só veio confirmar o que se supunha. Em audiência à Justiça Federal do Paraná, ele disse que:

1) As principais empreiteiras do País distribuíam entre si os contratos, mediante pagamento de propina e desvio de dinheiro público, repassado a partidos políticos.

2) O esquema revelado na Operação Lava Jato operava em todo o País.

3) Ele  não era exclusividade da Petrobras; existia em outras empresas e órgãos públicos municipais, estaduais e federais.

Em português claro: as empreiteiras denunciadas na Lava Jato estão muito mais juntas e misturadas do que mostram a mídia, a Polícia Federal (PF) e o próprio Ministério Público Federal (MPF). Inclusive a Camargo Corrêa, conectada às operações Lava Jato e Castelo de Areia e ao trensalão tucano.

Diante disso, o Viomundo gostaria de saber:

* O juiz  Sérgio Moro e os procuradores federais perguntarão a Dalton Avancini sobre a sua prisão decretada em 2010 pelo Ministério Público Estadual de São Paulo (MPE-SP) em função de corrupção na Sanasa?

A Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A.) é empresa de economia mista controlada pela Prefeitura de Campinas, no interior do Estado de São Paulo. Na época, Avancini fugiu e foi considerado foragido.

A Camargo Corrêa foi uma das empresas acusadas de integrar o cartel que fraudava licitações na área de saneamento. O próprio MPE-SP menciona contratos bilionários do grupo com a Sabesp.

* O juiz  Sérgio Moro e os procuradores federais indagarão também a Avancini sobre o Consórcio Via Amarela, responsável pela construção da Linha 4- Amarela do Metrô de São Paulo?

Avancini representa a Camargo Corrêa no consórcio do qual participa a Alstom, multinacional francesa envolvida no esquema que fraudou e superfaturou licitações do  Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em conluio com agentes públicos de sucessivos tucanos no Estado de São Paulo. O chamado trensalão, ou propinoduto tucano, como ficou conhecido o esquema.

Castelo avancini

Tal qual a Alstom a Camargo Corrêa também integra o cartel fraudador.

Um dos contratos denunciados por superfaturamento é justamente o da Linha 4- Amarela do Metrô. Em valores atualizados, a obra foi orçada em R$ 3,3 bilhões. Na Operação Castelo de Areia, há a informação de pagamento de propina da ordem de R$ 16 milhões.

* O juiz  Sérgio Moro e os procuradores federais questionarão Eduardo Leite sobre o consórcio formado para construir o Sistema Produtor São Lourenço, obra da Sabesp?

O consórcio chama-se SPSL Águas — Sistema de Tratamento e Disposição S/A. Eduardo Leite representa nele a Camargo Corrêa.

castelo eduardo 2

O Sistema Produtor São Lourenço consiste em construir uma represa no rio Piraí, no município de Ibiúna, para enviar 4,7 mil litros de água por segundo para cidades da Grande São Paulo por uma tubulação de 83 quilômetros de extensão. Em valores atualizados, uma obra de R$ 6,6 bilhões.

Apenas dois consórcios participaram da licitação. O formado pelas empresas Carioca Christiani- Nielsen e Saneamento Ambiental Águas do Brasil foi desclassificado pela Sabesp.  Saiu vencedor o SPSL Águas, composto pelas empreiteiras Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez.

 Em reportagem publicada em CartaCapital, o jornalista Fábio Serapião denunciou:

“Mesmo após a apresentação de recurso [pelo grupo desclassificado], a Sabesp manteve sua decisão e sagrou vencedor o consórcio SPSL, com uma proposta cuja contraprestação por parte da estatal supera em 14 milhões de reais o preço referencial estipulado no item 6 do edital. Ou seja: foi feita uma licitação que serviu para aumentar, em vez de baixar por meio da concorrência, o preço a ser desembolsado pela estatal”.

* O juiz  Sérgio Moro e os procuradores federais interrogarão os dois delatores sobre as descobertas da PF na Operação Castelo de Areia?

A  Castelo de Areia  foi desencadeada pela Polícia Federal  (PF)e focou na Camargo Corrêa. Ela investigou um esquema de evasão de divisas, lavagem de dinheiro, crimes financeiros e repasses ilícitos para políticos envolvendo executivos da empreiteira, entre 2009 e 2011.

Em 2011, foi anulada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a alegação de que partiu de denúncia anônima. A  Procuradoria-Geral da  República (PGR) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em fevereiro deste ano, o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, confirmou a decisão do STJ.

Daí, outra pergunta que não quer calar: será que, agora, com a delação premiada, os dois executivos da Camargo Corrêa finalmente esclarecerão as provas obtidas pela PF na Castelo de Areia?

DOCUMENTOS DA CASTELO DE AREIA CITAM CONSELHEIROS DO TCE, JORNALISTA DE VEJA E MATARAZZO

A Castelo de Areia, repetimos, concentrou-se na Camargo Corrêa. Um dos relatórios da PF sobre essa operação (na íntegra, ao final desta reportagem) tem 284 página e  refere-se a informações contidas em  pen-drives e documentos físicos apreendidos.

Um deles é o manuscrito abaixo, de 31/01/2008, que indica a base de cálculo de valores referentes à sigla PMN, que é como, na Camargo Corrêa, se convencionou chamar a Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo.

De acordo com as anotações do documento, a Camargo Corrêa teria recebido até dezembro de 2007 R$ 21.314.104,00 referentes aos lotes 4 e 5 da Linha Amarela. Desse montante, foi calculado 1% –  R$ 213.140,00 –, que se seria o “por fora” para a pessoa indicada pela sigla “F.B.” ainda não identificada.

 castelo 1

Fonte: Relatório da PF, página 47

O documento abaixo concerne à  obra identificada como PSM, que significa Anel Viário – Metrô de São Paulo.

Ele tem duas partes. Na superior, manuscrito em azul, está o valor de R$ 125 mil, que seria a “contrapartida” pela autorização de “acerto de aditivo” da obra. Estaria relacionado à sigla “E.B.”, que a PF identificou como sendo Eduardo Bittencourt Carvalho.

O relatório da PF diz:

Considerando-se algumas citações em outros documentos relacionados mais a frente, há indícios de que tais citações dizem respeito a EDUARDO BITTENCOURT CARVALHO, ex-presidente e atual conselheiro do TCE-SP, uma vez que este seria um dos responsáveis pela liberação de pagamento de aditivos das obras no âmbito estadual.

Na parte inferior do documento, surge a menção ao termo CLEIMS – METRO L4. Na verdade, segundo o relatório da PF, o correto seria CLAIMS — o termo utilizado para designar os aditivos aos contratos de prestação de serviços executados pelas empreiteiras.

Ainda com relação a esta anotação há a indicação de compromisso de valores da ordem de R$ 5 milhões referentes a três parcelas devidas nos meses de janeiro a março de 2008.

castelo 2

Fonte: Relatório da PF, página 48 

O documento seguinte relaciona valores datados de 01.04.2008.

Na parte superior do manuscrito, o valor de R$ 55.900,00 refere-se à propina paga por acordo judicial com a Prefeitura de Jundiaí. Está registrado como Custos Diversos (Polt), que poderia indicar a expressão Políticos. Diz a respeito a 10% do valor total  — R$ 559.000 — recebido pela Camargo Corrêa naquela data. Não há indicação de possível beneficiário.

Na sequência, há citação de R$ 192.000 referentes ao “acerto” do contrato para execução de obras da Linha 4-Amarela (PMN) do Metrô de São Paulo.

Dos R$ 192.000, R$ 126.000 seriam para o (a) CMr. Para OG4 iriam R$ 66.000.

O relatório da PF diz:

Estas siglas ainda não estão identificadas. Contudo, ao lado dos valores surge o nome de Robson Marinho, possivelmente referindo-se ao auditor do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).

Robson Marinho é conselheiro do TCE-SP e foi denunciado em vários casos de corrupção, entre eles o da Alstom.

Atualmente, por decisão da Justiça de São Paulo, o conselheiro está afastado do cargo.  Chefe da Casa Civil do governo Mário Covas (PSDB), entre 1995 e 1997, Marinho é acusado pelo Ministério Público de receber propina da multinacional francesa Alstom para favorecê-la em um contrato com a Eletropaulo quando esta empresa ainda pertencia ao governo do estado.

O relatório da PF acrescenta:

Em outra pesquisa chegamos à informação de que o Metrô criou um Grupo de Trabalho para avaliar as propostas do Consórcio Via amarela, o chamado GT, que foi criado em 10/01/2005, pelo então presidente do metrô, Luiz Carlos Frayze David. Esse grupo foi criado em 10 de janeiro de 2005 e tendo como Coordenador Marco Antonio Buoncompagno – GC 4 –, o que poderia indicar ser ele o beneficiário indicado pela sigla OG4.

Castelo 3

Fonte: Relatório da PF, página 29

O documento abaixo mostra quatro valores. Nos três primeiros, não há indicação de beneficiário.

Segundo o relatório da PF, o primeiro — R$ 146.443 – diz respeito à sigla ACOO (Aeroporto de Congonhas). Representa aproximadamente 5,5% do que a Camargo Corrêa recebeu pela obra de setembro a novembro de 2005.

O segundo — R$ 63.839 – relaciona-se à sigla AV (Aeroporto de Vitória). Representa aproximadamente 5,5% do que a Camargo Corrêa recebeu por essa obra em outubro de 2005.

O terceiro — R$ 234.912 – refere-se à obra CBM (DER – Bauru – Marília). Representa aproximadamente 5,5% dos recebimentos da Camargo Corrêa pela obra nos meses de novembro e dezembro de 2005..

O único valor – R$ 50.000 — com indicação de beneficiário é o quarto. Aparece relacionado à sigla genérica NNN, não sendo atrelado a uma obra específica.

O relatório da PF expõe:

Há menção de que este valor estaria direcionado à Revista “A”, mais precisamente ao jornalista REINALDO AZEVEDO, atualmente articulista da Revista VEJA.

Depois, acrescenta:

Outros nomes que surgem no manuscrito são de ANDREA MATARAZZO, que provavelmente seria o então secretário de coordenação das subprefeituras da Prefeitura de São Paulo, além do prenome “CARLOS”, o qual ainda não foi possível identificar.

castelo 4

Fonte: Relatório da PF, página 129

Diante desses indícios, os documentos obtidos na Castelo de Areia não mereceriam ser melhor investigados? O que mostramos é apenas a mínima parte de um dos relatórios da PF sobre a operação.

CAMARGO CORRÊA: A CONEXÃO LAVA JATO-CASTELO DE AREIA- PROPINODUTO TUCANO

Na verdade, as digitais da Camargo Corrêa estão nos três escândalos mencionados no intertítulo acima.

Por exemplo, ela e a Andrade  Gutierrez (outra empreiteira denunciada na Lava Jato e no trensalão) têm um contrato de R$ 1,2 bilhão para execução de um dos lotes da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo, onde houve ação do cartel e superfaturamento de mais de R$ 300 milhões.

Não é o único. Os contratos do governo paulista com a Camargo Corrêa somam quase R$ 11 bilhões. Entre as obras, figuram o desassoreamento da calha do rio Tietê e  o Rodoanel Sul, onde o Tribunal de Contas da União (TCU) apontou superfaturamento.

Estima-se que, de 1996 a 2010, a Camargo Corrêa teria pago cerca de R$ 200 milhões em propina para agentes públicos de sucessivos governos tucanos em São Paulo. O cálculo baseia-se no valor dos contratos da empreiteira  com o governo paulista e o percentual de propina  – 3% a 6% — pago a agentes públicos. Já em todo o país o esquema teria movimentado mais de R$ 500 milhões.

  — Além da Camargo Corrêa, outras empreiteiras denunciadas na Lava Jato  também estão no trensalão tucano? — alguns leitores devem estar já perguntando.

A resposta é sim. Iesa, OAS, Odebrecht, Queiroz Galvão e Galvão Engenharia, por exemplo, estão tanto no trensalão quanto na Lava Jato.

Aliás, a divulgação da Lista da Lava Jato comprovou o que já havíamos denunciado: os vazamentos seletivos na mídia, que funciona como partido político de oposição ao governo federal.

Do contrário, como explicar o nome do senador Aécio Neves (PSDB-MG) ter sido escondido durante toda a campanha eleitoral e só aparecido quando se soube oficialmente na semana passada que ele não seria investigado pelo STF, apesar de mencionado pelo doleiro Alberto Youssef na Lista de Furnas?

Curiosamente, em 6 de março,  O Globo publicou que Dalton Avancini, presidente da Camargo Corrêa, iria detalhar na sua delação premiada como funcionava o esquema de propina na Usina de Belo Monte. E que isso teria sido fundamental para os procuradores federais aceitarem fazer acordo com o executivo.

Belo Monte é do setor elétrico, não tem nada a ver com a Petrobras.

Curiosamente, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao justificar a não abertura de inquérito de Aécio Neves no STF disse que a Lista de Furnas não se referia à Petrobras.

Por que a não conexão de Furnas com a Petrobras serviu para Janot tirar Aécio da lista oficial da Lava Jato e agora o MPF vai investir sobre o Belo Monte?

Youssef é um velho “conhecido” da Justiça, pois atuou fortemente no caso Banestado.

As referências do doleiro a Aécio Neves na Bauruense e na Lista de Furnas (aqui e aqui) indicam que esses esquemas se comunicavam no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Só para lembrar: empresas do grupo Alstom (denunciada no trensalão) em consórcio com a Bauruense (envolvida na Lista de Furnas e ouras improbidades) prestaram serviços ao governo paulista.

Será que se pode ser parcial na apuração dos malfeitos? Afinal, delações parciais acabam protegendo e mantendo esquemas em outros lugares que há muito já deveriam ter sido estancados.

Por que não se investigar todo o cartel de empreiteiras, que age no Brasil inteiro de modo a viciar licitações de órgãos públicos federais, estaduais e municipais?

Tampouco esquemas fraudulentos são exclusividade de empreiteiras. As contas bancárias de personagens do trensalão tucano no Credit Suisse e provavelmente no HSBC suíço (Leia  PS do Viomundo)  poderão mostrar que esses esquemas usavam os mesmos dutos para pagar propinas. Por isso, tem de se investigar todos os contratos dos governos estaduais com o clube de empreiteiras, assim como atacar todos os esquemas.

É o único jeito de se superar práticas cristalizadas. Também de impedir que escândalos envolvendo tucanos e demos continuem a ser colocados embaixo do tapete, graças à blindagem da mídia bandida e à colaboração de alguns membros do Judiciário.

   Operação Castelo de Areia — Relatório da Polícia Federal.pdf by Conceição Lemes

PS do Viomundo:  Já havia sido divulgado que 11 integrantes da família Queiroz Galvão (donos de empreiteiras citadas na Lava Jato) tinham contas no HSBC da Suíça.

Hoje, 12 de março, O Globo revela que dois engenheiros envolvidos no trensalão tucano também abriram contas no HSBC da Suíça. Paulo Celso Mano Moreira da Silva, hoje com 70 anos, foi diretor de operações do Metrô, e Ademir Venâncio de Araújo, de 62 anos, diretor administrativo do Metrô e diretor de obras da CPTM. Atualmente são acusados de improbidade administrativa pelo MPE-SP.

Em 10 de abril de 1997 Silva e Araújo assinaram contrato para que a Alstom fornecesse, sem licitação, um sistema de sinalização e controle da linha Norte-Sul (Vermelha) do Metrô de São Paulo. Eles recorreram a um termo aditivo sobre um contrato firmado oito anos antes entre o Metrô e Alstom.

Silva aparece como proprietário da conta numerada 22544FM, aberta em 12 de outubro de 1994. Em 2007, ele tinha US$ 3 milhões. Sua mulher, Vera Lúcia Perez Mano Moreira da Silva, que já morreu, constava como co-titular.

Araújo consta, por sua vez, como “diretor técnico do metrô de São Paulo” e dono de três contas numeradas: uma aberta em nome da Jemka Investments Limited, outra em nome da Mondavi Holding Trading Ltd. e uma terceira com o número 29233SC. Segundo as planilhas do HSBC, somando as três, Araújo dispunha de US$ 6,9 milhões em 2007.

[São as assinaturas de leitores que nos mantêm vivos para produzir conteúdo exclusivo como este]

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

40 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

felipe junior

19/04/2015 - 21h56

porque a imprensa fica calada sobre denuncia contra PSDB imagine se os trens fossem governantes do PT , BAND SBT CANAL RURAL E OUTROS iriam fazer terrorismo nos seus jornais

Responder

Marat

14/03/2015 - 20h19

Querida Conceição… Quantas aulas você já ofereceu ao PIG e ao judiciário (com caixa baixa) brasileiro, hein?!?!?!?!? E eles insistem em fingir que você não existe… Como é sinistra nossa tigrada.
Parabéns. Vocêé de um valor inestimável! Continue sempre assim!!!!!!!!!!!!!!
Abraço singelo e solidário!!!

Responder

FrancoAtirador

13/03/2015 - 21h29

.
.
Ministério Público da Suíça vem ao Estado de São Paulo
.
fazer umas visitinhas a Aloysio Nunes, Serra e Alckmin.
.
O procurador geral do Ministério Público da Suíça, Michael Lauber,
juntamente com outros membros da instituição, virão ao Brasil
entre os dias 15 e 17 de março para entregar provas e documentos
sobre o Cartel de Metrô do Governo do PSDB em São Paulo
.
Íntegra em:
.
(http://www.portalmetropole.com/2015/03/ministerio-publico-suico-vem-ao-brasil.html#ixzz3UJaEaVEo)
.
.

Responder

andre

13/03/2015 - 18h44

http://brasil29.com.br/governo-de-mg-confirma-psdb-explodiu-os-cofres-publicos-divida-ultrapassa-r-6-bilhoes/
Governo de MG confirma: PSDB explodiu os cofres públicos! Dívida ultrapassa R$ 6 bilhões
A proposta de alteração do orçamento de Minas Gerais, enviada hoje à Assembleia Legislativa pelo governador Fernando Pimentel, apontou um déficit de R$ 6 bilhões nas contas do estado
A proposta anterior, enviada ainda em 2014 pelo governador Alberto Pinto Coelho, superestimava as receitas em R$ 4 bilhões e subestimava as despesas em R$ 2 bilhões, de acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães. “O governo passado apresentou uma peça orçamentária irreal”, afirmou o secretário.
Uma das razões dessa diferença foi a antecipação de dividendos das empresas públicas ao longo de 2014. Empresas de que o governo do Estado é acionista, como a Cemig e a Copasa, anteciparam dividendos que só deveriam ser pagos este ano. Um exemplo desse artifício foi o pagamento de dividendos de R$ 60 milhões da MGI – Minas Gerais Participações, em 30 de dezembro, a dois dias do final do mandato.
Mesmo tendo antecipado a retirada desses dividendos, o recurso constava como receita a ser arrecadada em 2015, no total R$ 4,7 bilhões patrimoniais. Com a avaliação feita pela nova administração, foi descoberto que restou apenas R$ 1,1 bi em dividendos, sendo R$ 500 milhões passíveis de antecipação em 2015.

“Não vamos receber esse ano os dividendos de 2014, pois os valores foram todos antecipados até o limite”, explicou o secretário da Fazenda José Afonso Bicalho. Devido ao déficit, o estado vai zerar os investimentos com recursos próprios, mas serão realizadas obras e contratação de serviços com recursos vinculados e de operações de crédito.

Apesar da grave situação financeira do Estado, o governador Fernando Pimentel assegurou a aplicação constitucional de 12% na educação, 25% na saúde e 1% na Fapemig- Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais, e todos os aumentos salariais dos servidores autorizados por lei. Os aumentos salariais serão pagos ao longo de 2015.

“O pagamento da folha está garantido, mas é importante destacarmos que a mudança no orçamento nada tem a ver com a falácia de que seria culpa das contas do governo federal. A peça anterior não era factível”, disse o governador. Além disso, é ordem de Pimentel priorizar as demandas da educação. “Temos a proposta de pagar o piso salarial e temos um grupo de trabalho com os representantes. A ordem é repassar para q educação qualquer folga orçamentária”, disse Helvécio

Responder

andre

13/03/2015 - 17h06

http://brasil29.com.br/vergonha-internacional-site-de-tv-americana-destaca-tentativa-de-golpe-da-globo/
Vergonha internacional ! Site de tv americana destaca tentativa de golpe da Globo
Assunto mais comentado do Twitter por mais de 24 horas, internautas usaram a tag #GloboGolpista para lembrar episódios polêmicos em que a emissora esteve envolvida, como a edição do debate entre Lula e Collor em 1989, além do papel do grupo durante a ditadura militar

A hashtag #GloboGolpista foi o assunto mais comentado do Twitter no Brasil por mais de 24 horas. Um recorde. Nas postagens, os internautas lembraram episódios polêmicos em que a Rede Globo esteve envolvida, como a edição do debate entre Lula e Collor em 1989, além do papel do grupo durante a ditadura militar.

Outras tags que disputaram espaço com a que se refere à TV Globo foram #Dia13DiadeLuta e #DilmaLindaOBrasilTeAma – as mensagens dizem respeito às manifestações que ocorrem por todo o Brasil, organizadas por movimentos sociais, que pedem, entre outras pautas, o fim do financiamento empresarial de campanha, garantia de direitos trabalhistas, reforma política e a defesa da Petrobras.

De acordo com Miguel do Rosário, jornalista processado por Ali Kamel – diretor-geral da Rede Globo, a “adesão histérica da mídia às manifestações golpistas do dia 15 produziu uma oportunidade interessante para mostrar quem é quem”.

“Se o governo Dilma tem problemas, e ninguém os nega, pressionemos para que sejam resolvidos sem rupturas democráticas. Muita coisa está errada em nosso país. Mas não é só no governo federal. É nas prefeituras, nos governos estaduais, no ministério público, no judiciário, na mídia, na sociedade”, afirma Rosário, que defende o direito aos protestos, desde que estes não tenham intento golpista.

“Derrubar Dilma, através de um golpe midiático, apenas irá fazer nossa economia afundar no caos político. Façam manifestações em prol das bandeiras que vocês defendem. Golpe, nunca mais”, finaliza.
HASHTAG #GloboGolpista vira assunto mundial

Um artigo em inglês publicado no sítio da Rede de TV Telesur destacou a abrangência da hashtag #GloboGolpista nas redes sociais. O texto menciona ainda o momento político conturbado que paira no Brasil, com fortes agentes econômicos e representantes da grande imprensa atuando contra o governo Dilma Rousseff na expectativa de que a atual presidente sangre, ou caia.

O texto lembra ainda que diretores da Rede Globo, como Erick Bretas, defenderam publicamente o impeachment de Dilma Rousseff, e cita a possível participação de Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil, no financiamento das manifestações que ocorrerão contra Dilma.
compartilhe com seus amigos:

Responder

Couto

13/03/2015 - 16h50

Esse material é muito esclarecedor. Quanto à Justiça, ela pode mostrar à nação se é cega ou míope.

Responder

observador

13/03/2015 - 14h55

Os possíveis crimes mencionados são relevantes e devem ser investigados. Ocorre que não serão feitas as perguntas sugeridas, porque o Juiz Sérgio Moro é legalmente proibido de fazê-las, já que não diz respeito à investigação que preside (atos ilícitos relacionados à Petrobrás, vinculados direta ou indiretamente ao doleiro youssef). O MPF, naquele processo, está igualmente proibido de fazer tais perguntas, porque não são da competência (funcional) do Juiz que preside os inquéritos e processos da Lava-Jato, Sérgio Moro. Diferentemente da mídia, que pode e tem o dever de investigar toda e qualquer denúncia, juridicamente há regras específicas que determinam previamente (não dependem de vontade de membros do MP, juízes, das partes ou das pessoas) o que deve ou não ser investigado com relação a determinado fato. Se e somente se forem espontaneamente narrados aqueles fatos (Trensalão etc), caberá ao Juiz Sérgio Moro mandar extrair cópia e encaminhar ao juízo competente para processá-los, no caso do Trensalão, por exemplo, algum juízo criminal (estadual ou federal, conforme o caso) de São Paulo/SP.

Responder

Daniel

13/03/2015 - 11h48

Eu gostaria de avisar que os golpistas estão rodando por Curitiba com um carro de som desde quinta-feira passada convocando o povo a se reunir para pedir o impeachment da Dilma. Me pergunto quem está pagando isso é claro

Responder

Luís Carlos

13/03/2015 - 10h13

Excelente Matéria! Conceição e VIOMUNDO como sempre fazendo jornalismo de primeira.

Responder

fernando

13/03/2015 - 10h05

ENQUANTO ISSO, NO PARANÁ, RICHA NÃO EXPLICA O CASO DO “RECEITÃO DE LONDRINA”, “DO TARADÃO TCHELO”, SEU COMPARSA, DOS MAIS DE 4 BILHÕES QUE “SUMIRAM PELO RALO”, E A MAIORIA DOS DEPUTADOS DA ALEP NÃO SE PRONUNCIAM SOBRE ISSO, POR QUE SERÁ???????? PRECISAMOS FAZER UMA CPI DA “ALEPÃO DO PARANÁ”!!!!!!!

Responder

Almir

13/03/2015 - 08h53

Vejam o que Fernando Brito dia o “Tijolaço”

“Da mesma forma, nunca me conformei em pensar que alguém iria
montar um esquema de corrupção de dezenas ou centenas de milhões de dólares com um tipo com Alberto Youssef, não apenas condenado pela Justiça, como delator premiado no caso em que foi flagrado operando propinas.

Será que falta doleiro no Brasil para explicar a escolha de Youssef?

Se corrupto fosse bobo, corrupto não era…”

Eu emendo: Youssef já era velho conhecido do Dr. Moro, de outras “operações”, em que delatara “corruptos”.

Responder

Sidnei Brito

13/03/2015 - 08h46

Galera, desse jeito vocês vão matar de raiva e/ou inveja o Sr. Fernando Rodrigues e a Sra. Guevara.
Ou, ao menos, eles vão se perguntar: “ah, então é isso que é jornalismo investigativo?”.
Parabéns e obrigado!
Ah, existe alguma forma de contribuir com o ViOMundo por depósito direto em conta ou por boleto bancário? Não localizei um jeito de usar essas modalidades. Podem me responder por e-mail, se preferirem.

Responder

Fascistasnaopassarao

13/03/2015 - 08h13

Promessas que a DILMA não cumpriu:

*Declarar guerra aos Estados Unidos da América
*Colocar os outros 160 milhões de brasileiros na miséria (com o seu pibinho de merda)
*Deixar a inflação pipocar em 1000% para que ninguém mais compre
*Entregar 100 estádios para a copa para vermos o Brasil perder e sair da copa eliminado na primeira fase
*Tentar mostrar para o povo brasileiro porque apanhou na ditadura (comissão da verdade)
*Substituir a palavra “merda” do dicionário para “Governo Dilma”
*Criar um novo ministério, o MM – Ministério da Merda
*Superar a taxa de desemprego do governo Fernando Henrique Cardoso
*Revelar o verdadeiro nome do PAC: PDC (Programa de Desaceleração do Crescimento)

Responder

    Carlos J. R. Araújo

    13/03/2015 - 13h28

    Sugiro mais duas: “entregar, de graça, a PETROBRÁS às empresas de petróleo americanas” e “transformar o Palácio do Planalto em sede mundial do HSBC”.

Romanelli

13/03/2015 - 07h23

Interessante tb se saber destes desvios, mas, SEM politizar, apenas pensando em termos de grandeza, visto que muitos dos atores são os mesmos.
.
Vocês acham que estes desvios se comparam com aos da Petrobrás, um escândalo de impacto MUNDIAL ? ..e PETROBRAS, por favor, entendam, a de ontem, de hoje e, se nada for feito, a de amanhã também.
.
Infelizmente os superlativos da petroleira superam tudo o que já vimos (inclusive o que poderá vir com as elétricas) ..e se a mídia nacional fosse tratar de tudo, um DIÁRIO OFICIAL não daria conta ..fora que o país poderia ficar mergulhado e atônito, sem saber aonde esta a porta de saída.
.
Pra se ter uma ideia, os investimentos da Petrobrás saltaram de US$ 3 bi, pra uma média de US$ 30 bi/ano, é um oceano de desvios e escândalos. De SUPERFATURAMENTO e/ou desperdícios, pras 6 refinarias falam em DESVIO de orçamento da ordem de US$ 50 bi) ..e quem acaba pagando mais cara, e em IMPOSTOS, por tudo isso, hein ?
.
POR DIA, a petroleira alugava 28 sondas a um preço de US$ 500 mil/dia, ou US$ 5,1 BILHÕES/ano.
.
Ontem Gabrielli falou na CPI, disse algumas coisas que voltaram a chamar a atenção ..FALOU da MALDIÇÃO do petróleo, aonde países que com ele se envolvem, acabam ficando entorpecidos com a RIQUEZA, paralisados pelo cambio, incapacitados de se desenvolverem em outros setores ..e aqui reflito, só com o que já temos, o que aconteceu com o BRASIL nos últimos anos ?
.
Cambio artificializado (pois ao menos não precisamos, como nos anos 70, importá-lo) ..estímulo ao uso de carros (entupindo as cidades e ENRICANDO a industria estrangeira que remeteu tudo de forma recorde) ..incentivo ao uso de CAMINHÕES e ônibus (e com isso não priorizando o uso de trens, hidrovias e cabotagem, ou mesmo outras formas de transporte de massa urbano) ..FORA o efeito no meio ambiente, no modelo tributário, na forma de se priorizar e gastar do estado etc ..aliás, já projetamos a saúde e escola do futuro, não pelos projetos e metas, mas pelo que poderemos gastar com a pré sal

isso não vos parecem mais prioritário ?

Responder

    Romanelli

    13/03/2015 - 07h36

    Outra coisa que Gabrielli afirmou é que a petroleira tinha ritos sistematizados, com fiscalização interna e externa, que impediriam desvios.
    .
    Disse que a empresa tem uma cotação MODELO pras compras, aonde ela mesma estima o valor dum projeto e tolera diferenças de -15 a + 20% pras propostas (feitas só pra empresas CONVIDADAS).

    . aí eu intui, será que o + 20% explica a superavaliação de R$ 61 bi detectada em seus ativos ?
    .
    Assim, ele disse que a empresa NÃO perde, e já lucra, pois se garante uma margem segura. (bem, mas será que ele contava que o óleo caísse a metade do preço, por exemplo ?)
    .
    Disse mais, disse que as empresas são certificadas, e que a garantia pela isonomia é dada.
    .
    Então refleti novamente : mas com um sistema tão a prova de fraudes e íntegro, porque então cargas d´água as empresas precisavam pagar propina prum BARUSCO ?
    .
    LOGO em seguida parece que a resposta foi data contra a vontade ..GABRIELLI deu a entender que escalões inferiores da Petrobrás tem “o poder” de azedar a vida dos milhares de fornecedores que tb tem que ser graduados pra fornecer aos grandes empreiteiros..
    .
    ..qual seja, por ter que dispor de insumos customizados, a empresa se cerca de muitos cuidados ..e com isso facilita o tal “PELO em ovo” ..o criar dificuldade pra se vender facilidade ..ou se comprar, ou se vender acesso ..e por aí vai
    .
    aí até acabaram nos lembrando do episódio do Silvinho Land Rover
    .
    difícil ..é a maldição a caminho ..aonde em terra que SOBRA de tudo, a maioria acaba ficando sem nada

    Almir

    13/03/2015 - 08h46

    Os americanos querem o pré-sal, seu pobretão manipulado pela rede globo. E com a Petrobrás entrando de “brinde”.

    abolicionista

    13/03/2015 - 11h27

    Romanelli, parei de ler no “escândalo mundial”. Isso mostra o quanto sua visão de mundo é provinciana e direcionada pelo coronelismo midiático.

    O escândalo do HSBC é mundialmente muito mais conhecido e mais divulgado do que o escândalo da Petrobrás. A lista do HSBC foi divulgada na primeira página de praticamente todos os grandes jornais mundiais. Aqui passou em brancas nuvens. Isso se chama mídia corrupta, mídia bandida, mídia golpista. Precisa desenhar?

    Contudo, mesmo em relação à Petrobrás, por que o nome de Aécio foi retirado se havia provas contundentes de que recebeu propina? E mais, por que a Folha disse que Aécio “e Dilma” teriam os nomes retirados, se o da Dilma nunca esteve lá (você há de convir que a gente só “tira” o que colocou, não?). E por que a mídia está anunciando os protestos contra a Dilma (uma mídia que nunca anunciou protesto algum)? A Globo, aliás, disse que vai cobrir o dia todo. Se isso não é golpismo, não sei o que é. Qualquer recém-nascido já percebeu que o que está em jogo é a privatização da Petrobrás, que o Serra veio pedir babando no jornaleco em que ele manda e desmanda (Falha de São Paulo). A Dilma tem sim que acabar com a roubalheira da Petrobrás, mas vem cá? Quem financia campanha de político no Brasil? Por que você acha que o Cunha está onde está? Te respondo, porque ele é o cara que consegue injetar grana nas campanhas. Grana suja, mas que não vai aparecer na mídia. Todo essa cortina de fumaça da mídia, no fundo, é para que tudo continue como está, mas sem o PT. Por que a família Marinho, que detém a maior fortuna do Brasil, iria lutar por mudanças estruturais? Só os idiotas úteis para acreditar nisso….

    abolicionista

    13/03/2015 - 11h33

    Aliás, convenhamos Romanelli, falou-se mais de ciclovias do que de Tremsalão e de HSBC, você acha isso defensável?

Messias Franca de Macedo

13/03/2015 - 01h44

Somando os governos Lula e Dilma, foram 2.226 operações da Polícia Federal contra crimes do colarinho branco, contra apenas 48 operações na era FHC.

FONTE: Carta Maior

Bom dia 13 de março!

Responder

Messias Franca de Macedo

13/03/2015 - 01h09

… Dia 13… Da SORTE!

Até a mais recente peça publicitária da FIAT “aposta nessa tese”!

E a Paolla Oliveira está mais linda do que nunca!

Responder

abolicionista

13/03/2015 - 00h15

O paulista não é contra a corrupção, ele só não quer ficar sabendo. E, quando tucano rouba, a mídia fica quietinha…

Responder

    Almir

    13/03/2015 - 17h04

    Os tucanos metem a mão, vendem até a água, mas eles nem sentem. hehehe

Messias Franca de Macedo

13/03/2015 - 00h00

[BOMBA! TERRORISMO NO *’hospirco’ BRASIL!…

*um, digamos, ‘mix’ de hospício e circo!
Perdão aos malucos!
Perdão aos palhaços!
E, preventivamente, perdão às (gloriosas) meretrizes!
Os fascigolpistas/terroristas/corruptos estão em polvorosa!…]

###############

Tropa de choque de Cunha invade Sirio Libanes para atazanar Ministro

QUI, 12/03/2015 – 23:11

ATUALIZADO EM 12/03/2015 – 23:20

Por jornalista Luis Nassif

A tropa de choque que Eduardo Cunha mandou ao Sirio

O Ministro da Educação Cid Gomes fez críticas ao Congresso. Em represália, foi convocado pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha. Ficou doente e avisou para remarcar para outro dia. Veio se tratar no Sirio LIbanes.
Hoje o hospital foi invadido por uma comitiva de parlamentares Manoel Junior (PMDB-PB), André Fufuca (PEN-MA) e Juscelino Filho (PRP-MA), em uma atitude que os médicos do Sirio consideraram uma afronta.
Esse é o herói que a mídia criou para atingir seus objetivos. Ajudou a entregar parte do poder institucional do país a uma pessoa sem limites e trazer à tona o submundo da política.

FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/tropa-de-choque-de-cunha-invade-sirio-libanes-para-atazanar-ministro

##################

… Camisa-de-força nesses energúmenos criminosos sabotadores e entreguistas da nação brasileira!…

Responder

Messias Franca de Macedo

12/03/2015 - 23h46

“…haverá uma multidão de Fernandas horrorizadas com a corrupção do PT e os desvios na Petrobras.
Desvios, aliás, iniciados no mesmo período em que o papai engenheiro, também sob as asas de um governo tucano, montou a milionária poupança para a filha numa conta secreta na Suíça.”
Por ínclito jornalista *Leandro Fortes
[*Em ‘A revoltada com conta remunerada no HSBC da Suíça’
Postado em 12 mar 2015 por : Leandro Fortes
FONTE: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-revoltada-com-conta-remunerada-no-hsbc-da-suica/

LÁ VEM O MATUTO!

“Não se incomode, não”, conspícuo jornalista Leandro Fortes,

um dos álibis que a “cheirosa indignada” usará para a Justiça brasileira acolher com louvor:

“A poupança que o meu ‘paipai’ e eu fizemos no HSBC da Suíça representa uma reserva monetária a ser usada, exclusivamente, para a implantação e custeio de uma ONG ou Fundação cujo escopo precípuo será o de combater a corrupção no ‘Brasil Petista-Bolivariano do Lula e da Dilma’!”

RESCALDO:
cadê o aGRIPEno [Suína] Maia?

Ah, dia 15/03/2015!…
Indigitando os corruptos do Brasil!
E o “Ô candidato” derrotado ‘Aécio Furnas Forever’ estará junto?…

Responder

Messias Franca de Macedo

12/03/2015 - 23h27

… Um pouco sobre o bacanal ocorrido hoje na bajulação ao tal do Cunha, o mesmo ‘Sabotador geral da nação’!
Bacanal pago com dinheiro público a esses picaretas! …
Quando a PGR do Brindeiro, do Antonio Fernando, do Robert(o) Gurgel e “nas vezes” do ‘Rodrigo Moro Gurgel’ “sapeca(va) sem dó nem piedade o lombo dos petistas”…
… Aí esses pilantras Congressistas “festeja(va)m a PGR como se fosse a 8a (oitava) maravilha do mundo”! Foi seguindo esse ‘script’ canalha que a oPÓsição mafiosa – capitaneada pelo PIG e pelo rábula psicopata – forjou ‘o domínio do fato’ do MENTIRÃO!…

‘Circus brasilis’!
Perdão aos palhaços!
E, preventivamente, perdão às meretrizes!

Responder

Messias Franca de Macedo

12/03/2015 - 23h23

[Mais notícias do ‘braZil’ para “a cheirosa” do TRENSALÃO do PSDB”!]

Fernando Rodrigues perdeu o monopólio da Swissleaks e mais dados são revelados

MUTIRÃO DO HSBC

QUI, 12/03/2015 – 17:50

ATUALIZADO EM 12/03/2015 – 20:37

Patricia Faermann

Entre os novos nomes descobertos, com a adesão de O Globo nas investigações, estão de ex-diretores denunciados no esquema de cartel do Metrô de São Paulo

(…)

FONTE: http://jornalggn.com.br/noticia/fernando-rodrigues-perdeu-o-monopolio-da-swissleaks-e-mais-dados-sao-revelados#comment-603248

Responder

marco

12/03/2015 - 23h01

Gostaria de sugerir,que se mudasse o nome do MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL,para MONASTÉRIO PRIVADO FEDERAL.

Responder

Re

12/03/2015 - 22h42

Uau, Conceição Lemes, belíssimo trabalho. E importante, a gente do lado de cá fica papagaiando sobre esses assuntos, mas não consegue juntar as pontas direito e você nos ofereceu fundamentações preciosas. Valeu.

Responder

m.passos

12/03/2015 - 22h21

Gente,

Cadê a articulação para o dia 13? Esperava ver todos os blogs afinados. Vamos às ruas ou não?

Responder

Adriano Medeiros Costa

12/03/2015 - 21h11

Essa é a velha imprensa tupiniquim…

Responder

Messias Franca de Macedo

12/03/2015 - 20h35

[MAIS] UM ESCÂNDALO PATROCINADO PELOS FASCIGOLPISTAS E TERRORISTAS CORRUPTOS DO PSDB!

É verdade: as coisas já estiveram [muito] melhor para a DIREITONA!

ENTENDA

#######################

Quem foi o deputado do PSDB que intimidou Janot para proteger Aécio?

Janot foi intimidado por um capanga do PSDB e o povo brasileiro tem o direito de saber o nome quem foi o parlamentar que fez o serviço.

09/03/2015
Por *Antonio Lassance
*Antonio Lassance é cientista político.

(…)
O Estadão informou que um deputado federal funcionou como emissário para passar um duro ‘recado’ a Janot: a delação de Youssef contra Aécio deveria ser considerada como denúncia vazia, pois isso seria inaceitável para alguém que teve 53 milhões de votos.
(…)
O Estadão notoriamente é aliado do governador Geraldo Alckmin na disputa contra Aécio Neves pela candidatura tucana à disputa presidencial de 2018. Pouco importa.
O que realmente importa é a verdade e que ninguém, mesmo um parlamentar, ainda que seja um deputado que acha que pode tudo, pode intimidar o Ministério Público e ficar por isso mesmo.
Ainda mais importante é que procurador-geral da República que se preze não se deixa intimidar e nem barganha lugares em sua engaveta para esconder malfeitos de quem quer que seja.

EM TEMPO:

Onde é que Aécio teve 53 milhões de votos? Qualquer dia irão dizer que ele teve 55 milhões e ninguém vai entender por que Dilma com 54,5 milhões ganhou as eleições! Aécio teve 51.041.155 e Dilma 54.501.118! Quanto ao texto, sabem quando vamos saber quem foi o capanga do PSDB que ameaçou Janot? NUNCA!

Comentário pertinente proferido por
Dulce Cabral – 09/03/2015

FONTE [LÍMPIDA!]: http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Quem-foi-o-deputado-do-PSDB-que-intimidou-Janot-para-proteger-Aecio-/4/33020

Responder

    marco

    12/03/2015 - 23h05

    Tenho a dizer,que desconfio do Deputado do PSDB,que foi do ministério público.É um com cara,geito e inteligencia,de um débil mental,que esta sempre furioso quando vejo ele falando.Se elege,porque existe eleitor tão sem caracter,quanto qualquer mau-carácter que se elege.

    Messias Franca de Macedo

    12/03/2015 - 23h24

    Marco,

    aquele DEMoTucano bochechudo é uma canalha!

FrancoAtirador

12/03/2015 - 20h24

.
.
Por falar em Foco…
.
.
12/03/2015
TV Foco
.
Ligado na TV
.
Tag #GloboGolpista é o maior destaque do Twitter.
.
Entenda e veja repercussão:
.
(http://otvfoco.com.br/audiencia/ligado-na-tv-tag-globogolpista-e-o-maior-destaque-do-twitter-entenda-e-veja-repercussao)
.
.

Responder

FrancoAtirador

12/03/2015 - 20h00

.
.
NeoNazi-Fascistas Paulistas disseminaram
.
a Esquizofrenia Paranóide Coletiva pelo País.
.
braZil enfim terá uma Revolução BurgueZa.
.
Vão derrubar a Maria Antonieta e o Luiz XVI
.
para colocar Napoleão Bonaparte no lugar.
.
Liberdade, Igualdade e Fraternidade…
.
Só Para Brancos com Contas Secretas na Suíça.
.
.

Responder

RP

12/03/2015 - 18h50

E no Rouboanel, que era tudo combinado entre as empreiteiras, o que dizer?

Responder

Amao da Justica

12/03/2015 - 18h36

“Criar um partido fictício de ultradireita e chamá-lo de PSDB. Praticar o capitalismo de estado e dizer que quem pratica é a oposição, mesmo estando está há 12 anos fora do poder”. Gramsci está feliz no céu, ao lado de Karl Marx e Saul Alinsky.

Responder

Deixe uma resposta