VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Barões do amianto condenados a 16 anos de prisão na Itália


13/02/2012 - 11h23

Sala do Palácio de Justiça de Turim lotada para ouvir a decisão histórica contra os ex-proprietários da Eternit

por Conceição Lemes

Os procuradores de Justiça da Itália acabam de anunciar em Turim a condenação a 16 anos de  prisão dos ex-proprietários da Eternit, o barão belga Louis de Cartier de Marchienne e o magnata suíço Stephan Schmidheiny. É o maior processo criminal de todos os tempos por danos a trabalhadores e ao meio ambiente.  O processo diz respeito à morte de 2.500 trabalhadores, vítimas do cancerígeno amianto.

A engenheira Fernanda Giannasi, o maior símbolo da luta contra o amianto no Brasil, está em Turim, no Palácio da Justiça, acompanhando a leitura da decisão histórica:

“Há uma hora em pé estamos ouvindo o nome dos mortos pelo amianto na Itália e a condenação de indenizar toda esta população sofrida e heróica 30 anos de espera. Estou na sala principal em lágrimas.  Para a Prefeitura de Casale Monferrato, 25 milhões de euros”.

Ministério Público quer o fim do amianto no Paraná

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Tribunal de Turim condena a 18 anos de prisão barão do amianto: 'Um hino à vida" - Viomundo - O que você não vê na mídia

06 de junho de 2013 às 23h10

[…] sentença de primeira instância em https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/baroes-do-amianto-condenados-a-16-anos-de-prisao-na-italia.h…, […]

Responder

Barões do amianto condenados a 16 anos de prisão na Itália | Sou alérgico, e quem não é ?

21 de fevereiro de 2012 às 12h22

[…] Vi o mundo Compartilhar This entry was posted in Saúde and tagged amianto, deu no jornal. Bookmark the […]

Responder

SBPT repudia ordem judicial contra médico que pesquisa malefícios do amianto | Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de fevereiro de 2012 às 15h42

[…] Barões do amianto condenados a 16 anos de prisão na Itália […]

Responder

Joe

14 de fevereiro de 2012 às 16h46 Responder

Hag

14 de fevereiro de 2012 às 01h45

Quero agora ver o que acontece no Brasil. Eternit: o caminho mais rápido para a Eternidade. (Risos) Parabéns Dra. Giannasi. Um exemplo de servidora pública.

Responder

Roberto

13 de fevereiro de 2012 às 23h20

Juiz brasileiro é tão porco e burro, que qualquer bandidinho matadorzinho analfabeto, cospe e pisoteia na Justiça,olhando bem na cara dessa juizada vagabunda e rindo deles, e principalmente do povo deste país.
A chance de algo como esse caso da Italia acontecer aqui é zero absoluto.

Responder

Lu_Witovisk

13 de fevereiro de 2012 às 18h49

É de emocionar!! Viva a justiça italiana, parabéns também à Dra. Gianasi e vamos ver se este precedente (como bem disse o Morvan) ajuda na condenação em outros países, inclusive aqui, não são poucos os trabalhadores com pulmões destruídos pelo amianto.

Responder

Fábio

13 de fevereiro de 2012 às 18h17

O falecido jornalista Reali Jr., correspondente em Paris do Estadão e da Rádio Joven Pan, manteve um duro combate com a indústria do amianto. Lembro que no livro " Às margens do Sena" ele relata a história.

Responder

Douglas

13 de fevereiro de 2012 às 15h03

Onde foi mesmo isso? Na Itália? Pois é. No Brasil, com esse judiciário corrupto e cheio de mazelas nem no século XXV, quem dirá em XXIV.

Responder

marcelo arruda

13 de fevereiro de 2012 às 15h00

Falta no Brasil coragem para se julgar causas de tamanha magnitude. Saudações aos juízes italianos, que fizeram história e deram exemplo.

Responder

juarez campos

13 de fevereiro de 2012 às 14h04

Aqui no Brasil um ex-funcionário da Fraslee (indústria de componentes de freio) morreu a 10 anos e não recebeu absolutamente nada da fábrica, apesar de propor ação trabalhista. Pode existir uma prescrição de 3 anos para acidentes do trabalho e doenças profissionais? Isto é um crime contra o trabalhador brasileiro.

Responder

Luca K

13 de fevereiro de 2012 às 13h42

Muito legal ver criminosos de colarinho branco – por vezes muito mais letais q criminosos comuns – devidamente condenados e punidos!! Quem dera fosse assim aqui no Brasil, terra em q criminosos do colarinho branco( de políticos a empresários) reinam supremos…

Responder

Mário Carvalho

13 de fevereiro de 2012 às 11h56

LA LEGGE È UGUALLE PER TUTTI, só se for na Itália pq aqui LA LEGGE È UN AMICO DEI RICCHI.

Responder

Morvan

13 de fevereiro de 2012 às 11h39

Bom dia.

A Justiça italiana acaba de criar um fato histórico. Não é a mera condenação de dois criminosos. É o precedente para a condenação de todos que atentarem contra o meio-ambiente e, por conseguinte, contra a vida humana. Parabéns aos ativistas, como a Dra. Gianasi. São eles que fazem a diferença.
Que um dia, antes do século XXIV, a Justiça chegue ao Brasil.

:-)

Morvan, Usuário Linux #433640.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.