VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Rui Falcão: “A população mostrou que tem um desejo de mudança”


08/10/2012 - 00h44

por Luiz Carlos Azenha

O presidente do PT, Rui Falcão, fez um balanço do resultado das eleições no Hotel Mercure, onde Fernando Haddad recebeu o resultado da apuração de ontem.

“A população mostrou que tem um desejo de mudança”, afirmou.

Como eu havia observado anteriormente, José Serra terceirizou os ataques a Celso Russomano durante a campanha do primeiro turno — à mídia, à Igreja, à Globo e aos próprios militantes petistas –, de maneira que pode se apresentar como candidato dos evangélicos no segundo turno.

Notem que o “núcleo duro” dos votos de Celso Russomano foi de cerca de 20%, o que bate grosseiramente com a proporção de evangélicos no eleitorado paulistano. Pode ser o fiel da balança.

Curiosamente, na entrevista a ênfase foi sempre nos ataques feitos pelo PT a Russomano — os patrocinados por José Serra foram omitidos pelos perguntadores.

Seja como for, continuamos acreditando que a virada em São Paulo se deu a partir do debate de uma questão bem concreta, que afeta milhões de paulistanos: as tarifas de ônibus. Havíamos alertado para isso em O debate que pode virar a eleição em SP. Sorry, fizemos isso enquanto a mídia perseguia o efeito mensalão!

Para ouvir a entrevista de Rui Falcão, clique abaixo:

chegada

Leia também:

Haddad: “Não foi exatamente uma surpresa para nós”

Marcio Pochmann vai ao segundo turno em Campinas

Em São José dos Campos, Pinheirinho derrota o mensalão

Genoino: “Vocês são urubus e torturadores da alma humana”

Joaquim Barbosa: A imprensa brasileira é toda ela branca e conservadora

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Paulo Moreira Leite: Quem tem medo da mensagem das ruas e das urnas « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de outubro de 2012 às 20h34

[…] Rui Falcão: “A população mostrou que tem um desejo de mudança” […]

Responder

Maria Libia

08 de outubro de 2012 às 12h52

RUI CALABAR FALCÃO não passa de um traidor do PT. Ele não se conforma com a popularidade do LULA, que põe um candidato, de 3% de votos, para 28%, indo para o 2o. turno. RUI CALABAR FALCÃO jamais conseguiria tal fato. É por isso que ele se alia ao PSDB, para minar a história de LULA/DILMA . Quem conhece RUI CALABAR FALCÃO? UM PÚSTULA.

Responder

Gerson Carneiro

08 de outubro de 2012 às 10h57

Eu só voto no Serra se o Lula mandar.

Responder

sandro

08 de outubro de 2012 às 10h44

Sou Serra 2014!
Obs. É por ai que o PT deve começar o segundo turno!

Responder

Roberto Locatelli

08 de outubro de 2012 às 08h14

Paulo Henrique Amorim acha que a ida ao segundo turno credencia Serra para 2014. E faz sentido. Afinal:

– Aébrio Neves – o Menino do Rio – não está preparado pois ainda é um adolescente rebelde.
– Alckmin Opus Dei só tem alguma chance em sua paróquia. E olhe lá.
– Joaquim Batman já mostrou que está com medinho e declarou voto em Lula e Dilma.
– Luciano Huck seria motivo de piada.

Então, Dilma X Serra em 2014!!

Responder

Manoel Teixeira

08 de outubro de 2012 às 07h54

Rui Falcão é aquele que, segundo o livro A Privataria Tucana, quase destruiu a candidatura de Dilma, para tirar Pimentel da coordenação de campanha.
O PT precisa repensar sua direção.

Responder

    Vlad

    08 de outubro de 2012 às 10h59

    Direção e sentido.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.