VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Pedro Brandão: Valente desmascara Caiado sobre “escravos” cubanos


09/09/2013 - 22h07



33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Adriano Medeiros Costa

17 de setembro de 2013 às 14h00

SOY CUBA!!!

Responder

Clodoaldo Massardi

15 de setembro de 2013 às 15h46

Qual a moral desse deputado de goias defensor de latifundiários para falar em trabalho escravo? é lamentável mas infelizmente ainda tem gente que, vota em gente com esse tipo de opinião, sempre contra os interesses do povo. como disse, o deputado Ivan Valente quem vota contra a cpi do trabalho escravo não tem moral para falar em trabalho escravo.

Responder

Eduardo

12 de setembro de 2013 às 14h26

Caiado não tem moral para nada! Mas enfim, o que mais tem na câmara e no Senado é imoralidade,promovida pelos imorais! O imoral não se ofende com esta afirmação! Para o Caiado, entrou num ouvido,foi repelido e saiu e saiu no mesmo !

Responder

J Souza

12 de setembro de 2013 às 12h21

Se os médicos brasileiros fossem mercenários, estariam no programa “mais médicos” recebendo R$ 10 mil por mês, e não nos hospitais universitários recebendo R$ 3 mil por mês!
Nos vemos em 2014!

Responder

Nelson

12 de setembro de 2013 às 09h49

Conforme nos conta o jornalista Hélio Doyle, a estatística mostra que apenas 3% dos médicos que saem para essas missões não retornam para Cuba.

É o percentual dos “que aceitam as ofertas dos Estados Unidos, os que emigram para outros países ou ficam no país que os recebe depois de terminado o contrato”.

Por que será que a grande maioria dos médicos cubanos não fica – podiam, tranquilamente, pedir asilo -, se o país deles é um inferno só, como repetida e exaustivamente repete o aparato de propaganda dos EUA?

Então, Sr Lukas, a menos que o senhor esteja com a mente completamente embotada pela ideologia plantada pelo aparato de propaganda citado, abra-a e leia um pouco mais para evitar falar inverdades, para dizer o mínimo.

O artigo do jornalista Doyle está disponível em http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8773:submanchete260813&catid=25:politica&Itemid=47.

Mas afinal, são ou não escravos? Pq suas familias não vem junto? Ficarão como reféns para evitar que desertem? Pergunta jamais respondida.

Responder

Urbano

11 de setembro de 2013 às 13h47

Como sempre ratificou o sepulcro caiado, então como que perdeu a máscara?

Responder

Ana Quaiato

11 de setembro de 2013 às 10h28

ah… mas, que bacana!
o oportunismo é doença crônica mesmo em alguns, hein?
deeeepoooooissss, que sai a pesquisa que dá quase ” 7 4 % ” de brasileiros, que apoiam o Mais Médicos…
oportunista de carteirinha, vem esbravejar, vociferar? kkkkkk
Piada, né? assim não vale!!
o Caiado, é escroto e falou sozinho, porque TODXS que não fazem politicagem oportunista, deram COMBATE!
mas, tudo bem, se PIFOL vai apoiar o Mais Médicos AGORA, pode começar inscrevendo Macapá no Programa… se eu não me engano está de fora!
kkkkkk o “Oportunismo soma os atrazildos, no apoio massivo ao Mais Médicos!!” tsc tsc
essa deveria ser a manchete!!! kkkkkk

Responder

Apavorado por Vírus e Bactérias

10 de setembro de 2013 às 20h19

Quem ainda vota nesse sujeito? É o lixo do latifúndio.

Responder

Luiz Aldo

10 de setembro de 2013 às 16h44

Deste aí, só tenho UMA história para contar (e que diz bem quem é ele):
Foi ele candidato à Presidência da República em 1989 (Deus nos livre!)…
Num belo dia, em seu programa eleitoral, ele começou a falar diatribes contra as pesquisas eleitorais que estavam a ser publicadas (nas quais ele tinha TRAÇO). Aí, veio o toque de JEGUÊNIO, digo, JÊNIO: ele disse: “Vejam bem, esta pesquisa ouviu tantas (não lembro) pessoas em tantas (idem) cidades. Dá uma média de dez pessoas por cidade. Agora, vejam esta entrevista!” (Neste ponto, ele cortava para entrevistar uma pessoa simples, que dizia que na casa dela havia quatorze pessoas, e todas votavam em Ronaldo Caiado). Volta para ele, que olha a câmera fixamente, e diz: “ESTÃO VENDO? SE A PESQUISA FOSSE PERGUNTAR NA CASA DESTA SENHORA, RONALDO CAIADO TERIA MAIS DE CEM POR CENTO DOS VOTOS!” Pano rápido! EU JURO QUE ISTO ACONTECEU! Nunca esqueci, nunca me esquecerei!

Responder

Eduardo Albuquerque

10 de setembro de 2013 às 15h55

Os conservadores conseguiram tornar menor o debate sobre saúde pública.
São os mesmos que vociferavam quando em greves diziam que médicos não poderiam paralizar atividades.
A saúde acumula tantos problemas que nao são apenas médicos que vao resolver problemas de gestão, de privatização, de plano de saude , etc.
Agora com os recursos do pre-sal uma nova batalha surge: como evitar que esses recursos nao caiam nas mãos das instituiçoes privadas e mantenham a saúde pública em coma…
Por exemplo, por que ainda insistir com EBSERH se temos recurso do pre-sal?

Responder

renato

10 de setembro de 2013 às 14h40

IH ihihihihihihihi!

Responder

lukas

10 de setembro de 2013 às 10h26

Mas afinal, são ou não escravos? Pq suas familias não vem junto? Ficarão como reféns para evitar que desertem? Pergunta jamais respondida.

Responder

    Mariana

    10 de setembro de 2013 às 11h23

    Eles não são escravos. Vêm por livre e espontânea vontade. Não trazem suas famílias porque elas tem suas vidas em Cuba (educação, saúde e moradia para todos e de graça!), não faz sentido virem todos para cá (sem estrutura, pois o contrato é COM O MÉDICO para retornarem três anos depois! Amigo, estive recentemente em Havana e no interior de Cuba por vinte dias, fiz questão de conversar criticamente com a população e posso te garantir, lá há muito mais democracia do que esta “democracia” de poder de compra que conhecemos… O que não há em Cuba é desenvolvimento econômico, e muito mais pelo criminoso bloqueio norte-americano do que pela vontade do governo. Mas, vi, inclusive, críticas ao governos ocorrendo livremente pelas ruas, inclusive em uma banda de muito sucesso local. Abra seu escopo e não se informe apelas pelas Folhas de São Paulo da vida. Esses doutores são homens e mulheres de bem que vêm em prol da saúde e em solidariedade ao povo brasileiro. Merecem mais respeito!

    lukas

    12 de setembro de 2013 às 05h12

    Já portugueses, espanhois, aegentinos…Já

    killimanjaro

    10 de setembro de 2013 às 11h50

    Vem porque querem, muitos ja estiveram no Haiti, ou na Africa, países em gueras e refugiados, lugares onde não tem médicos.

    É essa a situação da saúde no brasil, nos interiores do país e periferias das grandes cidades. Uma situação de guerra e descaso com uma parcela da sociedade.

    Glauco Lima

    10 de setembro de 2013 às 13h30

    Então, sob sua ótica, os militares brasileiros que invadiram o Haiti à mando dos EUA também são escravos. Eles também não levaram suas famílias.

    lukas

    12 de setembro de 2013 às 05h10

    Foi sério esta?

    Coutinho

    10 de setembro de 2013 às 15h52

    Eles vêm ao Brasil como vão a qualquer país que estejam morrendo pessoas por falta de assistência médica. Eles fazem parte de uma filosofia de vida diferente daquela em que fomos educados; sua educação (deles) se baseia na solidariedade. Diferente daqui, Em Cuba,a pessoa estuda medicina por vocação, e não para ficar rico. Quanto à competência, basta você ver os informes da OMS (Organização Mundial da Saúde): Cuba tem o menor índice de mortalidade infantil e a maior expectativa de vida das Américas.

    Marcio Leandro

    10 de setembro de 2013 às 19h24

    Os Médicos sem Fronteira e os voluntários da Cruz Vermelha também não levam suas famílias em suas missões e não são considerados escravos, são voluntários.

    lukas

    12 de setembro de 2013 às 05h14

    Comparou a situaçao do Brasil atual a um pais em guerra?

Julio Silveira

10 de setembro de 2013 às 10h03

Me desculpem mas o Caiado não tem mascara, e ele devia enganar ninguém, já que sua face sempre foi sincera na defesa intransigente de suas minorias, entre elas latifundiários e ruralistas.
Se alguém se enganou com ele só posso dizer, santa ingenuidade.

Responder

SILVIO MIGUEL GOMES

10 de setembro de 2013 às 07h21

É por causa da coragem de Ronaldo Caiado (como já ensinou o humorista Sérgio Porto: coragem, coragem mesmo, tem que não tem medo de ser ridículo) que eles estão no poder e mandam no Brasil. Ele e seus asseclas acham que tem moral em falar em escravidão.
Eu e Milhões de eleitores votamos em Médicos porque são Médicos e deviam formar uma grande e forte “bancada da saúde” e não irem engrossar as fileiras dos escravagistas (leia-se ruralistas).

Responder

    Icaro

    10 de setembro de 2013 às 11h13

    Ronaldo Caido é Médico!!
    Por sinal o que não falta é ruralista médico, ou com filhos médicos.
    Ambos tem a mesma ambição por dinheiro e sonegação!!

edir

10 de setembro de 2013 às 04h47

O triste é saber que só com votos da elite o Caiado näo chega lá no Congresso. A maioria dos eleitores do Caiado säo da classe pobre . Como convencer essa gente que näo de seu voto ao Caiado ? Se fosse de Goías, eu faria campanha contra ele.

Responder

    henrique de oliveira

    11 de setembro de 2013 às 09h38

    E simples Edir é so tirar as armas das cabeças dos “eleitores” que caiado some do mapa politico , ou voce acha que pobre que vota nele de livre e espontanea vontade?
    Esse cara é da UDR uma facção terrorista de direita e armada ate os dentes , conheço de perto essa guange.

Caidice

10 de setembro de 2013 às 02h46

Esse era o mesmo argumento no séc.XVII quando o Brsil precisou importar mão de obra da África para que hoje seja essa potência econômica que sustenta gente rica como seu Caiado.

Responder

maria utt

09 de setembro de 2013 às 23h39

K.O.

Responder

Marat

09 de setembro de 2013 às 22h42

Ronaldo Caiado, todos sabem, desde ao menos os anos de 1980, é um representante do latifúndio, das classes A e B e do pessoal da Casa-Grande. Mesmo tentando assumir uma personalidade mais amistosa e menos radical, não consegue esconder o que verdadeiramente é!

Responder

J Souza

09 de setembro de 2013 às 22h28

É ignorância de certos políticos…
Os cubanos são livres para ir para onde quiserem, na hora que quiserem, com quiserem.
Suas famílias virão logo, logo de Cuba para lhes fazer companhia, para diminuir a solidão de seus heróis voluntários nos municípios longínquos deste Brasil, que será sua nova pátria.
Em breve, também começarão a pagar impostos no Brasil, e não em Cuba!

Sempre haverá bravos comentaristas em seus confortáveis apartamentos em bairros de classe média para louvar o heroísmo dos médicos cubanos, que vieram espontaneamente ao Brasil salvar os brasileiros desafortunados dos “mafiosos de branco”. A guerrilha tuitadora se manterá a postos, seja nas filas dos teatros, seja nas praias, para defender seus heróis cubanos.

Assim que possível, o libertário ministério da saúde (de Cuba) permitirá que os médicos cubanos, assim como os outros estrangeiros, possam escolher as cidades onde vão trabalhar.

Viva a revolução… Cubana! Porque a brasileira ainda está bem distante… Ainda estamos na fase de entrega do Pré-sal…

Responder

    jgomes

    10 de setembro de 2013 às 08h09

    Cada vez fica mais claro (pra mim), que não adianta o indivíduo frequentar boas escolas, saber redigir, adquirir conhecimentos… Inteligência não é uma questão de escolaridade!

    Aline C Pavia

    10 de setembro de 2013 às 11h08

    Amigo jgomes, o Arnaldo Jabor (ou seus acólitos) de vez em quando passa aqui no blog, balbuciando incongruências. Às vezes fica o chorume, como esse triste comentário. Não ligue. Nada que uma vassoura e um pouquinho de água sanitária não resolvam.

    J Souza

    10 de setembro de 2013 às 12h33

    As ofensas e a falta de argumentos mostram em quem falta inteligência e coerência.

    Luiz (o outro)

    11 de setembro de 2013 às 09h18

    Quem o ofendeu?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

Últimas matérias
Abrasco: Democracia e SUS, sim! Ditadura e privatização, não!

Associação científica representativa da saúde coletiva

Ler matéria