VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Marinistas apoiam Haddad dizendo que Serra representa o Capital Imobiliário


23/10/2012 - 03h37

Por uma Nova Política em São Paulo, contra o Atraso

via Fernando Vianna, no Facebook

Pela Suntentabilidade e Cidadania, contra o Atraso, apoiamos Haddad.

Somos cidadãos que apoiaram Marina Silva Presidente e Ricardo Young Senador. Acreditamos que o Brasil precisa urgentemente de uma Nova Política, pautada pela Ética, pelo aprofundamento da Democracia e Defesa das Instituições Democráticas, que avance na Defesa da Cidadania Plena, da Justiça Social e na busca incessante da Sustentabilidade.

Queremos que as novas gerações possam viver em um mundo justo e farto.

Constatamos que os últimos 8 anos da gestão Serra/Kassab foram nefastos para a Cidade de São Paulo. O processo de descentralização e democratização da administração retrocedeu. Políticas Públicas voltadas aos direitos do Cidadão, como Saúde, Educação e Inclusão Social, conheceram enorme precarização. Foi sistemática a implementação de ações que privilegiam interesses privados, como a terceirização sem transparência de vários serviços públicos e o favorecimento indisfarçável ao Capital Imobiliário. A candidatura Serra representa a continuidade desse modelo de gestão. Ademais, ao se servir de métodos repugnantes de campanha, reafirma-se como a candidatura do Atraso e da Velha e Viciada Política, contra a qual nos posicionamos enfaticamente.

A todos aqueles que desejam e lutam por uma Cidade e um País mais Justo, Democrático e Sustentável, fazemos aqui um chamamento de luta contra o Atraso! Consideramos que quem se sente parte do processo de recolocação da administração a serviço do Interesse Público, de formulação de propostas para a melhora das condições de vida dos paulistanos de hoje e de amanhã, de promoção de uma Cidadania efetiva e ampla, não vota branco ou nulo. Vota, sim, contra o Atraso. Vota com a esperança de uma Nova Política no país, que passa, no plano restrito da relação eleitoral, tanto pelos compromissos assumidos por candidatos como por nossa disposição a cobrar o seu futuro cumprimento.

Neste segundo turno recomendamos o apoio crítico ao candidato Haddad. Fazemos isso com atenção para o combate à desigualdade social e para a promoção da sustentabilidade ambiental urbana que vão anunciados em seu plano de governo, adendados pela sua adesão formal ao “Programa Cidades Sustentáveis”, compromissos esses que não nos furtaremos em cobrar.

Contra o Atraso, apoiamos Haddad.

Lista inicial de apoios:

Yuri Câmara Batista – Mestrando Administração Pública

Fernando L. B. Vianna – Antropólogo

Haldor Omar – Biólogo

Rose Russolo Losacco – Analista de Marketing

Raphael Malanconi – Graduando FFLCH-USP

Acauã Rodrigues dos Santos – Geógrafo

Gabi Juns – Comunicadora

Pedro Piccolo Contesini – Sociólogo

Carol Thelm – Bacharel em Letras

Majoi Favero Gongora – Antropóloga

Cristiane Fontes – Jornalista

Luis Henrique (Ike) Ferreira – Empresário e Gestor Comunitário

Rodrigo Más – Advogado-Direito Ambiental

Rafael Biscaro – Graduando Gestão de Políticas Públicas-USP

Rodrigo Guim – Ecólogo e Antropólogo

Henrique Moura – Graduando FFLCH-USP

Rivera Lizandro Guianze – Advogado

Samir Mansur – Economista

André Pinto Pacheco – Sociólogo

Giba Azanha – Antropólogo

André Luis Karpinski – Estudante

André Nascimento – Advogado-Direito Constitucional

Jaime Takano – Administrador Público

Carlos Dias Jr. – Antropólogo

Gabriella Contoli – Jornalista

Thais Chueiri

Raul Valle – Advogado-Direito Ambiental

Alexandre Goulart – Economista e Cientista Social

Sandra Mara Ortegosa – Arquiteta, Cientista Social e Ativista

Leia também:

Ramatis Jacino: O sonho do ministro Joaquim Barbosa pode virar pesadelo

Comparato: Pretos, pobres, prostitutas e petistas

Dalmo Dallari critica vazamento de votos e diz que mídia cobre STF “como se fosse um comício”

Rubens Casara: “Risco da tentação populista é produzir decisões casuísticas”

Gurgel pede arquivamento de denúncia contra deputado que recebeu de Cachoeira

Luiz Flávio Gomes: “Um mesmo ministro do Supremo investigar e julgar é do tempo da Inquisição”

Paulo Moreira Leite: Denunciar golpe imaginário é recurso “quando se pretende promover ruptura”

Marcos Coimbra: STF invade atribuições dos demais Poderes

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Marina articula criação de partido e pode disputar o governo do DF « Viomundo – O que você não vê na mídia

04 de janeiro de 2013 às 15h56

[…] Marinistas apoiam Haddad dizendo que Serra representa o Capital Imobiliário […]

Responder

Mauricio

23 de outubro de 2012 às 16h25

.

Tem que ser muito estreito politicamente para criticar o apoio desta Carta !! Nem leram direito. Ainda bem que o PT já evoluiu muito deste Radicalismo Histérico. Ainda permanecem uns falsos-petistinhas que preferem “outros apoios”, estes sim estranhos.

Para quem quiser assinar, vai o Link:

https://www.facebook.com/PorUmaNovaPoliticaEmSaoPaulo?ref=ts&fref=ts

.

Responder

francisco.latorre

23 de outubro de 2012 às 14h36

pô azenha?..

marinismo?..

isso existe?..

..

ou é igual voto evangélico?..

ficção midiática.

pra ver se cola.

..
..

azenha. conceição. um abraço. grandão.

depois que esse ridículo golpe mensalão deu chabu.. total.. final..

sei lá. tô contente.

melhor que a encomenda.

o judiciário. esclerosado. expôs as entranhas. máximo.

e o legislativo. encurralado. vai reagir.

afinal. quem mesmo. tem legitimidade?..

..

Responder

    Fernando L. B. Vianna

    23 de outubro de 2012 às 17h47

    Meu caro francisco.latorre,

    As pessoas que assinam esse textos, e as que têm “curtido” a iniciativa na página no Facebook, não são, pelo menos elas, personagens de ficção midiática.

    francisco.latorre

    23 de outubro de 2012 às 21h08

    ‘curtir’ no facebook.

    ..

    é..

    continuem assim.

    ..

Marcelo de Matos

23 de outubro de 2012 às 13h32

Jango pregava a reforma urbana, em meio a um rol de “reformas de base”. Teria mudado o Brasil, não fosse o golpe de 64. Segundo o ex-agente do serviço secreto uruguaio Mario Neira Barreto, Jango teria sido morto por envenenamento. Era considerado uma ameaça pelos militares brasileiros, já que organizava planos para a democratização brasileira. Há pouco tempo, no Jornal da Cultura, o professor Vladimir Safatle defendeu a tese de que a lei só deveria permitir a propriedade de dois imóveis por pessoa, no que foi contestado pelo historiador tucano Marco Antônio Villa. A tese de Saflate, com efeito, parece incoerente com o sistema capitalista. Há, entretanto, distorções imensas no setor imobiliário. Alex Dias, que jogou em times brasileiros e franceses, é proprietário de 144 apartamentos em Goiânia. Hussain Aref Saab, que passou sete anos num dos cargos mais importantes da prefeitura de São Paulo, investiu R$ 50 milhões na compra de 106 imóveis. Jorge Yunes, dono de editora de livros didáticos, ex-assessor de Pita e Maluf, é detentor de imenso patrimônio imobiliário.

Responder

Vinicius Garcia

23 de outubro de 2012 às 11h40

Marinistas? Depois a quem critique a personificação na política brasileira.

Responder

    Marcelo de Matos

    23 de outubro de 2012 às 13h46

    Não entendo que seja personificação. É uma maneira de distinguir o grupo de Marina, que é o mais consistente ideologicamente dentro do PV, de outros grupos e pessoas desse partido, não tão confiáveis.

francisco.latorre

23 de outubro de 2012 às 11h13

grande coisa.

depois de apoiar kassab-serra. até ontem.

trocam de barco.

me engana.

..

Responder

    Marcelo de Matos

    23 de outubro de 2012 às 13h37

    O apoio de Marina Silva é muito bem-vindo.

    Mauricio

    23 de outubro de 2012 às 16h29

    .
    Francisco não tem a menor idéia do que escreve, Deveria se informar. As pessoas mais identificadas com Marina Silva sairam do PV, e jamais fizeram parte da gestão Serra/Kassab.

    Marina apoiou muitos candidatos do PT, assim como do PV e do PSOL. Você quer cordeirinhos de carteirinha ? Lá no malufismo tem…

    Tem que ser muito estreito politicamente para criticar o apoio desta Carta !! Nem leram direito. Ainda bem que o PT já evoluiu muito deste Radicalismo Histérico. Ainda permanecem uns falsos-petistinhas que preferem “outros apoios”, estes sim estranhos.

    Para quem quiser assinar, vai o Link:

    https://www.facebook.com/PorUmaNovaPoliticaEmSaoPaulo?ref=ts&fref=ts

    francisco.latorre

    23 de outubro de 2012 às 18h00

    marina. a olímpica. é do império.

    e esse apoio. aos 47 do segundo tempo.. he..

    mais. ricardo young. ‘senador’. verdismo empresarial. engana trouxa.

    ..

    quanto à insinuação.

    umas pelas outras..

    maluf é um picareta nacional.

    aliás melhor maluf. que ‘príncipe’ phillip. ou reizinho de espanha.

    marina. é do império. é servidão.

    ..

    vereador do psdb.. ‘marinistas’..

    agora só falta a soninha.

    ..

    ‘marinistas’..

    quase mais engraçado que o tal ‘julgamento’.

    ..

    Fernando L. B. Vianna

    24 de outubro de 2012 às 14h52

    “depois de apoiar kassab-serra. até ontem.” – os signatários desse texto nunca apoiamos kassab-serra.

    Fernando L. B. Vianna

    24 de outubro de 2012 às 15h22

    E tem mais leviandade:
    “marina. a olímpica. é do império.” – seguramente, só virou o demônio quando saiu do governo Lula e do PT.

    “e esse apoio. aos 47 do segundo tempo.. he..” – mais correto seria aos 30 do segundo tempo (turno – demora um pouco articular as pessoas).

    “ricardo young. ‘senador’. verdismo empresarial. engana trouxa.” – se ‘marinismo’ é ficção, por que ‘verdismo empresarial’ seria real?

    “vereador do psdb.” – não tem nenhum aqui por perto.

Soraya

23 de outubro de 2012 às 11h02

http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2012/10/23/stf-vai-decidir-se-doacao-de-pessoa-juridica-a-partido-e-legal/ Informe JB STF vai decidir se doação de pessoa jurídica a partido é legal Jornal do BrasilLuiz Orlando Carneiro BRASÍLIA – Desobstruída a pauta do Supremo Tribunal Federal com a conclusão da ação penal do mensalão – que completa três meses no próximo dia 2 de novembro – espera-se que o novo presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, dê prioridade à ação de inconstitucionalidade em que a Ordem dos Advogados do Brasil pede, simplesmente, que sejam declarados inconstitucionais todos os dispositivos da legislação eleitoral que autorizam doações de empresas a candidatos e a partidos políticos. Na ação (Adin 4.650), proposta em setembro do ano passado, a OAB também requer sejam estabelecidos limites às doações feitas por pessoas físicas. Parecer favorável da PGR A ação está praticamente “pronta” para julgamento, com parecer favorável da Procuradoria-Geral da República, assinado pela vice-procuradora-geral, Deborah Duprat, enviado ao ministro-relator, Luiz Fux, na última quinta-feira. Para a PGR, as leis que permitem doações de pessoas financeiras de pessoas jurídicas a partidos políticos “ofendem o estado democrático de direito e os princípios da República, da cidadania, da igualdade e da proporcionalidade”. Segundo Deborah Duprat, “as pessoas jurídicas não têm nenhuma relação com o exercício da cidadania, que cabe apenas aos cidadãos, únicos titulares de direitos políticos de participação”. Poder econômico Na inicial da ação, a OAB destacou que “a infiltração do poder econômico nas eleições gera graves distorções”, como a desigualdade política, na medida em que aumenta a influência dos mais ricos sobre o resultado dos pleitos eleitorais, e, consequentemente, sobre a atuação do próprio Estado. Além disso, a prática prejudica “a possibilidade de sucesso eleitoral dos candidatos que não têm patrimônio para suportar os gastos de campanha nem acesso aos financiadores privados”.

Responder

Marcelo

23 de outubro de 2012 às 09h01

Quem o partido da Marina apoiou no segundo turno da eleição presidencial?

Responder

    Jairo Beraldo

    23 de outubro de 2012 às 11h29

    Ficou neutra…ou vai me dizer que ela apoiou Serra…

Julio Silveira

23 de outubro de 2012 às 07h50

É natural para aqueles que apoiam a Marina agora apoiar o Haddad. Não são naturais as criticas hipócritas a ela, feitas pelos partidarios da estrela, por suas escolhas politicas, passando a tratá-la como uma inimiga publica numero um do partido. Isso após anos e anos de dedicação e devoção ao seu ex partido. Pior é que essa turma se torna condescendente com alguns de seus pervertidos integrantes e formam defesa cerrada apenas por estarem dentro de seus quadros, como uma mafia, um bando. Meu respeito a Marina Silva, pessoa respeitável dentro da politica brasileira, cuja história tanta gente tenta denegrir, descontruir, por conta de pavimentar o caminho para alguns de seus ex parceiros (hoje adversários) apostando, com base nas proprias personalidades.

Responder

    sandro

    23 de outubro de 2012 às 11h08

    Tão lindo quanto pueril.
    WWF !

    Julio Silveira

    23 de outubro de 2012 às 13h44

    O que é pueril na tua analise vejo como pura constatação meu caro. Em Porto Alegre vi até alguns parceiros teus lascarem beijos nela. Voce deveria ter mais respeito, até aos seus partidários que já reconheceram com demonstração o que digo. Ou voce assume que são todos o bando de hipocritas que já acho que são?

    Mauricio

    23 de outubro de 2012 às 16h32

    Perfeito, Julio

    Veja outro post meu aí…

    francisco.latorre

    23 de outubro de 2012 às 18h06

    ‘críticas hipócritas’.

    ..

    melhor achar graça.

    pra não se aborrecer.

    ..

    cada uma.

    ..

    Julio Silveira

    23 de outubro de 2012 às 18h43

    Digo o mesmo dos criticos bossais.

    francisco.latorre

    23 de outubro de 2012 às 19h57

    bossal?.. cheio de bossa?..

    agradeço.

    ..


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!