VIOMUNDO

Diário da Resistência


Margarida Salomão e Benedita da Silva exigem respeito à Dilma
Política

Margarida Salomão e Benedita da Silva exigem respeito à Dilma


31/12/2021 - 15h46

Por Conceição Lemes

Desde quarta-feira, 29-12, estas declarações do vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá, sobre a ex-presidenta Dilma Rousseff provocam engulhos:

— “A Dilma é ex-presidente e tem o papel dela. Mas, do ponto de vista eleitoral, não”.

— “Existe um pedaço pequeno do PT que ainda fica nesse negócio de golpe.

—- A “direita resolveu rasgar a democracia” no impeachment, mas “o governo Dilma se atrapalhou na negociação com o Congresso e abriu a brecha para que se formasse maioria contra ela”.

Se a autoria delas não tivesse sido identificada, poderia se achar que são da oposição.

Talvez até de alguém que se pareça com um bolsonarista enrustido, misógino e machista, dando combustível para os inimigos ressuscitarem bordões canalhas de 2016.

Crescem, porém, as manifestações de apoio e solidariedade a Dilma, como a da prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão (PT-MG).

Para os desatentos, desmemoriados ou com amnésia seletiva, @JFMargarida lembra em seu perfil de rede social: 

“@dilmabr é um emblema de valentia, de correção ética, de trabalho incansável pelas causas do povo”.

“Dilma é um patrimônio do @ptbrasil e da esquerda latino-americana. Que sua voz e sua história sejam para sempre respeitadas”.

Em seu perfil de rede social, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) postou um texto no qual destaca

“De forma heroica, Dilma representa a força da mulher brasileira. Da mulher sem medo, que resistiu as torturas da ditadura militar. Da mulher competente, que formulou e executou do PAC e os programas criados por Lula, que fez crescer a economia e gerar milhões de empregos”.

Abaixo, a íntegra do texto.

Por Benedita da Silva, em seu perfil de rede social

Às vésperas de 2022, que tem tudo para ser o ano da libertação do povo brasileiro, quero prestar minha homenagem à presidenta Dilma Rousseff, vítima do terrível golpe que serviu de ponte para o fascismo bolsonarista destruir as conquistas do povo brasileiro construídas durante os governos do PT – Partido dos Trabalhadores.

De forma heroica, Dilma representa a força da mulher brasileira. Da mulher sem medo, que resistiu as torturas da ditadura militar. Da mulher competente, que formulou e executou do PAC e os programas criados por Lula, que fez crescer a economia e gerar milhões de empregos.

Esses foram os motivos do golpe do impeachment, que na falta de motivos reais, fez uso contra a presidenta Dilma do machismo mais abjeto.

A presidenta Dilma enfrentou com dignidade e clareza política o processo do impeachment, denunciando de forma clarividente todas as consequências destruidoras desse golpe para o povo e a Nação brasileira.

Nas eleições de 2018, com o PT na defensiva, Lula injustamente preso e a ultradireita avançando no país, a companheira Dilma Rousseff, mesmo com todo esse cenário desfavorável, foi candidata ao Senado Federal, onde obteve a expressiva votação de 2,7 milhões de votos.

No fundo, a injustiça feita contra a presidenta Dilma é da mesma natureza golpista da injustiça contra o presidente Lula. As forças da direita e ultradireita, unidas, inventaram um pretexto qualquer, pedaladas fiscais, no caso da presidenta Dilma, e o apartamento que nunca foi seu, no caso do presidente Lula, para justificarem respectivamente o golpe de Estado de 2016 e o golpe eleitoral de 2018, que permitiu a eleição do genocida Bolsonaro.

Um povo nunca deve se esquecer dos golpes contra a democracia que sofreu no passado. A construção do futuro depende não apenas da leitura realista da conjuntura, mas também da compreensão dos porquês os golpes foram vitoriosos no passado.

A trajetória de luta da presidenta Dilma merece toda a admiração das forças democráticas e de esquerda, do movimento feminista e em especial, o orgulho do Partido dos Trabalhadores, por ela ter sido a primeira mulher presidenta do Brasil, e uma mulher de esquerda e do PT!

#DilmaCoraçãoValente #dilmarousseff 

Leia também:

Valter Pomar rechaça ataques do vive-presidente do PT a Dilma

Mulheres do PT: Dilma foi atacada como nenhum político homem brasileiro





5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Pedro Paulo Farias de Oliveira

01 de janeiro de 2022 às 13h05

Acho rídiculo o que algumas figuras no PT fazem. Se dizem de esquerda, contudo, tem o mesmo ou quem sabe, até piores comportamentos que os facistas que estão no poder. Recentemente um filiado histórico do PT, aqui em Alagoas teve o disfrute de utilizar-se desse mesmo argumento vil. Acho que essas pessoas queriam que a Dilma tivesse mergulhado nas praticas que o PT histórico sempre combateu, do não a corrupção..
Tenho muitoo orgulho de ter votado na COMPANHEIRA DILMA, foi uma gestora de grande valia, e, marcou a História do Brasil, como séria, competente e comprometida com as causas da Nação. Em seu período de governo chegamos ao desenho em que país apresentava taxa de emprego excessivo, onde pessoas tinham o direito de escolher onde gostariam de trabalhar, sem falar dos avanços sistemáticos de obras estruturantes pelo País, contribuindo para diminuir as desigualdades regionais. Aqui repudio a covardai dos canalhas que se dizem petistas, mas, que, no fundo, são meros oportunistas de plantão.
Todo apoio e admiração companheira DILMA, guerreira do Povo Brasileiro.

Responder

Pedro Paulo

01 de janeiro de 2022 às 12h58

Acho rídiculo o que algumas figuras no PT fazem. Se dizem de esquerda, contudo, tem o mesmo ou quem sabe, até piores comportamentos que os facistas que estão no poder. Recentemente um filiados histórico do PT Alagoas teve o disfrute de utilizar-se desse mesmo argumento vil. Acho que essas pessoas queriam que a Dilma tivesse mergulhado nas praticas que o PT histórico sempre combateu, de combate irrestrita a corrupção.
Tenho muitoo orgulho de ter votado na COMPANHEIRA DILMA, foi uma gestera de grande valia, e, marcou a História de nosso País, como séria, competente e comprometida com as causas do Povo. Em seu período de governo chegamos ao desenho em que país apresentava taxa de emprego excessivo, que pessoas tinham o direito de escolherem onde gostaria de trabalhar, sem falar dos avanços sistemáticos de obras estruturantes pelo País, contribuindo para as desigualdades regionais. Aqui repudio a covardai dos canalhas que se dizem petistas, mas, que, no fundo, são meros oportunistas de plantão.
Todos apoio e admiração companheira DILMA, guerreira do Povo Brasileiro.

Responder

Marlene Carval

01 de janeiro de 2022 às 02h50

Quem é esse Qua Qua prá ofender a Diva Dilma? Esse Qua Quá é parente do Marreco de Maringá?? Cretino! Mexeu com Dilma, mexeu comigo!!!!

Responder

Cláudio Carvalho Fernandes

31 de dezembro de 2021 às 22h13

Prezado e nobre (no melhor sentido da palavra “nobre”) jornalista progressista Luís Carlos Azenha, preparei o texto (postagem de comentário de leitor), colaboração anterior, nesta matéria jornalística (acima), para ser enviada/postada exatamente às 21:13 (ou mais adequadamente, segundo a ABNT, 21h13min), o que fiz. Mas a página demorou (para mim, estranhamente) a aceitar a postagem, passando alguns segundos, o suficiente para que o meu comentário fosse para aguardar moderação já no minuto seguinte, segundo estou vendo aqui (o comentário com o horário de 21h14, “aguardando moderação”). Como o(s) meu(s) comentário(s) geralmente tem/têm o horário como complemento, além de ser(em) um exercício legal (em todos os plenos sentidos da palavra “legal” = bom e/ou lícito, além de, talvez(,) pretensamente, justo, equitativo), solicito, se possível, e pretendendo que não haja, não exista qualquer problema técnico no querido e positivamente admirável Viomundo, que verifique tal ocorrência, que, também, pode ser algo entre aí e aqui, até a conexão local. Grato e um muito bom e próspero, feliz ano novo de 2022.

Responder

Cláudio Carvalho Fernandes

31 de dezembro de 2021 às 21h14

Eu estou abismado, incrédulo, tiririca da vida, estupefato e com raiva (muito mais ainda, da direita, como sempre, com as e os sabujas/sabujos sujas/sujos da ditadura midiática que assola o Brasil, sempre pautando a(s) esquerda(s), as forças progressistas e/ou semeando a discórdia entre esquerdistas/progressistas), sem acreditar no que estou lendo desde o momento em que acessei aqui, no Viomundo, e soube desta velha novidade: Briga, divisão, desunião entre as esquerdas (e, pior, agora dentro do maior partido político da América Latina e, talvez, atualmente, o melhor do mundo, o PT) por causa de um destaque dado por um jornalista possivelmente a serviço (especial) da direita canalha, canalha, canalha pinçando algo que, embora pudesse ser dito de uma maneira supostamente (ou efetivamente) menos “ofensiva” (Também admiro muito, muito mesmo a primeira mulher PresidentA do Brasil, a digníssima Dilma Vana Rousseff, tendo, inclusive, dedicado, desde 2016, o meu Poema Z “Para Dilma, Benedita, Gleisi, Lula e o PT e todas/os as/os progressistas do mundo inteiro”: Penso / Logo(S) / ReXisto.). Agora o que me parece que mais esteja havendo é a direita usar de diversionismo/malícia para provocar no mínimo uma (mais uma) divisão (nas esquerdas e dentro do próprio PT), no caso, supostamente, entre identitarismo e pragmatismo político (eu, que não sou sequer filiado mas muito simpatizante do PT e esquerdas, apoio ambos, identitarismo e pragmatismo político). Esse “fogo amigo” nas esquerdas e especialmente no PT é tudo o que mais a direita quer e, infelizmente, parece que está, mais uma vez, conseguindo. Perde-se tempo, ação afirmativa, união, coesão, unidade necessária e crescente, aglutinação, convergência, agregação e se desgasta(m) esforços que poderiam muito bem melhor ser(em) direcionado(s), de ambas as partes, em prol da construção(,) da integração da luta comum, necessária, contra a direita brasileira e mundial e a favor do povo brasileiro e de todos os povos do mundo autodeterminados, que se pretendem livres do imperialismo ianque ou para ser politicamente correto estadunidense. PT saudações.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding