VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Lula: “Governantes precisam aprender a lutar pela vida, e não pela morte”


14/10/2011 - 11h01

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu, nessa quinta-feira, 13 de outubro, nos EUA, o World Food Prize, um reconhecimento aos esforços do seu governo no combate à fome e à pobreza no Brasil. O ex-presidente de Gana, John Agyekum Kufuor, também foi premiado pelo trabalho realizado em seu país.

O World Food Prize foi criado pelo cientista e prêmio Nobel da Paz de 1970 Norman E. Borlaug, um dos principais responsáveis pela “revolução verde” que aumentou a produção de alimentos no planeta. Ele premia pessoas que deram contribuições significativas para melhorar a qualidade, quantidade ou acesso aos alimentos no mundo. Após 25 anos de existência, essa é a primeira vez em que são premiados governantes que tiveram atuação de destaque na redução da fome e pobreza em seus países.


Leia também:

Paulo Moreira Leite: Reação provinciana às condecorações de Lula

Luiz Cláudio Cunha: Histórias de tirar o sono

Lula no Sciences-Po: “Os jovens não têm o direito de desanimar nunca!”

O outro lado da foto do estudante que “atacou” Lula na Bahia

Martin Granovsky: Foi preciso um argentino defender Lula em Paris

Gilson Caroni Filho: A invisibilidade dos “indignados”

José Dirceu: Documentos, drogas ou dinheiro

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


85 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mário SF Aives

20 de outubro de 2011 às 11h35

“Governantes precisam aprender a lutar pela vida, e não pela morte”
… precisam aprender…! Difícil é saber como Lula diz uma verdade dessas bem no coração daquele que, ainda que atordoado, continua sendo o império.

Responder

FrancoAtirador

15 de outubro de 2011 às 18h49

.
.
Entrevista concedida, no dia 4 de outubro, pelo sociólogo estadunidense Immanuel Wallerstein à jornalista Sophie Shevardnadze, que conduz o programa Interview na emissora de televisão russa RT.

A transcrição e a tradução para o português são iniciativas de Outras Palavras.

Você disse que vivemos a retomada de 68 desde que a revolução aconteceu. As pessoas às vezes dizem que o mundo ficou mais valente nas últimas duas décadas. O mundo ficou mais violento?
Eu acho que as pessoas sentem um desconforto, embora ele talvez não corresponda à realidade. Não há dúvidas de que as pessoas estavam relativamente tranquilas quanto à violência em 1950 ou 1960. Hoje, elas têm medo e, em muitos sentidos, têm o direito de sentir medo.

Você acredita que, com todo o progresso tecnológico, e com o fato de gostarmos de pensar que somos mais civilizados, não haverá mais guerras? O que isso diz sobre a natureza humana?
Significa que as pessoas estão prontas para serem violentas em muitas circunstâncias. Somos mais civilizados? Eu não sei. Esse é um conceito dúbio, primeiro porque o civilizado causa mais problemas que o não civilizado; os civilizados tentam destruir os bárbaros, não são os bárbaros que tentam destruir os civilizados. Os civilizados definem os bárbaros: os outros são bárbaros; nós, os civilizados.

É isso que vemos hoje? O Ocidente tentando ensinar os bárbaros de todo o mundo?
É o que vemos há 500 anos.

Íntegra em:

http://www.outraspalavras.net/2011/10/14/o-tempo-

Responder

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 10h53

    Li a tradução.
    "As pessoas às vezes dizem que o mundo ficou mais violento nas últimas duas décadas. O mundo ficou mais violento?"
    Achei significativa a síntese do autor quando diz que estamos em meio a uma bifurcação e que, neste contexto, vivemos o momento preciso em que as ações coletivas, e mesmo individuais, podem causar impactos decisivos sobre o destino comum da humanidade e do planeta. Ou seja, nossas escolhas realmente importam. “Quando o sistema está estável, é relativamente determinista. Mas, quando passa por crise estrutural, o livre-arbítrio torna-se importante.
    É isso. Desalienação política/revolução cultural já!
    Em tempo: só não entendi o porque de tanta ênfase naquele "maio de 68".

Caracol

15 de outubro de 2011 às 12h46

Acompanhei o discurso de Lula e tem uma coisa que eu não entendo…
O discurso é claro como água de nascente, ele sintetiza tudo aquilo que o governante de um país deve ter em mente e para o qual deve ser eleito… então… como é que jamais algum deles disse essas coisas? Eu nunca ouvi algo assim de um presidente, rei ou primeiro ministro. E são coisas feitas, não apenas ditas.
O que eu não entendo é o seguinte: será que isso tem a ver com um cara que não teve educação formal? que é apenas torneiro mecânico, gosta (como eu) de tomar uma cachacinha sempre que pode, e mais – que horror! – lhe falta um dedo na mão? Será que isso tem a ver com o fato de que é o poder econômico aquele que elege governantes?
Hummm… Não seria o caso então de insistir em eleger gente assim e largar de mão os doutores?
A pensar, né?

Responder

luiz pinheiro

15 de outubro de 2011 às 11h03

Mais uma vez, um discurso exemplar do sempre presidente Lula é brutalmente censurado, ignorado pela mídia. Deram apenas uma pequena notinha, repetindo o trecho do direito a comer tres vezes ao dia, e esconderam todo o resto. Claro, quem é Lula, e o que é a guerra contra a fome, para pretenderem ter espaço midiático? Esse espaço é próprio de acadêmicos verdadeiros, como o Merval, e de lutas consistentes, como essa "contra a corrupção", que enchem as páginas e as fazem cintilar.

Responder

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 11h09

    Ironia ilimitada, não Luiz?

Lula dá lição, sem tirar os sapatos e sem falar inglês, aos EUA « Ficha Corrida

15 de outubro de 2011 às 09h43

[…] Lula: “Governantes precisam aprender a lutar pela vida, e não pela morte” | Viomundo – O … Sirva-se:Like this:LikeBe the first to like this post. Deixe um comentário […]

Responder

José do Ceará

14 de outubro de 2011 às 22h57

Se o Brasil estivesse sendo governado pelos tucanos na crise de 2008, o que nos aconteceria ? Estariamos com inveja da Grécia.Estariamos falidos,desemprego em alta,desigualdade crescente,Direitos trabalhistas extintos(13 salário/férias/fgts etc), FMI ditando as regras, investimentos pífios,juros altos,|Pedágios extorsivos a cada 05 km…Governo para poucos….Isso é o psdb,,,Eles governam para a elite cheirosa. O povão é invísivel para eles….

Responder

João Bosco Rocha

14 de outubro de 2011 às 22h48

"Ocupem a Avenida Paulista", em protesto contra a dominação do Sistema Financeiro.

Responder

vania da rosa

14 de outubro de 2011 às 21h59

que discurso! que pessoa humana iluminada! lula és maior do que teus inimigos boçais! viva Lula, o maior humanista depois de Jesus Cristo!

Responder

    Tobias Reis O. LLory

    09 de novembro de 2011 às 22h39

    depois de Jesus Cristo, só se for pra vc…

    pra nós, os verdadeiros seguidores do lulismo, Lula está em primeiro lugar, à frente de Jesus Cristo… um pouquinho só, mas tá!

    São Lula, rogai por nós!

Regina Braga

14 de outubro de 2011 às 18h38

Bravo Presidente!!! Partilhamos dos mesmos sonhos…Você, já faz parte da História do povo Brasileiro e de todos os outros povos…Vai ser sempre lembrado e vai estar bem acompanhado…Gandhi,Madre Tereza,Mandela…Já outros???

Responder

Polengo

14 de outubro de 2011 às 18h23

Esse prêmio, o Lula deve ao fhc.
(Se o fhc não tivesse deixado o país tão cagado…)

Responder

    Vania Costa

    14 de outubro de 2011 às 22h51

    Discordo totalmente, oh Polengo. Ele ganhou esse e outros prêmios porque ele é simplesmente, humano, humilde e de uma grandeza sem igual. Parabéns meu lindo e querido presidente. Chorei muito ouvindo mais esse discurso. Você me emociona sempre!

Lucas

14 de outubro de 2011 às 18h42

Acho que tem muita gente colonizada que se importa demais com os prêmios que o Lula ganha lá fora. O tal "primeiro mundo" é uma farsa, sua riqueza construída sobre a exploração de outros povos, e agora cada vez mais decadente. Os prêmios criados por eles, logo, não têm qualquer valor.

Igual àquele Honoris Causa que o Lula ganhou na França. Quem se importa? Os franceses, com Sarkozy e Strauss Kahn, acham que entendem de política! Ou quando tanta gente ficou alegre porque Obama chamou o Lula de "o cara". Como se o Obama fosse crítico de caráter confiável! E esse mais novo premiozinho ainda por cima homenageia Norman E. Borlaug, servo da Agribusiness e agente do imperialismo internacional, talvez o maior responsável pelo declínio da agricultura familiar no mundo.

Não me entendam mal. Na minha opinião, e acho que de muita gente aqui, o Lula foi o maior presidente da história do país. Mas nós não precisamos dos gringos para confirmarem isso pra gente. O legado dele será lembrado pelos próprios méritos.

Responder

    Operante Livre

    15 de outubro de 2011 às 11h22

    Não é O LULA que deve agradecer por ter recebido o prêmio. São os premiadores que devem agradecer por LULA ter aceito o prêmio.

    Lucas, o prêmio é apenas uma vitória no campo do adversário. Não é "a vitória". Mas diz que até o adversário se rende às evidências que foram conquistadas à revelia dele e muitas vezes contra a vontade dele.

    E, seguramente, não é o maior dos prêmios. Mas, também, com segurança, os entreguistas gostariam de ter estes prêmios e não têm.

    As conquistas não dependeram do prêmio para ocorrerem.Foi o prêmio que pediu licença, e lhe foi concedida, para que pudesse ser dado ao LULA. Lula não precisa de manchete. São as manchetes que precisam dele.

    GilTeixeira

    15 de outubro de 2011 às 12h08

    Sabe, Lucas? sua ponderação é realmente positiva. Quando exaltamos esses prêmios o fazemos pois seus opositores ficam verdes de raiva, pra eles esses mimos dos colonizadores deviam ir apenas pra elite que com seus jornalões ignoram o mundo real e noticiam o fim do mundo a cada dia, chova ou faça sol. A história realmente colocará Lula no seu devido lugar, só que estamos num país em que os bons só são assim reconhecidos depois de mortos e nós, a gente diferenciada, nos sentimos representados em cada um desses prêmios que são agradecidos em lingua portuguesa. O povo já sabe que ele é 'o cara' e quando dito por alguém como Obama é como uma pequena cuspidela de lado no ladrilho de mámores dos palacetes. E o 'cara' nem precisou saber ingles pra governar o Brasil, não precisou da academia, apenas demonstrou na prática o que disse mestre Paulo Freire na sua afirmação de que o livro mais importante a ser lido, e entendido, é o da vida.

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 11h04

    Lucas,
    Bem lembrado. O engenheiro agrônomo Norman E. Borlaug, prêmio nobel da paz em 1970, e, considerado o pai da malfadada revolução verde foi, sim, o maior divulgador do agronegócio movido a interesses corporativistas no mundo.

Zé Alonso

14 de outubro de 2011 às 17h38

Essa vai para os "cansadinhos" e suas marchas.

Responder

Marcio H Silva

14 de outubro de 2011 às 17h14

FHC, com esta "apertou" mais dez cigarrinhos. Deve estar inconsolável e morrendo de inveja.

Responder

El Cid

14 de outubro de 2011 às 16h14

O pulo do gato da propaganda tucana é dizer que PT "só" ampliou o bolsa família. Mas não é estranho se Gabar de um programa de transferência de renda com pouco dinheiro para transferir? A ampliação do orçamento não foi uma mera forma de aproveitar o brilhantismo da genial ideia supostamente tucana. O orçamento faz toda a diferença.

Outra tipo de crítica, a de que o programa é assistencialista, é outra imensa bobagem. O bolsa família é um programa extrememente capitalista, pois ele levou a coisa mais fundamental de um sistema capitalista, que é a moeda, para regiões baseadas em grande parte na subsistência e em rendas não-monetárias.

Responder

Cássia

14 de outubro de 2011 às 15h57

Lula segue premiado e cada discurso que ele faz é uma aula de política, de economia e, sobretudo, de humanidade. O discurso de hoje também foi sensacional.
Sugiro a leitura do Projeto Nacional: http://blogprojetonacional.com.br/se-o-negocio-e-

Responder

Indgnado

14 de outubro de 2011 às 15h52

Por que não FHC

Responder

    Julio Silveira

    14 de outubro de 2011 às 17h14

    Por que o FHC foi um presidente para se esquecer e o exterior sabe disso.

Robin

14 de outubro de 2011 às 15h47

Lula e sua mania de dobrar o discurso oficial e falar com o coração as verdades que o mundo precisa ouvir. E em portugues.

Responder

luiz pinheiro

14 de outubro de 2011 às 15h45

Guerra justa é a guerra contra a fome. Que mais há a acrescentar a essa verdade óbvia, cristalina, gritante, e ao mesmo tempo urgente, pungente, desesperada? Que palavras há para descrever o papel histórico extraordinário do ser humano grandioso que é o nosso ex (e eterno) presidente Lula?
E temos também a nossa Dilma. Viram o que ela disse hoje?
"O Brasil poderá aumentar sua participação no FMI, mas jamais aceitará que o Fundo imponha a países em crise os mesmos critérios, a mesma ingerência imposta ao Brasil quando precisou. Nós sabemos o quanto nós perdemos de oportunidades nas duas décadas em que estivemos sob a ingerência do FMI".
De novo, que mais a acrescentar?

Responder

Eduardo Guimarães

14 de outubro de 2011 às 15h34

Um dia a história reconhecerá o que o povo já reconheceu faz tempo e o que meia dúzia de barões da mídia se recusam a reconhecer.

Responder

trombeta

14 de outubro de 2011 às 15h24

Lula é um orgulho para o povo brasileiro.

Responder

Eduardo Guimarães

14 de outubro de 2011 às 15h12

Conceição, o PH foi mais rápido…rs. Fico devendo essa http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/10/1

Responder

Elias SP SP

14 de outubro de 2011 às 14h35

Não sei o que me comove mais, o Lula em discurso inflamado ou quando se pronuncia comedido como neste Prêmio Mundial da Alimentação. Incrível como seus ouvintes reagem (com aplausos calorosos) às frases que ele diz tão naturalmente. O 'estabelecido' das elites brasileiras não suportam exaltações e o reconhecimento de um presidente popular. Morrem de inveja por ser um homem do povo e não um dos seus. E quando Lula se refere ao Estado onde é entregue o prêmio, e diz sutilmente: "eu fico muito feliz de estar recebendo um Prêmio Mundial de Alimentação em um Estado (Iowa) em que as estátuas que eu vi na rua, não são de heróis de guerra, mas de heróis de combate à fome", sem dúvida provoca muita dor-de-cotovelo nos Marinho/Mesquita/Frias/Civita e seus tuiteiros.

Responder

gustavo

14 de outubro de 2011 às 15h17

Muito me surpreende o fato de a blogosfera nada ter falado a respeito das greves dos bancários, ao meu ver a blogosfera cada vez mais vem perdendo a combatividade, se tornando cada vez mais governtisa. Como pode blogueiros progressistas, nada falar a respeito dessa greve em um país que os banqueiros lucram como nunca e os bancários ganham um salário tão miserável? Ao que me parece, quando conseguirmos eliminar esse PIG, nós tornaremos PIGs também, e nós leitores dos blogs progressistas nos tornaremos os mesmo alienados que o PIG possui hoje.

Responder

    Conceição Lemes

    14 de outubro de 2011 às 15h16

    Gustavo, vc caiu de para-quedas no Viomundo?

    El Cid

    14 de outubro de 2011 às 16h04

    Conceição, creio que ele estava sem pára-quedas e foi de ponta-cabeça no chão !!

    Conceição Lemes

    14 de outubro de 2011 às 17h08

    Celso Carvalho

    14 de outubro de 2011 às 18h28

    Conceição,
    Já que você postou e não disse nada, quero parabenizar você e ao Azenha pelo melhor blog que conheço na web. A diversidade de temas, a postagens de todas as opiniões mesmo sendo diversas, as respostas que são sempre pertinentes e sem arrogância, a qualidade dos posts com posturas críticas. Enfim, jornalismo de primeira qualidade. Algo raro de manter por tanto tempo. Abraços.

    SILOÉ-RJ

    15 de outubro de 2011 às 01h46

    Assino em baixo e agradeço a oportunidade que temos de nos expressármos como se estivéssemos numa roda de amigos, em uma mesa de bar.
    Tim… tim…

    Operante Livre

    15 de outubro de 2011 às 10h53

    Endosso as palavras do Celso. Quando tenho que ficar uns dias sem ler, tenho síndrome de abstinência. Para mim este espaço é a "minha turma", mesmo sem conhecê-los (Exceto a Conceição) pessoalmente.

    Conceição Lemes

    14 de outubro de 2011 às 18h55

    Oi, El Cid, obrigada pelo acento do pára-quedas. Esqueci. abs

    FrancoAtirador

    14 de outubro de 2011 às 23h28

    Até 31/12/2012, todos estão corretos,

    menos o Gustavo, que não acerta uma.
    .
    .
    O novo acordo ortográfio extinguiu o acento diferencial da forma verbal "para", terceira pessoa do presente do indicativo de "parar".

    E estabeleceu a grafia sem hífen no caso de "paraquedas" e derivados, como "paraquedismo" e "paraquedista".

    Mas a grafia sem hífen vale apenas para a família "paraquedas".

    Nos demais compostos com "para", o hífen foi preservado:para-brisa, para-choque, para-lama, para-raios.

    Em tempo – As palavras "parapeito" e "parapente" sempre foram grafadas assim, sem hífen, pois não se formaram no nosso idioma: a primeira vem do italiano "parapetto", literalmente "parar, proteger o peito"; ao passo que a segunda vem do francês "parapente", uma composição em que entram os elementos "para" de "parachute" (paraquedas) e "pente" (colina, morro).

    SILOÉ-RJ

    15 de outubro de 2011 às 01h38

    Verdadeira aula, mais uma vez obrigada.
    Se bem que aqui o que importa é a comunicação. Os erros gráficos não contam nas expressões dos nossos pensamentos, senão eu estaria perdida…

    Francisco

    14 de outubro de 2011 às 15h34

    Não queria tratar do assunto? Pois é, tratou. E no PIG "de verdade"? Te deixaram escrever algo lá? Não?

    É diferente né?

    Além do mais o blog é do Azenha, eu tenho o meu, e lá eu trato do que quero com quem eu quero. Internet não é concessão do governo.

    Com no máximo vinte cliques crie seu blog, proclame sua verdade, junte os que pensam parecido. vou lhe dizer uma coisa que o PIG jamais vai lhe dizer: quanto mais alternativas de blog na internet, melhor.

    Agora da licença que o papo é sobre combate a fome no mundo, seja bem vindo!

    yacov

    14 de outubro de 2011 às 20h42

    Clap Clap Clap!! Todo o apoio à greve dos bancários. Penso que os banqueiros lucram fortunas cobrando juros escorchantes de todo mundo e em troca, minimamente, precisam dar um atendimento digno e civilizado à população que ultiliza seus serviços, assim como, ter uma relação digna com seus funcionários, investindo na sua qualificação e participação cada vez maiores nos lucros. Mas ainda não tive notícias de Bancários "passando fome"… O LULA, toca de uma forma mágica, num assunto importantíssimo estratégicamente para o futuro da raça humana. O sistema consumista em que vivemos, esbanjador e perdulário, está exaurindo o Planeta!! Palpitante fala do Companheiro Presidente LULA. A HISTÒRIA está se desenrolando à nossa frente, companheiros. Recomendo que assistam todos os que tenham pretensões de tentar pensar racionalmente o nosso século e o papel singular que o BRASIL PARA TODOS tem nesse cenário. Saudações a todos os LULODILMO ou DILMALULA Navegantes, antigos e iniciantes e os que ainda nem sabe que são.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na gloBo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Ceiça Araújo

14 de outubro de 2011 às 14h11

Valeu, meu eterno presidente! Deus o abençoe!

Responder

Guilherme

14 de outubro de 2011 às 14h00

Simplesmente emocionante!

VIVA LULA

Responder

Ceiça Araújo

14 de outubro de 2011 às 13h50

Lula fala com alma, com vida! Não tem como não admirar esse homem. Seu carisma se perpetua pelo mundo afora. Sei que muita coisa mais poderia ter sido feita por ele, durante o seu governo. Mas também que foi no seu governo que resgatamos nossa dignidade, nossa alegria de ser brasileiros.
Viva Lula! Deus ilumine os seus caminhos, dando-lhe sempre o discernimento.

Responder

Rafael

14 de outubro de 2011 às 13h49

O azenha poderia destacar aqui o caso das marchas contra corrupção que contou com a presença de Adelmir Santana presidente do FECOMERCIO-DF amigão do Arruda, beneficado pelos atos secretos do senado em 2010 e que apioa a marcha contra a corrupção. Marconio Perillo em Goiás também apoiando o movimento. Acredito que seja importante destacar esses fatos para que saibamos quem está por trás desses movimentos.

Responder

Rafael

14 de outubro de 2011 às 13h42

To começando a ficar com pena dos tucanos, Lula ganha tudo que é prtêmio e reconhecimento, agora abra os jornais brasileiros e vejam como Lula é tratado. Na verdade isso é bom para a esquerda, precisamos desse preconceito, dessa perseguição para saber que estamos no caminho certo, para mesmo após mais de uma década saber o nosso lugar.

Responder

Jairo_Beraldo

14 de outubro de 2011 às 13h40

Alguém saberia dizer como vai a pressão sistólica e diastólica do nosso "amado" Principe dos Sociológos? E seus cotovelos, estão com os movimentos sinoviais/diartroses em ordem?

Responder

Carlos Eduardo Luz-

14 de outubro de 2011 às 13h30

Sobre estes sentimentos o eunaosabia não vai saber nunca….

Responder

mello

14 de outubro de 2011 às 14h26

Uma pequena coreção ao meu Líder, ao grande Presidente. Não foi um com promisso de posse, foi um compromisso de campanha, a de 89, quando na Candelária , em um inesquecível comício, eu escutei, solitário , no meio da multidão, esse compromisso dele, de dar 3 refeições por dia ao mais humilde dos brasileiros. A partir dali fui seu seguidor, e vi seu empenho para vê-lo se esforçar para cum prir aquele compromisso.
Foi, talvez, seu melhor discurso: uma lição de política, economia, humanidade, religiosidade (esse papa e seu antecesor não apoiam, haja vista o q fizeram com a Teologia da Libertação), de amor..
Não deu para evitar as la´grimas….Várias frases antológicas, muitos ensinamentos!

Responder

    Roger

    14 de outubro de 2011 às 22h12

    Também voto nele desde 89.

    Operante Livre

    15 de outubro de 2011 às 11h11

    Sou PT desde o ventre da mamãe. Tenho o maior orgulho de ter feito panfletagem nas primeiras eleições. Tenho orgulho de ter ter ido as ruas em 1977 / 78, ter ficado enclausurado, pela polícia do Erasmo Dias, no Largo São Francisco respirando gás lacrimogênio e ter saído em fila indiana. Tenho orgulho das bombas de efeito moral e cacetetadas que tomei quando, estudante da USP, ía para as passeatas, no governo de Gal. Figueiredo. Por isto digo que sou PT desde o ventre da mamãe. Talvez pela opressão, na pobreza ou na fome, como a maior parte dos brasileiros, inclusive o Lula, tenhamos raízes profundas e vida longa.

    Mário SF Aives

    20 de outubro de 2011 às 11h08

    Eu também. Só teria uma ressalva: cuidemo-nos para não cairmos no perigo do culto à personalidade.

SILOÉ-RJ

14 de outubro de 2011 às 12h51

Mais um, tum tum tum!!!! mais um tum tum tum!!!!
Temos que criar um espaço para que todos os trofeus, títulos e comendas, sejam exibidos e apreciados por todos que se regojizam com essas conquistas, e não pode ser um espacinho não, pois muitos mais, ainda virão!!!

Responder

Marcelo Fraga

14 de outubro de 2011 às 12h45

Pô! Esse homem não trabalha, só fica recebendo prêmios e títulos mundo afora… :D

Responder

    ANA

    14 de outubro de 2011 às 21h14

    e tem gente que diz que não pode…

    Roger

    14 de outubro de 2011 às 22h02

    "Assim não pode!!!… assim não dá!!…" (Farol de Alexandria)

M. S. Romares

14 de outubro de 2011 às 12h34

Como é pode?? Um ex-presidente que nem sabe falar ingles receber um premio desses?? Se bem que nos USA fala-se uma língua que se parece com o ingles. Valeu, LULÃO. Vai colecionando prêmios que voce merece!! Voce devia entrar pro CANSEI….CANSEI de receber prêmios.

Responder

claudio

14 de outubro de 2011 às 13h31

Porra!!! E tem gente que diz que sabedoria vem da universidade!
O FHC vai ganhar o prêmio de ter levado o país à fome e a miséria! Quem será que vai dar o prêmio? Será o Capiroto?

Responder

    Eliane

    16 de outubro de 2011 às 19h12

    Não parei de rir, o capiroto, é bem provável.

Tutuia

14 de outubro de 2011 às 12h09

Como bem disse Getúlio Vargas: " quando a fome bater à vossa porta, sentireis no peito a energia para lutar por vós e por vossos filhos". Foi isso que o presidente Lula fez e fez muito bem. Ele passou fome, viu muitos da sua gente morrer por falta de comida e vive a lutar para que a miséria diminua no nosso pais, mas tem gente ( um ex-presidente entreguista confesso) que não enxerga essa grande obra que foi feita pelo pais e com muita, muita inveja mesmo diz que o Brasil só está bem hoje por causa do governo dele( o enteguista).

Responder

    Hell Back

    15 de outubro de 2011 às 00h02

    O FHC tem razão; o governo dele foi tão ruim que o até quem era partidário dele resolveu voltar em alguém diferente. Por essa razão o Brasil só está bem hoje por causa do governo dele.

Klaus

14 de outubro de 2011 às 12h07

Um prêmio é sempre um prêmio. Mas a esquerda nacional e Norman E. Bourlag estão em campos oposto, haja vista sua defesa dos transgênicos e da biotecnologia na agricultura, além de sua discutida ligação com a Monsanto.

Responder

    Jairo_Beraldo

    14 de outubro de 2011 às 13h36

    A Monsanto, até onde se sabe, é ligada à direita capitalista selvagem. Agora, se a sua obsertvação é sobre pequenos produtores que usam suas sementes, se equivale às capitalistas e selvagens indústrias farmaceuticas, que buscam nos países pobres cobaias para desenvolver drogas experimentais.

    Roberto Locatelli

    14 de outubro de 2011 às 14h26

    Esse prêmio não é sectário. Não se leva em conta se o premiado é "de esquerda" ou "de direita", mas sim sua determinação de reduzir a fome no mundo.

    Quando a Petrobras batizou seu navio de João Cândido, a empresa sabia que ele – que ficou conhecido como Almirante Negro – era de direita. Mas isso não foi levado em conta. Assim, hoje ele tem, por monumento, um navio, e não as pedras pisadas do cais, como diz a canção sobre ele.

    Rodrigo Falcon

    14 de outubro de 2011 às 14h29

    Prezado Klaus, tenho minhas dúvidas se a multifacetada esquerda nacional, Norman E. Bourlag com sua "revolução" verde transgênica, e a direita nacional estão realmente em campos opostos. Prava disso é a infame lei 11.105, conhecida como Lei da Biossegurança, ampla e dúbia no seu termo, ela libera restrições à produção e comercialização de transgênicos. Não à toa o Brasil se tornou um dos maiores consumidores de agroquímicos para conter ervas daninhas e insetos que ficaram resistentes ao uso contínuo de sementes transgênicas. Seja de esquerda ou de direita, não atentamos ao fato que o modelo agrícola baseado na plantação de sementes transgênicas é a trilha de um caminho para a insustentabilidade.

    Julio Silveira

    14 de outubro de 2011 às 17h25

    Sobre esse assunto, Monsanto, não podemos nos esquecer que entraram no País pela força do contrabando de sementes vindas da Argentina. Um conluio forte do grupo com nossos Agricultores capitaneados pelas Farsul e congeneres na época. Para o Governo ficou apenas a situação de se criminalizar os agricultores ou fazer uma lei que pudesse de alguma forma garantir alguma segurança, o fato já estava consumado. Sabemos como é dificil perante a opinião publica criminalizar agricultores principalmente quando são ruralistas como poder para comprar a midia e a opinião dos nescios.

Israel Almeida

14 de outubro de 2011 às 12h07

"Quero dizer ao mundo inteiro a alegria de ser brasileiro"

Valeu LULA!!!

Responder

Marco

14 de outubro de 2011 às 13h04

Sem comentários!!!!

Responder

    Tobias Reis O. LLory

    24 de novembro de 2011 às 21h58

    o q leva um cidadão a escrever um comentário como este?

    se não tem comentários, NÃO COMENTA, pô!

    rsrsrs

Jose Pansica

14 de outubro de 2011 às 13h03

É meu caro Azenha,
um presidente que consegue emocionar o mundo,mas é impedido do mesmo feito em sue pais Brasil por uma impresa golpista que deixa de mostrar um evento com este.
Parabens Lula.

Responder

    Tobias Reis O. LLory

    09 de novembro de 2011 às 22h40

    emocionar o mundo não…

    emocionar o UNIVERSO!!!!!!!!!!!

    os marcianos estão em lááááááágrimas!

Roberto Brandão

14 de outubro de 2011 às 12h01

Parabenizo o Vi o Mundo por seu jornalismo. Quanto ao Lula é merecedor de quasquer premeação.

Responder

joni

14 de outubro de 2011 às 11h50

A verdade sincera emociona. Viva Lula!

Responder

Fran

14 de outubro de 2011 às 11h45

E o ódio e a inveja do pessoal do "cansei" da casa grande,cada vez aumenta mais!hehehe

Responder

Francisco Anndrade

14 de outubro de 2011 às 11h44

Emocionantes e inspiradoras palavras do Lula. E Dilma segue o caminho desta erradição da pobreza no Brasil. Que o O FHC não tem vergonha na cara de ainda aabrir a boca para dizer vitupérios ao maior presidente que o Brasil já teve. Que morram de invejam os que são da oposição só pensando na boca deles.

Responder

Eduardo Almeida

14 de outubro de 2011 às 11h43

Linda Declaração e sábias palavras de um autêntico lider! Bravo Lula!

Responder

marcio

14 de outubro de 2011 às 11h41

Ai que inveja! Mais um prêmio! Esse Lula pensa que é quem? Só falta agora aproveitar a proximidade com o México e querer também ganhar a medalha de ouro do nado borboleta!

Ave Lula! Vida longa a você! Me orgulho de sempre votar em você.

Responder

JoseIvan

14 de outubro de 2011 às 11h37

Magnífico! Viomundo, mais uma vez, divulga coisas boas de grandes brasileiros.

José Ivan Mayer de Aquino
Ação da Cidadania Contra a Fome, a misèria e Pela Vida.

Responder

Aline C Pavia

14 de outubro de 2011 às 11h32

Especialmente para EUNAOSABIA, com sinceros cumprimentos.

Responder

laura

14 de outubro de 2011 às 11h30

Que frase linda, " num lugar onde os heróis homenageados nas ruas não são heróis de guerra mas de heóis que lutam contra a fome". Não se se reproduzí exatamente a frase, mas é algo assim.
Muito bonito isso.
Como o Lula sabe tocar as almas, caramba!

Responder

    Werner_Piana

    15 de outubro de 2011 às 00h33

    é por isso que AMAMOS LULA.
    Ele toca na alma de qualquer Ser Humano com um minimo de Dignidade, emociona.
    ETERNO Presidente.

    Viva LULA!!!

joni

14 de outubro de 2011 às 11h30

Lula, merecido, mais que merecido! A frase do Presidente Lula é verdadeira. Precisa ser eternizada.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!