VIOMUNDO

Diário da Resistência


Gustavo Castañon: Por que não podemos mais apoiar o PT
Ricardo Stuckert
Política

Gustavo Castañon: Por que não podemos mais apoiar o PT


09/08/2018 - 09h24

Ricardo Stuckert

VIVENDO NO PASSADO: PORQUE NÃO PODEMOS MAIS APOIAR O PT

por Gustavo Castañon, especial para o Viomundo

Muitos amigos meus, mais velhos, petistas e ex-petistas, vivem nos últimos dias em estado de profunda perturbação emocional e mesmo mental.

Alguns chegam a afirmar que a esquerda, essa que tem hoje a candidatura do Lula, Ciro e Boulos, um PCdoB humilhado e ainda que acaba de estripar e destroçar o PSB jogando seu tempo de TV fora, nunca esteve tão unida.

É um estado de profundo desespero existencial.

Porque o PT, a formidável construção coletiva a qual eles dedicaram suas vidas, dentro ou fora dele, como críticos, foi um estrondoso fracasso como organização de esquerda.

Sua origem como organização popular construída por uma militância de cima para baixo há muito já ficou para trás, como pudemos assistir há dois dias quando Lula, como Cronus, se alimentou de mais uma valorosa nova liderança como Marília Arraes para manter seu poder caudilhístico sobre a esquerda.

O PT hoje é só um aparelho de Lula, nada mais. Seu poder é absoluto, o poder das bases, nenhum.

Não teríamos problema em apoiar um caudilho. Na verdade, passamos os últimos 30 anos, na maior parte do tempo, o apoiando. Sim nós, os que hoje estão no PSOL, no PSB, no PCdoB e, evidentemente, no PDT.

O que não podemos mais apoiar é um PT que não existe mais. O PT que hoje está aí é uma casca vazia manipulado por sua burocracia que luta desesperada com o único objetivo de se livrar da cadeia, sem qualquer coerência ideológica ou respeito aos aliados de campo.

As bases se perderam: o sindicalismo se dissolveu, grande parte dos movimentos sociais foram para o PSOL ou a independência e grande parte dos quadros se espalharam pela esquerda.

Mas nada será comparável ao que veremos depois dessa eleição.

Uma vez consumada a derrota inevitável de seu poste, a esquerda vai ser reorganizar inevitavelmente, ou em torno de um novo governo ou em oposição a ele, cobrando 30 anos de erros, hegemonismo e traições atrozes.

Mas apesar dos fatos de que o PT já está derrotado nessas eleições sem Lula e de que hoje ele é o maior entrave à reorganização da esquerda no país, temos muitos motivos a mais para não apoiar, em nenhuma hipótese, seu candidato à presidência.

E o principal desses motivos anda esquecido em tempos de política cínica liderada por políticos cínicos que perderam todo senso de ideal e sacrifício e acham que a chantagem contra aliados e a traição são instrumentos políticos como quaisquer outros.

O principal motivo pelo qual não apoiaremos o PT é por tudo o que eles não fizeram no governo.

É porque por 13 anos o apoiamos no poder central e ele não promoveu uma reforma estrutural sequer.

Porque ele governou para a banca e praticou os juros reais mais altos do mundo por quase todos seus mandatos.

Porque ele manteve o “tripé” e a gestão econômica neoliberal enquanto simulava um “desenvolvimentismo de sobras”.

Porque ele praticou assistencialismo sem nem sequer tornar a renda mínima constitucional, enquanto deixava o estado de bem estar social em segundo plano.

Porque o apoiamos nas últimas eleições para que ele nos traísse pela décima vez aplicando o programa da oposição – “austeridade” com juros altos – que mergulhou o país na maior recessão de sua história.

E, por fim, não podemos esquecer.

O PDT não será vice do PT porque ele loteou nosso país entre quadrilhas enquanto chamava isso de genialidade política, arriscando a imagem e o futuro de nossas estatais e da esquerda como um todo.

Não, nós não seremos viagra do PT, parafraseando meu querido Roberto Amaral.

O PT envelheceu e fracassou.

Em vez de liderar a esquerda, se alimentou dela.

Em vez de mudar o país, mudou e ficou como ele.

Em vez de lutar pelo futuro, só luta por seu passado.

Nós somos pobres, mas orgulhosos.

Nós somos pequenos, mas lutamos por grandes causas.

Não lutamos por nossos processos judiciais.

Nós lutamos pelo Brasil, por nossos filhos.

Nós lutamos pelo futuro.

E quem luta pelo futuro de seus filhos não desiste nunca.

Leia também:

Pesquisa: Haddad encosta em Marina quando Lula não é opção

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



52 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Gustavo Arja Castañon

01 de novembro de 2018 às 14h53

E então seus fanáticos? A única coisa que eu tenho a dizer para vocês é: eu avisei. Agora chegou a hora de vocês pagarem pelo que fizeram com o país.
Lula se vingou do país e da esquerda de forma consciente. Agora vai amargar a cadeia e a morte, tendo rasgado sua biografia. Eu lamento muito, mas as coisas são como são. Tenho que cuidar agora do futuro de minha filha que ele jogou fora. Hasta la vista!

Responder

João de Paiva

14 de agosto de 2018 às 08h54

Problema gravíssimo dos ciristas apaixonados e empedernidos é que eles, tais quais macacos, sentam na própria cauda e reclamam que a dos outros é muito grande. Gustavo Castañon é exemplo perfeito e acabado de uma pessoa tomada por ressentimento, inveja e rancor. Mas ele não foi o primeiro nem o último: basta ver o que fizeram Christovam Buarque, Marina Silva e Marta Suplicy. Esses ressentidos colhem hoje o resultado do que plantaram.

Castañon acusa o PT e os petistas, mas é incapaz de admitir que foi o próprio Ciro Gomes quem ateou fogo e demoliu as pontes que havia entre o ex-governador do Ceará (que foi Ministro de Estado dos governos de Lula e Dilma, aos quais serviu com lealdade e competência), o Ex-Presidente Lula e as lideranças e direção do PT. Ciro foi indigno e anti-ético, ao não reconhecer o Ex-Presidente Lula como perseguido e preso político; ao contrário, Ciro desdenhou disso e disse a pérola “Lula é um político preso”. Mais grave: Ciro se aproximou da direita golpista, financista, privatista e entreguista, com um discurso afinadíssimo com ela; Ciro se reuniu em convescotes e deu piscadelas para os rentistas e escravocratas. Contrariando o que dissera antes, Ciro se posicionou favorável ao desmonte da previdência pública e voltou atrás com relação à degola da CLT, que ele antes prometera revogar, se eleito presidente da república.

Ciro vestiu-se como dama a ser desposada pelo “centrão” e enxovalhou o PT e os petistas, desdenhando das agruras por que passa o Ex-Presidente Lula. Mas Ciro foi enxotado pela direita que não se assume – esse “centrão” – e recebeu um revide do PT, que minou as pretensões de Ciro em fazer aliança nacional com a geléia geral que é o PSB. Ciro ficou isolado e com exíguos 33s de tempo no horário eleitoral.

Todo o ressentimento, rancor, inveja e ódio de Gustavo Castañon em relação ao Ex-Presidente Lula e ao PT mostram que ele, Castañon, é quem precisa fazer uma análise e uma reflexão. Castañon, que deveria ser um conselheiro para Ciro, orientando esse presidenciável a conter a verborragia e as incoerências, tornou-se um alter-ego potencializado daquele a quem deveria orientar, para afinar o discurso. Outros assessores e conselheiros ciristas, como Ricardo Capelli, fora pelo mesmo caminho. Por essas e outras razões Ciro Gomes mais uma vez está morrendo pela boca e deve perder a densidade política nesta que provavelmente será sua última, e infrutífera, tentativa de se eleger presidente da república. As ambições desmedidas e as incoerências de Ciro Gomes (que já passou por 7 partidos, desde a ARENA até chegar ao PDT) o farão morrer na praia mais uma vez.

Responder

Valdir Rocha de Freitas

13 de agosto de 2018 às 07h28

Ignorar o líder Lula. Ignorar a liderança de um mito, que ganhou duas eleições diretamente e ainda ganhou mais duas eleições (no caso da Dilma) e tentar desmerecer por inveja a figura de uma grande liderança. Sr. Gustavo vote em seu candidato Bolsonaro, o Lula e o PT não precisam de seu voto. O Lula hoje tem o total apoio de grandes lideranças mundiais, que o vêm como um PRESO POLÍTICO.

Responder

Pedro Alves

12 de agosto de 2018 às 09h41

Texto cheio de rancor, ressentimento, ódio, inveja e mentiras. Quando esse Castanon (quem!?) tiver sido preso injustamente, quando sua mulher morrer depois de uma perseguição jurídico-midiática-policial implacável, aí ele pode vir falar de sacrifício.

Quanto ao Viomundo, lamentável a decisão de abrir espaço para um texto que não acrescenta absolutamente nada, não faz nenhuma análise e não passa de lamúria negativista de um ilustre desconhecido que não fez pela esquerda um milésimo do que o PT fez ao longo de 30 anos. Perdeu mais um leitor.

Responder

Oblivion

11 de agosto de 2018 às 15h17

Concordo plenamente.
Pelo jeito, os cegos que se apressam em tentar ridicularizar esse argumento pensam que essa ideia é pura politicagem eleitoral. Não sei se os interessa, mas eu penso de forma muito semelhante ao autor do texto e não tenho nada com o mundo da política partidária, ou seja não faço campanha de forma oficial, não sou filiado a nenhum partido, etc. Se o tivesse feito, muito provavelmente teria sido para candidatos do pt (Lula, Dilma e para os deputados de meu estado que tenho votado, que até o momento tem se mostrado diferentes dessa “cúpula do partido” que está nos levando a mais 4, 8, 16…. anos de neoliberalismo vira-lata). Cheguei a pensar em mudar meus votos para deputados por conta dessa irresponsabilidade dessa cúpula do partido que realmente não parece se preocupar com o futuro de nosso pobre Brasil.

Responder

lulipe

11 de agosto de 2018 às 14h26

Esses petistas perderam a vergonha na cara, têm como meta de vida a adoração a um criminoso condenado, independentemente do estrago que isso possa fazer pelo país. Triste. O bom é que em breve será passado e lembrado apenas nos livros de anedotas da época.

Responder

Ibsen

11 de agosto de 2018 às 07h45

Argumento Tosco. Na verdade os comentários já desmontam o fundamental de sua argumentação ressentida. O MST, movimento social, por óbvio, começa hoje uma caminhada Lula Livre. O PDT não pode ser vice de Lula – PT, porque seu candidato flerta de forma desavergonhada e oportunista com o Centrão e a direita. O PC do B não se humilhou, menos ainda o PSB, apenas cumpriram o que prometeram, firmaram uma aliança à esquerda que terá, no final das contas, e muito provavelmente, Haddad como candidato e Manu como vice já que nossa justiça deixou de sê-la para apenas defender interesses (in)confessos.

Responder

Stalingrado Lula da Silva

11 de agosto de 2018 às 07h15

Sendo o autor da equipe que desenvolve o programa de Governo de Ciro Jeirissati, não podemos esperar nada de Ciro.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

stalingrado Lula da Silva

11 de agosto de 2018 às 07h11

#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

Paulo

11 de agosto de 2018 às 01h53

A governança tem que ser feita com todos inclusive com os corruptos infiltrados, mas aí tem um cara que bota o Brasil no topo todos ganham, mas agora ele está preso e a culpa da corrupção e do cara é do PT , Lula 2018

Responder

sergio ferreira

11 de agosto de 2018 às 00h39

Há muito, muito tempo, 55 anos atrás

– Buá, buá, roubaram a minha bola!
– Buá, buá, tiraram meu bodoque!

– Buá, buá, me tiraram da brincadeira!

– Ô Ciro, menino chorão, deixa de ser criança mimada. Onde foi que eu errei, meu filho?

Responder

Marcio

10 de agosto de 2018 às 22h51

Parei de ler em: “um estado de profundo desespero existencial”

Responder

Leirton Leite

10 de agosto de 2018 às 22h04

Como já foi dito aqui não se trata de uma análise politica coerente, afinal nenhuma avaliação séria da política brasileira incluiria o PSB e PDT como partidos de “esquerda”. Convém lembrar, por exemplo, que se os três senadores do PDT não votassem a favor do golpe, o país não estaria numa situação tão grave como estamos hoje, mesmo com os erros cometidos por Dilma ou por qualquer outro governante que estivesse na presidência da República. Foi um golpe de estado. Quanto ao texto é semelhante ao desabafo feito pela “finada Marta Suplicy” na folha: “cheio de mágoa, ressentimento, ódio e inveja, principalmente inveja”. E quem é Gustavo Castañon comparado com Lula? Nada. Quanto ao blog Viomundo acabou de sair dos meus favoritos.

Responder

Nilton

10 de agosto de 2018 às 14h37

Viomundo, ganhou vários comentários, como há muito não se via aqui, com esse texto cheio de amargor e ódio, próprio de um bolsonarista, mas feito por um apoiador despeitado e desesperado do Ciro.
Texto inútil e inoportuno. Não agrega nada, não contribui em nada para o debate, não ajuda nem a esquerda nem a campanha do Ciro, e isto num dos piores momentos sociais, econômicos, institucionais e políticos já vividos no Brasil.
Acompanho o Viomundo desde 2007, agora vou tirar de meus favoritos.

Responder

    Ibsen

    11 de agosto de 2018 às 07h48

    Pois é Nilton, fico pensando o que um apoiador do Ciro tem a ver com a esquerda? O artigo deveria ser, porque não podemos apoiar o PDT, apesar de Brisola.

Claudio

10 de agosto de 2018 às 12h41

Caro Gustavo,
Com toda essa ira, poderia fazer dupla com Janaina Paschoal, inclusive assinar a peça do impeachment – seria engraçado!

Responder

SGuimaraes

10 de agosto de 2018 às 11h30

Gustavo Castañon: Por que não podemos mais apoiar o PT!
Fale, escreva, digite só por você, seu desesperado, não me coloque neste seu quadro de revolta, olhe para os candidatos a presidência, se o LULA não for o salvador dos milhares de miseráveis que dormem nas ruas me desses ai quem será?
Você é uma pessoa amargar…. um Helio Bicudo jovem!

Responder

Viviane

10 de agosto de 2018 às 10h04

Ciro quem? Ah, aquele defendido em DOIS artigos de Merval Pereira, n’O Globo! Parece que os partidários do PDT esqueceram completamente a Lei de Brizola.
Para refrescar a memória (convenientemente) afetada:
https://www.google.com.br/url?sa=i&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwi96qWExuLcAhWhQpoKHaAuCUMQjRx6BAgBEAU&url=https%3A%2F%2Fwww.contraponto.blog.br%2Fartigos%2F187%2Fbrizola-se-globo-for-favor-somos-contra-se-for-contra-somos-favor&psig=AOvVaw2Jln-u_aeNAH8mJCOZYw1z&ust=1533992636004965

Responder

Franciere

10 de agosto de 2018 às 09h36

PSOL = PDT = PC do B = partidos oportunistas. É muito ressentimento. O choro é livre.

Responder

Lukas

10 de agosto de 2018 às 08h59

Esquerda boa é aquela que se ajoelha diante de Lula.

O último bastião do lulismo está na blogosfera progreçista. É impressionante a subserviência total ao projeto de Lula (não do PT, não da esquerda, não do povo) dos donos da blogosfera progreçista. E olha que Viomundo é o melhorzinho deles.

Para esta pessoas o mundo gira em torno de Lula, avalia-se o caráter de uma pessoa de acordo com o que ela pensa do líder máximo.

Boulos pode ser inimigo e Kátia amiga, dependendo do posicionamento deles perante Lula.

Responder

Alexandre

10 de agosto de 2018 às 08h23

Texto lamentável. Ressentido, nada reflexivo e fora da realidade. Quem estava em SBC eram os movimentos socias…não a elite partidária. E Ciro, alguma vez conversou com movimentos sociais ? Se tivesse feito essa aproximação, certamente seria o “”poste”” (fora da realidade chamar Haddad de poste, mas, perdoemos o produtor dessas asneiras) da candidatura de esquerda. E aí o candidato com 6% dos votos, que flertava com centrão vem falar de “dar as costas” aos movimentos sociais……belo serviço para a direita (mais um da esquerda da bolha sem voto).

Responder

Cláudio

10 de agosto de 2018 às 02h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando:

E eu ainda perdi meu tempo lendo “isso”… Meus pêsames ao Viomundo pela publicação dessa m…, profundamente lamentável.

.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
:: 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
::

Responder

Edna Baker

10 de agosto de 2018 às 00h59

Coitado do PDT sempre foi um partido de “quinta categoria” desde os tempos do Brizola. Só se filia a esse partido quem não consegue nada nos demais, tipo assim CIRO.

Responder

a.ali

09 de agosto de 2018 às 22h20

despejou toda a mágoa, ressentimentos, ódios, iras, inveja… cuidado com o coração!

Responder

Saint

09 de agosto de 2018 às 20h46

O artigo do grande Janio de Freitas diz tudo,acho eu.
https://www.conversaafiada.com.br/politica/janio-quem-levara-a-culpa-se-a-direita-ganhar
Abs

Responder

    Renata

    09 de agosto de 2018 às 23h18

    Gosto muito do Janio de Freitas. Mas é incrível isso, de ao final se colocar a culpa da eventual (e bastante possível) vitória da direita nas eleições no Lula e no PT. Vou dizer uma coisa: essa eleição nasceu tabajara. E, se não fosse essa situação do Lula preso e candidato, a iniciativa esquisita e inédita da candidatura tríplex, as questões judiciais do Lula,, não haveria nada, absolutamente nada, se contrapondo ao golpe. Estaria tudo parecendo ilusoriamente uma eleição normal e não num estado de exceção.

Daisy

09 de agosto de 2018 às 19h51

Puro ressentimento do autor, como parte interessada já que faz parte da equipe do candidato, deveria aconselhar o homem a não atacar tanto o PT e Lula que goste ou não, é a maior força política da América. O choro é livre, perdeu a boquinha vai engasgar com tanto ódio típico dos golpistas.

Responder

João Lourenço

09 de agosto de 2018 às 19h34

Serei direto.Lembrem desta desgraça que o PT esta ajudando a destruir completamente a Esquerda .No plano de proteger o condenado Lula ele se aproveitou se escondendo entre os alicerces e junto com uma louca (Gleisi) esta destruindo um partido que servia a Lula e que agora todos sabem que ele era o dono.Mas ele não avisou ninguém que poderia enfiar o partido e a Esquerda num esgoto .Bolsonaro ganhando o grande eleitor do “capitão” foi Lula .Alckmin ganhando Lula e s e u poste vão abraçar Globo e Bancos .Lula merece onde esta mas não era para PT e Esquerda estarem juntos

Responder

Zegomes

09 de agosto de 2018 às 19h23

Que sujeito imbecil. Se isso representa o Viomundo, tá explicado porque ultimamente a gente tem até preguiça de abrir o Viomundo. Eu abria mais para ver as análises do dono do Blog, porque os textos de outros que são publicados por aqui estão baixando a qualidade.

Responder

Hudson

09 de agosto de 2018 às 19h23

Onde estão os autênticos continuadores da obra do grande Leonel de Moura Brizola. (No PDT é que não parecem estar.)

Responder

Caco Bisol

09 de agosto de 2018 às 18h53

Acho que a hora é dar a volta por cima dos ressentimentos. Que acometeu Cristovam Buarque, Hélio Bicudo, Marta Suplicy e muitos outros. A análise é por demais sanguínea para um momento é muito grave. Essa conjuntura exige mais serenidade e discernimento. Não preciso dizer que achei ruim o artigo.

Responder

CARLOS

09 de agosto de 2018 às 18h26

HORRIVEL ESSE TEXTO. RANCOROSO, PESSIMISTA AUTODERROTISTA. NAO ACRESCENTA NADA AO MOMENTO QUE VIVEMOS! PESSIMA IDEIA DO VIOMUNDO PUBLICA-LO!

Responder

Jose Arimateia

09 de agosto de 2018 às 17h00

Pra começar o debate exclua da frente de esquerda PSB e PDT, pensar PSB de esquerda com Marcio França, fiel escudeiro de Alckimin e Márcio Lacerda, fiel escudeiro da dupla tenebrosa Aécio /Anastasia é um erro conceitual que desvirtua qualquer ataque ao PT. E passo seguinte, quem hoje na esquerda tem capilaridade que não Lula, incrível que essa esquerda utópica não aprendeu nada com o golpe e com a feroz perseguição a Lula e Dirceu. Meu caro reveja seu conceitos e tire da ideia que Boulos, Manuela e Ciro emergirão como salvadores da esquerda.

Responder

Nelson

09 de agosto de 2018 às 16h50

Somente meias verdades e muito ressentimentos.
O Que a dupla Lula/Dilma com o suporte do PT fizeram nesses poucos anos foi invejável e eles deveriam ser reverenciados por todos os brasileiros.
O colega escritor por acaso tem noção do ninho de cobras que existe no congresso?
Por favor, se não puder ajudar não venha avacalhar.
Não precisamos de fogo amigo. Se recolha em suas magoas e vá chorar em qualquer muro de lamentação que encontrar. Já temos muitos e mais fortes inimigos que nossos pobres ressentidos!

Responder

Rubens Machado

09 de agosto de 2018 às 16h27

Tenho um monte de críticas ao PT e a Lula. Mas esse discurso raivoso, cheio de veneno dessa esquerda ressentida e sem votos me embrulha o estômago, e me mostra o quanto Lula é ainda necessário.

Responder

José carlos Dias

09 de agosto de 2018 às 16h13

O Nobre autor vai ter uma grande surpresa. Acho que o ” Poste “vai ganhar e muito bem essa eleição. E agora vamos realmente fazer o que deveria ter sido feito no passado recente pelo PT

Responder

Alexandre Santos Da Silveira

09 de agosto de 2018 às 16h12

Que texto raso. O PDT não tem moral nenhuma para falar de Lula ou do PT.

Responder

LuisT

09 de agosto de 2018 às 16h04

Acho fundamental que seja informado que o Sr. Gustavo Castanon é “membro da equipe que está formulando o programa de governo do candidato Ciro Gomes”, como indicado pelo próprio em artigos publicados em outros sites.
Isso não desmerece suas opiniões, mas permite situar melhor o leitor quanto a elas.

Particularmente, me assombra o extremismo das críticas ao PT vindas de um integrante da equipe de um candidato que até outro dia flertava com o DEM e o Centrão e não com o PSTU.

Responder

LuisT

09 de agosto de 2018 às 15h29

Acho fundamental que seja informado que o Sr. Gustavo Castanon é “membro da equipe que está formulando o programa de governo do candidato Ciro Gomes” (https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/358369/%C3%89-falso-Marconi-n%C3%A3o-falou-em-privatizar-refinarias-da-Petrobras.htm).
Isso não desmerece suas opiniões, mas permite situar melhor o leitor quanto a elas.

Particularmente, me assombra o extremismo das críticas ao PT vindas de um integrante da equipe de um candidato que até outro dia flertava com o DEM e o Centrão e não com o PSTU.

Responder

Patrick

09 de agosto de 2018 às 15h24

Quem é que vai ver no debate de hoje à noite na Band o “novo” que o PSOL trouxe pra política? Falo, nada mais nada menos, que do Cabo Daciolo, uma espécie de Bolsonaro do B.

Prefiro ficar com o “velho” de Haddad e Manu no canal de Lula no Youtube.

Esse “velho” PT/Haddad que construiu 19 campi do Instituto Federal aqui no Rio Grande do Norte, ainda nos tempos que o PSOL fazia dobradinha no Congresso com PSDB e DEM, e junto com eles atacava o Bolsa Família, o PROUNI e o REUNI. Não esquecemos o que vocês fizeram em legislaturas passadas.

Responder

Atineli Jun

09 de agosto de 2018 às 14h32

Poucas vezes na vida vi tanta inveja e fel num texto assim pequeno. Acho que o autor está falando de si mesmo. Parece apoiar Ciro e o PDT. Tbm não sei quem é mas com certeza todo esse ódio vai logo provocar um enfarte. Digno de pena. Triste.

Responder

Vitor Santana

09 de agosto de 2018 às 14h21

Castañon foi cirúrgico o movimento do PT nessas eleições foi somente pra tentar livrar a própria cabeça. Todos sabem que Lula será impedido e ficar com essa retórica é só dividir ainda mais o país e entregar de bandeja pra Alckmin e aí legitimar pelo voto o golpe de 2016.

Responder

    Marcio

    10 de agosto de 2018 às 23h00

    Vai sonhando! Qualquer que seja o resultado dessa “eleição” esse país terá um futuro a cada 60 mimnutos.

Rafael

09 de agosto de 2018 às 13h35

O colega, Mariano, achou o texto exagerado? Estamos a menos de 60 dias da eleição e tirando os eleitores de Bolsonaro e os seguidores mais religiosos do pt, o país está em pânico, vendo a subida do autoritarismo e a desorganização da esquerda, principalmente dos petistas, que ainda não apresentaram um projeto de governo sequer, apenas continuam com esse caudilhismo maluco que coloca os problemas de Lula a frente dos problemas nacionais. Projetos de país nos níveis de união e estado, estão sendo deixados de lado em função de projetos de poder. O PT já pagou parte da conta nas eleições de 2016 e provavelmente em 2018 não será diferente. Dia 15 de janeiro de 2019, espero que o pior não aconteça, mas se acontecer, espero que os partidos e eleitores do campo progressista, lembrem que partido impossibilitou uma candidatura séria e organizada em função de uma fraude eleitoral que é/foi insistir em dizer que Lula é/era candidato.

Responder

    cecilia

    09 de agosto de 2018 às 19h56

    Meu caro amigo. Se o PT fosse esse partido que você relata, ele não seria perseguido, difamado e apedrejado pela elite e por pessoas como você. E Lula não teria tido o reconhecimento internacional que teve. O que vocês sentem por Lula/PT/Dilma, é uma mistura de medo e inveja. A inveja é a maneira incompetente de admirá-los.

    Marcio

    10 de agosto de 2018 às 23h20

    Qualquer forma de vida com apenas dois neurônios sabe que Lula será impedido de concorrer, ele mesmo sabe disso desde que foi preso, logo, a partir daquele momento começou a traçar a estratégia para dar o troco nessa justiça que um dia terei o prazer de exterminar na bala. O mais impressionante é que, é incrível como um metalúrgico sem um dos dedos das mãos pode saber tanto sobre esse país, que deixa qualquer sociólogo pretenso intelectual parecendo um peru com labirintite. Por isso mais uma vez tiro o chapéu para o Lula, pois não teria escolhido ninguém melhor que Haddad, pois se tivesse escolhido Ciro eu votaria no demônio.

Carlos de Sá

09 de agosto de 2018 às 13h17

Respeito a opinião de autor do texto!
No entanto, todo o movimento do PDT (Ciro) neste último período foi de morde e assopra, que em última instância foi uma pré-candidatura que mais ajudava a deslegitimar a luta contra o golpe expressa na candidatura do Lula a presidência, que afronta o judiciário golpista que desde o início, junto com o Temer, legislativo e mídia conspirou para derrubar a Dilma e eliminar o líder de preferência popular das eleições que se aproxima.

Numerar os erros do PT é fácil, qual partido que não os tem!? E diga-se de passagem, o PT está pagando muito caro pelos seus erros e isso o autor do texto tergiversa, nem menciona em seu texto.

Querendo o Ciro e seus apoiadores, Lula é a única alternativa de derrota dos golpistas.

A candidatura do PT/PCdoB é uma luta contra todas as estruturas falidas de poder do estado brasileiro que se expressa em Lula Livre – Lula Presidente. Pra mim isso é a questão central das eleições deste ano, é o único freio viável para as políticas de destruição de direitos dos trabalhadores e da nação. O mérito do programa do partido do Lula hoje com constituinte e reversão das políticas golpistas de Temer se liga à discussão e aos propósitos da fundação do PT, que vai exigir muita mobilização popular, seu protagonismo!

Aqueles que não entendeu a lógica da política dos golpistas do legislativo de Maia, do executivo de Temer, do judiciário de Moro a Gilmar, com a propaganda da rede globo e satélites, não será capaz de enfrentar os grandes interesses que sequestram o poder político para satisfazer os interesses da burguesia nacional e internacional, principalmente a financeira, multinacionais e latifundiários.

Lula Livre!

Lula Presidente!

Responder

Hudson

09 de agosto de 2018 às 12h52

Castañon, responda: houve ou não GOLPE contra DILMA?

Por uma questão de justiça, o PT merece, no mínimo, governar por dois anos (roubados pelos golpistos).

Cuidado com esse discurso de quinta coluna!

Responder

Marcos

09 de agosto de 2018 às 11h13

O PDT deve estar em um elevado patamar moral e de saúde política para se arvorar a condenar o PT e os movimentos sociais desta maneira.

Responder

Mariano

09 de agosto de 2018 às 09h31

Bom dia.
Sem ser cego quanto as questões políticas, mas o autor do texto está sendo desnecessário como toda extremidade o é em momentos assim. Façamos uma alto análise sim mas não agora.
E alias, quem é o dito autor?! Onde está a biografia dele?!

Responder

    Edgar Rocha

    09 de agosto de 2018 às 13h42

    Mas, que carteirada desgraçada! Pura metalinguagem: o autor fala justamente de se governar em nome do passado, sem pensar no futuro, e lá vem gente perguntando quem é ele, qual o passado, como se isto fosse necessário pra se emitir opinião. Tente desqualifica-lo de outra forma, por favor. Assim, vira vergonha alheia.
    Ah, sim! O autor está marcando posição e não fazendo autocrítica. Sei que “não é o momento”, “companheiro”. Não é conveniente pra quem não larga o cabresto, mas é bem adequado.

    ana s.

    09 de agosto de 2018 às 16h38

    Pois é. Quem é castanhão na fila do pão? Pelo texto, deduzi que ele é do combativíssimo PDT, que votou, em sua maioria, pelo golpeachment.

    Fiquei sem saber se ria ou chorava nesse trecho:
    “Não teríamos problema em apoiar um caudilho. Na verdade, passamos os últimos 30 anos, na maior parte do tempo, o apoiando. Sim nós, os que hoje estão no PSOL, no PSB, no PCdoB e, evidentemente, no PDT.”

    O PCdoB tem sido um partido digno no plano nacional. No meu estado, Pernambuco, tem feito muita m**** aliado à vertente mais coronelesca e golpista do PSB, mas eu respeito o partido pelo conjunto da obra.

    O PSOL tem errado muito – e olha que ainda não ganhou nada – mas pelo menos sua pequena bancada na Câmara lutou bravamente contra o golpe que derrubou a presidenta Dilma.

    Agora, PSB e PDT? Cadê moral pra apontar o dedo pro PT?

    O PSB apoiou o golpe maciçamente. O governador inepto de Pernambuco, fantochinho escolhido a dedo na família do falecido Eduardo Campos, liberou secretários para votar pelo impeachment naquela tarde/noite tenebrosa de 17/04/2016. A baixaria desse pessoal na campanha eleitoral de 2014 atingiu níveis pornográficos, por isso, não vou nem descrever…

    O PDT, que, ao que parece é a agremiação do ex-querdista castanhão, formalmente fechou questão contra o impeachment, mas a maioria da bancada votou a favor e ficou por isso mesmo. Era tudo jogo de cena, no final das contas. Portanto, se hoje testemunhamos retirada de direitos dos trabalhadores e entrega do patrimônio nacional, inclusive do petróleo, como se não houvesse amanhã, além de redução do investimento em saúde e educação, devemos isso também à maioria golpista do assim dito Partido Democrático Trabalhista. Brizola não merecia!

    No mais, discordo profundamente do acordo que o PT fez com os golpistas do PSB, não só porque ferrou meu estado, que terá de continuar com o horrível governador “socialista”, mas porque acho que ferrou o próprio PT, que se desgastou profundamente e deixou Lula sem palanque por aqui. Não, não estou pensando mais no micro que no macro: esse acordo tem se revelado um desastre em outros estados, como Minas e Amazonas, onde o maravilhoso candidato a governador do PSB bate palminha pra vereador bolsominion e veta Gazziotin (vi isso aqui no Viomundo).

    Discordo também do plano B. Defendo o “Lula ou nada” pelo simples fato de que a retirada de Lula da disputa, independente de que se goste ou não dele, macula irreversivelmente a legitimidade do pleito.

    E castanhão fala em senso de sacrifício enquanto Lula, cuja mulher foi morta no processo, mofa na cadeia. Senso de ridículo é que não faz mal a ninguém.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!