VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Haddad já encosta em Marina quando Lula não é opção; ex-presidente lidera em São Paulo e Doria corre risco no segundo turno

08 de agosto de 2018 às 15h06

Da Redação

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, já aparece empatado com Marina Silva na pesquisa CNT/MDA com eleitores paulistas — ambos com cerca de 8%.

Haddad será o candidato da coalizão PT/PCdoB caso o ex-presidente Lula seja impedido de concorrer.

No levantamento, Jair Bolsonaro lidera com 19%, contra 15% de Geraldo Alckmin, seguidos por Marina Silva e Haddad.

Quando o nome do ex-presidente Lula é apresentado aos eleitores, ele é o líder com quase 22% — Bolsonaro tem 18,4%.

De acordo com a pesquisa, o petista Eduardo Suplicy caminha para uma votação consagradora como senador.

O tucano João Doria, tido como virtualmente eleito governador de São Paulo, segundo a pesquisa perderia hoje no segundo turno para Paulo Skaf, do MDB.

Veja a íntegra dos números acima.

Leia também:

Golpe de Tacla mina a credibilidade de Moro fora do Brasil

 

Apoie o VIOMUNDO

Crowdfunding

Veja como nos apoiar »

O lado sujo do futebol

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Entre os mais vendidos da VEJA, O Globo, Época e PublishNews. O Lado Sujo do Futebol é o retrato definitivo do que acontece além das quatro linhas. Um dos livros mais corajosos da história da literatura esportiva, revela informações contundentes sobre as negociatas que empestearam o futebol nos últimos anos. Mostra como João Havelange e Ricardo Teixeira desenvolveram um esquema mafioso de fraudes e conchavos, beneficiando a si e seus amigos. Fifa e CBF se tornaram um grande balcão de negócios, no qual são firmados acordos bilionários, que envolvem direitos de transmissão e materiais esportivos. Um grande jogo de bolas marcadas, cujo palco principal são as Copas do Mundo.

por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet.

Compre agora online e receba em sua casa!

 

6 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

claudio

09/08/2018 - 21h49

Haddad não encosta em Marina uma ova. Ele simplesmente já passou, pois basta somar os votos da Manuela, vice de Haddad, que já teremos 1,7% a mais.

Responder

João do Grão

09/08/2018 - 14h26

Pura cahordice: ”

MÔNICA BERGAMO
Compartilhar PT estuda esconder Haddad para não esvaziar Lula
PT estuda esconder Haddad para não esvaziar Lula
Correntes no partido divergem sobre se o ex-prefeito de SP deve ou não comparecer a debate na TV Bandeirantes

PERGUNTA: A BANDEIRANTES CONVIDOU O HADDAD?

Quá, quá, quá, quá!

Responder

João do Grão

09/08/2018 - 06h05

“DEBATE SEM LULA É CONVERSA DE BÊBADOS EM FINAL DE FARRA

O dono/donos da Band, exatamente como os donos da Globo, fingem que estão interessados em discutir a destruição do Brasil, destruição esta promovida pelo golpe jurídico-parlamentar-midiático defendido e estimulado ao extremo pelas redes de televisão que ora fingem promover um “debate sério” sobre os escombros (atenção revisor, a palavra é mesmo sobre) do país. Serão 8 candidatos, mas sem a presença daquele que disparadamente se encontra em primeiro lugar em todas as pesquisas de intenção de votos e que não participará porque, para o grupo Bandeirantes, LULA aparentemente não tem o que dizer por ter sido “condenado pela justi$$a braZileira”, ou melhor, pelo juiz Sérgio Moro, recentemente desmoralizado por irresponsabilidade na sua relação com a INTERPOL.

Será mais um espetáculo patético como todos aqueles “debates” manipulados pelas regras da casa e pelos candidatos que tentam geralmente isolar os dois concorrentes com maiores chances de chegarem ao segundo turno, principalmente numa eleição fraudulenta como esta de 2018.

No caso de Bolsonaro, talvez todos queiram tirar uma casquinha da reconhecida incapacidade intelectual do candidato e talvez momentos hilariantes sejam gerados pelas suas respostas imbecilizantes.

Tirando o lado jocoso do espetáculo, no final não sobrará absolutamente nada que permita ao telespectador avaliar qual o candidato dos seus sonhos. A cadeira vazia onde LULA deveria sentar terá uma importância simbólica muito maior do que as acaloradas investidas e a postura profissional de BOECHATO, e mais importância do que a participação de todos os outros candidatos juntos.

Eu não me espantaria se o moderador tentasse colocar o Alckmin numa redoma de vidro daquelas onde geralmente a gente preserva o SANTO de nossa predileção

E no final do “debate”, todos os espectadores irão dormir com seus pesadelos como se tivessem acabado de ver um filme de terror.

Ou colocam LULA no páreo ou eu me nego a ver qualquer um desses “debates”, porque “debate” sem LULA é conversa de bêbados em final de farra.

Responder

lulipe

08/08/2018 - 17h41

Quem lidera em SP é Bolsonaro, candidato inelegível não pode ser votado. Aceitem que dói menos!

Responder

    RONALD

    09/08/2018 - 16h42

    LILIPE, seu boçalnazo vai tirar sua candidatura e entregá-la a Alckmim a peso de ouro !!! melhor já ir se acostumando !!!

    lulipe

    11/08/2018 - 14h15

    Vai não Ronald, vai ser seu próximo presidente!!

Deixe uma resposta