VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Gilson Caroni Filho: Demóstenes e o ‘duplipensar’ da imprensa


08/04/2012 - 00h01

por Gilson Caroni Filho

Qualquer pessoa de bom senso, que tenha lido os articulistas da grande imprensa, desde o surgimento dos escândalos envolvendo o senador Demóstenes Torres, concluirá facilmente que os trabalhadores das oficinas de consenso, aturdidos com o que lhes parece um ponto fora da curva, uma desconstrução dispendiosa e extemporânea, são como aqueles motoristas que imaginam poder dirigir um veículo com os olhos presos ao retrovisor. Não enxergam a clareza da realidade. O círculo do jornalismo de encomenda, minúsculo e cego, está só, murado no seu isolamento.

A pedagogia dos fatos, inexorável nas suas evidências, parece passar ao largo das redações. O que se faz ali não é jornalismo, mas um simulacro de literatura de antecipação marcada por profundo pessimismo e cenários de devastação. Talvez George Orwell e seu clássico “1984” expliquem melhor o suporte narrativo da fábula que não deixa de trazer uma concepção de história autoritária e retrógada.

As delicadas relações do senador goiano com o bicheiro Carlinhos Cachoeira – e a possibilidade de que o governador tucano Marconi Perillo venha a ser o próximo alvo- pôs em operação o “duplipensar” orwelliano que, desde a posse de Lula, está incorporado aos manuais de redação. Como o objetivo é afastar o ex-varão de Plutarco de cena, para prosseguir atacando o governo da presidente Dilma, os “cães de guarda” cumprem a tarefa com afinco.

No reduzido vocabulário da “Novilíngua”, o  “duplipensamento” é assim explicado por um dos personagens de “1984”:

“capacidade de manter simultaneamente duas crenças opostas, acreditado igualmente em ambas(…). Saber que está brincando com a realidade mas, mediante o exercício de tal raciocínio, convencer a si próprio, que não está violentando a realidade. O processo deve ser consciente, pois do contrário não funcionará com a previsão necessária: mas, ao mesmo tempo, deve ser inconsciente para não produzir sensação de falsidade e culpa”.

Com esse trecho, cremos ter decifrado os sorrisos de Merval Pereira, Dora Kramer, Augusto Nunes, Eliane Catanhede, entre outros, quando confrontados com a palavra “ética”.

Para eternizar a ordem que defendem com unhas e dentes o cenário político, submetido ao pensamento único, passa por processos de ocultamento e simplificação, visando a eliminar todas as possibilidades de pensar dos membros do Partido Imprensa.

Outra implicação do “duplipensar” da mídia corporativa é a constante alteração do passado. O registro – e consequentemente a memória – dos fatos ocorridos devem ser refeitos sempre, a fim de adaptarem-se ao presente. O trabalho de um “bom” editorialista é reescrever a visão dos veículos em que trabalha para que não contradiga a realidade de hoje. Assim, por exemplo, Folha, Globo e Estadão podem condenar o golpe de 1964, mesmo o tendo apoiado ostensivamente. Se um livro denuncia um líder político como Serra e outras figuras no seu entorno, a solução é simples: Ele nunca foi escrito e, portanto, jamais será resenhado, sendo passível de punição severa quem não entender como funcionam as “leis naturais”.

Além da eliminação do passado como elemento de desarmonia com o presente e como instrumento de verificação das afirmações do Partido Imprensa, este recorre a outros meios, bem mais convencionais, para moldar a consciência de seus filiados e simpatizantes (leitores e telespectadores): educação permanente assegurada pela propriedade cruzada dos meios de comunicação, atividade coletiva sem intervalos, o que pode ser obtido mediante ampla oferta de blogs, sites, jornais e redes que digam sempre o mais do mesmo . Para concluir, vem  a valorização do poder político como fim, não como meio.

O incômodo Demóstenes deve, após a sequência de denúncias, ter um diagnóstico clínico que despolitize o seu desvio. Merece, pelos serviços prestados, um roteiro que conte a tragédia do Catão caído, até que, finalmente, desapareça na lata de lixo reservada aos que fugiram da trama original. Assim agem os bons autores ao tomar como ponto de partida uma realidade familiar e palpável e transformá-la em espetáculo perecível. Em tempo: o DEM, assim como o PFL, nunca contou com o apoio das corporações midiáticas por um simples motivo: nunca existiu.

Vejam como operam nossos talentosos colunistas. Orwell ficaria tão contente que, com certeza, lhes arrumaria um lugar no Ministério da Verdade.

“Em um mês, o senador Demóstenes Torres passou de acima de qualquer suspeita para abaixo de qualquer certeza, num episódio que desafia os romances policiai s mais surpreendentes. Alem da atuação implacável contra a corrupção, ele tinha a cara, vestia o figurino e se comportava como um incorruptível homem de bem – e talvez seja mesmo sócio da holding criminosa de Cachoeira (Nélson Motta, 6/04/2012, o Globo)

“Demóstenes Torres não seria beneficiado pelo “vício insanável da amizade” – expressão usada pelo notório Edmar Moreira (o deputado do “castelo”) para definir o principal obstáculo a punições -, pois os amigos que fez ali estão entre as exceções e os demais confirmam a regra.Por terem sido alvos do senador na face clara de sua vida agora descoberta dupla, podem querer mostrar-se ao público em brios. O problema, porém, é a falta de credibilidade” (Dora Kramer, 6/04/2012, Estado de S. Paulo)

“Esse personagem que o senador criou para si próprio não era uma mentira de Demóstenes, ele incorporou esse personagem e acreditava nele. Podia acusar com veemência seus colegas senadores apanhados em desvios, como Renan Calheiros, enquanto mantinha o relacionamento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira porque, como todo psicopata, não misturava as personalidades “(Merval Pereira, reproduzindo argumento do psicanalista Joel Birman, 30/03/2012, O Globo)

Leia também:

Ataque à liberdade de informação

Luis Nassif: Esqueçam Policarpo, o chefe é Roberto Civita

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



92 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

RicardãoCarioca

09 de abril de 2012 às 08h34

Será que o Gilmar Mendes vai livrar Carlinhos Cachoeira e legalizar os caça-níqueis?
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/04

Responder

Messias Macedo

09 de abril de 2012 às 02h02

Mauricio Dias: Com que bandeira oposicionistas vão à luta eleitoral?
em ‘Carta Capital’

“OPINA” MATUTO!

… Pelo menos o neopartido ‘DEMo do PSDB dos *Estados Unidos do Brasil’ pode vangloriar-se de ter supervalorizado um “professor”, leia-se, **”o prefessor Cachoeira”!
*segundo o ‘DEMotucano dos EU do B’ [José] (S)erra;
**segundo o ‘DEMotucano dos EU do B’, DEMÓstense Torres
Que país da piada pronta é esse, “uai”?! República de ‘Nois’ Bananas

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Macedo

09 de abril de 2012 às 02h01

*Resta ao ex-DEMóstenes, a vida de comediante Stand Up. O começo dessa nova carreira parece promissor
*comentário de RicardãoCarioca – em https://www.viomundo.com.br – jornalista Luiz Carlos Azenha
Demóstenes: 'Não sou acusado de nada!' http://www.youtube.com/watch?v=aOu0IXAZV1A&fe

###################################
DESABAFA MATUTO!
… Melhor seria no papel do carrasco da *Escrava Isaura [estuprada de modo consentido, portanto, cúmplice do crime (sic)]
*preferencialmente, a telenovela Global exibida remasterizada, em 3D e em horário "nobre", obviamente!

Que país é esse, sô?! República de 'Nois' Bananas

República Destes Bananas Sempre Presentes na Cena do Crime
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Macedo

09 de abril de 2012 às 02h00

DEMÓSTENES BY DEMÓSTENES:

CORRUPÇÃO: EU ADOTEI – NA VIDA PÚBLICA, E NA PRIVADA(!)

Que país da piada pronta é esse, “uai”?! República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Macedo

09 de abril de 2012 às 01h59

Mauricio Dias: Com que bandeira oposicionistas vão à luta eleitoral?
7 de abril de 2012 às 14:29
em https://www.viomundo.com.br – jornalista Luiz Carlos Azenha
… [DEMotucano] Marconi 'Perigo'…

Trilha sonora da campanha política da [famigerada e nefasta] OPOSIÇÃO AO BRASIL!:

"…Sem pecado
e sem juízo,
tudo azul….
Vem pra (o) Caixa (2)
você também,
VEM!"

DUVIDAM?!

Que país é esse, sô?! República de 'Nois' Bananas

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Francisco

09 de abril de 2012 às 00h13

E criticam tanto Stalin por apagar Trotsky e outros desafetos das fotos oficiais…

Se não existe, não pode ser noticiado, se não pode ser noticiado, não pode ser investigado.

O senador Demóstenes anda tão bêbado deste raciocínio, que hoje publicou uma critica à politica industrial da presidente Dilma (!). Pois é! Tá doido!!!

O próximo passo é tocar citara enquanto Roma arde em chamas…

Responder

Marcelo de Matos

08 de abril de 2012 às 23h01

O que essa cambada faz para desfocar a atenção do eleitor dos escândalos que pululam pela região centro oeste: Blairo Maggi (desvio de R$ 44 mi); Carlos Alberto Leréia, Marcondes Perillo e Demóstenes Torres? Sai à cata de novos escândalos, o que seria louvável se não fosse uma manobra diversionista. Querem desviar a atenção sobre o escândalo que envolve Demóstenes, o DEM e outros políticos da oposição. O Fantástico de hoje fala do 14º e do 15º salários dos deputados. O UOL coloca em manchete que o Senado gasta R$ 5 mi por ano com hospital que vive quase vazio. Tudo bem, mas, por que exatamente agora? A verdade é que estão encobrindo a repercussão do caso Demóstenes. Aquela revista esterquilínia que alguns comentaristas daqui leem e elogiam, só tem publicado capas com assuntos que não dizem respeito a corrupção. É a operação abafa, exatamente o contrário do que fizeram no caso do “mensalão” do PT. Quem ainda tiver estômago que leia essas publicações do PIG, mas, por favor, nos poupe. Não venham despejar esse lixo por aqui.

Responder

Rafael

08 de abril de 2012 às 22h14

Numa democracia que realmente funcione Veja após provado relação com o crime deveria ser fechada, proibida publicação. Estamos longe de uma democracia efetiva e digo sem dúvida que o principal culpado é a imprensa, ninguém mais que a imprensa. Globo, abril, folha, estadão todos são a herança da truculência dos milicos, é a última trincheira da direita elitista, atrasada, golpista, corrupta, manipuladora. O dia que acabar com o monopólio da imprensa, o dia que a imprensa cumprir a sua função na democracia o Brasil vai avançar em todas áreas.

Responder

    Fabio_Passos

    08 de abril de 2012 às 23h41

    Falou e disse!

    As oligarquias midiaticas são o último grande sustentáculo do Apartheid Social criado pela "elite" branca e rica.

    E este caso da sociedade criminosa de Civita & Cachoeira é mais uma prova do quão podre é o poder destes oligarcas.

    Precisamos divulgar por toda a rede o que a mídia-corrupta esconde:

    "Esqueçam Policarpo: o chefe é Roberto Civita"
    Enviado por luisnassif http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/esquecam

    Aline C Pavia

    09 de abril de 2012 às 10h38

    Para que Veja feche basta que se acabem os leitores e assinantes. Boicote diuturno. Simples assim. A única teta que lhes dói é aquela de onde verte dinheiro.

Luís

08 de abril de 2012 às 21h29

Peloamordedeus, por que a TV Brasil não se transforma, não passa a ter telejornais de qualidade e programas de análise das notícias diárias que saem na mídia, mostrando as várias perpectivas, o que está por trás do veiculado, o contexto, as várias visões? Enfim, por que a TV Brasil permanece onde estava há dez anos?
De acordo com os levantamentos, 90% da população brasileira só se informa sobre política via televisão.
Já pensou, num momento desses, se tivéssemos uma tv pública como a da Argentina, que tem ótimos telejornais e o Programa 678 em cima dos lances? Sem falar nos telejornais da Venezolana de tv e da Telesur, da Venezuela,que dão banho em telejornalismo de qualidade,fora do esquema dos países imperialistas e sem nhém-nhém-nhém neoliberal.
Por que aqui no Brasil,a coisa não vai,em termos de tv pública? O que (ou quem) está travando?

Responder

    Rafael

    08 de abril de 2012 às 22h05

    O motivo se chama golpe de 1964. Ali nasceu essa mídia que temos hoje.

    beattrice

    09 de abril de 2012 às 00h09

    Porque o poder Executivo no Brasil não asume suas responsabilidades como CFK faz na Argentina.

Márcio Gaspar

08 de abril de 2012 às 21h16

"“Esse personagem que o senador criou para si próprio não era uma mentira de Demóstenes, ele incorporou esse personagem e acreditava nele. Podia acusar com veemência seus colegas senadores apanhados em desvios, como Renan Calheiros, enquanto mantinha o relacionamento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira porque, como todo psicopata, não misturava as personalidades “(Merval Pereira, reproduzindo argumento do psicanalista Joel Birman, 30/03/2012, O Globo)".

KKK. O senhor "imortal" quer fazer crer, que o Desmóstenes em seus desvios "éticos", na verdade na picaretagem, roubo, ladroagem etc, essas são as verdadeiras palavras que se devem atribuir as atitudes do senador, que os devioséticos frami por ordem mental(psicopata). Da mesma forma, nessa linha de raciocínio do senhor "imortal", tem um montão de jornalistas que são uns verdadeiros psicopatas, pois acreditam que fazem jornalismo imparcial e incorporam essa ideia, mas na verdade fazem jornalismo parcial. São uns verdadeiros psicopatas.

Responder

Yarus

08 de abril de 2012 às 19h40

“Nassif coloca capa da revista Veja sob suspeita

Blogueiro, que já foi atacado pela revista e se vingou com dossiê Veja, faz interessante conexão a partir dos grampos de Cachoeira; o bicheiro tinha interesse em construir escolas de baixo custo seguindo um modelo chinês e alugá-las para o governo; logo depois, Veja fez capa em que tratou do assunto
Não são poucas nem raras as conexões entre a revista Veja e o bicheiro Carlos Cachoeira. O contraventor produziu o vídeo sobre Maurício Marinho, que deu origem à CPI dos Correios, em 2005, foi auxiliado pela revista quando era alvo de uma CPI do jogo no Rio de Janeiro e, ao que tudo indica, também filmou as cenas do Hotel Naoum, em Brasília, que deram origem a uma capa recente da publicação, sobre encontros do ex-ministro José Dirceu com autoridades como o ex-ministro Fernando Pimentel e o ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

Em todos esses casos, a revista terá sempre o mesmo argumento para defender a parceria: os filmes, ainda que ilegais, teriam permitido desbaratar quadrilhas, filmar corruptos e economizar alguns milhões para a União, como diria o blogueiro Reinaldo Azevedo. No entanto, neste domingo, o jornalista Luís Nassif – que já foi atacado por Veja, na já extinta coluna de Diogo Mainardi, e também contra-atacou escrevendo um dossiê sobre a publicação – fez uma interessante conexão entre uma reportagem da revista e a defesa de interesses privados de Cachoeira na área de educação…” http://wwwterrordonordeste.blogspot.com.br/2012/0

Responder

Lenin

08 de abril de 2012 às 19h17

Qdo o jornalismo passa a ser caso de polícia,e justiça…Os colonistas citados,e outros,dão graças por n termos poderosa opinião q os coloque p´ra correr,dentro das regras democráticas.Por isso eles se dão ao 'dibique' do "duplipensar bipolar";exercitam um cinismo q roça com ligações criminosas…mas um dia,jacaré,a lagoa há de secar.

Responder

luiz pinheiro

08 de abril de 2012 às 18h58

Parabéns Gilson Caroni por mais esta brilhante reflexão.

Responder

Isaura

08 de abril de 2012 às 18h38

Hoje enviei este texto resumido para o jornal O Globo e emissora de TV Band News para demais esclarecimentos:

Prezados Senhores.

Ao abrir o jornal o Globo da edição de domingo do dia oito de abril, deparei-me com o seguinte destaque na primeira página:

CHUVA DEIXA A SERRA EM ALERTA

A reportagem diz (textualmente) que os moradores de Teresópolis ficaram apreensivos ontem (sábado, dia sete de abril) quando voltou a cair uma chuva forte no fim da tarde de sábado.

Estranhei esta notícia, pois no meu bairro não choveu. Resolvi verificar e liguei para parentes e amigos nos mais diversos bairros da cidade. Todos afirmaram que não havia chovido.

Então, comecei a questionar:
– Será que este jornal tem algo contra a região serrana ???

– Será que o Globo quer desviar atenção de outros assuntos, como os escândalos envolvendo o senador Demóstenes Torres?

– É assustador ver uma notícia falsa na imprensa…em quem mais nos vamos acreditar ????

– Será que a imprensa para sobreviver, está sucumbindo ao fato que a população em geral gosta de sensacionalismo barato e tragédias ????

Responder

Caracol

08 de abril de 2012 às 16h26

Que coisa impressionante… eu estou ficando velho mesmo.
Antigamente – na verdade até bem pouco tempo atrás (vide Pedro Collor) – um sujeito de quem se dizia que era louco ou "mal da cabeça", ficava ofendido. Ninguém era doido, ninguém era psicopata (imagina!) ninguém era "bipolar" (isso é chic, né?)
Ao que parece, hoje em dia a picaretagem baixou a um tal nível que todos os picaretas correm a se refugiar na suspeita de uma doença mental. Claro, pois contra o "louco" as leis e o julgamento social são mais amenos.
Mais uma dos picaretas. Como se "loucura" tornasse a picaretagem mais palatável.
Na verdade trata-se de uma mistura explosiva: psicopatia + mau-caratismo.
Se assim continuar, parece que o jeito vai ser soltar os honestos dentro do maracanãzinho e prender o resto do lado de fora, pelo Brasil afora.

Responder

FrancoAtirador

08 de abril de 2012 às 16h20

.
.
A JOGATINA IMPRENSA-CACHOEIRA (Parte1)

A Mídia Recompensa: Merchandising e Apologia ao Jogo

Transcrições de gravações da Polícia Federal, que constam do Inquérito da Operação Monte Carlo, revelam que Carlinhos Cachoeira cooptava "jornalistas" da revista Veja e de alguns jornais de circulação nacional para inserir matérias de interesse da quadrilha de administradores de jogos clandestinos.

Sob o pretexto de "denúncia", "turismo" ou "divertimento", as reportagens na grande imprensa funcionavam como propaganda, divulgação e apologia ao jogo ilegal, a fim de atrair novos "clientes" para Cachoeira e outros "empresários do ramo de jogos" associados.

Em agosto de 2011, período em que a Polícia Federal fez as escutas telefônicas, com autorização da Justiça Federal, percebe-se que a bola da vez era o Bingo On Line, pela internet.

Cachoeira, por sua vez, fornecia em troca aos mesmos "jornalistas", com exclusividade, material obtido através de escutas telefônicas e gravações de vídeos forjados por arapongas que pertenciam ao bando da jogatina.

Assim se originaram, por exemplo, reportagens sobre Waldomiro Diniz, da LOTERJ, Maurício Marinho, dos Correios, e mais recentemente sobre José Dirceu, no Hotel Naoum.

Leia abaixo, os registros da Polícia Federal constantes do Inquérito da Operação Monte Carlo e algumas matérias "jornalistícas" relacionadas:

MJ – MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL
SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS – MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CARLINHOS X LENINE
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
03/08/2011 17:49:23 03/08/2011 17:49:45 00:00:22
RESUMO
LENINE diz que vai sair no DOMINGO com RENATO (fala de reportagem no CORREIO BRAZILIENSE que o repórter RENATO vai fazer sobre BING0 on line.

TELEFONE NOME DO ALVO
1623370411 Lenine Araujo de Souza – Monte Carlo
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
LENINE X [email protected]
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
05/08/2011 19:32:58 05/08/2011 19:36:14 00:03:16
RESUMO
DADA diz que o cara (RENATO) já fez a matéria (bingo on-line) e vai sair domingo. LENINE diz que no URUGUAI também tá tudo certo. DADA diz que o PAULO ABREU só vai sentar com o amigo dele (possível PF) sábado ou domingo e que o dele tá aqui na quarta.

TELEFONE NOME DO ALVO
6196639223 Lenine Araujo de Souza – Monte Carlo
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
LENINE X [email protected]
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/08/2011 09:15:17 07/08/2011 09:16:57 00:01:40
RESUMO
DADA diz que a matéria (Bingo on line) ficou muito boa com duas páginas.

TELEFONE NOME DO ALVO
316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS – MONTE CARLO
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO
CARLINHOS X LENINE
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO
07/08/2011 11:12:10 07/08/2011 11:17:28 00:05:18
RESUMO
Conversm sobre matéria publicada fazendo propaganda do site de jogos brasilbingos no que são sócios e sobre detalhes de funcionamento do mesmo (http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2011/08/07/interna_cidadesdf,264380/chefoes-da-jogatina-criam-primeiro-bingo-ao-vivo-do-mundo-via-internet.shtml)
CC&JOGO
DIÁLOGO
CARLINHOS: Oi, oi LENINE.
LENINE: E ai? Você viu ai?
CARLINHOS: Que você achou?
LENINE: Achei que ficou boa pra caramba. bicho, né? Tem uns enfeites natural dele, ele é foda né bicho, então ele ai, não sei de onde ele cria isso.
CARLINHOS: Como é que é?
LENINE: Tem uns enfeites que ele faz, ele tem que dá as cutucadinha dele, né?
CARLINHOS: Não, MINAS, GOIÁS, BRASILIA, RIO DE JANEIRO, não sei o que MATA ou meu Deus do céu, mas tava demais não tava? O site?
LENINE: Ah. ficou boa de mais, a reportagem ficou, a reportagem em si ficou boa de mais da conta, mas muito boa. né? Muito boa.
CARLINHOS: (…) mas ficou muito boa, excelente matéria, vou ligar pra ele, mostrou que é companheiro viu LENINE?

CARLINHOS: Você sabe se fez lá.
LENINE: Fez o que?
CARLINHOS: Você sabe como que tá lá? Se ficou processando?
LENINE: Eu não sei cara, funciona à noite, né ? Ai começa 5 horas de novo. CONRADO (á lá em CURAÇAO, ai ele entra no ar, online. tô olhando não tá no ar aqui pra eu falar com ele, só à tarde pra eu conseguir falar com ele.
CARLINHOS: Pois é, mas não é o dia inteiro não, não é ligado não?
LENINE: Né não, só depois de 5 horas da tarde, não, o bingo ao vivo é depois de 5 horas da tarde e o cassino é o dia inteiro. uai.

Responder

Bley

08 de abril de 2012 às 16h11

A enteada de Gilmau Dantas ainda não veio a público a defender o probo chefe! Que ingratidão! O nobre senador goiano arranja-lhe uma boquinha e ela fazendo cara de paisagem. Parece que não traz boa educação de casa! Resultam esses demotucanos na escória humana!

Responder

Indira

08 de abril de 2012 às 15h57

Demostenes não é psicopata coisa nenhuma, como a imprensa faz tese agora. Ele queria chegar à presidência da Republica, não importando o meio, e mais poder e dinheiro. Ele é mau-carater. So isso.

Responder

Paulo Villas

08 de abril de 2012 às 15h44

Empresários de mídia sociopatas , senador esquizofrênico , crime organizado , analistas políticos bipolares e desonestos , na outra ponta uma rede de blogs sujos valente e guerreira. O prêmio desse cabo de guerra será o que chamam de "verdade dos fatos" e o cidadão , convocado a participar , terá que escolher de que lado da corda vai ajudar a puxar.

Responder

Gustavo Pamplona

08 de abril de 2012 às 15h14

Segue mais um outro "duplipensar" aí…

Vejam esta notícia: (Sim… eu leio a Veja!)

[Dilma embarca para os EUA para retribuir visita de Obama]
http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/di

Legal… isto já estava previsto… mas fica a pergunta: Será que a imprensa norte-americana irá retribuir a visita da Dilma?

Bom… vocês devem se lembrar de como foi toda aquela paparicação do nosso PORCO com o Obama quando ele esteve aqui no Brasil e o que nós ficamos sabendo como as coisas de fato aconteceram.

Casos como ministros brasileiros sendo revistados em Brasília e até problemas com a polícia do Rio de Janeiro onde o FBI não permitia certo acesso e forças de segurança brasileiras acabaram cedendo e não contando com aquela ordem dada por Obama em solo brasileiro de invadir a Líbia. Vocês se lembram disto?

E mais algumas perguntas: Será que o Antonio Patriota (Patriota ?) vai retirar os sapatos? Ou quantas vezes que ele já retirou os sapatos para entrar nos EUA? hahahhahaha

—-
Desde Jun/2007 não paparicando Obamas em Brasis no "Vi o Mundo"! ;-)
Fundador do PORCO – Partido de Oligarcas Representantes de Capitalistas Opressores (PIG)

Responder

    Miguel

    08 de abril de 2012 às 19h08

    fala a verdade, garoto: essa foto ai voce pegou no google, e sua idade ainda nao chegou aos onze anos. nao e'?

    RicardãoCarioca

    08 de abril de 2012 às 19h54

    Ô bigode, Veja? Veja??? É isso que a Veja diz pra você e seus outros leitores? Uma 'visitinha' de retribuição? Chega a dar pena, ver pessoas consumindo informação transmutada em futrica.

    A visita é quase totalmente para fins de colaboração científica.

    Se informe direito rapaz! E repense esse bigode de péssimo gosto.
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/04/

    beattrice

    08 de abril de 2012 às 21h06

    patriota no MRE, o ministro da piada pronta.

Marcio H Silva

08 de abril de 2012 às 14h03

Quem é demóstenes para criticar o pacote de Dilma?
Não tem moral nem para ser segurança de boate.
E a Folha ainda dá espaço para divulgar esta notícia.
Um bom exemplo do "duplipensar bipolar".
http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2012/0

Responder

    FrancoAtirador

    08 de abril de 2012 às 15h10

    .
    .
    Um Brasil Maior para os pequenos

    Por Demóstenes Torres (ou seria José Agripino? Álvaro Dias? José Serra?)

    O governo apresentou nesta terça-feira mais um saco de bondades, com o slogan de “não abandonar a indústria brasileira”. O pacote é menos que o esperado, principalmente para quem sobrevive acossado pela concorrência nos próprios Brics.

    A tática de tratar o essencial aos espasmos pode dar certo em outras áreas, mas na planta das fábricas é necessário respeitar o calendário anual. O empresário tem despesas a quitar em todos os 365 dias do ano e o funcionário depende do equilíbrio do mercado para garantir a carteira assinada.

    A engrenagem é praticamente a mesma desde a revolução fabril, com o agravante de o sistema não se resumir mais a um embate entre trabalho e capital.

    A era dos slogans de cartilha ficou no passado pré-computador. Estamos no século do empreendedorismo, em que qualquer pessoa deve receber a oportunidade de investir em seu talento para crescer.

    O jovem tímido se revela craque em informática e logo gera chance de a habilidade com o mundo virtual transformá-lo num empresário. A dona de casa evita o caos do trânsito e transforma a sala de casa numa fábrica de roupas.

    Assim acontece com os alimentos, a prestação de serviços e até o homem do campo esforçado que recebe a área e faz dela uma agroindústria.

    São esses os que clamam no deserto da falta de financiamento, da ausência absoluta de condições de giro. O governo, que garante não abandonar a indústria, poderia completar a frase: “… não importa o tamanho”.

    Evidentemente, os gargalos são abissais para grandes e pequenos, porém o poder de pressão dos micros se resume ao grito diante dos juros em empréstimos, em geral com agiotas clandestinos.

    A esperança é que, mesmo aos sustos, a eles chegue a sacola de facilidades sacudidas pelo governo quando a quebradeira se avizinha.

    A defesa dos empregos, parte do anúncio da presidente Dilma Rousseff, deve ser observada também a partir dos empreendimentos de fundo de quintal, das lojinhas sem registro, dos feirantes.

    Sete em cada dez vagas são abertas pelos descapitalizados microempreendedores, número só não mais incontestável que o índice de fechamento: 90% baixam as portas antes do segundo aniversário, aí incluídas as que sequer chegaram às juntas comerciais para o cadastro oficial.

    A redução de juros, que deveria ser generalizada e permanente, é uma das boas novidades, assim como um alívio no peso dos encargos trabalhistas, que esperam ser revistos com urgência. Ao menos, seria desejável que os 25 bilhões de dólares anunciados em reforço para o BNDES fossem direcionados para a turma do Simples.

    Enquanto isso, rodovias, portos, aeroportos, ferrovias e a burocracia seguem seu curso, tragando sonhos de todas as extensões.

    Fonte: BLOG DO DEMÓSTENES via BLOG DO JOSIAS

Marcio H Silva

08 de abril de 2012 às 14h00

"Podia acusar com veemência seus colegas senadores apanhados em desvios, como Renan Calheiros, enquanto mantinha o relacionamento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira porque, como todo psicopata, não misturava as personalidades “(Merval Pereira, reproduzindo argumento do psicanalista Joel Birman, 30/03/2012, O Globo)"

Um psicopata falando de outro, e neste caso, um psicopata traidor da pátria e subserviente aos EUA.
Falando sério, de psicopatas eles não tem nada, são safados mesmo.

Responder

Marcelo de Matos

08 de abril de 2012 às 13h54

O planalto central está se tornando o campeão nacional da produção de grãos e escândalos políticos. Blairo Maggi, naquele inesquecível seis de março, proferiu um comovente aparte para tranquilizar Demóstenes: “Disse-lhe ontem, por telefone, quando conversamos, que não se abata com isso, porque todos nós, homens públicos, estamos sujeitos a esse tipo de situação. Portanto, é um período de turbulência, mas nenhum período de turbulência permanece para sempre. Ele passará e o senhor sairá vitorioso”. No momento, nuvens plúmbeas pesam sobre a fronte de vários políticos do planalto: além de Demóstenes, o próprio Maggi, investigado pelo desvio de R$ 44 mi; Carlos Alberto Leréia, Marcondes Perillo. O brasão de armas de Brasília, de autoria do poeta Guilherme da Almeida, tem a frase: Venturis ventis, ou seja, aos ventos que hão de vir. É esperar que, com a inércia do Judiciário, os bons ventos dissipem as nuvens cinzentas dos céus do planalto e tragam paz a esses denodados homens públicos.

Responder

beattrice

08 de abril de 2012 às 13h37

Os pseudojornalistas do PiG que insistem na medicalização da falta de caráter dos envolvidos neste escândalo indecente deveria ser enquadrados pelo CFM por fraude e exercício ilegal da profissão.
Desde quando seu Merval tem qualificação técnica para definir psicopatia & afins?

Responder

Gustavo Pamplona

08 de abril de 2012 às 12h25

Ok… já que estamos falando em "duplipensar" segue um duplipensar sobre a Semana Santa.

Bom… se tem algo que acho uma bizarrice são estas datas (e principalmente feriados) religiosos e o mais interessante é que a maioria das pessoas pecam e nem se dão conta realmente disto.

Na sexta-feira todo mundo fica proibido de comer carne vermelha… então atacam impiedosamente peixes (em especial o bacalhau), deglutem aquilo achando que estão fazendo bem consigo mesmas mas no fundo mataram centenas de vidas, aliás no "Dia de ação de graças" (Thanksgiving day) norte-americano também fazem o mesmo, porém com perus.

Aí chega o domingo… onde a maioria das pessoas (e em especial as crianças) se empanturram de chocolate como ovos de páscoa e cometem um dos sete pecados capitais, a "gula" e nem se dão realmente conta disto.

Alías…sobre coelhos e ovos de páscoa também acho uma certa bizarrice nisto… a mesma bizaarice que vejo em associar um velhinho de barba branca intitulado "Papai Noel" com um nascimento de um homem intitulado "Jesus Cristo" que viveu uns 2000 anos atrás.

Enfim… todos nós sabemos que no fundo isto somente ajuda o capitalismo… bom… vocÊs já sabem… o preço do bacalhau sobe e a indústria do chocolate agradece especialmente as crianças.

O mais interessante é que eu não ligo para nada isto… inclusive comi carne vermelha na sexta-feira (e não estou nem aí) até porque digamos sou ateu, na realidade um "agnóstico"

Bom… a maior parte dos esquerdistas não creem em tem religião, afinal de contas, somos mais esclarecidos, se quiserem um exemplo: Perguntem a Dilma o que ela pensa sobre.

Não sou de falar coisas pessoais, mas fui criado na doutrina espírita, mas larguei completamente qualquer religião lá por volta dos 18 anos… não compactuo com dogmas e coisas inventadas pela humanidade… bom… no fundo, no fundo o conceito de Deus é invenção humana porém as pessoas não se dão conta realmente disto.

Antes das religiões monoteístas existiam as religiões politeístas onde existiam vários deuses, enfim… é tudo invenção humana

Além do mais religiões mataram, matam e ainda vão matar muita gente pelo mundo e no fundo religiões não passam de um "controle de massas" e conforto moral.

Isto sem contar aquela massa de gente que vai a Jerusalém fazer suas orações, achanno que vai resolver (e salvar) a vida supostamente miserável que vivem (leiam mais abaixo), naquele país de nome Israel tão responsável por milhares de mortes de na humanidade. Enfim… pecam anda mais por saberem disto e não fazerem nada contra. Se bem que todos nós sabemos que o problema ali se chama Estados Unidos.

O que salva as vidas de pessoas se chama trabalho e se precisarem de aconselhamento procurem um livro de auto-ajuda, um psicólogo ou um psiquiatra… funciona melhor do que ficar orando achando que isto vai resolver algo.

E só mais uma: Na segunda-feira tradicionalmente a imprensa brasilieira especialmente o nosso PORCO falará dos mortos nas estradas e sempre serão as federais (bom… as privatizadas paulistas, é claro que não né). É como se dissessem ao povo o seguinte: "Se você viajar na semana santa vai morrer na estrada"

—-
Desde Jun/2007 duplipensando no "Vi o Mundo"
Fundador do PORCO – Partido de Oligarcas Representantes de Capitalistas Opressores (PIG)

Responder

    Kleber Carvalho

    08 de abril de 2012 às 13h54

    Belíssimo comentário, retrata com fidelidade panacéia que é este mundo capital-religioso, melhor seria se não existissem religiões.

    Miguel

    08 de abril de 2012 às 19h11

    que salada maluca de chavoes, obviedades e bobagens de diversos tipos…

    beattrice

    08 de abril de 2012 às 21h09

    Resumo interessante dos interesses religiosos que via PiG tornam a sociedade refem.

    Gustavo Pamplona

    08 de abril de 2012 às 22h49

    Beattrice… agora gostei! ;-)

    Bom… um dia explico para vocês minha digamos… "função" aqui no Vi o Mundo… se bem que não eu não me outorgo este direito… não sou tão prepotente assim.. só sei que 90% aqui escrevem praticamente a mesma coisa.

    Eu apenas mostro a realidade nua e crua (eu até diria que sofro de "realitite") de um jeito sarcástico e totalmente instigante. É para causar impacto mesmo!

    E valeu pela resposta no outro comentário! Sobre o ministro Patriota (?) e minha crítica a paparicação da imprensa brasileira a visita do Obama na época.

    —-
    Desde Jun/2007 instigando sarcasticamente no "Vi o Mundo"! ;-)

    Jorge Nunes

    09 de abril de 2012 às 07h25

    Pelo que vejo de seus comentários não é a realidade, é apenas hipocrisia. Pois, você ignora outros problemas muito mais graves, e vai caçar pamonha no outro.

    E procura abafar envolvimento do crime organizado e não debate a renovação e a democratização da direita. Que não representa os lojistas e pequenos empresários e nem dá espaço a eles, pois são uma panelinha.

    Mas a realidade que você anda pregando é realmente parecido com a de 1984… a realidade só poder ser a do ministério da verdade.

    Só a mídia pode ditar a realidade enquanto a realidade do proletário é outra. A realidade não é a revista veja.

    A realidade só pode ser pensado do ponto vista da mídia de São Paulo, o Brasil tem mais universidades e mais gente em outros estados.

    O problema político hoje nasce na imprensa que impediu a renovação e a democratização da direita (isso vai dá problema)a favor de amigos e interesses. Assim temos uma oposição cada vez mais débil, ligada até ao crime organizado e uma mídia cada vez mais míope, que só ver o interesse do sistema financeiro e não enxerga a realidade do emprego.

    Elton

    09 de abril de 2012 às 07h56

    Nós já sabemos o que você faz aqui. Você não tem amigos nem trabalha. E pretende ser reconhecido com um ícone de Inteligencia, um verdadeiro Einstein da politica social, ah você também pretende ser mais um paladino da ética e moral.
    São tão claros os seus desejos e arrogância…é como olhar para uma criança de 5 anos..Elas são transparentes. Mas a comparação aqui não é quanto a beleza e sinceridade de uma criança, não fique contente. Pois ler seus comentários é o oposto de apreciar a beleza de uma criança. Na verdade quando você diz "Que venham a mim os que tem sede de conhecimento" é quase bíblico…se não fosse tão mitômano.

    João-PR

    09 de abril de 2012 às 01h37

    Lendo esse "comentário" do Pamplona, não pude deixar de lembrar da capa da Veja (que não assino, nem leio, mas a capa circulou na net): enquanto revistas como o Carta Capital noticiavam os trambiques do Cachoeira, a Veja falava sobre o Santo Sudário.
    O Pamplona fez o mesmo: não comentou o texto (belo, por sinal) do Gilson Caroni. Apenas falou do seu santo sudário.
    Isso é duplipensar????!!!!!!!!!!

    MChagas

    09 de abril de 2012 às 09h41

    Verdadeiro samba do crioulo doido. E pode não ser prepotente mass é presunçoso. De onde tirou a ideia de que os esquerdistas são mais esclarecidos? Ridículo.

    Gustavo Pamplona

    09 de abril de 2012 às 11h33

    "Why Liberals Are More Intelligent Than Conservatives"
    http://www.psychologytoday.com/blog/the-scientifi

    ou procure no Google: "Pessoas de esquerda são mais inteligentes que as de direita, aponta estudo" vai dar no link acima.

    El Gordo

    09 de abril de 2012 às 11h02

    Ad hominem à parte, alguém já disse que você é chato e inconveniente pra c., Gustavo?

    O que isso tem a ver com a cara de pau de grande parte do Jornalismo Opinativo brasileiro?

pierribr

08 de abril de 2012 às 12h01

O PIM (partido da imprensa marrom) busca, desesperadamente, uma forma de separar as acusações de Demóstenes das contra Demóstenes. Afinal, sendo ele acusado de fazer parte de um esquema criminoso com finalidades políticas, todas as acusações que fez contra seus pares – as mesmas que o PIM endossou salivando – passam a ficar sob suspeita.

Pior ainda, todas as informações que ele passou ao PIM para fundamentar os mais diversos "escândalos" tbm tornam-se suspeitas. E se uma das fontes do PIM é suspeita, isso significa que todas o são, pois o PIM não as verifica, na melhor das hipóteses, ou não liga se elas são falsas ou não, pois o que importa, de verdade, é atirar muito e sempre.

Criam, assim esses argumentos aberrantes, cínicos, falaciosos. "Ele é um psicopata", diz um, e subentende-se que o PIM não é culpado por não ter descoberto suas verdadeiras intenções. Outro diz que ele tem dupla personalidade, uma ética e outra criminosa, e suas acusações e informações são verdadeiras pois transmitidas pela personalidade "boa".

Não demora muito e vão apelar para a física quântica: Demóstenes é, ao mesmo tempo, ético e anti-ético, e tudo o que ele diz é verddae e mentira, ao mesmo tempo. É o Demóstenes de Schörindger, santo e bandido ao mesmo tempo.

Responder

    beattrice

    08 de abril de 2012 às 13h31

    A versão planaltina do médico e o monstro.

Paulo P.

08 de abril de 2012 às 11h53

Caro Azenha e Prezada Conceição,

bem sei que o meu comentário não tem relação direta com este assunto, mas tem muito a ver com o comportamento dúbio e descaminhos da imprensa.
————————————————————————–

A MÁFIA DO ''FLAPITO'' ATACA OUTRA VEZ!

Todos estão vendo: Eu vi, você viu… Que falta para agir?

Hoje, 7 de Abril, no Engenhão, o Flamengo venceu o Campeonato Carioca de 2012, com antecedência de 5 jogos! Faltando apenas uma rodada para o final do segundo turno, a Taça Rio, o time dos sopradores de apito já garantiu o título antes mesmo dessa rodada, da semifinal da Taça, da final da Taça e das duas partidas contra o coitado do Fluminense que chegou a pensar que estava garantido na final, pois venceu o primeiro turno, a Taça Guanabara. Com isso, ao complicar a sua vida na Libertadores, a máfia do futebol do Rio, que usa muito a FlaPress para encobrir tudo, já resolveu o primeiro semestre do time da Globo, vulgarmente chamado de Flamengo, dando o BI Campeonato Estadual e que por ironia do destino, (?!?) é justamente o ano do centenário do clássico Fla-Flu. Que sorte do pessoal de marketing da Globo, não?

O ESPN foi o único site a citar o que Roberto Dinamite disse:
http://espn.estadao.com.br/carioca

E não foi apenas o pênalti que deu a vitória ao rival, marcado aos 46 minutos do segundo tempo, que tirou os vascaínos do sério. Para Dinamite, ex-jogador, o árbitro “roubou” o Cruz-maltino durante todo o jogo.

“Temos que engolir isso: fomos roubados. Fui jogador de futebol, já estive ali e sei quando o juiz tem intenção de marcar pênalti contra e não marcar para o Vasco. Coincidentemente, é sempre contra o Flamengo. Já perdemos até titulo para o Flamengo assim e não acontece nada. Tem que respeitar uma instituição centenária como o Vasco. Não podemos ser roubados como fomos hoje. A atitude dele hoje foi uma atitude leviana. O futebol brasileiro precisa resgatar a credibilidade”, disse o dirigente, que promete protestar na Federação Carioca.

Os jogadores, que tiveram que ser contidos por policias militares para não agredirem o árbitro, também reclamaram aos microfones. “O Flamengo é muito grande, não é? Não precisa ser ajudado. Ai fica difícil”, declarou o atacante Alecsandro.

O volante Felipe Bastos explicou como, na opinião dele, o Vasco foi prejudicado pela arbitragem. “Era só amarelo para o Vasco. Isso caba condicionando o jogo, condicionado a gente também. Ele foi minando o time do Vasco aos poucos, falta perto da área. O juiz ajudou bastante o Flamengo.”

Já vimos isso… Sabemos que isso ia acontecer. Sabemos como vai terminar. Não adianta Dinamite reclamar com ninguém. O Botafogo reclamou e foi ridicularizado com a ajuda da FlaPress, recentemente o Fluminense fez o mesmo e também ridicularizaram ele novamente espalhado aos quatro ventos pela FlaPress. Dessa vez será a vez do Vasco.

O que falta para nós agirmos?

Já sabemos que os dirigentes falam e nada resolvem. Eles tem o rabo preso com muita coisa. Mas nós torcedores não temos! Somos nós que temos que começar a agir, temos que fazer alguma coisa. Até quando iremos aguentar vermos nossas esperanças de ver nossos times campeões pararem sempre no mesmo lugar e da mesma forma?
—————————————-

continua aqui…
http://aqipossa.blogspot.com.br/2012/04/todos-est

Também vão gostar do post,
http://www.fluminenseetc.com.br/fluminense-em-ger

ABRAÇOS.

SSTT

Responder

Luciano Bastiani

08 de abril de 2012 às 11h44

Gargamel, as denúncias não são só denúncias. Tem, como costumava dizer o delegado Protógenes, um conjunto probatório que não deixa dúvidas.
A não ser que 300 telefonemas não digam nada. Se não disseram nada em 300 telefonemas, então, alguma operadora de telefonia legalmente constituida pós privatização do sistema Telebrás tomou prejuízo, o que então, sim, seria um fortíssimo motivo para se abrir uma CPMI…… quaquaquaquaqua

Responder

Marat

08 de abril de 2012 às 11h29

É excelente que pessoas do nível de um Caroni Filho mostrem bem no que se transformou a imprensa brasileira. Quando os empregados do PIG vierem com seus sofismas infantis, o farão com um pé atrás!

Responder

Marat

08 de abril de 2012 às 11h27

Quando Orwell e Huxley escreveram seus famosos textos, tentaram atacar a URSS e o comunismo… engreaçado como a história é implacável: Hoje vemos que o capitalismo internacional com sua insaciável ganância foi quem assumiu os horrores que os tais livros previram!

Responder

    beattrice

    08 de abril de 2012 às 13h33

    A projeção do inconsciente já foi explicada por Freud há mais de um século.
    Também explica o DEMOstenes acusando a tudo e a todos.

    luiz pinheiro

    08 de abril de 2012 às 18h54

    O Grande Irmão é o cartel privado da mídia internacional.

    abolicionista

    08 de abril de 2012 às 23h40

    Não sei se o Huxley tinha a URSS em mente, o Orwell com certeza. O pesadelo de Admirável Mundo Novo parece mais uma sociedade de consumo massificada levada às últimas consequências. Ou seja, quase o mundo de hoje…

    Marat

    09 de abril de 2012 às 10h32

    Abolicionista, é o que parce… mas creio que ambos estavam jogando pelos seus países…

    Miguel

    09 de abril de 2012 às 17h44

    Orwell foi brigadista do POUM na Espanha, e viu a perseguicao do PCE aos milicianos, inclusive amigos seus, para seguir a orientacao politica de Stalin. Ele pode ter sido instrumentalizado pela direita ocidental, mas seu foco era outro.

    Burrimundo

    09 de abril de 2012 às 00h45

    Ingenuidade ou Ignorância … eis a questão? Ambos enxergavam longe, já sabiam desta porca realidade que se desenha cada vez mais com contornos nítidos, a passos largos e que as ovelhinhas dizem mé com muito gosto . Assista jogos vorazes e veja o que te aguarda.

    Marat

    09 de abril de 2012 às 10h32

    Pelo fato de dar nomes Lenina, Stalina etc., creio que fosse algo direcionado mesmo, só que o autor em questão nem imaginaria que o mais adequado seriam Harryna, Georgina, Obamina et al…

Levy Santos

08 de abril de 2012 às 11h23

A teoria do "duplipensamento" é sem dúvida, a mais engraçada que eu já vi.

Responder

eraklito

08 de abril de 2012 às 11h16

Demóstenes na lata do lixo.

Essa é boa.

Responder

Gerson Carneiro

08 de abril de 2012 às 10h53

Para tentar fugir do flagrante a revista Veja se sujeitou até a colocar a Dilma em sua capa. Não tem limites esse cinismo.

Responder

spin

08 de abril de 2012 às 10h48

"Mensalão": A gênese de uma farsa montada pela dupla Veja-Cachoeira http://www.advivo.com.br/blog/juriti-do-cerrado/a

Responder

Marval Parreira

08 de abril de 2012 às 10h48

MARVAL PARREIRA se apresentando.

Sou MARVAL PARREIRA, a outra personalidade do dito cujo, ora me apresentando.

Sou jornalista porque descobri que não sei fazer outra coisa na vida. Sou especialista em falar mal dos governos eleitos, desde que de centro-esquerda e mais um pouco à esquerda. Detesto a palavra “democracia”, mas reconheço que o Demóstenes Torres sempre foi um democrata corrupto, quero dizer, convicto. Mas só agora um psiquiatra descobriu, a meu conselho, que ele (o Demóstenes) tem dupla personalidade. Mas eu nunca abandonarei um velho amigo do alheio – pode ficar tranquilo, Demóstenes.

Estava em casa marcando bobeira quando recebi o convite para me transformar em imortal da ABL (Academia Brasileira de Lorotas). Aceitei imediatamente porque, com aquele fardão, eu fico parecido com Napoleão Bonaparte, o meu grande ídolo, ou com um dos componentes da capa do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles. Ser imortal não é viver para sempre, mas reencarnar várias vezes, sempre cada vez mais rico.

Meu sonho nesta primeira encarnação neste país de analfabetos funcionais é ganhar muito dinheiro para vestido de imortal poder jogar golfe com os milionários around the world. Num futuro próximo pretendo me isolar completamente da patuleia e só escreverei alguma matéria se for por muito dinheiro, mais dinheiro do que os empresários pagam para assistir a uma palestra insossa de FHC, insossa como deve ser todas as palestras para hipertensos.

Nunca conheci o Carlinhos Cachoeira, e o Demóstenes me deve este contato até hoje. Como deixar de me apresentar um homem tão esperto e dotado de um prestígio tão grande junto a classe política de Goiás? Um homem de caráter transcendental? Se vocês não gostaram desta última palavra, lembrem-se que eu preciso escrever uma frase difícil a cada quatro parágrafos para enganar os trouxas e mostrar que eu mereço o fardão da ABL.

Obs: O nome Academia Brasileira de Lorotas é apropriado, porque no chá das cinco (o meu é com adoçante) nós só fazemos fofocas. Ou vocês acham que lorotas não rimam com fofocas?

Assinado Marval Parreira, uma alma ganhando corpo.

Responder

José X.

08 de abril de 2012 às 10h47

Nem precisa muita erudição para qualificar essa imprensa brasileira: são bandidos, simplesmente. Logo logo arranjam um outro "escândalo" contra o governo federal para abafar esse de Veja/Demóstenes/Cachoeira.

Curiosidade: em que pé está o mensalão do DEMO no DF, que foram flagrados em vídeo ? Em que situação estão Arruda, Jacqueline Roriz, e os outros, tem alguém preso ? Se "a gente" não tomar cuidado este caso de agora segue para o mesmo caminho, o do esquecimento, da mesma maneira que a privataria, que praticamente desapareceu, tomou doril e sumiu.

Responder

Henriqe

08 de abril de 2012 às 10h47

Gilson, parabéns! Seu texto é verdadeiro estudo estratégico das operações da mídia conservadora corporativa. Nos do povo precisamos de textos com este quilate para a efetivação de nossa resistência.

Responder

Jairo_Beraldo

08 de abril de 2012 às 10h21

Talvez para absolve-lo, os ministros dos STF recorrerão à celebre frase da ex-ministra Ellen Grace inocentando Dantas – "DEMóstenes não era DEMóstesnes, mas DEMóstenes," E vida que segue. E quanto ao reizinho M.Perigo, será difícil pegá-lo, pois ele, espertamente, nao faz suas mazelas pessoalmente ou diretamente. Sempre usa de interlocutores, que ao serem pegos, "candidamente" se responsabilizam pelos atos do chefe, em trocas de polpudas benesses.

Responder

erivaldosilva

08 de abril de 2012 às 10h05

Acabei de ler uma historia narrada por Elio Gaspari em sua coluna no Globo. Tudo se passa em setembro de 2015, Conta o articulista de o Globo em sua historia fictícia, mas que podeira ocorrer no Brasil . Eleito presidente Demóstenes reestruturou o programa Bolsa Família, reduzindo-lhe as verbas e criando obstáculos para o acesso aos seus benefícios. Patrocinou projetos reduzindo a maioridade penal para 16 anos, e autorizando a internação compulsória de drogados. Determinou que uma comissão especial expurgue o catálogo de livros didáticos distribuídos pelo Ministério da Educação. Segue Gaspari, Eleito presidente da República em novembro do ano passado, Demóstenes Torres chegou ontem a Nova York para abrir a Assembleia Geral das Nações Unidas. E aí vai, só faltou dizer que nomeo para ministro da educação como portavoz dogoverno Augusto Nunes e Tio Rei. Enfim, diz Gaspari, quem conhece o tamanho do conto do vigário moralista de Fernando Collor e Jânio Quadros sabe que tudo o que está escrito aí em cima poderia ter acontecido.

Responder

Viviane

08 de abril de 2012 às 09h34

"Podia acusar com veemência seus colegas senadores apanhados em desvios, como Renan Calheiros, enquanto mantinha o relacionamento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira porque, como todo psicopata, não misturava as personalidades “(Merval Pereira, reproduzindo argumento do psicanalista Joel Birman, 30/03/2012, O Globo).
É o cúmulo alguém ter a desfaçatez de dar explicações "psicológicas" para a falta de ética! Como se o "mal", puro e simples não existisse…

Responder

Martins Andrade

08 de abril de 2012 às 09h33

O artigo de Gilson Caroni Filho, que numa erudição jornalística formidável, explica o comportamento da grande mídia, ante os desvios morais dos políticos e partidos amigos.

Leiam como O Globo, através de Nélson Motta, tenta por em dúvidas as investigações da Polícia Federal e a avalanche de provas colhidas em telefonemas entre o senador Demóstenes Torres e Carlinhos Cachoeira. O senador passou da certeza de um homem probo para a dúvida de seus atos;

Dora Kramer tenta dizer que o que está acontecendo com o senador Demóstenes Torres é uma vingança daqueles, que ele apontou o dedo acusando-os de corruptos. Por isso ninguém tem credibilidade para cobrar ética ao senador;

Para Merval Pereira, o senador Demóstenes Torres deve ter incorporado um espírito duplo, em que um era corrupto e o outro condenava a corrupção dos outros. Só,que, antes de ser pego nas falcatruas com Carlinhos Cachoeira, o senador era uma figura emblemática e de uma inteligência invulgar. Pelo que escreve Merval Pereira, o Senador passa a ser um insano.
O artigo foi replicado em nosso Blog Martins Andrade e Você, http://martinsandrade.wordpres.com

Responder

Gioconda Brasil

08 de abril de 2012 às 09h22

E os Senadores como o Álvaro Botox Dias, o Pedro Simon O Suplicy (este até nãop é tanto, pois tá senilo e tá a costumadoa fazer papelão) o tasl doCoutodoPará tema dizer oque.? Ficaramcomcara de Taxho né mesmo?

Responder

Helio Filho

08 de abril de 2012 às 09h21

Grande sacada, o duplipensar da midia corporativa.
Novimprensa e tocanolingua.

Responder

sergio

08 de abril de 2012 às 09h08

Como diria um narrador que pertence ao Partido da Imprensa; "Que beleza"!

Responder

Gersier

08 de abril de 2012 às 08h57

Orgeriza.aversão.nojo,desprezo por essa mídia(dos demos e tucanóides)que diz ao incautos ser IMPRENSA.
Eles não falam,crocitam,abutres que são.
Nos acham uns "antas" mas são eles que tapiam(não confundir com tapear que nesse caso também é válido).
Como chacais que são,ladram quando eles próprios por encomenda,sabe-se agora de quem,criam e repercutem factóides contra o Lula e a Dilma.
Agora o ex esteio da moralidade e da ética(que como o PIG, nunca os teve)descobre finalmente que ele,a verde(em ambos os sentidos)marina,o virgílio CPI, e outros menos "notáveis",não passaram de uns inocentões (in)úteis e descartáveis.
Já já chega a vez do "butoxicado".

Responder

Lu_Witovisk

08 de abril de 2012 às 08h52

Sim, a "realidade" pode ser bem pior que a ficção. É um nojo a maneira como o PIG é PIG, alguém realmente "de bem" como eles falam, não se corrompe. Moralista pavoneado não é sinonimo de alguém insuspeito ou incorruptivel, é ao contrário, quem fala mto em etica, nobreza, normalmente tá mais sujo que pau de galinheiro.
O susto da midia só revela mesmo o quanto é vendida,o cara era do DEM, precisa desenhar???

Responder

Marval Parreira

08 de abril de 2012 às 08h43

Eu acho bom o PIG promover uma campanha de arrecadação de fundos para a aposentadoria do Demóstenes, o homem de "dupla" personalidade.

O problema é que uma das personalidades do nosso herói é chegada a uma chantagem e quer manter o mesmo padrão de vida e continuar aumentando as cifras de suas contas bancárias. E essa "personalidade", só recentemente identificada, pode querer cobrar um preço muito elevado pelo seu silêncio.

Portanto, quem for amigo do Cachoeira, via Demóstene, que se cuide e comece a arrecadar alguns milhões de dólares para esta "alma penada" ainda não muito bem conhecida.

Assinado Marval Parrera

Responder

chicorasia

08 de abril de 2012 às 08h42

Uma citação célebre de 1984 é "Quem controla o passado controla o futuro. Quem controla o presente controla o passado."

Mas, talvez, a melhor citação para hoje seja "Sob a sombra da castanheira, eu te traí e você me traiu" (podia ser o novo slogan da Nextel de Miami, não?).

Será que o senador já descobriu o que o aguarda na infame sala 101?

Responder

RicardãoCarioca

08 de abril de 2012 às 08h37

De dono da ética para pau mandado de bicheiro. Que mutação! Um verdadeiro 'X-DEM'.

Responder

Guilherme Souto

08 de abril de 2012 às 08h30

"…O que se faz ali não é jornalismo, mas um simulacro de literatura de antecipação marcada por profundo pessimismo e cenários de devastação…"

Então é ficção e, por isso, o Merval é imortal. Não temos do que reclamar de ele usar fardão.

quáquáquá

Responder

Nedi

08 de abril de 2012 às 08h24

E qual será o psicanalista que vai desmascarar os "farsantes e psicopatas" coLLOnistas do PIG apresentando ao grande público as diversas personagens que neles habitam?

Responder

Yarus

08 de abril de 2012 às 08h09

Digite o texto aqui![youtube PR-vDtzBCgI http://www.youtube.com/watch?v=PR-vDtzBCgI youtube]

Responder

Yarus

08 de abril de 2012 às 05h36

"Tucano admite pedido de ajuda eleitoral a Cachoeira

DEPUTADO FEDERAL E PRÉ-CANDIDIDATO TUCANO À PREFEITURA DE GOIÂNIA, LEONARDO VILELA NÃO SÓ CONFIRMOU O CONTATO COM O BICHEIRO, COMO INFORMOU, EM NOTA, QUE BUSCOU AJUDA POLÍTICA DE CACHOEIRA

247 – Citado em reportagem do Correio Braziliense deste sábado como presente em lista de ligações trocadas com com Carlinhos Cachoeira, o deputado federal e pré-candididato tucano à Prefeitura de Goiânia, Leonardo Vilela, não só confirmou o contato com o bicheiro, como informou, em nota, que buscou ajuda política de Cachoeira.

Em nota oficial, Leonardo diz textualmente: "Na ocasião (do contado), discutia-se a possibilidade de o senador Demóstenes Torres ser ou não ser candidato a prefeito em Goiânia. Eu precisava falar com ele, pois o seu apoio seria importante para qualquer candidatura, caso desistisse. Todos sabem da amizade do senador com o empresário Carlos Ramos. Ele me ajudou a marcar esse encontro com o senador, quando pedi seu apoio à minha pré-candidatura."

Leonardo Vilela é o nome escolhido por Marconi Perillo para disputar a prefeitura. É o seu candidato. E, como tal, recorre a Carlinhos Cachoeira, para articular o apoio do senador. Ato isolado? Orientação superior?

Outra curiosidade da nota oficial do tucano: ele diz ter tido duas conversas com Cachoeira, mas em ambas pediu. Pediu ajuda para sua filha e pediu ajuda para seu projeto eleitoral. Depois disso, só beijando a mão.

Um último detalhe: até o final do mês passado, Leonardo Vilela era secretário de Meio Ambiente de Goiás. Saiu para ser pré-candidato a prefeito, e deu lugar a um promotor de Justiça, Umberto Machado, que coincidentemente foi chefe de gabinete de Demóstenes Torres quando este era Procurador-Geral de Justiça de Goiás – cargo, aliás, ocupado hoje, também coincidentemente, pelo irmão de Demóstenes, Benedito Torres…"
——— http://rio.brasil247.com.br/pt/247/poder/52454/Tu

Responder

Gerson Carneiro

08 de abril de 2012 às 02h41

Na sexta-feira santa, dia 06 de abril, o Jornal da Band foi apresentado pelo Fábio Pannunzio. Aquele comentarista de política da TV Bandeirantes com cara de Mauricinho, primo do ex-deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB-SP). Até aí tudo bem, não fosse a exibição de um "especialista" com a seguinte tese, nessas palavras:

"se investigar a fundo esse caso do Cachoeira vão descobrir que jornalistas foram arapongados a mando de políticos grandes de Brasília que tinham o objetivo de descobrirem antecipadamente as denúncias que iriam ser publicadas e assim anteciparem a preparação das defesas".

Olha que tese absurda e descarada. Para blindar a imprensa e não denunciar o envolvimento da Veja com as arapongagens o jornald do Pannunzio saiu com essa de transformar a imprensa de ré em vítima.

Enquanto que a própria imprensa foi quem se beneficiou e até participou das arapongagens realizadas pelo bicheiro (que a Folha de São Paulo insiste em tratá-lo carinhosamente por "empresário do ramo de jogos") Carlinhos Cachoeira.

E tem mais. Desde o dia 29 de fevereiro de 2012, quando o contraventor querido pela Folha de São Paulo foi preso, a revista Veja já soltou 6 edições e nenhuma capa é dedicada a denúncias de corrupção. Isto porque seu editor-chefe Policarpo Júnior e Carlinhos Cachoeira trocaram no mínimo 200 telefonemas em menos de 6 meses. Logo a Veja, tão ávida em produzir capas sensacionalistas de denuncismo, vê-se envolvida e obrigada a calar-se sobre esse monstruoso escândalo de corrupção.

<img src=http://2.bp.blogspot.com/-tZqjh0Nf0UU/T4CiGzvt1HI/AAAAAAAAG8M/Rq0442EolpM/s320/veja_pos_cachoeira.jpg>

Responder

    Gerson Carneiro

    08 de abril de 2012 às 10h51

    No caso o Jornal do Pannunzio deixa de noticiar um fato concreto (o envolvimento da Veja) para noticiar uma suposição, uma tese. É o duplipensar em exercício.

Adilson

08 de abril de 2012 às 02h21

Imundos, hipócritas, patifes, biltres e corruptos como o Senador, a diferença desses que hoje são obrigados a falar sobre o assunto é que os mesmos ainda não cairam em desgraça como o Senador.

Responder

Francisco Hugo

08 de abril de 2012 às 02h17

Não estou ouvindo a voz rouca das redações!
Faz tempo.
Desde quando se contava como piada:
Semana Santa, chamado a trabalhar em órgão de imprensa, um jovem estagiário de jornalismo apresenta-se ansioso ao chefe de redação.
Nada na pauta, repórteres todos em campo, editores tranquilos, o chefe olhou para uma foto sobre a mesa, encenação da Paixão, e encomendou ao foca:
— Escreva uma lauda sobre Jesus Cristo.
Solerte, o jovem procurou papel e máquina, ajeitou-se e indagou:
— A favor ou contra?

Responder

Gargamel

08 de abril de 2012 às 01h02

Que bom que agora as denúncias são verdadeiras só porque são contra a oposição né?

Responder

    pierribr

    08 de abril de 2012 às 12h01

    Não, elas são verdadeiras pq tem provas, e não vieram de ma fonte suspeita como a imprensa marrom a mando do Demóstenes e Cachoeira.

    Quer que desenhe?

    Eduardo Mendes

    08 de abril de 2012 às 12h17

    Denúncia de ex-presidiário é diferente de investigação da PF.

    Jorge Nunes

    08 de abril de 2012 às 12h20

    Quem está levantando a bandeira da hipocrisia é o seu lado.

    Isso está matando a capacidade da direita de chagar em algum lugar. Ao negar a sua realidade, nega a renovação e o surgimento de novos e verdadeiros líderes.

    mariano

    08 de abril de 2012 às 12h22

    Que oposição?

Cleverton_Silva

08 de abril de 2012 às 00h24

DEMóstenes não era DEMóstenes. Era o DEMo que o possuía. O pig vai dizer que um exorcista salva DEMóstenes.

Responder

    Gioconda Brasil

    08 de abril de 2012 às 09h20

    É difícil de crêer que uma pessoa tenha dupla personalidade de forma tão perfeita. Só pode ser doença. Ele apontava o dedo implacável para seus adversários de maneira ferina e no entanto era ele mesmo o pior fascinora.
    E a Mídia capitaneada pelos Merdal e o Demétrio Magnoli na Roda Morta o que tem a dizer depois desta paulada.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.