VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Donato: Foco do segundo turno será nos problemas da cidade


08/10/2012 - 01h25

por Luiz Carlos Azenha

O coordenador-geral da campanha de Fernando Haddad, Antonio Donato (reeleito ontem vereador), esteve na entrevista coletiva de Fernando Haddad à imprensa, ontem.

Ele disse que o partido pretende focar o segundo turno no debate das questões importantes para os paulistanos.

É óbvio que o PSDB quer tirar o foco da administração local, que tem grande taxa de reprovação.

Quanto mais distante o debate ficar da figura de Gilberto Kassab, melhor.

Em outras palavras: mensalão, mensalão e mensalão!

Clique abaixo para ouvir a breve entrevista:

donatofinal

Leia também:

Haddad: “Não foi exatamente uma surpresa para nós”

Marcio Pochmann vai ao segundo turno em Campinas

Em São José dos Campos, Pinheirinho derrota o mensalão

Genoino: “Vocês são urubus e torturadores da alma humana”

Joaquim Barbosa: A imprensa brasileira é toda ela branca e conservadora

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Paulo Moreira Leite: Quem tem medo da mensagem das urnas « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de outubro de 2012 às 20h53

[…] Donato: Foco do segundo turno será nos problemas da cidade […]

Responder

Datafolha: Haddad lidera com 47%; Serra tem 37% « Viomundo – O que você não vê na mídia

10 de outubro de 2012 às 20h19

[…] Donato: Foco do segundo turno será nos problemas da cidade […]

Responder

Bonifa

09 de outubro de 2012 às 08h15

Não sabemos até que ponto as reportagens televisivas foram editadas em função de uma única orientação política, mas vimos, não apenas na Globo, Haddad aparecer preocupado e a dizer que vai partir para a discussão da ética no segundo turno. Em alguns casos, este surge como seu único propósito: a discussão da ética. É evidente que a imprensa tucana quer tentar encurralar o candidato petista na gaiola estreita do mensalão, um mensalão que nem deveria estar em discussão. Haddad não deve fugir, mas deve elidir qualquer tentativa de aproximação desta armadilha idiota. A imprensa tucana não se conforma. Se algo que deseja não acontece, ela não parte para outra. Vai Tentar reanimar esta estupidez mensalística como se fosse mais importante que as terríveis enchentes de São Paulo.

Responder

Fabio Passos

08 de outubro de 2012 às 20h57

serra-kassab não vão se safar… nem pagando R$500 mil de propina pro civita fazer propaganda. rsrs

O PT precisa mostrar as propostas que vão corrigir o descalabro causado pela dupla de incompetentes serra-kassab.

Responder

J Souza

08 de outubro de 2012 às 10h36

O PT precisará focar a administração nos transportes e na saúde pública quando assumir, além da Educação, que foi bem trabalhada por Marta.
A classe média vai decidir a eleição em SP, como sabido. Só lembrando.

Responder

    malba tahan

    08 de outubro de 2012 às 16h31

    Não Minha cara; eu acho que estás enganada. O que os mapas eleitorais vão mostar claramente é que quem decidiu o primeiro turno ( e vai decidir o segundo) são as classes C- D e E. As classes médias vão se dividir: um setor dos intelectuais vai com Haddad, outro vai para a abstenção e uma terceira parte se alinhará com o voto conservador e/ ou reacionário e irá de J. Serra. O PT começou a crescer, quando desceu do salto alto e foi pra rua. É isso que vai dar o segundo turno pro hadad

Roberto Locatelli

08 de outubro de 2012 às 08h00

São Paulo está caótica.

– congestionamentos gigantescos, resultado do sucateamento do transporte público. A frota de ônibus, que já foi de 24 mil veículos, na década passada, hoje é de 13 mil. Detalhe: Pedro Kassab, irmão do prefeito, é “conselheiro” das empresas de ônibus.

– insegurança, com as pessoas temerosas de sair de casa à noite.

– privataria na saúde, forçando a população a procurar clínicas particulares.

– educação pública municipal de quinta categoria.

– cultura relegada ao 15º plano do inferno astral.

– iluminação pública sucateada.

– asfalto destruído nas regiões mais pobres.

– concentração dos investimentos nos bairros “nobres” (?).

___________

Obs.: por que os bairros em que moram banqueiros, especuladores e grandes traficantes são chamados de “nobres”? Qual é a “nobreza” desses bairros?

Responder

    LEANDRO

    08 de outubro de 2012 às 13h12

    Não me diga que Sampa está assim.. Mas e Salvador? Terezina? Brasília? São Luiz? Como estão? Se SP tá assim imagina a maioria das capitais do nordeste.

    Willian

    08 de outubro de 2012 às 14h37

    Pô, Roberto, achei que seu preconceito fosse só contra negros que não são negros como você acha que devam ser. Tá certo que os blogueiros progressistas moram todos no Capão Rendondo e deixaram Higienópolis para os blogueiros do PIG, mas acho injusto você tratar todos os moradores dos bairros nobres de uma mesma maneira.

    sandro

    08 de outubro de 2012 às 19h08

    O que é um bairro nobre?


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!