André Barrocal: Dilma trata Pinheirinho como “barbárie”

Tempo de leitura: 2 min

Dilma: ‘Pinheirinho é barbárie’

Em reunião fechada com representantes do comitê internacional do Fórum Social Mundial, Dilma Rousseff critica duramente ação policial contra sem teto em São Paulo. Segundo ela, governo federal negociava solução amistosa e foi surpreendido por despejo, hipótese que não tinha sido colocada concretamente. Ministra dos Direitos Humanos também condena violencia.

André Barrocal, na Carta Maior

Porto Alegre – A presidenta Dilma Rousseff classificou de “barbárie” a operação de despejo de 1,6 mil famílias sem teto da área do Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), no último domingo (22). Dilma comentou o episódio nesta quinta-feira (26) em reunião com cerca de 90 representantes do comitê internacional do Fórum Social Mundial, em um hotel na capital gaúcha.

A presidenta foi provocada a tocar no assunto pelo empresário Oded Grajew, ex-presidente do Instituto Ethos de Responsabilidade Social, segundo relato feito à reportagem por uma pessoa presente à reunião. O empresário entregou a Dilma um documento sobre direito à moradia escrito por entidades populares que atuam na área.

Em resposta, a presidenta criticou duramente o que aconteceu, embora, segundo este participante, não tenha culpado ninguém especificamente.

“Pinheirinho é barbárie”, disse a presidenta de acordo com relato de um outro participante da reunião.

Segundo Dilma, o governo federal foi surpreendido, pois participava de negociações para um desfecho amigável e em nenhum momento a hipótese de despejo teria sido colocada concretamente – as outras autoridades na mesa de negociação eram de São Paulo e São José dos Campos.

A presidenta teria dito, porém, apesar de discordar do que ocorreu, o governo federal não tem muito o que fazer, pois respeita as demais autoridades – no caso, o governo de São Paulo e a prefeitura de São José dos Campos, ambos comandados pelo PSDB, e a Justiça paulista.

Na véspera, depois de participar de uma atividade no Fórum Social Temático, a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, tinha adotado a mesma posição de Dilma. Demarcou a posição diferenciada do governo federal, mas dizendo que se deve respeita as instituições paulistas.

“Nós da área dos direitos humanos somos naturalmente a favor de soluções pactuadas”, afirmou a ministra. “O governo federal ainda está aberto a negociar.”

Leia também:

Raquel Rolnik: Em vez de política, polícia


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Pedro

Acho que o pior de tudo é saber que esse terreno foi adquirido desonestamente pelo Naji Nahas, através de ação judicial obscura da justiça paulista. Esse terreno pertencia a uma família que não deixou herdeiros, logo pertencia ao município. Não sei dizer como esse pilantra conseguiu passar para o seu nome… E hoje o PSDB, a Justiça Paulista, o Governador Alckimin, todos juntos defendendo esse Naji Nahas. O que deve ter por trás disso tudo? Observa-se que são todos coniventes e também deve ter muitos interesses escusos nisso tudo… É muita grana pra ser dividida, com o Governador, Prefeito, juízes, etc… A sede é tão grande que não basta a Privataria… O que vcs acham da Cracolândia… A família do Kassab vive do ramo Imobiliário… Administram e são proprietários de muitos imóveis nesse local. O Projeto Nova Luz só atende aos seus interesses… E tudo isso com o PIG apoiando. Socorro!… Chame o Ladrão!… Chame o Ladrão!…

Diniz

Aonde está a corajosa menina que um dia lutou bravamente contra a ditadura ? Dilma está se mostrando um tanto covarde em seu início de mandato, fugindo de qualquer confronto e cedendo a setores conservadores nas questões das liberdades individuais. Também mostra a diferença que há entre um Presidente burocrático (Dilma) e um Presidente Estadista (Lula) em sua política de relações exteriores. Na questão política e social então, nem se fala: a esta altura Lula já estaria bradando aos quatro ventos sobre a "barbárie" e tomando ações e não apenas admitindo a "barbárie" em um ambiente reservado e apenas para ouvidos amigos.

luiz pinheiro

Do Blog do Brizola Neto:
A Folha não liberou para o público em geral as críticas da Presidenta Dilma à expulsão dos moradores do Pinheirinho. Evidente que, pela função presidencial, não caberia a Dilma discursar contra a Justiça e o Governo de São Paulo, pelas implicações institucionais. Mas, numa reunião com movimentos sociais, a Presidenta, segundo a Folha, referiu-se à operação como "barbárie", mas que o país é uma federação, o que limita a atuação do governo federal.
A barbárie de Pinheirinho, como a “blitz” da Cracolândia são escaramuças. Vão tentar atrair a esquerda brasileira para a armadilha de se apresentar como patrocinadora da desordem, da ilegalidade.
Nós temos um governo que trava batalhas que nós não podemos travar sozinhos. Mas há batalhas que só nós podemos travar, não o Governo. Dilma precisa de nós, como nós precisamos dela.

contradita

Retratos da Perversidade Política

O banho de sangue não ocorreu. Nenhuma morte, nem mesmo feridos graves. A resistência não passou de mau agouro. Tudo desconforme com o roteiro traçado pelas vozes do extremismo feroz e intolerante, que desejava a carnificina para empregá-la contra o PSDB em ano de eleições municipais.

O bônus eleitoral que se pretendia obter era mais valioso que a dignidade dos moradores do Pinheirinho, agora tornada razão para justificar todas as espécies de maledicências e campanhas que visam a depreciar o governo de São Paulo.

Na íntegra: http://www.contradita.wordpress.com

Obrgiado, Azenha, um dos poucos blogs da "esquerda" que permitem que eu comente. Vitória para a liberdade de expressão e para o incentivo ao debate inteligente.

    Diniz

    Entendo, o PSDB governa o Estado de SP há "somente" 17 anos e o PSDB governa a Prefeitura de S.J. Campos há "somente" 7 anos e por isto não tiveram tempo para planejar e oferecer aos moradores do Pinheirinho (que estão lá há "somente" 8 anos) um outro local apropriado para eles morar. A Cracolândia existe há 10 anos e somente este ano, eleitoral !, é que o governo paulista resolveu agir, mal e porcamente, diga-se …

Luci

Sim foi barbárie. Mas também é Barbárie a corrupção que desvia 82 bilhões por ano no país e vai submetendo milhões de pessoas à exclusão e marginalização social. Este assentamento Pinheirinho reune gerações de pessoas empobrecidas idosos, jovens, crianças.Mulheres e homens. É preciso Planejamento e Políticas Públicas distributivas, para atender a demanda dos que estão em situação vulnerável e de imobilismo social, tomando tiro por ser pobre. Desumano pela crueldade, causa perplexidade a coragem, a certeza da impunidade e a afronta a sociedade mundial. Foi um ato inominável.
Se as pessoas estão submetidas à miséria, a Justiça não lhes garante direitos sociais e os abandonou, ordenou uma violência excessiva para garntir poder de propriedade á massa falida e a Nagi Nahas, que desestabiliza a República.

Jose Antonio Batata

DILMA tem razão Pinheirinho foi uma GRANDE barbárie. Até Hitler ficaria chocado. A GESTAPO Paulista está pior do que na Alemanha NAZISTA. Tudo começou com a invasão da USP. Depois bateram no estudante NEGRO. Massacraram os pobres coitados da Cracolândia. Fuzilaram o povo do PINHEIRINHO.Não consigo esquecer do Bertolt Brecht e seus poemas contra os NAZISTAS…

Alberto

Também achei uma barbárie.

Mas eu não sou Presidente da República.

Marcelo

Sra. Presidenta que ação sua indignação vai gerar , que providencias serão tomadas ? Sem isso sua indignação fica vazia e soa hipocrita .

Jose Antonio Batata

Depois do Governo do Estado de São Paulo massacrar o POVO,querem que a união resolva o problema. Neste momento a UNIÃO não tem como intervir no Estado de São paulo.

Abolicionista

Dilma vacilou feio. Acorda, PT!

Airton

Respeitam as instituições paulistas… Enquanto as paulistas (municipal e estadual) tripudiam as federais. Maravilhosa governabilidade!

Abolicionista

estudante da USP é estuprada por PM

link: http://www.pco.org.br/con34809

Marcio H Silva

Declaração a portas fechadas? que governo é este? tem que vir a publico falar com seu povo que deu aprovação surpreendente a seu governo. Tá com medo de que ou de quem? tem que ter mais coragem de assumir suas posições, afinal votamos nela pra que? Respeita os governos dos estados? e quem respeita o povo?

paulo sergio

Tá bom , então ela estava com os algozes , na quart-feira , em São Paulo , recebendo deles umas medalhas e compartilhando desse imenso cinismo ? Ah me poupem , a mulher é presidente do Brasil , tem poder e pode exerce-lo e me vem com essa . Vcs tbm hein ?
Paulo

José Ricardo Romero

A grande maioria das manifestações neste blog são de arrazar com a Dilma. Não é para menos. Anda pisando feio na bola. De beija-mão e salameleques à quadrilha política de São Paulo e a omelete na Globo, passando pela cara de paisagem em relação à regulação da mídia e à corrupção do judiciário, ela está mostrando realmente a que veio: ficar bem com o stablishent da direita. Perdeu meu voto.

Outro Antonio

Se a Presidenta disse que respeita as instituições paulistas, fica fácil, pois ela não vai precisar fazer nada para reparar essa barbaridade cometida pelo jagunço desgovernador de SP e seus juízes amigos dos ricos e oprimidos pelo povo. Estamos na mão de um governador jagunço, de uma Justiça completamente corrompida e de uma polícia política, que detona o que estiver a frente. Assim estamos lascados. Chame o ladrão, chame o ladrão. Nós vamos precisar nos armar para combater esses jagunços, presidenta?

A. Carlos

Governe com o povo, saia da roda de fogo. Governo com o povo.

Antônio Sousa

Não vi e nem ouvi a Presidenta dizer que "governo federal não tem muito o que fazer, pois respeita as demais autoridades – no caso, o governo de São Paulo e a prefeitura de São José dos Campos, ambos comandados pelo PSDB, e a Justiça paulista.
Espero que ela não tenha dito. Se não disse tudo não passará de ruídos na comunicação, provocados pela intermediação de quem poderia ter visto e ouvido, e não gravado voz e imagem – como o grampo sem aúdio, que derrubou o Lacerda.
Se disse…ai de nós.
Estamos sujeitos à sanha dos ocupantes dos governos locais e suas "justiças" sem termos a quem recorrer.
É verdade que a república paulista ganhou a batalha pela secessão em 1932?
Pode tudo?
Não somos uma federação?
Já não basta a tibieza frente ao PIG com a não edição de uma "Lei de Medios"?
Sinceramente!!!

Deusdédit R Morais

A este governo parece muito mais conveniente parecer simpático à oligarquia brasileira do que estender as mãos ao povo que o colocou na posição de governo. Esta "esquerda Cristã" que nos governa é só o outro lado da mesma moeda oligárquica. E dá-lhe laquê e Chanel nº5 corrompido por leve brisa de patchouli!

André

Eis o líder dos assentados:

[youtube kVe_UxICXjY youtube] Digite o texto aqui![youtube kVe_UxICXjY http://www.youtube.com/watch?v=kVe_UxICXjY youtube] youtube]

Maria

Governador, Prefeito de São Paulo e de São José dos Campos, Mídia Oligárquica, Conadantes das Operações de Terror renunciem.
A Mídia oligárquica é parte do que estamos presenciando marginaliza pobres negando direitos sobre questões sociais e classifcano-os como invasores em matérias e telejornais ultrapassados e mentirosos.
"A corrupção impede a Justiça no Brasil" Hélio Bicudo http://youtu.be/J9NzC3qc3hg

Morvan

Bom dia.

Saiu, há pouco, no CAf, o Ultimatum da ONU sobre o caso Pinheirinho / Alckmin.
A entrevistada é Raquel Rolnik, Relatora da ONU, que enviou pedido de urgência na apreciação do caso.

O elo de Acesso é: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2012/01/27/pinheirinho-onu-da-48h-a-nahas-e-alckmin/

:-)

Morvan, Usuário Linux #433640.

    Cenossaum

    Infelizmente ela chama o Eduardo Paes na chincha há meses por conta dos desalojados da Olimpíada, ele finge que não é com ele e a vida segue sem que nada ocorra.

    Não tem ONU, TJ, MP e PQP que se oponha à "barbárie" contra nós. A tarefa é nossa!!

    E amanhã tem João Grandino Rodas e Geradolf no Parque do Ibirapuera inaugurando o MAC. Bora jogar o chuchu podre fora!!!

    FrancoAtirador

    .
    .
    A "Navalhada" do PHA está ótima:

    "Como a República Federativa e Independente de São Paulo e sua Corte Suprema (também conhecida como TJ-SP) responderão a essa crise internacional ?

    O que dirá o Ministério das Relações Exteriores da República Federativa de São Paulo, instalado no PiG ?

    Vai retirar o Embaixador na ONU ?"

    Paulo Henrique Amorim
    .
    .

Dinha

Estou chocada. É impossível que o governo federal não possa fazer nada. Presidenta, espero mais de você.

    Pedro

    Tem muita gente aqui que tem aprender o que é Estado de Direito. Houve uma interferência Federal, mas a Justiça Estadual entrou no TJE suspendendo a liminar. Para se ter uma interferência federal no Estado só se derrubar o Governador e o Prefeito, e isso o Governo Federal não tem poderes para isso. Entendam os únicos responsáveis por esses atos de Barárie é o Governo Estadual e Prefeitura. Se vcs querem resolver o problema não votem nunca mais nesse corrupto governo do PSDB.

    dudu

    Pedro, não foi só vc que votou na Dilma não. Também votei nela e no Lula por quatro vezes. Mas fica cada vez mais evidente o afastamento da presidente dos anseios populares. Enquanto berramos aqui contra o pig ela vai na festa de 90 anos da FSP. Não perde uma chance de aparecer nos holofotes da Globo. Reorientou a politica externa para se reaproximar do império. Seus homônimos progressistas da AL já olham com desconfiança essa mudança de rumo. Dizer que a União não dispõe de meios legitimos para repudiar com firmeza os acontecimento do Pinheirinho é negar a instituição da República.

José Eduardo Camargo

E aí? Fazer discurso é fácil! Quero saber o que de efetivo os poderes da república farão, se farão! E estou torcendo para que o Brasil seja condenado nos tribunais internacionais de direitos humanos. Talvez só assim o governo central se mexa. Mas se nem uma Comissão da Verdade sai do papel, é provável que pouco ou nada seja feito. Desse modo, o Brasil corre o sério risco de se tornar um rogue state, um estado fora-da-lei, um estado pária. E tudo por causa da total irresponsabilidade dos tucanos de SP e da esclerosada e reacionária imprensa oligárquica do eixo Rio-SP, a quem o governo "trabalhista"(?) tanto teme. E à propósito, Lei de Mídia, já! E, mais, intervensão federal em SP também!

henrique de oliveira

O governo federal não pode se meter em assuntos do governo estadual , se fosse o contrario o exército eria se envolvido no epsódio dos ataques do PCC em 2006 . a coisa não é do jeito que a gente quer infelismente.

    Oxaguiam

    Que nada… O que impediu o Governo Federal de desapropriar a área e construir um conjunto habitacional lá como faz em tantos lugares Brasil afora quando a área não pertence a "grupos interessados sensíveis"? O que impediu o Governo Federal de mandar a Políca Federal para o local para previnir a prática de atos contra a dignidade humana? (o Brasil não respeita, mas é signatário de tratados neste sentido). Se não poderia impedir a expulsão dos moradores (do que discordo) poderia ter impedido a barbárie. O que impede o Governo Federal de prestar ajuda material aos desabrigados depois da barbárie praticada? O que impede o Governo Federal de investigar os possíveis (e prováveis) crimes praticados pela Polícia de São Paulo durante a prática bárbara? Nada impede ou impediu.__Não é só com o Exército que a União pode interferir nas situações mais graves, muitas vezes sequer é a melhor solução.__Infelizmente, ao que parece, ao Governo Federal, é suficiente diferenciar-se do PSDB. Entendem, "pragmaticamente", que é melhor, politicamente, ser omisso que ser bárbaro.

Jose Antonio Batata

Por quê tantas FAVELAS de São Paulo sofrem incêndios????

    Morvan

    Bom dia.

    Porque o local das favelas, "evacuado", se torna um "filé" para os Naji Nahas da vida, caro Jose Antonio Batata. E tudo ante a omissão dos que poderiam ao menos emitir descontentamento. Silêncio providencial (para quem, não é?).
    No Elo de Acesso ao artigo da Representante da ONU no Brasil, Raquel Rolnik (acima), ela explana muito bem este problema das favelas. Inclusive pontua que só as favelas onde há apelo imobiliário sofrem "incêndios".

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

Antônio

Presidenta Dilma, muitos de seus eleitores seguramente foram ameaçados de demissão durante a campanha presidencial por declarar voto na Senhora. Agora a Senhora, de portas fechadas vem repudiar o ato de barbárie cometido pelo nazista Geraldo e sua gestapo? Perdão Presidenta, isso na minha terra tem nome. COVARDIA. A Senhora deveria ter um pouco mais de respeito com o povo, maltratado e espoliado desse pais.

RicardãoCarioca

O Problema de SP é excesso de PIG:

Partido da Imprensa Golpista
Partido da Igreja Golpista
Partido da Injustiça Golpista
Partido da Intolerância Golpista

Ricardo – SP

É presidenta, ficou devendo!!!
Se a elite paulista esta, claramente, querendo o confronto, que seja assim então, presidenta!!! A populacao carente não pode pagar por isso, não é justo. Acabar com a pobreza não é acabar com pobres, os psicopatas tucanos entederam errado. Mude a situação, voce pode.

José Ruiz

Talvez meu comentário seja grosseiro, porém nem tão grotesco quanto os fatos: estão faltando culhões para este governo.. o que aconteceu no Pinheirinho não devia ser permitido.. a presidente é chefe da nação e devia mostrar sua autoridade neste episódio… eu não me refiro à pessoa da presidente Dilma, mas de todo o governo… Qual é? Iria ocorrer uma ruptura? Guerra? E daí? Ficar de mi, mi, mi agora não adianta nada..

Jose Mario HRP

Dna. Dilma levante da cadeira e estenda a mão para os moradores desalojados criminosamente!
Voce foi eleita para isso!
Da reaçada não se espera nada mais que o bolsa aluguel mixuruca, o povo quer casa!
Levante o bum bum da cadeira Presidente!

Vlado

É impressão minha ou a nossa querida presidente está se aproveitando da desgraça alheia p/ ganhar uns pontinhos a mais no seus -já ótimos, por sinal- índices de popularidade?
Se é barbárie, Presidente Dilma, faça algo de concreto que acabe com essa situação de merda. Falar entre quatro paredes só pra que haja repercussão nos veículos do PIG ou nas redes sociais não adianta porra nenhuma! Pelo menos para os milhares de deserdados do Pinheirinho.

Sagarana

Em reuniao fechada?! Tinha que chamar REDE NACIONAL!

    Sagarana

    O mundo espera que a gente tenha CORAGEM!.

Jairo_Beraldo

Deveria a Secretária de DIREITOS HUMANOS ter tido a mesma postura e indignação que a Secretária de Políticas para as Mulheres, no episódio bizarro ocorrido no BBB. Mas não, ela preferiu o silencio juntamente com a presidente, que só se manifestou em reunião fechada e mesmo assim sendo provocada? Estou decepcionado coma presidente. De que/quem ela tem medo? Do padrinho do Zé Caridozo Dantas, que dividiu cela na PF Hilton com o ex- proprietario da massa falida Selecta?

Paulo P.

Alckmin destrói 3 vezes mais lares no Pinheirinho, do que Israel faz com palestinos
Israel vive uma guerra com a Palestina, e no ano de 2011, o exército israelense demoliu 622 domicílios de palestinos, desalojando cerca de 1.000 pessoas.

O governador tucano Geraldo Alckmin, junto com seu correligionário prefeito Eudardo Cury, conseguiram numa tacada só, a proeza de destruir quase 3 vezes mais lares, exterminando o bairro do Pinheirinho, em São José dos Campos. Foram cerca de 6.000 pessoas desalojadas, e 1.700 casas. http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2012

Yarus

"Ação no Pinheirinho viola direitos, diz relatora da ONU

O processo de reintegração de posse de Pinheirinho viola os direitos humanos. É preciso suspender o cerco policial e formar uma comissão independente para negociar uma solução para as famílias.

A opinião é da relatora especial da ONU para o direito à moradia adequada, a arquiteta e urbanista Raquel Rolnik, 55, que enviou um Apelo Urgente às autoridades brasileira pedindo explicações sobre o caso. Para ela, professora da FAU/USP, o país caminha para trás no campo dos direitos humanos e a pauta da inclusão social virou "sinônimo apenas da inclusão no mercado".

Nesta entrevista, ela avalia também o episódio da cracolândia. Faz críticas do ponto de vista dos direitos humanos e da concepção urbanística. Rolnik aponta para violações de direitos em obras da Copa e das Olimpíadas e avalia que "estamos indo para trás" em questões da cidadania.

No plano mais geral, entende que o desenvolvimento econômico brasileiro está acirrando os conflitos em torno da terra –nas cidades e nas zonas rurais. E defende que "as forças progressistas", que na sua visão abandonaram a pauta social, retomem "essa luta". (Parte da entrevista)

"Essa área não poderia ser decretada de importância social?

Não pode haver uso da violência nas remoções, especialmente com crianças, mulheres, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção. Vimos cenas de bombas de gás lacrimogêneo sendo jogadas onde tinham mulheres com crianças e cadeirantes. Coisa absolutamente inadmissível.

Desde 2004 a ocupação existe e acompanhei como ex-secretária nacional dos programas urbanos do Ministério das Cidades. A comunidade está lutando pela urbanização e regularização desde 2004. Procuramos várias vezes o então prefeito de São José dos Campos para equacionar a regularização e urbanização.

O governo federal ofereceu recursos para urbanizar e para regularizar a questão fundiária. O governo federal não executa. O recurso é passado para municípios.

O que aconteceu?

Prefeito do PSDB jamais quis entrar em qualquer tipo de parceria com o governo federal para viabilizar a regularização e urbanização da área.

Por quê?

Pergunte para ele. Nunca quis tratar. A urbanização e regularização da área seria a melhor solução para o caso. A situação é precária do ponto de vista de infraestrutura, mas poderia ser corrigida. Aquela terra é da massa falida da Selecta, que é um grande devedor de recursos públicos, de IPTU. A negociação dessa área seria facilitada…" http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1040025-ac

Euler Conrado

Tudo bem, presidenta Dilma, sua demonstração de sensibilidade ante ao ocorrido merece nosso respeito. Mas, você não é uma cidadã comum, é a presidenta da república. Simplesmente declarar que aquilo é uma barbárie é muito pouco. Vai ficar só nisso? Não vai colocar a AGU e o MP para processar o governador de SP e o prefeito de São José dos Campos? Não vai desapropriar a área para fins de interesse social nacional e construir moradia para aqueles que lá residiam? Simplesmente dizer: ah, que pena, pode ser papel de um cidadão comum, que nada pode fazer, a não ser protestar. Penso que um presidente da República pode fazer mais do que isso.

Impunidade

Cade o Plano Nacional de Politica Para Mulheres e o Planapir de Igualdade Racial em São Paulo? É pra inglês ver?

Celso Carvalho

Parece uma observadora falando obviedades. Na prática, nada que possa constituir uma solução como tantas outras que são necessárias. Dilma se afasta cada vez mais das demandas sociais e das reformas necessárias para um país democrático e republicano. Ainda surfa na onda deixada por Lula e está criando um clube da Luluzinha que mais se parece com o das Patricinhas. E, pior, flerta com o inimigo e já foi cooptada pelo conservadorismo, embora com um verniz social. Submeteu-se a todos os caprichos da grande imprensa, na minha modesta opinião rebaixando-se; a lei de reforma da mídia não sai; reforma política e fiscal nem pensar; o judiciário está parecendo a casa da mãe joana. A reestruturação da indústria nacional com competividade não anda, seja pelos custos de matéria prima no Brasil, carga fiscal de produção elevada e infraestrutura de serviços muito caros. Salários ainda são baixos. O Brasil é o país da moda com a inserção de grande parte da população consumindo e um vasto mercado a ser abocanhado pelas multinacionais. Enquanto isso, exportamos comoditties e maquiamos produtos de multinacionais, sendo esses produtos os mais caros do mundo no mercado interno, vide o valor dos veículos. As agências reguladoras não funcionam, ou melhor, funcionam para chancelar os abusos daqueles a quem deveria fiscalizar e regular. Dilma, Lula está fazendo falta, e nesse tom a base e os de têmpera do PT vão apear dessa carroça.

Jorge Portugal

Uma coisa eu tenho certeza! Os lideres e verdadeiros heróis deste país morreram na ditadura!
Só restaram os frouxos e medrosos. Só reclamam em baixo da cama. Quando eu vi aquela gente de armando com armaduras feitas de barris, eu percebi que o povo brasileiro estava mudando. Eu não gostaria de ver uma guerra, mas uma defesa, e disse: “Estamos aprendendo a agir como "animais”, seja ele qual for, quando se sente acuado parte para o tudo ou nada" Mas depois que a policia entrou, todos correram para baixo de suas camas. A avó de minha esposa sempre fala: “Muito peido é sinal de pouca m… " Assim me refiro com indignação ao episódio de Pinheirinho.

tiago tobias

Molengona.

    Helio Filho

    Dilma, molengona?
    Em que planeta você vive, "tiago tobias"?

    tiago tobias

    Helio, sei tudo o que essa mulher passou. Sei que sua história é irretocável. Mas que ela está se mostrando uma molengona, está. Acho que pragmatismo ou noção da "realpolitik" tem limites. O pragmatismo deve acabar onde começa a coerência. Chamar Pinheirinho de barbárie entre seus pares é fácil. Por que não falou pro Alckmin?

FrancoAtirador

.
.
Terror imobiliário ou a expulsão dos pobres do centro de São Paulo

Por Ermínia Maricato*, na Carta Maior

A luta pela Constituição Federal de 1988 e a regulamentação de seus artigos 182 e 183, que gerou o Estatuto da Cidade, se inspirou, em parte, na possibilidade de utilizar imóveis vazios em centros urbanos antigos para moradia social.
Nessas áreas ditas “deterioradas” está a única alternativa dos pobres vivenciarem o “direito à cidade” pois de um modo geral, eles são expulsos para fora da mesma.
Executivos e legislativos evitam aplicar leis tão avançadas.
O judiciário parece esquecer-se de que o direito à moradia é absoluto em nossa Carta Magna enquanto que o direito à propriedade é relativo, à função social.

(Escrevo essas linhas enquanto decisão judicial autorizou o despejo – que se fez de surpresa e de forma violenta – de mais de 1.600 famílias de uma área cujo proprietário – Naji Nahas – deve 15 milhões em IPTU, ao município de São José dos Campos. Antes de mais nada, é preciso ver se ele era mesmo proprietário da terra, já que no Brasil, a fraude registraria de grandes terrenos é mais regra que exceção, e depois verificar se ela estava ou não cumprindo a função social).

É óbvio, que o caso que nos ocupa aqui mostra a falta de compaixão, de solidariedade, de espírito público.
Crianças moram em péssimas condições nos cortiços, em cômodos insalubres, dividem banheiros imundos com um grande número de adultos (quando há banheiros).
Com os despejos violentos são remetidas para uma condição ainda pior de moradia pelo Estado que, legalmente, deveria responder pela solução do problema.
Num mundo com tantas conquistas científicas e tecnológicas, dependentes químicos são tratados com balas de borracha e spray de pimenta para se dispersarem.
Um comércio dinâmico, formado por pequenas empresas e ambulantes, que poderia ter apoio para a sua legalização, organização e inovação é visto como atrasado e indesejável.
O modelo perseguido é o do shopping center, o monopólio, e não o pequeno e vivo comércio de rua ou o boteco da esquina.

O modelo é contra os pobres que estão longe de constituírem minoria em nossa sociedade.
O modelo quer os pobres fora do centro como anunciou o jornal Brasil de Fato.
Tudo isso é óbvio.
O que não parece ser óbvio é que, em última instância, como diria Althusser, a determinação disso tudo é econômica.
A centralidade é a produção do espaço urbano e a mola propulsora, a renda imobiliária.
E depois dizem que Marx está morto.

*Ermínia Maricato é urbanista.

Íntegra em:

http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMost

LULA VESCOVI

Barbárie a portas fechadas,com o pessoal do FORUM,aí é barbada.Teria que ter dito isso a todo o Brasil,logo após a desocupação.E a senhora Maria do Rosário,outra enganação,mostra-se somente outra carreirista política.Tudo em nome da "governabilidade,do pragmatismo,da correlação de forças,das alianças,da cautela".Até quando isso?Vão todos a PQP.

    ricardo_recife

    é muito fácil pra Dilma fazer o discurso "é barbárie". Mas e a ação, cadê ? nada ?

    Não foi pra isso que votei em você, Dilma. Com o seu passado de luta pela democracia, essa luta em favor dos pobres de pinheirinho seria fichinha. Mas você prefere aparecer no programa da ana maria brega, mesmo.

    Decepção.

    Tem um ditado que diz "falar é fácil. Difícil é fazer algo. Se não falasse, a única coisa que papagaio faria seria caca."

    Cordiais saudações
    Ricardo
    Recife.

FrancoAtirador

.
.
SONETO AO PINHEIRINHO
(Paulo Barja)

Quem sabe o que é "doer até a alma"?
Até bem pouco tempo, eu não sabia.
A vida no seu curso prosseguia
e havia luta, mas havia calma.

Havia poesia e união.
Havia, sim, uma comunidade
prezando por respeito e liberdade.
Havia rap e havia canção

Mas de repente houve o gás de pimenta
e a repressão covarde, violenta
(é contra isso que meu verso teima):

Agora a alma dói sem ter alento
e é dor que não descansa um só momento:
incêndio. E é o coração que queima.

http://paulobarja.blogspot.com/

Douglas

Pegando carona na frase da matéria "A presidenta teria dito, porém, apesar de discordar do que ocorreu, o governo federal não tem muito o que fazer, pois respeita as demais autoridades – no caso, o governo de São Paulo e a prefeitura de São José dos Campos, ambos comandados pelo PSDB, e a Justiça paulista." A pergunta que não quer se calar é: E o povo, ninguém respeita? O povo que elege esses infames, inclusive a própria presidente? Essa frase é no mínimo absurda! Ela não foi infeliz no comentário. Foi e continua ausente. É para manter os planos do PT em querer eleger o ministro do fantástico-fadado ENEM a prefeitura de São Paulo apoiado pelo PSD do Kassab? Uma vergonha!

Só falta agora os gringos virem aqui e meterem bala nesse país de políticos covardes e assumir esse estado de coisas.

    Helio Filho

    Caro Douglas,
    Guardei do meu tempo de Movimento Estudantil uma enorme desconfiança de provocadores, aqueles que radicalizam propositalmente o discurso procurando esvaziar ou desviar o foco de um deeterminado tema. Costumavam e costumam ser seguidos por pessoas de boa fé.
    Provocadores e inocentes úteis sempre estão por aí, estes ou aqueles, particularmente em blogs como o Viomundo, que felizmente permite debates interessantes entre pontos de vista conflitantes. De qual grupo fazes parte, destes ou daqueles?
    Relaxe, Douglas, este post é só uma provocação.

    dudu

    Ei Hélio, não entendi a sua critica ao Douglas. Vc tá chamando de inocentes úteis àqueles que não concordam com a postura da presidente que relativizou os acontecimentos no Pinheirinho? Pois saiba que está rolando na internet uma lista de assinaturas para denunciar este caso do Pinheirinho na OEA. Se isto acontecer de fato e o Brasil for condenado por violações de direitos humanos, como é que fica a posição do governo federal diante daquela corte. Se a OEA pode intervir neste caso, porque a presidenta da república não pode?

Carlos Alberto

Triste… decepcionado…
Me faltam palavras…

LULA VESCOVI

Barbárie a portas fechadas,com o pessoal do FORUM,aí é barbada.Teria que ter dito isso a todo o Brasil,logo após a desocupação.E a senhora Maria do Rosário,outra enganação,mostra-se somente outra carreirista política.Tudo em nome da "governabilidade,do pragmatismo,da correlação de forças,das alianças,da cautela".Até quando isso?Vão todos a PQP.
Ainda bem que a minha ficha caiu cedo,votei no Lula em 2002,não acreditando na famosa Carta,e depois nunca mais.Incrível é que vai ter comentaristas se regozijando com as palavras eloquentes da nossa (deles)presidenta.Prefiro acreditar no Papai Noel e no coelinho da Páscoa.

Jorge Portugal

O povo está mais preocupado em resolver problemas do paredão do BBB e comove com a choradeira do paredão “ah…, por favor, me ajude… eu quero ficar, eu preciso do dinheiro" do que uma noticia que eu li no JB. De que tratores estavam passando por cima de eletro domésticos das pessoas sem sequer deixa-las retirar, são anos de luta e sonhos e conquistas destruídas por um trator. Então vamos ligar para o BBB e tirar alguém do paredão, pois é isso que importa atualmente. Vamos provocar uma barbárie eliminando alguém do BBB.

Luci

A Organização das Nações Unidas (ONU) vai denunciar hoje (25.01) a violação de direitos humanos no Pinheirinho e lançar um "apelo urgente" para que as autoridades interrompam a atuação em São José dos Campos. A relatoria da entidade pedirá explicações sobre as ocorrências na região e alertará para violação de direitos humanos ao se usar polícia e confronto na reintegração.Relatora Raquel Rolnik.

FrancoAtirador

.
.
É TARDE !

Como o templo, que o crime encheu de espanto,
Êrmo e fechado ao fustigar do norte,
Nas ruínas desta alma a raiva geme…
E cresce o cardo — a morte —.

É tarde! Estrela-d'alva! o lago é turvo.
Dançam fogos no pântano sombrio.
Pede a Deus que dos céus as cataratas
Façam do brejo — um rio!

Mas não!… Somente as vagas do sepulcro
Hão de apagar o fogo que em mim arde…
Perdoa-me, Senhora!… Eu sei que morro…
É tarde! É muito tarde!…

CASTRO ALVES
.
.

a. barbosa filho

O PSTU não criou o Pinheirinho, não lidera as famílias que ali foram se alojando, construindo e contribuindo para a cidade. Como os antigos "invasores" do Banhado, que a ditadura militar (SJC era "estância hidromineral" e teve prefeito nomeado até 1982). O PSTU é fraco em São José, tem o sindicato dos metalúrgicos (um dos mais ricos do Brasil, dado o peso da Petrobrás e da Embraer, entre outras).

Jorge Portugal

Um presidente de peito (isso ela só tem em baixo da blusa) que governa para o povo e pobre, não admitiria a barbárie, ligaria imediatamente para o governo paulista mandaria parar, se ele não obedecesse ela mandaria o exercito para o local aposto que o povo apoiari!.E obrigaria o governo do estado a negociar. O que eu acho, é que a presidenta também estaria a favor da barbárie, sabem por quê? Teria argumento para jogar politicamente contra o PSDB. Espero que o feitiço não vire.

Bernardino

Jose Carlos,concordo contigo em genero numero e grau.Eu digo de peito aberto que essa D Dilma é frouxa e toda turma do PT, O texto do Vladimir Arias,citando o pres do TJ paulista mostra a covardia a que se submeteu o governicho da D Diima,foi um convite ao Duelo,encostando o governo federal na parede!!!!!
Ela é tao cretina que resolveu falar em ambiente fechado como voce disse.Dr Freud explica o caso:medo da imprensa e das elites corruptas,alias o Patrao dela sr Lula tambem foi molenga,um pouco menos,mas foi!!!!
Es querda guerreira aqui so Prestes,Getulio, Brizola,Marighela e Lamarca e uns poucos que nao me recordo
A cultura Portuguesa nos legou a Corrupçao e Covardia ,sem chances de Vacina.Infelizmente!!!!!

Luci

O que me deixa indignada e revoltada – eu acreditei e votei.

    Jorge Nunes

    No Serra?

    Sagarana

    Olha o barulhinho da ficha caindo…

    Luci

    Não são minhas idéias que o senhor tem que disponibilizar seu precioso tempo para atacar.

    Helio Filho

    Você ainda não disse em quem votou…

    Luci

    Inquisção OPUS DEI?

    Luci

    Porque a preocupação ele é teu chefe?

    Ronaldo

    acreditou em quem?

    Carlos C.

    Não se desespere, o Fernando Brito acabou de postar um texto brilhante explicando a posição da Presidenta. Precisamos entender que ela não pode sair por aí chutando governador de estado, mas NÓS PODEMOS:

    "Dilma precisa de nós, como nós precisamos dela."
    http://www.tijolaco.com/dilma-pinheiro-machado-va

    Comecemos já !!!!!!!

    "Abaixo-assinado Plebiscito pelo Impeachment do Governador Geraldo Alckmin "
    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinar.a

    Pedro

    Carlos C. Li o artigo, e vou incluí-lo para que todos leiam. É isso aí, "Dilma precisa de nós, como nós precisamos dela.":
    Eis a reportagem espero que elucida claramente seu posicionamento:

    "A Folha, inexplicavelmente, não liberou para o público em geral a matéria – restrita aos assinantes- em que se registram as críticas da Presidenta Dilma Rousseff à expulsão dos moradores do Pinheirinho, em São José dos Campos.

    Evidente que, pela função presidencial, não caberia discursar contra a Justiça e o Governo do Estado de São Paulo, pelas implicações institucionais que isso traria.

    Mas, numa reunião com os movimentos sociais, a Presidenta disse o que pensava:

    Pedro

    Continuação:
    “A Folha ouviu seis participantes do encontro. Segundo eles, Dilma se referiu à operação da Polícia Militar paulista como “barbárie” e disse que não esperava que ocorresse dessa maneira.

    Falou ainda que o modelo usado na reintegração, realizada no domingo passado, nunca será adotado pelo governo federal.

    Mas, ainda segundo os espectadores da reunião, a presidente disse que o país é uma federação e que o caso estava sob responsabilidade de um Estado e do Judiciário, o que limita a atuação do governo federal.”

    Dilma deu o seu recado, na dose “Pinheiro Machado”: “Nem tão devagar que pareça afronta, nem tão depressa que pareça medo!”

    A barbárie de Pinheirinho, como a “blitz” da Cracolândia são escaramuças. Vão tentar atrair a esquerda brasileira para a armadilha de se apresentar como patrocinadora da desordem, da ilegalidade.

    Pedro

    continuação:
    Nós temos um governo, que trava batalhas que nós não podemos travar, sozinhos.

    Mas há batalhas que só nós podemos travar, não o Governo.

    Dilma precisa de nós, como nós precisamos dela.

    Temos, por não ter a carga do seu cargo, a liberdade de travar a “batalha das ideias” a que se referiu, num belo artigo, Gilberto Maringoni, no Carta Maior, embora eu creia que a intenção seja mesmo a de firmarem-se como paladinos da ordem e da institucionalidade.

    Pedro

    continuação:
    E perdoem a citação, e que ela doa aos ouvidos que não compreendem a marcha da História, das palavras de Getúlio Vargas, em 1950, na sua posse como presidente eleito:

    “Constituís a maioria. Hoje estais com o governo. Amanhã sereis o governo. Não deveis esperar que os mais afortunados se compadeçam de vós, que sois os mais necessitados. Deveis apertar a mão da solidariedade, e não estender a mão à caridade. Trabalhadores, meus amigos! Com consciência da vossa força, com a união das vossas vontades e com a justiça da vossa causa, nada vos poderá deter"

    Fui obrigado a quebrar em 4 partes…

    Sagarana

    Entendi, de acordo com a platéia ela diz uma coisa, ou outra. Uma "istadista".

    Sagarana

    Uai Carlos C, então eu posso chutar a presidente?

    Jose Antonio Batata

    Eu votei na DILMA. Em 2014 eu vou votar na DILMA. O governo DILMA é NOTA 10. Quero que o PIG vá para aquele lugar que eu não posso falar.

Luci

De Palmares a Pinheirinho o massacre continua.

Luci

Eu choro de vergonha por pagar imposto e patrocinar o que este video denuncia. E os feridos, quem lhes assiste. Esta e a garantia de vida do Estado, tiros, bombas, horror do horror. Chocante, repugnante, revoltante demais para ser realidade. Democracia!!!

Yarus

Os Tucanos de SP só querem é negociar $$$ do governo federal e fingir que vão contruir casas para os massacrados de Pinheirinhos. O Médico Alkcmin Mengele já passou a perna no povão várias vezes, e vai passar mais.

Cibele

Dilma pode e deve fazer muito mais que isso.

José Carlos

Dilma , fora do tempo. Se não fosse o tal que a questionou ela não diria nada ? É o que parece. A "Manchete" está bem no estilo PIG. Curioso.

Então tá. Ficamos assim. A barbárie até ontem quando esteve em São Paulo não era barbárie. Hoje é. Criticou duramente num fórum fechado com medo de alguém ouvir?

Dilma tem muito que aprender como líder de nação. Ainda mais nesse nosso país tão carente de líderes.

Entre o medo , a dúvida, o povo que se lasque. Há anos é assim e nào há muita disposição para mudar. O foco é a classe média. A intitulada nova. Tão reacionária quanto a velha.

E se você critica está errado.

beattrice

Parodiando aquele movimentozinho patético das Ana Marias e Ivetes da vida,
que a senhora tanto preza,
cansei dona Dilma de palavras vãs.

Debate no twitter sobre Pinheirinho entre quem é da área
deixou claro, o governo federal nada fez porque nao quis.
Não falou nos processos, não se pronunciou
e ficou esperando reuniões de gabinete com o Cury e o Alckmin.
Durante 48 horas chamou-se no twitter e nas redes sociais por Rosário e CardozoPilatos.
A primeira fez 2 ou 3 declarações vagas e escafedeu-se.
O segundo disse que não é com ele, lavou as mãos e disse que o que acontece em SP não diz respeito à Uião, ou seja, nos informou que SP se separou do Brasil e ninguem sabia!

luiz

Em São Paulo tudo se resolve na base do cacetete e bombas de gás lacrimogêneo, voltamos aos velhos tempos da ditadura em Sampa governado pelo PSDB. Eles agem como a Schultztaffel e o Aparthaid nos guetos.

Luci

E o que mais? Quais providências foram tomadas para evitar as cenas de desgoverno e injustiças?
Não dá para ovir mais nada e mais ninguém a não ser as crianças, mulheres, idosos, doentes, deficientes do Pinheirinho jogados nas ruas.
Durmam em paz se tiverem coragem. Os moradores do Pinheirinho não são animais, o Brasil hoje é Pinheirinho. Aquelas bombas, tiros, agressões, ferimentos foi dirigido a todos nós, são nossos irmãos, são brasileiros, estamos envergonhados tristes, amargurados, foi desumanidade, crime.
As casas estão destrídas, vidas estão destruidas, pessoas feridas.
Privilegiar o capital em detrimento do ser humano este é o resultado. nâo pensem que nós o "povão" somos idiota.

Xad Camomila

Dizer isso é POUCO. Nessa tragédia, a Direita puxou o gatilho e a Esquerda não levantou o escudo a tempo. Foi isso que aconteceu.

Confiram o texto do Vladimir Aras, publicado aqui: http://www.viomundo.com.br/politica/vladimir-aras

É um soco no estômago, um chute na cara do Poder Público, de todas as esferas, dos três poderes. De quebra, mostra o braço togado da "Direita Oligárquica" agindo, sem medo, em todo o seu esplendor, numa manhã de domingo.

Então, DIZER que é barbárie é POUCO, muito POUCO.

Neo-tupi

Olha a privataria tucana conectada ao Pinheirinho:
Filhos de Nahas tem empresa imobiliária contituída com offshore das Ilhas Virgens Britânicas.
A off-shore é vizinha de PO Box daquela empresa Decidir.com, onde Verônica Serra e Verônica Dantas foram parceiras.
Cabe lembrar do diálogo captado na Satiagraha, quando Nahas diz que conversou com o Serra e ganharia 80 milhões com a privataria da CESP.
Documentação com provas no link: http://goo.gl/kBvRw

Cleverton_Silva

Dilma recua onde deveria avançar. É uma pena! Parecia mais corajosa para comprar brigas necessárias que Lula, mas falta pulso com a Lei das Mídias, com a punição aos torturadores e com as medidas cabíveis quando se desrespeitam os valores da CF. Maria do Rosário, mexa-se contra esses abusos. Bernardo, molenga, tira a Lei das Mídias da gaveta!

    augusto

    e um imbecil do Itamaraty dá comida aos porcos, simplesmente nao adiando por uns dias… um visto consular para uma
    senhora cubana muito bem subsidiada para fazer seu serviço.

luiz

A palestina éaqui no estado de São Paulo.

luiz

A policia militar nao faz atendimento social, senta o porrete.

Claudio Pereira

Agora? Depois da barbarie consumada? Votei na Dilma mas ela foi mordida pela mosca azul, só pensa no poder e salamaleques. Profundamente decepcionado eu com todas as ações dessa Tancredete de saias.

André

Pq a Dilma nao desapropriou a área?

Francisco Hugo

"………………………….
esperar não é saber!
Quem sabe faz a hora
não espera acontecer."

Jorge Portugal

“barbárie”!!! E dai???? E agora???

Janah

-"Pinheirinho é barbárie"…
– só isso presidenta?!

Luiz Lima

Bom, se D. Dilma pensa isso, porque não DISSE isso aos perpetradores da barbárie quando teve a oportunidade de fazê-lo? Não é "republicano" dar às coisas os nomes que as coisas têm?

Deixe seu comentário

Leia também

Política

Berenice Bento: Carta aos que não sepultei

Não sairemos iguais após o horror em Gaza

Política

O alerta de Paulo Nogueira Batista Jr à esquerda

Emprego, renda, injustiça social, imigração

Política

Jeferson Miola: Impunidades diplomáticas

Simas Magalhães, Eduardo Saboia, Ernesto Araújo…