VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Wagner Gomes: Se tunga continuar, Greve Geral em setembro


12/07/2013 - 21h23

A mídia se tornou o foco, mas a mídia não noticiou (Foto Felipe Cabral, na Globo de SP)

por Luiz Carlos Azenha

Wagner Gomes é presidente da CTB, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, ligada ao PCdoB.

Hoje dirigentes das centrais sindicais que organizaram o Dia Nacional de Lutas se reuniram em São Paulo e concluiram que a mobilização do 11 de julho foi eficaz.

Ao contrário do que disseram muitos na mídia patronal — que descreveram uma hecatombe trabalhista causada pela contratação de meia dúzia de gatos pingados como ‘manifestantes’, por uma das centrais –, o fato jornalístico da data foi que a mídia patronal se tornou, ela própria, foco de atenção.

Ficou sob os holofotes como nunca tinha acontecido antes.

O corporativismo impediu que a notícia fosse noticiada nos grandes meios. Graças às redes sociais, no entanto, foi mais um tiro no pé que apenas aprofunda a desmoralização da própria mídia.

Wagner Gomes, metroviário, diz que tanto o Dia Nacional de Lutas deu certo que os sindicalistas decidiram marcar um dia de greve nacional em alguma data na primeira quinzena de setembro.

Depois de dois anos e meio de negociações com o governo Dilma e os patrões, a pauta trabalhista continua travada.

As centrais vão insistir em destravá-la até 31 de agosto: no Congresso, no Planalto, nas entidades empresariais.

Dentre os oito pontos da pauta apresentada ontem, dois recebem atenção especial: o fim do fator previdenciário, implantado por Fernando Henrique Cardoso, que reduz o salário dos trabalhadores que se aposentam em até 30%; e o projeto do deputado federal Sandro Mabel que tramita no Congresso e, se aprovado, vai regulamentar a terceirização em praticamente todos os setores da economia — hoje ela é restrita a atividades meio, como serviços de limpeza e segurança.

Qual seria a consequência da aprovação do projeto nas condições em que se encontra hoje? Terceirização até mesmo em atividades fim, como a dos metalúrgicos. Permitiria que metalúrgicos com estabilidade dividissem o chão de fábrica com terceirizados ganhando até 40% menos pela mesma função. Resultado final: uma tunga nos salários equivalente à tunga resultante do fator previdenciário nas aposentadorias.

Se a pauta não for destravada, diz Wagner, tem Greve Geral.

Ouça a importante entrevista que ele concedeu ao Viomundo na noite desta sexta-feira:

wagner

Leia também:

Leia os documentos revelados pelo Cafezinho e o livro Afundação Roberto Marinho

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Ministros do TST condenam duramente projeto da terceirização e mídia silencia - Viomundo - O que você não vê na mídia

02 de setembro de 2013 às 21h00

[…] Wagner Gomes: Se tunga continuar, Greve Geral em setembro […]

Responder

Mardones

15 de julho de 2013 às 08h47

Essa pauta da terceirização foi escondida pelo PIG, mas o que importa é que as categorias que foram às ruas sobem por que estavam lutando. E Dilma ouviu o recado, eu creio.

Responder

José X.

14 de julho de 2013 às 21h08

“Wagner Gomes é presidente da CTB, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, ligada ao PCdoB.”

Declaração tão arrogante só poderia mesmo vir de um representante de um grande partido, com seus muitos milhões de votos e grande bancada parlamentar…

Por que esse pessoal que adora greves, manifestações e paralisações não se manifesta JUSTAMENTE na hora mais importante, quando é possível conseguir resultados concretos ? É, na hora da votações, na campanha eleitoral…porque é muita burrice achar que as manifestações vão sensibilizar os parlamentares já eleitos.

Responder

    assalariado.

    15 de julho de 2013 às 08h14

    Caro José X, o senhor é um assalariado?

    Ou vive na condição de explorador dos assalariados?

    Aguardo respostas. Com argumentos, você tem coragem?

    Obrigado.

Elias

13 de julho de 2013 às 17h48

Greve Geral é uma ação extrema, é um estopim para o golpe.

“Se a pauta não for destravada, diz Wagner, tem Greve Geral.”

Não tem não, Wagner. A CUT não está nessa, nem o MST e muito menos os trabalhadores conscientes.

Reivindicar é legítimo. Ir no bojo dos pessimistas de plantão é leviano

Responder

    Fabio Passos

    14 de julho de 2013 às 10h59

    E que tal acabar com a tunga ao invés de chamar greve – direito legítimo dos trabalhadores- de golpe?

    Até onde sei a CUT e o MST fecharam pauta única que inclui o fim do fator previdenciário e do pl da terceirização. Estão alinhados.

    Que tal o governo dos trabalhadores atender as reivindicações dos trabalhadores?

    Elias

    14 de julho de 2013 às 18h37

    Fabio

    Eu não disse que greve é golpe, disse que greve geral é um estopim para o golpe. Aliás, não será interessante discutir o conceito de greve geral? Ao que se sabe temos raríssimas greves gerais na história. Quanto à tunga (no sentido de sub-reptício) os que a praticam deveriam receber pena capital.

Marcos Coimbra: Quem topa a aventura? - Viomundo - O que você não vê na mídia

13 de julho de 2013 às 15h00

[…] Wagner Gomes: Se a tunga nos salários e aposentadorias continuar, um dia de Greve Geral em setembro […]

Responder

assalariado.

13 de julho de 2013 às 13h59

Pessoal, qual será o melhor endereço para que façamos valer a nossa pauta de reivindicações. É pressionar os governos executivos ou as casas das leis, os legislativos? Esse é o atalho.

Não, não tenho mais dúvidas qual é o caminho para destravarmos a nossa pauta trabalhista/ pauta de esquerda. O melhor endereço é pressionar -mos o congresso nacional e/ ou legislativos estaduais/ legislativos municipais. Donde mesmo é que a burguesia patronal/ capitalista, se faz valer com objetivos lucros escusos de arrombamento do Estado e do povo nação. Não é através de seu ‘Estado Democrático de Direito’?

Aquele tanto de burgueses exploradores do suor alheio escondidos/ camuflados dentro dos legislativos, se cagam de medo de nós assalariados e aliados políticos, justamente porque o gerente/ executivo da vez não governa com a caneta nas mãos. Porém, tem o poder de veto ou não sobre as decisões que passam nos legislativos. Afinal, nessa sociedade de luta de classes qual é a classe dominante e (hegemônica) fazendo as leis do tal ‘Estado de Direito’? Estado para que e para quem?

Caminhando, cantando, seguindo a canção somos todos irmãos braços dados ou não. Um vídeo do Geraldo Vandre, para relembrar as lutas de ontem, não diferente das de hoje. Sim, o inimigo é o mesmo.

Endereço: http://www.youtube.com/watch?v=A_2Gtz-zAzM

Saudações Socialistas.

Responder

    Fabio Passos

    14 de julho de 2013 às 11h13

    Na frebaban, cna, cni e federações estaduais… ou, na falta de uma cede única para os interesses do capital, em frente a sua máquina de propaganda: PiG.

    José X.

    14 de julho de 2013 às 21h02

    “Pessoal, qual será o melhor endereço para que façamos valer a nossa pauta de reivindicações.”

    Cabine de votação.

    assalariado.

    15 de julho de 2013 às 08h29

    Caro José X, esta provado que por A + B que, a solução para os problema de saúde, educação e tudo mais, não é a cabine de votação, visto que, a cada dois anos ‘democraticamente’ temos comparecido as cabines de votação para escolhermos entre um candidato do capital e/ ou um candidato a seu serviço. É o povo nas ruas (sem manipulações reacionárias), reagindo e lutando contra a exploração da burguesia capitalista e seu governo da vez é que mudaremos (de fato) a sociedade e não ficando 4 para o seu lacaio da vez.

    Tenho para mim, devido a seus vários comentários, que o senhor deve ser mais um daqueles que é contra qualquer tipo de reação das massas, aqueles que vivem na condição de explorado pelos donos do capital. Ou seja, o senhor é um verdadeiro reacionário politico, travestido de socialista preocupado com a miséria alheia. Hipocrisia em limites.

    Com devido respeito.

    Saudações Socialistas.

anac

13 de julho de 2013 às 12h36

“Nosso trabalho em WikiLeaks implica compreensão semelhante da dinâmica da ordem internacional e da lógica do império. Durante o período de formação de WikiLeaks, encontramos evidências de pequenos países abusados e dominados por países maiores, ou infiltrados por empresas de fora, forçados agir contra eles próprios. Vimos o desejo popular ao qual não se dava voz e expressão, eleições compradas e vendidas, e países ricos, como o Quênia, assaltados e leiloados por plutocratas em Londres e em New York.

A luta pela autodeterminação latino-americana é importante para muito mais gente do que os que vivem na América Latina, porque mostra ao resto do mundo o que pode ser feito. Mas a independência da América Latina ainda engatinha. Tentativas para subverter a democracia latino-americana ainda acontecem, inclusive recentemente, em Honduras, Haiti, Equador e Venezuela.” Assange
http://www.rodrigovianna.com.br/outras-palavras/assange-independencia-da-america-latina-ainda-engatinha.html#more-20763

Responder

nona fernandes

13 de julho de 2013 às 12h14

Para os admiradores do ex-presidente Lula, e preocupados com a sua saúde, li agora no site Bahia Notícias, um desmentido da assessoria de Lula, sobre uma nota que o site havia publicado ontem, dizendo que o câncer dele teria voltado. Ufa!!! Eu também estava preocupada, apesar de uma explicação que vi neste blog, mas que não encontrei a data do boletim médico.

Responder

Julio Silveira

13 de julho de 2013 às 12h07

No Brasil tungam dos trabalhadores, inclusive dos aposentados, para cobrir o custo desses sonegadores de bom discurso, intocáveis e parceiros de boa parte de quem produz essas aberrações, que eles teimam chamar legislação para reger a justiça do País.
Esses são os estelionatários mais perigosos. Golpeiam toda a cidadania e muitas vezes ainda são vendidos pelos seus protegidos, protetores, como heróis. E tem muita gente prejudicada que ainda compra essa versão.

Responder

Rasec

13 de julho de 2013 às 11h07

Mas o Projeto da Terceirização não já foi tirado da pauta?

Responder

    Fabio Passos

    13 de julho de 2013 às 15h20

    Tem de ser eliminado… e substituído por um projeto que condene a precarização do trabalho.

Fabio Passos

13 de julho de 2013 às 10h39

Justo.
Por que os trabalhadores devem aceitar um roubo de 30% em sua aposentadoria enquanto pilantras lambidos pelo governo sonegam mais de 600 milhões e estão por aí… impunes e na maior moleza?
E este projeto do deputado sandro mabel é coisa de safado que quer a escravidão. Deve receber elogios da revista veja. rsrs

Responder

abolicionista

13 de julho de 2013 às 09h31

Imperdível. Durante a manifestação, Globo tentou forjar uma imagem, contratando um laranja para segurar uma placa e é descoberta pelos manifestantes, que a expulsam dali. A Globo é mesmo incorrigível,não?

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=AEMpfPgPqEk

Globo tenta montar cenário negativo em manifestação de SP
sex, 12/07/2013 – 09:37 – Atualizado em 12/07/2013 – 10:53

Sugestão de Leila Farkas

Neste vídeo, produzido por Camila de Oliveira, funcionários da Rede Globo são flagrados tentando montar um cenário negativo para as manifestações ocorridas em São Paulo, no Dia Nacional de Lutas, dia 11 de julho, na Avenida Paulista. Na descrição do vídeo é possível entender bem a questão.
Leila Farkas descreve a situação: “Aqui vai um vídeo, gravado na Av. Paulista por Camila de Oliveira, quando o repórter da Globo quis fazer uma arrumada no cenário e no ator. Pegaram uma pessoa maltrapilha, que havia ingerido certa quantidade de álcool, colocaram uma placa “contra a corrupção” na mão dele e foram filmar, com a manifestação das centrais ao fundo. E foram pegos no ato, expulsos do pedaço.. ”
O descritivo de Camila de Oliveira:
“No dia 11 de julho as centrais sindicais realizaram na Paulista uma atividade com pautas de reivindicações para o Governo Federal, Estadual e Municipal. Na oportunidade, um jornalista da Rede Globo de Televisão entrevista uma pessoa bêbada com uma placa de corrupção na mão no meio da manifestação das centrais sindicais tentando fazer passar pela ideia de que o bêbado era das centrais.”
A Globo “arrumando” a cena da manifestação ocorrida em São Paulo, dia 11 de julho, pelo Dia Nacional de Lutas. Vídeo de Camila de Oliveira

Globo tenta montar cenário negativo em manifestação de SP
sex, 12/07/2013 – 09:37 – Atualizado em 12/07/2013 – 10:53

Sugestão de Leila Farkas

Neste vídeo, produzido por Camila de Oliveira, funcionários da Rede Globo são flagrados tentando montar um cenário negativo para as manifestações ocorridas em São Paulo, no Dia Nacional de Lutas, dia 11 de julho, na Avenida Paulista. Na descrição do vídeo é possível entender bem a questão.

Leila Farkas descreve a situação: “Aqui vai um vídeo, gravado na Av. Paulista por Camila de Oliveira, quando o repórter da Globo quis fazer uma arrumada no cenário e no ator. Pegaram uma pessoa maltrapilha, que havia ingerido certa quantidade de álcool, colocaram uma placa “contra a corrupção” na mão dele e foram filmar, com a manifestação das centrais ao fundo. E foram pegos no ato, expulsos do pedaço.. ”

O descritivo de Camila de Oliveira:

“No dia 11 de julho as centrais sindicais realizaram na Paulista uma atividade com pautas de reivindicações para o Governo Federal, Estadual e Municipal. Na oportunidade, um jornalista da Rede Globo de Televisão entrevista uma pessoa bêbada com uma placa de corrupção na mão no meio da manifestação das centrais sindicais tentando fazer passar pela ideia de que o bêbado era das centrais.”

A Globo “arrumando” a cena da manifestação ocorrida em São Paulo, dia 11 de julho, pelo Dia Nacional de Lutas. Vídeo de Camila de Oliveira.

fonte: http://www.jornalggn.com.br/blog/globo-tenta-montar-cenario-negativo-em-manifestacao-de-sp

Responder

claiton de souza

13 de julho de 2013 às 07h22

Natal, 12/07/2013. …..
O médico não é onipresente. …..
Quando um cidadão sofre um acidente de que natureza for, o seu primeiro socorro é feito por pessoas que não tem nenhum conhecimento médico, ou se quer de socorro preventivo. O acidentado na maior parte dos acidentes está à mercê da sorte e na ação dos que estão ao seu lado. Tomar as primeiras providências de bom censo e encaminhar para o atendimento médico de emergência não é obra do médico de emergência, mas sim, dos leigos de boa vontade e humanismo, procedimento este que salva muitas vidas a todos os momentos. …..
O médico não é onipresente. …..
Num hospital de atendimento emergencial os médicos de plantão não têm condições de atender ao mesmo tempo todos os cidadãos que por desventura merecem um atendimento imediato, alguns têm que aguardar seu atendimento. Isso não configura falta de atendimento médico ou falha no sistema de saúde. …..
O médico não é onipresente. …..
Se um médico que está escalado para atendimento em um posto de saúde, por motivos vários, muitas das vezes, fúteis, inconsequentes e desonestas, não comparece para prestar os serviços à que está obrigado, não configura má qualidade do sistema de saúde. Se o médico que é o principal agente de saúde é o primeiro a praticar irregularidades no seu posto de serviço, o que cobrar dos assistentes? …..

O médico não é onipresente. …..
Ao médico cabe examinar, operar e prescrever, este é o ato médico. Executar a prescrição médica e auxiliar o ato médico não é função do médico, mas sim de seus auxiliares, não tem cabimento a aplicação de injeção e curativo e outros vários procedimentos auxiliares de saúde ser atos médicos, é na verdade um absurdo. …..
O médico não é onipresente. …..
A qualidade do recinto de atendimento médico é variável de acordo com a região e os meios de recursos financeiros disponíveis. Há casos de extrema falta estrutural em todas necessidades físicas e profissionais humanas de postos de saúde e hospitais, o que por si só não valida ao médico deixar de prestar o seu serviço. Se o médico que é o principal agente de saúde é o primeiro a deixar de prestar os seus serviços, o que cobrar dos assistentes? …..
O médico não é onipresente. …..
Infelizmente na sociedade humana há um grupo de cidadãos portadores de doenças crônicas incuráveis, os quais vivem constantemente necessitados de cuidados médicos, tanto periódicos quanto emergenciais. Estes cidadãos por sua própria natureza são os que mais sofrem com os atendimentos médicos ou hospitalares, o que não caracteriza por si que tanto os médicos como o sistema hospitalar são omissos, ao contrario, fazem o que é possível para amenizar suas dores. Cabe aqui uma análise bem mais abrangente. …..
Onipresença. …..
Nem o médico, nem os assistentes e auxiliares de saúde, nem a saúde pública são onipresentes, porem são o mais eficaz possível dentro das possibilidades. Não é possível culpar os médicos nem os assistentes auxiliares de saúde nem o sistema público de saúde de má qualidade, ao contrario, mesmo com as dificuldades existentes o sistema de saúde do Brasil é de muito boa qualidade, principalmente o emergencial. …..
Onipresença. …..
Infelizmente pequena parte de médicos, auxiliares e assistentes de saúde e administradores da saúde, desonestos, demagogos, incompetentes, irresponsáveis e desumanos, tem onipresença garantida no sistema de saúde do Brasil, estes sim são a mazela da saúde pública. ….. …..
Claiton de Souza.

Responder

Antonio Sousa

13 de julho de 2013 às 02h58

O Lula e a Dilma mantiveram nas gerências das poucas estatais que nos restaram no pós FHC, as mesmas pessoas, com as mesmas práticas de perseguição, assédio moral e maracutaias. Algumas atitudes dos governos petistas causam-me estranheza. Votei no Lula em todas as eleições que participou, e na Dilma como continuadora da obra petista. Votei neles de olhos abertos, sabia e sei das dificuldades para mudar uma mentalidade de exploração em vigor há séculos. Não entendo como um governo com tanta aprovaçao popular tem tanto medo da Globo, não encara a situação de frente e nomeia ministros do naipe do Bernardo e esposa, do Zé Cardoso e do Mercadante. Qual a justificativa da Dilma para manter o fator previdenciário? Covardia. Temos um governo frouxo. O risco do PSDB voltar ao poder é real. Sinceramente, vou votar novamente na Dilma porque sei o que passei nas mãos do FHC.

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de julho de 2013 às 21h40

DA SÉRIE ‘NEM SEMPRE O MELHOR CAMINHO PARA CHEGARMOS AO LONGE É AQUELE MAIS CURTO! MUITO VEZES, CURTO E, EVENTUALMENTE, CAPCIOSO’! ENTENDA

MINO CARTA QUER A CONSTITUINTE

“Nas pregas do transporte onírico parece-me ver transitar a sombra de José Bonifácio, de Mauá, de Joaquim Nabuco”
Publicado em 12/07/2013

em http://www.conversaafiada.com.br/politica/2013/07/12/mino-quer-a-constituinte/

LÁ VEM O MATUTO ‘ATEU GRAÇAS A DEUS’!

PELO AMOR DE DEUS!:

‘as [legítimas e sábias] vozes das ruas’ têm que ouvir e, depois, ecoar a VOZ do egrégio e destemido jornalista Mino Carta!..

NOTA: sinceramente, há muito tempo eu não sentia tanta emoção ao ler um texto. Apesar de ser um simples matuto ‘bananiense’ – vivendo nas trevas de Pindorama(!) -, não tenho a menor sombra (sic) de dúvida: não podemos perder essa singular chance histórica, no sentido de conclamar ‘as vozes das ruas’ e… Novamente, ouçamos, a VOZ profética do Mino Carta: “… A convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte exclusiva, integrada pelas melhores cabeças do país, para assentar as bases de um Estado contemporâneo, efetivamente democrático, como o Brasil merece e a casa-grande, pela força das ‘injunções das circunstâncias’, até hoje não permitiu…”

PELO AMOR DE DEUS! Nós temos que mobilizar o honesto, sapiente e impávido povo trabalhador brasileiro em torno desta lídima e soberana causa! É importante a etapa de esclarecimento junto à população, a ser implementada por diversos segmentos da sociedade: universidades, setores do empresariado, igrejas responsáveis, Conselhos Municipais, a juventude, setores populares e progressistas do próprio governo Dilma Rousseff, partidos de esquerda, artistas engajados com o fortalecimento da cidadania, do processo civilizatório e do avanço da nação brasileira…

NOTA: devemos começar ‘ontem’ este processo!…

Povo brasileiro: MÃOS À OBRA!…

Parabéns, valoroso e iluminado jornalista brasileiro Mino Carta! E felicidades!

A nação agradece, penhoradamente!

Adendo: juristas a exemplo de Francisco Rezek, Pedro Estevam Serrano e Luís Roberto Barroso consideram juridicamente possível a instalação de uma Assembleia Nacional Constituinte específica para tratar da reforma política.

Respeitosas saudações democráticas, progressistas, civilizatórias, nacionalistas, antifascistas e antigolpistas,

Até a vitória sempre!

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO [depende de nós enquanto ações e reações!]
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Armando do Prado

12 de julho de 2013 às 21h38

O Fator Previdenciário é uma vergonha, porquanto herdado do malfadado (des)governo de FHC e, após 10 anos de gov. do PT, continuamos na mesma. Temos que ir para rua.
Qto. à terceirização, vergonha é pouco, pois estamos na omissão concordando com a exploração estilo século XIX.

Responder

    José Silva

    12 de julho de 2013 às 22h40

    12 anos Armando, 12 anos completos!!!

    lukas

    13 de julho de 2013 às 08h31

    Armando, o PT não está mais na oposição. Não finja que está.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.