VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Site da ABGLT é invadido após pedir investigação criminal de Bolsonaro


28/03/2009 - 11h10

NOTA DA ABGLT

A ABGLT — Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais –, vem por meio deste denunciar e repudiar a invasão de seu site na internet.

A invasão ocorreu na madrugada de 2 de abril de 2011, e ocorreu logo após a ABGLT ter requerido do Procurador-Geral da República a instauração de investigação criminal contra o deputado federal Jair Bolsonaro, sob alegação de racismo e injúria e difamação.

A invasão se deu na forma da inclusão de duas “notícias” na página de Notícias da ABGLT.

Os itens que foram incluídos são “Bolsonaro para presidente do Brasil” e “Os fatos sobre a homossexualidade”.

O texto do item “Bolsonaro para presidente do Brasil” é:

A favor da família, contra a pederastia.

Ash Ketchum novamente.

Greetz to: K-MAX e YC

CRUZADA CONTRA OS GAYZISTAS.

Os “fatos” expostos sobre a homossexualidade seguem no final desta nota.

Toni Reis, presidente da ABGLT, afirma que “é triste vermos a internet, que foi criada para facilitar a comunicação, sendo utilizada criminosamente para promover a intolerância religiosa e incitar a violência, a discriminação e o preconceito contra a população LGBT”.

A ocorrência já foi denunciada no serviço SaferNet, que recebe denúncias sobre crimes na internet.

Será registrada queixa-crime na Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos, em Curitiba.

Também serão solicitadas providências do Ministério da Justiça / Polícia Federal.

ABGLT, 2 de abril de 2011

++++++++++++++++++++++++++++++

“Os fatos sobre a homossexualidade” (texto postado no site da ABGLT por hackers)

O que o relato da criação ensina a respeito do estilo de vida homossexual?

Os relatos de Gênesis (Gênesis 1.27; 2.18,21-24) e Mateus 19.4-6 ensinam que Deus criou a humanidade de uma maneira específica (macho e fêmea) com propósitos específicos relativos a isso (casamento, unidade sexual e procriação subentendidos).

O lugar mais adequado para começar uma avaliação bíblica sobre o homossexualismo não é com textos que o rejeitam, mas com textos que sustentam e apóiam essas passagens condenatórias.[1] Essa abordagem de pano de fundo é algo que quase todos os escritores pró-homossexuais falham em suprir.

A consideração do relato da criação é vital por muitas razões. Para começar, é um relato da criação. Homens e mulheres não são o produto cego de uma evolução ao acaso em que, literalmente, nada é normativo e os indivíduos são livres para escolher sua própria moralidade ou sexualidade. Os homens devem prestar contas ao Deus que os criou; eles não são o produto de uma natureza impessoal que não se importa com o estilo de vida deles.[2]

Abaixo estão cinco razões pelas quais o relato da criação é decisivo para qualquer discussão bíblica sobre a homossexualidade.

Primeiro, a aceitação da homossexualidade viola a ordem e a essência da própria criação humana.

Deus declarou que não era bom que o homem estivesse só. Para remediar essa situação, Ele criou a mulher como complemento divino e contrapartida da masculinidade. A comunhão sexual íntima foi pretendida somente para o homem com a mulher. Isso quer dizer que a homossexualidade distorce e desordena as intenções de Deus na criação e que a prática da homossexualidade contradiz o padrão da heterossexualidade em seu nível mais básico. O estilo de vida homossexual nega e desafia as polaridades do sexo de tal maneira que nem mesmo comportamentos heterossexuais, tais como fornicação e adultério, o conseguem.

Segundo, os homossexuais não podem obedecer ao mandamento de Deus quanto à procriação.

Em Gênesis 1.28, Deus ordenou a Adão, Eva e seus descendentes: “sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra”. Se Adão tivesse decidido ser homossexual, ninguém jamais teria nascido.

Terceiro, a homossexualidade constitui uma rebelião consciente contra a ordem divinamente criada.

De acordo com Romanos 1.32 e outras passagens bíblicas, os homossexuais sabem que seu comportamento é pecaminoso. A escolha contínua da prática de tal atividade é, portanto, uma rebelião intencional contra Deus e a ordem da criação.

Quarto, a Bíblia está repleta de premissas do relato da criação.

Se a homossexualidade fosse de alguma maneira legítima, as Escrituras não assumiriam uma inclinação heterossexual, mas incluiriam a opção homossexual. Se Deus tivesse a intenção de que o homem fosse bissexual, ou homossexual, ou se Ele tivesse criado o homem andrógino, o fato de criá-lo dessa maneira seria evidente em outros relatos das Escrituras relacionados à natureza do homem. Mas, o único padrão mantido e defendido é o heterossexual. “Do primeiro capítulo de Gênesis até o livro de Apocalipse, o significado duplo de expressão sexual-genital –a saber, procriação e união — é claramente manifesto… Javé é descrito como o noivo fiel, e Israel, como a noiva fiel, indicando que o amor heterossexual pode ser a base para se expressar o mistério de Deus em amar a raça humana… Além disso, o autor de Efésios reitera a mesma verdade revelada sobre a sexualidade humana, no contexto da sublime comparação em que o marido é comparado a Cristo e a mulher à Igreja. Quando o autor deseja descrever o amor que Cristo tem pela Sua Igreja, ele se volta para o amor heterossexual do marido e da mulher. [Efésios 5.25,28].”[3]
Em outras palavras, as Escrituras estão impregnadas com premissas concernentes à adequação da heterossexualidade; por comparação, a homossexualidade está conspicuamente ausente exceto quando se trata de condenação.
Quinto, a homossexualidade distorce a imagem de Deus.

Gênesis 1.27 ensina claramente que a imagem de Deus compreende tanto macho e fêmea — uma complementaridade que é eterna e existirá para sempre. Afirmar que a homossexualidade é bíblica e normal é distorcer a imagem de Deus e, conseqüentemente, insultar a natureza e o próprio Ser de Deus.
Ao entendermos o propósito divino da criação e o fato de que a criação reflete o próprio Ser de Deus, podemos entender mais claramente as razões para as condenações bíblicas da homossexualidade moderna e porque elas são tão rígidas.
O que 2 Pedro 2.1-10 e Judas ensinam a respeito do estilo de vida homossexual?

Essas passagens estão repletas de referências ao homossexualismo e, implicitamente, também ao movimento homossexual cristão. As passagens paralelas ao trecho de Romanos são dignas de nota. Em 2 Pedro 2, observe que o contexto envolve “falsos mestres entre vós” (i.e. dentro da igreja) que ardilosamente introduzem “heresias destrutivas” até mesmo negando o Mestre (Jesus) que os comprou. Note, além disso, que muitos seguirão sua “sensualidade” (v. 2) ou “caminhos vergonhosos”, e por causa de tais mestres o caminho da verdade será “difamado” ou distorcido.

Tais pessoas são consideradas como repletas de ganância e descritas como sendo aquelas que exploram os cristãos com “palavras falsas” ( v. 3) ou “fábulas”.

Até aqui, a passagem é aplicável tanto a homossexuais quanto a “homossexuais cristãos” que promovem os tipos de argumentos que temos considerado no livro Os Fatos Sobre a Homossexualidade. Note também que nessa passagem é a homossexualidade que é diretamente citada como ilustração de todos acima. Sodoma e Gomorra são mencionadas especificamente por terem sido destruídas como “um exemplo para aqueles que viessem a viver vidas impiedosas depois disso.”

O livro de Judas continua a rejeitar a homossexualidade:

“Como Sodoma e Gomorra e as cidades circunvizinhas que, havendo-se entregue à prostituição como aqueles seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição… Ora estes da mesma sorte, quais sonhadores alucinados, não só contaminam a carne, como rejeitam governo e difamam autoridades superiores… Estes, porém, quanto a tudo que não entendem, difamam… Estas são as coisas que os destroem… São estes os que promovem divisões, sensuais, que não têm o Espírito” (Judas 7-19).

Essas palavras dispensam qualquer explicação e requerem pouco comentário.

Examinamos os principais e mais explícitos versículos das Escrituras relacionados ao homossexualismo. Aquele que afirma que a questão bíblica contra a homossexualidade é baseada em alguns textos “isolados” e “obscuros”, simplesmente não entende o peso desses trechos das Escrituras. Além dos versículos acima, há um grande número de versículos adicionais que são aplicáveis às práticas homossexuais apesar do termo em si não ser usado (por exemplo, Romanos 6.11-21; Romanos 12.1-2; 1 Coríntios 6.19-20: Filipenses 1.20; Colossenses 3.5-8, Apocalipse 21.8).

Como se pode deixar o estilo de vida homossexual?

Deixar o estilo de vida homossexual pode ser relativamente fácil ou difícil, dependendo de diversos fatores. O passo mais importante é este — aceitar que o estilo de vida homossexual é moralmente errado e resolver mudar. Como comentamos no livro “Os Fatos Sobre a Homossexualidade”, a mudança é claramente possível para homossexuais que queiram mudar, e Deus concederá graça e poder àqueles que se voltarem para Ele com fé, desejosos de agradá-lO com seu comportamento sexual. Nesse caso, a chave é uma oração de arrependimento diante de Deus, resolvendo deixar o estilo de vida homossexual, o incentivo e o aconselhamento daqueles que já fizeram isso.
O MOSES – Movimento Pela Sexualidade Sadia é uma importante organização dedicada a ajudar homens e mulheres homossexuais durante a transição para um estilo de vida celibatário e a transição para a heterossexualidade.
Para aqueles que verdadeiramente desejam deixar o estilo de vida homossexual, nós recomendamos a seguinte oração:

Querido Deus:
Eu agora reconheço que a minha homossexualidade tem Te desagradado. Confesso meu pecado diante de Ti e peço o Teu poder e Tua graça para deixar o meu estilo de vida anterior, de forma final e completa. Entendo que o Senhor é Santo e que meu pecado me separou de Ti. Portanto, agora recebo a Cristo como meu Senhor e Salvador pessoal, crendo que Ele morreu na cruz por todos os meus pecados e que ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia. Agradeço-Te que, pela fé no Teu Filho, posso agora saber que todos os meus pecados foram perdoados —  passados, presentes e futuros. Não preciso mais temer o Teu julgamento por causa do que Cristo consumou na cruz. Com a Tua ajuda, eu agora resolvo buscar qualquer ajuda e aconselhamento necessários para obedecer à Tua vontade para a minha vida. Em nome de Jesus, amém.

Aqueles que fizeram essa oração devem entender que a entrega a Cristo é um assunto sério e envolve fazer dEle o Senhor de cada área de sua vida. Vocês devem saber também que inclinações para o mesmo sexo podem, mas provavelmente não vão, cessar automaticamente. O pecado da homossexualidade é igual a qualquer outro pecado sexual e requer tempo e paciência para ser vencido. Outro passo importante é um rompimento explícito e permanente de todos os laços com a comunidade homossexual, incluíndo, se necessário, todas as amizades anteriores. Nenhuma brecha de tentação deve ser permitida. Toda rejeição ao pecado equivale à auto-negação e, é claro, é algo doloroso, mas o simples fato da dificuldade não nos isenta da responsabilidade diante de Deus de amá-lO como Ele nos amou. Milhares de homens e mulheres gays testemunharam que existe vitória — vitória completa — e aqueles que acabaram de começar seu novo estilo de vida devem ser encorajados por esse fato. (John Ankerberg e John Weldon – http://www.chamada.com.br)

Notas
John Stott, “Homosexual Partnerships”, Involvement, vol. 2, p. 226.

Veja John Ankerberg e John Weldon, Os Fatos Sobre Criação e Evolução (Obra Missionária Chamada da Meia-Noite, 1995).

John F. Harvey, The Homosexual Person (San Francisco: Ignatius, 1987), p. 95-97.
Extraído do livro Os Fatos Sobre a Homossexualidade.





75 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

spin (link)

04 de abril de 2011 às 01h38

Resumo do Vídeo: Um adolescente homofóbico, seguido por um outro com uma camera na mão procura na escola um adolescente apelidado de "lady Gaga ", na cidade de Gentil Mata , em Alagoas- Brasil . Ao encontrar com o adolescente gay o outro adolescente Homofobico começa a agredi-lo fisicamente e o ameaça verbalmente, na presença de outros alunos/as.

A Imagem é revoltante e encontra-se no You Tube pelo endereço:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embed…

Responder

FrancoAtirador

03 de abril de 2011 às 17h51

25 gangues apavoram gays e negros nas ruas da cidade

Polícia Civil de São Paulo identifica 200 integrantes de grupos extremistas.

Skinheads entre 16 e 28 anos são investigados por "crimes de ódio" que deram origem a 130 inquéritos policiais.

Eles são jovens, com idades entre 16 e 28 anos. Têm ensino fundamental e médio. Pertencem, em sua maioria, às classes C e D. Usam coturnos com biqueiras de aço ou tênis de cano alto, jeans e camisetas. São brancos e pardos -negros, não. Cultuam Hitler, suásticas e o número 88. A oitava letra do alfabeto é o H; HH dá "Heil, Hitler", a saudação dos nazistas. Consomem baldes de álcool. As outras drogas têm apenas uso marginal. Ostentam tatuagens enormes em que se leem "Ódio", "Hate", ou "Ame odiar". A propósito, odeiam gays e negros. São de direita. Gostam de bater, bater e bater. E de brigar.

O perfil dessa turma, auto-denominada skinheads por influência do movimento surgido na Inglaterra durante os anos 1960, quem traçou foi a Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), da Polícia Civil do Estado de São Paulo.

No total, a Decradi já identificou 200 membros de 25 gangues com nomes como Combate RAC (Rock Against Communism- rock contra o comunismo, em português) e Front 88 (sempre o 88).

São integrantes desses grupos que aparecem com mais frequência como agressores de negros, gays e em pancadarias entre torcidas organizadas, quando encarnam a faceta "hooligan".

Também a exemplo do que ocorre na Europa, skinheads são especialistas em quebra-quebra entre torcedores.

"FAIXA DE GAZA"

A delegada Margarette Correia Barreto, titular da Decradi, é quem lidera o esforço de identificação dessas gangues. Atualmente, na delegacia, há 130 inquéritos envolvendo os "crimes de ódio"- motivados por preconceito contra um grupo social.

"O alcance e a repercussão desses ataques, entretanto, é muito maior do que em um crime comum. Se um homossexual é atingido, todo o grupo sente-se atingido", exemplifica a delegada do Decradi. "É uma comoção."

Pelo levantamento da polícia, o foco dos "crimes de ódio" é a região da avenida Paulista e da rua Augusta, na região central da cidade. Segundo a delegada, ali é "a nossa faixa de Gaza".

O motivo é que a área tem a maior concentração de bares frequentados por gays e por skinheads -cada turma no seu reduto, mas todos muito perto uns dos outros. "Eles acabam se encontrando pela rua", diz a delegada.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/as-15-ga…

Responder

Quem?

03 de abril de 2011 às 17h31

Bolsonaro fez aquela entrevista atendendo interesses de quem? O que significa a presença de Bolsonaro no Tassconfuso programa? Qual a intenção subliminar das perguntas e respostas? Além de gays e negros quais autoridades foram desrespeitadas? O MP Federal vai investigar? Humor só em circos, porque na TV é agressão e desrespeito.

Responder

Ronaldo Luiz

03 de abril de 2011 às 17h17

Estamos muma democracia?
Que tal submeter uma serie de questões polêmicas a um plebicito:
Pena de Morte SIM / NÃO
Casamento Gay SIM / NÃO
Aborto SIM / NÃO
eutanásia SIM / NÃO
O Brasil é um, país láico, e depende das leis civis.
Quem quiser adotar as leis religiosas; desde que as mesmas não contrariem as leis civis; tudo bem.

Responder

Rudimar

03 de abril de 2011 às 16h58

Para acabar com a discussão boba, vamos separar o mundo em três – Mundo dos Gays de um lado, das lésbicas de outro e dos heteros de outro….Pronto acabou a confusão…nada mais de briga, mas que fique proibido por lei mundial que um invada ou participe do mundo do outro, que se faça policiamento total para que seja respeitada a lei – a ONU sería o controlador. Deixaríamos assim por duzentos anos e depois veríamos o que fazer, se todos concordarem, que se cumpra a lei – Tudo deve ser feito em condições de igualdade e liberdade, a agua e comida seríam distribuida igualmente, para que não houvesse queixa, pronto…Eu topo…Quem mais?

Responder

FrancoAtirador

03 de abril de 2011 às 16h02

.
Política e religião
Por Emir Sader

Uma das mais importantes conquistas democráticas no mundo contemporâneo é a separação entre religião e política. Não é que não tenham nada a ver, mas as relações políticas, sociais, cívicas, não podem ser orientadas pelas opções religiosas. Os Estados democráticos são Estados laicos.

Todos devemos ser iguais diante das leis, sem influência de nossas opções individuais – religiosas, sexuais, de diferenças étnicas, etc. Somos diversos nas nossas opções de vida, mas devemos ser iguais nos nossos direitos como cidadãos.

Os Estados religiosos – sejam islâmicos, sionistas ou outros – fazem das diferenças religiosas elementos de discriminação política. Xiitas e sunitas têm direitos distintos, conforme a tendência dominante em países islâmicos. Judeus e árabes são pessoas com direitos totalmente distintos em Israel. Para dar apenas alguns dos exemplos mais conhecidos.

Um Estado democrático, republicano, é um Estado laico e não religioso, nem étnico. Que não estabelece diferenças nos direitos pelas opções privadas das pessoas. Ao contrário, garante os direitos às opções privadas das pessoas. Nestas deve haver a maior liberdade, com o limite de que não deve prejudicar a liberdade dos outros de fazerem suas opções individuais e coletivas.

Por razões de sua religião, pessoas podem optar por não fazer aborto, por não se divorciar, por não ter relações sexuais senão para reprodução, por não se casar com pessoas do seu mesmo sexo. São opções individuais, que devem ser respeitadas, por mais que achemos equivocadas e as combatamos na luta de idéias. Mas nenhuma religião pode querer impor suas concepções aos outros – sejam de outras religiões ou humanistas.

A educação pública deve ser laica, respeitando as diferenças étnicas, religiosas, sexuais, de todos. Os que querem ter educação religiosa, devem tê-la em escolas religiosas, conforme o seu credo. Os recursos públicos devem ser destinados para as escolas públicas.

Da mesma forma a saúde pública deve atender a todos, conforme suas opções individuais, sem prejudicar os direitos dos outros.

A Teologia da Libertação é um importante meio de despertar consciência social nos religiosos, como alternativa à visão tradicional, que favorece a resignação (esta vida como “vale de lágrimas”, o sofrimento como via de salvação). Mas não pode tentar impor visões religiosas a toda a sociedade que, democrática, não opta por nenhuma religião. Os religiosos devem orientar seus fieis, conforme suas crenças, mas não devem tentar impor aos outros suas crenças.

Religião e política são coisas diferentes. A opção religiosa ou humanista é uma opção individual, da mesma forma que as identidades sexuais, as origens étnicas ou outras dessa ordem.

Misturar religião com política, ter Estados religiosos – Irã, Israel, Vaticano, como exemplos – desemboca em visões ditatoriais, até mesmo totalitárias. Na democracia, os direitos individuais e coletivos devem ser garantidos para todos, igualmente. Ninguém deve ter mais direitos ou ser discriminado, por suas opções individuais ou coletivas, desde que não prejudique os direitos dos outros.

Que possamos ser diversos, desde que não prejudiquemos aos outros. Iguais, nos direitos e nas possibilidades de ser diferentes. Diferentes sim, desiguais, não.

11/01/2010
http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostra…

Responder

Gerson Carneiro

03 de abril de 2011 às 15h51

Ocorre que Jair Bolsonaro é de Campinas-SP. A cidade que divide aquela fama com Pelotas-RS.
Pode ser trauma de infância. O primeiro troca-troca se não for com alguém carinhoso dá nisso.

Responder

ratusnatus

03 de abril de 2011 às 15h28

Irã, gays, amianto… O Vi O Mundo esta se perdendo em assuntos absolutamente irrelevantes.

Vamos nos concentrar no que interessa.
A Fifa acaba de declarar que o Flamengo é o time de maior torcida de Todo o Universo Conhecido.
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/as-maior…

…:)

Responder

claudiozani

03 de abril de 2011 às 14h20

Azenha você por acaso tem informação sobre quem e com que interesse é postado esse anúncio que está agora mesmo no seu blog: "The Obama decepcion.", "Obama, a Farsa do Século"
Eu realmente acho que esse cara é uma farsa, mas este anúncio me parece algo "de encomenda".
Você acha legal mantê-lo?

Responder

    FrancoAtirador

    03 de abril de 2011 às 16h39

    .
    .
    Encomenda do APARTHEID'S TEA PARTY
    .
    .

Luci

03 de abril de 2011 às 12h49

A TV é uma concessão pública e a decantada liberdade de expressão é utilizada para acobertar e garantir os excessos cometidos por programas de TV, que não difundem cultura, informação de qualidade e ainda difundem valores que criam violência e mal estar na sociedade. A maioria dos cidadãos que assistiu o dito programa CQC, ficou chocado com a violência das respostas às perguntas formuladas à Bolsonaro, não vislumbrei humor e nem tão pouco informação.Me senti indignada e constrangida, como milhares de pessoas, a agressão foi a grupos sociais vulneráveis e ao coletivo da sociedade.Portanto o programa descumpre as leis vigentes do país. O capitalismo esfacela o direito de assistirmos programação que represente a população do Brasil, que respeite a diversidade e que não incentive preconceitos e discriminações.Espero que o Ministério Público Federal atue em nome da sociedade brasileira e que os patrocinadores sejam também responsabilizados, porque são parte do programa.Retrocesso na questão de respeito aos direitos humanos internamente poderá despencar a credibilidade do Brasil.

Responder

Policial mendigo

03 de abril de 2011 às 09h16

ORAÇÃO DE ARREPENDIMENTO POR TER VOTADO EM CERRA
Querido Deus:
Eu agora reconheço que a minha imbecilidade tem Te desagradado. Confesso meu pecado diante de Ti e peço o Teu poder e Tua graça para deixar de ser eleitor do PSDB , de forma final e completa. Entendo que o Senhor é Santo e que acreditar em tudo que o casal Bonner fala, me separou de Ti.
Portanto, agora recebo a Cristo como meu Senhor e Salvador pessoal, crendo que Ele morreu na cruz por todos os meus pecados e que ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia. Agradeço-Te que, pela fé no Teu Filho, posso agora saber que todos os meus votos em prefeitos, governadores, senador e deputados tucanos foram perdoados – passados e presentes. Não preciso mais temer enchentes, assaltos banais, arrastões e pedágios . Com a Tua ajuda, eu agora resolvo buscar votar melhor nas próximas eleições para obedecer à Tua vontade para a minha vida. Em nome de Jesus, amém.

Responder

    Silvio I

    03 de abril de 2011 às 14h41

    Policial mendigo.:
    Realmente você pratica uma religião camarada. Das um rezo e te sentes perdoado. Agora quisera saber o que diria, o resto do povo que você ajudo a se embromar, por 4 anos mais;.

Will

03 de abril de 2011 às 08h02

E as pessoas ainda têm dúvida se religião faz mal à sociedade…
Por que diabos as pessoas se preocupam com o que seus vizinhos fazem entre 4 paredes?
Quem se sente ameaçado por um homossexual deveria procurar um terapeuta. Essa homofobia geralmente está associada a desejos homossexuais reprimidos. Seja verdadeiro consigo mesmo e você será muito mais feliz. Viva e deixe viver!
Pra quem tem o interesse em entender essa nossa diversidade sexual humana eu recomendo o documentário Middle Sexes: Redefining He and She (tem no YouTube).
A Maria Frô já fez um post sobre o mesmo: http://mariafro.com.br/wordpress/2011/03/31/por-q…

Responder

Yarus

03 de abril de 2011 às 04h22

"Carta aos Fundamentalistas

E-mail enviado por um estudante de teologia de Boston para Laura Schlessinger, uma personalidade do rádio americano que distribui conselhos para pessoas que ligam para seu show. Recentemente ela disse que a homossexualidade é uma abominação de acordo com Levíticos 18:22 e não pode ser perdoada em qualquer circunstância. O texto abaixo é uma carta aberta para Dra. Laura, escrita por um cidadão americano e também disponibilizada na
Internet".

"Cara Dra. Laura,

Obrigado por ter feito tanto para educar as pessoas no que diz respeito à Lei de Deus. Eu tenho aprendido muito com seu show, e tento compartilhar o conhecimento com tantas pessoas quantas posso. Quando alguém tenta defender o homossexualismo, por exemplo, eu simplesmente o lembro que Levítico 18:22 claramente afirma que isso é uma abominação. Fim do debate. Mas eu preciso de sua ajuda, entretanto, no que diz respeito a algumas leis específicas e como seguí-las:

a) Quando eu queimo um touro no altar como sacrifício, eu sei que isso cria um odor agradável para o Senhor (Levítico 1:9). O problema
são os meus vizinhos. Eles reclamam que o odor não é agradável para eles. Devo matá-los por heresia?

b) Eu gostaria de vender minha filha como escrava, como é permitido em Êxodo 21:7. Na época atual, qual você acha que seria um preço justo por ela?

c) Eu sei que não é permitido ter contato com uma mulher enquanto ela está em seu período de impureza menstrual (Levítico 15:19-24). O problema é: como eu digo isso a ela ? Eu tenho
tentado, mas a maioria das mulheres toma isso como ofensa.

d) Levíticos 25:44 afirma que eu posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, se eles forem comprados de nações vizinhas. Um amigo meu diz que isso se aplica a mexicanos, mas não a canadenses. Você pode esclarecer isso? Por que eu não posso possuir canadenses?

e) Eu tenho um vizinho que insiste em trabalhar aos sábados. Êxodo 35:2 claramente afirma que ele deve ser morto. Eu sou moralmente obrigado a matá-lo eu mesmo?

f) Um amigo meu acha que mesmo que comer moluscos seja uma abominação (Levítico 11:10), é uma abominação menor que a homossexualidade. Eu não concordo. Você pode esclarecer esse ponto?

g) Levíticos 21:20 afirma que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver algum defeito na visão. Eu admito que uso óculos para ler. A minha visão tem mesmo que ser 100%, ou pode-se dar um jeitinho?

h) A maioria dos meus amigos homens apara a barba, inclusive o cabelo das têmporas, mesmo que isso seja expressamente proibido em Levíticos 19:27. Como eles devem morrer?

i) Eu sei que tocar a pele de um porco morto me faz impuro (Levítico 11:6-8), mas eu posso jogar futebol americano se usar luvas? (as bolas de futebol americano são feitas com pele de porco)

Obrigado novamente por nos lembrar que a palavra de Deus é eterna e imutável.

Seu discípulo e fã ardoroso." — http://www.overmundo.com.br/overblog/carta-aos-fu…

Responder

    Roberto Locatelli

    03 de abril de 2011 às 08h57

    Sensacional!! Obrigado por postar essa carta!

    Com sua permissão e a do Azenha, vou reproduzir em meu blog.

    Abraço

    Yarus

    03 de abril de 2011 às 12h02

    Fique a vontade você, Roberto, e qualquer outro amigo navegante.

    Lembrando que falta a última parte da carta. Vá ao site ou pesquise : Carta aos Fundamentalistas

    Abraço a todos.

    Leonardo

    03 de abril de 2011 às 15h02

    Sem comentários. Mais um que não quer estudar a cultura do Oriente Médio e seus. aspectos sociais para depois ler o Pentateuco. Quer anular um principio, questionando praticas que visavam a unidade de um povo, nômade, sua purificação ritualistica e social.
    Paulo, principal formulador da doutrina crista, faz eco aos princípios da Torah , quando descreve a condição moral da sociedade romana, da qual também era cidadão por direito adquirido.
    Feliz cada novo dia

@_taw_

03 de abril de 2011 às 03h31

É melhor votar nulo, do que votar nesse deputado, mas eu sou contra a criminalização dos movimentos sociais, seja da direita, seja da esquerda.

O que está em jogo, na verdade, é a dignidade do homossexual e a liberdade religiosa da maior religião do país. Pois, o que realmente incomoda os cristãos, não é o fato da PLC122 defender os direitos dos LGBTs, mas além disso, proibir qualquer manifestação filosófica contra o homossexualismo. Pois isso, obviamente, impediria que os cristãos lessem seu Livro Sagrado em público, pois em várias passagens a Bíblia diz abertamente que homossexualismo é pecado para o Deus cristão.

Uma coisa é agredir um homossexual com palavras ou lâmpadas, outra é dizer que segundo tal religião o homossexualismo é pecado. Ou simplesmente afirmar que não concorda com o homossexualismo.

Considerando que o verdadeiro cristão morre, mas não nega a palavra de Deus, uma lei assim só legitimaria socialmente a uns e marginizaria a outros. Apenas, transferindo o problema de um grupo para outro, o que mais cedo ou mais tarde, o traria a tona novamente.

Sugiro para que essa guerra estúpida e infantil não ganhe uma maturidade maior, do que a vontade de ver resolvida essa questão, é que fosse feita a união dos cristãos e dos homossexuais com foco de resolver esse problema. Poderia-se criar um grupo sério, comprometido em buscar uma solução que trouxesse paz e não mais conflito em nossa sociedade, com pessoas tolerantes, conscientes, centradas e ponderáveis de ambos os grupos.

Eu tenho esperança que resolvamos esse conflito com responsabilidade e maturidade e que os cristãos e o homossexuais cheguem em um consenso em que se consolide a dignidade dos homossexuais e que ao mesmo tempo não criminalize a fé cristã.

Como não vi o comentário que fiz ontem… fiz outro hoje sobre o que penso no que tange a esse tema.

Responder

    Telef

    03 de abril de 2011 às 17h29

    @_taw_ voce tocou em um ponto muito importante e de grande valia…Será que nós heterosexuais e cristãos, vamos ter que calar perante lei? Será que os cristãos terão que renegar ao Deus unico? Será que esta fé que lutou contra a barbárie judaica e contra o politeísmo finalmente será calada? Justamente numa época que se prega tanto as liberdades de expressão e de religião? Será que a "midia nacional", que esta simplesmente a mando de nações imperialistas, finalmente vencerá e colocara o povo brasileiro em desordem,irmãos contra irmãos, para que o imperialismo reinante no norte do planeta possa fazer sua vontade?
    Esta na hora de nossos pensadores e sábios analisarem isto de maneira séria, pois amanhã pode ser tarde. Creio que estamos sendo jogados uns contra os outros de maneira a criar confusão…crie confusão e domine….esta é a ordem no Pentagono, um truque que esta em vigor no oriente médio, mas que também ja foi usado em outras épocas da história e que em nosso tempo é muito bem explorado pelos EUA.
    O país esta avançando em passos largos para o progresso e isto esta gerando receio e temor em nações que estão acostumadas a comandar e explorar as mais fracas. É pelo medo de perder o poder que as nações européias e EUA juntos, estão explorando temas que geram confusão em países que não estão fortes em seus propósitos, como países da Amarica do Sul, por exemplo. Se faz mais que urgente os nossos governates acabarem com esta discussões tolas e aplicar a lei pra todos, sem privilegiar ninguém.

FrancoAtirador

03 de abril de 2011 às 02h08

.
.
ESSES "CRISTÃOS" VÃO ACABAR ME CONVERTENDO AO JUDAÍSMO.
.
.
.

Responder

    Beto_W

    04 de abril de 2011 às 16h18

    Hahaha, eu te dou as boas-vindas.

Paulo

03 de abril de 2011 às 01h58

Outra coisa. Tanto no caso do pastor Julio Severo como no do pastor que disse que a África esta amaldiçoada, o que se vê são interpretações absolutamente tendenciosas e oportunistas do texto da Bíblia. Eles enxergam o que eles querem e entendem como melhor lhes convém. O problema dessas pessoas não é serem pastores, eles seriam picaretas em qualquer outra profissão.

Responder

Paulo

03 de abril de 2011 às 01h52

Esse mesmo texto havia sido divulgado pelo blog do pastor Julio Severo em 2008. E suspeito que os "hackers" o tenham conseguido nesse blog. Julio Severo é outro sujeito obcecado com a homossexualidade e parece que dedica boa parte de seu tempo em criticá-la. Na verdade, ele é atualmente uma das principais fontes de material homofóbico de uma certa direita raivosa brasileira.
http://juliosevero.blogspot.com/2008/04/os-fatos-…

Responder

maria benedita

03 de abril de 2011 às 00h21

Paulo Cavalcante estou contigo e não abro. Abraços.

Responder

Silvio I

02 de abril de 2011 às 23h54

A Bíblia e um livro interessante, e uma obra literária, mais não foi escrito por Deus. Esse livro foi mandado escrever por Isaias, para tratar de unir todas as tribos dos hebreus que estavam todas brigadas. Se colocou em ela todas as lendas que circulavam na época.A ciência já descobriu que o homo sexualismo, não e um problema de desejo, e algo que já se nasce.E genético.Se tem demonstrado por exemplo que u homem homossexual tem a cabeça de mulher. O seja um corpo de homem mais pensa como mulher.Não podemos no século XXI, estar procedendo de acordo com o que pensávamos homes ,ha mais de 5000 anos.Que conhecimentos tinham? U homem tem avançado em conhecimentos, mais ainda hoje, não tem explicação de onde vem, para onde vai, e não sabe quase nada do universo, e muito menos de Deus.

Responder

    Grazi

    03 de abril de 2011 às 05h55

    Bah Silvio. Falou tudo.
    O mais impressionante disso tudo é a ignorancia desses fanáticos religiosos. eles preferem acreditar num livro escrito nessas condicoes, com a cabeca supersticiosa e completamente ignorante de toda ciencia. Mesmo teologos da igreja admitem que o antigo testamento tem um caráter mais subjetivo exatamente pela contexto todo.
    Esses fanáticos cristaos evangélicos que estao se multiplicando no brasil sao perigosos pois eles se afirmam da mesma forma que outros já fizeram nopassado, querendo imporse na sociedades como patrulheiros da moral.
    Eu acho essa questao muito simples.
    direito da minoria tem que ser garantido pelo estado.
    nao precisa da aprovacao da maioria da sociedade pra garantir direitos civis para os gays. exatamente por isso sao considerados minoria.
    o que falta no brasil é mais gente sair do armário. na midia, na política em todo lugar.
    só quando o pessoal sair do armário e comecar a discutir isso de verdade é que alguma coisa vai mudar.

carlos

02 de abril de 2011 às 23h50

Acho engraçado esse bíblias, se querem acreditar nesse amontoado de baboseiras que acreditem. Mas por favor respeitem a opinião e a visão de mundo diferenciadas. A Bíblia não explica o Mundo para mim e pronto
se querem ir lamber as sapatilhas vermelhas do papa e os sapatos ingleses desse bando de pilantras que se denominam pastores que vão, deixem os outro em PAZ.

Responder

Luiz Fortaleza

02 de abril de 2011 às 22h56

O FASCISMO E O NAZISMO NO BRASIL ressuscitam com Bolsonaro: O Político terrorista

Responder

FrancoAtirador

02 de abril de 2011 às 22h11

.
.
Proteja o Brasil do Bolsonaro
ABAIXO-ASSINADO
Mais de 60 mil já assinaram

http://www.avaaz.org/po/homofobia_nao/?vl

Responder

FrancoAtirador

02 de abril de 2011 às 21h45

.
.
Algo me diz que, se Cristo retornasse hoje a esta Terra,

seria crucificado novamente.

Desta feita, por esses que se autodenominam cristãos,

mas que, em verdade, se fundamentalizam nas escrituras judaicas

transcritas literalmente no antigo testamento bíblico.
.
.

Responder

Jairo_Beraldo

02 de abril de 2011 às 21h23

Melhor ser canalha e verdadeiro como o Bolsonaro, que TRAIR meu voto como fez Dilma, aliando e tirando os sapatos para os merdas veste fardas estadunidenses…está ainda na minha camionete o adesivo de DILMA PRESIDENTE pra sentir NOJO do que ela tem feito…Dilma, junte-se ao atual ocupante do Palacio das Esmeraldas em GO, Blábláblá Perigo…ele vai te fazer pior que está, e usando seu nome na midia pelos vendidos do PIG!!! Aliás, voce merece, TRAIDORA!!!

Responder

    Alexandre Lins

    02 de abril de 2011 às 21h36

    So para vc saber: ser CANALHA nao eh ser VERDADEIRO. Ser CANALHA eh ser CANALHA e , fim de papo!

    L. G. Barbéris

    03 de abril de 2011 às 03h03

    Liga não, Alexandre. Ele é primo da Carmen.

Wagner Souza

02 de abril de 2011 às 21h15

E ainda nos manda ver as notas de johnbin johsin, johnnao, so da nota dos gringos, o Bolsa a nado tem que assumir que no fundo ele gosta mesmo e de uma bichona ha ha ha!

Responder

Michel

02 de abril de 2011 às 20h42

Foi Deus quem escreveu a Bíblia, eu vi ele escrevendo gente! (risos)

Responder

@_taw_

02 de abril de 2011 às 20h29

Não concordo como esse tal deputado expõe sua opnião, desqualificando quem pensa diferente. Prefiria votar nulo do que nele. No entanto, sou contra qualquer criminalização dos movimentos sociais. Seja da esquerda, seja da direita.

O que está em jogo é o reconhecimento da dignidade dos homossexuais e a liberdade para os cristãos praticarem sua religião. O que gera esse conflito é a PLC122, não porque ela defende os direitos dos LGBTs, mas porque, além disso, visa proibir qualquer manifestação filosófica contra o homossexualismo. Uma coisa é agredir com palavras ou lâmpadas o indivíduo, outra é dizer que não concorda com o homossexualismo, ou que segundo tal religião é pecado. Esse é o ponto em que tem dividido essas duas culturas.

A não ser que a esquerda esteja definitivamente decidida a "queimar bíblias", ou tornar criminosos aqueles que a seguem, eu sugiro que fossem reunidas pessoas conscientes, centradas, tolerantes e ponderáveis de ambos os grupos para negociar uma lei que trouxesse o respeito e a dignidade aos homossexuais, em termos sociais, mas sem impedir que os cristãos ensinem abertamente sua religião e cultura. Para que um entendesse com mansidão e respeito o que e onde "dói" no outro. Não adianta trazer a legitimidade social a uns e marginalizar a outros. Isso não é resolver, é apenas mover problemas, que mais cedo ou mais tarde, sempre voltam a tona.

Eu tenho esperança que, por fim, sejamos responsáveis e maduros nessa questão.

Responder

Cleiton Oliveira

02 de abril de 2011 às 20h01

Creio muitas ações contra Bolsonaro estão para o feminismo assim como os judeus estão para o sionismo.

Conheço pelo menos dois ambientes (na internet) onde afloram comentários defendendo este homem acima de qualquer suspeita, e o que vejo são comentários perigosos e incompletos de ambos os lados, tanto de quem o defende quanto de quem o condena, de quem usa termos como "gayzista" e quem usa termos como "imbecil machista".

Bolsonaro é contra a homossexualidade e isso não é novidade, mas isso não faz dele menos preconceituoso do que aqueles que levantam a bandeira da "pobre mulher desamparada", escondendo também a imensa hipocrisia por trás de pessoas que defendem bizarrices como a lei Maria da Penha, já mostrada de acordo com ele como inconstitucional. Cito aqui com convicção porque concordo plenamente com seus argumentos a respeito dessa lei.

Ao mesmo tempo percebo um homem que fala demais e que demonstra claros sinais de preconceito desnecessário. Infelizmente as pessoas vêem apenas o que lhes interessa, ignorando o fato de ele dizer o que pensa e estar sendo punido por isso, enquanto cada um dentro da própria casa alimenta preconceitos diversos, manifesta tais preconceitos de formas incrielmente semelhantes ao próprio Bolsonaro, mas por não serem pessoas "públicas" estão protegidas, e caso forem, quando forem expostas, não terão coragem de dizerem o que pensam, sabendo que acreditam em algo contra o senso comum e serão moralmente punidas caso o fizerem, por isso se calarão.

Bolsonaro pensa limitadamente e demonstra ser muito machista, mas é o menor dos problemas em todas as partes se formos considerar que ele apenas passa a ser usado como desculpa para que se desencadeiem problemas muito piores, vindos justamente de quem pensa o contrário do que ele pensa. Inclui-se aí a podridão feminista que exala por todos os poros deste país.

Consideram um problema a expressão aberta de um preconceito muito mais do que formas que manifestem tal preconceito, talvez sem nunca revelá-lo em si, usando-o como arma para prejudicar. Ataquem os hipócritas assumidos para que não revelem que todos nós somos como eles.

Levando em conta tudo isso, o que nos resta são apenas pessoas ofendidas com coisas pequenas como se fossem crianças, enquanto outras usam as reações para justificarem sua necessidade de acusarem, julgarem, responderem violentamente a qualquer coisa que seja contra o que acreditam. Pergunto-me se estamos na idade média.

Responder

    João

    02 de abril de 2011 às 22h05

    Cleiton, não, não estamos na Idade Média.
    Vale lembrar que Galileu Galilei só não foi parar na fogueira (Giordano Bruno foi queimado) porque negou que o sól fosse o centro do universo perante o Papa.
    Nâo, não estamos na Idade Média. Estamos em uma época na qual o convívio dos "diferentes" (deixo entre aspas porque não considero nenhum ser humano diferente de outro em função de cor, credo religioso, preferência sexual, entre outros) deve ser a tônica das relações sociais.
    Estamos em uma época na qual o ser humano deveria aprender a conviver com a diversidade. Concordo que essa mesma diversidade deve entender um Bolsonaro da vida no que tange às idéias. Porém, não concordo com incitamentos (diretos ou indiretos) da violência contra os "diferentes".
    Voltaire, filósofo iluminista, disse que " posso discordar do que dizeis, mas darei a vida para defender o vosso direito a dizê-lo". Os Bolsonaros da vida deveriam ler Voltaire.
    A humanidade já demonstrou, em sua história, que a intolerância só gera violência. A Alemanha, durante o período da Reforma Protestante, quase foi à guerra civil; Hitler levou a mesma Alemanha à guerra por causa dos "culpados" pela crise financeira instaurada após a I Guerra Mundial (República de Weimer); cristãos e muçulmanos entraram em guerra por causa de Jerusalém (veja o filme "Cruzada" que entenderá melhor o que digo aqui); nos EEUU a intolerância contra os descendentes dos africanos levou esse país a uma guerra civil. São alguns exemplos para demonstrar o quanto a intolerância, de qualquer natureza, deve ser combatida.
    Pregar a intolerância, o preconceito, o racismo, é algo inaceitável, principalmente vindo de uma pessoa que tem um mandato públco.
    Pensar diferente é ir contra o direito primário de qualquer ser humano: o direito à vida.
    Fico por aqui, não por falta de argumentos, mas pela concisão que este tipo de post demanda.

    Grazi

    03 de abril de 2011 às 06h19

    João
    muito bem argumentado, extamente o que penso
    viver em democracia não é viver sob um denominador comum, e sim aprender a encontrar harmonia nas diferencas

    Leonardo

    03 de abril de 2011 às 14h11

    Sugiro a você que leia a transcrição das cartas que Galileu escreveu a época . Você poderá, se se permitir, as razoes reais de Galileu e que, apesar do senso comum atualmente ignorar isso, ele era teísta. Voltaire cria no fim da religião – ironicamente, sua antiga choupana veio a ser uma gráfica para impressão de Bíblias.
    Feliz cada novo dia

Gerson Carneiro

02 de abril de 2011 às 19h37

Se a Constituição, elaborada em 88, fora emendada diversas vezes, por que a Bíblia elaborada há pelo menos dois mil anos nunca fora?

A Bíblia é um livro de leis carecedor de emendas e revogação de artigos tipo esse: "E se alguém vender sua filha por serva, não sairá como servo". Exodo, 21;7.

Responder

bentoxvi-o santo

02 de abril de 2011 às 19h08

AZENHA.____Senhora presidenta…cuidado com o "canto da sereia" do PIG…cuidado com a mosca azul…cuidado com essas aprovações iniciais insufladas por quem te quer como sua refem…cavalo de batalha em seus interesses…

Responder

Avelino

02 de abril de 2011 às 18h19

Parece que deus criou o homem duas vezes, a primeira vez, deus criou-o igual ele, homem e mulher, juntos; depois, separados.
Mas não acredito em nenhuma versão.
Bolsonaro é um cretino. Essa eu acredito.

Responder

Regina Braga

02 de abril de 2011 às 18h08

Se a Igreja punir homosexuais e pedófilos…vai acabar.Faça o que digo,mas não faça o que eu faço.Hilter,odiava judeu…e era judeu.

Responder

    Gerson Carneiro

    02 de abril de 2011 às 22h10

    odiava gays… e mordia a fronha também.

Jose Bentes

02 de abril de 2011 às 18h02

O mais engraçado que eu acho desse blá blá blá todo é que essas bíblias foram escritos por homens, a maioria bárbaros e ignorantes que se arvoravam de serem amigos muito próximos de Deus que lhes confidenciava, lhes ditava as leis divinas.
E as minhas conclusões são de um Deus que fazia as coisas e depois notava que tinha se esquecido de fazer algo se arrependido de ter criado algo como o próprio Adão e a Eva (que para mim nunca existiram) e a parte mais cômica é a parte em que Deus, que criou essa perfeição que é o macro e o microcosmo, para criar a Eva teve que tirar uma costela do Adão, quando teria sido muito mais prático ter clonado o Adão e cortado o pinto dele, dava menos trabalho.
É muita pretenção dessa negada que se arvora de está falando em nome de Deus e que ele de fato falasse com esse pessoal.
A Bíblia teve seu papel importante naquela época bárbara mas hoje, ela ja deveria ser adaptada para o século XXI.

Responder

    AntonioM.A.

    02 de abril de 2011 às 20h06

    Mas até que a receita da costela ficou boa.

    Leonardo

    03 de abril de 2011 às 13h54

    Falar para você que a narrativa dos 6 primeiros capítulos de Gênesis possui características sintáticas e semânticas da poesia judaica do primeiro milênio, ou seja, a literalidade não e o intuito, e sim a ilustrucao – dizer isso e debalde. Mas fica a sugestão de pesquisa.
    Feliz cada novo dia

spin (link)

02 de abril de 2011 às 17h45

Estou cansado de ver crimes sendo cometidos em nome de Deus.
Recentemente uma dezena de funcionários da ONU foram assassinados, algumas delas decapitadas, por motivo religioso
Estas religiões monotoeístas, dentre elas o cristianismo, são o fim da picada
Ainda bem que em 9 paises a religião desaparecerá po falta de cretes
Prega a existência de corpos celestias seres supremos ou mitológicos
Tais crenças demonstram a fraqueza do Homem ao não acreditar no próprio fim
Exageram ao defender estes seres celestiais promovendo preconceito, ignorância e matança
A idéia da infinitude tem levado a isso, a estas limitações, o sexo eh muito mais abrangente do que esta bobagem de "se deus tivesse criado Ivo e Ivo" eu não teria nascido
Tenha a santa paciência
Quando pequeno fui doutrinado no cristinanismo que amedontra, onde há um Deus onipresente, onipotente e unisciente punitivo
As novas gerações, pelo menos nos países em que estará resolvida a questão material, deixarão de acreditar nesta mitologia, é o que indicam recentes pesquisas
Estes bárbaros tipo Bolsonaro, racistas e homofóbicos em geral precisam de rédeas, o Estado brasieiro por sinal laico, precisa defender cidadãos e cidadãs contra a ignorância

Responder

    Leonardo

    03 de abril de 2011 às 13h57

    E o que você fará quando perceber que a volição do homem matou e mata mais que a suposta motivação religiosa (digo suposta porque se faz mister avaliar fato a fato)?
    Ira se matar?
    Feliz cada novo dia

    spin (link)

    04 de abril de 2011 às 01h38

    Leonardo, leia isso

    Correio do Povo – Porto Alegre – 03/04/2011

    Fanatismo religioso, mal do mundo

    Jurandir Soares

    O fanatismo religioso segue sendo o principal responsável pelas atrocidades cometidas no mundo. Já foi assim com o 11 de setembro nos EUA e foi da mesma forma nesta sexta-feira no Afeganistão. Assim como também o foi a 20 de março, quando o pastor protestante Wayne Sapp queimou um exemplar do Corão em uma igreja da Flórida. Foi o ato radical do pastor americano que levou a massa ignara da cidade de Mazara-I-Sharif, no Afeganistão, a atacar a representação da ONU e matar oito funcionários da organização. Sendo dois decapitados, segundo as informações. Ato inconcebível. Os funcionários da ONU estão lá para tentar ajudar o país e acabam sendo agredidos de forma covarde. O episódio é a prova maior de que não há o mínimo controle por parte das forças de segurança. Dizia-se que o Afeganistão sob o domínio do Talibã vivia nas trevas. Percebe-se que não é preciso o nefasto regime estar no poder para a população mostrar que ainda vive na Idade Média.

    No Iraque, onde a representação da ONU também foi para os ares, vitimando o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, não passa uma semana sem que aconteça um atentado que mata 40 ou 50 pessoas. Brigas entre xiitas e sunitas. Com as guerras nesses dois países – Iraque e Afeganistão -, os EUA já gastaram 1 trilhão de dólares. E o resultado é este que se vê. Vão ter que deixar aqueles países sem ter conseguido estruturar segurança para os governos aliados que deixam no poder. Ou melhor, deixam no cargo, porque o poder eles não detêm. http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/fanatism…

Paulo Cavalcanti

02 de abril de 2011 às 17h40

Gente!!!!

O Bolsonaro, não merece essa importância toda. Ele assim como Caetano Veloso, está tirando um belo proveito dessa polêmica sem pé e cabeça. A democracia lhe confere o direito de expressar o que pensa, assim como Caetano tb, pode falar todas aquelas groselhas.

Se não dermos importâncias, essas figuras abomináveis, morreriam no anonimato, no entanto, já se vai uma semana, e Bolsonaro não sai da mídia (tudo que ele queria). Sou obrigado a reconhecer que ele tem um mérito, ao menos não é da "direita hipócrita" – ele diz o que pensa. Agora estão dando uma importância que de fato, ele não tem, nunca teve, porém……ele está adorando e continuará nesta linha, pois viu que deu certo.

Responder

    MAGNO

    02 de abril de 2011 às 20h50

    Bolsonaro já foi ignorado por muito tempo, mas acho que chega o momento de se dar um basta! O discurso do referido parlamentar faz clara apologia à violência contra homosexuais e contra seus desafetos ideológicos, o que se constitui crime. As pessoas têm liberdade pra dizerem o que quiserem, o que não quer dizer que não vão ter que responder por isso, ainda mais quando se constata no mundo todo, o resurgimento de idéias retrógradas incorporadas ao discurso de grupos extremistas (religiosos ou não) que se utilizam da violência e da intimidação para criar um clima de medo e reprimir quem tem idéias diferentes.

Ignorante Curioso

02 de abril de 2011 às 17h26

A afirmação – Em Gênesis 1.28, Deus ordenou a Adão, Eva e seus descendentes: “sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra” – me encheu de curiosidade:
sabendo-se que Adão e Eva geraram dois filhos do sexo masculino, onde está explicado como foi que esses três homens e essa única mulher tornaram-se fecundos e multiplicaram-se povoando a Terra?

Responder

    Airton Carneiro

    02 de abril de 2011 às 21h28

    Gn 5.4 deve tirar esta dúvida.

ORRAIO

02 de abril de 2011 às 16h44

Que que a religião tem a ver com a orientação sexual das pessoas??????????????????
Que se dane a religião!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

GEORGE MELLO

02 de abril de 2011 às 16h42

Lamentável descobrirmos o Brasil com um grande número de pessoas completamente inaptas para ocupar o planeta. Na última eleição ficou claro que há hordas de "fundamentalistas", que podem trazer grande prejuízo aos estados laicos e comprometidos com um governo para todos. A bíblia católica não é um documento respeitável e é absolutamente equivocada. São histórias fantásticas, que em algum tempo podem ter servido para algo, mas hoje só servem aos maníacos e psicopatas. Ninguém precisa de deus algum. Seja fraterno por reconhecer nos outros o seu semelhante. Isso não é bíblico, é humano!

Responder

    Leonardo

    03 de abril de 2011 às 13h45

    Tsc, o mesmo reducionismo de sempre. Quem vê algum valor na Bíblia so pode padecer de distúrbios da razão etc etc. Cara, ergue os olhos, o mundo que vive a sua volta põe ao chão esse seu pensar diminuto.
    Feliz cada novo dia

P A U L O P.

02 de abril de 2011 às 15h37

O texto acima foi escrito por algum 'TIM TONES' de plantão…
http://www.youtube.com/watch?v=UzyHJcgowgE&fe…
http://www.youtube.com/watch?v=a6yJn5XEhV4

Responder

FrancoAtirador

02 de abril de 2011 às 15h16

.
.
Mateus 19:12

Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe;
e há eunucos que foram castrados pelos homens;
e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus.
Quem pode receber isto, receba-o.
.
.

Responder

Leider_Lincoln

02 de abril de 2011 às 15h09

Ah, o argumento deles é bíblico? Então eles defendem a venda de filhas como escravas ( Êxodo 21:7); matar que trabalhe ao sábados (Êxodo 35:2 ) e o apedrejamento de quem blasfema ou faz consórcio de culturas agrícolas (Levíticos 24:10-16) ?

Responder

    Leonardo Ribeiro

    03 de abril de 2011 às 13h39

    Para o contexto histórico do Oriente, em que as leis sociais e religiosas eram infames e deletérias, inabeis para fomentar qualquer sociedade minimante viável – sim, sou favorável. E se você persistir em ler a parte histórica da narrativa bíblica sem ponderar o contexto da escrita vai naufragar seus argumentos a lá Saramago, mas com menos fama.
    Feliz cada novo dia

Arthur Schieck

02 de abril de 2011 às 15h02

"Os homens só serão livres quando o último rei for enforcado nas tripas do último padre."

Ninguém me convence que religião serve para alguma coisa que não seja o mal.

Responder

    Elton Ribeiro

    03 de abril de 2011 às 17h25

    Na URSS fizeram isso. E se não fosse a possibilidade de novamente viver num mundo livre( com direito a acreditar em Deus inclusive) eles teriam se matado por lá mesmo, diante de tão grande abatimento por viver num país(imperio) que ia de mal a pior e sem ter qualquer esperança. E foram buscá-la onde podiam achar, no mundo livre, livre para se crer em Deus ou qualquer outra coisa. Se proibir a fé fosse algo realmente eficiente por que os sovieticos não criaram o melhro dos mundos???

Maria Amélia

02 de abril de 2011 às 14h57

Esse texto é igual ao do serrista Pastor Malafaya.

Brasília, 2/4/2011

Responder

Gustavo Pamplona

02 de abril de 2011 às 14h27

"Se Deus tivesse a intenção de que o homem fosse bissexual, ou homossexual, ou se Ele tivesse criado o homem andrógino, o fato de criá-lo dessa maneira seria evidente em outros relatos das Escrituras relacionados à natureza do homem."

Sobre o "andrógino" acima… se o homem também engravidasse e que cada ser humano existente tivesse os órgãos sexuais de ambos os sexos, acho que nem existiria o conceito de ABORTO no que se refere a interrupção da vida na gravidez, já que seria uma prática comum.

Responder

    João

    02 de abril de 2011 às 22h08

    Cara, você tem que se tratar, ou se informar mais sobre o que fala.

    Silvio I

    03 de abril de 2011 às 00h01

    Gustavo Pamplona:
    Tenho a impressão de que você escreve para aparecer. Não e possível que você saiba alguma coisa de animais, o de biologia, si não, não diria esses disparates.

    Gustavo Pamplona

    03 de abril de 2011 às 12h28

    andrógino

    (andro- + -gino)
    adj.
    1. Biol. Hermafrodita.
    2. Que apresenta características sexuais ambíguas.
    adj. s. m.
    3. Que ou quem não tem características marcadamente femininas nem marcadamente masculinas, ou tem características consideradas do sexo opo

    Fonte: http://www.priberam.pt/DLPO/default.aspx?pal=andr…

    Sobre o lance do ABORTO isto é porque a maioria das mulheres que o defendem sempre falam que se o homem engravidasse também (ou seja se ele tivesse órgãos femininos como útero, ovários, etc.) o aborto já estaria totalmente descriminalizado.

    E amigo… pode não parecer muito… mas eu sempre sei o que estou falando.

    João

    03 de abril de 2011 às 13h40

    O que é pior: sabe o que fala e fala bobagens para aparecer.
    Sugestão: tente entrar no BBB12. Quem sabe o Boninho te dá a chance de aparecer.

    Silvio I

    03 de abril de 2011 às 14h32

    Gustavo Pamplona:
    Todo o contrario de mi, Eu nunca estou muito seguro do que escrevo. Muitas vezes o que tenho escrito, não tem sido publicado, assim que isso não estava certo para quem o tinha que publicar. Agora entrar a discutir como Deus teria que ter feito u homem ,não e comigo.Em quanto ao homossexualismo,não e um problema sô do homem, muitos animais são homo, e assim nos cause espanto, também existe em os vegetais.Por o tanto e um problema de como se misturam os diferentes genes, que nos não sabemos como é.

    M. Andrade Costa.

    03 de abril de 2011 às 03h05

    Eu já falei que esse cara é quase gênio porque tem dois cérebros: o grosso e o reto.

    Julia

    03 de abril de 2011 às 03h12

    Gustavo:

    Muito boa a IRONIA.

    ( talvez não percebida por alguns)


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding