VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Sidney Skiante: A História que não pode continuar secreta
Denúncias

Sidney Skiante: A História que não pode continuar secreta


15/04/2013 - 21h39

Ontem, hoje e sempre… do lado certo (ilustração inserida pelo Viomundo, quando a Época, revista das Organizações Globo, festejava Demóstenes, o impoluto)

por Sidney Skiante, via Facebook

Conheci um certo professor de História do Ensino médio do Colégio de Aplicação da UFSC. Tem como metodologia de trabalho com seus alunos ler os jornais de circulação na cidade diariamente. Pinça certas manchetes e artigos. Consegue, com certa habilidade, fazer a ponte entre os acontecimentos atuais envolvendo com os acontecimentos de um passado não muito distante.

O povo que não conhece seu passado (principalmente aquele não muito distante) não sabe para onde deseja ir e, aí… qualquer caminho serve. E este qualquer caminho é o que interessa as forças dominantes.

Cabe então a uma outra parcela da sociedade (no qual entendo que a imprensa alternativa tem um papel fundamental) necessariamente tem que “acordar”…

Bom fiz minha introdução, agora gostaria de resgatar um pouco desta nossa história recente. Trata-se da certidão de nascimento da Rede Globo. É estarrecedor compreender este “chão” onde pisamos hoje. Além do livro publicado (A História Secreta da Rede Globo) existe alguma pesquisa sobre a dita CPI? Observem o trecho que peguei:

O diretor dos Diários Associados, deputado federal e presidente da Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão, João Calmon em 13/94/1966 depondo na CPI que investigou as ligações entre a Globo e o Grupo Time-Life: “E esta é uma guerra — não é uma guerra quente, mas um episódio da guerra fria. Entretanto, se perdemos neste episódio, o Brasil deixará de ser um país independente para virar uma colônia, um protetorado. Muito mais fácil, muito mais cômodo e muito mais barato, não exige derramamento de sangue, controlar a opinião pública através dos seus órgãos de divulgação, do que construir bases militares ou financiar tropas de ocupação”.

Roberto Marinho disse em 20/04/1966, depondo na CPI que investigou as ligações entre a Globo e o Grupo Time-Life: “As empresas jornalísticas sofreram, mais talvez do que quaisquer outras, certas injunções, como depressões políticas, acontecimentos militares. Os prognósticos que estamos fazendo na TV Globo dependem muito da normalidade, da tranqüilidade da vida brasileira. Esses planos podem ser profundamente alterados, se houver um imprevisto qualquer ou advir uma situação que não esteja dentro dos esquemas traçados, como se vê nas operações de guerra”.

Boa parcela da população brasileira não consegue fazer a leitura do dito professor… Quem é a mídia hoje e de onde vem …

Fica meu registro e desabafo! Abraço …

Leia também:

Requião: José Dirceu achava que a Globo era “dele”

Clique aqui para ajudar a fazer o documentário sobre os bastidores da Globo

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

ELIANE SANTOS CARVALHO

21 de abril de 2013 às 10h10

A DITADURA APENAS MUDOU DE LADO E SE DISFARÇOU DE DEMOCRACIA. FALTA O POVO ACORDAR E BRIGAR PELA VERDADEIRA “DEMOCRACIA”. CONTINUAM DANDO PÃO E CIRCO (BOLSA FA………..) E OS COITADOS ACEITANDO MIGALHAS ,QUANDO DEVERIAM EXIGIR , CONSEGUIR E LUTAR POR SEUS DIREITOS CONSTITUCIONAIS . REVOLTADA!!!!!!!

Responder

Francisco Magalhães

16 de abril de 2013 às 18h19

A esses vermes e todos seus paus-mandados recebam a cusparada fétida do “Eu”(A.A)e lhes impregnando nos neurônicos. Abusem do refalsamento, pois a transfusão sanguínea deste povo acontecera amanhã, sem fichamento no SUS.

Responder

demetrius

16 de abril de 2013 às 18h00

O povo deixa as responsabilidades da vida na mão do governo, como se o governo fosse uma mãe.

Só que essa mãe tá dando leite quentinho para empresas como a globo. E aí a globo vira um “irmão” um ente da família, no caso a ovelha negra, só que ninguém se liga.

Responder

Josue Gomes da Silva

16 de abril de 2013 às 16h10

Prezados,
Divulguem, pesquisem as falcatruas desta empresa que destrói o Brasil e seu povo, quem tiver voz que divulgue diariamnete até alguém honesto fazer alguma coisa. Processo da Receita Federal, INSS, Aa compra fraudulenta da emissora em São Paulo( o deputado Afanasio Jazadi pode ajudar e muito )

Responder

Valmont

16 de abril de 2013 às 15h49

O filme Cidadão Kane não chega aos pés do potencial que a História Secreta da Rede Globo representa. Daria um filme fantástico, envolvendo gangsters, lavagem de dinheiro, militares brasileiros e o governo dos Estados Unidos. O final infeliz é o que vemos hoje: um esquema subterrâneo de poder comandando o Brasil.

Responder

Francisco

16 de abril de 2013 às 13h41

Maquiavel ensina que o bem deve ser feito aos poucos e o mal, todo e de uma vez.

O problema é o pessoal querendo fazer o “mal” aos poucos…

Tem que acordar um dia e a direção das emissoras ter sido transferida para uma cooperativa de atores e jornalistas.

Fundamentado em quê?

Fundamentado em que todas praticam o contrário do que a legislação determina (programação regional, educação,, programação nacional, etc.), algumas atuaram num golpe de Estado, mas principalmente…

Porque o poder executivo seja dono do STF e dono das principais tropas militares.

E ai, começamos a ser uma republica laica.

Em noventa dias, ninguem nem fala mais no assunto.

Qual e o hospede que respeita o dono da casa que pede licença para ir no sanitário? Essa é a situação do PT.

Responder

CNunes

16 de abril de 2013 às 11h26

Roberto Marinho depôs em CPI em 66,
hoje não tá dando nem pra levar o Policarpo pra falar…
Será que o poder de certa mídia aumentou???

Responder

Mariac

16 de abril de 2013 às 09h51

Obs. não posso abrir o Conversa Afiada. Faz dois dias. Alguém sabe a causa?

Responder

    Letácio Montenegro

    16 de abril de 2013 às 10h11

    Estou abrindo normalmente.

    Malvina Cruela

    16 de abril de 2013 às 14h22

    rssssssssssss…..gracista…como postou isso?? é como o outro que te acorda pra perguntar se vc está dormindo..

Nelson

16 de abril de 2013 às 09h40

Fosse só a Globo a ponta de lança, sentiríamos um certo alívio na nossa luta, meu caro Passos. O problema é que existem outras pontas de lança, Band, SBT, Record, Veja, FSP, Estadão e outros.

Responder

Nelson

16 de abril de 2013 às 09h37

O depoimento de João Calmon é exemplar em explicar o motivo pelo qual não devemos bater de frente com esses gigantes da comunicação. Para manter seu domínio, o sistema dominante sempre vai sustentar aparatos de comunicação do tipo que temos hoje.
Assim, o que nos resta mesmo é a mídia alternativa e muita vontade de militar pela verdade, por uma informação isenta, imparcial e completa. Sempre colocando em cheque a mídia dominante, é óbvio.
Se não conseguirmos colocar na cabeça das pessoas pelo menos a semente da dúvida em relação àquilo que essa mídia está a informar, não teremos, creio, sucesso em nossa empreitada.

Responder

Nelson

16 de abril de 2013 às 09h28

Está certo dos Passos. Porém, existisse apenas esta ponta de lança dos yankees e nosso trabalho em prol da mudança seria bem menor e menos sofrido. O problema é que não fica só na Globo. Temos que colocar nesse rol também, se não todo, quase todo o restante da grande mídia, Band, Record, SBT, Veja, FSP e outros.

Responder

O. Alencar

16 de abril de 2013 às 09h28

O que é Globo?
Juro que não sei mais. Há vários anos isso não entra na minha casa.
Nem Globo nem muito menos VEJA. A Folha entra pela porta dos fundos (minha doméstica “ganhou” uma assinatura)e vai direto pro esgoto, que é o lugar de onde nunca deveria ter saído. Talvez lá esses monte de bosta resfatele-se.

Responder

Julio Silveira

16 de abril de 2013 às 08h58

Isso hoje já não pode mais ser considerado secreto, já é de conhecimento de boa parte de brasileiros. O que deve incomodar é a confirmação da existencia de muitos brasileiros que não relativizam o que sai nesses grupos claramente alinhados com interesses que não são os deles. Me lembra a formiga contaminada pelo fundo Ophiocordyceps unilateralis que é capaz de transformar formigas em zumbis. O fungo parasita o cérebro do animal para se alimentar e manipula os movimentos do corpo do inseto, garantindo a perpetuação de sua espécie.

Responder

Mardones

16 de abril de 2013 às 08h40

O pior é que a maioria da população não consegue pensar fora do que a tv expõe. O brasileiro, infelizmente, tem o ‘conteúdo’ da tv. Fora desse contexto, não conseguem elaborar uma frase. Tudo o que sabem é o que passa na tv. E quando um atrevido tenta conversar sobre algo que não passou na tv, então é um deus nos acuda, pois não conseguem acompanhar a discussão. Ainda estão presos na caverna.

Responder

João-PR

16 de abril de 2013 às 00h47

Pois é, e depois ainda tem gente que acha que quando criticamos a postura de certos meios de comunicação, estamos fazendo a “teoria da conspiração”…

Responder

Fabio Passos

15 de abril de 2013 às 21h55

E isto mesmo que e a globo: Ponta de lanca dos interesses ianques.
Ja passou da hora de dar cabo deste entulho da ditadura que ate hoje trabalha todo dia o dia todo contra a soberania de nosso pais e a emancipacao de nosso povo.

Viva Brizola!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.